Página 1 dos resultados de 552 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

“Eu não sabia que podia entrar”; com a palavra o visitante do Museu Casa de Rui Barbosa

Abreu, Roberto da Silva
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Uma das características principais de um museu casa histórica é a manutenção dos ambientes respeitando a organização de seus interiores como à época do patrono ou em determinado período histórico. Pretende-se neste trabalho analisar, à luz de uma pesquisa de públicos realizada pelo Observatório de Museus e Centro Culturais em 2005, as possibilidades do Museu Casa de Rui Barbosa - uma instituição com estas características - aumentar o seu fluxo de visitação por intermédio da captação de novos públicos e da fidelização do seu público real e, encontradas as fragilidades, apontar sugestões para uma melhor performance da instituição junto aos diversos segmentos de público.

Rui Barbosa nas exposições comemorativas da Casa de Rui Barbosa

Moura, Leila Estephanio de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Este trabalho pretende examinar como as exposições fotográficas produzidas pela Casa Rui Barbosa em torno da figura de Rui Barbosa construíram, a partir do final da década de 1940, uma memória sobre a vida e a obra desse importante personagem da história brasileira. Essa investigação pretende demonstrar a importância dos acervos privados e públicos na construção contínua do patrimônio cultural e da memória do país.; This paper aims to contribute to the reflection of the places of memory and their archives as a continuing construction of cultural heritage and of the memory of the country. In our approach the commemorative exhibitions in tribute to Rui Barbosa with his personal papers and institutional records were the object of the research.

Revisitando as ideias de Rui Barbosa e a anistia : novas percepções

Carlos, Arthuro Luiz Grechi de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.5%
O presente trabalho tem por objetivo aprofundar o conhecimento das ideias do advogado e político baiano Rui Barbosa sobre a anistia. Para isso, investigaremos nas fontes sua participação específica nas anistias de 1892 e 1895, procurando identificar seus argumentos utilizados para defendê-las e justifica-las, ou para criticar sua forma e alcance. Com isso, pretendemos formular alternativas para o problema central da pesquisa, qual seja, os posicionamentos de Rui Barbosa nas anistias referidas sustentam a hipótese da existência de uma tradição de anistias no Brasil, fundamentada em suas teorizações?; The present work aims deepen knowledge of the ideas on amnesty of the attorney and politician baiano Rui Barbosa. For this, we are going to investigate in the sources his specific participation in the amnesties of 1892 and 1895, searching for identifying his arguments used for defending it and justifying it, or to criticizeing its shape and reach. In this way we intend to formulate alternatives to our central research problem, which is, the placements of Rui Barbosa in the referred amnesties maintain the hypotheses of the existence of a tradition of amnesties in Brazil, grounded in his theories?

Rui Barbosa: mito, memória e esquecimento

Silva, Wilton Carlos Lima da
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1111-1135
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
The remembrance of Rui Barbosa has always involved the maintenance of myths fabricated during his lifetime while a reappraisal of his intellectual, literary and political dimensions has been forwarded. Current essay discusses from several bibliographical samples on Brazilian social thought the manner the memory of the lawgiver from Bahia has been appropriated civically and intellectually. A qualitative and quantitative contrast was established between Barbosa’s works published and referred to and those by Joaquim Nabuco, Sílvio Romero and Gilberto Freyre. Oscillations in the evaluation of Barbosa’s works occurred during the 20th century that brought about a decrease in their value and about the memory on the historical subject.; La memoria de Rui Barbosa ha sido un campo para mantener los mitos creados en vida y, al mismo tiempo, permitió un redimensionamiento de su valor intelectual, literario y político. A partir de una muestra de la bibliografía sobre el pensamiento social brasileño, proponemos discutir la forma en que la memoria del jurista bahiano es apropiada de forma cívica e intelectual. Para ello, pretendemos establecer un contraste cualitativo y cuantitativo entre las obras publicadas y referenciadas del jurista y de Joaquim Nabuco...

Rui Barbosa e a razão clientelista

Carvalho,José Murilo de
Fonte: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Publicador: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.28%
In a discussion of the patron-client relation within Brazilian politics, the article takes as an example political favors asked of Rui Barbosa when he was the provisional government’s Minister of the Treasury. It endeavors to demonstrate how the prevalence of patron-client values and practices carried over from the monarchy to the Republic. The argument is posed that patronage, from which the patron-client relation derives, was deeply embedded in Brazilian society and from there moved into politics. As a consequence, egalitarian values and the notion of res publica, which in thesis should have been an integral part of the new regime’s practices, did not find propitious ground upon which to develop. Citizens became "doutor cidadão", while politicians became "cousin and friend".

Rui Barbosa e a política externa brasileira: considerações sobre a Questão Acreana e o Tratado de Petrópolis (1903)

Andrade,José H. Fischel de; Limoeiro,Danilo
Fonte: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais Publicador: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.28%
O artigo trata do papel que Rui Barbosa teve - direta e indiretamente - na solução da Questão Acreana, finalizada com o Tratado de Petrópolis, em 1903, e sugere que a sua participação no processo de negociação teve influência em suas atividades futuras, apesar de seu posicionamento contrário ao desfecho da questão.

O mártir, o humanista, o pedagogo: a contemporaneidade de Rui Barbosa e a educação nas comemorações do centenário de seu nascimento (1949)¹

Faria Filho,Luciano Mendes de
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Este artigo busca analisar as intervenções de três intelectuais brasileiros - Clemente Mariani, Lourenço Filho e Fernando Azevedo - na celebração do centenário de Rui Barbosa em 1949. Mais especificamente, analisa como eles abordam a questão da educação na obra de Rui Barbosa. O texto estabelece uma relação entre as celebrações do centenário e a publicação das Obras Completas de Rui Barbosa, atividade esta cujo investimento inicial data do final da década de 1930 e que logrou publicar o primeiro tomo das obras em 1942. Ambos os movimentos - a publicação das Obras Completas e a celebração do centenário - fazem parte de um mesmo investimento de demonstrar, a um só tempo, a atuação marcante do jurista, político e intelectual baiano na defesa das mais nobres causas, dentre elas a da educação, e a sua contemporaneidade na discussão dos grandes desafios que marcam o país naquele momento.

A primeira encruzilhada da democracia brasileira: os casos de Rui Barbosa e de Joaquim Nabuco

Lynch,Christian Edward Cyril
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
O advento do discurso liberal-democrático no Brasil ocorreu no momento em que as forças oligárquicas reuniram elementos para contestar a preeminência da Coroa sobre as estruturas políticas imperiais. A promoção da abolição da escravatura pela Coroa, contudo, gerou um curto-circuito na forma como, até então, liberalismo e democracia vinham sendo articulados. Nesse sentido, o contraste entre as posturas de Rui Barbosa e de Joaquim Nabuco é exemplar. A partir de uma perspectiva universalista normativa, Rui Barbosa seguiu a cartilha doutrinária liberal, correndo o risco de entregar o poder às oligarquias, ao passo que, por meio de uma análise sociológica, Nabuco preconizou o "despotismo esclarecido" da Coroa, capaz, segundo ele, de quebrar o poder oligárquico e implementar as necessárias reformas sociais. No presente artigo, a partir do recurso direto à documentação primária, analisa-se tal debate, não tanto para esmiuçar as diferenças entre os dois políticos, considerados em suas personalidades individuais, mas para ilustrar uma questão mais ampla, que remonta ao percurso da construção da democracia brasileira. A comparação entre os discursos de Rui Barbosa e Joaquim Nabuco ilustra o dilema entre priorizar reformas políticas e priorizar reformas sociais...

A federação enquanto topos na construção do estado-nação: formalismo como retórica estratégica em Rui Barbosa

Barreto, Laila Iafah Goes; Castro Júnior, Torquato da Silva (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
O tema da presente dissertação refere-se ao federalismo desenvolvido por Rui Barbosa no final do séc. XIX. A obra ruiana Queda do Império é utilizada como fonte dos argumentos justificadores da opinião federalista. O objetivo específico é investigar a inserção do discurso jurídico-político de matiz norte-americana no Brasil. Tal investigação realiza-se sob uma perspectiva retórica, ou seja, a história da ideia “federação” é percebida como realidade criada a partir dos símbolos linguísticos. É a análise retórica proposta por Ottmar Ballweg, a qual abrange os níveis retóricos material, estratégico e analítico. O capítulo primeiro trata das escolhas éticas feitas por Rui Barbosa, que influenciaram sua teoria federalista. A partir daí, seguindo a divisão de Ballweg, o capítulo segundo caracteriza os discursos difundidos no Brasil da segunda metade do séc. XIX, correspondendo à análise do nível material. Em seguida, são desnudadas as estratégias forjadas para convencer a nação e, pois, as estruturas tópicas e as figuras de linguagem empregadas. O capítulo terceiro trata das práticas utilizadas para desconstruir o discurso monarquista e o quarto daquelas criadas para construir o federalismo brasileiro. É o nível estratégico. Por fim...

Teodoro Sampaio e Rui Barbosa no tabuleiro da política: estratégias e alianças de homens de cor (1880-1919)

Albuquerque,Wlamyra
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
O artigo busca analisar, com base em episódios protagonizados por Teodoro Sampaio e Rui Barbosa, condições e forma de atuação política de homens de cor, entre 1880 e 1919. A trajetória de Sampaio nos permite perceber como um homem de cor, constituído num dos mais tradicionais redutos escravistas nas Américas, interpretou as relações e a gramática política que o forjaram como sujeito no pós-abolição. Teodoro Sampaio atravessou a década de 1880 buscando arregimentar recursos financeiros e políticos que garantissem a compra da alforria dos seus três irmãos e a consolidação da sua carreira de engenheiro. Já Rui Barbosa, branco, jurista, jornalista e político liberal, viveu o mesmo período empenhado na campanha emancipacionista e na luta abolicionista. Em 1919, Sampaio, já renomado, apoiou a campanha presidencial de Rui Barbosa. Naquela ocasião, o passado escravista e a cidadania da população negra justificaram as posições políticas de ambos. As fontes utilizadas são discursos, jornais, correspondência pessoal e inventários.

Lugar de morada como lugar de memoria : a construção de uma casa museu, a Casa de Rui Barbosa - RJ; Place of living as place of memory : the construction of house museum, the Rui Barbosa's House - RJ

Rosaelena Scarpeline
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.52%
Estudaremos a Casa Museu Rui Barbosa, situada no Rio de Janeiro, local que Rui e sua família ocuparam por 28 anos e que com sua morte em 1923, que foi vendida para governo brasileiro para ser transformado em um Museu Biblioteca. Ao ser institucionalizada como lugar de memória, deixou de ser residência de um homem público e passou a ser um bem, uma referência à sociedade e a nação. Uma casa que deve ser preservada, não por ser um exemplar arquitetônico de sua época, mas por ser um marco histórico, um monumento, local onde deve ser reverenciada a presença de seu proprietário, para que não caia no esquecimento coletivo seus feitos e saberes. Sabemos que a função principal de uma Casa Museu é, através da narrativa histórica do patrimônio material e imaterial, criar uma ambientação crível que levará o visitante a compartilhar a vivência de seu personagem símbolo, adquirindo conhecimento. Partindo desse principio vamos delinear quais são os caminhos utilizados para nortear a montagem de uma casa museu, nos inserindo em um universo multidisciplinar em busca do embasamento necessário a sua museografia. Pois reforçando igualdades e diferenças, somos responsáveis por tecer a teia que vai reforçar a presença do personagem símbolo...

A participação de Rui Barbosa na reforma eleitoral que excluiu os analfabetos do direito de voto no Brasil

Leão, Michele de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.63%
O presente estudo tem como objetivo verificar a participação e a influência de Rui Barbosa na reforma eleitoral para introdução do voto direto no Brasil que, resultando na Lei Saraiva (1881), acabou por excluir os analfabetos do direito de voto. Esta pesquisa também busca: investigar qual era o liberalismo que Rui Barbosa representava e qual a posição assumida por ele no contexto da reforma eleitoral; examinar por que, para o governo e as elites, até mesmo para a grande maioria dos parlamentares liberais, especialmente no que se refere a Rui Barbosa, que se posicionou fortemente pela “exclusão” dos analfabetos do direito de voto, o voto dos analfabetos passou a ser um problema, o que não era até então; e, constatar qual o entendimento de classe social que norteava o pensamento de Rui Barbosa no momento em que ele afirmou que a reforma eleitoral, ao excluir o analfabeto do direito de voto, não estaria constituindo uma exclusão de classe. O presente estudo realiza uma interface entre a História Social e a História Política. Pois, essa pesquisa procura relacionar questões políticas com as suas correlativas questões sociais. Assim, apesar de minha atenção estar voltada continuamente para uma figura de destaque da política nacional...

Rui Barbosa and the Roman Law; Rui Barbosa e o direito romano

Alves, José Carlos Moreira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
The school registration of Rui Barbosa in the Law school of Recife, the studies of the jurist with relation to discipline Roman law, the transference for the Law school of São Paulo, to course the third year where ones of the chairs was the Patriot Civil law, with comparative analysis as Roman law. The professor who teach it was Jose Bonifácio, "junior", for which had great admiration revealing appraises it in famous conference in the year of l886.; A matrícula de Rui Barbosa na Faculdade de Direito do Recife, os estudos do jurista com relação à disciplina de Direito Romano, a transferência para a Faculdade de Direito de São Paulo, a fim de cursar o terceiro ano em que umas das cadeiras era a de Direito Civil Pátrio, com análise comparativa com o Direito Romano O professor que a lecionava era José Bonifácio, o moço. pelo qual tinha grande admiração manifestando o apreço em famosa conferência no ano de 1886.

O mártir, o humanista, o pedagogo: a contemporaneidade de Rui Barbosa e a educação nas comemorações do centenário de seu nascimento (1949)

de Faria Filho, Luciano Mendes; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Este artigo busca analisar as intervenções de três intelectuais brasileiros – Clemente Mariani, Lourenço Filho e Fernando Azevedo – na celebração do centenário de Rui Barbosa em 1949. Mais especificamente, analisa como eles abordam a questão da educação na obra de Rui Barbosa. O texto estabelece uma relação entre as celebrações do centenário e a publicação das Obras Completas de Rui Barbosa, atividade esta cujo investimento inicial data do final da década de 1930 e que logrou publicar o primeiro tomo das obras em 1942. Ambos os movimentos – a publicação das Obras Completas e a celebração do centenário – fazem parte de um mesmo investimento de demonstrar, a um só tempo, a atuação marcante do jurista, político e intelectual baiano na defesa das mais nobres causas, dentre elas a da educação, e a sua contemporaneidade na discussão dos grandes desafios que marcam o país naquele momento.

A PRIMEIRA ENCRUZILHADA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA: OS CASOS DE RUI BARBOSA E DE JOAQUIM NABUCO

Lynch, Christian Edward Cyril; UFF
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
O advento do discurso liberal-democrático no Brasil ocorreu no momento em que as forças oligárquicasreuniram elementos para contestar a preeminência da Coroa sobre as estruturas políticas imperiais. Apromoção da abolição da escravatura pela Coroa, contudo, gerou um curto-circuito na forma como, atéentão, liberalismo e democracia vinham sendo articulados. Nesse sentido, o contraste entre as posturas deRui Barbosa e de Joaquim Nabuco é exemplar. A partir de uma perspectiva universalista normativa, RuiBarbosa seguiu a cartilha doutrinária liberal, correndo o risco de entregar o poder às oligarquias, aopasso que, por meio de uma análise sociológica, Nabuco preconizou o “despotismo esclarecido” da Coroa,capaz, segundo ele, de quebrar o poder oligárquico e implementar as necessárias reformas sociais. Nopresente artigo, a partir do recurso direto à documentação primária, analisa-se tal debate, não tanto paraesmiuçar as diferenças entre os dois políticos, considerados em suas personalidades individuais, mas parailustrar uma questão mais ampla...

ASPECTOS DA VERTENTE INTERNACIONAL DO PENSAMENTO POLÍTICO DE RUI BARBOSA

Garcia, Eugênio Vargas; Universidade de Brasília – UnB
Fonte: Textos de História. Revista do Programa de Pós-graduação em História da UnB. Publicador: Textos de História. Revista do Programa de Pós-graduação em História da UnB.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
É matéria consensual que durante a República Velha foram assentadas as bases da política exterior do Brasil neste século, tendo à frente a figura do barão do Rio Branco, tido por muitos como o "fundador da moderna diplomacia do país". Registre-se, no entanto, que outros nomes também se destacaram no período, sobressaindo, dentre eles, o de Rui Barbosa. Seu nome costuma ser lembrado quando se trata de realçar a vocação universalista da diplomacia brasileira, sobretudo no tocante à defesa pelo Brasil de princípios tradicionais de respeito ao direito internacional, em sua maior parte hoje consubstanciados no artigo 4o da Constituição de 1988. Embora não tendo participado diretamente do processo decisório das relações exteriores, com a exceção significativa de sua atuação na Segunda Conferência de Haia, Rui Barbosa deixou um número de discursos e pronunciamentos suficientes para caracterizar em linhas gerais a sua visão do meio internacional. Este artigo tem por finalidade apresentar, de forma sumária, o essencial de seu pensamento em termos de política externa e relações internacionais.

Los textiles como objeto de conocimiento en el "Proyecto de Renovación Museográfica" del Museu Casa de Rui Barbosa, Río de Janeiro (Brasil)

García Neira,Luz
Fonte: Instituto Nacional de Antropología e Historia, Escuela Nacional de Conservación, Restauración y Museografía Publicador: Instituto Nacional de Antropología e Historia, Escuela Nacional de Conservación, Restauración y Museografía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
66.28%
Este artículo presenta tanto el "Proyecto de Renovación Museográfica" de textiles desarrollado en el Museu Casa de Rui Barbosa como su justificación y los puntos principales de la metodología de investigación, y aclara cómo la museografía puede utilizar los textiles decorativos con el fin de explotar conceptos de historia económica y social de su contexto.

EDUCAÇÃO INTEGRAL, ENSINO INTEGRAL E TEMPO NO PENSAMENTO DE RUI BARBOSA

Bonato, Nailda Marinho da Costa; Coelho, Lígia Martha Coimbra da Costa; Menezes, Janaína Specht da Silva
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
A partir da Reforma Leôncio de Carvalho, Rui Barbosa, relator da Comissão de Instrução Pública, elaborou seus “Pareceres sobre a Reforma do Ensino Primário, Secundário e Superior”. O que nos interessa, nessa série de pareceres, são os referentes ao ensino primário.  Ao tratar de “Métodos e programa escolar”, o jurista defende o “princípio do ensino integral” (p.57) e a necessidade de “instrução integral” (p.60). Levando em conta nosso campo de investigação, perguntamos: O que Rui Barbosa entendia por ensino integral? Qual sua concepção acerca do mesmo? Relacionava ensino integral com tempo integral na escola primária? O estudo que propomos se inscreve como parte da pesquisa institucional “Tempo integral e educação integral no Ensino Fundamental”, em andamento, financiada pelo Observatório da Educação, no âmbito da CAPES/INEP e que apresenta, como um de seus objetivos “Identificar e historicizar concepções e práticas de educação integral em tempo integral, ao final do século XIX e ao longo do século XX”. Para compor nossa análise, trabalharemos com os textos da Reforma e dos Pareceres e com referencial teórico acerca das categorias educação integral e tempo integral, visando contextualizar as reflexões de Rui Barbosa em torno da questão.

SOCIEDADE, ESTADO E EDUCAÇÃO: As várias facetas de Rui Barbosa

Machado, Maria Cristina Gomes
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Neste artigo analisamos a concepção de Rui Barbosa acerca da Sociedade, do Estado e da Educação. Tomamos como recorte temporal o período de 1878 quando este iniciou sua carreira política até o ano de sua morte, 1923. Para a realização dessa pesquisa utilizamos fontes diversas, tais como: os livros escritos pelo autor, escritos para jornais, cartas, programa de governo apresentado quando de sua campanha à presidente da República, pareceres parlamentares, discurso de paraninfo, entre outros. Tais fontes revelam a luta que o autor travava para divulgar e conseguir adeptos às suas ideias. Partimos do pressuposto de que Rui Barbosa tinha um projeto para a sociedade brasileira no qual buscava sua modernização. Modernizar para o autor significava desenvolver economicamente o país por meio da agricultura e da indústria, estabelecer o trabalho assalariado, constituir uma sociedade republicana, alfabetizar a maior parte da população. Nesse processo a educação tinha importante papel, porém não poderia ser isolada do conjunto das transformações necessárias à sociedade.

RUI BARBOSA NO PENSAMENTO EDUCACIONAL BRASILEIRO NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX

Faria Filho, Luciano Mendes de; Inácio, Marcilaine Soares
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Este artigo trata da presença das produções de Rui Barbosa no pensamento educacional brasileiro da primeira metade do século XX. A proposta inicial da nossa pesquisa era analisar a presença desse autor em pelo menos uma obra dos principais intelectuais da educação brasileira publicadas entre 1906 – ano da 2ª edição do livro “A educação brasileira”, de José Veríssimo –, e 1945 – livro, Noções de história da educação, de Theobaldo Miranda Santos.  Para isto, realizamos uma pesquisa para entender a forma os  “pensadores da educação” – José Veríssimo, Lourenço Filho, Fernando Azevedo e outros autores de reconhecida importância na historia do pensamento educacional brasileiro – mobilizaram os textos de Rui Barbosa em suas produções sobre educação brasileira ao longo da primeira metade do século XX.