Página 1 dos resultados de 3948 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Autopercepção da saúde e desempenho cognitivo em idosos residentes na comunidade; Self-perception of health and cognitive performance in community-dwelling elderly

FREITAS, Daniela Helena Machado de; CAMPOS, Fernanda Carolina Alves; LINHARES, Lorena Quintão; SANTOS, Carolina Ribeiro dos; FERREIRA, Cristina Barcelos; DINIZ, Breno Satler; TAVARES, Almir
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
CONTEXTO: A autopercepção de saúde contempla vários aspectos da saúde física, cognição e capacidade funcional. OBJETIVO: Comparar idosos com e sem evidência de declínio cognitivo/demência quanto a autopercepção de saúde e variáveis sociodemográficas, destacando as variáveis associadas à autopercepção de saúde positiva e negativa dentro destes grupos. MÉTODOS: Noventa e oito idosos residentes na comunidade foram avaliados em visitas domiciliares para este trabalho. A avaliação cognitiva e funcional foi feita por meio da aplicação do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), do Teste do Desenho do Relógio (TDR), da Escala de Demência de Blessed (EDB) e do Questionário do Informante de Declínio Cognitivo em Idosos (IQCODE). A autopercepção da saúde foi avaliada por intermédio de um questionário adaptado do Brazil Old Age Schedule. RESULTADOS: Vinte e seis idosos (26%) apresentaram quadro de declínio cognitivo. Autopercepção de saúde negativa e menor participação em atividades físicas e recreativas se associaram significativamente a declínio cognitivo nesta amostra (p = 0,006, p = 0,05, p = 0,03, respectivamente). No grupo de sujeitos sem evidência de declínio cognitivo, a história prévia de eventos cerebrovasculares se relacionou à maior frequência de autopercepção negativa da saúde. CONCLUSÃO: A autopercepção negativa da saúde está relacionada ao provável diagnóstico de demência. Nos idosos com declínio cognitivo...

Autopercepção das condições bucais em pessoas com 60 anos e mais de idade.; Self-perception of oral health status in persons aged 60 years and over.

Silva, Silvio Rocha Corrêa da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/1999 PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
Objetivo. Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar a autopercepção das condições bucais em idosos. Material e Métodos. Participaram do estudo 337 pessoas, com 60 anos e mais de idade, funcionalmente independentes, que freqüentavam um centro de saúde em Araraquara, SP. Foi aplicado formulário com questões sobre as características sócio-demográficas da amostra, autopercepção da condição bucal e o índice GOHAI. Realizou-se exame clínico para determinar a prevalência das principais doenças bucais. Os testes estatísticos realizados tiveram como objetivo determinar a associação entre as variáveis sócio-demográficas, clínicas e o índice GOHAI com a autopercepção e também identificar os preditores da auto-avaliação. Resultados. O exame clínico revelou que 40,4% das pessoas eram desdentadas, e entre os dentados a cárie e a doença periodontal tiveram grande prevalência. Entre os dentados, 42,7% avaliaram sua condição bucal como regular, enquanto 55,8% dos desdentados afirmaram que era boa. As variáveis associadas à auto-avaliação foram: a classe social, o GOHAI, os dentes cariados e com extração indicada entre os dentados, e a escolaridade e o GOHAI entre os desdentados. A análise multivariada mostrou que os preditores da auto-avaliação foram o GOHAI (em dentados e desdentados)...

Estudo clínico da autopercepção da cor dos dentes de pacientes antes, durante e após o clareamento dental; Clinical study of the self-perception of the teeth color from patients before, while and after bleaching

Teixeira, Adriano Marcus Urizzi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.24%
Com o crescente apelo estético nos procedimentos odontológicos e a diminuição de terapias invasivas por cáries, o clareamento dentário tem se tornado cada vez mais difundido e desejado. A busca pela perfeição no sorriso está ligada a fatores socioculturais e/ou pessoais e a subjetividade da cor pode levar a exageros na busca por mais resultados. Este trabalho teve por objetivo avaliar se a percepção da cor dos próprios dentes pelos sujeitos da pesquisa corresponde à cor real de seus dentes e se os fatores psicológicos autoestima e qualidade de vida interferem nessa percepção. Para tanto setenta e cinco sujeitos foram selecionados após passarem por exame clinico e teste de cor-deficiência de Ishihara. Depois de serem moldados, receberam placas de clareamento superior e inferior e gel de peróxido de carbamida a 16% para realizarem o clareamento caseiro por três semanas. A cor de seus dentes, bem como sua percepção sobre ela foram medidas em cinco momentos: no dia da entrega das placas, uma semana após o uso do gel, duas semanas após o uso do gel, três semanas após o uso do gel e trinta dias após o término do tratamento. A medição foi realizada com um espectrofotômetro Vita Easy shade e a percepção da cor de seus dentes era orientada por uma escala de cores Vita clássica reorganizada por luminosidade indo de B1 a C4...

Escala de autopercepção de harter para adolescentes : um estudo de validação; Harter Self Perception Scale for Adolescents: A validation study a validation study

Bandeira, Denise Ruschel; Arteche, Adriane Xavier; Reppold, Caroline Tozzi
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
O presente estudo objetivou investigar a validade convergente da escala de Autopercepção de Harter. Foram participantes 291 adolescentes da Região Sul, com idade média de 17 anos, de ambos os sexos e estudantes do Ensino Médio. Os instrumentos utilizados foram a Escala de Autopercepção de Harter para Adolescentes (EAPH-A), a Escala de Auto-Estima de Rosenberg, a Escala Multidimensional de Satisfação de Vida e o Inventário de Depressão Infantil. Os resultados indicam que a EAPH-A apresentou boa qualidade psicométrica. A análise de fidedignidade apontou índices de consistência interna adequados (α=0,60 a α=0,88). A validade de construto foi comprovada por análises de correlação com os demais instrumentos, sendo que todos os índices foram significativos e na direção esperada. A alta correlação entre os instrumentos aponta a necessidade de haver outros estudos que investiguem as dimensões da autopercepção e diferencie esse conceito de outros construtos, como auto-estima, satisfação de vida e autoconceito.; The present paper’s purpose was to investigate the Harter Self-Perception scale thru a convergent validity analysis. The participants were 291 southern adolescents, mean age 17 years, from both sexes and high school students. The instruments were the Harter Self Perception Scale (HSPS-A)...

Caracterização das condições morfofuncionais do sistema estomatognatico e autoperceção da saude bucal em idosos usuarios de protese dentaria; Characterization of stomatognathic sytem and morphofunctional conditions and oral health self-perception in elderly with dental prosthesis

Gisele Ferreira Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.17%
Este estudo teve como objetivo investigar as condições morfofuncionais do sistema estomatognático e de autopercepção da saúde bucal em idosos usuários de prótese dentária. Fizeram parte do estudo 10 idosos usuários de prótese dentária atendidos no "Projeto Envelhecer Sorrindo" desenvolvido nod Departamento de Prótese da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo / USP. Os dados foram obtidos a partir do acompanhamento dos idosos durante quatro meses, por meio da aplicação de dois instrumentos; um protocolo de avaliação fonoaudiológica, o qual foi submetido ao processo de validação teórica e o índice GOHAI (Geriatric Oral Health Assessment Index) para avaliação da autopercepção da saúde bucal. Foi realizada uma análise descritiva dos dados da avaliação fonoaudiológica e do índice GOHAI. As condições do sistema estomatognático não melhoraram apenas com a instalação da prótese nova. Nenhum dos idosos avaliados foi capaz de adequar as três funções : mastigação, deglutição e fala após quatro meses de adaptação à prótese nova. A média do GOHAI aumentou de 27.6 para 31.9, da avaliação inicial para a final, qualificando como positiva a autopercepção da saúde bucal após a instalação da prótese. Os resultados evidenciam que a presença do fonoaudiólogo junto ao odontólogo é de grande importância auxiliando o idoso no processo de adaptação à prótese dentária e adequação da musculatura e funções orofaciais. A autopercepção da saúde bucal foi positiva mesmo não sendo satisfatório o resultado obtido com a avaliação fonoaudiológica...

Avaliação das condições de saude bucal, autopercepção e conhecimento de cuidadores de idosos institucionalizados; Evaluation of oral heath conditions, self perception and knowledge of caregivers of institutionalized elderly

Clicia dos Santos Rodrigues de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.13%
O objetivo deste estudo foi avaliar as condições de saúde bucal, a autopercepção e o conhecimento de cuidadores de idosos. A amostra foi constituída por 70 cuidadores de duas instituições geriátricas do município de Piracicaba-SP, Brasil. A prevalência das doenças bucais foi determinada de acordo com as normas da Organização Mundial de Saúde. O índice Oral Health Impact Profile (OHIP-14) foi utilizado para mensurar a autopercepção em saúde bucal. Um questionário abordando aspectos sócio-demográficos, condições de saúde, práticas e conhecimento de saúde bucal foi aplicado. Os dados foram analisados com o uso dos testes Qui-quadrado e Exato de Fischer. A maioria dos cuidadores eram mulheres, com idade média de 41,7 anos, trabalhavam há mais de 7,5 anos com idosos, sendo que 11,4% eram técnicos em enfermagem. O CPO-D encontrado foi alto, sendo o componente perdido responsável por 62%. Uma associação significante foi encontrada na análise bivariada para gênero e idade (p<0,0001). Esta perda dentária influenciou o CPI (Community Periodontal Index), com 30,4% dos sextantes excluídos. As demais condições encontradas foram higidez (25,1%), cálculo (20,0%) e sangramento (18,8%). Do total de participantes...

Fatores associados com multimorbidades e autopercepção de saúde em mulheres com 50 anos ou mais : estudo de base populacional no município de Campinas, São Paulo = Factors associated with multimorbidities and self-perception of health in women of 50 years of age or more: a population-based study in Campinas, São Paulo; Factors associated with multimorbidities and self-perception of health in women of 50 years of age or more : a population-based study in Campinas, São Paulo

Vanessa de Souza Santos Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
Objetivos: Avaliar a presença de multimorbidades e autopercepção de saúde e seus fatores associados em mulheres brasileiras com 50 anos ou mais em uma cidade do sudeste brasileiro. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional, utilizando entrevista domiciliar em uma amostra de 622 mulheres com 50 anos ou mais. Os dados foram obtidos através de autorrelato. O número de doenças crônicas referidas foram avaliadas (hipertensão arterial, artrose, catarata, diabetes mellitus, osteoporose, glaucoma, bronquite crônica ou asma, acidente vascular cerebral, incontinência urinária, câncer, infarto agudo do miocárdio, enfisema pulmonar) e classificadas em nenhuma, uma ou duas ou mais morbidades (multimorbidades). A autopercepção da saúde foi avaliada como muito boa, boa, regular, ruim ou péssima Os fatores sociodemográficos, comportamentais e clínicos associados também foram avaliados. O teste qui-quadrado e a regressão de Poisson foram utilizados para selecionar os principais fatores associados com o número de morbidades e a autopercepção de saúde, com nível de significância de 5%. Resultados: Nesta amostra, 15,8% não reportaram nenhuma doença crônica, 26% referiram apenas uma doença crônica e 58...

Behavioural and psychological self-perceived impact of using the internet to meet sexual partners among MSN

Manteigas, Nuno Miguel Nodin
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 ENG
Relevância na Pesquisa
56.19%
Esta investigação debruça-se sobre a população de homens que têm sexo com homens (HSH) que utilizam sítios na Internet para encontros amorosos e sexuais. Teve como objectivo compreender qual o impacto dessa experiência sobre o comportamento, percepção do self e percepção dos outros e qual a natureza desse impacto. Recorreu-se a uma metodologia de carácter misto para o efeito. Para a fase qualitativa foram entrevistados 36 HSH sobre a sua utilização da Internet, encontros com parceiros sexuais contactados online (PO) e sexo seguro. Depois de transcritas, as entrevistas foram analisadas tematicamente para os estudos apresentados. Para a fase quantitativa desenvolveu-se um questionário e uma escala destinados a compreender em detalhe a questão sob investigação, baseados nas temáticas identificadas durante a fase qualitativa. Os dados foram recolhidos online. Um total de 317 HSH que cumpriram com os critérios de seleção foram utilizados para o primeiro estudo quantitativo e 313 para o segundo. Cada uma das fases da investigação levaram à produção de dois estudos. O primeiro estudo qualitativo (Estudo Exploratório) analisou os conceitos e práticas de sexo seguro de um grupo de HSH com experiência de conhecer PO. Neste estudo verificouse que...

Self-perception and dissatisfaction with weight does not depend on the frequency of physical activity

Araújo,Denise Sardinha Mendes Soares de; Araújo,Claudio Gil Soares de
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 EN
Relevância na Pesquisa
66.2%
OBJECTIVE: To evaluate the level of satisfaction with body weight and the self-perception of the weight/height ratio and to verify the influence of the frequency of present and past physical activity on these variables. METHODS: Using questionnaires or interviews, we obtained height data, reported and desired weight, self-perception of the weight/height ratio, and the frequency of current physical activity in 844 adults (489 women). Of these, evaluated the frequency of physical activity during high school of 193 individuals,and we measured their height and weight. RESULTS: Less than 2/3 of the individuals had body mass index between 20 and 24.9 kg/m2. A tendency existed to overestimate height by less than 1 cm and to underestimate weight by less than 1kg. Desired weight was less than that reported (p<0.001), and only 20% were satisfied with their current weight. Only 42% of men and 25% of women exercised regularly. No association was found between the frequency of physical activity and the variables height, weight, and body mass index, and the level of satisfaction with current weight. CONCLUSION: Height and weight reported seem to be valid for epidemological studies, and great dissatisfaction with body weight and a distorted self-perception of height/weight ratio exists...

Desempenho escolar e suas relações com a autopercepção de empatia e competência social em adolescentes; Academic achievement and its relations with the self-perception of empathy and social competence in adolescents

Andréa da Cunha Kirst da Conceição
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.19%
É crescente a quantidade de estudos que se preocupam com a investigação de fatores afetivos, cognitivos e comportamentais no âmbito escolar. Essas pesquisas têm gerado diferentes pontos de vista e abordagens que possibilitam entender a contribuição multidimensional de tais variáveis no campo educacional e psicológico. No Brasil, pouco se encontra a respeito do estudo das relações entre os constructos desempenho escolar, competência social - nominações sociométricas - e empatia, referentes ao funcionamento social, afetivo e cognitivo dos indivíduos. Entendendo dessa forma, o presente estudo teve por objetivo principal analisar se alunos com diferentes desempenhos escolares se diferem entre si em relação às escolhas e rejeições dos colegas e também em relação à autopercepção de empatia. O público-alvo da pesquisa foi 217 adolescentes de 10 a 14 anos de idade e inseridos em turmas do 6º ao 9º anos escolares. Três medidas foram utilizadas. Um instrumento de avaliação de empatia, que tem por intuito investigar a percepção dos estudantes sobre a presença de comportamentos e sentimentos empáticos em si mesmos. Como segunda medida, e que condiz com a análise da competência social do estudante, foi investigado o status sociométrico dos mesmos em relação aos seus pares...

Association between social capital and self-perception of health in Brazilian adults

Loch,Mathias Roberto; Souza,Regina Kazue Tanno de; Mesas,Arthur Eumann; González,Alberto Durán; Rodriguez-Artalejo,Fernando
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 EN
Relevância na Pesquisa
56.19%
OBJECTIVE To investigate the association between social capital and social capital and self-perception of health based on examining the influence of health-related behaviors as possible mediators of this relationship.METHODS A cross-sectional study was used with 1,081 subjects, which is representative of the population of individuals aged 40 years or more in a medium-sized city in Southern Brazil. The subjects who perceived their health as fine, bad or very bad were considered to have a negative self-perception of their health. The social capital indicators were: number of friends, people from whom they could borrow money from when needed; the extent of trust in community members; whether or not members of the community helped each other; community safety; and extent of participation in community activities. The behaviors were: physical activity during leisure time, fruits and vegetable consumption, tobacco use and alcohol abuse. The odds ratios (OR) and confidence intervals (CI) 95% were calculated by binary logistic regression. The significance of mediation was verified using the Sobel test.RESULTS Following adjustment for demographic and clinical variables, subjects with fewer friends (OR = 1.39, 95%CI 1.08;1.80), those who perceived less frequently help from people in the neighborhood (OR = 1.30...

Psychological distress and academic self-perception among international medical students: the role of peer social support

Yamada, Y.; Klugar, M.; Ivanova, K.; Oborna, I.
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 EN
Relevância na Pesquisa
56.29%
BACKGROUND: Psychological distress among medical students is commonly observed during medical education and is generally related to poor academic self-perception. We evaluated the role of peer social support at medical schools in the association between psychological distress and academic self-perception. METHODS: An online survey was conducted in a medical degree program for 138 international students educated in English in the Czech Republic. The Medical Student Well-Being Index was used to define the students' psychological distress. Perceived peer social support was investigated with the Multidimensional Scale of Perceived Social Support. Poor academic self-perception was defined as the lowest 30% of a subscale score of the Dundee Ready Education Environment Measure. Analyses evaluated the presence of additive interactions between psychological distress and peer social support on poor academic self-perception, adjusted for possible confounders. RESULTS: Both psychological distress and low peer social support were negatively associated with poor academic self-perception, adjusted for local language proficiency and social support from family. Students with psychological distress and low peer social support had an odds ratio of 11.0 (95% confidence interval (CI): 2.1-56.6) for poor academic self-perception as compared with those without distress who had high peer social support. The presence of an additive interaction was confirmed in that the joint association was four times as large as what would have been expected to be on summing the individual risks of psychological distress and low peer social support (synergy index = 4.5...

Autopercepção da saude, co-morbidades e uso de medicamentos em idosos chagasicos, acompanhados no grupo de estudos em doença de chagas, GEDOCH, UNICAMP; Health self-perception, co-morbidities and use of medications in chagasic elderly, followed in study group in Chagas' disease, GEDOCH, UNICAMP

Rosalia Matera de Angelis Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.26%
Introdução/Justificativa: O processo de envelhecimento constitui um fenômeno complexo e progressivo que afeta o homem e a sociedade de modo singular. Observam-se um decréscimo na capacidade de adaptação e um aumento na vulnerabilidade do indivíduo, associados às perdas evolutivas e à probabilidade de adoecer. Por outro lado, o crescimento da população idosa brasileira pode representar um grave problema se os anos de vida adicionais não forem vividos em condições de saúde adequadas. Uma forma de conduzir esta avaliação é o levantamento de informações sobre a percepção dos idosos em relação ao seu estado de saúde. Neste estudo, destaca-se a associação da doença de Chagas, de caráter infeccioso e crônico, ao processo de envelhecimento dos indivíduos portadores dessa enfermidade, abordando o tema da autopercepção de saúde de idosos chagásicos, atendidos em Ambulatório de Referência, no HC/UNICAMP. A autopercepção da própria saúde é um indicador robusto da qualidade de vida percebida porque prediz de forma consistente a mortalidade e a subseqüente sobrevida dessa população. Objetivos: Investigar as relações entre saúde percebida, gênero, idade, escolaridade, renda econômica, co-morbidades...

Health self-perception by dementia family caregivers: sociodemographic and clinical factors

Valente,Letice Ericeira; Truzzi,Annibal; Souza,Wanderson F.; Alves,Gilberto Sousa; Alves,Carlos Eduardo de Oliveira; Sudo,Felipe Kenji; Lanna,Maria Elisa O.; Moreira,Denise Madeira; Engelhardt,Eliasz; Laks,Jerson
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 EN
Relevância na Pesquisa
66.2%
Caring for a demented family member has been associated with burden. Studies concerning health self-perception of family caregivers are still scarce. OBJECTIVE: To investigate caregivers perceived health and to look into relationships with patients and caregivers' sociodemographic and clinical data. METHOD: Dyads of dementia outpatients and family caregivers (n=137) were assessed with Mini Mental State Examination, Functional Activities Questionnaire, Neuropsychiatric Inventory and Clinical Dementia Rating. Caregivers answered Sociodemographic Questionnaire, Beck Depression and Anxiety Inventories, Zarit Burden Interview and Maslach Burnout Inventory. RESULTS: Caregivers poor perceived health was associated with emotional exhaustion, burden, depression and anxiety. Logistic regression analyses revealed caregivers' age, anxiety and physical problem as the main predictors of health self-perception. CONCLUSION: Aged family caregivers with anxiety who also report physical problem characterize a group at risk for poor self-perceived health. Evaluation of health self-perception may be useful for designing interventions to improve anxiety and physical health.

Self-perception of health and cognitive performance in community-dwelling elderly; Autopercepção da saúde e desempenho cognitivo em idosos residentes na comunidade

Freitas, Daniela Helena Machado de; Campos, Fernanda Carolina Alves; Linhares, Lorena Quintão; Santos, Carolina Ribeiro dos; Ferreira, Cristina Barcelos; Diniz, Breno Satler; Tavares, Almir
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
CONTEXTO: A autopercepção de saúde contempla vários aspectos da saúde física, cognição e capacidade funcional. OBJETIVO: Comparar idosos com e sem evidência de declínio cognitivo/demência quanto a autopercepção de saúde e variáveis sociodemográficas, destacando as variáveis associadas à autopercepção de saúde positiva e negativa dentro destes grupos. MÉTODOS: Noventa e oito idosos residentes na comunidade foram avaliados em visitas domiciliares para este trabalho. A avaliação cognitiva e funcional foi feita por meio da aplicação do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), do Teste do Desenho do Relógio (TDR), da Escala de Demência de Blessed (EDB) e do Questionário do Informante de Declínio Cognitivo em Idosos (IQCODE). A autopercepção da saúde foi avaliada por intermédio de um questionário adaptado do Brazil Old Age Schedule. RESULTADOS: Vinte e seis idosos (26%) apresentaram quadro de declínio cognitivo. Autopercepção de saúde negativa e menor participação em atividades físicas e recreativas se associaram significativamente a declínio cognitivo nesta amostra (p = 0,006, p = 0,05, p = 0,03, respectivamente). No grupo de sujeitos sem evidência de declínio cognitivo, a história prévia de eventos cerebrovasculares se relacionou à maior frequência de autopercepção negativa da saúde. CONCLUSÃO: A autopercepção negativa da saúde está relacionada ao provável diagnóstico de demência. Nos idosos com declínio cognitivo...

Trabalho voluntário em saúde: auto-percepção, estresse e burnout; Volunteer work in health care: self perception, stress and burnout

Moniz, André Luís Ferreira; de Araújo, Tereza Cristina Cavalcanti Ferreira
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
O voluntariado em saúde vem se expandindo em resposta à diversificação das demandas sociais e em contrapartida às contínuas carências do setor. É fundamental, portanto, conhecer a natureza do trabalho voluntário e suas conseqüências para o agente prestador de serviço. Assim, a presente pesquisa teve por objetivos descrever a percepção dos voluntários sobre sua atuação e avaliar o grau de estresse e burnout. Foram realizadas  entrevistas estruturadas com 39 voluntários seguidas da aplicação do Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp e Guevara e o Inventário de Burnout de Maslach. Verificaram-se baixos escores de estresse e burnout. Contudo, oito voluntários apresentaram sintomas de estresse de natureza psicológica ou somática e quatro revelaram níveis elevados de burnout no que concerne à despersonalização e exaustão emocional. A maioria dos participantes relatou história pessoal vinculada ao adoecimento. Os dados obtidos sugerem a hipótese de que o voluntariado constitui um modo de enfrentamento. Palavras-chave: trabalho voluntário; saúde; auto-percepção; estresse; burnout.;   Volunteer work in health care is expanding as an answer to the diversification of the social demands and...

Correlações entre Dimensões da Qualidade das Amizades e Autopercepção em Crianças; Correlations between friendship quality dimensions and self-perception in children

Zunino, Luíza Maria da Rocha; niversidade Federal de Santa Catarina; Manfroi, Edi Cristina; Universidade Federal de Santa Catarina; Nunes, Sandra Adriana Neves; Universidade Federal de Santa Catarina; Faraco, Ana Maria Xavier; Universidade Federal de San
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.19%
No presente estudo foram examinadas correlações entre dimensões qualitativas da amizade e da autopercepção em crianças de 9 a 13 anos de idade. Os dados derivaram de dois questionários aplicados a 158 crianças (52,5% meninos) em duas escolas públicas. Os resultados indicaram que: a) crianças que identificam nas suas relações de amizade uma fonte de apoio tendem a se perceber acadêmica e atleticamente competentes e bem aceitas socialmente; b) crianças que encontram nas amizades um espaço privilegiado para resolver conflitos e buscar intimidade e validação de seus sentimentos também têm percepções positivas acerca de si mesmas, e c) o gênero e a idade da criança tiveram influências diferenciadas nas dimensões da qualidade das amizades e da autopercepção.Palavras-chave: dimensões qualitativas da amizade; autopercepção; bem-estar social e psicológico de crianças.   ; In the present study, correlations between friendship´s quality dimensions and self-perception were examined in children (9-13 years-old). Data derived from two questionnaires administered to 158 children (52.5% boys) from two public schools. Results indicated that: a) children who identify...

Aspects of sexual self-perception in schizophrenic patients

Vucic Peitl,Marija; Rubesa,Gordana; Peitl,Vjekoslav; Ljubicic,Ðulijano; Pavlovic,Eduard
Fonte: The European Journal of Psychiatry Publicador: The European Journal of Psychiatry
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2009 ENG
Relevância na Pesquisa
56.27%
Objective: Self-perception is a complex, dynamic system and sexual self-perception is only one of the items in that complex system. Our goal was to establish whether the differences in sexual self-perception between schizophrenic patients and healthy individuals exist, and to establish possible differences in sexual self-perception between acute and chronic schizophrenic patients. Method: Bezinovic’s test for sexual self-perception was used because it assesses multiple aspects of sexual self-perception and provides thorough insight of that part of self. Results: Results revealed that schizophrenic patients, compared to healthy individuals, scored significantly higher on the aspects of negative emotionality and sexual incompetence and significantly lower on the aspect of sexual satisfaction. No statistically significant differences were established between acute and chronic schizophrenic patients. Conclusions: It can be concluded that the conscious part of libido organization in schizophrenic patients exhibits proper consciousness of own sexuality, normal readiness for sexual activity, normal sexual adventurism, significantly higher negative emotionality and sexual incompetence and significantly lower sexual satisfaction.

Substance abuse and health self-perception in Spanish children and adolescents

Molinero,O.; Salguero,A.; Castro-Piñero,J.; Mora,J.; Márquez,S.
Fonte: Nutrición Hospitalaria Publicador: Nutrición Hospitalaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/04/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
66.19%
Objective: The aim of this study was to analyze substance abuse and health self-perception in children and adolescents from the province of Cádiz (Spain). Methodology: Participants were 738 students, 50.9 boys and 49.1% girls, from elementary school to high school (1st to 12th grade, mean age 12.2. years), who responded a Spanish adaptation of the Health Behavior in School-aged Children Inventory. Results: No difference was observed in percentage of boys and girls reporting to smoke or drink alcohol. Smoking and drinking habits increased with age, being higher in 11th and 12th grade students. Significant differences were observed among the percentage of smokers and non smokers recognizing to have parents, older brothers or friends who smoke. Rates of drug abuse were generally low, being cannabis the most frequently consumed illicit drug. Most respondents had a perception of excellent or good health, with no significant gender differences. About half of subjects considered that health exclusively depends on self behavior, but an important percentage also gave a relevant role to luck. Stomach-ache was the most frequent physical complaint, followed by headache. Psychological complaints mainly corresponded to nervousness and bad temper. Only a small percentage of subjects declared the use of medicines or tablets without prescription. No significant difference in the percentage of respondent who perceived an excellent or good health was observed among substance users and non users. Conclusions: Substance abuse and health self-perception in children and adolescents are the result of the interaction of a complex series of individual and social factors. Activities aimed to improve health focusing on partial aspects of adolescents' lifestyle most probably will have limited results...

; Self-perception of generalized aggressive periodontitis symptoms and its influence on the compliance with the oral hygiene instructions - a pilot study

Casarin, Renato Corrêa Viana; Ribeiro, Erica Del Peloso; Nociti Junior, Francisco Humberto; Sallum, Enilson Antônio; Sallum, Antonio Wilson; Casati, Márcio Zaffalon
Fonte: UNICAMP/FOP Publicador: UNICAMP/FOP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
66.2%
; Aim: Patient’s adherence to the periodontal treatment is fundamental to the success of the therapy. Lack of response to the clinician’s instructions is influenced by various factors, including gender, age and psychosocial profile. The aim of the present study was to evaluate the relationship between self-perceived symptoms of generalized aggressive periodontitis and compliance with the oral hygiene instructions. Methods: Twenty-six subjects presenting a generalized aggressive form of periodontal disease were selected. The subjects answered a questionnaire to rate the perceived symptoms of periodontal disease with a sensitivity scale, in which a numeric score is attributed to each mentioned symptom. The percentage of sites with pocket probing depth (PPD) e” 5mm as well as the plaque index (PI) and gingival index (GI) were evaluated and the patients received a full mouth prophylaxis. One month later, the patients were re-evaluated for PI, GI, and PPD, and their percent reductions were correlated with the numeric score attributed to the aggressive periodontitis symptoms. Spearman’s correlation and Wilcoxon’s test were used with a significance level of 5%. Results: The greater the self-perception of some of the symptoms, the greater the adherence to the oral hygiene instructions. A positive correlation was observed between the reduction of GI and self perception of bleeding on tooth brushing (p=0.04...