Página 1 dos resultados de 7967 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

Evolução e determinantes da população rural e do emprego rural não-agropecuário no estado de Santa Catarina: período de 1991 a 2000; Evolution and determinants of the rural population and non-agricultural rural employment in the state of Santa Catarina - 1991 a 2000

Santos Filho, Jonas Irineu dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.21%
O comportamento do emprego no meio rural vêm se modificando ao longo do tempo. Pode-se perceber que o rural não é mais unicamente agropecuário. Existem atividades nãoagrícolas realizadas no meio rural vinculadas ou não à agropecuária, gerando o fenômeno conhecido como pluriatividade. O diagnóstico deste fenômeno para o Brasil já foi executado pelo projeto RURBANO. Entretanto, ainda existe uma lacuna na literatura nacional referente à utilização de modelos econométricos visando identificar os seus fatores determinantes. Além disto, estudos que tenham tentado entender como a vizinhança e os atributos do contexto em torno do município afetam o emprego não-agropecuário por pessoas residentes no meio rural ainda não foram efetuados. Neste contexto, o presente estudo analisa as questões relacionadas ao emprego rural, com ênfase nas atividades que não pertencem diretamente à produção agropecuária para o estado de Santa Catarina. São enfocados os aspectos econômicos, sociais e locacionais que possam explicar a evolução do emprego rural no estado. A escolha de Santa Catarina, para o estudo de caso, deve-se a algumas características peculiares deste estado, as quais são: apresentar uma economia altamente diversificada...

Diferenciais da saúde em áreas urbanas e rurais: cárie dentária e condições gengivais em escolares no Estado de São Paulo ; Health differentials in rural and urban areas: prevalence of dental caries and gingival status in the State of São Paulo

Mello, Tatiana Ribeiro de Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.12%
Objetivos: Estudar os diferenciais entre os indicadores de cárie dentária e alterações gengivais em escolares de áreas urbanas e rurais do Estado de São Paulo. Material e Métodos. Estudo de corte transversal analítico e ecológico foram os dois delineamentos utilizados. A população de estudo foram estudantes de escolas urbanas e rurais do Estado de São Paulo de 5 a 7 e de 10 a 12 anos; a fonte de informação foi o "Levantamento das Condições de Saúde Bucal - Estado de São Paulo, 1998". Foi estimada a prevalência de cárie dentária (índice ceo-d e CPO-D), do sangramento gengival durante a sondagem e de cálculo dental (índice CPI), para o estudo de associação com características sócio-demográficas dos escolares e indicador de desenvolvimento social (IDH-M) das cidades participantes do levantamento. Foram estimadas as odds ratios ajustadas e não ajustadas, por meio de análise de regressão logística de delineamento de modelos multivariados e multiníveis. O estudo de diferenciais de prevalência entre diferentes regiões do Estado empregou uma classificação de àreas rurais homogêneas pré-existentes. Resultados: Os indicadores de saúde bucal tiveram distibuição desigual entre os estratos, indicando pior condição para a população rural. Estudar em áreas rurais...

Hipertensão arterial sistêmica na população urbana e rural de Sacramento/MG: prevalência e não adesão ao tratamento medicamentoso; Systemic arterial hypertension in urban and rural population of Sacramento/MG: prevalence and non-adherence to medication treatment

Magnabosco, Patricia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.17%
A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é um problema de saúde pública devido aos altos índices de prevalência da doença, baixa adesão ao tratamento medicamentoso e controle insatisfatório da Pressão Arterial (PA) na população hipertensa. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência da HAS e identificar os índices e fatores relacionados à não adesão e abandono ao tratamento medicamentoso e não controle da PA nas áreas rural e urbana do município de Sacramento/MG. Trata-se de um inquérito epidemiológico de amostragem aleatória que envolveu 1.528 indivíduos com idade igual ou superior a 20 anos. Foram coletados dados relacionados a variáveis socioeconômicas, características clínicas e informações relativas a terapêutica medicamentosa e acesso ao serviço de saúde. A prevalência da HAS foi calculada a partir do relato do participante, uso declarado de anti- hipertensivos e constatação diagnóstica entre aqueles que desconheciam sua condição. A não adesão foi medida com o "Questionário de Adesão a Medicamentos - Qualiaids" (QAM-Q), validado no Brasil. Foi considerado abandono do tratamento a situação em que o participante informou estar há pelo menos uma semana sem tomar nenhum anti-hipertensivo; a avaliação do não controle considerou os hipertensos em tratamento que apresentaram a PA elevada no momento da entrevista. Na análise univariada utilizou-se o Odds ratio como medida de efeito. Para o ajuste das variáveis de confusão foi utilizado o modelo de regressão logística com nível de significância de p<0...

Herdabilidade da apneia obstrutiva do sono em uma população rural brasileira; Heritability of obstructive sleep apnea

Paula, Lilian Khellen Gomes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.14%
Introdução: A Apneia obstrutiva do sono (AOS) é uma doença comum na população geral e sua presença pode ser parcialmente explicada por um componente genético. No entanto, existe uma interação grande entre AOS com fatores de confusão, incluindo obesidade. O objetivo principal desse estudo é determinar a herdabilidade da AOS em uma população rural brasileira. Métodos: Foram estudados famílias provenientes de coorte (Corações de Baependi). Os participantes foram avaliados quanto a medidas antropométricas, circunferência de cintura, quadril e pescoço. Aplicamos os questionários de Berlim para determinar o risco de ter AOS, escala de sonolência de Epworth para verificar sonolência excessiva diurna e o questionário de Pittsburgh para verificar a qualidade do sono. Realizamos poligrafia noturna para determinar a presença e gravidade da AOS utilizando o índice de apneia-hipopneia (IAH, definido positivo quando >= 15 eventos/hora). Foi realizada medida de pressão arterial (PA) por meio da monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) e velocidade de onda de pulso (VOP) para avaliar rigidez arterial. Resultados: A amostra foi composta de 587 participantes (188 homens e 399 mulheres), com mediana de idade e intervalo interquartil = 44 (29 - 55) anos e IMC = 25...

Indicadores de saúde e saneamento no meio rural em oito municípios da "metade sul" do Rio Grande do Sul

Soder, Rafael Marcelo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.19%
Trata-se de um estudo sobre indicadores de saúde e saneamento na área rural em oito municípios da “Metade Sul” do Rio Grande do Sul, que insere-se no programa interdisciplinar intitulado “Evolução e diferenciação da agricultura, transformação do meio natural e desenvolvimento sustentável em municípios da planície costeira e do planalto sul do Rio Grande do Sul: uma abordagem interdisciplinar”. Tem como objetivo caracterizar as condições de saneamento – cobertura populacional de abastecimento de água e sistemas de esgotamento sanitário - e as condições de saúde infantil – taxa de mortalidade infantil, morbimortalidade por enfermidades diarréicas e infecciosas e baixo peso ao nascer, na área rural de 8 municípios da “Metade Sul” do Rio Grande do Sul. Possui abordagem epidemiológica com delineamento ecológico transversal, de forma descritiva, utilizando variáveis de espaço e pessoa, e coleta por meio de dados secundários extraídos do DATASUS, IBGE e FEE referentes ao ano de 2000. A análise das relações entre saúde e saneamento demonstra a necessidade e a carência de ações voltadas a população rural, denotando ainda a complexidade em se avaliar as interfaces entre a saúde e o saneamento. A análise não revelou correlação linear entre os indicadores...

A diversidade do espaço rural do continente português

Poças, Eva Marina Vilhena
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.15%
Mestrado em Economia Agrária e Sociologia Rural - Instituto Superior de Agronomia; The object of the current work is to make a diversity study on the Portuguese Mainland’s rural areas, and is divided in three parts. The goal and structure of the study are explained in the introduction. A bibliographic review concerning the concept of rural, and heterogeneity of rural areas is presented on the first part. Two criteria are used for the classification of rural areas: rural population density and the proportion of the active population working in agriculture. According to these, four types are therefore proposed and described: low density, agricultural, industry and services and urban. On the last part, the relation between some relevant variables is analysed for each of the four types, so that the rural dynamics, especially the relation with agriculture, can be understood.----------------------------------O presente trabalho tem como objectivo fazer um estudo da diversidade do espaço rural do Continente português e encontra-se organizado em três partes. Na introdução são explicados os objectivos e a estrutura do trabalho. Numa primeira fase é feita uma revisão bibliográfica sobre o conceito de rural e heterogeneidade dos espaços rurais. Para o estudo da diversidade do rural são utilizados dois critérios: a densidade rural e o peso da população activa que trabalha na agricultura. Estes permitem delimitar quatro zonas: baixa densidade...

Closing Rural-Urban MDG Gaps in Low-Income Countries : A General Equilibrium Perspective

Lofgren, Hans
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
56.21%
This paper addresses policies aimed at closing the rural-urban gap for one of the Millennium Development Goals (MDGs), the under-five mortality rate (U5MR). The paper relies on the Maquette for MDG Simulations (MAMS), a computable general equilibrium model, applied to the database of an archetypical low-income country. The scenarios, which focus on the period 2013-2030, include a "business-as-usual" base scenario and policy scenarios that analyze efforts to raise the rural population up to the urban level in terms of health services or the under-five mortality rate. The policy scenarios are implemented with alternative sources of fiscal space. The results indicate that, if current trends continue, considerable progress for MDGs should be expected by 2030. If the government raises rural health services, then the decline in the rural U5MR would accelerate. If most additional resources come from foreign grants or government efficiency gains, then the repercussions for other development indicators, including poverty reduction...

Chile - Rural Infrastructure in Chile : Enhancing Efficiency and Sustainability

World Bank
Fonte: Washington, DC Publicador: Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
56.16%
This report examines the current institutional and financial arrangements for infrastructure service provision in rural areas of Chile, focusing upon the water, sanitation, electricity, communications and transportation sectors, and proposes mechanisms for improvement. The analysis is based upon cross-sectoral dialogues with a variety of government agencies at the national, regional and municipal levels, government information and supplemental reports, and six background studies commissioned by the World Bank specifically for this work. The recommendations emerging from this cross-sectoral analysis are designed to address two broad sets of needs: (a) to improve the efficiency, sustainability and impact of infrastructure services for the rural population that already has received access, and (b) to develop more appropriate strategies for extending service coverage to those still unserved segments of the rural population. Recommendations are provided for each sector as well as on a cross-sectoral basis.

Poverty and the Spatial Distribution of Rural Population

Barbier, Edward B.; Hochard, Jacob P.
Fonte: World Bank Group, Washington, DC Publicador: World Bank Group, Washington, DC
EN_US
Relevância na Pesquisa
66.21%
According to global spatial data sets in 2000 more than one-third of the rural population in developing countries was located on less favored agricultural land and areas. Less favored agricultural lands are susceptible to low productivity and degradation, because their agricultural potential is constrained biophysically by terrain, poor soil quality, or limited rainfall. Less favored agricultural areas include less favored agricultural lands plus favorable agricultural land that is remote, that is, land in rural areas with high agricultural potential but with limited access. The paper presents tests of whether these spatial distributions of rural population influence poverty directly or indirectly via income growth in 83 developing countries from 2000 to 2012. The analysis finds no evidence of a direct impact on poverty, but there is a significant indirect impact via the elasticity of poverty reduction with respect to growth. Reducing poverty requires targeting rural populations in less favored lands and remote areas...

Rural population density: its impact on social and demographic aspects of rural communities

Smailes, P.; Argent, N.; Griffin, T.
Fonte: Pergamon-Elsevier Science Ltd Publicador: Pergamon-Elsevier Science Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 EN
Relevância na Pesquisa
66.19%
Using the settled areas of South Australia as a case study, this paper seeks to demonstrate the specific importance of rural population and settlement density as an important variable in understanding the social, population and settlement geography of sparsely settled rural regions, where sparse and falling density presents both practical and conceptual problems for rural planners. After a review of the literature on population density, the case is argued for the use of net rural rather than gross density in the analysis of settlement patterns. The paper then tests a series of hypotheses on the empirical relationship between rural density as independent variable and selected demographic and socio-economic indicators as dependent variables, at two specific points in time. For the same region, points in time and set of indicators, it goes on to compare the predictive power of rural density as an independent variable with that of three other important qualities of rural settlement patterns (remoteness, settlement size and urban concentration). Rural density is found to be a significant explanatory variable, both in its own right and in comparison with the three other variables tested. In conclusion, the findings are related to policy development measures for rural Australia.

Prevalence, awareness, treatment, and control of hypertension in rural China: Results from Shandong Province

Li, H.; Meng, Q.; Sun, X.; Salter, A.; Briggs, N.; Hiller, J.
Fonte: Lippincott Williams & Wilkins Publicador: Lippincott Williams & Wilkins
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 EN
Relevância na Pesquisa
56.12%
Objectives: Hypertension is an important public health problem in rural China with a rapidly increasing prevalence noted in recent years. This study estimates the prevalence, awareness, treatment and control of hypertension in a rural population in Shandong Province, China. Methods: A cross-sectional study was conducted in rural Shandong Province, China, in April 2007 using multistage cluster sampling. A total of 16 364 rural residents aged 25 years and more were interviewed and examined. Two blood pressure (BP) measurements were obtained using a standardized mercury sphygmomanometer after a 5-min seated rest. Information on history of hypertension was obtained using a standard questionnaire. Hypertension was defined as mean systolic BP (SBP) at least 140 mmHg and/or diastolic BP (DBP) at least 90 mmHg, and/or self-reported current use of antihypertensive medication. Results: Overall, 43.8% of the population had hypertension. Among hypertensive patients, only 26.2% were aware of their hypertension, 22.2% were currently undergoing antihypertensive treatment, and 3.9% achieved BP control (<140/90 mmHg). Lack of knowledge about hypertension and the importance of BP control were associated with poor compliance with nonpharmacological and pharmacological treatments. Conclusions: In the study population...

Population Aging : Is Latin America Ready?; Envejecimiento de la poblacion : esta preparada America Latina ?

Cotlear, Daniel
Fonte: World Bank Publicador: World Bank
Tipo: Publications & Research :: Publication; Publications & Research :: Publication
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
56.16%
The past half-century has seen enormous changes in the demographic makeup of Latin America and the Caribbean (LAC). In the 1950s, LAC had a small population of about 160 million people, less than today's population of Brazil. Two-thirds of Latin Americans lived in rural areas. Families were large and women had one of the highest fertility rates in the world, low levels of education, and few opportunities for work outside the household. Investments in health and education reached only a small fraction of the children, many of whom died before reaching age five. Since then, the size of the LAC population has tripled and the mostly rural population has been transformed into a largely urban population. There have been steep reductions in child mortality, and investments in health and education have increased, today reaching a majority of children. Fertility has been more than halved and the opportunities for women in education and for work outside the household have improved significantly. Life expectancy has grown by 22 years. Less obvious to the casual observer...

Managing Risks in Rural Senegal : A Multi-Sectoral Review of Efforts to Reduce Vulnerability

World Bank
Fonte: Washington, DC Publicador: Washington, DC
Tipo: Economic & Sector Work :: Policy Note; Economic & Sector Work
ENGLISH; EN_US
Relevância na Pesquisa
56.2%
The main objective of the study is to provide the Government of Senegal the analyses and information to implement policies towards reducing the rural poor's vulnerability. While during the latest years, economic growth reduced poverty in the country, this has been less noticeable among the rural population, who actually account for 6 million people over a total population of 10 million. The rural economy remains essentially agrarian, with a 65 percent of its population living in poverty. Natural risks are intimately linked to the agrarian nature of the rural economy, and to its "Sahelian" environment. Drought cycles reduce agricultural production, thus such impact varies according to the agricultural season, the agro-ecological zone, the type of crops, and the presence - or not - of irrigation systems. In addition, insects, and the disease these carry, affect plants and animals, adding to the natural risks. Economic risks occur, as elsewhere, due to changes in the agricultural production and trade systems...

Mexico - Income Generation and Social Protection for the Poor : Volume 4. A Study of Rural Poverty in Mexico

World Bank
Fonte: Washington, DC Publicador: Washington, DC
Tipo: Economic & Sector Work :: Other Poverty Study; Economic & Sector Work
ENGLISH; EN_US
Relevância na Pesquisa
56.18%
This study is part of the second phase of a long-term programmatic work on poverty in Mexico, in three phases being carried out by the Bank at the request of the Government of Mexico. Reasons for a study on rural poverty, are because the size and intensity of the phenomenon, poverty, and inequality in rural Mexico are a matter of concern not only from the well-being of the poors' point of view, but also from that of the expansion of the internal market, inclusion of large sectors of the population traditionally excluded from the economic and social mainstream, and, the political integration and stability of the country. Poverty incidence in rural areas, in particular extreme poverty, is much higher than in urban ones. Although most of the country's moderate poor live in urban areas, most of the extreme poor are rural, even if the rural population is only one quarter of total. There are differences in sources of income between rural and urban poor. Also, rural environment poses specific constraints for provision of social infrastructure and services. Furthermore, institutions and culture tend to differ between rural and urban areas. The presence of indigenous groups is much larger in rural areas, whereas the production systems, the economic and other risks faced by rural poor and their coping strategies...

Rural Access and Mobility in Pakistan : A Policy Note

Essakali, Mohammed Dalil
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Brief; Publications & Research
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
56.2%
This note presents a number of policy options to improve basic access and promote the mobility of Pakistan's rural population in support of the Government's Poverty Reduction Strategy. This is achieved through more focused and community driven interventions to meet the direct needs of the rural population. The current state of rural accessibility and mobility are examined together with their effect on both the social and economic dimensions of rural poverty. Key challenges and constraints to reform are identified. The note contributes to the current debate within Pakistan with regard to the better targeting of interventions to assist the rural poor. It should also be of interest to policy makers in other countries concerned with how rural transport policy may be developed to meet the Millennium Development Goals.

Quantifying the Rural-Urban Gradient in Latin America and the Caribbean

Chomitz, Kenneth M.; Buys, Piet; Thomas, Timothy S.
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Policy Research Working Paper; Publications & Research
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
56.18%
This paper addresses the deceptively simple question: What is the rural population of Latin America and the Caribbean (LAC)? It argues that rurality is a gradient, not a dichotomy, and nominates two dimensions to that gradient: population density and remoteness from large metropolitan areas. It uses geographically referenced population data (from the Gridded Population of the World, version 3) to tabulate the distribution of populations in Latin America and in individual countries by population density and by remoteness. It finds that the popular perception of Latin America as a 75 percent urban continent is misleading. Official census criteria, though inconsistent between countries, tend to classify as "urban" small settlements of less than 2,000 people. Many of these settlements are however embedded in an agriculturally based countryside. The paper finds that about 13 percent of Latin America populations live at ultra-low densities of less than 20 per square kilometer. Essentially these people are more than an hour's distance from a large city, and more than half live more than four hours' distance. A quarter of the population of Latin America is estimated to live at densities below 50, again essentially all of them more than an hour's distance from a large city. Almost half (46 pecent) of Latin America live at population densities below 150 (a conventional threshold for urban areas)...

Avaliação da qualidade de vida e transtornos mentais comuns de residentes em áreas rurais; Assessment of quality of life and common mental disorders in the population of rural areas

Paulo Junior Paz de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.24%
A precariedade do acesso à educação, dos serviços de saúde e de segurança no trabalho, de moradias, do saneamento básico e abastecimento de água potável, no contexto rural brasileiro, instiga a reflexão sobre os impactos de tais condições na saúde física e mental e na qualidade de vida (QV), além dos efeitos destas condições em relação à prevalência de transtornos mentais comuns (TMC), em comunidade rural no Brasil. A discussão sobre qualidade de vida e TMC não são recentes. No entanto, o contexto rural tem ficado fora do debate, principalmente, no contexto nacional, na área da saúde pública. A discussão sobre a concepção de QV e TMC no contexto do rural é importante. Estes temas têm assumido um aspecto secundário, dada a urgência cotidiana pela garantia da própria sobrevivência, da empregabilidade ainda que em condições precárias e de outras demandas mais urgentes no campo. OBJETIVOS: O presente estudo tem como objetivo principal avaliar a qualidade de vida e transtornos mentais comuns, bem como avaliar a qualidade de vida relacionada a aspectos do estado de saúde de residentes em áreas rurais, em Atibaia/SP. Também se propõe a identificar alteração dos domínios da QV entre os residentes da área de estudo; avaliar os domínios da qualidade de vida em relação à função desempenhada no campo; identificar diferenças nos domínios da QV em relação ao sexo; identificar a relação entre sobrecarga (quantidade de horas) de trabalho semanal e alteração dos domínios da QV e identificar a prevalência de alcoolismo e de tabagismo entre a população rural. MÉTODOS: Trata-se de um estudo...

Subsidio integral de reforma agraria para la generación de ingresos a la población rural - INCODER; Comprehensive agrarian reform grant for income generation a rural population - INCODER

Gómez Cañón, Sandra Maritza; Salazar, Jair
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Ciencias Económicas; Especialización en Finanzas y Administración Pública Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Ciencias Económicas; Especialización en Finanzas y Administración Pública
Tipo: bachelorThesis; Trabajo de grado Formato: pdf; pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
66.16%
Para el sector rural se han diseñado una cantidad de incentivos e instrumentos orientados teóricamente hacia el mejoramiento sostenible de las condiciones de vida de los habitantes del campo y en especial para los pequeños productores. Uno de estos está relacionado con los subsidios e incentivos otorgados por el Estado para apoyar la adecuación de tierras y apoyar la compra de tierras por parte de los campesinos que carecían de ella, no hay que desconocer que el problema rural en Colombia ha sido la fuente de los mayores enfrentamientos sociales y económicos del sector durante el último siglo, y uno de los obstáculos a los procesos de modernización, desarrollo sostenible y competitividad tanto del campo como del país en general. Sin embargo los esfuerzos institucionales y gubernamentales para superar esta situación, las condiciones de pobreza y la brecha entre lo urbano y lo rural se han incrementado en las últimas décadas. Es por esto que este ensayo es el resultado de la investigación documental realizada para determinar cuáles son los principales factores que dificultan el proceso de otorgamiento del subsidio integral de reforma agraria para la generación de ingresos a la población rural por medio del Instituto Colombiano de Desarrollo Rural–INCODER- convocatorias 2011 con proyección vigencia 2014. Para lo cual se darán a conocer los aspectos más relevantes de la investigación referente al proceso de otorgamiento del Subsidio...

A integralidade no cuidado à saúde materno-infantil em um contexto rural: um relato de experiência; Integrality in the care provided for maternal and child health in a rural context: an experience report

Beheregaray, Livia Rocha; Gerhardt, Tatiana Engel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.15%
Trata-se de um relato de experiência sobre a prática da integralidade em saúde na assistência à população materno-infantil do meio rural em um município do sul do Brasil. As reflexões são oriundas de uma pesquisa sobre a saúde nutricional e o contexto de vida do universo de crianças menores de cinco anos residentes nesse contexto. Tem como base as anotações em diário de campo. Constatou-se que a população rural vive em condição de desvantagem, uma vez que os serviços e a atenção à saúde são quase exclusivamente projetados para a população urbana. Ainda, o modelo assistencial e o processo de trabalho desenvolvido dificultam a prática da integralidade. Essa situação é traduzida por questões que envolvem o acesso, o acolhimento, o vínculo e a responsabilização por parte dos profissionais. Dessa forma, parece necessário repensar a saúde da população rural desenvolvendo políticas específicas às peculiaridades epidemiológicas e culturais, serviços acessíveis geograficamente e atendidos por equipes que desempenham cuidado acolhedor e resolutivo.; This is an experience report on the practice of integrality in health in the assistance provided for the mother-child population in the rural area of a city in south Brazil. The reflections come from research on the nutritional health and context of life in the universe of children who are under five years old and live in the countryside. It is mainly based on field notes. It was observed that the rural population lives in conditions of disadvantage...

El estudio de los ingresos del trabajo de la población rural: el caso de Palmitos, SC; Studying the work income of rural population: the case of Palmitos, SC; Estudando a renda do trabalho da população rural: o caso de Palmitos, SC

Panhoca, Luiz; Universidade Federal do Paraná; Panhoca da Silva, Olga Maria
Fonte: Editora da UFPR Publicador: Editora da UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.14%
Este artigo apresenta uma análise do padrão de renda do trabalho a partir de uma análise do Índice de Desenvolvimento Humano - IDH. Aborda-se o problema da renda do trabalho e se mostram as dificuldades do equacionamento das políticas globais em virtude das diferenças regionais. Foi realizado um estudo transversal de base populacional no município de Palmitos, na região oeste do estado de Santa Catarina, Brasil. Aborda-se de forma critica a conceituação do espaço rural e urbano e lançam-se luzes sobre a contabilização da renda e sua equivocada leitura da divisão entre cidade e campo. Dentre as conclusões uma é que se deve sempre se ater ao fato de que a ação rural é diferente da ação urbana. Na zona rural a erradicação da pobreza não é suficiente por si, é preciso garantir a dignidade de viver com trabalho na sua própria terra, reunir a família em torno de sua própria mesa e se ter estabilidade de trabalho que garanta as necessidades básicas.; Este artículo presenta un análisis de la estructura de los ingresos laborales a partir de un análisis de lo Índice de Desarrollo Humano - IDH. Aborda el problema de las rentas del trabajo y mostra los entraves de abordar la política mundial debido a las diferencias regionales. Se realizó un estudio poblacional de corte transversal en la ciudad de Palmitos...