Página 1 dos resultados de 3588 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Representações sociais sobre a sexualidade de pessoas estomizadas: conhecer para transformar; Social Representations about the sexuality of stomized patients:seeking to know more about the subject in order to transform it

Paula, Maria Angela Boccara de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
O estoma causa impacto em várias esferas da vida da pessoa, inclusive na vivência da sexualidade, bem como na vivência do seu parceiro sexual. O tema sexualidade abrange inúmeros aspectos que passam pela fisicidade e subjetividade humana e que envolvem percepções e significados. Conhecer as representações sociais (RS) sobre a sexualidade de pessoas com estoma intestinal definitivo e identificar fatores que potencializam e ou dificultam sua vivência foram os objetivos deste estudo, tendo como referencial teórico-metodológico a Teoria das RS. A análise de conteúdo dos discursos obtidos por meio de entrevistas abertas, realizadas junto a 15 pessoas com estomas intestinais definitivos há um ano ou mais, cadastrados na Associação Vale Paraibana de Ostomizados -Taubaté (SP) permitiu significar três unidades temáticas: O SIGNIFICADO DA SEXUALIDADE, A VIVÊNCIA DA SEXUALIDADE: ANTES DO ESTOMA e RESSIGNIFICANDO A SEXUALIDADE. Demonstrou-se que o estoma intestinal interfere na dinâmica da vivência da sexualidade, desvelando que os significados a ela atribuídos estão ancorados nas histórias individuais de vida, na qualidade das relações pessoais/conjugais estabelecidas na prática e na percepção da sexualidade, apesar do estoma. Por outro lado...

Masculino e feminino: a primeira vez. A análise de gênero sobre a sexualidade na adolescência; Male and female: the first time. The analysis of sexuality in adolescence

Conchão, Silmara Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Esta pesquisa identificou como as relações de gênero modulam a sexualidade dos (as) adolescentes atualmente, e o que eles (as) contam sobre suas vivências no contexto social no qual estão inseridos. São adolescentes de 18 e 19 anos, que freqüentam o ensino médio noturno de uma escola pública localizada no centro da cidade de Santo André (SP Brasil). Busquei articular as questões de gênero e sexualidade para obter uma melhor compreensão do contexto a partir dos quais os (as) adolescentes elaboram sua visão de mundo. Compreender melhor em que circunstâncias tomaram certas atitudes e, longe de verificar sob um ponto de vista especulativo, a idéia foi observar na interação entre fatos e explicações, os valores e as formas de se relacionarem sexualmente. Como estratégia desenvolvi a escuta a partir da narrativa sobre minha experiência no processo de iniciação sexual na fase adolescente, em meados da década de 1980, o que serviu como ponto de partida para a mediação do diálogo nos grupos focais. Portanto, a fala dos (as) adolescentes nessa pesquisa qualitativa, constituiu o objeto central de interesse. Foi possível verificar que falar de sexualidade está se tornando menos constrangedor, mas faltam diálogos mais abertos...

O desenvolvimento da sexualidade da criança em situação de risco; The sexuality development in risk situation child

Yano, Karen Murakami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Este estudo objetivou retratar e analisar a visão da criança em relação a sua sexualidade: concepções formadas, experiências, sentimentos gerados e efeitos sobre seu desenvolvimento. Trata-se de um estudo apoiado no método qualitativo descritivo-exploratório. Os dados coletados foram organizados segundo o referencial metodológico da Análise Temática do discurso. Participaram do estudo, crianças de seis a doze anos, integrantes de uma instituição não governamental que desenvolve atividades sócio-educativas. Foram entrevistadas, aos pares, 42 crianças. Utilizaram-se perguntas abertas e técnicas facilitadoras de comunicação: Técnicas de Normalização, Narrativa Autogênica e Brinquedo Terapêutico. A sistematização dos dados gerou as categorias empíricas: os meios de conhecimento, as concepções de sexualidade, o tempo e a sexualidade e a violência e a sexualidade. As crianças receberam mais informações sexuais do que uma educação sexual. A falta de orientação e informação, aliados à conhecimentos equivocados e estereotipados, deixavam um vasto campo para que as crianças elaborassem suas próprios julgamentos e respostas ao que elas viam e ouviam ao seu redor. Na opinião destas crianças, os pais eram mais repreensivos e não forneciam todas as informações que elas necessitariam. Desta forma elas buscavam outros meios para aprender sobre a sexualidade. Assim a televisão e os pares eram os meios mais procurados para informar-se. Fadadas a buscarem informações por conta própria...

Sexualidade e fontes de informação entre adolescentes estudantes do ensino médio; Sexuality and sources of information among high school teenager students

Noronha, Grace Peixoto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Introdução: Entre os aspectos das ações desenvolvidas no campo da Saúde Pública voltadas aos adolescentes, no que tange àquelas voltadas à esfera da saúde sexual e reprodutiva, além das questões de vulnerabilidade mais habitualmente abordadas como as DST/ AIDS e gravidez na adolescência, devem ser destacadas as ações que propiciem o desenvolvimento sexual saudável. A adolescência é um conceito histórica e socialmente construído envolvendo indivíduos que vivenciam transformações bio-psico-sociais, nas quais a questão da sexualidade implica uma importante dimensão. O acesso às informações e conhecimentos por adolescentes sobre aspectos sexuais, biológicos, entre outros, pode favorecer a melhor compreensão de seu desenvolvimento, viabilizando maior autonomia nas suas atitudes e decisões. Objetivos: Identificar e caracterizar temas de perguntas que adolescentes do Ensino Médio têm sobre sexualidade em dois momentos históricos distintos; identificar as fontes de informação que adolescentes utilizam e/ou gostariam de utilizar para responder às suas perguntas; e comparar as dúvidas de estudantes do 2º grau de uma mesma escola em dois momentos históricos (1996, 2008). Métodos: Pesquisa transversal, quali-quantitativa...

A abordagem à sexualidade masculina na atenção primária à saúde: possibilidades e limites; The approach to male sexuality in primary health care: possibilities and limitations

Pinheiro, Thiago Félix
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
A relação masculinidades-saúde tem sido investigada por vários estudos nos últimos anos. A aproximação dos homens às práticas de cuidado e aos serviços de saúde é apontada como um desafio que esbarra na construção social das masculinidades e no direcionamento dos serviços para a atenção a mulheres e crianças. Este trabalho tem o objetivo de compreender como as questões relativas à sexualidade masculina são abordadas na Atenção Primária à Saúde. Para tanto, investiga como homens, situados no contexto de pobreza urbana, percebem e lidam com a sexualidade e com necessidades em saúde sexual; como a sexualidade masculina se configura como tema e demanda nos serviços de saúde e como interagem profissionais e usuários frente a ela. Trata-se de um recorte de pesquisa multicêntrica, voltada para a investigação da relação dos homens com os serviços de Atenção Primária à Saúde. Este recorte se detém à análise da observação etnográfica da estrutura e do funcionamento de duas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Natal/RN, Brasil, e de entrevistas semi-estruturadas com 57 homens, usuários desses serviços. O trajeto analítico-interpretativo foi orientado, no campo teórico, pela perspectiva de gênero e...

Sexualidade e gênero: estudo das relações afetivas de jovens surdas de uma escola municipal de educação especial de São Paulo; Sexuality and gender: study of affective relations in deaf female young people in special education city scholl.

Ribeiro, Karen
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O presente trabalho investiga práticas, experiências e vivências da sexualidade de jovens surdas, usuárias da língua brasileira de sinais, a Libras. Foram realizadas observações, entrevistas e discussões com dez surdas de 12 a 17 anos, estudantes de uma escola municipal de educação especial (EMEE) de São Paulo, voltada para o atendimento de crianças, jovens e adultos/as com surdez, surdocegueira e outras deficiências associadas. Os dados foram analisados de maneira qualitativa, à luz da abordagem sociológica e dos conceitos de surdez, juventude, sexualidade e gênero. Também foram entrevistadas seis professoras, três agentes escolares e uma inspetora de alunos. O estudo investigou como se constitui a sexualidade dessas estudantes e qual o papel desempenhado pela escola e pela família nesse processo. Foi constatado que as jovens apresentam desinformação, dúvidas e mitos sexuais, alguns muito próximos da realidade de jovens, sejam surdos ou não. Mas elas não têm acesso às informações detalhadas relativas à prevenção das DST/AIDS e aos métodos contraceptivos, em função do desconhecimento da Libras pela maioria da população ouvinte, da falta de acesso a livros e revistas e à internet, da ausência de intérpretes de Libras e das legendas ocultas nos programas de TV. Verificou-se que...

A sexualidade no cuidado de enfermagem de mulheres com câncer ginecológico e mamário; Sexuality in nursing care for women with gynecological and breast cancer

Ferreira, Simone Mara de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Trata-se de um estudo qualitativo que teve como objetivo analisar se a sexualidade é uma das dimensões do cuidado de enfermagem nas mulheres com câncer ginecológico e mamário, num hospital universitário. A coleta de dados foi realizada empregando-se como fontes de informação a entrevista individual semiestruturada. Foram entrevistadas 16 profissionais da equipe de enfermagem, sendo nove alocadas na Seção de Enfermagem da Unidade de Ginecologia e sete no Ambulatório de Mastologia e Oncologia Ginecológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Utilizouse o referencial metodológico da análise de conteúdo, e o suporte teórico de análise dos dados foi a sexualidade como construção sociocultural. Os dados foram codificados, inicialmente, em dois núcleos de sentido. A partir desses dois núcleos de sentido, foram construídas quatro unidades temáticas: "A doença e a sexualidade da mulher: reconhecendo o problema"; "A sexualidade como dimensão do cuidado de enfermagem"; "Identificando barreiras na abordagem da sexualidade" e "Reconhecendo a necessidade de reestruturação da assistência prestada". No primeiro núcleo temático, destacaram-se as percepções das profissionais de enfermagem em relação ao comprometimento da sexualidade da mulher acometida pelo câncer ginecológico e mamário. Reconhecendo que a vaidade é inerente ao sexo feminino e que as mulheres dão muita importância para a aparência física...

Sexualidade e imagem corporal de mulheres com câncer de mama; Sexuality and body image in women with breast cancer

Santos, Daniela Barsotti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
Introdução: A sexualidade é uma construção que envolve normas culturais, sexo, corporeidade e gênero. Ela faz interface com a imagem corporal e é produto e produtora da medicalização. Tais elementos interagem entre si e formam diferentes configurações no contexto social e individual, ao longo do tempo. Nesse sentido, o acometimento pelo câncer de mama transforma a sexualidade e a imagem corporal da mulher. Propomos com este estudo contribuir para a compreensão de aspectos psicossociais de mulheres, após o câncer de mama, para a atenção integral à saúde da mulher. Objetivo: Compreender as repercussões do processo diagnóstico e de tratamento, na sexualidade e na imagem corporal, da mulher com câncer de mama. Métodos utilizados: O estudo de abordagem qualitativa embasou-se na Teoria dos Scripts Sexuais que propõe explicar os processos pelos quais as pessoas organizam suas condutas sexuais pela interação entre cenários culturais, scripts interpessoais e scripts da subjetividade. Foram realizadas entrevistas individuais com roteiro semiestruturado; grupos focais e atividade grupal temática, que foram audiogravados e transcritos integralmente. O material foi categorizado, triangulado e analisado segundo conteúdo temático. Cada categoria foi relacionada a um determinado nível dos scripts sexuais. Resultados: 36 mulheres entre 36 e 76 anos participaram do estudo. A maioria mantinha um relacionamento...

Significado da sexualidade e assuntos correlatos no contexto escolar por professores do ensino fundamental na educação sexual: experiência de uma pesquisa-ação; Meaning of sexuality and interrelated issues in the school context by teachers from the elementary school in the sexual education: experiment of an action-searching

Jaques, André Estevam
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
No cenário da educação relativo à saúde, as questões sexuais são responsáveis por uma série de fatores que podem tanto contribuir com a promoção da saúde sexual e reprodutiva quanto a levar os indivíduos a transtornos severos. Caso não exista uma política de abertura para lidar com esses problemas, principalmente na adolescência, de forma dialogada, sincera e honesta, cabe ao enfermeiro compreender que a sexualidade e seus diversos desdobramentos dependem de uma série de condições econômicas, ambientais, socioculturais propícias, entre outros, como condicionantes e/ou determinantes da condição de saúde. Objetivo: Identificar o significado de sexualidade, violência sexual e educação sexual junto aos professores atuantes no ensino fundamental de uma escola pública do Estado do Paraná, procurando desenvolver conjuntamente com eles, um programa educativo visando instrumentalizá-los para a ação educativa neste sentido. Metodologia: Pesquisa qualitativa, mediatizada pela pesquisa-ação, que permite levantar problemas e, propor posteriormente ações educativas. Para a coleta de dados utilizamos a entrevista, com a aplicação de questionário e a observação participante com o uso do diário de campo. A amostra foi constituída por 23 professores do ensino fundamental de uma cidade do interior paranaense. Adotamos como critérios de inclusão: ser professor efetivo...

Percepções de professores/as sobre gênero, sexualidade e homofobia: pensando a formação continuada a partir de relatos da prática docente; Teachers´ perceptions about gender, sexuality and homophobia: reflecting on continuous teacher training in the view of practice accounts

Rizzato, Liane Kelen
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O objetivo desta dissertação é compreender as percepções de professores/as sobre gênero, sexualidade e homofobia, bem como o modo como eles/as lidam com tais temáticas na prática docente. Trata-se de uma investigação de natureza qualitativa que teve como sujeitos de pesquisa professores/as da rede estadual de ensino de São Paulo que participaram de um curso intitulado Convivendo com a Diversidade Sexual na Escola, oferecido em 2007 por meio da parceria entre duas ONGs e financiado pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH), em conformidade com a política de formação continuada em gênero e sexualidade. Os instrumentos teórico-metodológicos utilizados na pesquisa empírica consistiram em análise documental, aplicação de questionários e realização de entrevistas em profundidade. No exame do material obtido, foram fundamentais as reflexões teóricas sobre formação docente, relações de gênero, sexualidade, homofobia e, em especial, sobre o conceito de experiência social. Por meio da perspectiva pós-estruturalista, o estudo da homofobia intrinsecamente relacionada ao gênero e à sexualidade estruturou a discussão sobre os processos distintivos que organizam uma espécie de vigilância de gênero e agem como forças normativas na constituição das identidades docentes. As contradições e dissonâncias apresentadas nos discursos dos/as professores/as entrevistados/as evidenciaram que a construção da experiência social em homofobia por eles/as vivenciada tem a mesma dinâmica de produção-reprodução-resistência apresentada pela escola no que tange às relações gênero e sexualidade. No contexto analisado...

A sexualidade após a maternidade: a expeiência de mulheres usuárias do SUS; The sexuality after motherhood: the experience of user women of SUS.

Andrade, Marilaine Balestrim
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
A chegada do primeiro filho traduz um cenário de intensas mudanças na rotina das mulheres, o qual é pautado por diferentes percepções a respeito da sexualidade e da maternidade. As formas como as novas mães percebem tais mudanças e, identificam suas necessidades em relação ao exercício da sexualidade exercem influência sobre o cotidiano e a saúde das mulheres. Este estudo teve por objetivo compreender como as mulheres que se tornaram mães pela primeira vez percebem as mudanças e identificam as suas necessidades em relação ao exercício da sexualidade durante o primeiro ano do período pós-parto. Especificamente buscou analisar as perspectivas das participantes sobre a maternidade e a sexualidade; compreender a vivência da sexualidade em função dos significados atribuídos a maternidade; identificar o conhecimento e a importância atribuída aos diferentes métodos contraceptivos e; identificar a importância das orientações profissionais nas questões ligadas à saúde sexual e reprodutiva das mulheres. Em virtude dos fenômenos estudados desenvolvemos uma pesquisa de cunho qualitativo com 12 mulheres primíparas e usuárias de Unidades Básicas de Saúde do município de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo. O instrumento utilizado para a realização da coleta de dados foi a entrevista semiestruturada e...

A roteirização da sexualidade por enfermeiras que cuidam de pacientes com câncer de mama; Scripting of sexuality by nurses providing care to patients with breast cancer

Junqueira, Lilian Claudia Ulian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
O acometimento pelo câncer de mama é acompanhado por diversos eventos estressores, que provocam uma série de mudanças imprevisíveis e não escolhidas na vida da mulher que está em tratamento, bem como na dos familiares envolvidos, podendo alterar a dinâmica relacional e a sexualidade. Algumas das preocupações comuns entre as pacientes são: o medo da morte que a doença suscita, o sentimento de inutilidade, a perda dos vínculos afetivos e, especialmente, a mutilação da mama, que é símbolo da feminilidade, sexualidade, erotismo, maternidade e identidade. No cenário do tratamento e da reabilitação, a enfermeira exerce papel importante no cuidado da mulher adoecida. Por essa razão, é relevante indagar como a profissional percebe as questões da sexualidade na assistência. Este estudo qualitativo, descritivo e exploratório teve por objetivo investigar os significados atribuídos à sexualidade e se (e como) essa dimensão é contemplada na prática profissional de enfermeiras (os) que cuidam de mulheres com câncer de mama. Participaram da pesquisa 31 enfermeiras e um enfermeiro, com experiência profissional em oncologia variando de dois a 25 anos de assistência a pacientes com câncer de mama, oriundos de diferentes instituições e contextos de saúde...

Sexualidade do Idoso: uma revisão sistemática da literatura; The Sexuality of the elderly: a systematic review of literatura

Souza, Mariana Paula de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
A velhice se constitui de uma importante etapa da vida que é extremamente significativa, merecendo atenção e cuidados especiais, com possibilidades de continuidade das fontes de prazer, alegria e de felicidade. Assim, atingir a velhice implica nas diversas superações de etapas, obstáculos, percalços e momentos que conduzem a um amadurecimento maior, dadas as experiências vivenciadas. Embora podendo ser considerada, biologicamente, como uma regressão morfofuncional, esse processo afeta todos os sistemas fisiológicos principais, de forma variável. Entretanto, os sentimentos e as sensações não sofrem deterioração. Não impede o indivíduo de desfrutar a vida, de forma ativa e saudável, possibilitando também a praticar a sexualidade como pode e como queira. Mas, os preconceitos sofridos neste sentido, são muitos. A sociedade, sustenta o mito da fase assexuada, excluindo do imaginário, qualquer vivência da sexualidade entre eles, que por vezes, acreditam que a sexualidade nessa fase da vida já não faz mais sentindo. Assim, sentimos a necessidade de estudar e entender como os idosos percebem a sua própria sexualidade. Para desmitificar esse assunto que perpassa por preconceitos, mitos, tabus e crendices populares...

"A gente não pensava nisso..." : educação para a sexualidade, gênero e formação docente na região da Campanha/RS; “We never thought about it…” : education for sexuality, gender, and teaching education in the area of the southernmost plains of Rio Grande do Sul state

Hampel, Alissandra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
A presente tese discute e analisa a importância da inclusão de temas como gênero e sexualidade na formação de professores/as da Região da Campanha na perspectiva de uma Educação para a sexualidade, que contemple um viés mais amplo, levando em conta os aspectos culturais, sociais e históricos em relação a esses temas. A pesquisa de abordagem qualitativa, com aporte teórico nos Estudos Culturais e Estudos de Gênero, a partir da perspectiva pós-estruturalista, utilizou a técnica de grupo focal com aluno/as formando/as do Curso de Pedagogia da Universidade da Região da Campanha. Ao longo de seis encontros foram propostas discussões com o intuito de refletir e expor alguns conceitos relacionados com uma Educação para a Sexualidade e as representações expressas através de artefatos culturais como músicas e obras literárias que, de alguma forma, mostravam modos de ser e de viver de homens e mulheres nesta região do Rio Grande do Sul. Também foram pesquisados os currículos dos cursos de Pedagogia, bem como os currículos dos cursos de formação docente em nível médio da região, a fim de verificar se os mesmos possuíam disciplinas voltadas para as questões de gênero, sexualidade e diversidade. Os resultados apontaram a importância de entender as escolas como espaços fundamentais de formação e que os discursos e práticas por elas veiculados afetam modos de ser e de estar no mundo...

Unintended consequences: evaluating the impact of HIV and AIDS on sexuality research and policy debates

Parker,Richard
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 EN
Relevância na Pesquisa
37.11%
The HIV epidemic has had a profound impact on how we think about, talk about, and carry out research on sexuality. The epidemic opened up a wide range of approaches and methodologies within sexuality research, helping to encourage more open public discussion and debate concerning sexuality, sexual values, and sexual norms. Sexuality became one of the key contested spaces of public discourse in a previously unimaginable way, and both conservative and progressive forces have entered the debate in ways that have had a lasting impact on sexual policies in the last two decades. The current article seeks to briefly evaluate some of these important changes. It suggests that recent advances have decelerated or become more timid, while emphasizing the continued importance of seeking to address sexuality as a central issue within the context of HIV and AIDS. Although such developments may have been unintended, the ways we respond to the epidemic can have a significant impact (for better or worse) on how issues related to sexuality and sexual health are addressed.

Nursing and sexuality: integrative review of papers published by the Latin-American Journal of Nursing and Brazilian Journal of Nursing

Costa,Lucia Helena Rodrigues; Coelho,Edméia Coelho de Almeida
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 EN
Relevância na Pesquisa
37.11%
This study departs from the assumption that studies addressing sexuality in the field of nursing present changes and broaden the scope of discussion to include gender and sexual rights, although a strong tendency to link sexuality to its biological aspects is still observed. This study identifies the state-of-the-art of studies addressing sexuality published by two international journals: Latin American Journal of Nursing and The Brazilian Journal of Nursing. The sources were papers published in both periodicals over a period of ten years (from 1998 to 2007). In a universe of 1,894 searched abstracts, 29 mentioned the word ‘sexuality’. The results confirm this study’s assumption showing that the studies addressing sexuality from the perspective of nursing published by these two journals broaden the understanding on the subject as they incorporate categories such as gender, but also excessively link sexuality to its biological aspects.

Provocative Innocence: Deconstructing Youth Sexuality through a Patriarchal & Immanent Framework

Mills, Jessica J.
Fonte: Brock University Publicador: Brock University
Tipo: Electronic Thesis or Dissertation
ENG
Relevância na Pesquisa
37.11%
The purpose of this exploratory study is to deconstruct dominant discourses of youth’s sexuality through the exploration of a cultural text. Patriarchal and immanent frameworks form the theoretical basis for a deconstructive textual analysis and systematic mise en scène analysis of the chosen text, the film, Thirteen (Hardwicke, 2003). I intend to explore the portrayal of youth sexuality by deconstructing discourses of sexuality that are simultaneously reflected and interrogated in the above mentioned media text. I have chosen this approach in order to deconstruct socially constructed ways of knowing and experiencing sexuality in order to uncover a multitude of possibilities for sexuality. In other words, this project will use deconstruction in order to reconceptualize sexuality.

Materiality, Becoming, and Time: The Existential Phenomenology of Sexuality

HOUGHTALING, MELISSA
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Tese de Doutorado
EN; EN
Relevância na Pesquisa
37.25%
As much of the scholarly literature shows, gender has served as a central organizing force for knowing and theorizing about sexuality. The governmentality of sexuality in Western societies over the last 200 years has led to sex being discursively implicated with reproduction, and this has had a profound effect on the ways sexuality has been theorized and understood in terms of gendered desire. The aim of this dissertation is to theorize an alternative approach to sexuality that decenters gender and gives attention to the materiality of sex and the body. Using existentialism and phenomenology, this dissertation offers a particular challenge to heteronormative conceptions of “sexual orientation” and “sexual identity” for their ostensibly timeless and enduring quality, or being. The research presented herein theorizes sexuality through an ontology of becoming that takes into account the diverse, multi-faceted nature of sexuality as a series of temporal experiences, attractions, desires, sensations, practices, and identities – that is, as a phenomenon. A genealogical methodology is used to trace the discursive history of sexuality and demonstrate how modernist discourses of sexuality have influenced how sexuality is known and experienced. This research emphasizes the discursive constraints on knowledge about sexuality. In considering an alternative framework...

A study of sexuality following traumatic brain injury : moving towards the validation of a biopsychosocial model

Moreno, Jhon A.
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
EN
Relevância na Pesquisa
37.2%
L’étude de la sexualité dans le contexte des maladies neurologiques est un domaine émergent qui nous permet de mieux comprendre les corrélats cérébraux et neurocomportementaux de divers aspects de la sexualité. Les changements au sujet de la sexualité sont fréquents à la suite de troubles neurologiques tels que les blessures de la moelle épinière, la sclérose en plaques, l’accident vasculaire cérébral, l'épilepsie et les traumatismes craniocérébraux (TCC). Compte tenu de la complexité de la sexualité après un TCC, celle-ci doit être analysée à partir d'une perspective biopsychosociale qui comprend trois facteurs interdépendants : a) les facteurs neuropsychologiques et psychologiques, b) les variables médicales et physiques, et c) les facteurs relationnels. L’objectif de cette thèse était d’étudier certains éléments de la sexualité auprès de personnes ayant subi un TCC afin de fournir des preuves empiriques pour contribuer à la validation d’une perspective biopsychosociale de la sexualité après un TCC. Trois études quantitatives originales ont été effectuées auprès de personnes ayant subi un TCC léger, modéré ou grave et ayant reçu des services de réadaptation post-TCC, et d’un groupe de témoins en bonne santé...

"Vivenciando a sexualidade na assistência de enfermagem: um estudo na perspectiva cultural" ; Experiencing sexuality in nursing attendance: a study in the cultural perspective.

Ressel, Lúcia Beatriz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
A sexualidade é uma condição humana presente em todas as fases de vida das pessoas. Neste estudo, objetivei compreender de que forma o tema sexualidade, condicionado culturalmente, é vivenciado na prática da assistência de enfermagem, pelas enfermeiras. Para tanto, adotei como opção conceitual a Antropologia Cultural, uma vez que ela apresenta uma concepção de sexualidade como construção histórica-social-cultural progressiva, singular, dinâmica, flexível e contextualizada, vale dizer, como uma elaboração prória de cada pessoa. A abordagem qualitativa adotada foi o método etnográfico e os dados foram obtidos por intermédio das técnicas do grupo focal e da entrevista semi-estruturada. Emergiram da análise dos dados os descritores culturais, que permitiram a identificação dos sub-temas: construções singulares, tornando-se enfermeira, vivenciando a sexualidade na assistência de enfermagem e descontruções e reconstruções. Acrescentei, nessa análise o capítulo emergindo analogias, que contém um confronto entre a representação do eu-enfermeira e a simbolização das deusas gregas, refletindo a forma como as colaboradoras experenciam o tema da sexualidade no fazer enfermagem. Este estudo viabilizou a expressão dos significados particulares acerca da sexualidade...