Página 1 dos resultados de 495 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Estudios tafonómicos en foraminíferos bentónicos como proxy de hidrodinámica y sedimentología en el gradiente Río de La Plata – Océano Atlántico Sur Occidental

Pineiro, Nuria Lahuerta; Burone, Letícia; Ortega, L; Mahiques, Michel Michaelovitch de
Fonte: Universidad de la República (UdelaR). Facultad de Ciencias; Punta del Este Publicador: Universidad de la República (UdelaR). Facultad de Ciencias; Punta del Este
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
SPA
Relevância na Pesquisa
26.9%
Los foraminíferos bentónicos representan un excelente proxy geológico, ya que sus caparazones son incorporados en el sedimento y pasan a comportarse como granos sedimentares durante los eventos de transporte y erosión, permitiendo así, el registro de condiciones y eventos que ocurren en los océanos. De este modo, son usados para describir patrones de hidrodinámica y evaluar índices de deposición, erosión y retrabajamiento del sedimento en los ambientes marinos. Concretamente, las regiones costeras representan zonas de alta complejidad ambiental, debido a que en ellas se da la mezcla de agua tanto de origen continental como marino, y a su vez, al efecto de la descarga fluvial que aporta material particulado del continente para el océano. El Río de la Plata (RdLP) representa el cuarto mayor estuario del mundo y el segundo del continente americano, lo cual convierte al sistema RdLP-Océano Atlántico en un complejo gradiente estuarino de interés en estudios sedimentológicos con posteriores aplicaciones paleo-climáticas y paleo-ecológicas del Cuaternario Superior. En el presente estudio, se registra a partir de las asociaciones muertas, para la región del estuario entrada de agua marina hasta la zona del frente termohalino. Dichas asociaciones se caracterizaron por especies típicas de plataforma y aguas frías. La región marina del RdlP registró los mayores porcentajes de abrasión y fragmentación de caparazones...

Estudios tafonómicos en foraminíferos bentónicos como proxy de hidrodinámica y sedimentología en el gradiente Río de La Plata – Océano Atlántico Sur Occidental

Lahuerta, N; Burone, L; Mahiques, Michel Michaelovitch de; Franco-Fraguas, P
Fonte: Faculdad de la Republic (UDELAR). Faculdad de Ciencias; Punta del Este Publicador: Faculdad de la Republic (UDELAR). Faculdad de Ciencias; Punta del Este
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
SPA
Relevância na Pesquisa
26.9%
Los foraminíferos bentónicos representan un excelente proxy geológico, ya que sus caparazones son incorporados en el sedimento y pasan a comportarse como granos sedimentares durante los eventos de transporte y erosión, permitiendo así, el registro de condiciones y eventos que ocurren en los océanos. De este modo, son usados para describir patrones de hidrodinámica y evaluar índices de deposición, erosión y retrabajamiento del sedimento en los ambientes marinos. Concretamente, las regiones costeras representan zonas de alta complejidad ambiental, debido a que en ellas se da la mezcla de agua tanto de origen continental como marino, y a su vez, al efecto de la descarga fluvial que aporta material particulado del continente para el océano. El Río de la Plata (RdLP) representa el cuarto mayor estuario del mundo y el segundo del continente americano, lo cual convierte al sistema RdLP-Océano Atlántico en un complejo gradiente estuarino de interés en estudios sedimentológicos con posteriores aplicaciones paleo-climáticas y paleo-ecológicas del Cuaternario Superior. En el presente estudio, se registra a partir de las asociaciones muertas, para la región del estuario entrada de agua marina hasta la zona del frente termohalino. Dichas asociaciones se caracterizaron por especies típicas de plataforma y aguas frías. La región marina del RdlP registró los mayores porcentajes de abrasión y fragmentación de caparazones...

Sedimentologia, estratigrafia, palinologia, diatomáceas e geoquímica de depósitos quaternários na margem leste da Ilha de Marajó, Pará, Brasil; Sedimentology, stratigraphy, palinology, diatoms and geochemisty of Quaternary deposits in eastern Marajó Island, Pará, Brazil

Castro, Darcilea Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
O registro de depósitos quaternários tem aumentado em áreas costeiras da região Amazônica. No entanto, estudos detalhados são ainda necessários visando interpretar seus ambientes de deposição, bem como reconstituir sua evolução ao longo do Quaternário. Em particular, faltam informações sobre a reconstituição das variações do nível relativo do mar ao longo da margem equatorial brasileira de modo a possibilitar a inclusão dessa área em discussões de interesse regional e global enfocando clima, tectônica e eustasia. O presente trabalho representa um esforço de integração de vários tipos de dados, i.e., sedimentologia, estratigrafia, palinologia, diatomácea, datação 14C, 'delta''ANTPOT.13 C', 'delta''ANTPOT.15 N' e C/N, objetivando reconstituir a evolução de paisagens no leste da Ilha do Marajó durante o final do Quaternário. Aspectos ligados a paleoambientes de sedimentação, padrões de vegetação, flutuações climáticas e variação do nível do mar serão abordados. Um total de 98 amostras de sedimentos argilosos e arenosos foi obtido de 85 m de testemunhos coletados com a sonda à percusão Robotic Key System (RKS). Estes testemunhos derivam de cinco poços (TSM4, TSM8, TSM10, TSM11 e TSM12) variando entre 10 e 24 m de profundidade...

Relações pedologia-geomorfologia-sedimentologia no Pantanal Norte; Relationships pedology-geomorphology-sedimentology in the Pantanal North

Nascimento, Alexandre Ferreira do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.17%
As relações entre os solos, material de origem e feições geomórficas são importantes para a compreensão da distribuição dos solos na paisagem e o entendimento de sua variabilidade espacial, sobretudo em ambientes úmidos (wetlands) de natureza sedimentar complexa. Procurou-se descrever e caracterizar os ambientes deposicionais de uma área de estudo, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) SESC Pantanal, buscando na sedimentologia e na geomorfologia que sistemas deposicionais e/ou erosivos formaram a paisagem e dessa forma interpretar as alterações ocorridas no relevo e nos sedimentos responsáveis pela gênese dos solos nesta parte do Pantanal Norte. Primeiramente foram realizados os estudos geomorfológicos com auxílio de ferramentas de sensoriamento remoto, expedições ao campo e sobrevoo da área. Nos compartimentos identificados foram realizadas tradagens mecanizadas profundas para se observar a arquitetura e a distribuição dos sedimentos. Os solos de 3 transeções representativas da área foram descritos, coletados e analisados, de forma a se determinar a configuração lateral e vertical dos horizontes e camadas, assim como a classificação pedológica e as evidências de processos pedogenéticos e sedimentares. A paisagem da RPPN SESC Pantanal foi modelada desde o Pleistoceno superior pela atividade de sistemas deposicionais distributários dominados por rios...

Sedimentologia e cronologia por luminescência da Ilha de São Francisco do Sul (SC): considerações sobre a evolução holocênica de barreiras arenosas da costa sul e sudeste do Brasil

Zular, André
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
A ilha de São Francisco do Sul (ISFS) está localizada no litoral norte de Santa Catarina. Abrange uma área de cerca de 265 km2 com uma extensão de costa oceânica de aproximadamente 40 km. A ISFS foi formada por sistemas deposicionais costeiros ativos durante as variações do nível do mar dos últimos 120 mil anos. A progradação costeira da barreira regressiva localizada a leste da lagoa de Icaraí da ISFS estaria associada à desaceleração da ascensão do nível relativo do mar do Holoceno médio combinada com um aporte alto de sedimentos. Características geomorfológicas da SFSI foram analisadas principalmente com o auxílio do Google Earth e com levantamentos de campo que indicaram a prevalência de sobreposição de dunas vegetadas formadas pela influência dos ventos S-SE na parte central e norte da barreira holocênica. Ao longo da costa, predomina uma estreita faixa de 5 a 10 m de dunas frontais associadas com swales. Em direção ao interior, as dunas frontais são gradualmente substituídas por blowouts e/ou dunas parabólicas de 10 a 20 m de altura ou por dunas com formatos irregulares seguidos por alinhamentos de cordões litorâneos. Foram feitas datações de 11 amostras de sedimentos através de luminescência opticamente estimulada (LOE); cinco de cordões litorâneos...

Caracterização do sistema Praia-Duna ao longo da Costa uruguaia, de Montevideo a La Coronilla

Terence, Valéria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
A costa leste do Uruguay, de Montevideo até La Coronilla, caracteriza-se, no seu lado platense (a W de Punta del Este), por praias arenosas restritas, com escarpas ativas, promontórios formados por rochas do embasamento e pequenas ilhas; e, no seu lado atlântico, pela presença de lagunas e praias mais extensas e homogêneas, com maior exposição à ação do vento e de ondas de tempestade. A caracterização da cobertura vegetal e da morfodinâmica e sedimentologia do sistema praia - dunas frontais, incluindo rumo inferido de deriva litorânea longitudinal, permitiu estabelecer subdivisões desta costa em segmentos com características semelhantes. Os dois segmentos diferenciados pela associação de espécies vegetais foram o de Montevideo a Cuchilla Alta, caracterizado pelo predomínio de Panicum racemosum, e o de Jaurreguiberry até La Coronilla, com alta concentração de Spartina ciliata. Esta subdivisão foi correlacionada a fatores abióticos, como salinidade e intensidade do vento. Correlações estatísticas aplicadas a resultados de análise de variações granulométricas e mineralógicas dos sedimentos mostraram-se insuficientes para deduzir o rumo de deriva litorânea longitudinal. Critérios mais efetivos na determinação desse rumo foram os geomorfológicos...

Estratigrafia e sedimentologia dos depósitos fluviais pré-vegetação da Formação Tombador (Mesoproterozoico) na Chapada Diamantina Oriental (BA); not available

Turra, Bruno Boito
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
A presente tese aborda uma revisão crítica acerca do Grupo Chapada Diamantina no contexto do Supergrupo Espinhaço assim como a discussão sobre as características da sedimentação fluvial no passado remoto, em tempos pré-vegetação, confrontada com o registro da Formação Tombador. A Formação Tombador, de idade mesoproterozoica, compreende uma espessa sucessão (de até 400 metros) de arenitos e conglomerados, e representa o preenchimento basal de uma bacia intracratônica aflorante por grande área no interior do Estado da Bahia, em especial na Chapada Diamantina. Levantamentos de campo foram realizados no Parque Nacional da Chapada Diamantina e adjacências com o intuito de identificar a variabilidade arquitetural dos depósitos fluviais da Formação Tombador bem como seu posicionamento estratigráfico e evolução paleogeográfica. Os resultados obtidos podem então ser relacionados a dois conjuntos de dados: um referente a sucessão superior da unidade estudada no flanco leste da Serra do Sincorá entre as cidades de Andaraí e Lençóis; e outro referente a exemplos de arquitetura deposicional fluvial obtido tanto da sucessão inferior da unidade nas adjacências do Morro do Pai Inácio, quanto da sucessão superior estudada na região de Mucugê. Na região entre as cidades de Andaraí e Lençóis foram levantadas sete seções colunares...

Sedimentologia e microfacies calcárias das Formações Riachuelo e Cotinguiba da Bacia Sergipe/Alagoas; Not available.

Bandeira Junior, Alfredo Nunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/07/1977 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
Neste trabalho foram estudados os calcários das Formações riachuelo e Cotinguiba (Cretáceo da Bacia Sergipe/Alagoas), aplicando-se as classificações de FOLK (1959) e PLUMEY et al. (1962). O estudo propiciou a determinação das determinações das microfacies dos calcários daquelas formações, fator de suma importância para a identificação dos ambientes onde eles se depositaram. As microfacies e terrígenos foram classificados em três grandes grupos, informalmente denominados facies. Estas foram divididas em sete subgrupos, também informalmente denominados subfacies. As Facies I e II correspondem à Formação Riachuelo, enquanto a Facies II corresponde à Formação Cotinguiba. Existe ótima correspondência entre as subfacies, definidas pelas microfacies, e os membros daquelas formações definidos pela Comissão de revisão Estratigráfica da Petrobrás/RPNE (CRE), em 1968. A aplicação conjunta das classificações acima referidas revelou-se excelente ferramenta para a reconstituição da história sedimentológica das formações estudadas. As condições de sedimentação variaram de águas calmas, porém rasas, raramente pouco profundas, quando foram depositados os clacários micríticos, a águas rasas e agitadas...

Morfodinâmica e sedimentologia de campos de dunas transgressivos na região de Jaguaruna-Imbituba, Santa Catarina; Not available.

Martinho, Caroline Thaís
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2004 PT
Relevância na Pesquisa
26.9%
Nos campos de dunas transgressivos ativos da costa centro-sul de Santa Catarina, reconhecem-se, com base em critérios morfológicos, duas associações de fácies eólicas (ou draas costeiros) distintas, denominadas proximal e distal. A associação de fácies proximal predomina principalmente a sul do cabo de Santa Marta, onde se estende por vários quilômetros ao longo da costa, sem apresentar fácies deflacionares. A associação de fácies distal predomina a norte de Laguna (SC), possui menor extensão e planícies de deflação separando o campo de dunas da praia. Um estudo faciológico foi realizado, em ambas as associações de fácies, com o propósito de confrontar as fácies morfológicas (processo-forma) com suas fácies deposicionais correspondentes (forma-produto), baseado em descrições de granulometria, mineralogia, estruturas sedimentares e superfícies de separação. Os campos de dunas estudados localizam-se junto à praia de Ibiraqüera, município de Imbituba, e praia Grande do Sul, município de Jaguaruna, e correspondem a associação de fácies distal e proximal, respectivamente. Há diferenças importantes entre os dois campos de dunas estudados, no que diz respeito às características do sistema praia-duna adjacente...

Análise o comportamento hidrodinâmico e sedimentológico do estuario do Rio Piranji - CE (NE/Brasil)

Pinheiro, Rodrigo Dantas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.9%
Cerca de dois terços das maiores áreas metropolitanas mundiais estão nas proximidades dos estuários, portanto são regiões comumente sujeitas à situações de risco impostas pela pressão populacional. Instalações portuárias, efluentes diversos, uso indevido das suas margens, estão entre os riscos potenciais à grande diversidade de seus recursos naturais. A ação das marés, das ondas e o aporte fluvial interagem tornando bastante complexa a caracterização do seu funcionamento. A presente dissertação foca os seguintes aspectos: hidrodinâmica, transporte de sedimentos em suspensão, sedimentologia, morfologia e classificação do ambiente. A hidrodinâmica e o transporte de sedimentos foram estudados em duas etapas de campo em condições de maré de sizígia e de quadratura, cada qual com abrangência de dois ciclos de maré (25 hs). Estas etapas foram realizadas numa estação fixa com medições de: maré, velocidade da corrente, material em suspensão, sólidos totais dissolvidos, salinidade, pH, oxigênio dissolvido e temperatura. As características sedimentológicas foram avaliadas pela coleta de sedimentos de fundo em 24 pontos. Os aspectos morfológicos foram reconhecidos por uma batimetria detalhada e por aerofotografias. Os resultados revelaram a dominância das correntes de maré vazante em sizígia e de enchente em quadratura. O fluxo total de sedimentos por ciclo de maré na sizígia foi de 71 ton. (vazante)...

Contribuição à gestão ambiental da Baía de Guajará (Belém - Pará - Amazônia) através de estudo batimétrico e sedimentológico

Gregório, Aderson Manoel da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.9%
A baía de Guajará é um sistema fluvial altamente influenciado por maré inserido no contexto e na área de influência da foz do rio Amazonas. Na sua margem direita, localiza-se a cidade de Belém (população da região metropolitana: 2,12 milhões de habitantes). A margem esquerda corresponde a um conjunto insular de 39 ilhas. Levantaram-se dados batimétricos e sedimentológicos, visando caracterizar a dinâmica e a textura do substrato e a sua respectiva aplicação na gestão ambienta] da baía. Os potenciais impactos e riscos de acidentes ambientais foram avaliados com base nesses dados e nas características do uso e ocupação das margens. Na área de estudo, observam-se zonas de baixa profundidade (~1O m) e canais bem definidos com profundidade considerável (~25 m). O canal da ilha das Onças, na margem esquerda, corresponde à maior província geomorfológica, além de ser o canal de vazante. Já os canais do Meio e Oriental correspondem aos canais de enchente e localizam-se na margem direita. Há depósitos sedimentares arenosos e areno-Iamosos nas zonas norte e sul, respectivamente. Enquanto a margem esquerda é marcada por processos erosivos, a direita apresenta extensas planícies de maré lamosa e considerável taxa de sedimentação. São constantes as dragagens para manter navegáveis os canais de acesso ao Porto de Belém e ao Terminal Petroquímico de Miramar. Quanto à sedimentologia...

Morfologia e sedimentologia da Plataforma Continental Interna entre as Prais Porto de Galinhas e Campos-Litoral Sul de Pernambuco, Brasil

Manso, Valdir do Amaral Vaz; Correa, Iran Carlos Stalliviere; Guerra, Núbia C.
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.9%
The analysis of geomorphic and sedimentological characteristics of the inner continental shelf is an important propriety to studies of the coastal zone since they inform the conditions of the sea bottom, the predominant features and the types of associated sediments. Associated to morfodinamic study it can, for example, identify predisposed areas to erosive processes. The present paper shows the batimetry (to -20m) and the sediments distribution in the inner continental shelf between Porto de Galinhas and Campos beaches, south coast of Pernambuco State. The work results constitute pioneering mark in the inner continental shelf of the Pernambuco state.

Sedimentologia, sismoestratigrafia e evolução da plataforma continental interna na área sob influência dos rios Itajaí-Açu e Camboriú, litoral Centro-Norte de Santa Catarina

Abreu, Jose Gustavo Natorf
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.9%
A Margem Continental Brasileira é setorizada em três compartimentos definidos pelas suas características tectônicas, fisiográficas e sedimentológicas. De Norte a Sul a margem continental se divide em: Setor Norte, entre o cabo Orange (AP) ao cabo Calcanhar (RN), Setor Nordeste/Leste, cabo Calcanhar até a cadeia Vitória- Trindade (ES) e o Setor Sul se estendendo desde esta formação montanhosa até a fronteira com o Uruguai no Estado do Rio Grande do Sul. Durante a execução do Projeto Reconhecimento Global da Margem Continental Brasileira (REMAC) entre 1972 e 1983, a porção Sudeste-Sul da margem foi caracterizada quanto à geomorfologia das suas províncias fisiográficas e à cobertura e feições sedimentares mais conspícuas. Pelas suas características esta porção da margem se diferencia, estrutural e fisiograficamente, da margem Nordeste/Leste e Norte, principalmente pela intensa sedimentação observada, determinando um caráter progradacional da região. Este aspecto resulta no desenvolvimento de províncias extremamente amplas exibindo gradientes suaves, com a quebra da plataforma não muito distinta, transicionando suavemente para um talude de relevo igualmente suave e de perfil ligeiramente convexo. O segmento da plataforma continental brasileira contigua ao litoral do Estado de Santa Catarina situa-se no extremo sul do Embaíamento de São Paulo...

Sedimentologia e petrologia dos depósitos turbidíticos do cretáceo superior da área do Campo de Peregrino, Bacia de Campos, RJ.

Costa, Cristiane Zatt
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.9%
Neste trabalho realizou-se um estudo sedimentológico e petrológico, para a caracterização dos depósitos turbidíticos de um setor da Bacia de Campos, localizada no sudeste da costa brasileira, mais precisamente no Estado do Rio de Janeiro. Na descrição dos testemunhos foram reconhecidas catorze fácies deposicionais, que foram agrupadas em associações de acordo com um modelo proposto para deposição de arenitos turbidíticos, compreendendo depósitos de canal, lobo proximal, lobo distal e planície abissal. O sistema turbidítico do campo de Peregrino apresentou-se basicamente arenoso, tendo os lobos proximais e distais a mesma composição, somente com distintas granulometrias. O estudo incluiu a análise de vinte lâminas, oriundas de cinco poços diferentes e a descrição de testemunhos de sondagem de quatro poços do campo de Peregrino, totalizando os nove poços do estudo. Os depósitos descritos compreendem arenitos e lutitos arenosos. Os arenitos são mal selecionados, feldspáticos, com predomínio de quartzo monocristalino e de feldspatos potássicos. Sua evolução diagenética inclui a substituição de intraclastos lamosos e pseudomatriz por sílica microcristalina, ocorrida na fase eodiagenética. Na integração dos dados petrológicos e sedimentológicos foram correlacionados nove poços...

Estudos sedimentológicos, hidrodinâmicos, batimétricos e da qualidade da água visando a evolução e os aspectos ambientais associados do Estuário do Rio Formoso - PE

Pereira da Silva, Josué; Maria Mafra Valença, Lúcia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.17%
O estuário do Rio Formoso, localizado no litoral sul do Estado de Pernambuco (UTM 9036000 / 266000; 9044.000 / 272000), esta inserido na Área de Proteção Ambiental de Guadalupe. É um importante ecossistema costeiro tanto pela biodiversidade como para o turismo. Informações existentes sobre este estuário concentravam-se em aspectos biológicos, carecendo de pesquisas abordando o quadro físico de forma integrada. Visando preencher esta lacuna, e fornecer subsídios para ações de gestão ambiental, foram realizados estudos aplicando métodos diretos e indiretos, enfocando a sedimentologia, a geofísica estuarina, a morfodinâmica e os aspectos da qualidade da água que possibilitaram tecer considerações sobre o quadro fisico. A partir da elaboração do mapa batimétrico, a área foi subdividida, em setores superior, médio e inferior. Nos três Setores, foram realizados estudos da sedimentologia de fundo e da qualidade da água. Apenas no Setor Inferior, foram feitos o imageamento por sonar de varredura e a morfodinâmica praial (incluindo a praia de Guadalupe). Como resultado, foi identificado que no Setor Superior predominam cotas batimétricas de 1m, leito constituído por areia lamosa, lama arenosa e lama (silte-argila). No Setor Médio...

Comparação entre métodos de análise granulométrica de sedimentos : precisão

Gutierrez, Mariana Tramujas
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 79 f. : il.color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
27.34%
Orientador: Marcelo Renato Lamour; Monografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudos do Mar, Curso de Oceanografia; Resumo: Em vista dos crescentes problemas que ocorrem nas regiões costeiras, em sua maioria provocada pela intervenção humana no sistema natural, viu-se a necessidade de se desenvolverem técnicas que quantificassem os processos costeiros através da caracterização e distribuição granulométrica dos sedimentos. Assim, desenvolveu-se a sedimentologia, que relaciona tanto as características físico químicas de um grão quanto os processo hidrodinâmicos atrelados a ele. Por apresentar um aspecto interdisciplinar acentuado, as técnicas e métodos aplicados na sedimentologia sofreram adaptações, tornando-se genéricos. Alguns fatores tais como a preparação das amostras, o equipamento utilizado e sua calibração, as condições ambientes, podem contribuir para a variabilidade dos resultados. Com Assim, viu-se a necessidade de avaliar os efeitos dessas diferenças nos resultados obtidos a partir de uma mesma parcela de amostras. O objetivo deste trabalho foi avaliar os resultados gerados a partir de diferentes abordagens da técnica de análise granulométrica...

Estratigrafía y sedimentología del mesozoico superior-paleógeno de la Sierra de Beauvoir y adyacencias, Isla Grande de Tierra del Fuego, Argentina; Stratigraphy and sedimentology of the Upper Mesozoic-Paleogene of Sierra de Beauvoir and Surroundings, Isla Grande de Tierra del Fuego, Argentina

Martinioni, Daniel Roberto
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: Tesis Doctoral Formato: text; pdf
Publicado em //2010 ESPAñOL
Relevância na Pesquisa
27.17%
El interior de la isla Grande de Tierra del Fuego es un área montañosa con accesos limitados, está densamente cubierta de vegetación boscosa y cuenta con un importante relleno de sedimentos glaciarios y post-glaciarios jóvenes. Su geología preglaciaria está ensombrecida por estos últimos dos rasgos que la cubren y, en relación con la superficie total del área de estudio, las buenas exposiciones son exiguas y se reconocen como parches y/o franjas en el fondo de algunos valles fluviales y en algunas de las crestas de las más altas cumbres de los cordones situados al oeste del la laguna Chepelmut, entre el lago Fagnano y la margen sur del Río Grande. En las sierras de Beauvoir, de Apen, de las Pinturas y aledaños se reconocieron asomos de dos paquetes principales de roca: a) uno, más antiguo, del Jurásico Superior-Cretácico Inferior (s.l.) que comienza con volcanitas ácidas, pero está dominado por meta- sedimentitas fangolíticas plegadas, parcialmente deformadas internamente y atravesado por rocas ígneas, y b) otro más joven del Cretácico Superior-Paleógeno con unidades sedimentarias falladas y plegadas constituido por rocas fangolíticas en sus horizontes más bajos, que gradualmente pasan a unidades con interestratificación de fangolita y arenisca...

Conceptos básicos y métodos en geoarqueología : geomorfología, estratigrafía y sedimentología

Benito-Calvo, Alfonso; Campaña Lozano, Isidoro; Karampaglidis, Theodoros
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2014 SPA
Relevância na Pesquisa
27.17%
En este trabajo se sintetizan los conceptos y métodos básicos de tres de las ciencias más comunes en geoarqueología, como son la geomorfología, la estratigrafía y la sedimentología. A través de estas ciencias se trata de reconstruir los paisajes y los procesos de formación en torno a las ocupaciones humanas del registro arqueológico. Las distintas metodologías son de diversa naturaleza y escala, combinando técnicas cartográficas, principios geológicos, descripciones de campo y análisis de laboratorio para caracterizar los materiales y medios físicos asociados a las ocupaciones humanas.; En aquest treball se sintetitzen els conceptes i mètodes basics de tres de les ciències més comunes en geoarqueologia, com són la geomorfologia, l’estratigrafia i la sedimentologia. A través d’aquestes ciències es tracta de reconstruir els paisatges i els processos de formació al voltant de les ocupacions humanes del registre arqueològic. Les diferents metodologies són de diversa natura i escala, i combinen tècniques, principis geològics, descripcions de camp i anàlisis de laboratori per caracteritzar els materials i medis físics associats a les ocupacions humans.; In this paper, the basic concepts and methods of three of the most common sciences in Geoarchaeology (Geomorphology...

PRAIAS ARENOSAS OCEÂNICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (BRASIL): SÍNTESE DOS CONHECIMENTOS SOBRE MORFODINÂMICA, SEDIMENTOLOGIA, TRANSPORTE COSTEIRO E EROSÃO COSTEIRA; PRAIAS ARENOSAS OCEÂNICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (BRASIL): SÍNTESE DOS CONHECIMENTOS SOBRE MORFODINÂMICA, SEDIMENTOLOGIA, TRANSPORTE COSTEIRO E EROSÃO COSTEIRA

Souza, Celia Regina de Gouveia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 27/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.17%
This paper presents an overview about the state-of-art of studies on oceanic sandy beaches from the State of São Paulo, within the Coastal Geomorphology point of view. These studies embrace a sort of thematic issues, in special: beach profile monitoring, textural (grain size) parameters, heavy minerals assemblage and related indices, beach sedimentary dynamics, beach sedimentary budget, sediment transport patterns (morpho-textural and wave modeling methods), long term shoreline changes (remote sensing analyses), morphodynamic classification, coastal erosion and associated risk, and environmental sensitivity for oil spill. Some results related to morphodynamic classification, grain size parameters behavior, longshore drift patterns, and coastal erosion (indicators, causes and risk assessment) are showed for the seven morphodynamic sectors that this coast is comprised.; O presente trabalho apresenta uma síntese do estado da arte sobre os estudos desenvolvidos em praias arenosas oceânicas de São Paulo, dentro do contexto da Geomorfologia Costeira. Esses estudos envolvem uma gama de temas, destacando-se: monitoramento praial (perfilagens periódicas), granulometria (parâmetros texturais), assembleia de minerais pesados e índices relacionados...

Geomorfología y sedimentología de la zona interior del canal principal del estuario de Bahía Blanca

Gómez,Eduardo A; Ginsberg,Silvia S; Perillo,Gerardo M.E
Fonte: Revista de la Asociación Argentina de Sedimentología Publicador: Revista de la Asociación Argentina de Sedimentología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1996 ES
Relevância na Pesquisa
47.34%
Se estudia la morfología y sedimentología de la porción interior del Canal Principal del Estuario de Bahía Blanca, entre su cabecera y Puerto Galván. Basándose en un criterio geomorfológico, la porción estudiada del canal ha sido dividida en un sector interior y un sector exterior. Este último se encuentra cubierto por rasgos erosivos irregulares labrados en materiales litificados, mientras que el sector interno presenta sedimentos arenosos con dunas 2D y 3D de tamaño mediano. Dichas diferencias, presentes en los sectores más profundos del canal, son atribuidas a un incremento de la velocidad de las corrientes de marea en el sector externo. Ambos flancos del canal exhiben una serie de escarpas escalonadas, las cuales son provocadas por erosión diferencial de estratos limo arcillosos de disposición horizontal, depositados durante la transgresión holocena. Los materiales litificados corresponden al Pleistoceno y su presencia controlaría la profundización del canal.