Página 1 dos resultados de 3108 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Lesões músculo-esqueléticas : perspectivas da saúde ocupacional e da paleopatologia

Pereira, Carmen Sofia Custódio
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
Os temas principais de análise desta investigação referem-se à exegese das lesões músculo-esqueléticas, procurando relacioná-las com o trabalho / ocupação (LMERT), com a análise das alterações da entese (AE) no âmbito da disciplina de Paleopatologia, discursando sobre a possibilidade de uma relação entre o diagnóstico e uma actividade profissional. Estas temáticas serão abordadas no contexto da área de conhecimento da Saúde Ocupacional. Assim, na perspectiva da Saúde Ocupacional foram interpretados factores de risco, das metodologias de avaliação e dados relativos à fomentação da prevenção ergonómica que se interligam com o desencadeamento das LMERT. Numa perspectiva paleopatológica a análise versou sobretudo a interpretação de alterações das enteses em material osteológico humano, e como se processa a reconstrução de padrões de comportamento e actividade com base em padrões de alterações da entese. Será também dado ênfase ao papel das AE enquanto Marcador de Stress Ocupacional (MSO). O estudo revelou formas diferenciáveis na elaboração de um diagnóstico clínico e diferencial em Saúde Ocupacional comparativamente à Paleopatologia. Neste último caso, é notória a carência de análise multifactorial de forma a prever a interpretação / actuação de todas as variáveis capazes de interferir na presença de AE e de que forma estas se relacionam com a actividade física / ocupacional. Ambas as perspectivas partilham da necessidade de facultar um diagnóstico fundamentado e credível. Este objectivo caracteriza-se pela interpretação de dados que necessitam de registo detalhado...

A construção de um conjunto de dados essenciais de enfermagem na área da saúde ocupacional

Silveira, Denise Tolfo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.62%
Sendo o cuidado o foco de atenção da enfermagem, seus profissionais são responsáveis pela produção e gerenciamento de informações que influenciam direta e indiretamente a qualidade e o resultado dos serviços prestados. Este estudo teve como objetivo construir um conjunto de dados essenciais de enfermagem na área da saúde ocupacional, no sentido de promover a comparabilidade de dados entre diferentes populações e diferentes práticas para descrever as suas contribuições no cuidado à saúde da população atendida nessa área de atuação. Estudo descritivo retrospectivo. Os dados para análise tiveram como fonte a agenda de Enfermagem em Saúde Ocupacional (ESO) do Ambulatório do Serviço de Enfermagem em Saúde Pública do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Foram selecionados 106 prontuários de clientes atendidos na agenda ESO, nos quais foram identificados 777 registros de primeira consulta e de consultas de retorno de enfermagem entre agosto de 1998 e agosto de 2003. Para selecionar os termos utilizados a partir dos registros de consulta de enfermagem, foram adotados as categorias e elementos para análise com base nos conceitos do conjunto de dados mínimos de enfermagem (Nursing Minimum Data Set – NMDS) e do conjunto de dados mínimos de gerenciamento de enfermagem (Nursing Management Minimum Data Set – NMMDS). Em uma segunda etapa...

A importância da saúde ocupacional numa instituição de ensino superior: proposta de modelo para o Instituto Politécnico de Lisboa

Ramos, Sónia Dalila Milho da Fonseca
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
A exigência do trabalho e as condições em que é prestado interferem com a vida do trabalhador, melhores condições proporcionam uma maior qualidade do trabalho desenvolvido. A Saúde Ocupacional revela-se importante como área de intervenção prioritária que valoriza o local de trabalho, tendo atenção à prevenção primária dos riscos ocupacionais, a proteção e promoção da saúde e ainda promovendo o acesso aos serviços de saúde por parte dos colaboradores das organizações. Considerando o exposto e, não apenas por imperativos legais e institucionais, importa que o Instituto Politécnico de Lisboa considere a Saúde Ocupacional como algo fulcral e com impacto direto na atividade desenvolvida pelos seus colaboradores. Constituiu objetivo do presente trabalho conhecer a realidade no que concerne aos Serviços de Saúde Ocupacional existentes no Instituto Politécnico de Lisboa e estudar a possibilidade de a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa desenvolver esses serviços. Para alcançar este objetivo desenvolveu-se um estudo que incluiu a pesquisa bibliográfica e a entrevista estruturada aplicada especificamente a representantes do Instituto e das suas Unidades Orgânicas e a docentes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa...

Odontologia e saúde ocupacional

Nogueira,Diogo Pupo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1972 PT
Relevância na Pesquisa
76.27%
Depois de considerar que a prática da Saúde Ocupacional depende, essencialmente, de um trabalho de equipe onde o dentista tem papel de grande importância devido ao fato de que numerosas doenças profissionais apresentam manifestações orais precoces, são descritos, de forma geral, diversos quadros patológicos decorrentes de doenças profissionais causadas por agentes mecânicos, físicos, químicos e biológicos.

Incorporação da saúde ocupacional à rede primária de saúde

Nogueira,Diogo Pupo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1984 PT
Relevância na Pesquisa
76.36%
Os trabalhadores em geral constituem uma das frações mais importantes das comunidades e a proteção à sua saúde é elemento indispensável para o desenvolvimento social e econômico dos países. Muito tem sido feito, em todo o mundo, para proteger os trabalhadores contra acidentes do trabalho e doenças profissionais, mas muito pouco tem sido feito no sentido de se estudar o efeito do trabalho sobre doenças de natureza não-profissionais. Essa situação é especialmente grave quando se considera os trabalhadores de médias e pequenas empresas e os trabalhadores rurais que, em geral, não tem acesso aos centros de saúde ocupacional e que procuram atendimento para seus problemas de saúde na rede primária de saúde. Tal situação levou a Organização Mundial da Saúde a propor, a todos os países, especialmente os em desenvolvimento, que desenvolvam programas especiais de proteção à saúde dos trabalhadores a serem levados a efeito pela rede geral de saúde, especialmente pelos Centros de Saúde, quando existentes. São apresentados exemplos de planos-piloto já realizados em alguns países em desenvolvimento, e mesmo no Brasil, recomendando-se que o Brasil passe a adotar essa estratégia para proteger integralmente a saúde de seus trabalhadores conforme o propõe aquela agencia internacional.

A inadequação dos exames radiológicos periódicos indiscriminados em saúde ocupacional: resultados do censo de 1984 em uma empresa de grande porte

Algranti,Eduardo; Ali,Salim Amed; Cuginotti,Aloisio Punhagui
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1986 PT
Relevância na Pesquisa
76.27%
São aqui relatados os resultados do censo abreugráfico de 1984 de uma empresa de grande porte, isenta de riscos ocupacionais para o aparelho respiratório. Em 5,308 abreugrafias realizadas foram detectados 53 casos de anormalidades abreugráficas (1%), dos quais apenas 4 de tuberculose ativa. O rendimento foi de 0,75/1,000 abreugrafias. O custo médio de detecção de cada caso de tuberculose ativa foi de 256,32 ORTN (ao redor de 1.850 dólares). Foi também constatado um menor comparecimento de funcionários ao exame abreugráfico periódico, 1,6% de ausências em 1982 e 7,8% em 1984, causado provavelmente pelo crescente conhecimento leigo sobre radiações ionizantes, Os resultados são discutidos e é apresentada uma revisão sobre o emprego de exames radiológicos periódicos em saúde ocupacional.

Da medicina do trabalho à saúde do trabalhador

Mendes,René; Dias,Elizabeth Costa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1991 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Ensaio de revisão sobre a evolução dos conceitos e práticas da medicina do trabalho à saúde do trabalhador, passando pela saúde ocupacional. Busca-se responder às seguintes questões: quais as características básicas da medicina do trabalho (na sua origem e na sua evolução); como e por que evoluiu a medicina do trabalho para a saúde ocupacional; por que o modelo da saúde ocupacional se mostrou insuficiente; em que contexto surge a saúde do trabalhador; quais as principais características da saúde do trabalhador.

Saúde Ocupacional na região central do estado de Nova York: um ambulatório de doenças ocupacionais com financiamento público 25 anos depois

Lax,Michael B.
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
Para tratar o problema do sub-reconhecimento de agravos relacionados ao trabalho, em 1987, o estado de Nova York utilizou financiamentos públicos para criar uma rede de ambulatórios de saúde ocupacional, que continua sendo o único projeto de seu tipo nos Estados Unidos. Sua missão é o diagnóstico, o tratamento e a prevenção de doenças ocupacionais. O financiamento público foi necessário para sustentá-la e permitir que funcionasse de forma independente e universalmente acessível. Este artigo relata as experiências dos Ambulatórios de Saúde Ocupacional (Occupational Health Clinical Centers - OHCC) ao longo dos últimos 25 anos. Cada serviço é parte da rede e atende grande parte da região central do estado de Nova York. Durante este período, os ambulatórios construíram uma experiente equipe multidisciplinar e um programa multifacetado, que inclui atividades clínicas, ações de capacitação e educação, assessoria técnica e pesquisa. Alcançaram considerável sucesso em estabelecer-se como um recurso para os trabalhadores acidentados na região e como defensores, do ponto de vista clínico, de trabalhadores acidentados nos seus locais de trabalho e junto ao sistema de compensação. Como os OHCCs se movem em direção à nova fase...

Modelagem de arranjos institucionais para implementação da diretriz de sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional da organização internacional do trabalho ILO/OSH 2001 no brasil; Modelling institutional arrangements for ILO/OSH 2001 guideline on occupational safety and health management system implementation in Brazil

Carvalho, Gilberto Liberato de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
The commitment assumed by Brazil to ILO in order to pursue actions toward the ILO/OSH-2001 adoption in the country poses the issue of modeling the institutional arrangement the set roles and relationship between government, standards organizations, health and safety organizations, professionals and other institutions to deploy the ILO/OSH-2001. This Thesis develop institutional arrangement models based on the current model and also in the ISO 9000 scheme and others. It is studied the US case with OSHA and VPP, the OHSAS 18001 and ANSI/AIHA Z-10, in addition to actual context of the regulating norms NR s. The scenarios developed are put to evaluation on feasibility, potential changes and effects on current MTE auditors work scheme. The main results are five scenarios developed and that the MTE auditors tend to be reactive to the change toward the ILO/OSH-2001.; A assinatura em 2005 de Termo de compromisso do Brasil em adotar a Diretriz de Sistema de Segurança e Saúde Ocupacional da Organização Internacional do Trabalho denominada ILO/OSH 2001 coloca o problema de modelar arranjos que definam papéis e interações de governo, organizações de normas e de segurança e saúde ocupacional, profissionais da área e outras instituições para implementar essa Diretriz. Nesta dissertação investigam-se modelos alternativos de arranjos institucionais baseados seja em uma adaptação direta do atual modelo normativo e de controle existente baseado no Ministério do Trabalho e Emprego...

Perceções dos enfermeiros sobre saúde ocupacional

Pereira, Ana Rita
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
A saúde ocupacional tem como objetivo a prevenção dos riscos profissionais e a proteção e promoção da saúde dos trabalhadores (Direção-Geral da Saúde (DGS), 2014a). Já a enfermagem do trabalho procura dar resposta às necessidades dos trabalhadores, no sentido de manter ou melhorar a saúde e segurança dos mesmos (World Health Organization (WHO), 2001b), tendo em conta estratégias de promoção e proteção da saúde e prevenção da doença (Ordem dos Enfermeiros (OE), 2013). O desenvolvimento da saúde ocupacional, segundo a International Labour Organization (ILO) (2011), é uma realidade. Contudo, ainda se verificam bastantes défices, dado que uma parte substancial da morbilidade associada à população trabalhadora está relacionada com o trabalho (WHO, 2006). Este estudo de cariz qualitativo, do tipo exploratório, descritivo e transversal teve por finalidade contribuir para uma maior visibilidade dos serviços de saúde ocupacional. Participaram no estudo 12 enfermeiros, com um mínimo de 3 anos de experiência profissional. Como técnica de recolha de informação optou-se pela entrevista semiestruturada e para a análise dos dados, a análise de conteúdo do tipo temática, segundo Bardin (2009). Os resultados mostraram que face ao conceito de saúde ocupacional se destaca uma definição que tem por base o âmbito de atuação...

Psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses : o papel das exigências e recursos profissionais na promoção do bem-estar psicológico

Ângelo, Rui Pedro Castela Pacheco Almeida, 1976-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A presente dissertação é o produto final da investigação com o título “Projecto Respostas Positivas ao Stress em Bombeiros”. Este projecto insere-se na psicologia da saúde ocupacional, a qual corresponde ao ramo da psicologia que visa promover a qualidade de vida no trabalho, bem como proteger e promover a segurança, a saúde e bem-estar dos trabalhadores. A sua implementação foi efectuada em estreita articulação com o Núcleo de Segurança e Saúde da Autoridade Nacional de Protecção Civil, e com o contributo da Escola Nacional de Bombeiros. A dissertação apresenta dois eixos estruturantes que sustentam, quer os seus estudos, quer a consequente discussão em torno dos resultados. Por um lado, a análise da psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses cujas conclusões, à luz de um enfoque aplicado, permitem delinear um caminho para promover o bem-estar psicológico destes profissionais. Por outro, a utilização do modelo Job Demands- Resources1 (JD-R) como principal referência teórica que enquadra esta análise, avaliando tanto a sua adaptabilidade a este campo profissional...

Incorporação da saúde ocupacional à rede primária de saúde; Integration of occupational health measures into the health system

Nogueira, Diogo Pupo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1984 POR
Relevância na Pesquisa
76.36%
Os trabalhadores em geral constituem uma das frações mais importantes das comunidades e a proteção à sua saúde é elemento indispensável para o desenvolvimento social e econômico dos países. Muito tem sido feito, em todo o mundo, para proteger os trabalhadores contra acidentes do trabalho e doenças profissionais, mas muito pouco tem sido feito no sentido de se estudar o efeito do trabalho sobre doenças de natureza não-profissionais. Essa situação é especialmente grave quando se considera os trabalhadores de médias e pequenas empresas e os trabalhadores rurais que, em geral, não tem acesso aos centros de saúde ocupacional e que procuram atendimento para seus problemas de saúde na rede primária de saúde. Tal situação levou a Organização Mundial da Saúde a propor, a todos os países, especialmente os em desenvolvimento, que desenvolvam programas especiais de proteção à saúde dos trabalhadores a serem levados a efeito pela rede geral de saúde, especialmente pelos Centros de Saúde, quando existentes. São apresentados exemplos de planos-piloto já realizados em alguns países em desenvolvimento, e mesmo no Brasil, recomendando-se que o Brasil passe a adotar essa estratégia para proteger integralmente a saúde de seus trabalhadores conforme o propõe aquela agencia internacional.; Workers in general constitute one of the most important parts of the community and...

Da medicina do trabalho à saúde do trabalhador; From occupational medicine to workers' health

Mendes, René; Dias, Elizabeth Costa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/1991 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Ensaio de revisão sobre a evolução dos conceitos e práticas da medicina do trabalho à saúde do trabalhador, passando pela saúde ocupacional. Busca-se responder às seguintes questões: quais as características básicas da medicina do trabalho (na sua origem e na sua evolução); como e por que evoluiu a medicina do trabalho para a saúde ocupacional; por que o modelo da saúde ocupacional se mostrou insuficiente; em que contexto surge a saúde do trabalhador; quais as principais características da saúde do trabalhador.; The evolution of the concepts and practice of occupational medicine, occupational health and workers' health is tentatively reviewed. An attemp is made to answer the following questions: what were the major characteristics of occupational medicine throughout its evolution? How and why did occupational medicine evolve into occupational health? Why has the "occupational health model" become inadequate? Writhin what context did workers' health arise? What are the principal characteristics of workers' health?

Odontologia e saúde ocupacional; Dentistry and occupational health

Nogueira, Diogo Pupo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1972 POR
Relevância na Pesquisa
76.27%
Depois de considerar que a prática da Saúde Ocupacional depende, essencialmente, de um trabalho de equipe onde o dentista tem papel de grande importância devido ao fato de que numerosas doenças profissionais apresentam manifestações orais precoces, são descritos, de forma geral, diversos quadros patológicos decorrentes de doenças profissionais causadas por agentes mecânicos, físicos, químicos e biológicos.; After considering that the practice of Occupational Health is, essentially, the result of a team work where the role of the dentist is very important due to the fact that many occupational diseases present early oral manifestations, a description is made of many of those manifestations due to diseases caused by mechanical, physical, chemical and biological agents.

A inadequação dos exames radiológicos periódicos indiscriminados em saúde ocupacional: resultados do censo de 1984 em uma empresa de grande porte; The inadequacy of indiscriminate periodical X-ray exams in occupational health: the results of the 1984 census in a large firm

Algranti, Eduardo; Ali, Salim Amed; Cuginotti, Aloisio Punhagui
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1986 POR
Relevância na Pesquisa
76.27%
This paper reports on the results of the 1984 Minimal Mass Radiography (MMR) screening in a large company with no respiratory harzards are reported. Among 5,308 MMR there were 53(1%) abnormal findings with 4 cases of active pulmonary tuberculosis. The yield from screening was 0.75/1,000 MMR. The mean cost of diagnosing each active case of tuberculosis was around US$ 1,850. An increase in refusal rates to attend the screening, from 1.6% in 1982 to 7.8% in 1984, probably because of the increasing lay knowledge of radiation harzards, was also noted. The results are discussed with a short revision of ionizing radiations and the usefulness of X-ray screenings in occupational health.; São aqui relatados os resultados do censo abreugráfico de 1984 de uma empresa de grande porte, isenta de riscos ocupacionais para o aparelho respiratório. Em 5,308 abreugrafias realizadas foram detectados 53 casos de anormalidades abreugráficas (1%), dos quais apenas 4 de tuberculose ativa. O rendimento foi de 0,75/1,000 abreugrafias. O custo médio de detecção de cada caso de tuberculose ativa foi de 256,32 ORTN (ao redor de 1.850 dólares). Foi também constatado um menor comparecimento de funcionários ao exame abreugráfico periódico, 1,6% de ausências em 1982 e 7...

Enfermagem na equipa de saúde ocupacional

Santos,Mónica; Almeida,Armando
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.48%
A lei portuguesa não define com rigor as habilitações do Enfermeiro de Saúde Ocupacional nem o seu papel na Equipa de Saúde Ocupacional. Pretende-se com esta revisão bibliográfica, que utiliza as palavras-chave: “Enfermagem do trabalho e Saúde do trabalhador”, nas bases de dados MedLine with Full Text, MedicLatina, Academic Search Complete, CINAHL Plus with full text, Cochrane Central Register of Controlled Trials, Cochrane Database of Systemic Reviews, Cochrane Methodology Register, Nursing and Allied Health Collection, Health Technology Assess e NHS Economic Evaluation Database, perceber qual o lugar que a Enfermagem tem na equipa de Saúde Ocupacional, descrevendo como esta é executada em diferentes países, com variadas perspetivas e objetivos. A Saúde Ocupacional comporta hoje uma abordagem abrangente, onde se inserem aspetos não laborais que interferem com a saúde do trabalhador, podendo englobar a família e/ou comunidade. A nível internacional, as tarefas predominantemente curativas deram lugar a outras de prevenção e de gestão, sendo inúmeros os programas que o Enfermeiro de Saúde Ocupacional tem capacidade para orientar, assumindo um papel central, completo e integrativo dentro da equipa. Finalmente, é fundamental quantificar custos...

Incorporação da saúde ocupacional à rede primária de saúde

Nogueira,Diogo Pupo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1984 PT
Relevância na Pesquisa
76.36%
Os trabalhadores em geral constituem uma das frações mais importantes das comunidades e a proteção à sua saúde é elemento indispensável para o desenvolvimento social e econômico dos países. Muito tem sido feito, em todo o mundo, para proteger os trabalhadores contra acidentes do trabalho e doenças profissionais, mas muito pouco tem sido feito no sentido de se estudar o efeito do trabalho sobre doenças de natureza não-profissionais. Essa situação é especialmente grave quando se considera os trabalhadores de médias e pequenas empresas e os trabalhadores rurais que, em geral, não tem acesso aos centros de saúde ocupacional e que procuram atendimento para seus problemas de saúde na rede primária de saúde. Tal situação levou a Organização Mundial da Saúde a propor, a todos os países, especialmente os em desenvolvimento, que desenvolvam programas especiais de proteção à saúde dos trabalhadores a serem levados a efeito pela rede geral de saúde, especialmente pelos Centros de Saúde, quando existentes. São apresentados exemplos de planos-piloto já realizados em alguns países em desenvolvimento, e mesmo no Brasil, recomendando-se que o Brasil passe a adotar essa estratégia para proteger integralmente a saúde de seus trabalhadores conforme o propõe aquela agencia internacional.

Da medicina do trabalho à saúde do trabalhador

Mendes,René; Dias,Elizabeth Costa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1991 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Ensaio de revisão sobre a evolução dos conceitos e práticas da medicina do trabalho à saúde do trabalhador, passando pela saúde ocupacional. Busca-se responder às seguintes questões: quais as características básicas da medicina do trabalho (na sua origem e na sua evolução); como e por que evoluiu a medicina do trabalho para a saúde ocupacional; por que o modelo da saúde ocupacional se mostrou insuficiente; em que contexto surge a saúde do trabalhador; quais as principais características da saúde do trabalhador.

Odontologia e saúde ocupacional

Nogueira,Diogo Pupo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1972 PT
Relevância na Pesquisa
76.27%
Depois de considerar que a prática da Saúde Ocupacional depende, essencialmente, de um trabalho de equipe onde o dentista tem papel de grande importância devido ao fato de que numerosas doenças profissionais apresentam manifestações orais precoces, são descritos, de forma geral, diversos quadros patológicos decorrentes de doenças profissionais causadas por agentes mecânicos, físicos, químicos e biológicos.

A inadequação dos exames radiológicos periódicos indiscriminados em saúde ocupacional: resultados do censo de 1984 em uma empresa de grande porte

Algranti,Eduardo; Ali,Salim Amed; Cuginotti,Aloisio Punhagui
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1986 PT
Relevância na Pesquisa
76.27%
São aqui relatados os resultados do censo abreugráfico de 1984 de uma empresa de grande porte, isenta de riscos ocupacionais para o aparelho respiratório. Em 5,308 abreugrafias realizadas foram detectados 53 casos de anormalidades abreugráficas (1%), dos quais apenas 4 de tuberculose ativa. O rendimento foi de 0,75/1,000 abreugrafias. O custo médio de detecção de cada caso de tuberculose ativa foi de 256,32 ORTN (ao redor de 1.850 dólares). Foi também constatado um menor comparecimento de funcionários ao exame abreugráfico periódico, 1,6% de ausências em 1982 e 7,8% em 1984, causado provavelmente pelo crescente conhecimento leigo sobre radiações ionizantes, Os resultados são discutidos e é apresentada uma revisão sobre o emprego de exames radiológicos periódicos em saúde ocupacional.