Página 1 dos resultados de 2759 itens digitais encontrados em 0.135 segundos

Os sistemas públicos de informação em saúde na tomada de decisão - rede básica de saúde do munícipio de Ribeirão Preto; "Public health information in the decision making at basic care-Ribeirão Preto-SP"

Pinto, Ione Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2000 PT
Relevância na Pesquisa
145.93%
A temática deste estudo é a informação em saúde, uma das áreas da saúde coletiva, por estar inserida nas políticas de saúde para promoção, prevenção e recuperação da saúde individual e coletiva, considerando as determinações sociais do processo saúde-doença e, ainda, por servir de ferramenta analisadora da produção de ações de saúde, nas decisões, na (re)construção do modelo assistencial, possibilitando aos sujeitos alcançarem a autonomia no desenvolvimento de seu trabalho em saúde. Através de três grandes eixos buscou-se a sustentação para o estudo da informação em saúde: tomada de decisão, o enfoque sistêmico da organização e os princípios organizativos e diretivos do Sistema Único de Saúde. Objetivamos descrever e analisar a constituição e organização dos quatro sistemas públicos de informação em saúde na tomada de decisão na rede básica (SIM-RP Sistema de Informação de Mortalidade, SINASC-RP Sistema de Informações de Nascidos Vivos, SIVE-RP Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica e HYGIA-RP Sistema de Informação Ambulatorial Informatizado), em relação à sua finalidade, produção, utilização, fluxo (ascendente, descendente e lateral), integração, articulação...

Proposta de uma arquitetura interoperável para um sistema de informação em saúde; Study of an Interoperable Architecture for a Health Information System

Holanda, Adriano de Jesus
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
155.72%
A interoperabilidade entre sistemas de informação em saúde está se tornando fundamental para o compartilhamento da informação num ambiente de saúde, onde normalmente as diversas especialidades que atuam no atendimento ao paciente armazenam seus dados, em sistemas computacionais distintos e em regiões geograficamente distribuídas. Devido à diversidade existente entre estes sistemas, a integração as vezes torna-se difícil. Os problemas de interoperabilidade podem ser técnicos, onde os componentes de computação dos sistemas não permitem a cooperação devido às diferenças nos protocolos de comunicação ou semânticos, ocasionados devido à diversidade de representação da informação transmitida. Este trabalho propõe uma arquitetura para facilitar ambos os aspectos de interoperabilidade, sendo que a interoperabilidade técnica é proporcionada pela utilização de um middleware e a semântica, pela utilização de sistemas de terminologia adotados internacionalmente. Para a implementação de referência foi utilizada como middleware a arquitetura CORBA e suas especificações para o domínio da saúde, sendo que uma das especificações CORBA para o domínio da saúde foi adotada para padronizar a comunicação com os sistemas de terminologia. Para validar a implementação...

Análise da utilização do Sistema de Informação em Atenção Básica (SIAB) pelos coordenadores da Atenção Primária à Saúde na tomada de decisão; Análise da utilização do Sistema de Informação em Atenção Básica SIAB pelos coordenadores da Atenção Primária à Saúde na tomada de decisão.

Figueiredo, Luana Alves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
155.86%
Este estudo teve como objetivo analisar a utilização do SIAB pelos coordenadores da Atenção Primária à Saúde (APS) no município de Ribeirão Preto, SP para a tomada de decisão. É um estudo descritivo e exploratório com abordagem qualitativa dos dados. Os sujeitos foram os coordenadores da APS no município. Foram entrevistados 08 sujeitos e as entrevistas foram gravadas e transcritas. Para análise e interpretação dos dados utilizou-se a análise de conteúdo, modalidade temática. As informações obtidas foram categorizadas em um tema geral O Sistema de Informação em Atenção Básica e a Gestão na Atenção Primária à Saúde, e três sub temas: 1) A visão do trabalho do coordenador na gerência da APS; 2) A utilização do SIAB pela equipe de saúde da família na percepção dos coordenadores da APS; e 3) As sugestões dos coordenadores da APS para potencializar a utilização do SIAB no cotidiano do trabalho. A partir da análise e discussão dos dados identificou-se que os coordenadores possuem distintas percepções em relação ao SIAB como ferramenta de gestão, influenciando o planejamento local e contribuindo para que processos distintos sejam instituídos na gestão local. O coordenador revelou conhecimento...

Estudo sobre demanda e oferta de informação em saúde

Santos, Eliane Pereira dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
135.84%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2009.; Estudo sobre o fenômeno da demanda versus oferta de informação em saúde pública considerando como universos de pesquisa, o Banco de Informações Técnicas em Saúde (BITS) do Disque Saúde e a literatura bibliográfica disponível na Biblioteca Virtual em Saúde, ambos do Ministério da Saúde. O referencial teórico considera os fundamentos de demanda (necessidades de informação) e de oferta (criação e disponibilização da informação) sob a ótica da Ciência da Informação e da Gestão da Informação. Busca evidenciar a importância do tema pesquisado ao resgatar a pirâmide de satisfação das necessidades humanas, fazendo um contraponto com os agregados informacionais e sua pertinência ao atender às necessidades básicas de informação do indivíduo. Discute ainda o papel das bibliotecas virtuais e das ouvidorias públicas. O referencial empírico foi estruturado no marco das políticas públicas de saúde do Brasil e dos movimentos institucioais pela qualificação dos serviços e legitimação do Sistema Único de Saúde. O método de pesquisa aplicado considerou as potencialidades da pesquisa qualitativa e quantitativa...

O impacto dos sistemas de informação em contexto hospitalar - valor acrescentado do SAPE

Monteiro, Célia Carina dos Santos
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
135.71%
Dissertação de Mestrado em Administração Pública; RESUMO Com a introdução de novos Sistemas de Informação em Saúde, têm-se adquirido novos dados em saúde, que são prioridade do Governo com base na Reforma Nacional da Administração Pública. Dada a importância dos enfermeiros no funcionamento hospitalar e na prestação de cuidados, surgiram os Sistemas de Apoio à Prática de Enfermagem (SAPE). Como objetivo geral do estudo procura-se identificar o valor acrescentado do SAPE para o funcionamento organizacional de um hospital na área de Lisboa e Vale do Tejo. O estudo baseia-se numa abordagem mista, através de metodologia qualitativa e quantitativa, do tipo exploratório-descritivo e exploratório-correlacional, transversal e observacional. Teve um total de 74 enfermeiros, a exercer funções num Hospital, distribuídos por quatro serviços diferentes. Analisando os resultados obtidos identificou-se o valor acrescentado do SAPE, que passa pela visibilidade de vários indicadores de qualidade e como um contributo importante na melhoria do trabalho da equipa de enfermagem. Concluindo o estudo permitiu identificar o impacto potencial do SAPE na gestão em contexto hospitalar e na implementação de novas medidas organizacionais. No entanto...

Sistemas de informação em saúde no nível local

Branco,Maria Alice Fernandes
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1996 PT
Relevância na Pesquisa
135.73%
A importância que a informação vem assumindo na sociedade moderna transformou-a em recurso estatégico de poder em todas as áreas. É fundamental, portanto, que o processo de descentralização no setor saúde não se restrinja a ações em serviços, mas contemple também a descentralização da informação. A autora discute o compartilhamento da responsabilidade política e técnica entre esferas governamentais e a necessidadede de repensar e redirecionar ações no tocante ao processo de descentralização da informação em saúde. Trata-se de superar a prática da relação vertical entre esferas de governo, e caminhar no sentido da parceria gerencial, capaz de contribuir para minimizar as desigualdades regionais e otimizar a utilização de recursos.

Produção, fluxo e análise de dados do sistema de informação em saúde: um caso exemplar

Thaines,Geovana Hagata de Lima Souza; Bellato,Roseney; Faria,Ana Paula Silva de; Araújo,Laura Filomena Santos de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
135.84%
Os Sistemas de Informação em Saúde, tem sido utilizados como ferramentas capazes de armazenar a produção de dados para subsidiar a avaliação em saúde. Indagamos como esses dados são produzidos e analisados e como o usuário é visualizado no sistema. Trata-se de um Estudo de Caso que possibilitou analisar a configuração da rede de informação em saúde a partir do desenho analítico sobre a produção, fluxo e análise dos dados nos diferentes níveis de atenção à saúde em relação ao Sistema de Informação da Atenção Básica e Sistema de Cadastro Nacional de Portadores de Hipertensão e Diabetes. Evidenciamos que os dados que compõem esses Sistemas de Informação em Saúde não estão sendo analisados, consequentemente, não permitem a análise situacional em saúde e/ou produção de informações para o planejamento da assistência e resolutividade das ações de saúde.

O Sistema de Informação em Saúde como instrumento da política de recursos humanos: um mecanismo importante na detecção das necessidades da força de trabalho para o SUS

Medeiros,Kátia Rejane de; Machado,Heleny de Oliveira Pena; Albuquerque,Paulette Cavalcante de; Gurgel Junior,Garibaldi Dantas
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
135.69%
Este artigo discute a potencialidade do uso dos Sistemas de Informação em Saúde, em apoio ao processo de tomada de decisão, na gestão da política de recursos humanos para o SUS. Descreve-se a experiência da Estação Pernambucana da Rede de Observatórios de Recursos Humanos das Américas, da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), sediada no Departamento de Saúde Coletiva, do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, no desenvolvimento de metodologias para o manejo dos sistemas informacionais, com o objetivo de identificar áreas críticas na oferta de serviços de saúde e, conseqüentemente, carências de profissionais médicos. A metodologia apresentada pode ser utilizada como um instrumento de gestão para melhorar a distribuição de profissionais, de forma a atender às necessidades de saúde da população.

Cuidado gerencial e gerência do cuidado na interface da utilização do sistema de informação em saúde pelo enfermeiro

Peterlini, Olga Laura Giraldi
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
165.84%
Resumo: Este estudo exploratório-descritivo objetiva compreender como se processa a utilização do Sistema de Informação em Saúde (SIS) pelo enfermeiro gerente no desenvolvimento da prática do cuidado. Utiliza-se como metodologia a pesquisa qualitativa. O cenário escolhido é um distrito sanitário do Município de Curitiba, no Paraná, e os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada e analisados à luz do referencial para a análise de conteúdo de Bardin (1977). Foi possível apreender que o Sistema de Informação em Saúde é fundamental nas ações que o enfermeiro gerente desenvolve como responsável por um distrito sanitário. Ele necessita de informações clínicas, epidemiológicas e gerenciais para o desenvolvimento das diversas atividades do cotidiano da sua prática profissional. Também, detectou-se que as ações gerenciais do enfermeiro em saúde coletiva apresentam dois movimentos: um mais abrangente, em que o objetivo é o desenvolvimento de ações, voltado para toda a população da área de abrangência da unidade de saúde e identificado como cuidado gerencial, e um mais focado em uma determinada parcela da população, identificado como gerência do cuidado. Este estudo mostrou sua relevância...

SISOnt: sistema de informação em saúde baseado em ontologias

Medeiros, Wilma Maria da Costa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica; Automação e Sistemas; Engenharia de Computação; Telecomunicações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica; Automação e Sistemas; Engenharia de Computação; Telecomunicações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
165.84%
The sharing of knowledge and integration of data is one of the biggest challenges in health and essential contribution to improve the quality of health care. Since the same person receives care in various health facilities throughout his/her live, that information is distributed in different information systems which run on platforms of heterogeneous hardware and software. This paper proposes a System of Health Information Based on Ontologies (SISOnt) for knowledge sharing and integration of data on health, which allows to infer new information from the heterogeneous databases and knowledge base. For this purpose it was created three ontologies represented by the patterns and concepts proposed by the Semantic Web. The first ontology provides a representation of the concepts of diseases Secretariat of Health Surveillance (SVS) and the others are related to the representation of the concepts of databases of Health Information Systems (SIS), specifically the Information System of Notification of Diseases (SINAN) and the Information System on Mortality (SIM); O compartilhamento de conhecimentos e integração de dados é um dos maiores desafios da área da saúde e essencial para contribuição de melhoria da qualidade da assistência em saúde. Uma vez que a mesma pessoa recebe atendimento em diversas instituições de saúde ao longo de sua vida...

Desenvolvimento e implantação de um sistema web para monitoramento da rede de atenção em saúde mental; Development and deployment of a web based system for monitoring the mental health network

Yoshiura, Vinicius Tohoru
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
135.81%
A saúde mental é uma das áreas que envolve mais atenção, visto que as ações tomadas dentro da rede não podem ser reduzidas a sistemas fechados, sem comunicação com outros sistemas, mas a sistemas abertos, heterogêneos e articulados. Dessa maneira, torna-se necessário a busca de novas possibilidades para a realização do trabalho contínuo e articulado entre os diferentes níveis da rede de atenção em saúde mental. Diante deste contexto, o principal objetivo deste projeto é desenvolver e implantar um sistema de informação em saúde para gestão de pacientes que permite realizar o monitoramento do fluxo de pacientes com transtornos mentais. Para tal, o projeto contempla o desenvolvimento de um sistema web utilizando as tecnologias web PHP, HTML, JavaScript e CSS, Sistema Gerenciador de Banco de Dados MySQL e servidor web Apache. Um sistema baseado na arquitetura web, denominado SISAM 13, que permite acompanhar as consultas, solicitações de internação, internações e o movimento de pacientes na rede pública de saúde mental do Departamento Regional de Saúde XIII (DRS XIII), fornecendo relatórios de gestão, foi criado e implementado. Inicialmente, o sistema foi implantando como piloto e, após de 90 dias, entrou em funcionamento definitivo. De novembro de 2012 até outubro de 2014...

Confiabilidade do desfecho do tratamento usando linkagede bases de dados para a tuberculose

Rocha,Marli Souza; Aguiar,Fernanda Pinheiro; Oliveira,Gisele Pinto de; Saraceni,Valéria; Coeli,Claudia Medina; Pinheiro,Rejane Sobrino
Fonte: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
135.7%
ResumoA qualidade da informação é fundamental no monitoramento e na avaliação das ações de controle dos agravos, como a tuberculose (TB). O objetivo deste trabalho foi analisar a concordância entre o encerramento do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e as causas de morte no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM). Realizou-se um linkage probabilístico entre o SINAN de 2006 e o SIM de 2006 a 2008. A confiabilidade do encerramento foi analisada por meio do índice kappa. Dos 417 casos encerrados por óbito no SINAN, 88,7% foram encontrados no SIM. Dos 82 casos encerrados como óbito por outra causa, 42,7% apresentaram a TB como causa básica ou associada no SIM, enquanto 41,5% não tinham menção à TB. O coeficiente PABAK (Prevalance and Bias Adjusted Kappa) revelou concordância excelente entre o desfecho óbito no campo encerramento do SINAN e a presença ou não do óbito de TB no SIM. Uma recomendação para os Estados e municípios que utilizam o relacionamento entre o SINAN e o SIM para aumentar a completude e a consistência do SINAN-TB é a investigação no SIM não apenas dos casos notificados sem encerramento, mas também dos casos encerrados por abandono e por transferência.

REMONTANDO A REDE DE ATORES NA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE

FORNAZIN,MARCELO; JOIA,LUIZ ANTONIO
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
155.74%
RESUMOEste trabalho, baseando-se na Teoria Ator-Rede, visa analisar a implantação de um sistema de informação em saúde (SIS) em um hospital público brasileiro, seguindo os atores envolvidos nas controvérsias ocorridas durante a trajetória do projeto. As mudanças observadas durante a implantação do sistema revelam que a noção de sucesso foi construída coletivamente, por meio da negociação de dispositivos de interessamento introduzidos durante o projeto.

"O Sistema de informações HIPERDIA em Guarapuava/PR 2002-2004, implantação e qualidade das informações" ; The system of information HIPERDIA in Guarapuava/PR, 2002 - 2004, implantation and quality of the information.

Oliveira, Carlos Aparecido de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
135.71%
Este estudo transversal teve como objetivos: conhecer o sistema HIPERDIA e descrever a qualidade das informações contidas na ficha do HIPERDIA em Guarapuava/PR, no período de maio de 2002 a novembro de 2004. A coleta de dados deu-se na cidade de Guarapuava/PR, no mês de abril de 2005, quando foram pesquisadas 5.500 fichas do HIPERDIA, extraímos aleatoriamente 612 amostras do total das fichas, que transcrevemos, codificamos com o programa Microsoft EXCEL e apresentamos com o programa estatístico Statistical Package For The Social Sciences (SPSS) for Windows. Os resultados mostram que o sistema de informação em saúde HIPERDIA foi criado para ajudar na reorganização da assistência às pessoas portadoras de hipertensão arterial e diabetes mellitus, tanto no município estudado quanto em âmbito nacional, estando ainda em fase de implantação. Alguns dados considerados obrigatórios deixaram de ser informados em algumas fichas por exemplo: raça, escolaridade, estado civil, cintura, peso, altura, data da consulta e assinatura do responsável pelo atendimento. Consideramos que a omissão destas informações pode interferir, além de não completar, o processamento final dos cadastros, influenciando negativamente em possíveis estudos do perfil epidemiológico desta população...

Estudo sobre demanda e oferta de informação em saúde

Santos, Eliana Pereira dos; Universidade de Brasília
Fonte: Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação Publicador: Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 18/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
145.84%
Estudo sobre o fenômeno da demanda versus oferta de informação em saúde pública considerando como universos de pesquisa, o Banco de Informações Técnicas em Saúde (BITS) do Disque Saúde e a literatura bibliográfica disponível na Biblioteca Virtual em Saúde, ambos do Ministério da Saúde. O referencial teórico considera os fundamentos de demanda (necessidades de informação) e de oferta (criação e disponibilização da informação) sob a ótica da Ciência da Informação e da Gestão da Informação. Busca evidenciar a importância do tema pesquisado ao resgatar a pirâmide de satisfação das necessidades humanas, fazendo um contraponto com os agregados informacionais e sua pertinência ao atender às necessidades básicas de informação do indivíduo. Discute ainda o papel das bibliotecas virtuais e das ouvidorias públicas. O referencial empírico foi estruturado no marco das políticas públicas de saúde do Brasil e dos movimentos institucioais pela qualificação dos serviços e legitimação do Sistema Único de Saúde. O método de pesquisa aplicado considerou as potencialidades da pesquisa qualitativa e quantitativa, pois o objetivo final é a discussão dos elementos que evidenciam as relações entre a oferta e a demanda. Ao considerar a tabulação dos dados foi usado o sistema Archivarius 3000 para analisar a partir do corpus de pesquisa (publicações...

Sistema de informação em saúde: conceções e perspetivas dos enfermeiros sobre o prontuário eletrónico do paciente

Lima,Dayane França Braz; Braga,André Luiz de Souza; Fernandes,João Luiz; Brandão,Euzeli da Silva
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.75%
Diante da tecnologia do prontuário eletrónico do paciente (PEP) como recurso facilitador das ações de saúde, sobretudo na prática hospitalar do profissional enfermeiro, este estudo objetivou identificar as conceções dos enfermeiros sobre o PEP e descrever as perspetivas desses profissionais quanto à implantação desta ferramenta na instituição. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo descritiva-exploratória, realizada através de uma entrevista semiestruturada a 10 enfermeiros responsáveis pelas unidades de internação de um hospital universitário onde este sistema ainda não foi implementado. Os dados foram analisados pelo método de análise de conteúdo, emergindo as seguintes categorias: prontuário eletrónico do paciente: um conhecimento a ser conquistado pelos enfermeiros, e perspetivas do enfermeiro sobre o PEP. Apesar de ainda não trabalharem com este sistema de informação no hospital, os enfermeiros consideram o PEP como um processo facilitador, o que demonstra existir perspetivas positivas para sua implantação. Entretanto, foi apontada a necessidade de capacitações e de estrutura para alicerçar a implantação do sistema na instituição.

Suicidios e tentativas de suicidios por intoxicacao exogena no Rio de Janeiro: analise dos dados dos sistemas oficiais de informacao em saude, 2006-2008*

Santos,Simone Agadir; Legay,Leticia Fortes; Lovisi,Giovanni Marcos; Santos,Jacqueline Fernandes de Cintra; Lima,Lucia Abelha
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
135.7%
Objetivo: Descrever o perfil de suicídios e tentativas por intoxicação exógena e completitude dada pelo Sistema de Informações do Centro de Controle de Intoxicações de Niterói (CCIn), Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan) e Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), para o Estado do Rio de Janeiro (RJ). Métodos: Verificou-se a frequência de suicídios e tentativas no período de 2006 a 2008. As variáveis analisadas foram sexo, idade, zona de ocorrência, circunstância, evolução, agentes tóxicos e causa básica (CID-10: X60-X69). O percentual de informações ignoradas/em branco foi classificado em excelente (≤ 10%), bom (10-29,9%) e ruim (≥ 30%). O programa SPSS foi utilizado para as análises estatísticas. Resultados: Foram analisados 940 registros sobre tentativas do CCIn e 470 do Sinan. O sexo feminino e o grupo etário de 20-39 anos predominaram, assim como o uso dos agentes tóxicos, medicamentos e agrotóxicos. Quanto ao suicídio, foram identificados 33 (CCIn), 23 (Sinan) e 180 (SIM) registros. No CCIn foram mais frequentes mulheres e grupo etário de 15-29 anos através do Sinan...

Sistemas de informação em saúde no nível local

Branco,Maria Alice Fernandes
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1996 PT
Relevância na Pesquisa
135.73%
A importância que a informação vem assumindo na sociedade moderna transformou-a em recurso estatégico de poder em todas as áreas. É fundamental, portanto, que o processo de descentralização no setor saúde não se restrinja a ações em serviços, mas contemple também a descentralização da informação. A autora discute o compartilhamento da responsabilidade política e técnica entre esferas governamentais e a necessidadede de repensar e redirecionar ações no tocante ao processo de descentralização da informação em saúde. Trata-se de superar a prática da relação vertical entre esferas de governo, e caminhar no sentido da parceria gerencial, capaz de contribuir para minimizar as desigualdades regionais e otimizar a utilização de recursos.

O Sistema de Informação em Saúde como instrumento da política de recursos humanos: um mecanismo importante na detecção das necessidades da força de trabalho para o SUS

Medeiros,Kátia Rejane de; Machado,Heleny de Oliveira Pena; Albuquerque,Paulette Cavalcante de; Gurgel Junior,Garibaldi Dantas
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
135.69%
Este artigo discute a potencialidade do uso dos Sistemas de Informação em Saúde, em apoio ao processo de tomada de decisão, na gestão da política de recursos humanos para o SUS. Descreve-se a experiência da Estação Pernambucana da Rede de Observatórios de Recursos Humanos das Américas, da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), sediada no Departamento de Saúde Coletiva, do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, no desenvolvimento de metodologias para o manejo dos sistemas informacionais, com o objetivo de identificar áreas críticas na oferta de serviços de saúde e, conseqüentemente, carências de profissionais médicos. A metodologia apresentada pode ser utilizada como um instrumento de gestão para melhorar a distribuição de profissionais, de forma a atender às necessidades de saúde da população.

Estruturação da área de informação em saúde a partir da gerência de recursos informacionais: análise de experiência

Santos,Alaneir de Fatima dos; Ferreira,Janete Maria; Queiroz,Neuslene Rivers; Magalhães Júnior,Helvécio Miranda
Fonte: Organización Panamericana de la Salud Publicador: Organización Panamericana de la Salud
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.79%
OBJETIVO: Relatar a experiência da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA/BH), no Estado de Minas Gerais, Brasil, na aplicação dos conceitos da gerência de recursos informacionais (GRI) para o desenvolvimento de um sistema de informação em saúde. MÉTODOS: Neste estudo de caso foram analisados documentos que descrevem as iniciativas na área de informação, seus mecanismos de estruturação e resultados alcançados com um sistema de gestão focado no prontuário eletrônico, no período de 2003 a 2008. Esse processo é descrito e analisado a partir do conceito de GRI. RESULTADOS: O sistema contribuiu para a mudança do modelo assistencial a partir da informatização integrada de 103 unidades básicas de saúde, nove unidades especializadas e 503 equipes de saúde da família, com ênfase nas informações relevantes para o programa saúde da família. CONCLUSÕES: Os seguintes componentes da GRI foram aplicados: estruturação de um locus único para as tecnologias de informação e a área de informação, potencial de alavancagem das tecnologias de informação e fórum estratégico de decisão quanto à informação. A limitação encontrada refere-se à utilização de informação estratégica para a tomada de decisão de longo prazo.