Página 1 dos resultados de 275 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

The securization process as the main strategy for the establishement of the Israeli State and the consequent definition ofits boundaries

Sigalho, João
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
27.69%
The Securitization Process as the main strategy for the establishment of the Israeli State and the consequent definition of its boundaries focuses on the development of an alternative perspective regarding the establishment of the State of Israel and the consequential definition of its boundaries. In order to avoid any methodological mistakes based on the premise of a partial analysis, the author of the present dissertation initially focuses on the analysis of the concept of “Securitization”, provided by the Copenhagen School, since the standard established by the previous allows to verify the influence of the discursive acts performed by the recognized leaders that are involved throughout the key events of the conflict in analysis. The acts in question were determining factors for the evolution of the conflict, since, as it is approached in the first chapter, the discursive acts of the leaders are able to affect the creation of perceptions, not only by the affected population but, as well, by the International Community. As a result, the author felt the need to explore the theoretical conception of the “Securitization” process, with a special focus on the consequences that the previous allows, in order to contribute as well for the discussion of the theme in question...

O desenvolvimento do mercado de edifícios de escritórios para locação na cidade de São Paulo impulsionado pela securitização. ; The development of the office building market in the city of São Paulo stimulated by the securitization.

Santos, Andrea Romano dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
A construção civil, e mais especificamente os empreendimentos de base imobiliária, necessitam de grandes volumes de recursos concentrados em um curto período para o desenvolvimento de seus produtos, cujo payback é de horizonte largo, dependendo assim de ferramentas que permitam alavancar os empreendimentos para que os recursos sejam utilizados nas atividades fim das empresas deste setor. Desta forma, o setor ganha em produtividade, competitividade e agilidade, incluindo a diminuição da rotatividade de sua mão-de-obra. A securitização vem ao encontro dos interesses do setor por ser um sistema flexível para a captação dos recursos que possibilita o re-direcionamento de recursos da poupança brasileira para o mercado de empreendimentos de base imobiliária. É neste contexto que o presente trabalho apresenta a securitização de empreendimentos de base imobiliária, mais especificamente de edifícios de escritório voltados à locação, como um vetor de impulsão deste mercado a partir do momento que se torna uma alternativa de investimento atrativa aos poupadores, da mesma forma como é vista em países onde este já é um procedimento consagrado. Como o Brasil ainda tem um mercado incipiente, o mercado americano, que já apresenta maturidade...

O impacto da securitização de ativos nos indicadores financeiros e no beta das empresas; The impact of the securitization of asset on the financial indicators and on the beta of the companies

Luxo, José Carlos Augusto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.81%
Este trabalho avalia a influência da securitização de ativos sobre os indicadores financeiros e o beta das empresas que utilizam esse tipo de operação estruturada, por meio da aplicação de modelos teóricos e testes empíricos que relacionam conceitos de finanças corporativas com elementos da teoria de carteiras. Os resultados indicam que há uma implicação entre o nível de endividamento e os critérios de rating de crédito e que é possível se estimar a força dessa implicação. A amostra desse estudo é composta por empresas que realizaram operações de securitização de recebíveis e também apresentaram ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo durante o período compreendido entre 2000 a 2005, período em que se encontra a maior concentração do número de empresas que realizaram essas operações estruturadas de securitização. Para verificar a relação entre os indicadores financeiros e o beta de mercado com a securitização de recebíveis foram selecionados, além dos principais indicadores financeiros, o grau de alavancagem financeira, o grau de alavancagem operacional, o grau de alavancagem total, o beta de mercado das ações e o beta alavancado. A hipótese de existência de relações lineares entre essas medidas foi verificada por meio da aplicação de ferramentas matemáticas...

Securitização de recebíveis: uma análise dos riscos inerentes; Securitization of receivables: analysis of the related risks

Pinheiro, Fernando Antonio Perrone
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.76%
A securitização de recebíveis é uma modalidade de estruturação financeira que permite à empresa originadora de créditos o acesso direto ao mercado de capitais, constituindo-se em importante ferramenta para a desintermediação financeira. Basicamente, esta modalidade consiste na cessão dos créditos a uma companhia constituída especificamente para este fim e a emissão de títulos, por esta última, lastreados nos créditos adquiridos. O investidor em um título securitizado se beneficia porque não corre o risco da empresa originadora dos créditos, e sim o risco diversificado dos recebíveis que lastreiam o título. No Brasil, a securitização se desenvolveu na forma dos fundos de investimento em direitos creditórios os FIDCs , que captam emitindo cotas seniores e cotas subordinadas. Este trabalho investiga as técnicas relacionadas à securitização, as práticas do mercado de capitais, os benefícios desta modalidade de estruturação financeira, e avalia os riscos dos FIDCs para o investidor em cotas sênior e para o originador que, normalmente, adquire as cotas subordinadas. São apresentadas também as normas estabelecidas pelas autoridades monetárias visando fazer frente aos riscos inerentes à securitização...

O SFI: a securitização como instrumento de fomento do crédito imobiliário; The SFI: the securitization as a istrument for stimulanting real state credit

Moraes, Daniel Carrasqueira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Apesar de a moradia ser um dos direitos do cidadão esboçados na constituição, parte da população não tem condições de alocar parte de sua renda para o pagamento do encargo mensal requerido num financiamento. No Brasil, o mercado de crédito é prejudicado pelo ambiente legal. Em função da desconexão entre a produção do bem imobiliário e a capacidade de poupança do adquirente, é fundamental que o adquirente possa contar com um financiamento pós-produção, permitindo a adequação de sua capacidade de pagamento. Para tal, foi criado em 1964 o Banco Nacional da Habitação (BNH) juntamente com o Sistema Financeiro Habitacional (SFH). Para consolidar o crédito imobiliário foi realizada a implantação do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) que, em 1997, criou de forma estruturada, pela primeira vez no Brasil, o mercado secundário de crédito imobiliário. Esta dissertação é iniciada com o levantamento de dados e enfocando as técnicas e os modos de mensuração do problema habitacional brasileiro. Também é analisada a evolução do sistema de crédito imobiliário no Brasil, desde 1964 com o início do SFH até o começo do século XXI com a implantação do SFI. Comparando a evolução do sistema brasileiro...

Securitização da dívida rural brasileira: o caso do Banco do Brasil; Securitization of debt in rural Brazil: the case of Bank of Brazil

Silvestrini, André Dressano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
No começo da década de 1990, os produtores rurais encontravam-se endividados e não teriam conseguido pagar seus financiamentos se não tivesse havido a renegociação desses débitos, denominada securitização de dívidas rurais. O Banco do Brasil sofreu impactos negativos nos seus resultados ocasionados pela inadimplência dos produtores, principalmente por ser a instituição mais importante em termos de crédito rural. Após um longo processo de negociações, foi aprovada a Lei n. 9.138, de 1995, que deu início ao processo de securitização das dívidas. A partir da interpretação das leis sobre a securitização e da análise dos dados contidos no relatório de informação do Banco do Brasil, fez-se uma análise detalhada sobre o comportamento econômico-financeiro dessa instituição e constatou-se que a securitização foi essencial para o Banco reverter seus prejuízos em lucros.; At the beginning of the 1990s, rural producers were indebted and would not have been able to pay their financing if there had not been the renegotiation of those loans, called securitization of rural debts. The Bank of Brazil suffered negative impacts on its balance sheet caused by the default of the producers, mainly for being the most important institution in terms of rural credit. After a long negotiation process...

Securitização imobiliária: uma opção de funding para o financiamento habitacional; Real state securitization: a funding option for housing financing

Faria, Amarildo Pereira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
O presente trabalho tem por objetivo analisar a securitização imobiliária como uma alternativa viável de captação de recursos para financiamento imobiliário no Brasil. Este trabalho possui uma natureza essencialmente analítica, não sendo estabelecido nenhum modelo empírico de testes e análise dos dados apresentados. Por outro lado, foi realizada uma revisão da literatura sobre crédito imobiliário e securitização imobiliária no Brasil a partir da criação do SFH (Sistema de Financiamento Habitacional), em 1964. O volume de negociações de CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), principal título securitizado, apresentou alta taxa de crescimento nos últimos anos, passando de R$ 11 milhões em 2000 para R$ 4,1 bilhões em 2010. A Caixa Econômica Federal, agente com a maior carteira de financiamento imobiliário, realizou em 2011 a cessão de 4.324 contratos de financiamento habitacional para securitização, através da emissão de CRIs. Os CRIs emitidos totalizaram R$ 232.766.000,00 (duzentos e trinta e dois milhões, setecentos e sessenta e seis mil reais). A análise realizada indica que as recentes alterações institucionais e o crescimento das operações permitem considerar a securitização como uma alternativa de funding viável para o mercado imobiliário brasileiro.; This paper aims to analyze the real estate securitization as a viable alternative to raise funds for the real estate financing in Brazil. This work has an essentially analytical nature...

Securitização de ativos e transferência de risco: evidências do mercado de capitais brasileiro; Asset securitization and risk transfer: Brazilian capital market´s evidence

Favero Junior, Osvaldo Zanetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Securitização de ativos tornou-se um importante instrumento de captação de recursos no mercado de capitais. Securitização de ativos é utilizada como um instrumento de redução de custos de captação para o cedente, através da eliminação dos custos relacionados à falência, tanto do cedente como da Entidade de Propósito Específico (EPE), possibilitado pelo isolamento dos ativos transferidos na EPE (contra qualquer incursão dos credores do cedente) e pelo oferecimento de mecanismos de reforço de crédito (para mitigar os problemas advindos do risco moral e seleção adversa na transferência). O oferecimento de mecanismos de reforço de crédito traz controversas e complexas questões contábeis de divulgação, relacionadas à forma de reconhecimento dessas operações. Através da estimação de modelos de regressão de dados em painel de avaliação do patrimônio líquido do cedente, o objetivo deste estudo é examinar se os participantes do mercado de capitais tratam os ativos e passivos da EPE como se fossem do cedente e se o nível de interesse subordinado retido afeta a forma de avaliação. Para a consecução desse objetivo utilizou-se uma amostra composta por Fundos de Investimento em Direitos Creditórios - FIDC em operação de 2002 a 2012...

Aspectos jurídicos da securitização no Brasil; Legal issues of securitization in Brazil

Avelino, Luiz Filipi de Cristofaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.85%
Novos instrumentos financeiros e jurídicos surgem com o desenvolvimento da economia. Um desses novos instrumentos é a Securitização. No desenvolvimento deste trabalho buscou-se estudar o instituto da securitização, analisando isoladamente cada um dos negócios jurídicos que forma a securitização, buscando identificar os aspectos jurídicos relevantes que poderiam impactar o resultado final desse processo. Foi feita uma análise de cada um desses negócios jurídicos como se fossem elos de uma corrente, em que a ruptura, por fragilidades jurídicas explicadas neste trabalho, poderia levar os investidores a perdas financeiras. Identificou-se, assim, que o negócio jurídico mais impactante para a toda a cadeia de negócios que forma a securitização é o negócio subjacente, em regra uma operação de crédito que será a base para a emissão de um título. Também se buscou entender se o instituto da securitização, embora formado por diversos negócios jurídicos, poderia ser considerado como um negócio jurídico único. Por fim, a possibilidade de o instituto da securitização ser considerado um negócio jurídico único, somada às possíveis fragilidades jurídicas de um ativo subjacente, resultam na necessidade de profunda avaliação de cada um dos negócios que formam a securitização...

A securitização Européia da imigração ilegal na fronteira Marrocos-Espanha

Pimentel, Caroline Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.76%
Dominada durante a Guerra Fria pelas dinâmicas de segurança determinadas pelo conflito bipolar, a Europa Ocidental experimentou uma guinada nas dinâmicas de securitização no cenário pós-muro de Berlim consubstanciada pelo surgimento da concepção de novas ameaças integrantes do novo panorama de segurança da União Européia. Uma teia difusa de problemas começou a ser objeto de discursos legitimadores de políticas de emergência que alçaram o topo da agenda no campo da Cooperação européia em Justiça e Assuntos Internos numa Europa Ocidental sem fronteiras internas, conforme os Acordos de Schengen. Assim, começou a ter espaço o redimensionamento da noção de segurança na Europa e uma europeanização da segurança nacional que se traduziu no aprofundamento da cooperação securitária interna. A imigração, como elemento integrante do campo de Justiça e Assuntos Internos, conheceu essa transformação em problema de segurança a partir da década de 1980. O fenômeno pode ser claramente observado nas fronteiras que separam Espanha do Norte da África, em especial o Marrocos. A porosidade das fronteiras espanholas, despreparadas para lidar com o fenômeno da imigração, provocou um aumento progressivo na entrada de marroquinos no país durante os anos 1980...

Enhancing surveillance through the PATRIOT Act and the Foreign Intelligence Surveillance Amendment Act, and their impact on civil liberties : can human security be compromised by securitization?

Silva, Ana Vanessa Miranda Antunes da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 ENG
Relevância na Pesquisa
37.6%
Dissertação de mestrado em Relações Internacionais; The post-9/11 period, particularly in the US, is demarcated by exacerbated security concerns and the emergence of a state of exception that marked the proliferation of exceptional legislative measures. The enhancement of surveillance surfaced as one the main tools to prevent future terrorist attacks. Therefore, the analysis of this dissertation will focus specifically on exceptional provisions that reinforce surveillance capabilities of American authorities: section 215 of the PATRIOT Act and section 702 of the FAA. Focusing on the US case-study and combining the securitization theory and human security framework, this dissertation intends to demonstrate that an intensification of terrorism securitization occurred after September 2001 generating exceptional legislative measures, whose impact upon civil liberties, and subsequently human security was felt. A contextual operationalization of human security is thus presented, defining it as the freedom from material violence – physical threats to security – and the freedom from immaterial violence – the disrespect for civil and political rights. The transnational character of terrorism, the ever-increasing dynamics of globalization and technological development have all contributed to the increment of transnational mass surveillance. Consequently...

Securitization and De-securitization in the Diaoyu/Senkaku Islands Territorial Dispute

Danner, Lukas K
Fonte: SelectedWorks Publicador: SelectedWorks
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.69%
Recently, the territorial dispute over the Diaoyu, or Senkaku, Islands in the East China Sea has flamed up between China and Japan. This conflict deserves further attention because of its potential of being the spark to unleash a Sino-Japanese firefight. However, this was not the first time the two Northeast Asian great power rivals have at least verbally fought over who is the rightful owner to the resource-rich archipelago and surrounding waters. The controversy can be traced from post-World War II, over the 1970s and 1990s, to today. The entire process of this largely verbal fistfight can be best understood through the Copenhagen School’s securitization and de-securitization concepts. Japan, being in the role of the administrator, naturally more often desecuritized the issue in the past than did China, while China mostly strategically securitized the dispute. For the current round of escalation over the dispute, interestingly, Japan acted as initial securitizing actor. This paper aims to contextualize the instances in which the territorial dispute over the Diaoyu/Senkaku Islands has been either securitized or desecuritized by either party. The analysis adds nuances to securitization theory, especially concerning the role of societal uprisings in securitizing a dispute such as the one at hand.

Financing Development Through Future-Flow Securitization

Ratha, Dilip
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Brief; Publications & Research
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
37.48%
Securitization of future hard currency receivables, that is, converting them into tradable securities, can allow developing country borrowers with good credit to overcome sovereign credit ceilings, and raise financing in international capital markets. The note examines the case of PEMEX, Mexico's state-owned oil and gas company, which in 1998 issued oil export-backed securities that received higher ratings from international credit rating agencies than Mexico's sovereign debt. Relative to unsecured debt, securitization lowered interest rates on PEMEX borrowing by 50-338 basis points (0.50-3.38 percentage points). Another example offered is the case of Banco de Credito in Peru, whose overseas Master Trust in the Bahamas (an offshore account) makes principal, and interest payments, forwarding excess collections to its headquarters in Peru. To increase investor confidence, the amount of future-flow receivables transferred to the trust was set at 2.5 times debt service requirements. In 1998 this transaction setup received an AAA credit rating from Standard & Poor's - higher than Peru's sovereign credit rating.

Development Financing during a Crisis : Securitization of Future Receivables

Ketkar, Suhas; Ratha, Dilip
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Policy Research Working Paper; Publications & Research
ENGLISH; EN_US
Relevância na Pesquisa
37.48%
Mexico's Telmex undertook the first future-flow securitization transaction in 1987. From then through 1999, the principal credit rating agencies rated more than 200 transactions totaling $47.3 billion. Studying several sources, the authors draw conclusions about the rationale for using this asset class, the size of its unrealized potential, and the main constraints on its growth. Typically the borrowing entity (the originator) sells its future product (receivable) directly or indirectly to an offshore special purpose vehicle (SPV), which issues the debt instrument. Designated international customers make their payments for the exports directly to an offshore collection account managed by a trustee. The collection agent makes principal and interest payments to investors and pays the rest to the originator. This transaction structure allows many investment-grade borrowers in developing countries to pierce the sovereign credit ceiling and get longer-term financing at significantly lower interest costs. The investment-grade rating attracts a wider group of investors. And establishing a credit history for the borrower makes it easier for it to access capital markets later...

Securitização do Crime Organizado Transnacional nos Estados Unidos na década de 1990; Securitization of Transnational Organized Crime in the United States in the 1990s

Paulo José dos Reis Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
O crime organizado transnacional (COT), apesar de seu papel crescente nas agendas de segurança nacional e internacional dos Estados desde a década de 1990, teve pouca atenção nos estudos de relações internacionais. As referências teóricas tradicionais desta área (particularmente da subárea de segurança internacional), bem como a noção estreita de criminalidade como um assunto doméstico e essencialmente jurídico, dificultaram a avaliação adequada deste novo papel assumido pelas atividades ilícitas transnacionais. Dado o pioneirismo estadunidense em tal processo, o objetivo do trabalho é analisar a alocação do COT na agenda de segurança nacional estadunidense durante o governo Clinton e alguns dos seus resultados, especialmente para a distinção entre as noções de segurança doméstica e internacional. Para tanto, fazemos uma análise documental e histórica, pautada no conceito de securitização da Escola de Copenhagen. A securitização pela qual o COT passou nos Estados Unidos pautou-se na percepção de ameaça existencial que este fenômeno criminal colocava a vários aspectos da nação, tanto sociais quanto econômicos. O "ato de fala" realizado pelo Executivo do país a partir de 1995, com a diretiva presidencial 42...

Procesos de securitización en Israel: el camino hacia la segunda intifada examinado desde la sociología del poder

Navarro Muñoz, Fernando
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
27.94%
La teoría de la securitización es un intento de superar los debates sobre la ambigua naturaleza del concepto de seguridad. Plantea que la seguridad es una práctica auto-referencial que cobra sentido cuando una amenaza es designada como tal, con independencia de su carácter objetivo o subjetivo. En palabras de la llamada Escuela de Copenhague de Estudios de Seguridad, la seguridad es lo que en lingüística es conocido como un acto del habla, es decir una acción que transforma por sí misma la relación entre los actores que intervienen en la comunicación. Así, cuando la securitización tiene éxito, quien la invoca sustrae la cuestión de los límites políticos convencionales, trasladándola al terreno de lo excepcional. La teoría de la securitización pone su atención, por lo tanto, en el entorno doméstico donde se formulan las políticas de seguridad. Este concepto ha sido discutido y complementado por diversos autores que, sin negar el carácter discursivo de la seguridad, han detectado las carencias de la teoría. Concretamente, su estrechez y la necesidad de ampliarla. La securitización es en realidad un proceso social dilatado en el tiempo donde intervienen la audiencia, el contexto y el poder de los actores que la llevan a cabo. Tomando nota de estas carencias...

Secondary Market in Solar: Securitization

Goffman, Gabe
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Masters' project
Publicado em 24/04/2015
Relevância na Pesquisa
37.85%
This Project examines the nascent field of financial securitization in solar. Securitization aggregates a similar type of assets (i.e. mortgages or credit card debt) in order to sell the future cashflows to investors based on a set contract regarding principle and interest, thus making the performance of an illiquid asset similar to that of bonds. Securitization allows greater levels of public capital to invest in these products and lowers the cost of capital that asset class must pay. Solar has grown greatly in the last five years as an asset class and thus securitization has begun to develop. The paper will look at the recent development in securitization type investment vehicles for solar. This includes Solar City’s Asset Backed Securitizations and six yieldcos now publically traded. The paper will then explore ways securitization can continue to grow and how it can benefit the solar industry. Key developments in Standardization for contracts and for investors will help securitization grow.

Securitization and the global market.

Smallman, Joseph Dempster
Fonte: London School of Economics and Political Science Thesis Publicador: London School of Economics and Political Science Thesis
Tipo: Thesis; NonPeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em //1993 EN
Relevância na Pesquisa
27.76%
Securitization and the Global Market' presents a thorough investigation into the evolution of securitization and its adaptation to the international market. Additionally, we provide some insight into its future applications. Securitization is a relatively new form of financial intermediation, which allows the three functions of financing - origination, funding and servicing - to be separated and each placed with the most efficient provider. Since this method of financing promotes efficiency in the financial markets, it has shown remarkable growth in the United States, United Kingdom, Canada, France and Australia. The thesis explains how mortgage-backed securitization evolved in the United States and how this method of housing finance is being integrated into international markets. Additionally, we explain how securitization is used to fund receivables other than mongages. Because we address cross-currency transactions, we also discuss foreign exchange rate risk management by reviewing the history, development and application of financial products used in hedging various risks. Also a review of mortgage-prepayment modelling is presented, because prepayment creates the most uncertainty in the cash flow that is to be hedged. Using the evidence presented in this thesis...

From 20th Century troubles to 21st Century international terrorism: identity, securitization, and British counterterrorism from 1968 to 2011

Fisher, Kathryn
Fonte: London School of Economics and Political Science Thesis Publicador: London School of Economics and Political Science Thesis
Tipo: Thesis; NonPeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em /09/2012 EN
Relevância na Pesquisa
27.76%
This thesis is an exploration into the consequential interrelation of official British discourse, identity, securitization, and counterterrorism from 1968 to 2011. Through a relational-securitization approach, the thesis narrative explains how discourse is both constitutive and causal for outcomes in a particular case. It is a relational mechanism based analysis that investigates how observed rhetorical commonplaces came together to influence intersubjective understanding and security practice. The ways that identities were temporarily stabilized across discourse through particular configurations was essential to how British counterterrorism emerged, was maintained, and became normalized. The thesis does not argue that possible insecurities categorized as “terrorism” do not exist, or that a security response is in itself surprising. However, how this response unfolded was not predetermined, and instead depended upon a securitization of terrorism along distinctive patterns of us/them construction. These patterns influenced the trajectory of counterterrorism by enabling certain outcomes to arise over others. Collective understandings of identity shape the conditions of possibility for political action. As such, discourses of securitization have a causal impact over intersubjective understanding and counterterrorism ractice. Historical moments...

The securitization of the HIV/AIDS epidemic as a norm: a contribution to constructivist scholarship on the emergence and diffusion of international norms

Vieira,Marco Antonio
Fonte: Brazilian Political Science Review (Online) Publicador: Brazilian Political Science Review (Online)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 EN
Relevância na Pesquisa
37.48%
This article discusses the emergence in the late 1990s of an innovative conceptualization of security that proclaims the global HIV/AIDS epidemic a threat to international peace and stability. The study provides a framework for understanding the securitization of the HIV/AIDS epidemic as an international norm defined and promoted mainly by multilateral bodies, powerful states in the North and transnational HIV/AIDS advocacy networks. The HIV/AIDS securitization norm (HASN) is an attempt of the present analysis to synthesize under a single analytical concept the myriad of ideas and international prescriptions about HIV/AIDS interventions. The article identifies the actors who developed the main strategic prescriptions of the HASN and the transnational mechanisms that promoted the diffusion of its concepts throughout the state system.