Página 1 dos resultados de 710 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Um modelo do transporte de monóxido de carbono no sistema respiratório do corpo humano. ; A model of the carbon monoxide transport in the respiratory system of the human body.

Albuquerque Neto, Cyro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.87%
Esse trabalho trata da análise do transporte de monóxido de carbono no corpo humano. O monóxido de carbono é um gás incolor, inodoro e insípido, sendo a principal causa das mortes acidentais por intoxicação. É o poluente lançado em maior quantidade na atmosfera. Quando inspirado, ocupa lugares destinados ao transporte de oxigênio, com afinidade cerca de 250 vezes maior. O oxigênio é utilizado pelos tecidos no processo de geração de energia. Sua falta pode causar danos à saúde. Concentrações altas de monóxido de carbono podem resultar em acidentes fatais. Para analisar o transporte de monóxido de carbono, foi desenvolvido um modelo matemático do sistema respiratório, considerando as trocas dos gases monóxido de carbono, oxigênio e dióxido de carbono. O modelo possibilita analisar a distribuição de monóxido de carbono no corpo humano, dependendo das condições do ar inspirado, em regime transitório. É definido pela separação dos locais onde os gases estão presentes em compartimentos. São esses os alvéolos, os capilares pulmonares, o sangue arterial, o sangue venoso, os tecidos e os capilares teciduais. No equacionamento, utilizou-se princípios de conservação de massa. O transporte dos gases no sangue e nos tecidos é representado por equações com bases empíricas...

Desempenho exergético do corpo humano e de seu sistema respiratório em função de parâmetros ambientais e da intensidade de atividade física.; Exergy performance of the human body and its respiratory system as a function of environmental parameters and intensity of physical activity.

Henriques, Izabela Batista
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.05%
A análise exergética é aplicada ao corpo humano a fim de determinar o comportamento exergético padrão do corpo e do seu sistema respiratório para um indivíduo saudável em diferentes condições ambientais e intensidades de atividade física. Para isso, são calculadas as taxas de exergia destruída e as eficiências exergéticas do pulmão e do corpo como um todo para diferentes altitudes, períodos de aclimatação, temperaturas, umidades relativas e intensidades de atividade física. São utilizados modelos do corpo e do sistema respiratório disponíveis na literatura, assim como um modelo exergético do corpo. Para a análise exergética do sistema respiratório é proposto um modelo exergético baseado no modelo de transferência de calor e massa presente na literatura. A análise exergética é aplicada a dois volumes de controle: o corpo e o sistema respiratório, que compreende as vias aéreas e os pulmões. No primeiro volume de controle ocorre transferência de exergia para o ambiente através de convecção e radiação, assim como fluxos de exergia através da respiração e evaporação, além da geração de exergia pelo metabolismo exergético. No volume de controle relativo ao sistema respiratório, os fluxos de exergia estão associados ao ar inspirado e expirado e ao sangue venoso e arterial. A transferência de exergia ocorre através do calor gerado pelo metabolismo e do trabalho dos músculos respiratórios. Há também uma variação da exergia relativa ao metabolismo exergético do pulmão. Os resultados obtidos indicam que a eficiência exergética do pulmão diminui com a altitude e atividade física...

Concepções dos alunos sobre respiração e sistema respiratório : um estudo sobre a sua evolução em alunos do ensino básico

Luís, Noémia Maria Lourenço
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
No âmbito da educação em ciências, alguns estudos têm revelado que as crianças mantêm, acerca da “morfologia e fisiologia do corpo humano”, algumas “concepções alternativas” que se revelam extremamente persistentes ao longo de vários níveis de ensino. Contudo, o tópico “Respiração e Sistema Respiratório”, embora integrado nos programas do Ensino básico – Estudo do Meio, Ciências da Natureza e Ciências Naturais (DEB, 2001), não tem recebido grande atenção por parte dos investigadores portugueses. Este trabalho pretende apresentar um estudo realizado com alunos do Ensino básico e teve como principais objectivos: - Identificar concepções sobre “Respiração” e “Sistema Respiratório” perfilhadas por alunos do Ensino Básico. - Avaliar a sua evolução através do confronto com os conceitos preconizados nos programas do Ensino básico. A investigação realizada envolveu 72 alunos (24 alunos do 4º ano, 24 alunos do 6º ano e 24 alunos do 8º ano), provenientes de 12 turmas (quatro de cada ano de escolaridade). Tendo em vista a prossecução dos objectivos analisaram-se as respostas dos alunos a um questionário, que incluía questões de formato diversificado. A análise das respostas dos alunos permitiram chegar aos seguintes resultados gerais: - Em todos os anos de escolaridade predomina a ideia de que a respiração é um “fenómeno pulmonar”...

Desenvolvimento de um protótipo físico para a simulação do sistema respiratório humano

Meireles, Catarina
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Dissertação de mestrado em Engenharia Mecatrónica; O Sistema Respiratório pode ser definido como um conjunto de órgãos e estruturas anatómicas que trabalham de forma coordenada possibilitando a respiração pulmonar, ou seja, a troca de substâncias gasosas (O2 e CO2) entre o exterior e o interior do corpo humano. São diversas as patologias inerentes ao mau funcionamento deste sistema e, muitas delas, podem ser diagnosticadas e avaliadas analisando os princípios da mecânica respiratória de cada paciente. A análise de parâmetros, como o fluxo de ar inspirado o volume pulmonar e, a espirometria, permitem fazer o despiste de algumas patologias respiratórias. O funcionamento do Sistema Respiratório nem sempre é assimilado de forma simples, dado que, este possui uma mecânica complexa mesmo, quando a ventilação não é espontânea mas sim assistida - Ventilação Mecânica. Durante esta dissertação, o estudo esteve direcionado para a elaboração de um modelo matemático representativo do Sistema Respiratório Humano onde seja contemplado o maior número de características possíveis e, através do qual, seja possível obter informações respiratórias de diferentes tipos de pacientes com patologias distintas...

Análise comparativa da complacência do sistema respiratório em três diferentes posições no leito (lateral, sentada e dorsal) em pacientes submetidos à ventilação mecânica invasiva prolongada

Porto,Elias Ferreira; Castro,Antonio Adolfo Matos de; Leite,José Renato de Oliveira; Miranda,Saul Vitoriano; Lancauth,Auristela; Kumpel,Claudia
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.05%
OBJETIVOS: A realização deste estudo se justifica pelo fato que na prática clinica ocorrem constantes mudanças de decúbito do paciente no leito durante a hospitalização na terapia intensiva, sendo que necessita melhor entendimento sobre possíveis efeitos adversos principalmente sobre as condições do sistema respiratório que tais mudanças podem ocasionar. O objetivo deste estudo foi avaliar se o posicionamento do paciente no leito pode interferir na complacência pulmonar. MÉTODOS: Todos os pacientes incluídos neste estudo estavam em ventilação mecânica, e foram sedados e curarizados. Verificou-se a complacência do sistema respiratório de todos os pacientes em três diferentes posicionamentos: decúbito lateral (DL), decúbito dorsal (DD) e sentado (PS), para tanto, após a manobra de recrutamento alveolar os pacientes ficavam no posicionamento definido por 2 horas e nos últimos 5 min os dados eram colhidos do mostrador do ventilador mecânico. RESULTADOS: Vinte e oito pacientes foram prospectivamente analisados, Os valores de complacência do sistema respiratório no DL foram 37,07 ± 12,9 no DD 39,2 ± 10,5 e na PS 43,4 ± 9,6 mL/cmH2O. Houve diferença estatisticamente significativa quando a PS e a DD foram comparadas com a DL para complacência o sistema respiratório (p = 0.0052) e volume corrente (p < 0.001). Houve correlação negativa entre os valores médios de pressão expiratória final positiva e complacência do sistema respiratório (r = 0...

Pico de fluxo expiratório e resistência do sistema respiratório de pacientes sob ventilação mecânica submetidos a duas formas de tosse manualmente assistida

Silva,Aline Rafaele Barros; Fluhr,Sandra Adriano; Bezerra,Andrezza de Lemos; Correia Júnior,Marco Aurélio de Valois; França,Eduardo Ériko Tenório de; Andrade,Flávio Maciel Dias de
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
OBJETIVO: A ventilação mecânica associa-se à retenção de secreções traqueobrônquicas. A tosse manualmente assistida contribui para o deslocamento do muco brônquico, enquanto a pressão positiva ao final da expiração incrementa a ventilação colateral e mantêm a patência da via aérea. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da aplicação da tosse manualmente assistida isoladamente ou associada ao incremento da pressão expiratória final positiva e do tempo inspiratório (tosse manualmente assistida otimizada) sobre o pico de fluxo expiratório e a mecânica do sistema respiratório de pacientes em ventilação mecânica. MÉTODOS: Ensaio clínico controlado e randomizado, em que foram avaliados a mecânica respiratória e o pico de fluxo expiratório de pacientes de ambos os sexos submetidos à aspiração traqueal isolada, tosse manualmente assistida seguida de aspiração traqueal e tosse manualmente assistida otimizada seguida de aspiração traqueal. RESULTADOS: Trinta e cinco pacientes completaram o estudo. A resistência do SR (Rsr) reduziu significativamente após a realização da tosse manualmente assistida otimizada (16,0 ± 3,6 vs 12,4 ± 3,1 cmH2O/L/s; p = 0,04). O pico de fluxo expiratório durante a realização da tosse manualmente assistida otimizada foi significativamente maior que o observado durante a tosse manualmente assistida (112...

Considerações biométricas do sistema respiratório de carcará (Polyborus plancus)

Franzo,Vanessa Sobue; Artoni,Silvana Martinez Baraldi; Vulcani,Valcinir Aloísio Scalla; Barreiro,Fabiana Ribeiro; Werther,Karin; Sagula,Alex
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
Neste trabalho, foram estudados os parâmetros biométricos das vísceras que compõem o sistema respiratório de oito carcarás de ambos os sexos, com pesos corpóreos e idades diferentes. As aves foram eutanasiadas, evisceradas e dissecadas. Em seguida os diferentes componentes do sistema respiratório foram estendidos em uma superfície plana, medidos com o auxílio de uma fita métrica em escala milimétrica e pesados em balança eletrônica de precisão. A análise estatística utilizada foi o teste T de Student com o nível de significância P≤0,05. Foi observado que, em carcarás fêmeas, o comprimento da laringe foi significativamente maior do que em carcarás machos. Além disso, a traquéia de carcarás fêmeas possui um menor comprimento do que a de galinha. Também foi observado que a relação entre o peso corpóreo e o peso da traquéia e do pulmão de carcarás é maior do que em Gallus gallus domesticus.

O sistema respiratório nos livros didáticos de ciências das séries iniciais: uma análise do conteúdo, das imagens e atividades

Ruppenthal,Raquel; Schetinger,Maria Rosa Chitolina
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
Este trabalho busca, na análise de livros didáticos dos anos iniciais, as possíveis causas das lacunas explicativas que alunos dos anos finais apresentam sobre o sistema respiratório. Para isto, realizou-se a análise relativa a: espaço, conceitos, imagens, atividades práticas e exercícios propostos nas unidades referentes ao sistema respiratório de livros de ciências dos anos iniciais. Os resultados dessa análise apontam a existência de falhas explicativas em textos e imagens e a grande quantidade de imagens decorativas, o que pode comprometer a aprendizagem de conceitos. Constataram-se mudanças positivas nos livros do PNLD 2010, mas que a utilização dos mesmos deve ser feita com senso crítico pelos professores.

Efeitos da tosse manualmente assistida sobre a mecânica do sistema respiratório de pacientes em suporte ventilatório total

Avena,Katia de Miranda; Duarte,Antonio Carlos Magalhães; Cravo,Sergio Luiz Domingues; Sologuren,Maria José Junho; Gastaldi,Ada Clarice
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.01%
OBJETIVO: A tosse manualmente assistida (TMA) consiste na compressão vigorosa do tórax no início da expiração espontânea ou da fase expiratória da ventilação mecânica. Tendo em vista a utilização rotineira da TMA na unidade de terapia intensiva, a proposta deste estudo foi analisar os efeitos dessa técnica no comportamento da mecânica do sistema respiratório de pacientes submetidos a suporte ventilatório total. MÉTODOS: Foram estudados 16 pacientes intubados, sedados e submetidos à ventilação mecânica controlada, sem participação interativa com o ventilador. A mecânica do sistema respiratório e a saturação periférica de oxigênio foram mensuradas antes e após a aplicação de TMA e após a aspiração traqueal. Foram realizadas 10 aplicações bilaterais da técnica por paciente, com intervalos de 3 ciclos respiratórios entre cada aplicação. RESULTADOS: Os dados evidenciaram a diminuição da pressão resistiva e da resistência do sistema respiratório e aumento da saturação periférica de oxigênio após a aplicação da TMA associada à aspiração traqueal. Não foram evidenciadas alterações das pressões de pico, platô e complacência do sistema respiratório após a aplicação da TMA. CONCLUSÕES: A TMA foi capaz de alterar a mecânica do sistema respiratório...

Broncodilatação na DPOC: muito além do VEF1-efeito do salbutamol nas propriedades resistivas e reativas do sistema respiratório

Costa,Gerusa Marítimo da; Faria,Alvaro Camilo Dias; Di Mango,Ana Maria Gonçalves Tavares; Lopes,Agnaldo José; Jansen,José Manoel; Melo,Pedro Lopes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
45.98%
OBJETIVO: Atualmente existem importantes debates na literatura sobre a resposta broncodilatadora em pacientes com DPOC e se a variação do VEF1 pode ser considerada uma indicação completa de reversibilidade neste caso particular. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito do salbutamol nas propriedades resistivas e elásticas do sistema respiratório de portadores de DPOC. MÉTODOS: Foram avaliados 70 indivíduos com DPOC, classificados através da espirometria em dois grupos: broncodilatador (BD)-negativo (n = 39); e BD-positivo (n = 31). Utilizou-se a técnica de oscilações forçadas (TOF) para avaliar os seguintes parâmetros: a resistência no intercepto (R0), associada à resistência total do sistema respiratório; a resistência média (Rm), relacionada à resistência de vias aéreas centrais; e a complacência dinâmica (Cdyn); assim como o coeficiente angular da resistência (S) e a reatância média (Xm), relacionados com a homogeneidade do sistema respiratório. RESULTADOS: O uso do salbutamol resultou em reduções significativas de R0 (p < 0,00002) e Rm (p < 0,0002). Foram também observadas elevações significativas em S (p < 0,0001), Cdyn (p < 0,0001) e Xm (p < 0,00004). Estas alterações ocorreram tanto nos dois grupos...

Estudo da complacência do sistema respiratório de indivíduos obesos, com diferentes níveis de índices de massa corpórea, pelo emprego da oscilometria de impulso

Maciel Dias de Andrade, Flávio; Moraes Valença, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Obesos podem apresentar redução da complacência pulmonar e diminuição dos volumes pulmonares, cuja magnitude pode ser influenciada pelo grau de obesidade. O objetivo desse estudo foi analisar a complacência do sistema respiratório e as variáveis espirométricas de indivíduos obesos com diferentes níveis de IMC. Foram realizadas espirometrias e OI de 106 indivíduos, divididos de acordo com o IMC em 6 grupos: controle (IMC = 18,5 a 24,9 Kg/m2), sobrepeso (IMC = 25,0 a 29,9 Kg/m2), obeso (IMC = 30,0 a 39,9 Kg/m2), obesidade mórbida leve (IMC = 40,0 a 49,9 Kg/m2), obesidade mórbida moderada (IMC = 50,0 a 59,9 Kg/m2) e obesidade mórbida grave super-obeso (IMC ≥ 60,0 Kg/m2). O aumento do IMC associou-se à redução do VC, VRE, CV, CI, aumento da X5Hz e FRES. O VC foi significativamente menor nos indivíduos obesos mórbidos, enquanto o VRE reduziu nos diversos níveis de obesidade. Indivíduos super-obesos apresentaram redução significativa da CV. A X5Hz foi maior nos indivíduos com obesidade mórbida leve e moderada, enquanto a FRES foi superior nos diversos níveis de obesidade. O aumento em módulo da X5Hz e da FRES associou-se à redução do VRE e da CV. A complacência do sistema respiratório encontra-se reduzida nos diversos níveis de obesidade...

Modelos mentais infantis sobre a respiração e o sistema respiratório

Lopes Pereira Neto, Lauro; Rogério de Lemos Meira, Luciano (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Os modelos mentais construídos pelas crianças em seu processo de compreensão dos fenômenos naturais são considerados o produto da integração de seus conhecimentos prévios ao conhecimento formal, originando a base do desenvolvimento de conceitos científicos. O processo de ensino-aprendizagem em ciências deve basear-se nestes modelos construídos pelas crianças, tendo em vista o emprego de práticas pedagógicas fundamentadas nos conhecimentos que a criança possui de seu universo. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivos: (1) investigar as concepções de 28 crianças da 2a, 4a e 6a séries do ensino fundamental de escolas particulares da cidade do Recife sobre a respiração e o sistema respiratório; (2) identificar as representações dos modelos mentais construídos sobre o tema; e (3) analisar as representações dos modelos mentais construídas pelas crianças em sua compreensão sobre a respiração e o sistema respiratório destacando três noções do conceito: estrutura, comportamento e função. O experimento empregou entrevista individual baseada no Método Clínico Piagetiano, através da qual os dados foram coletados em sessão única, dividida em três partes temáticas: as concepções infantis sobre a respiração humana; as concepções infantis sobre a respiração em ambiente aquático e as representações infantis sobre o sistema respiratório. Os resultados indicaram a construção de três modelos mentais explicativos sobre a respiração e o sistema respiratório...

Modelos mentais infantis sobre a respiração e o sistema respiratório

Cristina Cavalcanti de Albuquerque, Tereza; Oliveira, Luciano (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Os modelos mentais construídos pelas crianças em seu processo de compreensão dos fenômenos naturais são considerados o produto da integração de seus conhecimentos prévios ao conhecimento formal, originando a base do desenvolvimento de conceitos científicos. O processo de ensino-aprendizagem em ciências deve basear-se nestes modelos construídos pelas crianças, tendo em vista o emprego de práticas pedagógicas fundamentadas nos conhecimentos que a criança possui de seu universo. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivos: (1) investigar as concepções de 28 crianças da 2a, 4a e 6a séries do ensino fundamental de escolas particulares da cidade do Recife sobre a respiração e o sistema respiratório; (2) identificar as representações dos modelos mentais construídos sobre o tema; e (3) analisar as representações dos modelos mentais construídas pelas crianças em sua compreensão sobre a respiração e o sistema respiratório destacando três noções do conceito: estrutura, comportamento e função. O experimento empregou entrevista individual baseada no Método Clínico Piagetiano, através da qual os dados foram coletados em sessão única, dividida em três partes temáticas: as concepções infantis sobre a respiração humana; as concepções infantis sobre a respiração em ambiente aquático e as representações infantis sobre o sistema respiratório. Os resultados indicaram a construção de três modelos mentais explicativos sobre a respiração e o sistema respiratório...

Respiratory Changes in Patients with Stroke; Alterações respiratórias nos pacientes com acidente vascular

Ocko, Rita; Costa, Maria do Céu
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.94%
O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão de literatura sobre as principais alterações que ocorrem no sistema respiratório após o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e também sobre os efeitos de treino muscular respiratório nestes pacientes. A metodologia adotada foi a pesquisa de artigos através das bases de dados electrónicas (Pubmed, Scielo e Pedro) em língua portuguesa e inglesa relacionando os temas: alterações do sistema respiratório e métodos de avaliação e reabilitação da força muscular respiratória em indivíduos acometidos pelo AVC. Existe evidência científica de que indivíduos acometidos pelo AVC podem apresentar diminuição da força muscular inspiratória e expiratória. Estudos sugerem que o treino muscular respiratório, através de carga limiar, pode trazer benefícios quanto a melhora da função respiratória e da força dos músculos respiratórios. Porém, mais estudos devem ser realizados para o aprofundamento do conhecimento sobre os benefícios e efeitos a longo prazo da reabilitação respiratória em pacientes com AVC.; This study aimed to review published literature concerning the major changes that occur in the respiratory system after stroke, and also the impact of respiratory muscle training in these patients. The literature search was conducted through electronic databases (PubMed...

Morfología funcional en el sistema respiratorio de mamíferos marinos

Crespo, Fabián Alberto
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1998 SPA
Relevância na Pesquisa
65.93%
Los mamíferos marinos evolucionaron hacia la vida acuática luego que sus ancestros se habían adaptado al medio terrestre. La mayoría de las características morfológicas y fisiológicas de estos mamíferos se desarrollaron a partir de un plan de organización adaptado a la vida terrestre. Durante este proceso se sumaron innovaciones o adquisiciones particulares que surgieron exclusivamente durante la adaptación al nuevo ambiente. Debido a que conservaron la respiración aérea, la ventilación del aire y el intercambio de gases se convirtieron en los protagonistas de muchos ajustes morfológicos; más aún si se tiene en cuenta el incremento de la presión extrema durante los buceos profundos. El objetivo general de la presente tesis es llevar a cabo un estudio comparado de la anatomía e histología del árbol traqueobronquial y parénquima pulmonar en seis especies de mamíferos marinos. Debido a las diferencias halladas en distintas partes de la arquitectura del sistema respiratorio en las especies estudiadas, como ser: en la ramificación de las vías extrapulmonares, en el patrón de ramificación del árbol bronquial, en la histología de las vías aéreas, en la distribución del cartílago en las vías aéreas terminales...

Morfología funcional en el sistema respiratorio de mamíferos marinos

Crespo, Fabián Alberto
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: Tesis Doctoral Formato: text; pdf
Publicado em //1998 ESPAñOL
Relevância na Pesquisa
65.93%
Los mamíferos marinos evolucionaron hacia la vida acuática luego que sus ancestros se habían adaptado al medio terrestre. La mayoría de las características morfológicas y fisiológicas de estos mamíferos se desarrollaron a partir de un plan de organización adaptado a la vida terrestre. Durante este proceso se sumaron innovaciones o adquisiciones particulares que surgieron exclusivamente durante la adaptación al nuevo ambiente. Debido a que conservaron la respiración aérea, la ventilación del aire y el intercambio de gases se convirtieron en los protagonistas de muchos ajustes morfológicos; más aún si se tiene en cuenta el incremento de la presión extrema durante los buceos profundos. El objetivo general de la presente tesis es llevar a cabo un estudio comparado de la anatomía e histología del árbol traqueobronquial y parénquima pulmonar en seis especies de mamíferos marinos. Debido a las diferencias halladas en distintas partes de la arquitectura del sistema respiratorio en las especies estudiadas, como ser: en la ramificación de las vías extrapulmonares, en el patrón de ramificación del árbol bronquial, en la histología de las vías aéreas, en la distribución del cartílago en las vías aéreas terminales...

Lesión medular y repercusión en el sistema respiratorio

Gómez Garrido, Alba
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.03%
INTRODUCCIÓN La disfunción del sistema respiratorio y las complicaciones respiratorias en la lesión medular repercuten en la morbimortalidad. El grado de afectación respiratoria causado por la disfunción de la musculatura respiratoria está relacionado con el grado y la localización de la lesión neurológica así como con el tiempo de evolución de la lesión. OBJETIVO Traducir y validar al español el cuestionario de consenso internacional: "INTERNATIONAL SPINAL CORD INJURY PULMONARY FUNCTION BASIC DATA SET". Conocer la influencia de la lesión medular crónica en el sistema respiratorio en términos de funcionalismo respiratorio. Analizar si existen otras variables de función respiratoria y de fuerza de la musculatura respiratoria que nos puedan aportar más información en el manejo. MATERIAL Y MÉTODO Traducción y validación al español del cuestionario de consenso internacional de la función pulmonar para la LM. Estudio de fiabilidad del cuestionario. Estudio descriptivo transversal para determinar el estado del sistema respiratorio y su repercusión en los pacientes con lesión medular crónica traumática. RESULTADOS Según el cuestionario de consenso el 91.9% no presentaban ninguna patología respiratoria antes de la lesión medular. El 54.8% tenían historia tabáquica. El 27.4% presentarón complicaciones respiratorias siendo la neumonía la más frecuente. Los resultados de pruebas de función respiratoria fueron FVC 67%...

Caracterización de las áreas de sistema respiratorio en España

Granda-Orive,J. I. de; García-Río,F.; Roig-Vázquez,F.; Aleixandre-Benavent,R.; Valderrama-Zurían,J. C.; Martínez-Albiach,J. M.; Callol-Sánchez,L.
Fonte: Anales de Medicina Interna Publicador: Anales de Medicina Interna
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/11/2006 SPA
Relevância na Pesquisa
65.93%
Objetivo: Fue caracterizar las principales áreas temáticas en el sistema respiratorio a través de un estudio bibliométrico. Material y método: Para identificar y caracterizar las diferentes áreas temáticas del sistema respiratorio en España, se recopilaron los trabajos del área empleando una revista que fuera representativa de un amplio número de investigadores. En este sentido la revista Archivos de Bronconeumología es la publicación más importante en este campo en lengua española. Resultados: Fueron analizados un total de 2.198 artículos publicados en Archivos de Bronconeumología desde 1970 al año 2000. En cada década, no se encontraron diferencias significativas excepto en el índice de productividad en el área de oncología en la década de los ochenta, en las áreas de insuficiencia respiratoria y trastornos del sueño (IRTS) y oncología en la década de los noventa, además de en el índice de Price en el área de técnicas diagnósticas y terapéuticas en la década de los setenta. Al comparar el índice de productividad de cada área, entre décadas, hemos observado un incremento significativo en la década de los noventa con respecto a la de los setenta en las áreas de asma, IRTS, tuberculosis, infecciones no tuberculosas...

Producción española en revistas internacionales en el área de técnicas diagnósticas y terapéuticas del sistema respiratorio en el periodo 1990 a 2002

Granda Orive,J. I. de; García Río,F.; Gallego Rodríguez,V.; Escobar Sacristán,J. A.; Jareño Esteban,J.; Callol Sánchez,L.
Fonte: Anales de Medicina Interna Publicador: Anales de Medicina Interna
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/02/2005 SPA
Relevância na Pesquisa
56%
Objetivo: El objetivo de este trabajo fue determinar la aportación de autores españoles a la ciencia internacional en el área temática de técnicas diagnósticas y terapéuticas del sistema respiratorio, en el período 1990 a 2002. Material y métodos: Se efectuó una búsqueda de los artículos publicados entre 1990 a 2002 incluidos en PUB-MED. La estrategia de busca se centró en las palabras clave (PC): respiratory system y en aquellas relacionadas con los procedimientos diagnósticos y terapéuticos empleados en sistema respiratorio. Resultados: Se obtuvieron 67 artículos, sobre el motivo a estudio, de autores españoles publicados en revistas internacionales. Se ha mantenido una producción estable a lo largo de los años entre 2 y 5 artículos por año, siendo los neumólogos los más productivos en este tema. Aunque existe una dispersión de la producción según la distribución de los artículos por provincias e instituciones españolas fue Barcelona (43,1%) y el Hospital Clinic i Provincial de Barcelona (23,8%) quienes concentraron un mayor número de artículos en el período estudiado. Los procedimientos diagnóstico terapéuticos más productivos fueron el lavado broncoalveolar y el uso del catéter telescopado en la fibrobroncoscopia. Conclusiones: La producción...

Aplicación biofluidica del análisis complejo del sistema respiratorio

González,Carlos; Suárez,Kleydis; Sánchez,Gustavo
Fonte: Universidad Central de Venezuela Publicador: Universidad Central de Venezuela
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
55.83%
Las ciencias biológicas y las físico-matemáticas están desde finales del siglo XX y como nunca antes más cerca de buscar respuestas comunes a diversos problemas complejos. La biología ha estado realizando un interesante cambio de enfoque en el estudio de los organismos complejos que investiga y produce, a su vez, mejores resultados, en parte gracias al acercamiento a la teoría de los sistemas no lineales. Ese vigoroso y curioso puente no lineal entre biología, física e ingeniería es el que aborda este trabajo, especialmente en el caso de los sistemas biológicos y autoorganizados, en el área de la complejidad respiratoria. De estas contribuciones se concluye que el sistema respiratorio, visto como de complejidad dinámica media, presenta una baja dimensionalidad en condiciones normales y en sueño, mientras su actividad dinámica subyacente se ve aumentada en vigilia y en pacientes intubados con presión de soporte baja.