Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Ensino de física  e deficiência visual: possibilidades do uso do computador no desenvolvimento da autonomia de alunos com deficiência visual no processo de inclusão escolar; Physics Teaching and visual impairment: Possibilities of computer use in the autonomy developing of visually impaired students in the school inclusion process.

Carvalho, Julio Cesar Queiroz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.15%
Ao pensarmos no Ensino de Física voltado aos alunos com deficiência visual, a linguagem matemática mostra-se desafiadora, pois sua sintaxe bidimensional, essencialmente simbólica, restringe-a a uma "cultura de videntes". Com o desenvolvimento dos ledores de tela, tornou-se possível o acesso ao computador por pessoas com deficiência visual. No entanto a linguagem matemática convencional oferece certas barreiras à acessibilidade. O problema central de nossa investigação foi: Quais as possibilidades e limitações ao se introduzir a linguagem LaTeX, associada à softwares ledores de tela, na mediação de processos ativos de leitura e resolução de problemas de Física, por meio do computador, que envolvam expressões matemáticas? Segundo Vigotski, a mediação simbólica é o pilar central da relação do homem com o meio ambiente e com próprio homem, por meio da qual as funções psicológicas superiores se desenvolvem. Vigotski caracteriza o processo de mediação por meio de dois elementos: O instrumento, que regula as ações sobre os objetos, e o signo, que regula as ações sobre o intelecto das pessoas. O trabalho foi estruturado sob as bases da pesquisa qualitativa, sendo a interpretação dos dados baseada na Análise do Discurso em Bakhtin. Para Bakhtin...

Aprendizagem de escrita de língua de sinais pelo sistema SignWriting : língua de sinais no papel e no computador; The learning process of sign language writing through the signwriting system : sign languages on paper and in the computer

Stumpf, Marianne Rossi
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
Esta tese trata de como o sistema SignWriting pode servir de suporte a uma nova proposta pedagógica ao ensino da escrita de língua de sinais e letramento para crianças surdas usuárias da Língua Brasileira de Sinais - Libras e da Língua de Sinais Francesa - LSF. Escrever deve ser uma atividade significativa para a criança. No caso da criança surda, a escrita fundamenta-se em sua competência na língua de sinais, sem precisar da intermediação da língua oral. A criança surda, quando em um ambiente onde ela e seus colegas se comunicam em língua de sinais, efetivamente tenta escrever sinais, quando é incentivada a fazê-lo. Em nossos experimentos, usamos o sistema SignWriting para mostrar ás crianças surdas (e a seus pais e professores) como escrever textos em línguas de sinais de ambas as formas: manuscrita e impressa, usando o programa Sign Writer para editar textos em línguas de sinais. A base teórica que apóia a tese é a abordagem bilíngüe para a educação de surdos, a língua de sinais, a teoria de Piaget, e de Ferreiro quando trata das etapas da alfabetização em língua oral. Esta investigação possui um caráter exploratório, em que o delineamento metodológico é dado pela pesquisa-ação. O primeiro estudo apresenta um levantamento do processo de aquisição da escrita de sinais...

Software em língua portuguesa/Libras com tecnologia de realidade aumentada: ensinando palavras para alunos com surdez

Carvalho, Dariel de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 143 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
25.94%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação - FFC; A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é uma língua gestual que abrange as necessidades da comunidade surda e, instituída no Brasil como língua oficial; é ensinada em instituições de atendimento a alunos com surdez e, cada vez mais presente, por meio dos intérpretes em Libras, em ambientes inclusivos, programas de televisão, eventos educacionais, dentre outros espaços sociais. Os métodos disponíveis nem sempre atingem a todos os estudantes com surdez. Dessa forma, observamos a busca constante pelo desenvolvimento e produção de materiais/ferramentas que superem tais dificuldades e possam colaborar com o aprendizado dessas pessoas. A utilização de tecnologia para promover o aprendizado é uma das oportunidades que é possível explorar para potencializar esse processo. Assim, estabelecemos como objetivos desenvolver um software em Libras para o ensino de palavras em Língua Portuguesa escrita, figuras e sinais das palavras em Libras, com o emprego do recurso de realidade aumentada, e avaliar o repertório inicial e final de alunos com surdez, referente às palavras ensinadas, por meio da aplicação do software. Nesse sentido...