Página 1 dos resultados de 5 itens digitais encontrados em 0.055 segundos

Exílio entre o Shtetl e o crepúsculo: Joseph Roth e o judaísmo no fin-de-siècle austríaco; Exile between Shtetl and the twilight: Joseph Roth and judaism in fin-de siècle in Austria.

Krausz, Luis Sergio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
35.86%
Este tese aborda a obra do escritor judeu austríaco Joseph Roth, buscando entender a crítica que ele faz à modernidade como resultante de um ponto de vista singular, determinado pelo encontro entre dois mundos: o mundo do tradicionalismo judaico no Leste europeu e o mundo da monarquia habsburga, em seus anos finais. Pretende-se demonstrar que é tomando como referência os parâmetros destes dois universos que Roth dirige um olhar cético para a modernidade e para o mundo pós-1ª. Guerra Mundial. Ao mesmo tempo, pretende-se demonstrar como o conceito de exílio está inextricavelmente ligado a uma obra crítica com relação a seu tempo, embasada na memória de dois mundos em extinção. Trata-se, porém, de um exílio que se configura mais como a expulsão de um tempo do que como uma simples expulsão geográfica - o que o torna, de certa maneira, mais trágico. O exílio é também uma das categorias centrais da reflexão mística e filosófica judaica, e neste sentido busco apontar para as coincidências entre o tema do exílio em Roth e nas doutrinas desta tradição. Ao conceito de exílio corresponde, como seu duplo e seu oposto, o conceito de Heimat (terra-mãe), que em Roth se torna uma categoria abstrata, pertencente ao universo da metafísica e da memória...

A tragédia na ficção de Mário de Andrade

Gatto, Dante
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 366 f.
POR
Relevância na Pesquisa
25.94%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Letras - FCLAS; Combinou-se uma pesquisa bibliográfica fundamentada na teoria literária, privilegiando o encontro da tragédia com a narrativa ficcional do século XX, no caso, a ficção de Mário de Andrade até, e inclusive, Amar, verbo intransitivo. Examinando-a diacronicamente (contos e romance), discerniu-se dedutivamente os componentes trágicos e nacionalistas que compõe sua estética e, por fim, indutivamente, aproximou-se esses elementos para configurar tal estética. Em 1923, Mário de Andrade dividiu-se em dois caminhos, esteticamente falando. Um deles resultou em Amar, verbo intransitivo, em que a reflexão racional e a selvagem e apaixonada manifestação dos afetos aparecem separados por limites formais bem precisos - como acontece na própria tragédia grega - e com uma personagem (Fräulein Elza), digamos assim, de desempenho trágico clássico, em que arroubos dionisíacos e sonhos apolíneos tiveram lugar no plano da narrativa. Este processo veio sendo contemplado nos contos de Primeiro andar com menos ênfase. O romance significou um aprofundamento dos ganhos obtidos anteriormente, neste sentido. O outro caminho estético teve como produto inicial Os Contos de Belazarte em que o sentimento trágico da vida se dilui no cotidiano das vidas sem relevo...

Exegese dos contrários : uma releitura de Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar

Menezes, Leonardo Gonçalves de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2009.; Lavoura Arcaica, obra maior do escritor paulista Raduan Nassar, é um romance que dialoga, de modo crítico, com a produção literária dos anos setenta, trazendo em suas linhas tão prosaicas quando poéticas uma forma de posicionamento literário frente às diversas correntes narrativas que caracterizaram a década. Seu resgate do intimismo confronta o realismo feroz predominante no período, com um narrador em primeira pessoa extremamente subjetivo, distante do referencial. A obra contém em sua estrutura elementos radicalmente contrários, como a parábola bíblica (reinterpretada) e a discussão sobre o trágico. Esses elementos, reunidos, permitem a revelação dos mecanismos de dominação subjacentes ao discurso da ordem e da racionalidade, por meio da ironia trágica. A funcionalidade da narrativa da parábola entra em conflito com a irracionalidade do trágico e seu sentido de predeterminação do destino, o que se aproxima, por sua vez, do fatalismo corânico do maktub. Essa paráfrase de gêneros contraditórios mostra como os discursos do pai e do filho, radicalmente opostos no romance, acabam por construir uma visão da totalidade...

Psicanálise e literatura: o corpo humilhado em Lima Barreto

Pimenta, Shyrley
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
35.9%
Este trabalho busca investigar e tecer considerações sobre o corpo humilhado na vida e na obra do escritor Lima Barreto. Para tanto, empreende um diálogo entre Psicanálise e Literatura, recorrendo, entre outras, às formulações teóricas de Birman, Freud e Lacan. São discutidas as formas privilegiadas de subjetivação na modernidade, tais como o narcisismo, o masoquismo e a servidão voluntária, como formas de proteção contra o desamparo, desencadeado no sujeito a partir da humilhação infligida à figura paterna no Ocidente, bem como a emergência do modernismo, que coloca em xeque o eu e a consciência, sublinhando o inconsciente e a Psicanálise como discursos críticos da modernidade. O estudo investiga, no mesmo contexto da modernidade, o processo de subjetivação do escritor Lima Barreto, as formas de defesa por ele assumidas para enfrentar o desamparo e as humilhações que lhe foram infligidas, sobretudo as decorrentes da sua cor e classe social. Através da reconstrução biográfica e da leitura, análise e interpretação das obras do escritor, buscou-se evidenciar as formas de enfrentamento do real por ele assumidas, notadamente a função da escrita literária. Conclui-se que as tentativas do escritor de reconstruir a própria singularidade...

O rap dos Racionais MC\'s em sala de aula como via de emancipação de jovens na periferia de São Paulo: análises de oficinas musicais com ênfase no rap; The rap of Racionais MC´s in the classroom as a route of emancipation for teenagers living at the outskirts in São Paulo: analyses of workshops emphasizing rap

Martins, Raquel Mendonça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
86.06%
A presente dissertação de mestrado teve o propósito de pesquisar em que medida a estética multifacetada do rap pode ser utilizada nos processos de formação de adolescentes pobres e moradores das periferias, em sua maioria, afrodescendentes. Ao identificar no rap um potencial de ruptura e de resistência frente às formas atuais de discriminação racial - tanto em seus aspectos musicais, quanto narrativos - foram realizadas oficinas de música com ênfase no rap, envolvendo jovens entre treze e quinze anos. As oficinas foram realizadas entre os anos de 2011 e 2013 em dois momentos distintos. O primeiro ocorreu na ONG Casa do Zezinho, situada no Capão Redondo, zona sul da cidade de São Paulo; o segundo foi realizado na Escola Municipal de Ensino Fundamental Amorim Lima, situada no Butantã, zona oeste da mesma cidade. As oficinas eram destinadas à promoção de atividades musicais, lúdicas e intelectuais, fundamentadas na estética do rap, tais como: improvisação musical livre com instrumentos de percussão, audições de rap e gêneros musicais de vanguarda, entre outras. Inicialmente, o objetivo da pesquisa norteou-se pela sensibilização de uma escuta musical que fosse propiciadora de uma ruptura com os modos de percepção homogeneizadores da indústria cultural. Inicialmente...