Página 1 dos resultados de 1207 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Energia elétrica e políticas públicas: a experiência do setor elétrico brasileiro no período de 1934 a 2005; Electricity and public policies: the experience of the Brazilian electrical sector, 1934 to 2005

Landi, Mônica
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
O presente trabalho foca-se na análise do processo de reestruturação do setor elétrico brasileiro, em particular nas mudanças ocorridas do ponto de vista institucional e regulatório, entre os anos de 1995 a 2004. Tendo como pano de fundo esse cenário, a tese preocupa-se em analisar a evolução do papel do Estado e sua relação com as políticas públicas orientadas para esse segmento da infra-estrutura nacional. Analisa-se, de um lado, a passagem do padrão de intervenção estatal para o modelo mercantil privado, instituído a partir de 1995, e de outro, as diversas adaptações vivenciadas pelo setor ao longo do biênio 2003/2004. Neste particular, destaca-se o novo papel atribuído às agências reguladoras e ao Estado, bem como a nova política mercantil, de preços e de planejamento redefinida para o setor. Por fim, à luz de toda a discussão abordada sobre Estado, políticas públicas e setoriais, planejamento e modelo regulatório, caracteriza-se a política industrial brasileira, divulgada em novembro de 2003, e sua possível articulação tanto com as premissas levantadas no modelo de reestruturação do setor elétrico brasileiro em curso no País, quanto com a revisão da inserção do Brasil no cenário internacional...

Evolução do setor elétrico brasileiro no contexto econômico nacional: uma análise histórica e econométrica de longo prazo; Evolution of the electricity sector in the national economic context: an historical and econometric analysis of long-term

Silva, Bruno Gonçalves da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.78%
A energia elétrica tem papel fundamental em todos os lugares do mundo e, no Brasil, a importância não poderia ser menor. Com sua implantação no país no final do século XIX, o setor passou por diversos períodos de crescimento com características distintas. A economia nacional, de forma similar ao setor elétrico, ao longo do mesmo período passou por fases de grande expansão e por fases de crise. Nesse contexto, o presente trabalho analisa a evolução da economia e do setor elétrico nacionais desde o final do século XIX até o ano de 2010 e, com isso, busca investigar de que forma se relacionaram os crescimentos de um e de outro. Para isso são conduzidas análises histórica e econométrica. A primeira é feita por meio de revisão da bibliografia pertinente ao tema em que o período do estudo é dividido em sete partes: a primeira aborda o início da indústria elétrica brasileira e vai até o final da Primeira República (1889-1930), a segunda abrange o início do governo Getúlio Vargas até o início da ditadura militar (1930-1964), a terceira trata do período da ditadura (1964-1985), a quarta engloba a fase do início da República Nova até a estruturação do setor elétrico (1985-1994), a quinta analisa o período entre a reestruturação do setor elétrico e a crise energética (1995-2002)...

Contribuições do setor elétrico brasileiro para as emissões de gases de efeito estufa à luz das mudanças climáticas: uma análise do período 2005-2021; Contributions of the Brazilian electric sector to greenhouse gases emissions in the light of climate change: an analysis of the period 2005-2021.

Botelho, Natália Oliveira dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.65%
Este trabalho tem como objetivo analisar a participação do setor elétrico brasileiro nas emissões de gases de efeito do país durante o período de 2005 a 2021, de acordo com o Plano Decenal de Energia PDE 2021, documento oficial do governo elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética. Para isso, inicialmente é feita uma contextualização sobre a importância internacional da discussão sobre as emissões à luz das mudanças climáticas. A dissertação prossegue com a apresentação de um breve sumário da evolução do setor elétrico brasileiro, desde 1960, a partir da criação da Eletrobras, até sua trajetória recente, configurando a matriz elétrica brasileira de forma tão distinta da matriz média mundial. Adicionalmente são apresentadas as projeções oficiais do governo para a oferta e a demanda de eletricidade até 2021. Com base no passado recente e na formatação de matriz brasileira projetada até 2021, é feito um levantamento dos dados de emissões de gases de efeito estufa, no contexto da discussão sobre mudança do clima, seus marcos históricos e paradigmas conceituais. Por fim, é feita uma análise das emissões oriundas da geração de eletricidade, a fim de avaliar as tendências do setor para 2021 e os planos de ação para mitigação e redução das emissões. Os principais resultados dessa análise indicam que a preocupação em torno das emissões do setor elétrico vai além da questão quantitativa. Ela abrange também um dos pilares do atual modelo regulatório do setor...

Avaliação das reformas recentes no setor elétrico brasileiro e sua relação com o desenvolvimento do mercado livre de energia

Walvis, Alida
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.64%
São muitos os desafios intrínsecos ao bom funcionamento de um setor tão complexo quanto o elétrico, em que os efeitos de determinada medida podem levar anos até a maturidade, e só então ser totalmente conhecidos os seus impactos sobre a estrutura setorial como um todo, dificilmente antecipados pelos formuladores das reformas implementadas. Tomando o setor elétrico como pano de fundo, o escopo desta dissertação é apresentar as bases para o que seria uma reforma ideal, denominada na literatura “reforma de livro texto” e, em seguida, discorrer sobre a evolução regulatória do setor elétrico brasileiro de 1930 até o início de 2014, detalhando, especialmente, as características das reformas ocorridas em 1995 e 2004. Com esse esforço de pesquisa, que adota a técnica bibliográfica e se estrutura em quatro capítulos, pretende-se analisar a situação atual do mercado livre de energia elétrica brasileiro e propor melhorias passíveis de implementação com o objetivo de desenvolver este mercado no Brasil.; There are many challenges inherent to the functioning of a sector as complex as the electricity sector, in which the results of a given measure may take years until it reaches maturity and only then its impact on the institutional framework gets to be fully known by the policy makers. Taking the electricity sector as a backdrop...

Perspectivas para a pesquisa, desenvolvimento & inovação no setor elétrico brasileiro; Prospects for research, development & innovation in Brazilian power sector

Pedro Xavier Rodriguez Massaguer
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
Considerando a relação entre a inovação e o desenvolvimento econômico e social, os estímulos às atividades de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (P,D & I) têm sido tema recorrente na agenda de discussão das políticas públicas voltadas à competitividade do setor produtivo nacional. No setor elétrico, o estímulo às atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) resultou na promulgação da Lei n° 9.991/2000, que determina às empresas concessionárias, permissionárias e autorizadas do serviço público de energia elétrica realizar investimentos mínimos nestas atividades, de acordo com regulamentação definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Desde 1998, início do programa, houve razoável evolução caracterizada principalmente pelo aumento do número de projetos, intensificação do relacionamento entre as concessionárias de energia, universidades e centros de pesquisa no planejamento e execução dos projetos. No entanto, com relação ao tema da inovação tecnológica, as empresas do setor elétrico, e a própria ANEEL, ainda tratam o tema com perspectiva de uma obrigação. Essa perspectiva decorre da dificuldade que o marco regulatório apresenta em compreender o papel da inovação e suas especificidades setoriais. Dentre os aspectos identificados nesta pesquisa...

Gestão da pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D & I) no setor elétrico brasileiro; Management of research, development and innov ation (R,D &I) in the Brazilian electric sector

Denile Cominato Boer
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.64%
A discussão deste trabalho tem como tema a gestão da pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I) em concessionárias do setor elétrico nacional. A publicação da Lei n° 9.991 em 2000, obrigou todas as concessionárias de energia elétrica a investirem em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), e estabeleceu que parte dos recursos seria gerida diretamente pelas empresas por meio de projetos regulados pela Agência Nacional de Energia Elétrica, enquanto a outra parcela seria dividida entre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e ao Ministério de Minas e Energia. Desde então, essas empresas tiveram que buscar formas de administrar esses recursos, criando processos e rotinas internas de gestão da P,D&I. O objetivo deste trabalho foi de entender como se estabeleceram os processos de gestão de P,D&I nas empresas e compreender como se deu a evolução nos últimos anos desses mecanismos de gestão da inovação. Para isso, o texto foi estruturado em quatro capítulos, sendo os dois primeiros mais gerais, sob o ponto de vista dos conceitos de P,D&I e da organização do setor elétrico, respectivamente. O terceiro capítulo aprofunda a discussão sobre a gestão de P,D&I das empresas estudadas e, o último capítulo...

Setor elétrico brasileiro: o modelo após a reforma de 2004

Chagas, Marcus Eduardo
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 78 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.64%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.; O setor elétrico brasileiro passou por diversas modificações ao longo de sua história, já tendo atravessado por momentos de expansão, estagnação e crise. A partir da década de 90 ocorreu uma série de modificações estruturais, institucionais e organizacionais. Porém, estas não foram suficientes para evitar uma crise de abastecimento observada no ano de 2001. Três anos mais tarde surge mais uma reformulação que caracteriza o presente modelo do setor elétrico brasileiro. O seu funcionamento atual influencia diretamente as decisões dos investidores. É extremamente importante que as condições sejam favoráveis, pois trata-se de um setor de infra-estrutura de base, fundamental não só para o crescimento econômico, como também para o bem estar social. Neste sentido, este trabalho procura descrever o atual modelo do setor elétrico brasileiro e avaliar se as condições são favoráveis ao suprimento adequado de energia elétrica.

Definição de mercado relevante no setor elétrico e articulação entre a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e os órgãos do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência; Definition of relevant market in the electric sector and institutional articulation by the regulatory agency (Aneel) and the organs of the competition´s defense in Brazil (SEAE, SDE and CADE)

Dontal, Patrícia Trindade
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Economia, Mestrado Profissional em Economia do Setor Público.; O objetivo do trabalho foi constatar se existe congruência entre a ótica dos órgãos do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência (SBDC) e a visão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Para tal, foram verificados os procedimentos de análise dos atos de concentração no âmbito do setor elétrico, com foco no segmento de geração de energia elétrica. Utilizou-se a definição de mercados relevantes do antitruste, enfatizando a dimensão geográfica e a de produto; conjuntamente com uma análise da legislação de defesa da concorrência tanto na perspectiva da agência de concorrência (CADE) quanto do setor elétrico; e uma análise história do setor elétrico. A partir dos dados obtidos, conclui-se que: as decisões do CADE sobre a definição de mercado relevante tanto na dimensão do produto quanto na dimensão geográfica são contraditórias ao longo do tempo e algumas vezes equivocada; Dada a dissociação das transações físicas e financeiras no atual modelo do setor elétrico...

Análise do processo de reestruturação do Setor Elétrico Brasileiro

Camargo, Ivan Marques de Toledo
Fonte: Sociedade Brasileira de Planejamento Estratégico (SBPE) Publicador: Sociedade Brasileira de Planejamento Estratégico (SBPE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Este texto é uma análise dos modelos de competição do setor elétrico com ênfase nas características do sistema brasileiro. A sua estrutura está baseada nos conceitos apresentados nas referências, tentando adaptar a literatura aos problemas reais do setor. Inicialmente, pretende-se caracterizar um sistema elétrico para, em seguida, discorrer sobre as possíveis formas de reestruturação do setor. Não é possível optar por uma determinada forma de reestruturação sem conhecer as características de cada modelo e, principalmente, as particularidades do país onde se quer implementar as mudanças.

A contratação de energia de reserva no atual modelo do setor elétrico brasileiro: da teoria à prática

Camargo, Ivan Marques de Toledo; Almeida, Luís Henrique Bassi
Fonte: Sociedade Brasileira de Planejamento Estratégico (SBPE) Publicador: Sociedade Brasileira de Planejamento Estratégico (SBPE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.62%
Este artigo busca evidenciar elementos presentes no Setor Elétrico Brasileiro (SEB) que motivam a adoção do instrumento da contratação de energia de reserva pelo Poder Concedente, como medida para garantir a continuidade do fornecimento de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN). Para tanto, é feita uma retrospectiva a respeito dos incentivos associados à expansão da oferta de energia para atendimento integral das necessidades dos usuários finais, desde o Projeto de Reestruturação do Setor Elétrico Brasileiro (RE-SEB), passando pelas propostas apresentadas pelo Comitê de Revitalização do Setor Elétrico, pela instituição do atual modelo do SEB, até a questão do fortalecimento do papel do Estado no planejamento setorial e do estabelecimento da competência do Ministério de Minas e Energia – MME de zelar pelo equilíbrio conjuntural e estrutural entre oferta e demanda de energia. Tal retrospectiva permite obter elementos para identificar em qual contexto se insere a contratação de energia de reserva, sendo avaliadas algumas hipóteses a respeito da necessidade de se realizar essa contratação, tais como fomentar a expansão da oferta de energia, minimizar efeitos decorrentes de algumas disfuncionalidades desse mercado...

Convergência ou não convergência : a política de P&D do setor elétrico e a parceria universidade empresa

Dantas, Lucas Alves da Nóbrega Alberto
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.62%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2015.; Esta pesquisa estuda a interação universidade empresa, a partir da experiência de parceria estabelecida entre a Universidade de Brasília (UnB) e a Companhia Energética de Brasília (CEB), por intermédio da Política de P&D do Setor Elétrico brasileiro. O estudo teve como finalidade avaliar a interação Universidade-Empresa a partir da experiência de cooperação estabelecida entre a UnB e a CEB no âmbito do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento regulado pela ANEEL. A análise teórica que a conduziu foi fundamentada na abordagem da Hélice Tripla, proposta por Henry Etzkovitz e Loet Leydesdorff (1990), que explica o desenvolvimento científico e tecnológico, em uma economia de base científica, por meio da interação entre governo, universidade e empresa. O estudo é caracterizado, do seu ponto de vista metodológico, pelas etapas de descrição do processo de interação UnB-CEB, mapeamento e caracterização dos seus fatores motivadores, identificação dos principais limitadores, catalizadores e resultados, relacionamento das suas características com a arquitetura institucional da rede de pesquisa de P&D da ANEEL e identificação dos pontos de melhoria do seu processo de gestão. Os dados necessários à realização do trabalho foram obtidos mediante pesquisa documental...

Reforma e crise do setor elétrico no período FHC

Goldenberg,José; Prado,Luiz Tadeu Siqueira
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.64%
Este artigo aborda a reforma do setor elétrico brasileiro efetuada durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Inicialmente, faz um rápido resumo da organização, do funcionamento e das dificuldades do setor antes da posse do presidente FHC. Descreve as principais linhas da proposta do governo e as críticas e alternativas ao modelo escolhido. Mostra, ainda, como a opção por uma rápida e profunda reforma do setor elétrico, calcada em experiências liberais de outros países, provocou uma grande desorganização na sua coordenação e planejamento. Essa situação foi agravada pela política econômica do governo, em particular, pela política cambial e pela restrição de investimentos das estatais. Como conseqüência, deu-se o racionamento de energia, o aumento de custos para os consumidores e um legado de empresas elétricas endividadas e dependentes do erário público.

A reforma do setor elétrico no Brasil, Argentina e México: contrastes e perspectivas em debate

Leme,Alessandro André
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
A década de 1990 foi marcada por um movimento global de Reformas do Estado, principalmente nos países em desenvolvimento. Nesse processo, as orientações das agências multilaterais fizeram-se mais presentes. O conjunto de reformas liberalizantes transferiu para o setor privado setores até então em mãos do Estado. Dentre esses setores destacamos o caso da infra-estrutura energética. O setor elétrico no Brasil, na Argentina e no México consolidou-se após a II Guerra Mundial, sendo majoritariamente ligado ao Estado. Na década de 1990, nesses três países, esse setor passa por mudanças privatizantes. O quadro de fundo (plano político-econômico) era muito similar entre os países, embora preservassem particularidades econômicas e político-institucionais. A crise de hiperinflação na década de 1980 e as fortes pressões dos organismos multilaterais para a realização de reformas para o mercado (privatização e flexibilização, dentre outros aspectos) levou a mudanças no setor elétrico desses países. Partimos, neste trabalho, de uma abordagem histórico-estrutural e estratégica. Analisamos as reformas no setor elétrico brasileiro em diálogo com as ocorridas na Argentina e no México. Concluímos definindo as principais semelhanças e diferenças entre as políticas liberalizantes do setor elétrico no Brasil...

Participação das empresas de transmissão do setor elétrico brasileiro na expansão do sistema interligado

Silva, Alexandre de Oliveira e
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Com a reestruturação do setor elétrico brasileiro, iniciada na década de 90, as atividades desse mercado foram divididas em geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia. No setor de transmissão, monopólio natural do Estado, foram estabelecidas regras para sua regulamentação tendo como um dos objetivos principais a expansão do segmento através da participação da iniciativa privada. O trabalho orienta-se pelo atual ambiente de interesse na expansão deste setor no Brasil. Objetiva analisar a repercussão dessa expansão nas empresas de transmissão, a partir da implantação dos leilões de transmissão, buscando identificar a participação dos novos agentes e a dimensão da participação estatal. Contextualiza o setor elétrico brasileiro, evidenciando os agentes do novo modelo e a caracterização dos prestadores do serviço de transmissão. Destaca os mecanismos de leilões, que têm sido a principal forma utilizada na concessão dos serviços de transmissão, entre os vários agentes participantes desse mercado, apresentando modalidades e formatos que vêm sendo utilizados, com os resultados verificados nesses processos. Expõe os determinantes do novo modelo do setor elétrico que configuraram o acesso aos agentes privados e a menor participação estatal. Apresenta os resultados dos processos licitatórios...

Estudo de carga tributária sobre o setor elétrico brasileiro : o caso CHESF

Correia Lemos, Alexandre; Ricardo Nogueira, José (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.65%
A crescente pressão tributária sobre a economia, certamente vem se refletindo também sobre o Setor Elétrico. Esse aumento de carga tributária vem se manifestando: através da imposição de novos tributos, pela majoração de alíquotas, pela maior delonga para se recuperar créditos tributários, e também, por uma ação fiscal mais eficiente, já que os órgãos arrecadadores estão cada vez mais informatizados, o que lhes assegura melhores condições de fiscalização. Mas não é apenas o aumento da carga tributária sobre o setor que vem exigindo maior eficiência das empresas. A reestruturação do setor elétrico, tornando o setor menos monopolizado, introduzindo a competitividade em alguns segmentos, como o de geração de energia, exige que elas se tornem mais criativas e dinâmicas para garantir vantagens competitivas em seus mercados. O planejamento tributário torna-se então um fator de diferenciação determinante para assegurar maior competitividade aos agentes produtivos. Todo contribuinte tem o direito de realizar seus negócios sem onerar-se demasiadamente com tributos, de forma que procure pagar o mínimo dentro dos limites legais. Cabe ao contribuinte delinear as estruturas e formas legítimas para suas operações...

A intervenção do estado na economia: um estudo de caso do setor elétrico

Freitas, Catarina Dacosta
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.74%
Estuda-se a intervenção do Estado na economia através da regulação, tendo como objeto de análise o setor elétrico brasileiro. O presente estudo tem como objetivo verificar de que forma o Estado, desde a promulgação da Constituição de 1988, buscou cumprir os princípios estabelecidos na Ordem Econômica constitucional e exercer a sua função de ente regulador, fiscalizador, planejador e indutor do crescimento econômico, no setor elétrico. Analisa-se a reforma do Estado pensada pelo ex-Ministro Bresser Pereira e a inclusão de empresas do setor elétrico no Plano Nacional de Desestatização. Observa-se que o processo de privatização permanece inacabado nos segmentos da geração e da transmissão. Investiga-se a instituição do MAE e a criação do produtor independente de energia elétrica, no contexto de uma reforma que pretendia encaminhar o setor elétrico para o livre mercado. Estuda-se a crise de racionamento e a mudança de estratégia do Governo, cuja prioridade passou a ser um maior planejamento central que garantisse a segurança energética e a expansão da geração e transmissão. Analisa-se as diferenças entre o ACL e o ACR, bem como a formação do preço da energia elétrica em cada um e conclui-se...

A importância de programas de prevenção de acidentes para empresas do setor elétrico

Vieira, Humberto Maier
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Monografia apresentada ao Setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC, para a obtenção do título de especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho.; O trabalho em si consiste em um estudo sobre a importância de programas de prevenções de acidentes para empresas do setor elétrico. O mesmo foi proposto a partir de uma pesquisa de campo aplicada aos funcionários de uma empresa do setor elétrico de Criciúma, durante os meses de Julho e Agosto de 2012. Com a análise dos dados estatísticos pode-se perceber que os funcionários se protegem, utilizando diariamente os equipamentos de segurança, porém faltam ainda treinamentos específicos sobre o manuseio correto destes equipamentos, e da mesma forma, ações preventivas constantes. Observando as pesquisas foi possível identificar o perfil dos trabalhadores deste setor. Na íntegra do trabalho tem-se ainda um parecer completo das principais lesões decorridas dos acidentes de trabalho no setor elétrico.

Crescimento e Estruturação das Firmas: A Formação dos Conglomerados do Setor Elétrico Brasileiro.; Growth and Structure of Firms: The Formation of Conglomerates in the Brazilian Electric Sector; Crecimiento y Estructuración de las Firmas: La Formación de los Conglomerados del Sector Elétrico Brasileño.

Leite, André Luis da Silva; Castro, Nivalde José de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
O setor elétrico brasileiro passou por duas expressivas reformas institucionais. A primeira, em 1996, tinha como objetivo introduzir a competição no segmento de geração, e criou o segmento de comercialização, além de aumentar a participação do capital privado, via privatizações. A segunda, em 2004, tentou corrigir os erros da primeira, que culminaram com o racionamento em 2001, e aumentou a participação do Estado no setor. Paralelamente, é possível observar que, nos últimos anos, muitas grandes empresas vêm se estruturando em conglomerados. Assim, o objetivo deste artigo é analisar o movimento de crescimento e estruturação das empresas do setor elétrico brasileiro. Este é um trabalho teórico-empírico, que utilizou dados primários e secundários. Os dados primários foram obtidos a partir de entrevistas semiestruturadas com sete stakehorlders que ocupam cargos estratégicos em diversas organizações do setor e em instituições ligadas a ele diretamente. O tipo de análise é, em razão das característica subjetiva dos dados, interpretativo. O artigo mostra que nas empresas analisadas o movimento de crescimento é de natureza defensiva, por causa da estrutura de governança vigente. Nesse sentido, as empresas realizam integração vertical via contratos com empresas do mesmo grupo econômico. De forma geral...

Reforma e crise do setor elétrico no período FHC

Goldenberg, José; Prado, Luiz Tadeu Siqueira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2003 POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
Este artigo aborda a reforma do setor elétrico brasileiro efetuada durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Inicialmente, faz um rápido resumo da organização, do funcionamento e das dificuldades do setor antes da posse do presidente FHC. Descreve as principais linhas da proposta do governo e as críticas e alternativas ao modelo escolhido. Mostra, ainda, como a opção por uma rápida e profunda reforma do setor elétrico, calcada em experiências liberais de outros países, provocou uma grande desorganização na sua coordenação e planejamento. Essa situação foi agravada pela política econômica do governo, em particular, pela política cambial e pela restrição de investimentos das estatais. Como conseqüência, deu-se o racionamento de energia, o aumento de custos para os consumidores e um legado de empresas elétricas endividadas e dependentes do erário público.; This paper analyzes the reforms that took place in the Brazilian electrical sector during Fernando Henrique Cardoso's government. Firstly, it presents a summary of the organization, functioning and difficulties encountered by the sector prior to his inauguration. It describes the main governmental proposals and the criticisms and alternatives to the chosen model. It shows how the option for a rapid and profound reform of the electricity system...

Análise Financeira da Demonstração do Valor Adicionado (DVA) das Empresas do Setor Elétrico Brasileiro

Miranda, Luiz Carlos; da Silva, Ana Paula Ferreira; Ramos, Walter de Jesus de Oliveira; de Souza, Érica Xavier
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
   O objetivo deste trabalho é investigar como o setor elétrico está evidenciando a Demonstração do Valor Adicionado. O trabalho apresenta os resultados de um estudo sobre a Demonstração de Valor Adicionado (DVA) de quinze empresas do Setor Elétrico Brasileiro. Inicialmente faz-se uma abordagem bibliográfica sobre a demonstração de valor Adicionado e sobre o Setor Elétrico Brasileiro, para em seguida apresentar-se os resultados da análise.   Do estudo pode-se concluir que, apesar das inconsistências, pode-se realizar uma análise financeira setorial em termos de geração e distribuição de riquezas utilizando apenas as demonstrações de valor adicionador, desde que os dados publicados pelas empresas sejam reclassificados.   A análise da DVA gera vários indicadores de desempenho financeiro e social, que possibilitam entre outras coisas:a) saber se ocorreu um aumento ou uma redução da capacidade do setor elétrico em gerar riqueza;b) analisar como foi distribuída a riqueza gerada pelo setor elétrico;c) identificar a geração e distribuição de riqueza por empresa;d) conhecer em que Região Brasileira estão localizadas as empresas do setor elétrico que mais geraram riqueza;e) identificar quais dos itens da geração de riqueza que mais contribuiu para o aumento ou redução do valor adicionado líquido.