Página 1 dos resultados de 1098 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A sintaxe de António Aragão em um buraco na boca

Rebelo, Helena
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Num plano interdisciplinar, a Linguística contribui para o estudo do texto literário. Isso tem sido testado em Um buraco na boca de António Aragão. Analisa-se, aqui, o reflexo do estilo do autor na construção frásica dessa narrativa. Através de uma amostra, procura--se ter uma visão geral de alguns parâmetros da sintaxe deste escritor experimentalista, que, subvertendo prescrições gramaticais, ganhou poder criativo. porém, parece ter optado por uma linearidade frásica globalmente simplificada. O que caracteriza, então, a sua sintaxe?; In an interdisciplinary plan, linguistics contributes for the study of literary texts. This has been tested on A Hole in Mouth written by Antonio Aragon. We want to analyze here the reflex of the author’s style in the construction of this narrative. Studying a sampling of sentences, we try to get an overview of some syntax’s parameters of this experimentalist writer who, subverting grammatical prescriptions, won creative power. however globally he seems to choose a simplified sentence linearity. What, then, characterizes his syntax?

Relatório para provas de Agregação da disciplina de "Linguística Portuguesa IV" [Sintaxe e semântica do Português] dos Cursos de Licenciatura em "Línguas e Literaturas" da Faculdade de Letras de Coimbra cujos planos curriculares entraram em vigor no ano lectivo de 2003-2004

Rio-Torto, Graça
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Relatório
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Relatório para provas de Agregação da disciplina de "Linguística Portuguesa IV" [Sintaxe e semântica do Português] dos Cursos de Licenciatura em "Línguas e Literaturas" da Faculdade de Letras de Coimbra cujos planos curriculares entraram em vigor no ano lectivo de 2003-2004: opções teóricas, metodológicas, conteúdos programáticos, bibliografia; Relatório para provas de Agregação da disciplina de "Linguística Portuguesa IV" [Sintaxe e semântica do Português] dos Cursos de Licenciatura em "Línguas e Literaturas" da Faculdade de Letras de Coimbra cujos planos curriculares entraram em vigor no ano lectivo de 2003-2004: opções teóricas, metodológicas, conteúdos programáticos, bibliografia

Razão e emoção, o talento de Fritz Jank: de como sintaxe e semântica integram-se na obra do virtuose; Reason and Emotion,The talented Fritz Jank: and the way Syntax and Semantics integrate in his work

Lenza, Bernadete
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Esta Tese estuda o papel da Razão e da Emoção no virtuosismo, como se integram aí sintaxe e semântica. Procuramos entender como a obra de arte é vivida, intuída, tanto no momento da sua concepção quanto no momento da sua execução. Nosso objetivo específico foi o de estudar como as composições de Ludwig van Beethoven encontram resplendor artístico nas mãos do virtuose Fritz Jank. Depois de várias leituras, cursos, estudos sobre a obra musical escolhemos como nosso referencial teórico, a obra de Suzanne Langer por harmonizar-se inteiramente com a linha de pesquisa Razão e Emoção, do Laboratório de Epistemologia Genética do qual participamos. Sua formação néo-kantiana, grandemente influenciada por Ernst Cassirer, permitiu-nos uma compreensão e uma visão da obra de arte e especialmente da música, perfeitamente inseridas na produção científica desse Laboratório. Um virtuose necessita ter o domínio da sintaxe da linguagem musical, ou seja, o domínio do conhecimento musical. Entretanto, quando só há a técnica, aos artistas parece faltar humanidade, paixão, emoção. Procuramos mostrar como, tanto a razão quanto a emoção, estão unidas, quer para a composição, quer para a interpretação musicais. O virtuose...

O tratamento da sintaxe em gramáticas brasileiras do século XIX: estudo historiográfico; The treatment of syntax in Brazilian Portuguese grammars of the 19th century: a historiographical study

Polachini, Bruna Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
Esta pesquisa teve como principal objetivo analisar continuidades e descontinuidades no tratamento da sintaxe em gramáticas brasileiras do português do século XIX. Para tanto, as seis obras selecionadas, a saber, Morais Silva (1806), Coruja (1873[1835]), Sotero dos Reis (1866), Freire da Silva (1875), Ribeiro (1881), Maciel (1894[1902]), foram examinadas em relação às quatro capas, ou dimensões, que Swiggers distingue no conhecimento linguístico. Na análise da capa teórica, correspondente a visão global da linguagem e concepção das tarefas e do estatuto dos estudos linguísticos, foram analisados os termos gramática, língua e linguagem. Na análise da capa técnica, relativa a técnicas de análise e métodos de apresentação dos dados, abordaram-se termos da seção de tratamento da sintaxe das obras presentes em seis temas: a definição mesma de sintaxe, sentença e seus membros, concordância, hierarquia dos itens da sentença, sintaxe figurada e vícios. Já a capa documental, definida por Swiggers como a documentação linguística e filológica (número de línguas, tipos de fontes de dados, por exemplo) sobre o qual se baseia o estudo linguístico, permitiu a análise dos dados linguísticos eleitos como exemplos nas gramáticas e um exame...

A sintaxe pronominal na variedade afro-indígena de Jurussaca: uma contribuição para o quadro da pronominalização do português falado do Brasil; The pronominal syntax in the afro-indigenous variety of Jurussaca: a contribution to the framework of the pronominalization of the portuguese spoken in Brazil

Campos, Ednalvo Apostolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.15%
Esta pesquisa aborda a sintaxe pronominal pessoal da comunidade quilombola de Jurussaca/PA, sob os pressupostos da teoria gerativa, nas versões de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1986) e Minimalista (Chomsky, 1995, 2001). Dentro desse quadro, destacam-se os estudos sobre a categoria pronominal desenvolvidos por Zwicky (1977), Kayne (1975, 1991), Borer (1981), Bonet (1991), Cardinaletti & Starke (1999), Ewerett (1994), Duarte & Matos (2000), Duarte, Matos & Gonçalves (2005), Galves (2001a,b), Galves & Abaurre (2002), Déchaine & Wiltchko (2002), entre outros. Parte-se, inicialmente, da expressão do português brasileiro a partir do viés dicotômico existente entre suas variedades: o PB e o PVB. Essa dicotomia tem sido denominda de polarização sociolinguística do Brasil (LUCCHESI, 2008, 2009). Assume-se (cf. Oliveira et alii, no prelo) o conceito de Português Afro-indígena, relativo às variedades de português popular faladas no Brasil em comunidades rurais que conservam especificidades etnolinguísticas. Propõe-se que essas variedades localizam-se dentro de um continuum de variedades de português brasileiro [+marcadas] (como o português afro-brasileiro e o indígena). Analisa-se, a partir da sócio-história, e das construções sintáticas da expressão da comunidade: pronomes clíticos e tônicos atemáticos; o pronome de 1ª. pessoa nós [ns] em posição pré verbal ou proclítica...

A sintaxe popular: um estudo das ideias linguísticas de Julio Moreira; The popular syntax: a study of the linguistic ideas by Julio Moreira

Pereira, Valéria de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Este trabalho tem como objetivo investigar, sob uma perspectiva historiográfica, as ideias linguísticas de Julio Gonçalves Moreira (1854-1911) no que se refere aos conceitos de sintaxe popular do português. Para tanto, fundamentado em pressupostos teórico-metodológicos da História das Ideias Linguísticas, conforme o modelo de Sylvain Auroux (1992, 2008), o trabalho apresenta o horizonte de retrospecção, bem como o horizonte de prospecção relativos à obra e ao filólogo português. Serviu de corpus seus Estudos da Língua Portuguesa, vol I e II, respectivamente publicados em 1907 e 1913. Procurou-se demonstrar que, por hipótese, na concepção de Julio Moreira, a sintaxe popular é uma das formas latinas antigas presentes no português arcaico e conservadas na fala do povo. Para o autor, a língua popular é conservadora porque mantém traços de estágios de língua próximos do latim vulgar. Igualmente, procurou-se demonstrar pela comparação de suas ideias com a de outros autores o quanto Moreira contribuiu para discussões linguísticas de grande importância para a época, tais como os conceitos de analogia e de etimologia popular que aplicou ao estudo do português. Semelhantemente importantes são suas explicações ditas psicológicas para fatos sintáticos...

Enunciação e sintaxe : uma abordagem das preposições do português

Silva, Silvana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Este trabalho propõe-se a estudar os sentidos das preposições essenciais do português, a partir da Teoria da Enunciação de Émile Benveniste. As preposições consideradas advêm de um corpus de dados retirado de gramáticas contemporâneas do português. Ao abordar a descrição do sentido das preposições nas gramáticas e estudos lingüísticos brasileiros, constatamos que essa descrição é baseada em noções paradigmáticas constantes e genéricas, tais como espaço e tempo. A partir dos textos de análise de Benveniste, constatamos que o estudo da língua depende da consideração de uma dupla sintaxe, a saber, sintaxe da língua e sintaxe da enunciação, de uma dupla definição de sentido, a saber, valor e referência, de uma dupla definição de unidade, a saber, locução e enunciado e de uma dupla definição de língua, a saber, língua enquanto sistema de signos (língua) e língua enquanto comunicação intersubjetiva (língua-discurso). Constatamos ainda que a dupla consideração do sentido depende da postulação de uma unidade intermediária entre língua e língua-discurso, dita locução ou signo-palavra. Além disso, tal estudo nos mostra que uma metodologia de análise do sentido depende da simultânea consideração das relações de dissociação de forma e integração de sentido entre signos-palavra. A partir do estudo dos textos da Teoria da Enunciação...

Alternância do dativo em inglês : evolução das análises e a relação entre léxico e sintaxe

Araújo, Katia Adriane Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Com base em alguns dos principais trabalhos existentes na literatura gerativista sobre a "alternância do dativo" do inglês, identificamos e sistematizamos neste trabalho as principais restrições que, segundo a literatura, atuam na construção dativa (construção dativa preposicionada ou a de objeto duplo), bem como algumas das principais propostas de análise. Nosso intuito é mostrar como a evolução do estudo de uma construção particular envolve, muitas vezes de modo indireto e não explícito, aspectos importantes, mais gerais, da teoria lingüística. No caso particular deste trabalho, procuramos mostrar como o estudo da alternância nos permite identificar, entre outras coisas: (a) concepções importantes da relação entre sintaxe e léxico, e (b) os tipos de argumentação que podem ser utilizados para distinguir processos sintáticos de processos lexicais, bem como processos lexicais de vários tipos entre si. Quanto ao percurso das análises sobre a alternância dativa e as principais concepções teóricas que foram discutidas, procuramos enfatizar o fato de que há a gradativa evolução da teoria ao longo dos anos. Tomamos como ponto de partida para nossa discussão sobre a alternância a tese de doutorado de Richard Oehrle (1976). Oehrle toma como ponto de partida para sua discussão a visão "puramente transformacional" da alternância oferecida pelo "modelo padrão" da teoria gerativa. Desta perspectiva...

Lingua Barroca : sintaxe e historia do portugues nos 1600

Maria Clara Paixão de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.15%
A tese investiga a relação entre Sintaxe e História no português escrito entre os séculos 17 e 18. Abordo a singularidade da sintaxe dos textos portugueses "clássicos" em relação à dos textos arcaicos e modernos - notadamente quanto à colocação de pronomes clíticos- corno resultante da interrelação de suas propriedades gramaticais com o contexto histórico da sua escrita. O assim chamado "Português Clássico" não é entendido aqui como urna fase gramatical (no sentido gerativista), e sim como a fase final de uma gramática a que chamo de Português Médio, e que subjaz aos textos medievais tardios, aos textos renascentistas, e aos textos barrocos. Os padrões de freqüência das construções nesses textos representam as propriedades da gramática tais como instanciadas na escrita de cada período; sua evolução refletirá mudanças na gramática bem como transformações no contexto histórico da escrita. A cultura escrita em Portugal até a virada do século 17 deve ser compreendida como parte da esfera de influência Peninsular, na qual a escrita idealizada valoriza padrões neutros, e aplaina características marcadas como regionais. À perspectiva desse contexto histórico, e considerando o padrão de colocação de clíticos em relação a outras características sintáticas...

A passiva e o problema da relação sintaxe-semantica

Moura, Heronides Maurilio de Melo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão; O objetivo fundamental desta dissertação foi examinar a forma como quatro importantes modelos da lingüística moderna (estruturalismo, gramática gerativa-transformacional, gramática de casos e semântica-gerativa) estabelecem a relação entre sintaxe e semântica. Tal exame demonstrou relevância teórica do problema da relação entre sintaxe e semântica para a formulação dos modelos estudados. A parte prática desta dissertação constitui-se de um estudo da passiva, em cuja análise reflete-se o problema da relação entre sintaxe e semântica. A partir de uma avaliação das abordagens da passiva feitas pela gramática gerativa e pela gramática de casos de Chafe, foi proposto que uma explicação mais satisfatória da passiva deve considerar as condições sintáticas e as condições semânticas envolvidas na regra.

Estudo exploratório da sintaxe espacial como ferramenta de alocação de tráfego

Barros, Ana Paula Borba Gonçalves
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2006.; Este trabalho discute características dos modelos configuracionais (Sintaxe Espacial) e dos modelos de alocação convencionais (SATURN), com o objetivo de avaliar o potencial da Sintaxe para estimação de rotas potencialmente atraentes. A iniciativa se associa a estudos que vem sendo realizados neste viés, no intuito de ampliar o leque de alternativas de ferramentas para projetos em transportes. A dissertação desenvolve parâmetros de comparação entre a Sintaxe e o SATURN em termos de aspectos teóricos, metodológicos e técnicos. Para os resultados foram utilizados dois tipos de categorias de análises: fluxos – interpretado em termos visuais e estatísticos – e rotas. Os achados apontaram para um resultado positivo, demonstrando como uma ferramenta configuracional como o mapa axial e, mais precisamente, o mapa de segmento, podem contribuir para estudos em transporte, principalmente num primeiro estágio de investigação. Nesta situação os modelos configuracionais foram mais econômicos e rápidos que os de transporte e seu resultado de saída pode funcionar como uma base para as ferramentas tradicionais de tráfego. As correlações foram elevadas...

Aspectos da sintaxe de clíticos e artigos em português

Salles, Heloisa Maria Moreira Lima
Fonte: Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Examina-se a sintaxe dos artigos em português (e demais línguas románicas), demonstrando-se que a contração entre a preposição e o artigo [P+art] é a expressão morfofonológica da operação Agree, que licencia o sintagma determinante (DP) na posição de objeto da preposição, mediante a checagem de traços phi (pessoa, gênero, número). Argumenta-se que essa operação é realizada por movimento de núcleo, formando o núcleo complexo [P+D] na sintaxe, o que explica que a preposição seja carreada obrigatoriamente nos deslocamentos de sintagmas interrogativos (QU) e impede o fenômeno da preposição órfã. Considerando-se que clíticos têm sido analisados como a realização de traços-p/i/ em categorias funcionais, propõe-se identificar clíticos e artigos em termos dessa propriedade, conferindo-se ao Determinante nas línguas románicas o caráter de clítico sintático, uma propriedade sob variação entre as línguas.

Elementos de fonologia, morfossintaxe e sintaxe da língua Avá-Canoeiro do Tocantins

Silva, Ariel Pheula do Couto e
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2015.; A presente dissertação descreve aspectos da fonologia, morfossintaxe e sintaxe da língua Avá-Canoeiro, a qual pertence à família Tupí-Guaraní, tronco Tupí. Neste estudo, tratamos exclusivamente do Avá-Canoeiro do Tocantins, variedade diatópica do Avá-Canoeiro falada ao norte de Goiás. No capítulo 1 aprofundamos a descrição da fonologia desta língua à luz de dados da variedade mais conservadora, isto é, de dados dos falantes remanescentes do contato. No capítulo 2 tratamos de aspectos da morfissintaxe do Avá-Canoeiro do Tocantins, como as diferenças entre nomes e verbos, argumentos e predicados. Descrevemos também a morfologia dos modos verbais indicativo I, indicativo II, Imperativo e Gerúndio, bem como a morfologia flexional – flexão pessoal, casual e relacional. No capítulo 3 tratamos de aspectos da sintaxe do Avá-Canoeiro do Tocantins, enfocando a diferenciação entre argumentos sintáticos e argumentos marcados no núcleo do predicado, buscando descrever como esta língua expressa as categorias de pivô semântico...

A lógica social do espaço e a sintaxe espacial : análide do impacte de uma intervenção no tecido consolidado das Amoreiras

Romão, Nádia Gonçalves
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Mestrado integrado em Arquitetura; O objetivo desta investigação passa por avaliar, sob o ponto de vista social, o impacte de uma proposta de intervenção numa área de Lisboa, ao longo da fase de análise do espaço existente e da fase de conceção. Nesta dissertação, que corresponde à vertente teórica da unidade curricular (UC) de Projeto Final de Arquitetura (PFA) que termina o Mestrado Integrado em Arquitetura (MIA), pretende-se utilizar a teoria da sintaxe espacial (space syntax) enquanto ferramenta de análise quer do estado original do local quer das propostas de intervenção pensadas, no sentido de avaliar o impacte destas. A teoria da sintaxe espacial é utilizada para a análise quer do existente quer da proposta, de forma a informar o projeto dos padrões de uso do espaço existente para melhor informar a proposta e permitir validar as escolhas tomadas. Esta teoria, desenvolvida por Hillier e Hanson há mais de 30 anos ,analisa a relação entre o espaço físico e a vida social. Permitindo uma análise a várias escalas, uma global, à escala da cidade e uma análise local, ao nível por exemplo do bairro, possibilita a compreensão das diferentes relações entre os espaços constituintes de um sistema, de forma a ser possível avaliar o desempenho espacial de cada lugar. Para este trabalho foi analisada a área que estava a ser trabalhada em PFA...

A faculdade da linguagem e os sistemas de interface: as relações entre a sintaxe e a semântica

Negrão,Esmeralda Vailati
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP Publicador: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Este artigo defende a tese de que o minimalismo substantivo assumido por Chomsky nos desenvolvimentos recentes do programa de pesquisa em Sintaxe Gerativa abre uma perspectiva interessante para o tratamento das relações entre a sintaxe e a semântica. A concepção de ciência adotada na história desse projeto norteou a formulação de um modelo de gramática no qual a propriedade do deslocamento de constituintes tem papel central. O estudo das características dessa propriedade demonstra que os sistemas concepto-intencionais da mente humana distinguem entre diferentes tipos de relações semânticas e impõem exigências sobre o modo como essas relações são marcadas na sintaxe.

A sintaxe do clítico lhe no português brasileiro; The syntax of the clitic lhe in the brazilian portuguese

Nascimento, Maria Edna Porangaba do
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
This research studies the syntax of the clitic lhe in Brazilian Portuguese (BP), in particular, the syntactic features of the clitic lhe, as it is used as accusative and as dative. We try to relate two innovations observed in the syntax of the clitic and in the pronominal features of BP Grammar; (a) the loss of the clitic pronouns in the BP (b) the dative clitic lhe as direct object. The purpose of this paper is to provide a descriptive and a theoretical contribution: (i) descriptive: as far as we know the BP specifically the BP spoken in Maceió did not receive a specific description about its distribution and its innovation as accusative clitic; and (ii) theoretical: analyzing the clitics in the Gerative Theory is a challenge for this thesis, as there are many proposals to accommodate such pronouns in specific syntactic derivations. In this analysis, an ambiguity in the interpretation of the clitics as Ds or flexional affixes is identified. The mapping of the DO is analyzed within the broader context of the loss of the preposition a of datives in BP. It is additionally shown that changes to the pronominal system in PB leads to the mapping of the clitic as accusative. Such changes make the system a more referential one instead of a casual one.; ; O presente trabalho apresenta a sintaxe do clítico lhe no Português Brasileiro (PB) e tem como objetivo principal descrever os pronomes clíticos do PB...

A sintaxe por subordinação no português do Brasil: uma análise funcional das cláusulas de complementação verbal

Cordeiro da Silva, Emanuel; Virginia Telles de Araújo Pereira Lima, Stella (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Na sintaxe da complementação verbal, o sistema de muitas línguas do mundo autoriza que estruturas sentenciais ocupem a posição reservada sintaticamente ao objeto. A esse tipo de preenchimento sintático, subjazem correlações entre os domínios da sintaxe, da semântica, da pragmática e da cognição. Haja vista o português pertencer ao rol das línguas cujos verbos tomam cláusulascomplemento, o presente trabalho objetiva realizar uma análise funcional dos processos de encaixamento sintáticosemântico em construções complexas por subordinação do português falado e escrito no Brasil. Para tanto, são tomados como corpus da investigação dados de fala e de escrita coletados na cidade do Natal/RN. O material integra um corpus maior do grupo de pesquisa D&G (Discurso & Gramática), que coletou dados de fala e de escrita nas cidades do Rio de Janeiro, do Natal, do Rio Grande e de Juiz de Fora. Os textos da cidade do Natal, que são aqui postos sob estudo, correspondem a 120 produções de um total de 12 informantes igualmente distribuídos por três níveis de escolaridade: fundamental II, médio e superior. Como foram adotados cinco tipos textuais (narrativa de experiência pessoal, narrativa recontada...

Sintaxe: Conceitos Básicos. 13/05/2009

Szabo, Leda
Fonte: Universidade Metodista de São Paulo Publicador: Universidade Metodista de São Paulo
Tipo: Trabalho em Andamento
OTHER
Relevância na Pesquisa
37.25%
•Familiarizar-se com alguns dos conceitos fundamentais da sintaxe. •Compreender a importância das relações hierárquicas para a sintaxe. •Conhecer algumas das possibilidades de estudo da língua sob o ponto de vista da sintaxe. Link teleaula: http://www.umesp.edu.br/ead/1-2009/let/060/leda_1305/video.swf

Uma interface fonologia-sintaxe: o uso de "sons preenchedores" da categoria funcional dos determinantes no processo de aquisição de linguagem

Raquel Santana Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Este trabalho desenvolve-se na interface fonologia-sintaxe, defendendo que determinados segmentos vocálicos utilizados pelas crianças para garantir o ritmo das sentenças são também preenchedores de categorias funcionais ainda não adquiridas pela criança. De acordo com nossas expectativas, leituras na área confirmaram a existência de análises de outras linguas (inglês, italiano) em que se propõem o uso de "place:'holders"para categorias funcionais livres. Através da análise dos dados foi-nos possível observar que esses segmentos vocálicos (chamados de "filler-sounds" ou "place-holders", segundo se queira enfatizar sua importância fonológica ou gramatical, respectivamente conforme Scarpa 1993a), têm um papel fundamental tanto para a prosódia (em especial para a entonação e o ritmo) como para a gramática. No que diz respeito à prosódia, esses "filler-sounds" têm papel ativo na aquisição dos contornos entonacionais e do ritmo em português. Observou-se que realmente existe um processo de ancoragem na aquisição da linguagem, como defendem Gerken (1994) e Peters & Menn (1993); nossos sujeitos ancoram sua produção fonético para seu trabalho fonológico e sintático em um determinado modelo prosódico e quando essa ancoragem não mais é necessária eles a abandonam. Comprovou-se que o processo de ancoragem dá-se também entre os níveis hierárquicos prosódicos; o trabalho com o nível rítmico só se dá quando nossos sujeitos já dominam o nível hierarquicamente superior (uma hipótese de aquisição "top-down")...

Sintaxe X-barra: uma aplicação computacional

Othero, Gabriel de Ávila; PUCRS; Menuzzi, Sergio de Moura; UFRGS
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por pares"; Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-8420.2008v9nespp15Neste trabalho, apresentaremos uma aplicação computacional da teoria X-barra (cf. HAEGEMAN, 1994; MIOTO et al., 2004), através do programa Grammar Play, um parser sintático em Prolog. O Grammar Play analisa sentenças declarativas simples do português brasileiro, identificando sua estrutura de constituintes. Sua gramática é implementada em Prolog, com o recurso das DCGs, e é baseada nos moldes propostos pela teoria X-barra. O parser é uma primeira tentativa de expandir a cobertura de analisadores semelhantes, como o esboçado em Pagani (2004) e Othero (2004). Os objetivos que guiam a presente versão do Grammar Play são o de implementar computacionalmente modelos lingüísticos coerentes aplicados à descrição do português e o de criar uma ferramenta computacional que possa ser usada didaticamente em aulas de introdução à sintaxe e lingüística, por exemplo.