Página 1 dos resultados de 432 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Manejo da fertirrigação e controle da salinidade na cultura do pimentão utilizando extratores de solução do solo.; Fertigation management and salinity control in bell peper using soil solution extractors.

Silva, Ênio Farias de França e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a utilização de extratores providos de cápsulas cerâmicas no manejo da fertirrigação e no controle do processo de salinização em um cultivo de pimentão (Capsicum annuum L.), ocasionado pelo acúmulo de fertilizantes aplicados em excesso, a partir de um monitoramento da condutividade elétrica da solução do solo e de nutrientes específicos (potássio e nitrato) pelo uso de testes rápidos. Foram analisados os efeitos da técnica proposta no crescimento vegetativo e no rendimento obtido no cultivo de pimentão sob ambiente protegido. Utilizaram-se dois solos com texturas distintas, um franco arenoso e o outro franco argiloso, ambos contidos em vasos de 62 L e salinizados artificialmente a diferentes níveis de condutividade elétrica no extrato de saturação, variando de 1 até 9 dS m-1. Os resultados obtidos demonstraram que com a técnica proposta pode-se monitorar a concentração iônica da solução do solo além de possibilitar a determinação dos íons potássio e nitrato com alta precisão, cálcio e magnésio com precisão satisfatória e que não é recomendado a determinação da concentração de enxofre e fósforo na solução do solo. Observou-se também que o controle dessa solução em níveis desejados proporcionou um efeito benéfico no cultivo do pimentão além de evitar desequilíbrios iônicos e salinização dos solos. Os íons nitrato e potássio podem ser determinados e monitorados ao longo do ciclo da cultura pelo uso de testes rápidos. Os níveis crescentes de salinidade inicial do solo ocasionaram para o solo franco-arenoso uma redução no rendimento da cultura...

Tolerância do pepino enxertado à salinidade em ambiente protegido e controle da salinização do solo.; Salinity tolerance of grafted cucumber in greenhouse and control of soil salinization.

Blanco, Flávio Favaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2000 PT
Relevância na Pesquisa
56.88%
A aplicação de fertilizantes via água de irrigação é prática comum para cultivos em ambiente protegido, o que pode resultar na salinização do solo se o manejo da irrigação não for adequado. Com isso, é de grande importância que se estabeleça a tolerância das culturas à salinidade e o controle eficiente da irrigação para cada cultura a fim de se promover a lixiviação do excesso de sais da zona radicular até um nível tolerado pelas plantas. O presente trabalho teve o objetivo de estabelecer um manejo adequado da fertilização e da irrigação para a cultura do pepino enxertado em ambiente protegido, visando o controle da salinidade do solo, e avaliar métodos de recuperação do solo salinizado. Para isso, foi conduzido um experimento em uma estufa de 110 m 2 para estudar o efeito de diferentes salinidades da água de irrigação (S1=1,58 dS.m -1, S2=3,08 dS.m -1 e S3=5,13 dS.m -1 ), diferentes lâminas de água (L0=1,00.ETc e L1=1,25.ETc) e duas frequências de aplicação da lâmina L1 (F1=em todas as irrigações e F2=quando a lâmina de irrigação acumulada em L0 for igual a 100 mm) no desenvolvimento vegetativo e produção do pepino, cv. Hokushin, enxertado em Cucurbita spp., híbrido Excite-Ikki. O manejo da irrigação foi realizado através de tensiômetros instalados a 15 e 30 cm de profundidade e da evaporação de um tanque reduzido...

Tolerância do tomateiro à salinidade sob fertirrigação e calibração de medidores de íons específicos para determinação de nutrientes na solução do solo e na planta.; Tolerance of tomato to salinity under fertigation and calibration of cardy-ion meters for determination of nutrients in the soil solution and plant.

Blanco, Flávio Favaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.71%
A concentração de sais na água é um dos principais aspectos a ser observado para se definir uma estratégia de manejo da irrigação, podendo levar a prejuízos pela salinização do solo, com conseqüente redução do rendimento das culturas. Visto que culturas tolerantes à salinidade apresentam maiores teores foliares de certos nutrientes, então a adubação em culturas sensíveis poderia ser conduzida de modo a elevar os teores destes nutrientes nas folhas, promovendo aumento da tolerância da cultura aos sais. Este trabalho teve o objetivo de estudar os efeitos de três doses de N e K na tolerância da cultura do tomateiro à salinidade, bem como avaliar a performance de medidores de íons específicos (MIE) na determinação de nutrientes na solução do solo e na seiva da planta. Mudas de tomateiro, híbrido Facundo, foram transplantadas em 23/10/2001 em vasos contendo 60 kg de solo franco-argilo-arenoso, no espaçamento de 1,0 x 0,5 m, em um ambiente protegido com cobertura de polietileno. Os tratamentos foram compostos pela combinação de três níveis de N (7,5; 15,0 e 22,5 g planta-1) e três níveis de K (8, 16 e 24 gK2O planta-1) aplicados via fertirrigação por gotejamento, no esquema fatorial 3x3 com cinco repetições...

Manejo da fertirrigação e controle da salinidade em solo cultivado com melão rendilhado sob ambiente protegido.; Fertirrigation management and control of the soil salinity under netmelon cultivation in greenhouse.

Dias, Nildo da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
Com o objetivo de avaliar o uso de extratores de soluções do solo no auxílio ao manejo da fertirrigação e no controle da salinidade em solo cultivado com melão rendilhado, conduziu-se um estudo em ambiente protegido na área experimental do Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP, localizado no município de Piracicaba, SP. Os tratamentos foram compostos da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,0; S2 = 2,0; S3 = 3,0; S4 = 4,0; S5 = 5,0 e S6 = 6,0 dS m-1) e dois manejos de fertirrigação: tradicional e com controle da condutividade elétrica da solução do solo. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados completos com 4 repetições, sendo os fatores estudados arranjados em um esquema fatorial de 6 x 2. A salinização inicial do solo se procedeu por meio da aplicação de soluções salinas preparadas a partir de fertilizantes, sendo que a quantidade de sais a ser adicionada foi determinada tomando por base uma curva de salinização artificial obtida previamente em laboratório. A condutividade elétrica da solução foi medida após o término de cada evento de irrigação, utilizando-se extratores com cápsulas porosas. Os resultados revelam que as produções total e comercial...

Níveis de salinidade e manejo da fertirrigação sobre o cultivo do tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill) em ambiente protegido; Salinity control and fertigation management on the cultivation of tomato (Lycopersicon esculentum Mill) in greenhouse

Eloi, Waleska Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.81%
A necessidade crescente de aumentar a produtividade no setor agrícola levou ao acréscimo do uso de fertilizantes na produção de alimentos, ocasionando, entre outras coisas, a salinização do solo, as conseqüências para a saúde do homem e o impacto ambiental, não são totalmente conhecidas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes níveis de salinidade no solo provocada pelo uso da fertirrigação, nas variáveis fenológicas e de produção do tomateiro cultivado em estufa; estudar a evolução da salinização do solo cultivado com tomateiro sob dois tipos de manejo da fertirrigação, o tradicional, baseado na marcha de absorção de nutrientes da cultura e o baseado no monitoramento da solução do solo, avaliando o funcionamento do uso de cápsulas porosas, como extratores de solução do solo, visando o controle da salinização. O experimento foi conduzido em duas etapas, sendo a primeira desenvolvida no Laboratório de Solos e a segunda realizada em estufa plástica, ambos localizados no Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP, em Piracicaba. A primeira etapa consistiu de testes preliminares que possibilitaram a construção de curvas artificiais de salinização, visando à realização do processo de salinização artificial do solo. Na segunda etapa avaliou-se o efeito dos diferentes níveis iniciais de salinidade do solo e manejos aplicados. Os níveis iniciais de salinidade utilizados foram: S1 = 1...

Manejo da fertirrigação em ambiente protegido visando o controle da salinidade do solo para a cultura da berinjela; Fertigation management in a greenhouse for the soil salinity control in eggplant crop

Silva, Everaldo Moreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.83%
Com o monitoramento periódico da solução do solo, pode-se determinar a condutividade elétrica e a concentração de íons específicos, essenciais à nutrição das plantas. Dentre as técnicas de extração da solução do solo, o extrator de cápsula porosa destaca-se pela praticidade em campo, baixo custo, fácil manejo e boa precisão. Com isso objetivou-se estudar os efeitos de diferentes níveis de salinidade do solo sobre as variáveis fenológicas e de produção da berinjela, cultivada em vasos e em ambiente protegido, e averiguar se a manutenção da condutividade elétrica em um determinado nível promove incremento da produção, quando contrastada com o manejo tradicional da fertirrigação. Conduziu-se um estudo em ambiente protegido na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP, Piracicaba, SP. Os tratamentos foram compostos da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,3; S2 = 2,4; S3 = 3,6; S4 = 4,5; S5 = 5,6 e S6 = 6,4 dS m-1) e dois manejos de fertirrigação: com controle da condutividade elétrica da solução do solo (M1), e o tradicional (M2), obedecendo a curva de absorção de nutrientes da cultura anteriormente estabelecida. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados completos...

Manejo da fertirrigação em ambiente protegido visando o controle da salinidade para a cultura do tomate em solo franco-argiloso; Management of fertirrigation in a protected environment for the control of salinity for the tomato crop in sandy-clayey soil

Medeiros, Pedro Róbinson Fernandes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.86%
Em condições de ambiente protegido, o controle da salinidade e o manejo da fertirrigação se confundem, pois os sais fertilizantes utilizados na maioria das vezes são as principais causas de salinização. Com o monitoramento periódico da solução do solo, pode-se determinar a condutividade elétrica e a concentração de íons específicos essenciais a nutrição das plantas. Dentre as técnicas de extração da solução do solo, o extrator de cápsula porosa destaca-se pela praticidade em campo, baixo custo, fácil manejo e boa precisão. O objetivo desta pesquisa foi calibrar e avaliar o uso de extratores de cápsula porosa, para o monitoramento da solução do solo, visando auxiliar no manejo da fertirrigação e no controle da salinização, como também, estudar o efeito de diferentes níveis de salinidade, obtidos com base em curvas artificiais de salinização do solo, sobre a cultura do tomate utilizando a cultivar Débora Plus. As plantas foram submetidas aos seguintes tratamentos: seis níveis iniciais de salinidade do solo induzida por sais fertilizantes (S1 = 1,0; S2 = 2,0; S3 = 3,0; S4 = 4,0; S5 = 5,0 e S6 = 6,0 dS m-1) e dois tipos de manejo de fertirrigação, o tradicional (M1) e um manejo de fertirrigação com controle do nível de salinidade do solo durante todo o ciclo da cultura (M2); visando observar se o manejo M2 é capaz de manter a salinidade do solo a níveis desejados. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados completos com quatro repetições...

Cultivo de roseiras em ambiente protegido sob níveis de salinidade do solo e relações nitrogênio:potássio; Greenhouse rose crop under different level of soil salinity and nitrogen:potassium fertilization ratios

Silva, Everaldo Moreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.71%
A produção de rosas em ambiente protegido sob fertirrigação é uma técnica bastante utilizada pelos floricultores. Em ambiente protegido o manejo nutricional é realizado de forma mais intensa que nas condições de campo, priorizando-se a adubação via fertirrigação. Na fertirrigação a relação nitrogênio:potássio é um fator relevante nos parâmetros de produtividade e qualidade das flores de rosas. Neste sentido, o objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito da salinidade causada por excesso de aplicação de fertilizantes via fertirrigação associadas a diferentes relações nitrogênio:potássio (N:K) sobre os parâmetros biométricos e produtivos da roseira cultivada em ambiente protegido. O monitoramento da condutividade elétrica (CE) e das concentrações de nitrato e potássio na solução do solo, ao longo do ciclo da cultura, foram realizadas com o uso da TRD. Ao final do ciclo avaliou-se a extração de macronutrientes no tecido vegetal das hastes, folhas e botões florais. O experimento foi conduzido no período de 03 de março a 03 de novembro de 2012 na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", em Piracicaba, SP. Com 22º 42' de latitude sul e 47º 38' de longitude oeste e uma altitude de 540 m. Foi adotado o delineamento em blocos casualizados completos...

Salinidade da água e do solo e sua influência sobre o arroz irrigado; Water and soil salinity and its influence on irrigated rice

Carmona, Felipe de Campos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.79%
As lavouras de arroz cultivadas nas Planícies Costeiras do Rio Grande do Sul podem ser afetadas pela salinidade, devido tanto à gênese dos solos, quanto à deposição de sais pela água da irrigação, especialmente da Laguna dos Patos. A salinidade do solo pode prejudicar a emergência e o desenvolvimento da cultura, o que pode ser agravado pela aplicação de fertilizante potássico. Este trabalho teve como objetivos: a) mapear a ocorrência de solos afetados por sais nas Planícies Costeiras do Rio Grande do Sul; b) determinar a possibilidade de uso da água para o cultivo de arroz irrigado nessas regiões; c) avaliar o efeito do manejo do cloreto de potássio sobre essa cultura em solos com diferentes níveis de salinidade; d) avaliar a dinâmica de cátions básicos na solução desses solos e, e) estabelecer o nível crítico à salinidade na emergência. Para o mapeamento da salinidade, foram coletadas 766 amostras de solo, para análise de indicadores de salinidade. A partir dessas amostras, estimou-se o volume de água possível de ser adicionado aos solos sem causar dano à cultura, em função da salinidade da água da Laguna dos Patos. A análise dos efeitos da salinidade e do manejo do potássio sobre a cultura e dessa sobre a dinâmica de cátions...

Estabelecimento do arroz irrigado e absorção de cátions em função do manejo da adubação potássica e do nível de salinidade no solo; Initial growth of flooded rice and cation absorption according to potassium fertilizer management and soil salinity

Carmona, Felipe de Campos; Anghinoni, Ibanor; Meurer, Egon Jose; Holzschuh, Marquel Jonas; Fraga, Thiago Isquierdo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
O uso da água para a irrigação do arroz no Rio Grande do Sul, cujos mananciais hídricos têm ligação com o mar, pode ocasionar acúmulo de sais no solo em concentrações prejudiciais ao estabelecimento da cultura nos anos subsequentes, especialmente quando são aplicadas altas doses de fertilizante potássico na linha de semeadura. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito do manejo da adubação potássica sobre o estabelecimento e a absorção de cátions pelo arroz (cultivar IRGA 417) em um solo com diferentes níveis de saturação por Na. Foram utilizados um Planossolo Háplico com saturações por Na na troca de 5, 10 e 20 %; três manejos da adubação com cloreto de K equivalentes a 120 kg ha-1 de K2O a lanço; 120 kg ha-1 de K2O na linha de semeadura e 60 kg ha-1 de K2O na linha de semeadura, além de uma testemunha, sem adição de sal e de fertilizante, fatorial (3 x 3) + 1. O estande de plântulas não foi afetado pelos níveis de salinidade do solo e manejo da adubação potássica. A ontogenia da planta foi afetada pela salinidade, com atraso na emergência das plântulas. A salinidade do solo, a partir de 10 % de saturação por Na no complexo de troca, inibiu a absorção de K e reduziu o crescimento das plântulas de arroz...

Manejo da fertirrigação e salinidade do solo no crescimento da cultura da beterraba

Silva, Alexsandro O. Da; Silva, Ênio F. F. E.; Klar, AntÔnio E.
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 230-241
POR
Relevância na Pesquisa
56.42%
With the increase in world population and scarcity of natural resources, efficient use of fertilizers becomes necessary for intensive agriculture. The experiment was conducted in a greenhouse at the Department of Agricultural Engineering, UNESP in Botucatu-SP. The treatments were derived from the combination of the soil salinity (E.C: 1.0, 3.0, 6.0, 9.0 and 12.0 dS m-1), Fertigation management (M1 =traditional and M2 = with control of the ionic concentration of the soil solution) and beet cultivars (C1= Early Wonder and C2 = Itapuã) in a 5x2x2 factorial design with four replications in a randomized block design. Throughout the cultivation, the following variables were evaluated: height, stem diameter, length and diameter of plant roots. The height of the plant presented differently according to the Fertigation management and sensitive to levels of electrical conductivity in the soil. The diameter of the roots showed reductions of 3.55 and 2.48 mm for C1 and C2, respectively, every unit increase in electrical conductivity (EC) to M1. Based on the functional relationship of the best adjustment between the diameter of the roots and electrical conductivity in M2 gave an estimated maximum diameter of 90.78 mm to 94.67 mm for C1 and C2.; Com o aumento da população mundial e a escassez dos recursos naturais...

Alterações nas propriedades químicas de um solo aluvial salino-sódico decorrentes da subsolagem e do uso de condicionadores

Holanda,J. S.; Vitti,G. C.; Salviano,A. A. C.; Medeiros,J. D. F.; Amorim,J. R. A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1998 PT
Relevância na Pesquisa
56.47%
Solos afetados por sais são característicos de zonas áridas/semi-áridas. Este trabalho foi desenvolvido no vale do Açu (RN), no período abril/90 a janeiro/91, objetivando avaliar o efeito do preparo do solo (convencional e convencional + subsolagem) e da aplicação de condicionadores ( gesso, esterco de curral e palha de carnaúba) nas propriedades químicas de um solo aluvial salino sódico. A subsolagem proporcionou efeito eficaz na redução da porcentagem de sódio trocável (PST) e no abaixamento do pH do solo. Nos tratamentos com gesso, foram detectados os maiores valores de cálcio trocável, redução na PST para menos de 15% na camada de 0-0,15 m e aumento na salinidade do solo. O esterco de curral foi benéfico na redução da PST, principalmente quando associado à subsolagem e à gessagem. Existe um desbalanço natural nas relações K:Ca:Mg trocáveis no solo, que se acentua com a gessagem, necessitando de correção potássica para que se atinja o equilíbrio. A proporção entre cátions trocáveis e solúveis no solo ficou entre 13 e 16:1, para cálcio e magnésio, e entre 0,3 e 3,9:1, para o sódio, sendo este o único cátion solúvel que diminuiu com a subsolagem.

Fixação do N2 em leucena (Leucaena leucocephala) em solo da região semi-árida brasileira submetido à salinização

Carvalho,F. G.; Stamford,N. P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
56.58%
Com a finalidade de avaliar a tolerância de rhizobium loti em Leucaena leucocephala cv K8, submetida a níveis crescentes de salinidade, realizou-se um experimento em casa de vegetação, usando-se um Podzólico Vermelho-Amarelo textura franco-arenosa, coletado em Serra Talhada (PE). O experimento obedeceu ao arranjo fatorial 5 x 4, no delineamento em blocos ao acaso, com 3 repetições. Foram usados 5 níveis de salinidade do solo (C.E. = 1,5; 6,6; 10,1; 12,8 e 14,4 dS m-1) e 2 tratamentos inoculados (NFB 494 e SEMIA 6069), fertilização nitrogenada com 200 mg kg-1 de N (NH4NO3), e o controle sem inoculação e sem adubação nitrogenada. O incremento dos níveis crescentes de salinidade reduziu a nodulação (número e massa de nódulos), o rendimento de matéria seca e a acumulação de N na parte aérea. O tratamento com fertilização nitrogenada inibiu totalmente a nodulação em leucena, em todos os níveis de salinidade; contudo, promoveu melhores rendimentos na acumulação de N e na produção de matéria seca. Observou-se resposta significativa das plantas inoculadas com a estirpe SEMIA 6069, em todas as características avaliadas, superando os resultados obtidos com o isolado NFB 494.

Estabelecimento do arroz irrigado e absorção de cátions em função do manejo da adubação potássica e do nível de salinidade no solo

Carmona,Felipe de Campos; Anghinoni,Ibanor; Meurer,Egon José; Holzschuh,Marquel Jonas; Fraga,Thiago Isquierdo
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.69%
O uso da água para a irrigação do arroz no Rio Grande do Sul, cujos mananciais hídricos têm ligação com o mar, pode ocasionar acúmulo de sais no solo em concentrações prejudiciais ao estabelecimento da cultura nos anos subsequentes, especialmente quando são aplicadas altas doses de fertilizante potássico na linha de semeadura. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito do manejo da adubação potássica sobre o estabelecimento e a absorção de cátions pelo arroz (cultivar IRGA 417) em um solo com diferentes níveis de saturação por Na. Foram utilizados um Planossolo Háplico com saturações por Na na troca de 5, 10 e 20 %; três manejos da adubação com cloreto de K equivalentes a 120 kg ha-1 de K2O a lanço; 120 kg ha-1 de K2O na linha de semeadura e 60 kg ha-1 de K2O na linha de semeadura, além de uma testemunha, sem adição de sal e de fertilizante, fatorial (3 x 3) + 1. O estande de plântulas não foi afetado pelos níveis de salinidade do solo e manejo da adubação potássica. A ontogenia da planta foi afetada pela salinidade, com atraso na emergência das plântulas. A salinidade do solo, a partir de 10 % de saturação por Na no complexo de troca, inibiu a absorção de K e reduziu o crescimento das plântulas de arroz...

Efeito da irrigação com água salina em um solo cultivado com o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Santana,Márcio José de; Carvalho,Jacinto de Assunção; Silva,Élio Lemos da; Miguel,Douglas da Silva
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.71%
Conduziu-se este trabalho com o objetivo de avaliar os efeitos de diferentes concentrações de sal, da água de irrigação, na salinização de um Latossolo Roxo distrófico, onde cultivou-se o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L. CV ESAL 686). O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação no Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras, em Lavras, MG, com o propósito de evitar a interferência das precipitações pluviométricas. Os tratamentos consistiram de cinco níveis de salinidade da água (condutividade elétrica de 0,1; 1,0; 2,5; 4,0 e 5,5 dS m-1) com seis repetições. A condutividade elétrica do extrato saturado do solo foi medida no início do experimento, no final da fase vegetativa e após a colheita. Constatou-se uma diminuição da salinidade do solo para o tratamento 0,1 dS m-1, nas diferentes datas de análise do extrato. Para os demais tratamentos, houve um aumento significativo na salinidade: 116,98%, 195,10%, 565,84% e 955,17% para os níveis 1,0; 2,5; 4,0 e 5,5 dS m-1, respectivamente. Houve uma queda acentuada de produção com níveis crescentes de salinidade do solo. O aumento da salinidade da água promoveu um acréscimo linear na condutividade elétrica do solo e no potencial osmótico.

Manejo da fertirrigação e controle da salinidade do solo sob ambiente protegido, utilizando-se extratores de solução do solo

Dias,Nildo da S.; Duarte,Sergio N.; Gheyi,Hans R.; Medeiros,José F. de; Soares,Tales M.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.73%
Com o objetivo de avaliar o uso de extratores de soluções do solo no auxílio ao manejo da fertirrigação e no controle da salinidade em solo cultivado com melão rendilhado, conduziu-se um estudo em ambiente protegido na área experimental do Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP, localizada no município de Piracicaba, SP. Os tratamentos se compunham da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,0; S2 = 2,0; S3 = 3,0; S4 = 4,0; S5 = 5,0 e S6 = 6,0 dS m-1) e dois manejos de fertirrigação: tradicional e com controle da condutividade elétrica da solução do solo. Procedeu-se à salinização inicial do solo por meio da aplicação de soluções salinas preparadas a partir de fertilizantes, em que a quantidade de sais a ser adicionada foi determinada tomando-se por base uma curva de salinização artificial, obtida previamente em laboratório. Os resultados mostraram que, com o uso de extratores de solução do solo, pode-se monitorar a concentração iônica da solução do solo, com precisão satisfatória. A salinidade do solo evoluiu com o tempo, estando os maiores níveis próximos à superfície do solo e do gotejador. A diferença no consumo de água entre os níveis de salinidade foi mais evidenciada no manejo controlado da fertirrigação...

Níveis de salinidade e manejo da fertirrigação sobre características da berinjela cultivada em ambiente protegido

Silva,Everaldo Moreira da; Lima,Carlos José Gonçalves de Souza; Duarte,Sergio Nascimento; Barbosa,Fernando da Silva; Maschio,Rafael
Fonte: Universidade Federal do Ceará Publicador: Universidade Federal do Ceará
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
Objetivou-se estudar os efeitos de diferentes níveis de salinidade do solo sobre as variáveis fenológicas e de produção da berinjela, cultivada em vasos e em ambiente protegido. O estudo foi conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP, Piracicaba, SP. Os tratamentos foram compostos da combinação de dois fatores: 6 níveis de salinidade inicial do solo (S1 = 1,3; S2 = 2,4; S3 = 3,6; S4 = 4,5; S5 = 5,6 e S6 = 6,4 dS m-1) e dois manejos de fertirrigação: com controle da condutividade elétrica da solução do solo (M1), e o tradicional (M2), obedecendo a curva de absorção de nutrientes da cultura. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados completos, com quatro repetições, arranjados no esquema fatorial 6 x 2. Os resultados revelaram que os níveis de salinidade do solo afetaram diretamente as variáveis, produção de matéria seca, produção de frutos e índice de área foliar das plantas. Verificou-se que a redução média na produção da cultura da berinjela, em estufa, foi da ordem de 8,65% para o incremento de 1 dS m-1 na salinidade do solo, acima da salinidade limiar, que foi de 1,71 dS m-1.

Monitoramento da salinidade de solo em barragem subterrânea no semiárido brasileiro.

MELO, R. F. de; BRITO, L. T. de L.; PEREIRA, L. A.; ANJOS, J. B. dos; MIGUEL, A. A.
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SALINIDADE, 2010, Fortaleza. Integração das pesquisa básicas e aplicadas. Fortaleza: UFC: UFCG: Embrapa Agroidústria Tropical, 2010. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SALINIDADE, 2010, Fortaleza. Integração das pesquisa básicas e aplicadas. Fortaleza: UFC: UFCG: Embrapa Agroidústria Tropical, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.4%
2010

Efeito da irrigação com água salina em um solo cultivado com o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
56.71%
Conduziu-se este trabalho com o objetivo de avaliar os efeitos de diferentes concentrações de sal, da água de irrigação, na salinização de um Latossolo Roxo distrófico, onde cultivou-se o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L. CV ESAL 686). O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação no Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras, em Lavras, MG, com o propósito de evitar a interferência das precipitações pluviométricas. Os tratamentos consistiram de cinco níveis de salinidade da água (condutividade elétrica de 0,1; 1,0; 2,5; 4,0 e 5,5 dS m-1) com seis repetições. A condutividade elétrica do extrato saturado do solo foi medida no início do experimento, no final da fase vegetativa e após a colheita. Constatou-se uma diminuição da salinidade do solo para o tratamento 0,1 dS m-1, nas diferentes datas de análise do extrato. Para os demais tratamentos, houve um aumento significativo na salinidade: 116,98%, 195,10%, 565,84% e 955,17% para os níveis 1,0; 2,5; 4,0 e 5,5 dS m-1, respectivamente. Houve uma queda acentuada de produção com níveis crescentes de salinidade do solo. O aumento da salinidade da água promoveu um acréscimo linear na condutividade elétrica do solo e no potencial osmótico.

Manejo da fertirrigação e salinidade do solo no crescimento da cultura da beterraba

SILVA,ALEXSANDRO O. DA; SILVA,ÊNIO F. F. E; KLAR,ANTÔNIO E.
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.42%
Com o aumento da população mundial e a escassez dos recursos naturais, o uso eficiente dos fertilizantes torna-se necessário para uma agricultura intensiva. O experimento foi realizado em casa de vegetação no Departamento de Engenharia Rural da UNESP, no Município de Botucatu-SP. Os tratamentos foram provenientes da combinação dos fatores salinidade do solo (CE: 1,0; 3,0; 6,0; 9,0; 12,0 dS m-1), manejo da fertirrigação (M1=tradicional e M2=com controle da concentração iônica da solução do solo) e cultivares de beterraba (C1=Early Wonder e C2=Itapuã), em um esquema fatorial 5x2x2, com 4 repetições, em um delineamento em blocos. Durante todo o cultivo, foram avaliadas as seguintes variáveis: altura, diâmetro do pecíolo, comprimento e diâmetro das raízes das plantas. A variável altura de plantas apresentou comportamento diferenciado de acordo com o manejo da fertirrigação estudado, além de apresentar sensibilidade a elevados níveis de condutividade elétrica no solo. O diâmetro das raízes apresentou reduções de 3,55 e 2,48 mm para C1 e C2, respectivamente, a cada aumento unitário da condutividade elétrica (CE) para M1. Com base na relação funcional de melhor ajuste entre o diâmetro das raízes e a condutividade elétrica em M2...