Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.072 segundos

Locativos e sintagmas preposicionados no português quatrocentista: um estudo do movimento; Locatives and PPs in 15th century portuguese language: a movement research

Mendes, Jaqueline Massagardi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.09%
Nesta tese estudamos o movimento de sintagmas preposicionados (PPs), pronomes locativos (Locs) e pronomes locativos preposicionados (LocPs) em estruturas encaixadas do português quatrocentista, admitindo que esse período acomode variações que apontam para uma competição de gramáticas na linha de Kroch (1989, 1994, 2003). Assumimos com Martins (1994), Muidine (2000) e Moraes de Castilho (2005), que os pronomes locativos hi e ende tenham coexistido com os PPs, mas foram suplantados por estes últimos a partir do séc.XV. Tomando-se como corpus representativo do português quatrocentista a Crônica do Conde Dom Pedro de Menezes de Zurara, de fato atestamos PPs convivendo com pronomes locativos nos mesmos contextos sintáticos e inclusive os redobrando. As estruturas de redobro de um locativo por um PP mostraram-se relevantes por indicar a especialização das posições desses elementos. Fazemos uso de duas linhas teóricas, conforme proposta de Kato e Tarallo (1989): um modelo mais formal como a Teoria de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1986) e um de cunho variacionista como a Sociolinguística Laboviana, Para uma análise descritiva dos dados, seguimos a metodologia da Sociolingüística Quantitativa, pontuando fatores lingüísticos condicionadores da posição desses constituintes. De modo geral...

Generalized inversion and theory of agree

Wu, Hsiao-hung Iris
Fonte: Massachusetts Institute of Technology Publicador: Massachusetts Institute of Technology
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 165 leaves
ENG
Relevância na Pesquisa
55.9%
In this thesis I examine some of the fundamental questions surrounding inversion structures. I first provide an analysis of Locative Inversion. I show that the mixed A- and A- syntactic behavior of the fronted PP in English could be derived once we understand how the featural composition of locative phrases influences on the Probe-Goal relation between C and the postverbal DP. In particular, I argue that there is a correlation between syntactic categories of locative phrases and typological differences in the syntactic patterns in Locative Inversion: in Mandarin Chinese, Chichewa, Kinande and Gungbe, locatives are (or can be) represented by nominal categories (i.e. equipped with complete cp-features) and these locatives exhibit pure A-properties in Locative Inversion; in English and Sesotho, however, they are characteristically represented by non-nominal categories and the locative phrases are thus forced to undergo two-step movement from an Aposition to an A-position as avoidance of intervention effects in the Agree system.I also discuss a variety of (generalized) inversion constructions, including English Quotative Inversion, Sentential Subject and French Stylistic Inversion. In these constructions I show that since a cp-deficient constituent moves to [Spec...