Página 1 dos resultados de 9743 itens digitais encontrados em 0.078 segundos

A sala de aula como campo de pesquisa: aproximações e a utilização de equipamentos digitais; The classroom as a research field: approximations and the use of digital equipment

CARDOSO, Oldimar; PENIN, Sonia Teresinha de Sousa
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
126.16%
Este artigo apresenta considerações de ordem metodológica sobre pesquisas de observação de sala de aula realizadas na cidade de São Paulo, em 2002 e 2005, e em duas cidades francesas, no ano letivo 2006-2007. Com base na metodologia utilizada nessas pesquisas e no diálogo com a bibliografia sobre pesquisas de campo, inclusive de outras áreas, os autores analisam as dificuldades enfrentadas nesse contexto e propõem a utilização de equipamentos digitais em campo como contribuição ao rigor e à validade desse tipo de pesquisa. Na primeira parte do artigo, são discutidos problemas fundamentais da pesquisa de observação de sala de aula, como o estranhamento do familiar, a conquista da " solidariedade" e da " camaradagem" dos atores de campo e o estabelecimento de certa diferença entre observação e interpretação. Na segunda parte, são apresentados equipamentos digitais utilizados nas pesquisas citadas que não apenas agilizam ou facilitam o ofício do pesquisador. O uso desses equipamentos, orientado por uma metodologia que lhes dê sentido, pode auxiliar os pesquisadores de sala de aula a ampliar significativamente o rigor e a validade de seu trabalho ao multiplicar as possibilidades de criação de tipos de fonte de dados. Nessa parte do artigo...

O percurso do pesquisador: da sala de aula ao campo pedagógico; The research journey: from the classroom to the pedagogic Field

Jesus, Lucia de Fatima Oliveira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.14%
Nesta pesquisa, realizou-se um estudo das trajetórias escolares e profissionais de pesquisadores em educação e das condições de produção dos trabalhos tomados como estudos em sala de aulas. Por meio de entrevistas com foco nas histórias de vida escolar de dez (10) pesquisadores, entre eles, seis (6) pesquisadores da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP) e quatro (4) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), optou-se por pesquisadores que defenderam teses ou dissertações cujo lócus de investigação recaia sobre a sala de aula das séries inicias na década de 1989-99. Este recorte pesquisadores que defendera pesquisas sobre a sala de aula obedeceu, de certo modo, ao princípio de continuar pesquisado o mesmo objeto de estudo do mestrado, principalmente no que tange as questões que não foram possíveis de serem tratadas naquele momento como: a destinação dada às pesquisas, seu impacto na sala de aula e no próprio campo pedagógico e, sobretudo, as condições em que essas pesquisas foram produzidas. Tendo como referencial teórico os trabalhos de autores como Jean Paul Sartre, Pierre Bourdieu, Roland Barthes, Paul Thompson, António Nóvoa, Franco Ferrarotti, Bernard Charlot...

A pesquisa em educação matemática, os pesquisadores e a sala de aula: um fenômeno complexo, múltiplos olhares, um tecer de fios; The research in mathematics education, the researchers and the mathematics classroom: a complex phenomenon, multiple perspectives, weaving of threads.

Andrade, Silvanio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
116.27%
O trabalho em questão investiga a relação entre a prática de pesquisa e a prática de sala de aula em Educação Matemática, procurando compreender esse processo a partir de perguntas tais como: Qual o impacto da pesquisa em Educação Matemática na sala de aula? Como as pesquisas e os pesquisadores vêm se relacionando com a sala de aula de Matemática? O que os pesquisadores têm a dizer à sala de aula de Matemática e o que esta tem mostrado a eles? Como as pesquisas e os pesquisadores podem contribuir, de um modo mais efetivo, com a mudança, a transformação e a reinvenção da sala de aula de Matemática? Que possibilidades e impossibilidades a globalização traz ao tema pesquisa/sala de aula? Tomamos como referência estudos relativos ao tema pesquisa e prática em Educação Matemática, em especial teorizações de Jeremy Kilpatrick, artigos e Handbooks em torno do tema. O caminho da investigação teve como orientação principal a perspectiva da Análise do Discurso de Michel Foucault, levando a evidências sobre pontos frágeis e fortes da relação entre a prática da pesquisa e a prática da sala de aula. Também refletimos a partir da desconstrução de Jacques Derrida. Os dados e fatos recolhidos para apreciação e análise vieram do interior dos discursos de 71 pesquisadores da Educação Matemática...

Interações e práticas de letramento mediadas pela revista Ciência Hoje das Crianças em sala de aula; Interactions and practices of literacy mediated by the use of magazine Ciência Hoje das Crianças in the classroom.

Almeida, Sheila Alves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
116.24%
Esta tese trata das interações e práticas de letramento mediadas pelo uso da revista Ciência Hoje das Crianças (CHC) em sala de aula. Para tanto, teve-se como orientação fundamental para o trabalho as seguintes perguntas: quais práticas de letramento são privilegiadas no uso da revista em sala de aula? Quais os aspectos do texto de divulgação científica são apropriados pelas crianças na leitura dos artigos da CHC nas aulas de Ciências? Como as tensões provocadas pela presença de uma revista de divulgação científica são absorvidas pela professora na condução de suas aulas? O foco do trabalho está nas interações e práticas de letramento mediadas pela revista CHC em aulas de Ciências de uma turma de início de 2º ciclo. A perspectiva teórico-metodológica de análise inspirase nas concepções de Bakhtin acerca da interação verbal e na análise microgenética (GÓES, 2000). As proposições relativas ao letramento como prática sociocultural baseiam-se, principalmente nos estudos de Kleiman, 1995; Soares, 1998; Marcuschi, 2001; Bunzen, 2009; Rojo, 2009 e Marinho, 2010. E as discussões sobre o discurso de divulgação científica ancoram-se, principalmente, nas investigações de Gouvea, 2005; Massarani...

Procedimentos de cálculo e sentido de número: uma aproximação no contexto da sala de aula; Calculation strategies and sense of number: an approach in the classroom context.

Magalhães, Lúcia do Amaral Mesquita de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.19%
Esta pesquisa foi dedicada a procurar nuances da construção do sentido de número no desenvolvimento e uso de estratégias de cálculo de adição e subtração. Tal procura se deu nas ações e práticas emergentes de interações no contexto de sala de aula dezessete aulas distribuídas ao longo de três meses durante as quais foram propostos jogos relacionados ao cálculo e às noções de número, além de problemas do campo aditivo presentes nos Cadernos de apoio e aprendizagem, material em uso na rede municipal de São Paulo. A análise das práticas matemáticas e interações em sala de aula teve como objetivos: a) procurar caminhos que pudessem levar a compreender em que medida o uso de certos procedimentos de cálculo favorece o desenvolvimento do sentido de número; b) discutir em que medida o aluno, ao comunicar seus procedimentos para o grupo, expressa conhecimentos sobre números e operações; e c) discutir as ações individuais como correlatas de aspectos sociais da microcultura da sala de aula e, ao mesmo tempo, a microcultura de sala de aula como um fenômeno emergente continuamente gerado pelas ações individuais (Cobb, Stephan, McClain e Gravemeijer, 2001). Da nossa incursão pelas teorizações de Cobb e outros...

A relação entre motivação para aprender, percepção do clima de sala de aula para criatividade e desempenho escolar de alunos do 5 ano do ensino fundamental

Cavalcanti, Maria Mônica Pinheiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
116.21%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2009.; Diversos estudos ressaltam a importância da motivação, do conhecimento e das condições ambientais para o desenvolvimento do potencial criativo dos alunos. Neste sentido, a motivação para aprender e o clima de sala de aula são fatores essenciais que contribuem para o desenvolvimento da criatividade e também para o processo de construção e aquisição de conhecimentos. No Brasil, existem poucos estudos que investigam a inter-relação entre o desenvolvimento do potencial criativo e da motivação para aprender, considerando seus possíveis reflexos no desempenho escolar dos alunos. Portanto, este estudo buscou investigar a relação entre motivação para aprender, percepção do clima de sala de aula para criatividade e desempenho escolar de alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, com vistas a refletir sobre o planejamento e implementação de ações escolares que privilegiem a motivação para aprender, incentivem o potencial criativo e contribuam para o progresso escolar de todos os alunos. Participaram da pesquisa 222 alunos, 109 do gênero masculino e 113 do feminino...

Uso de tecnologias na prática pedagógica e sua influência na criatividade, clima de sala de aula e motivação para aprender

Borges, Clarissa Nogueira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2014.; Criatividade, motivação para aprender e uso de recursos tecnológicos na prática pedagógica são temas que têm despertado o interesse de pesquisadores, educadores e psicólogos escolares. Embora se observe uma crescente incorporação de tecnologias da informação e comunicação (TIC) na educação, no Brasil, as investigações sobre esses fenômenos, de modo geral, têm sido realizadas em contextos nos quais são utilizados recursos pedagógicos tradicionais, desconsiderando as possíveis influências das novas tecnologias. Nesse sentido, este estudo teve como objetivo comparar alunos e alunas de escolas em que são utilizadas TIC nas práticas pedagógicas e os de instituições de ensino que não fazem uso desses recursos no que se refere à criatividade, à percepção do clima de sala de aula para criatividade e à motivação para aprender, além de analisar possíveis relações entre as três variáveis. Participaram da pesquisa 76 estudantes do 5º ano do ensino fundamental, de instituições particulares de ensino do Distrito Federal, sendo 39 (51,3%) do gênero masculino e 37 (48...

Validação da escala clima para criatividade em sala de aula; Validation study of the classroom climate for creativity scale

Fleith, Denise de Souza; Almeida, Leandro S.; Peixoto, Francisco José Brito
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
O objetivo deste estudo foi adaptar e validar a Escala sobre o Clima para Criatividade em Sala de Aula para alunos da 5ª série do ensino fundamental. O instrumento foi aplicado em 504 alunos de escolas públicas e particulares do Distrito Federal, a fim de se avaliar o clima de sala de aula na disciplina de língua portuguesa e de matemática. Os resultados da análise fatorial confirmatória indicaram três dimensões associadas ao clima de sala de aula para criatividade: estímulo do professor à criatividade, autopercepção do aluno sobre características criativas e motivação do aluno para aprendizagem. Os valores de alfa de Cronbach oscilaram entre 0,69 e 0,88. Conclui-se que o modelo de três fatores é adequado, e, portanto, a escala pode ser utilizada para pesquisa e avaliação do quanto o clima de sala de aula favorece o desenvolvimento da criatividade.; The purpose of this study was to adapt and validate the Classroom Climate for Creativity Scale for 5th grade Elementary School students. The instrument was administered to 504 students, from both public and private schools in the Federal District of Brasilia, in order to assess the classroom climate in the subjects of Portuguese and Mathematics. The results of the confirmatory factor analysis showed three dimensions associated with classroom climate for creativity: teacher’s stimulus to creativity...

Disrupção escolar, desempenho académico, regulação para a aprendizagem e clima de sala de aula em matemática : Que relações?

Jesus, Tatiana Raquel Augusto De
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Superior; Este estudo teve como objectivo analisar a relação entre comportamentos disruptivos, desempenho académico, regulação para a aprendizagem e percepção de clima de sala de aula em alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico, tendo como interesse particular a disciplina de Matemática. Para tal, participaram 147 alunos do 3º Ciclo com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos. A partir dos resultados obtidos neste estudo constata-se que: 1) os alunos que se percepcionam como menos disruptivos apresentam uma regulação para a aprendizagem mais intrínseca, revelam ter uma percepção do clima de sala de aula mais positiva e têm melhor desempenho académico que os seus colegas que se percepcionam como mais disruptivos; 2) existe uma correlação positiva e significativa entre a percepção do clima de sala de aula positivo e níveis de regulação para a aprendizagem mais intrínsecos; 3) os alunos com melhor desempenho académico apresentam uma percepção de clima de sala de aula mais positiva e níveis de regulação para a aprendizagem mais intrínsecos.; ABSTRACT------This study aimed to analyze the relationship between disruptive behavior, academic performance...

Validação da escala clima para criatividade em sala de aula

Fleith,Denise de Souza; Almeida,Leandro Silva; Peixoto,Francisco José Brito
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
116.16%
O objetivo deste estudo foi adaptar e validar a Escala sobre o Clima para Criatividade em Sala de Aula para alunos da 5ª série do ensino fundamental. O instrumento foi aplicado em 504 alunos de escolas públicas e particulares do Distrito Federal, a fim de se avaliar o clima de sala de aula na disciplina de língua portuguesa e de matemática. Os resultados da análise fatorial confirmatória indicaram três dimensões associadas ao clima de sala de aula para criatividade: estímulo do professor à criatividade, autopercepção do aluno sobre características criativas e motivação do aluno para aprendizagem. Os valores de alfa de Cronbach oscilaram entre 0,69 e 0,88. Conclui-se que o modelo de três fatores é adequado, e, portanto, a escala pode ser utilizada para pesquisa e avaliação do quanto o clima de sala de aula favorece o desenvolvimento da criatividade.

Autoconceito e Clima Criativo em Sala de Aula na percepção de alunos do ensino fundamental

Fleith,Denise de Souza; Alencar,Eunice Maria Lima Soriano de
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.18%
O objetivo deste estudo foi examinar a percepção do clima de sala de aula para criatividade e o autoconceito de 504 alunos de 6o ano do ensino fundamental. Os participantes responderam à Escala sobre Clima para a Criatividade em Sala de Aula e ao Perfil de Autopercepção para Crianças. Os resultados indicaram que os alunos apresentaram percepção do clima de sala de aula e autoconceito positivos. Foram observadas diferenças em relação a essas variáveis considerando-se tipo de escola e gênero. Os alunos de escolas particulares avaliaram de forma mais favorável o clima de sala de aula para criatividade do que os de escola pública. Alunos de escolas particulares, do gênero masculino, apresentaram um autoconceito mais positivo. O clima de sala de aula para criatividade na disciplina de língua portuguesa foi mais bem avaliado pelos alunos quando contrastado com o de matemática.

A sala de aula como campo de pesquisa: aproximações e a utilização de equipamentos digitais

Cardoso,Oldimar; Penin,Sonia Teresinha de Sousa
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.16%
Este artigo apresenta considerações de ordem metodológica sobre pesquisas de observação de sala de aula realizadas na cidade de São Paulo, em 2002 e 2005, e em duas cidades francesas, no ano letivo 2006-2007. Com base na metodologia utilizada nessas pesquisas e no diálogo com a bibliografia sobre pesquisas de campo, inclusive de outras áreas, os autores analisam as dificuldades enfrentadas nesse contexto e propõem a utilização de equipamentos digitais em campo como contribuição ao rigor e à validade desse tipo de pesquisa. Na primeira parte do artigo, são discutidos problemas fundamentais da pesquisa de observação de sala de aula, como o estranhamento do familiar, a conquista da " solidariedade" e da " camaradagem" dos atores de campo e o estabelecimento de certa diferença entre observação e interpretação. Na segunda parte, são apresentados equipamentos digitais utilizados nas pesquisas citadas que não apenas agilizam ou facilitam o ofício do pesquisador. O uso desses equipamentos, orientado por uma metodologia que lhes dê sentido, pode auxiliar os pesquisadores de sala de aula a ampliar significativamente o rigor e a validade de seu trabalho ao multiplicar as possibilidades de criação de tipos de fonte de dados. Nessa parte do artigo...

Interação e mediação : um binômio nas práticas de leitura em sala de aula.; Interaction and mediation: a binomial in practices of reading in the classroom.

Silva, Wellington Barbosa
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
During these last decades, Portuguese language teaching has been the center of the discussion on the necessity of school education improvement in our country. In fact, this discussion focuses on the development of reading and writing skills among our students. Considering more specifically reading practices in elementary schools, this dissertation deals with the issue of teacher mediation in reading activities in Portuguese language in two teams of students in elementary school (5th grade) in two municipal schools, in the town of Arapiraca, State of Alagoas, Northeast of Brazil. The main objective of the work is to analyze the mediation quality of the teacher, during the interactional process which occurs during reading activities in the classroom. This research has been guided by the following questions: How does teacher mediation help students with the construction of meaning in reading? Which is teacher‟s real aim when he/she uses texts in the classroom? Which reading approach does the teacher have in mind, even unconsciously, when he/she leads students to read in the classroom? To carry out his research, the author used a qualitative methodology based on ethnographic principles and techniques, such as questionnaires, interviews...

Atitudes pedagógicas de professores(as) na sala de aula

Vieira dos Santos Rezende, Enivalda; Francisco de Souza, João (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.18%
Este estudo buscou analisar e identificar atitudes pedagógicas do professor na sala de aula. Tomamos como categorias de análise a tipologia de atitudes pedagógicas construída no referencial teórico a partir das contribuições da Psicologia Social e da Pedagogia; em estudos dos autores Rodrigues, Zabalza, Freire, Souza, Vasconcellos e Matos. Para a consecução dos objetivos propostos e atendimento às características do objeto, tomamos como encaminhamento metodológico o estudo etnográfico. Nesse sentido, participamos nas ações do professorado em sala de aula, buscando apreender e compreender os significados que esses sujeitos atribuíam aos fatos e acontecimentos do seu dia-a-dia, das suas práticas. Foram nossos parceiros de pesquisa, professores e professoras de duas turmas iniciais do ensino Fundamental pertencentes ao Grupo Operacional Magistério da Rede Municipal de Ensino da Cidade do Recife. A observação foi a técnica utilizada para a coleta das informações, registradas em diário etnográfico. A análise dessas informações, a partir da tipologia, possibilitou identificar e analisar as atitudes pedagógicas que se manifestam nas relações de sala de aula. Por fim, concluímos que as atitudes pedagógicas manifestas...

Práticas de leitura no 1º ano do ensino fundamental: processos de mediação e compreensão textual em sala de aula.

Santos, Eline de Melo; Ferreira, Sandra Patrícia Ataíde (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
116.2%
O aprendizado da leitura é um dos múltiplos desafios da escola, talvez o mais cobrado e valorizado pela sociedade (Foucambert, 1994). Na concepção de Fávero (2005), a atividade humana é mediada sócio culturalmente e no que se refere à atividade de leitura, entende que o leitor comunica-se com o texto, não apenas o decifra. Assim, esta é tomada como compreensão, como atividade inferencial. A linguagem, por sua vez, é concebida como criação de sentido, encarnação de significação, que dá origem à comunicação. A língua é um conjunto de atividades sociais e históricas (Leite, 2000; Marcuschi, 2008), ela não se resume a um simples código autônomo preexistente e exterior ao falante (Marcuschi, 2008). Logo,compreender é uma relação dialógica entre leitor-texto-autor, sendo o processo inferencial um fator relevante e essencial na compreensão de textos (Bronckart, 2003). A partir do exposto, teve-se por objetivo geral: conhecer e analisar as práticas de leitura suscitadas por uma professora em sala de aula e entender como se dá o processo de compreensão leitora compartilhada entre os alunos de uma turma do 1º ano do 1º ciclo. Como objetivos específicos buscaram-se: (a) analisar a compreensão em leitura dos estudantes frente aos textos utilizados em sala de aula; (b) verificar se há produção de sentidos compartilhada e a geração de inferências; (c) descrever e analisar as práticas de leitura e a mediação realizada por uma professora do 1º ano do 1º ciclo; (d) conhecer a concepção da professora acerca do ensino da língua e da leitura. Para tal...

A Livre expressão na alfabetização de jovens e adultos: vivências em salas de aula

Martins, Deyse Karla de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.17%
Cette étude a été faite à partir d une expérience d alphabétisation chez des jeunes et des adultes dans deux groupes du "Projet Réduction de l analphabétisme" realisé par l Université Fédérale du Rio Grande do Norte, le bureau du Ministere de l Éducation et la Préfecture Municipale de Natal-RN. Nous avons choisi la méthode qualitative de recherche, en utilisant l observation de la dynamique en salle de classe, considérant les acteurs sociaux comme étant le sujet actif du processus historique, culturel et politique. Nous avons voulu colaborer dans ce theme en proposant un référenciel théorique et pratique, en visant le dynamisme de la salle de classe, à travers la vision de I alphabétisation centrée sur les utilisations sociales de la lecture et de l écrit; la conception dialogique de Paulo Freire, basée sur la propre culture de l élève et sur sa valorisation en tant que sujet actif de l apprentissage ; la proposition pédagogique de Célestin Freinet dans son aspect de la dynamisation de la salle de classe renforçant le principe de la libre expression, de la colaboration, de l activité et le respect du rytme individuel, pour le succes scolaire. Nous avons rappelé que Célestin Freinet e Paulo Freire ont contribué dans la conscientisation individuelle...

A organização da interação professor-aluno em sala de aula: turnos e o par pergunta-resposta

Souza, Maria Betânia Dantas de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.21%
Este trabalho tem como foco principal a interação em sala de aula, especificando aspectos da organização linguístico-discursiva, na produção conjunta da fala da professora e dos alunos, materializada em turnos, ressaltando o par pergunta-resposta na aula de Língua Portuguesa. Para alcançarmos esse objetivo, inspiramo-nos em alguns trabalhos acerca da organização da interação que adotaram a perspectiva dos estudos interacionais e a abordagem etnográfica, a fim de explicitar o conhecimento nos espaços de ensino e aprendizagem. Entre eles, citamos as pesquisas de Galvão (1996, 2004) e de Matêncio (2001). Nessa direção, descrevemos o processo de interação em sala de aula em uma escola pública, analisando e interpretando as ações de linguagem realizadas pela professora e pelos alunos. Teoricamente, embasamo-nos, principalmente, na Análise da Conversação, ancorando-nos no estudo pioneiro de Sacks, Schegloff e Jefferson ([1974] 2003); nos postulados de Marcuschi ([1986] 2007a); nas pesquisas de Kerbrat-Orecchioni (2006), dentre outros. Explicitamos uma tipologia de perguntas e respostas em sala de aula, quanto à sua forma e função, conforme os postulados teóricos de Stubbs (1987), Araújo (2003), Fávero, Andrade e Aquino (2006)...

Motivação para a aprendizagem da matemática e sua relação com as percepções dos alunos de clima de sala de aula

Ricardo, Ana Filipa Mendes
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
116.25%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; Com o intuito de verificar e analisar as relações entre a motivação dos alunos para a aprendizagem da matemática e as suas percepções sobre o clima de sala de aula, em função das variáveis de género, desempenho escolar, comportamentos disruptivos, e a relação entre motivação e percepção de clima de sala de aula, foi realizada uma investigação quantitativa de carácter correlacional, onde participaram 390 alunos do 3º ciclo, de duas escolas da região de Lisboa. Foram utilizadas duas escalas, uma que avalia a percepção do clima de sala de aula “Na Sala de Aula de Matemática” e outra que avalia a motivação dos alunos para a aprendizagem da disciplina de matemática “Eu e a Matemática”. Os dados evidenciaram diferenças significativas nos níveis motivacionais dos alunos nas variáveis: rendimento académico, comportamentos disruptivos e género. Alunos com melhores notas apresentam níveis motivacionais mais elevados e alunos com mais comportamentos disruptivos apresentam níveis motivacionais mais baixos. Quanto ao género as alunas revelaram níveis motivacionais mais elevados. Foram também encontradas diferenças significativas nas percepções do clima de sala de aula em função das variáveis rendimento escolar e comportamentos disruptivos. Alunos com melhores notas apresentam percepções de clima de sala de aula mais positivas. E alunos com mais comportamentos disruptivos apresentam percepções de clima de sala de aula menos positivas. Verificaram-se ainda correlações positivas entre os níveis de motivação e as percepções de clima de sala de aula...

Auto-conceito e auto-estima em alunos do 7º e 8º ano de escolaridade e suas percepções face clima de sala de aula a matemática, emoções vivenciadas na aula de matemática e indisciplina

Abril, Maria João de
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
116.2%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A pertinência deste estudo é demonstrada através dos contextos educativos como intercessores do desenvolvimento do indivíduo, não só ao nível do desempenho escolar e aquisição de conteúdos académicos, como também ao nível emocional, construção do “self”, valores cívicos e morais. Assim, o referido estudo centra-se em percepções de alunos do 7º e 8º ano de escolaridade acerca da indisciplina, do clima de sala de aula e emoções experienciadas na disciplina de matemática, auto-conceito e auto-estima e a importância atribuída às dimensões do auto-conceito, com o intuito de avaliar se existem diferenças entre os alunos que se consideram nada indisciplinados (NI) e muito indisciplinados (MI) e, por último, analisar se existem associações entre as diversas variáveis em estudo. Da amostra faziam parte 131 participantes de uma escola pública da região de Lisboa. Os Instrumentos utilizados foram a “Escala de Auto-conceito e Auto-estima para Adolescentes” de Peixoto e Almeida (1999), “Escala de Clima de Sala de Aula a Matemática” de Mata, Monteiro e Peixoto (2010), “Questionário de Emoções em Situações de Desempenho” de Pekrun e Goetz (2005) adaptado para alunos portugueses do 7º e 8º ano de escolaridade e questionário para auto-avaliação de indisciplina. Os principais resultados sugerem a existência de relações entre o clima de sala de aula e os estados emocionais dos alunos...

A sala de aula como campo de pesquisa: aproximações e a utilização de equipamentos digitais; The classroom as a research field: approximations and the use of digital equipment

Cardoso, Oldimar; Penin, Sonia Teresinha de Sousa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 POR
Relevância na Pesquisa
116.16%
Este artigo apresenta considerações de ordem metodológica sobre pesquisas de observação de sala de aula realizadas na cidade de São Paulo, em 2002 e 2005, e em duas cidades francesas, no ano letivo 2006-2007. Com base na metodologia utilizada nessas pesquisas e no diálogo com a bibliografia sobre pesquisas de campo, inclusive de outras áreas, os autores analisam as dificuldades enfrentadas nesse contexto e propõem a utilização de equipamentos digitais em campo como contribuição ao rigor e à validade desse tipo de pesquisa. Na primeira parte do artigo, são discutidos problemas fundamentais da pesquisa de observação de sala de aula, como o estranhamento do familiar, a conquista da " solidariedade" e da " camaradagem" dos atores de campo e o estabelecimento de certa diferença entre observação e interpretação. Na segunda parte, são apresentados equipamentos digitais utilizados nas pesquisas citadas que não apenas agilizam ou facilitam o ofício do pesquisador. O uso desses equipamentos, orientado por uma metodologia que lhes dê sentido, pode auxiliar os pesquisadores de sala de aula a ampliar significativamente o rigor e a validade de seu trabalho ao multiplicar as possibilidades de criação de tipos de fonte de dados. Nessa parte do artigo...