Página 1 dos resultados de 3101 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

O arranjo como elemento orgânico ligado à canção popular brasileira: uma proposta de análise semiótica; The Arrangement as an Organic Element Linked to the Brazilian Popular Song: a proposal of semiotic analysis

Coelho, Márcio Luíz Gusmão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Baseada na teoria semiótica, nos estudos realizados por Mikhail Bakhtin sobre a assunção do discurso alheio e principalmente na teoria erigida por Luiz Augusto de Moraes Tatit (Semiótica da Canção), a tese O Arranjo como Elemento Orgânico Ligado à Canção Popular Brasileira: uma proposta de análise semiótica tem como objetivo precípuo demonstrar que, assim como o criador da Semiótica da Canção convincentemente instituiu a idéia segundo a qual ao analisarmos somente a letra de uma canção popular estamos prescindindo da metade de seu sentido, qualquer análise de canção popular que dispense a abordagem do arranjo está prescindindo de um terço de seu sentido. Desse modo, propõe também que, em lugar de analistas de canções, reconheçamo-nos como analistas de fonogramas. Para tanto, retomamos clássicos conceitos erigidos pela semiótica, estudando-os, analisando-os e, também, quando necessário, criticando, senão o próprio conceito, o processo de sua constituição. Investigamos, aqui, a constituição da noção de existência semiótica para estabelecer os modos de existência da canção popular; as relações antagônicas do arranjo na canção popular brasileira; o uso como elemento determinante para a escolha dos instrumentos que compõem um arranjo; a apropriação do discurso alheio pelo arranjo da canção popular brasileira. Por fim...

Semiótica minuta - especulações sobre a gramática dos signos e da comunicação a partir da obra de Charles S. Peirce; Semiótica minuta - especulações sobre a gramática dos signos e da comunicação a partir da obra de Charles S. Peirce

Romanini, Anderson Vinícius
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.15%
Este trabalho dedica-se ao ramo da Semiótica que Charles S. Peirce chamou de Gramática Especulativa: o estudo das condições formais para que um Signo funcione como tal, o levantamento dos tipos possíveis de Classes de Signos e sua classificação. A Gramática Especulativa é o primeiro ramo da Semiótica, a Lógica o segundo e a Comunicação o terceiro. Um tratamento semiótico frutuoso da Comunicação depende, portanto, de que a Gramática e a Lógica estejam suficientemente desenvolvidas. Esta foi a motivação deste trabalho. Depois de uma introdução geral sobre Peirce e o desenvolvimento de Semiótica, apresentamos uma proposta de geração de 66 Classes de Signos e sua classificação numa Tabela Periódica. Discutimos brevemente cada uma das Classes de Signos e fazemos algumas considerações sobre como esta tabela pode ajudar a resolver alguns problemas da Lógica e a construir uma Teoria da Comunicação formalmente semiótica.; This work is dedicated to the branch of Semiotic that Charles S. Peirce called Speculative Grammar: the study of the formal conditions that enable a Sign to function as such, the survey of all possible types of Signs and their ordered classification. The Speculative Grammar is the first branch of Semiotic...

Semiótica da poesia: estudo de poemas de Paulo Henrique Britto; Semiotics of poetry: a study on poems by Paulo Henriques Britto

Almeida, Dayane Celestino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O trabalho que propomos é norteado por alguns objetivos: o primeiro, mais geral, é reunir em um único trabalho várias questões importantes a respeito da semiótica poética dispersas ao longo da literatura sobre o tema; o segundo, mais específico, é analisar alguns poemas de Paulo Henriques Britto, poeta brasileiro contemporâneo, sob a perspectiva da semiótica francesa, aumentando o quadro de estudos sobre a poesia brasileira contemporânea, preenchendo a lacuna que há no que diz respeito a análises aprofundadas acerca dos poemas de um importante poeta da atualidade. Apesar do crescimento considerável dos estudos semióticos, ainda são relativamente poucas as análises de textos literários que se valem desse instrumental teórico tão proveitoso. Assim, nossa pesquisa se justifica também ao contribuir para a expansão dos estudos semióticos de poesia. Nossa investigação é tributária de trabalhos de alguns linguistas, tais como Ferdinand de Saussure, em seu estudo sobre os anagramas (STAROBINSKI, 1978), e Roman Jakobson (1962, 1990, 2004, s.d.), com seus estudos sobre análises estruturais e gramaticais de poesia. Ademais, percorremos alguns estudos de semioticistas, principalmente aqueles presentes em Ensaios de Semiótica Poética...

Alguns aspectos da semiótica da cultura de Iúri Lótman; Some aspects of Yuri Lotman's semiotics of culture

Américo, Ekaterina Volkova
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O presente trabalho tem por objetivo a análise da evolução da semiótica da cultura na obra de estudioso da cultura e literatura, crítico e filósofo russo Iúri Lótman por meio de traduções e dos comentários concernentes aos seus ensaios, escritos em diferentes épocas e dedicados aos principais conceitos da semiótica da cultura, tais como o fenômeno da cultura e os seus processos dinâmicos, o fenômeno da arte, o problema do texto, a memória cultural e a semiosfera. A obra de Lótman enquanto semioticista é inseparável do contexto histórico dos estudos da literatura, linguística, semiótica, cultura tanto na Rússia, quanto no Ocidente. Entre os seus precursores russos estão os escritores e os filósofos do século XIX e, no século XX, os simbolistas, os futuristas e os formalistas. A essência da semiótica da cultura lotmaniana começou a se formar no âmbito da Escola Semiótica de Tártu- Moscou e com a base na tradição dos estudos linguísticos, já nos trabalhos posteriores ela adquiriu um caráter mais filosófico, ao lidar com a imprevisibilidade dos processos culturais universais. Definimos ainda os pontos de coerência entre as ideias de Lótman e a obra dos estruturalistas e pós-estruturalistas franceses...

Afirmação da identidade no discurso quilombola em perspectiva semiótica: o caso das bonecas pretas do Quilombo de Conceição das Crioulas; The identity affirmation in the 'quilombola'. Discourse through the semiotics perspective: the case of the black dolls from 'Quilombo de Conceição das Crioulas'

Vilela, Ilca Suzana Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Nesta tese, analisou-se o discurso quilombola tendo como objeto teórico a construção do efeito de sentido de afirmação da identidade na relação com a estratégia de manipulação por sedução o objeto empírico sendo as bonecas pretas do Quilombo de Conceição das Crioulas, situado em Salgueiro PE, na tentativa de: discutir o que é uma identidade semiótica, como se produz esse efeito textual-discursivamente e o que significa a afirmação da identidade pelos sujeitos; analisar como se constrói o efeito de sentido de identidade no corpus; cotejar a afirmação da identidade com a semiótica da manipulação; refletir sobre o conceito de manipulação e seus desdobramentos na Semiótica greimasiana e explicitar, no corpus, a gestão do sentido tanto pela intencionalidade com que, implicitamente, o enunciador engendra uma imagem-fim positiva do enunciatário, quanto pelo excedente passional que sobrevém ao discurso. Os resultados da discussão teórica e sua incidência na análise do corpus demonstram que a identidade semiótica é um simulacro e para o efeito de sua afirmação são necessários elementos sintáxicos que produzam a repetição que, no discurso das bonecas, realiza-se com o recurso à isotopia, à aspectualização...

O ato da enunciação: semiótica e produção de texto

Cardin, Mauro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 282 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Letras - FCLAS; Este trabalho busca prospectar meios para a utilização da semiótica de A. J. Greimas na pro-dução de texto (especialmente no que tange à criatividade) e colaborar para a vulgarização científica dessa teoria. Seu autor entende que uma teoria que serve intensamente para a in-terpretação de textos também pode ser utilizada para a sua produção. Por outro lado, admite que a semiótica é relativamente complexa e que isso dificulta sua propagação, mas entende que ela, pela sua importância, precisa ser objeto de maiores esforços de disseminação. Sendo assim, busca produzir aqui uma obra que facilite a apreensão dos fundamentos da semiótica da Escola de Paris e, ao mesmo tempo, pesquisa meios para estender a aplicação dessa teoria à produção de discursos. Para isso, dilui a complexidade da semiótica greimasiana ao longo do próprio enunciado, exemplifica fartamente, utiliza-se de paráfrases e metáforas, explica os conceitos, contextualiza-os, retoma-os sob diferentes perspectivas e os mostra aplicados nos discursos. O resultado esperado é um texto claro e atraente, de média informatividade, que resulte num trabalho útil para quem se interesse em se iniciar na semiótica de Greimas e também em utilizá-la para melhorar a produção textual; que tenha vocação de ser facilmente entendido por quem jamais viu semiótica e...

O ponto de vista em semiótica: fundamentos teóricos e ensaio de aplicação em A hora da estrela

Prado, Maria Goreti Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 128 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; Esta dissertação tem como objetivo historiar e definir a noção de ponto de vista em semiótica, de seu surgimento na teoria literária e de seu emprego na semiótica padrão até a sua redefinição no quadro teórico da semiótica tensiva. Em suas primeiras formulações, a semiótica discursiva definiu a noção de ponto de vista como um conjunto de procedimentos discursivos utilizados pelo enunciador, por intermédio do actante observador, com o intuito de diversificar a leitura que o enunciatário faz do enunciado. Segundo essa concepção, o actante observador seria classificado de acordo os traços acumulativos dos mecanismos de debreagem e de embreagem. Posteriormente, ao incorporar o elemento perceptivo ao seu quadro epistemológico, a teoria semiótica redefiniu a noção de ponto de vista, concebendo-a como uma relação entre o sujeito perceptivo e o objeto percebido, no âmbito de um campo de presença ou campo posicional. Dessa forma, o estudo do ponto de vista em semiótica configurou-se na investigação do efeito de sentido resultante da mudança de uma situação perceptiva a outra; e a classificação do actante observador passou a fundamentar-se no estudo da interação entre os actantes posicionais fonte...

Práticas didáticas: um estudo sobre os manuais brasileiros de semiótica greimasiana

Portela, Jean Cristtus
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 181 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; Esta tese consiste em um estudo sobre a prática didática dos textos de introdução à semiótica greimasiana publicados originalmente no Brasil. O corpus analisado compreende um total de nove textos (cinco livros de autoria individual, três artigos publicados em coletânea e uma coletânea) editados entre 1978 e 2005. Partindo de uma reflexão semiótica sobre as características gerais da Didática como disciplina e como método prévia e intencionalmente elaborado para a transmissão do conhecimento (modelos didáticos de construção), procurei definir a prática didática como a situação típica em que um enunciador procura explicitamente transmitir, por categorização e tipificação dos conteúdos em um percurso canônico (motivação – adaptação – explicação – exemplificação), o saber que julga essencial para o conhecimento de uma determinada matéria, no caso, as bases da teoria semiótica preconizada por A. J. Greimas e a Escola de Paris. Eleitos entre os nove textos que compõem o corpus, os livros Elementos de Análise do Discurso, de J. L. Fiorin, e Teoria Semiótica do Texto...

A semiótica da cultura nas abordagens socioculturais da organização do conhecimento: uma análise teórico-conceitual

Farias, Mona Cleide Quirino da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 184 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciência da Informação - FFC; The Semiotics of Culture is a field of study whose investigations are to analysis of language, specifically the language of culture. The Semiotics of Culture deals with sign systems of culture and recognizes that culture is generating element of several texts, which leads us to understand that the context is presented as decisive for understanding the development of signs of culture, as well as the organization processes and representation of knowledge. The conception of language and culture are elements that boost the discussions in the Semiotics of Culture. It was on this premise that we seek the reflection on the cultural diversity and linguistic diversity that exists in many contexts of the culture. The question that guided the analysis of this study was to know what the theoretical and conceptual relationships between the Semiotics of Culture and socio cultural approaches to Knowledge Organization. Thereunto, we aim to draw an analysis of theoretical and conceptual relationships between the Semiotics of Culture and Knowledge Organization...

Algumas contribuições da perspectiva filosófico-semiótica de Peirce para a análise de assunto

Redigolo, Franciele Marques; Almeida, Carlos Cândido de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
In the context of current scientific studies toward Information Science and Semiotics, this study highlights that Semiotics is relevant to the field, since that signs are interpreted in different ways by each person primarily when they arise from the interpretation of documental analysis, maintaining large amplitude and diversity. In this sense, Semiotics can furnish support for several areas since it focuses on elements which enable the understanding of the phenomena, in order to guide an adequate theory about the concerns pointed by research on information and knowledge organization. This study aims to present a theoretical reflection about the subject analysis from Peirce’s philosophical-semiotics approach. Thus, this study presents some relations and contributions of Semiotics on issues involving subject analysis as well as concepts of habit, experience, representation and types of signs generated in the process.; Considerando os atuais estudos científicos que permeiam a Ciência da Informação e a Semiótica, destaca-se que o estudo semiótico apresenta-se relevante para a área, uma vez que os signos são interpretados de modo diferente por cada pessoa, principalmente quando são oriundos da interpretação do assunto documental...

De Propp a Ricoeur: origens e impasses da semiótica narrativa

Santos, Aline Aparecida dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 84 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 12/21220-6; Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; A semiótica greimasiana iniciou seu percurso teórico com a proposição de uma semântica gerativa, geral e discursiva. Logo desenvolveu a sua base inicial: o percurso gerativo de sentido. No âmbito do percurso, o nível narrativo se tornou o mais desenvolvido, até a década de 1980, momento em que os estudos se voltaram para o desenvolvimento da semiótica das paixões e do nível discursivo. Neste trabalho, empreendemos um estudo desse desenvolvimento que se inicia com as influências estruturais e formalistas, passa pela consolidação do modelo de aplicação da semiótica narrativa e, então, culmina com as mudanças que fazem com que a semiótica dos anos 1980 não seja mais a mesma da década de 1960. Buscamos na Historiografia Linguística a metodologia para nos respaldar nesse percurso que foi traçado em três etapas: a primeira, sobre as origens da semiótica narrativa, com a retomada dos estudos de V. Propp e de Lévi-Strauss; a segunda etapa, sobre a cronologia das obras greimasianas partindo da Sémantique structurale (1966) até Du Sens II (1983); e a terceira etapa...

¿Qué puede aportar la semiótica triádica al estudio de la comunicación mediática?

Andacht,Fernando
Fonte: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Publicador: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 ES
Relevância na Pesquisa
47.06%
El texto se pregunta por la pertinencia del modelo triádico de significación o semiótica desarrollado por C.S. Peirce para el estudio de la comunicación mediática. El fin es demostrar su aplicabilidad analítica mediante la consideración de algunos estudios mediáticos contemporáneos, y de una breve discusión de un formato televisivo, el reality show, a modo de ilustración. En relación a todos esos casos, se argumenta que el uso del principio no dualista semiótico y la relación lógica de los tres elementos que componen el signo y que explican su acción poseen un poder explicativo y generalizador. Un término tan común pero de dudoso origen científico del punto de vista epistemológico, la audiencia (mediática), adquiere considerable valor heurístico desde la perspectiva semiótica. Otro aporte de la semiótica es superar una dicotomía resistente y poco productiva como la de lo pasivo/activo en el análisis de la relación medios/sociedad.

Os sinsignos icônicos nas 66 classes de signos: uma análise semiótica da fonte tipográfica Univers Revolved

Borges,Priscila Monteiro
Fonte: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Publicador: Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.9%
O potencial analítico dos modelos de três e dez classes de signos de C. S. Peirce é reconhecido pelos pesquisadores da área. O mesmo não se pode dizer do sistema de 66 classes. Pouco conhecido, pois foi deixado em aberto por Peirce, e ainda é alvo de muitas discussões a respeito de sua aplicabilidade. Com o propósito de mostrar o seu potencial analítico, este artigo apresentará uma análise dos sinsignos icônicos extraída de uma análise completa de uma fonte tipográfica fundamentada no sistema de 66 classes de signos. Além de corresponder à parte empírica de uma pesquisa teórica, que propõe de um modelo analítico com as 66 classes, a análise mostra detalhes da relação entre sinsignos icônicos e qualissignos que não podem ser percebidos nos sistemas com menos classes, o que é uma evidência da contribuição do sistema de 66 classes a semiótica.

Sistematização de recurso educacional aberto para introdução à semiótica Peirceana

Grimm, Gabrielle da Fonseca Hartmann
Fonte: Curitiba Publicador: Curitiba
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Acompanha: 6 apresentações em Recurso Educacional Aberto (REA): Introdução à semiótica Peirceana; Arquitetura de Peirce; Categorias cenopitagóricas; O signo como relação triádica; Tricotomias.; The contribuitiuon of this research came out of the systematization of an open educational resource for the discipline of Semiotics for Design Graduation Courses. As it's an open educational resourse, the model proposed may be adapted to any other area of knowledge, or may be constantly improved collaboratively with several authors. Semiotics in Design was chosen due to the Author's research interest and the lack of materials in the area. The approach started with a review of some concepts and definitions about Design, about Peirce's Semiotics and how this area of knowledge takes part in the designer instruction. Theoretical groungs about Open Educational Resourses established principles and important elements that configurate a material as being of that kind and determine the route for the systematization of the resourse that counts with a group of six learning objects. The aim of the systematization of an educational resourse based on REA (open educational resourse) filosofy was to guide users that might come to use the concepts pointed in this research about the possibilities concerning didactic material construction...

As bases fisiologicas da estrutura triadica da semiotica : analise dos processos perceptivos e cognitivos da criação artistica

Ronaldo Marin
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Neste trabalho procuramos demonstrar a existência de uma base fisiológica para a divisão triádica da semiótica estabelecida por Charles Sanders Peirce e que, o reconhecimento dessas bases pode apontar para o estabelecimento de uma teoria semiótica da criatividade. Assim, esta dissertação propõe que a estrutura triádica da semiótica deriva da própria estrutura evolutiva do cérebro humano. Utilizando-se a abordagem primeiramente proposta por Paul MacLean, de que o cérebro humano é produto de um processo evolutivo através do qual são mantidas e aperfeiçoadas suas estruturas básicas fundamentais, o que nos permite dividi-lo em arquiocórtex, paliocórtex e neocórtex, procuramos demonstrar a existência de uma relação direta entre tais estruturas e as categorias universais estabelecidas por Peirce. Sendo assim, são analisadas as possíveis relações entre a Primeiridade, a Secundidade e a Terceiridade com, respectivamente, o que foi denominado por MacLean de cérebro "reptiliano", cérebro "límbico" e cérebro "mamífero superior". Tais relações demonstram que a estrutura triádica encontrada por Peirce, baseado em suas categorias universais, não poderia ser diferente, pois é inerente a um aparato cognitivo de estrutura também triádica: o cérebro humano. Depois de explicitada...

Semiótica peirceana na Ciência da Informação: abordagens na publicação brasileira

Vieira, Francine Soares
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 65 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.27%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Educação. Curso de Biblioteconomia.; A semiótica em sua matriz contemporânea, fundamentada por Charles Sanders Peirce, é concebida como a ciência que estuda os signos, significados e linguagens, apresentando capacidade de investigação de todo tipo de informação (sonora, verbal, imagética), e demonstrando assim o seu valor nas pesquisas referentes à Ciência da Informação. Assim, a pesquisa tem o objetivo de identificar as abordagens da semiótica peirceana na Ciência da Informação presentes nas publicações brasileiras. Para tanto, busca conhecer os principais conceitos da semiótica peirceana, levantar as publicações brasileiras da área da Ciência da Informação que abordam temáticas referentes à semiótica, e classificar as concepções que são discutidas nas publicações brasileiras da área da Ciência da Informação. Como sua metodologia, caracteriza-se como pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva e bibliográfica. Foi realizado um levantamento bibliográfico na BRAPCI - Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação, buscando por artigos que apresentaram em suas palavras-chave os termos “semiótica” e/ou “semiose”...

Percurso para compreender a semiótica: a cooperação entre a epistemologia e o histórico da semiótica; Understanding semiotics: the cooperation between epistemology and the history of semiotics

Barbosa, Jeferson Lima; Descardeci, Maria Alice
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
A partir da constatação da complexidade da ciência geral dos signos (Semiótica), propomos neste texto um percurso para a compreensão de algumas ideias constituintes dessa ciência. Para tanto, servimo-nos do histórico da Semiótica, pois ele comporta tanto os pensadores e as ideias responsáveis pela inauguração dos estudos sobre o signo quanto à dinâmica de evolução desses estudos. Aliamos as noções da Epistemologia à nossa discussão. Desse modo, apresentamos um material que inclui a interdisciplinaridade conceitual, comprovando que o conhecimento adquire maior consistência pela cooperação das diversas ciências. Além disso, também faremos referência a alguns aspectos da Semiótica moderna desenvolvida por Charles Sanders Peirce. Essa referência servir-nos-á para reafirmar o aspecto interdisciplinar da Semiótica, uma vez que o pensador transitou entre as mais diversas ciências a fim de compreendê-la. Nesse ponto, reforçamos a ideia de que há um vinculo entre a Lógica e a Semiótica. O entendimento desse vínculo ocorre desde que compreendamos que a cognição e, então, a comunicação, são interesses comuns a essas duas ciências. É preciso incluir que está na obra Panorama da Semiótica (2008) de Winfried Nöth a inspiração e principal fundamentação deste trabalho. Dessa maneira...

A importância da semiótica aplicada na marca de varejo; The importance of semiotics applied in brand retail; La importancia de la semiótica aplicada en la marca comercial

Mendes, Flávia Cristina Martins
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo não avaliado pelos pares; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 10/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
O artigo pretende mostrar a importância da aplicação da semiótica de Peirce para a compreensão da marca institucional de duas empresas do varejo. Como referencial teórico foi utilizado Lucia Santaella sobre semiótica, os conceitos de marca de Clotilde Perez e Kevin Keller e os conceitos de triângulo da marca Paulo de Lencastre e Ana Corte-Real. O foco é compreender os conceitos da semiótica peirceana dentro do triângulo da marca para analisar programa de reciclagem de lixo por meio dos relatórios de sustentabilidade.; The article highlights the importance of applying Peirce's semiotics to understand the corporate brand of two retail companies. It was used as a theoretical Lucia Santaella on semiotics, the concepts of brand of Clotilde Perez and Kevin Keller and the concepts of triangle brand of Paul Lancaster and Ana Corte-Real. The focus is to understand the concepts of Peircean semiotics in the triangle trademark review program to recycle waste through sustainability reporting.; El artículo destaca la importancia de la aplicación de la semiótica de Peirce para comprender la marca corporativa de ambas compañías al por menor. Fue utilizado como un teórico Lucía Santaella en la semiótica, los conceptos de la marca Clotilde Pérez y Kevin Keller y los conceptos de triángulo de la marca Lancaster Pablo y Ana Corte Real. El objetivo es entender los conceptos de la semiótica peircena en el programa de marcas de revisión triángulo de reciclado de residuos a través de informes de sostenibilidad.

La escena fabulística de Hermés: una perspectiva semiótica en las narrativas de la marca; The fabulistic scene of Hermés: a semiotic perspective on brand narratives; A cena fabulística de Hermés: uma perspectiva semiótica sobre as narrativas da marca

Pompeu, Bruno; Perez, Clotilde
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo não avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Las marcas se encuentran ahora en la vida cotidiana, una de las más llenas de significado y más importante socialmente. Esto es porque en ellas se basan la comunicación y el consumo - las marcas, por un lado, para actuar como tales, necesitan expresarse, necesitan comunicarse, necesitan crear vínculos, por el contrario, casi siempre son las entidades que fomentan el consumo. Tener este escenario de fondo, este artículo pretende analizar las piezas de la campaña de publicidad de La marca Hermès, tratar de verificar los sentidos que el anunciante de la marca se une a través de estrategias estéticas y narrativas adoptadas. Para ello, buscamos a los Greimas pendiente teórica de la semiótica, de modo que, a partir de los tres niveles de texto presentado y desarrollado por sus autores principales, se puede analizar el universo semántico que crea una marca, siempre tratando de establecer vínculos instigación de afecto y el deseo - como corresponde a una marca. Además del análisis de integrar las contribuciones de las principales teorías contemporáneas de consumo, con el fin de explicar la centralidad supone que las marcas de ejercer su mediación semiótica fundamental.; The brands are now in everyday life, one of the most full of meaning and most important socially. This is because in them are founded on both communication and consumption - the marks on the one hand...

A semiótica no Brasil e na América do Sul: rumos, papéis e desvios

Barros, Diana Luz Pessoa de
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Neste artigo, procuramos apontar os papéis da semiótica discursivafrancesa e os rumos que ela tomou na América do Sul, masprincipalmente no Brasil, em que teve e continua a terdesenvolvimentos significativos. Trataremos principalmente dasemiótica no Brasil, mas procuraremos, sempre que for de nossoalcance, estabelecer diálogos com os estudos semióticos na Américado Sul, em especial na Venezuela, no Peru, no Chile e na Argentina,com que temos mais contatos.Organizamos o artigo em três partes: a primeira, com algumasconsiderações muito gerais sobre a recepção da teoria semióticado discurso em alguns países da América do Sul; a segunda, sobrea manutenção dos rumos na teoria e na metodologia e sobre oalargamento das finalidades e dos objetos de análise nesses centrosde pesquisa semiótica; e a terceira, sobre o papel dos estudossemióticos e sobre os diálogos que a semiótica mantém com outrasdisciplinas, nos países mencionados.Apontamos, dessa forma, os diálogos com outros estudos dalinguagem que mais caracterizam a semiótica no Brasil e na Américado Sul, e os objetos novos de que se ocupa, sempre procurandocontribuir para o conhecimento da cultura e da sociedade de cada país. Os estudos semióticos desenvolvidos na América do Sulcaracterizam-se: pela formação em semiótica que tem dado aosestudantes de diferentes áreas; pela institucionalização da semióticadiscursiva como disciplina universitária; pela busca dedesenvolvimentos teóricos e metodológicos...