Página 1 dos resultados de 467 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Sartre e o pensamento mítico - revelação arquetípica da liberdade em 'As Moscas'; Sartre and the mythical thought - archetypical revelation of the liberty in 'The Flies'

Soares, Caio Caramico
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.8%
As Moscas (Les Mouches, 1943) representa o início da carreira de Jean-Paul Sartre como dramaturgo e o de seu "teatro de situações". Do mesmo ano de O Ser e o Nada - obra-prima do existencialismo sartriano-, a peça é uma versão existencialista da lenda grega de Orestes. Este é o filho do rei Agamêmnon - comandante das tropas gregas na Guerra de Tróia - que, com a irmã Electra, se vinga dos assassinos de seu pai, Egisto e a rainha Clitemnestra, esposa de Agamêmnon e mãe deles. O episódio foi revisitado pelos três grandes poetas da tragédia clássica, Ésquilo, Sófocles e Eurípides. Em As Moscas Sartre transforma a vingança de Orestes em metáfora para os temas da liberdade e da má - fé e para a crítica à idéia tradicional de "destino" como em voga, no governo autoritário de Vichy, durante a Ocupação nazista da França (1940-44). Esse governo, apoiado pela hierarquia da Igreja Católica francesa, difundia uma ideologia "religiosa" de culpa e resignação diante da derrota militar frente a Hitler. A peça de Sartre pode, assim, ser lida como apologia ao movimento da Resistência antifascista dos franceses. Neste trabalho realizamos avaliação dos significados do mito em As Moscas. Considerando mas também indo além de seu sentido mais imediato de alegoria política...

Engajamento e criação: sobre o desvendamento da realidade em Sartre; Engajement and creation: about the realitys devoilement in Sartre

Barbosa, Antonia Faro Agostinelli Peixoto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
Em nosso trabalho buscamos compreender a relação entre literatura e conhecimento do real em Jean-Paul Sartre e suas conseqüências para a ação moral, pois desta abordagem resulta o engajamento do leitor em face daquilo que foi desvendado por ele. Assim, devemos esclarecer direta ou indiretamente dois conceitos centrais da obra sartriana: o de ação por desvendamento e o de realismo, o que exige o deslocamento de conceitos tradicionais de seus locais originais, redefinindo uma nova constelação que operará um novo método. A dissertação desenvolve-se, então, em quatro partes. Na primeira, visamos o conceito de conhecimento como desvendamento, analisando passagens das obras O ser e o nada (Être et néant 1943) e, principalmente, Verité et existence (1948). A verdade passa, a partir da leitura destas obras, a ser considerada não como uma forma axiomática, mas como experiência da contingência. Daí a mudança necessária no método filosófico e o embate contra determinada tradição a das chamadas filosofias digestivas. Na segunda parte, com base principalmente nos ensaios Que é a literatura? (Quest-ce que la littérature - 1947) e Lartiste et sa conscience, vemos como as outras artes (à exceção da prosa) não se constituem para Sartre como movimentos privilegiados da experimentação e verificação do conhecimento da realidade. Na terceira parte...

Evangelhos da revolta. Camus, Sartre e a remitologização moderna; Gospels of the revolt. Camus, Sartre and modern remythologization

Soares, Caio Caramico
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.74%
O presente trabalho é uma análise das obras de Albert Camus e de Jean-Paul Sartre sob o ângulo do que o crítico russo E. M. Mielietínski designou, em sua A Poética do Mito, de remitologização moderna, fenômeno de revalorização do mito, forma de discurso e de pensamento supostamente arcaica, mas que, em pleno século XX era que deveria marcar o auge da dessacralização e autonomização racional do homem, ressurge como representação poderosa de explicitação da condição humana e do tempo presente. Um ressurgimento mais patente na literatura com as obras de Joyce, Kafka e Thomas Mann, entre outros, crítica literária e ciências humanas (especialmente a psicologia freudiana e junguiana e a etnologia), mas que também intervém de maneira significativa na filosofia ocidental, em bases que nos propomos a abordar em suas figurações particulares em Albert Camus e Jean-Paul Sartre. A célebre querela entre os dois, por conta da publicação por Camus de O Homem Revoltado, em 1952, oferece o contexto objetivo para uma investigação que, contudo, vai além de tal episódio, e mesmo das diferenças exclusivamente ideológicas e filosófico-doutrinais ali em questão. Tomando por eixo privilegiado de análise justamente O Homem Revoltado...

Da estética à ética: uma análise compreensiva das obras literárias de Sartre e Malraux; From aesthetics to ethics: a comprehensive analysis of the literary works of Sartre and Malraux

Souza, Thana Mara de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
Esta tese pretende mostrar a relação que se pode estabelecer entre uma estética e uma ética em Sartre e Malraux. Por meio de suas obras literárias e teóricas, veremos que a arte para o primeiro se mostra como crítica aos valores burgueses de abstração e, se permite um afastar-se do real, é apenas para mais compreensivamente voltar-se para ele; enquanto para o segundo a arte se mostra como possibilidade de fuga do caos do mundo sem valores e como busca de uma nova noção de homem. Embora de modo bastante distinto, tanto Sartre quanto Malraux fazem relação entre a arte e a realidade, entre a estética e a ética. E são as semelhanças e distinções dessa relação que pretendemos compreender nesta tese de doutorado; This thesis explore the relation that can be established between an aesthetics and an ethics in Sartre and Malraux. Based on their literature and theoretical works, we will show that, for the first art is critics to the bougeois values of abstraction which allows a distance from the real as a more sympathetic way to return to it; while for the second art can be seen as a possibility to scape from the chaos of the world with no values as well as a search for a new concept of man. Despite the very different approaches...

Contradição, engajamento e liberdade: reflexões de Sartre sobre o intelectual no século XX; Contradiction, engagement and freedom: Sartre's thought about the intellectual in the twentieth century

Jacobelis, Paola Gentile
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.7%
Nesse trabalho buscamos entender as reflexões de Sartre sobre o lugar e a função possível do intelectual na situação histórica do século XX. Essas reflexões estão dispersas por toda sua obra, já que constituem uma tentativa de refletir sobre sua própria posição. No entanto, nos limites dessa dissertação nos detivemos principalmente nas duas obras que mais explicitamente tematizam a questão de forma sistemática: O que é Literatura, escrito em 1947, resultado da junção de quatro ensaios publicados inicialmente na revista Les Temps Modernes, e Em defesa dos intelectuais, também resultado da junção de três conferências proferidas no Japão em 1965. Para compreender o tema que nos propusemos cumpre então nos deter principalmente nas reflexões sobre o surgimento da noção de intelectual a partir da contradição de seu lugar social e histórico e de sua função, nos fins do século XIX e no século XX, na noção de engajamento dos homens em geral, do escritor e do intelectual, em particular, e suas relações com os conceitos de desvelamento de verdade, de dialética e de história. A dissertação desenvolve-se então em três partes. Na primeira, visamos reconstituir o surgimento do problema em torno da idéia de uma função prática do intelectual...

Sartre: direito e política: ontologia, liberdade e revolução; Sartre: law and politics: ontology, freedom and revolution

Almeida, Silvio Luiz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.89%
O presente trabalho tem como proposta discutir as repercussões da filosofia de Jean-Paul Sartre (1905-1980) nos campos do direito e da política. A busca de Sartre por uma concepção concreta da liberdade é o fio condutor de sua trajetória filosófica. Ao constituir as bases de seu pensamento sobre o tema da liberdade, Sartre evidencia a vocação política de sua filosofa. Com isso, procuramos demonstrar que o desenvolvimento filosófico de Sartre é marcado pelo aprofundamento das noções de liberdade e projeto, não havendo, portanto, ruptura, mas continuidade entre as obras de Sartre. Sendo assim, desde suas primeiras obras (em especial em O Ser e o Nada), Sartre aponta para a construção de uma ética. À medida que o tema das possibilidades concretas da realização da liberdade se desenvolve, as reflexões de Sartre voltam-se mais e mais para o direito e a política. Assim, a tese foi estruturada em três unidades. A primeira propõe-se a estabelecer as bases do existencialismo e de as primeiras reflexões sobre a ética e o direito presentes em O Ser e o Nada e os Cadernos para uma moral; a segunda é dedicada ao estudo do pensamento de Sartre acerca da constituição das estruturas sócio-políticas. Neste ponto, em que a ênfase na História e o diálogo com o marxismo são cruciais...

A literatura é tudo ou nada: Sartre entre Les Mots e L'idiot de la Famille ; Literature is all or nothing: sartre between les mots and lidiot de la famille

Spohr, Bianca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
A narração é essencial para a constituição do sujeito. Entretanto, a fronteira entre literatura (ficção) e história (fatos) é especialmente difícil de delimitar, a ponto de se poder perguntar: viver ou narrar? Para além do esforço de delimitação, talvez seja interessante pensar em como reconciliar tais pólos a fim de preservar a atividade mesma de narrar. Esta tese procura compreender o caminho que vai do projeto autobiográfico les mots ao projeto biográfico lidiot de la famille para fazer ver o que levou sartre a renovar seu desejo de escrever e a inventar uma nova forma narrativa. No coração destas preocupações estaria uma concepção restauradora da narrativa enquanto mediação para o processo de metamorfose existencial. Partindo da escrita autobiográfica e biográfica publicada em vida e post mortem e da fala enquanto instrumento autobiográfico, entre colagem e ensaio, liberdade e fidelidade, o intuito é o de não separar método e objeto utilizando uma metodologia que seja ao mesmo tempo ativa e reflexiva. da imaginação como dimensão irredutível de toda práxis e como descobridora de verdades, uma (auto)biografia que é um roman vrai restitui a implicação daquele que escreve com o que escreve e devolve o sentido ético da verdade narrativa. quarenta anos antes o lidiot de la famille chocou assim como les mots...

Sartre e Lévinas:linguagem e alteridade; Sartre and Lévinas:language and Alterity

Carvalho, Lucila Lang Patriani de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
A presente dissertação busca a articular dois temas, a Linguagem e a Alteridade, ao longo do pensamento filosófico de Jean-Paul Sartre e Emmanuel Lévinas. Partindo da obra de Sartre propomos a análise dos temas em três momentos que se estende desde O Ser e o Nada até a Crítica da Razão Dialética, passando por O que é a literatura?. Ao passarmos pela exposição do autor a respeito dos temas - que se estabelece como Intersubjetividade e Linguagem-, podemos destacar, além da interação entre ambos, a situação da Linguagem em suas obras. Posteriormente, analisamos a obra de Lévinas e a construção de suas concepções de Linguagem e Alteridade, que se encontram no cerne de seu pensamento, tanto em Totalidade e Infinito como em Outramente que ser ou para-além da essência. A partir disto, é criado um ambiente temático comum para que possamos estabelecer o diálogo entre os filósofos, sob uma perspectiva que permeia nossa dissertação: a crítica de Lévinas sobre a Linguagem e a relação desta com o pensamento de Sartre; The following thesis has the purpose of articulating two subjects, the Language and the Alterity, through the philosophical thinking of Jean-Paul Sartre and Emmanuel Lévinas. Starting from Sartre's work we propose the analysis of the subjects in three different moments that extend from Being and Nothingness until the Critique of Dialectical Reason...

As posições políticas de Jean-Paul Sartre e o Terceiro Mundo (1947-1979)

Almeida, Rodrigo Davi
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 261 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em História - FCLAS; Trata-se de uma investigação sobre as posições políticas de Jean-Paul Sartre relacionadas ao Terceiro Mundo, entre 1947 e 1979. A investigação tem dois objetivos fundamentais: estabelecer as relações possíveis entre o contexto histórico – o mundo pós-guerra, as guerras de descolonização, a emergência dos países do Terceiro Mundo e o cenário político-intelectual francês – e a trajetória de Sartre; e analisar, por meio das fontes documentais, os problemas que o Terceiro Mundo – a Guerra da Argélia (1954-1962), a Revolução Cubana (1959) e a Guerra do Vietnã (1946-1975) – colocam às posições políticas de Sartre; This study investigates Jean-Paul Sartre‟s political positions and their relationship with the Third World, between 1947 and 1979. Generally speaking, this research aims to establish a possible link between the historical context – the postwar world, the descolonization wars, the rising of third world countries, the French political and intellectual setting – and Sartre‟s trajectory. More accurately, this investigation...

A encenação de A engrenagem de Jean Paul Sartre: dimensões estéticas e políticas no Brasil dos anos 1960

Nunes, Romecarlos Costa
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.86%
A presente dissertação pretende realizar um estudo sobre o espetáculo A Engrenagem (1948), de Jean-Paul Sartre, encenado no Brasil em 1960, sob a direção Augusto Boal. Nesta perspectiva é oportuno mencionar que escolhi como tema da pesquisa a encenação da peça A Engrenagem de J.-P. Sartre realizada pelo Grupo Oficina, em 1960. A peça A Engrenagem conta uma história de lutas e controvérsias, na qual eclode uma revolução que derruba um ditador de um país latino americano. Jean Aguerra, antigo revolucionário, transformou-se em ditador, pois munido por pressões peculiares deixou-se esmagar pela engrenagem que ele mesmo ajudou a criar. Essa pesquisa, portanto tem como principal objetivo propor uma releitura da década de 1960, por meio das experiências estéticas e políticas do grupo Oficina, à luz da dramaturgia Sartreana (Jean Paul-Sartre). O primeiro capítulo trata da reconstrução da conjuntura histórica do momento (anos 1950 e 1960) em que se deu a encenação de A Engrenagem e a visita de Jean-Paul Sartre ao nosso país, investigando a recepção, repercussão e a influência, tanto das idéias como da visita em si de Sartre no meio artístico intelectual brasileiro. A intenção deste capítulo é assinálas e marcar suas relações e imbricações na conjuntura histórica da encenação de A Engrenagem em 1960. O segundo capítulo aborda análise da estrutura e da proposta temática do texto...

Sobre a ação e a existência em Sartre: por uma moral da responsabilidade; Sur l‘action et l‘ existence avec Sartre: pour une morale de la responsabilité

Ribeiro, João Paulo Henrique
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
A filosofia de Sartre pode ser definida, segundo o autor de O Ser e o nada, como uma filosofia da ação que busca compreender a existência concreta dos homens no mundo. Na célebre conferência O Existencialismo é um humanismo a ação aparece como o primeiro princípio do existencialismo, a partir do qual as demais noções se sobrepõem. Em vista dessas afirmações, nos propomos investigar, tendo como fio condutor a ação, como o filósofo define a condição humana e a própria existência do para-si, buscando discutir algumas das noções fundamentais da filosofia sartreana, tais como, a consciência, o corpo, a liberdade, a escolha, a alteridade, a má-fé e a autenticidade. Essas noções remetem, na verdade, ao primado da existência sobre a essência, um dos pontos de partida da filosofia existencialista, o qual determina o modo como o homem existe no mundo e o que ele faz de sua existência, enquanto um ser livre e responsável. Com base na discussão desses temas, tomados em relação a questão do agir, pretendemos ainda investigar a possibilidade de se conceber, direta ou indiretamente, a partir da obra de Sartre, uma ética sartreana da responsabilidade que possa enfrentar e, talvez até superar as contradições e ambiguidades da existência do para-si. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; La philosophie de Sartre peut être définie...

Una libre historia de amor [recurso electrónico] : análisis crítico del discurso a Florence Thomas en su artículo "Beauvoir-Sartre : ¿una pareja emblemática?" / Natalia Sofía Pérez Villota

Pérez Villota, Natalia Sofía
Fonte: Universidad EAFIT; Maestría en Hermenéutica Literaria; Escuela de Ciencias y Humanidades. Departamento de Humanidades Publicador: Universidad EAFIT; Maestría en Hermenéutica Literaria; Escuela de Ciencias y Humanidades. Departamento de Humanidades
Tipo: masterThesis; Tesis de Maestría; acceptedVersion
SPA
Relevância na Pesquisa
37.66%
1 CD-ROM; El análisis crítico del discurso, brinda la posibilidad de conocer por medio de su implementación la ideología discursiva propuesta por Florence Thomas en su artículo “Sartre y Beauvoir, ¿una pareja emblemática?”, descubriendo una propuesta alternativa al tradicional lenguaje del amor y los estereotipos que el conlleva, para dar paso a un discurso donde se tome como referencia un amor libre, el que parte del respeto, la compañía y la equidad.; Abstract: All speeches are composed in a very particular way according to the intention to be achieved in the receivers of such discourse. Therefore, a speech that talks about free love and from respect must have a special configuration as well, although surely must have great similarities with the traditional romantic discourse, a romantic speech from freedom like Florence Thomas's in her article “Sartre y Beauvoir, an emblematic couple” will denote a defined structure that through critical discourse analysis will be found and that after its implementation will result in an alternative to the traditional language of love and its great stories, opening up space for a new ethic in which the discourse on love is not about possession but companion, freedom and equality.; Introducción -- 1. Sartre y Beauvoir...

The Sartre???s concept ???spirit of seriousness???; El ???esp??ritu de seriedad??? se??alado por Sartre (visto hoy)

Cuartas Restrepo, Juan Manuel
Fonte: Universidad EAFIT Publicador: Universidad EAFIT
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article; Art??culo Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.66%
The present essay takes into consideration the group of questions found at the end of Being and Nothingness (1943) by French philosopher Jean-Paul Sartre. At the center of these questions we find liberty as a value. The development of these questions, Sartre points out, should be done in the field of ethics and would be further analyzed in an upcoming book, published posthumously under the title of: Cahiers pour une morale (Notebooks for an Ethics, 1983). Within its pages we find the unnecessary existence of morality as a central problem together with the concept of the ???spirit of seriousness???, relatively untouched in Being and Nothingness. The following essay subjects to rigorous scrutiny the phenomena of objective subjectivity, and the loss of liberty, which are derived from the ???spirit of seriousness??? remitted to objects.; El presente art??culo toma en consideraci??n el grupo de preguntas con las que el fil??sofo franc??s Jean-Paul Sartre termina su obra de 1943, El ser y la nada. El centro de dichas preguntas es la libertad entendida como un valor, y el desarrollo de las mismas, se??ala Sartre, deber?? hacerse en el campo de la ??tica, al que se aplicar?? en un pr??ximo libro. El art??culo aborda esta segunda obra, publicada p??stumamente bajo el t??tulo Cuadernos para una moral; se identifica all?? la inesecialidad de la moralidad como el problema central...

A noção de psíquico na teoria do imaginário de Sartre; La noción de psíquico en la teoría del imaginario de Sartre; The notion of the psychic in Sartre’s theory of the imaginary; La notion du psychisme dans la théorie de l’imaginaire selon Sartre

Spohr, Bianca
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.89%
A definição da Psicologia como ciência e de seu objeto de estudo tem sido discutida ao longo dos anos de desenvolvimento desta disciplina. E, embora os psicólogos reconheçam a importância desta problemática e tenham se dedicado a ela, ainda se consideram distantes de uma delimitação consensual. Considerando esta situação, este estudo apresenta a teoria do imaginário de Sartre como um instrumento para se compreender o psíquico - objeto de estudo da Psicologia. Para tanto, é realizada a análise das obras L’Imaginaire e La Transcendance de L’Ego de Sartre, pois estudar a imaginação e seu correlato, o imaginário, pressupõe o estudo da consciência e seu correlato, o psíquico. É possível concluir que Sartre forneceu importantes contribuições para a elucidação do psíquico a partir de sua teoria do imaginário porque reformulou a noção de imagem através da reconstituição da consciência e do psíquico e porque afirmou a imaginação como uma consciência autônoma que representa, em essência, a noção de liberdade.; La definición de la Psicología como ciencia y de su objeto de estudio ha sido discutida a lo largo de los años de desarrollo de esta disciplina. Aunque los psicólogos reconozcan la importancia de esta problemática y hubieran estado dedicándose a ella...

Urbi et Orbi - Jean-Paul Sartre in italian cities or the last memories of a tourist; Urbi et Orbi - Jean-Paul Sartre en las ciudades italianas o los últimos recuerdos de un turista; Urbi et Orbi - Jean-Paul Sartre nas cidades italianas ou as últimas memórias de um turista

Lima, Adson Cristiano Bozzi Ramatis
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.78%
The French philosopher Jean-Paul Sartre established a relationship of great affection with Italy and its cities, especially Rome and Venice. And on this issue, has left at least one large urban privileged witness of this relationship, the book unfinished and published posthumously with the title La reine Albermale ou le dernier touriste. This article has tree main objectives: first to explain the relationship of Sartre to the Italian cities and their architecture, and show how mass tourism can be understood on a pejorative way by European intellectuals and directly related to the Americans; and finally, explain the importance critic of the récit de voyage.; El filósofo francés Jean-Paul Sartre tiene una relación de gran cordialidad con Italia y sus ciudades, y entre ellos, sobre todo en Roma y Venecia. Y acerca de esta relación privilegiada urbana, La reina le dernier touriste o Albemarle (el título del libro inacabado y publicado póstumamente) es uno de los testigos principales. Este artículo tiene tres objetivos principales, es decir, exponer la relación de Sartre a las ciudades italianas y su arquitectura, mostar como el turismo de masas puede ser entendido de una manera peyorativa, y, finalmente, exponer la importancia y la fortuna crítica de la narrativa de viajes.; O filósofo francês Jean-Paul Sartre possuia uma relação de grande afetividade com a Itália e as suas cidades. E...

Una carta (casi) Americana: el diario de bordo de Sartre; An (almost) American letter: the Sartre´s Logbook; Uma carta (quase) americana: o diário de bordo de Sartre

Lima, Adson Cristiano Bozzi Ramatis
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
En 1946 el filósofo francés Jean-Paul Sartre se embarcó en un segundo viaje a los Estados Unidos de América. Como resultado de este viaje tuvimos la escritura de los siguientes textos: Individualisme conformisme et aux Etats-Unis, Villes d’Amérique, New York, ville Coloniale and U.S.A Présentation. El objetivo de este trabajo es analizar una carta a Simone de Beauvoir, que escribió en la carga militar que llevó al país norteamericano, en la que relata el largo viaje en el mar. Creemos que el análisis de esta carta puede conducir a una mejor clarificación de los textos antes mencionados, que tienen un carácter muy personal.; In 1946 the French philosopher Jean-Paul Sartre embarked on a second trip to the United States of America.As a result of this journey we had the writing of the following tests: Individualisme conformisme et aux Etats-Unis, Villes d’Amérique, New York, ville Coloniale and U.S.A Présentation. The aim of this paper is to analyze a letter to Simone de Beauvoir, writing in the military cargo that led to the North American country, in which he recounts the long journey at sea. We believe that the analysis of this letter can lead to a better clarification of the aforementioned texts, which have a very personal character.; No ano de 1946 o filósofo francês Jean-Paul Sartre empreendeu uma segunda viagem aos Estados Unidos da América. Como fruto literário desse percurso tivemos a redação dos seguintes ensaios: Individualisme et conformisme aux Etats-Unis...

O intelectual e seu outro: Foucault e Sartre; The intellect and his other: Foucault and Sartre

Ribeiro, Renato Janine
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1995 POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
Foucault pensou o papel do intelectual na constestação a Sartre e aos pressupostos do engagement, em especial os associados à filosofia da consciência ao humanismo. Depois de 1968, porém, quando os fundamentos políticos do sartrismo desabavam - em particular a proximidade do Partido Comunista - Sartre pôde fazer causa comum com Foucault, ao mesmo tempo que este assumia, de boa ou má vontade, papéis que sempre negara, como o da voz pública.; Foucault reflected upon the role of the intellect by contesting Sartre and the pressupositions of the engagement, especially the ones associated to the philosophy of conscience and humanism. After 1968, however, when the political bases of sartrism crumbled - particularly the proximity of the Communist Party -, Sartre could make common force with Foucault at the same time the latter assumed willing of not, roles he had always refused, as the one of being a public voice.

Sartre and the crisis of grounding; Sartre e a Crise do Fundamento

Müller, Marcos Lutz; Universidade Estadual de Campinas
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
Após uma sucinta rememoração da trajetória pessoal e intelectual de Gerd A. Bornheim (I), ressalta-se a originalidade da sua leitura da ontologia fenomenológica de Sartre, focada no tema da “crise do fundamento”, pensado na clave heideggeriana da crise da metafísica enquanto história do esquecimento do ser (II). A radicalização ontológica da intencionalidade, empreendida por Sartre mediante os conceitos de “nada” e “nadificação”, é analisada por Bornheim no horizonte da metafísica da participação, como um caso limite desta, que suprime a estrutura a sua estrutura relacional e a reduz ao próprio ato participante, absolutizado negativamente (III). A impossibilidade da dicção ontológica do em-si, enquanto figura empobrecida do fundamento e da derradeira entificação do ser, e a fantasma gorização do projeto humano e da sua temporalidade pelo ideal impossível do “em-si- para-si”, como “miragem ontológica do si-mesmo”, desembocam na tese onto-teo-lógica ao avessso, do homem enquanto “paixão inútil” (IV).; After a brief reminiscence of Gerd Bornheim’s int e l l e c t ual and personal trajectory (I), I emphasize the orig i nality of his int e r p retation of Sartre’s phe nome no l o g ical ont o l o g y...

Novas perspectivas para a psicologia clínica a partir das contribuições de J. P. Sartre; Clinical psychology from a point of view of J. P. Sartre’s contributions

Schneider, Daniela Ribeiro
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.82%
Traditionally, clinical psychology has faced epistemological dilemmas in its core, such as the multiplicity of tendencies that structure it, which leads to an undefinition of its object. Among other aspects, the legacy it received from the liberal perspective and the medical model are also problematic and they have already been put in question. This affects its practical dimensions. Sartre was an author who discussed aspects of the basis upon which psychology was built, as well as clinical facets and proposed some innovative concepts. His work has much to offer to overcome such dilemmas. The fundamental project in Sartre’s intellectual work was reformulating psychology in his set of psychological, philosophical, literary works and in his biographical enterprises. Sartre was the creator of a new psychological theory as of a specific methodology to investigate the human reality. Both of them were explained in his “existential psychoanalysis” where Sartre gives the basis for an existential clinical psychology. The duty of the sartrean psychotherapy is to put the being project of the individual into his own hands, turning him into the manager of his own life and his own history. Keywords: clinical psychology; Jean-Paul Sartre; existential psychology.; O campo da psicologia clínica vem...

No exit: the matter of freedom in Sartre; Entre quatro paredes: a questão da liberdade em Sartre. doi:10.5007/2177-7055.2010v31n61p147

Olivo, Luis Carlos Cancellier de; UFSC; Serratine Grubba, Leilane; UFSC
Fonte: Fundação José Arthur Boiteux Publicador: Fundação José Arthur Boiteux
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
The work aims to investigate the concept of human freedom and its relations based in the play ‘No Exit’ - Huis Clos – written by the french existentialist philosopher Jean-Paul Sartre (1905-1980). Sartre believed that human existence is inseparable of its own liberty – within the notion of the ontology of being. The concern with individual freedom, present in the early writings of Sartre, gradually gave way to an ethic of caring for collective liberty and its consequent responsibility. To understand the concept of Sartrean freedom in the social-political struggle for human implies a constant come-to-be. It means to seek the possibility of change through a liberating and emancipatory practice to build human dignity.; O trabalho tem como objetivo investigar a condição humana e suas relações intersubjetivas à luz da peça teatral Entre quatro paredes – Huis Clos –, para que seja pensada a liberdade individual-social do cidadão político engajado para a democracia libertária. Escrita pelo filósofo existencialista Jean-Paul Sartre (1905-1980), a peça problematiza a existência humana e sua indissociável liberdade, dentro da concepção da ontologia do ser. A preocupação com a liberdade individual, presente nos primeiros escritos de Sartre...