Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Sociedade Tarja Preta: uma crítica à medicalização de crianças e adolescentes; Black label society: a critique regarding the medicalization of children and adolescents

Toassa, Gisele
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
16.86%
Como breve análise do livro "Medicalização de crianças e adolescentes: conflitos silenciados pela redução de questões sociais a doenças de indivíduos", esta resenha contextualiza a importância da publicação na crítica contemporânea à invenção de (psico)patologias e tratamentos a elas destinados. O livro logra, de forma extremamente rigorosa, desconstruir as "bases científicas" que sustentam o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), mostrando como a indústria farmacêutica vem ocultando sistematicamente os profundos efeitos colaterais do princípio ativo destinado a tratá-lo (o metilfenidato, presente na Ritalina® e Concerta®). Com textos de profissionais vinculados à saúde e educação, nas mais diferentes áreas do conhecimento, o livro representa uma notável coalizão de esforços em benefício da promoção dos direitos de crianças e adolescentes.

Alterações no comportamento e na densidade dos receptores de adenosina em diferentes estruturas cerebrais de camundongos adultos tratados com metilfenidato (ritalina)

Mioranzza, Sabrina; Moreira, Julia D; Vinade, Elsa; Costa, Marcelo S; Souza, Diogo O
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.86%

A explosão do consumo de Ritalina

Silva, Ana Carolina Pereira da; Luzio, Cristina Amélia; Santos, Kwame Yonatan Poli dos; Yasui, Silvio; Dionisio, Gustavo Henrique
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 44-57
POR
Relevância na Pesquisa
38.16%
A sociedade atual vive desde a década de 50 uma “revolução psicofarmacológica”, em que os avanços tecnológicos da psiquiatria e da neurologia possibilitam a criação de dispositivos que conseguem ter uma melhor visualização do funcionamento físico-químico do cérebro, onde o paradigma de tratamento de sofrimento psíquico passou a ser baseado na utilização de psicotrópicos. Dessa forma, a medicina buscou tratar neurocientificamente comportamentos desviantes da norma social. Nesse cenário, o diagnóstico do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) desponta com certa freqüência e com uma constância ainda maior o uso de Ritalina, nome comercial do metilfenidato, no tratamento do suposto transtorno, principalmente em crianças. Esse presente trabalho faz uma reflexão, a partir de uma revisão bibliográfica, a cerca do aumento do consumo de Ritalina nos últimos anos, procurando problematizar a forma indiscriminada de diagnosticar e tratar o TDAH.

Gestão no "Mundo da Lua": O discurso médico-psiquiátrico sobre o TDAH na Imprensa Leiga (1998-2013)

Rossetti, Ângela Maria
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 123 páginas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.86%
TCC (graduação)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, História.; O presente trabalho objetiva dar visibilidade a um fenômeno relativamente recente em nossos dias que é a caracterização médica-psiquiátrica do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade – o TDAH. Este teve seu diagnóstico assente em um discurso neurobiológico a partir de sua inserção no DSM-IV, de 1994, que o definiu como um transtorno de ordem neural e genético. Assim designado, tal diagnóstico permitiu doravante a instauração de uma terapêutica medicamentosa para os quadros considerados passíveis de intervenções. No sentido de “desnaturalizar” tal diagnóstico, o estudo ora apresentado procura problematizar alguns elementos que o engendram, com intenção de apontar as condições históricas que possibilitaram seu aparecimento e alguns desdobramentos que acompanham o movimento no qual está inserido.

A experiência do uso de metilfenidato em adultos diagnosticados com TDAH

Caliman,Luciana Vieira; Rodrigues,Pedro Henrique Pirovani
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.86%
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é visto pelas autoridades médicas internacionais como um problema de ordem pública. O TDAH é envolto em questões que fazem urgir o debate acerca dos efeitos do diagnóstico e sua crescente difusão, entre as quais se destacam a recente expansão do diagnóstico para incluir o adulto e o vertiginoso aumento do consumo do metilfenidato. Como o fornecimento público do metilfenidato é contemplado pela Assistência Farmacêutica do Espírito Santo, a presente pesquisa tem por objetivo analisar os efeitos da Política Estadual de Assistência Farmacêutica referente ao TDAH na produção de subjetividade dos sujeitos que solicitam o metilfenidato. Busca-se abordar as experiências dos usuários no curso de seu tratamento medicamentoso. Foram realizadas entrevistas com solicitantes do metilfenidato maiores de 19 anos residentes em Vitória. Como resultado, percebeu-se que os efeitos advindos do diagnóstico e do uso do medicamento são mais diversos do que os comumente relatados e quase sempre experienciados de forma conflituosa e ambivalente. Ao mesmo tempo, tanto a Ritalina quanto o TDAH parecem funcionar como tecnologias subjetivas que, em sua relação com os sujeitos diagnosticados...

A ritalina no Brasil: produções, discursos e práticas

Ortega,Francisco; Barros,Denise; Caliman,Luciana; Itaborahy,Claudia; Junqueira,Lívia; Ferreira,Cláudia Passos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
38.42%
O objetivo do artigo é apresentar uma pesquisa em andamento sobre as representações sociais da ritalina no Brasil entre 1998 e 2008. Nesse período, houve um incremento considerável do uso da medicação e sua expansão para outros fins além dos terapêuticos. A ritalina tem sido usada tanto para o tratamento de patologias da atenção como para melhoria de funções cognitivas em pessoas saudáveis. A pesquisa se desdobra em dois campos de investigação, com metodologias diferenciadas. O primeiro campo investiga as publicações brasileiras, científicas e em mídia popular, sobre a ritalina, analisando os argumentos que justificam seu uso e a difusão dos resultados científicos para o público leigo nos jornais de grande circulação. O segundo campo de investigação usa a metodologia de grupos focais para explorar as representações sociais de universitários, pais de universitários e profissionais de saúde, acerca do uso da ritalina para o aprimoramento do desempenho cognitivo.

A droga da obediência: medicalização, infância e biopoder: notas sobre clínica e política

Decotelli,Kely Magalhães; Bohre,Luiz Carlos Teixeira; Bicalho,Pedro Paulo Gastalho de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
17.56%
A questão do não aprendizado na escola vem sendo alvo de inúmeras pesquisas em diversas áreas do conhecimento, e, sobremaneira, na Psicologia. Parte das discussões gira em torno de indicar as origens ou as causas, em que se destaca o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, um problema orgânico, da alçada médica, cuja solução seria a Ritalina. Assim, rapidamente como se constitui o problema, se diagnostica e se resolve. Este artigo propõe uma reflexão acerca do não aprender, analisando de que forma isso é tomado como um problema, sendo a infância, ela mesma, forjada e apreendida sob o escopo da Medicina. Como disparador dessa questão, recorremos a uma abordagem crítica do uso abusivo da Ritalina e ao conceito de biopolítica, que situa a gênese do saber médico no controle das formas de vida, constituindo um saber sobre os modos de viver, de ser criança. Muitas vezes, a Psicologia, como disciplina e campo de saber, incide nessa seara corroborando os processos de medicalização da vida. Propomos uma outra prática, imersa na problemática gênese biopolítica: uma clínica-política, na qual a Psicologia possa reapropriar-se das constituintes cognitivas e coletivas que compõem essa temática.

Sociedade Tarja Preta: uma crítica à medicalização de crianças e adolescentes

Toassa,Gisele
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
16.86%
Como breve análise do livro "Medicalização de crianças e adolescentes: conflitos silenciados pela redução de questões sociais a doenças de indivíduos", esta resenha contextualiza a importância da publicação na crítica contemporânea à invenção de (psico)patologias e tratamentos a elas destinados. O livro logra, de forma extremamente rigorosa, desconstruir as "bases científicas" que sustentam o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), mostrando como a indústria farmacêutica vem ocultando sistematicamente os profundos efeitos colaterais do princípio ativo destinado a tratá-lo (o metilfenidato, presente na Ritalina® e Concerta®). Com textos de profissionais vinculados à saúde e educação, nas mais diferentes áreas do conhecimento, o livro representa uma notável coalizão de esforços em benefício da promoção dos direitos de crianças e adolescentes.

Interferência do cloridrato de metilfenidato no desempenho de escolares com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade; The interference of methylphenidate hydrochloride in school performance of students with attention deficit disorder/hyperactivity disorder

Bezerra, Claudia Santos Gonçalves Barreto
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.86%
The attention deficit/hyperactivity disorder is a neurodevelopmental disorder provided in the International C lassification of Diseases (ICD) characterizing a continuing pattern of attention deficit and/or hyperactivity/impulsivity with more intense and higher rates than what presented by individuals at the same development level. This dissertation was organized u sing the models of scientific articles analyzing the results from school performance by students of the Colégio de Aplicação (a school maintained by a university) of the Federal University of Goiás, 7 to 14 age group with and without ADHD diagnosis. Initia lly, the prospective observational study to assess comparative effectiveness involved 355 students and investigated the results from school performance by 60 of them before and during Methylphenidate - based treatment (MPH) and psychotherapy compared with th e control group. The students had their school performance and treatment adherence monitored for the first eight months. The literature review on the theme is presented in the first article submitted to the journal “Revista Ciência & Saúde Coletiva” (Journ al of Science and Collective Health), entitled “ Methylphenidate - based treatment and school performance by students with attention deficit/hyperactivity disorder : integrative literature review”. The review included scientific articles published from 2006 to 2013. Six hundred and sixteen out of the 629 articles found did not meet the criteria for inclusion and 13 were part of the sample. Most of the studies emphasized that the group of children with ADHD undergoing methylphenidate - based treatment improved the ir performance compared with the group of children with ADHD with no records for the treatment and stimulant - based therapies are more beneficial in the long term. The second article...

Relatório de Estágio da Prática de Ensino Supervisionada

Costa, Sandra
Fonte: Instituto Politécnico da Guarda Publicador: Instituto Politécnico da Guarda
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.86%
Este documento, elaborado no âmbito curso de Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico proporcionou a oportunidade de complementar a minha formação na vertente prática no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Para além da referência à prática de ensino supervisionada este trabalho contempla também uma componente investigativa. A temática escolhida para objeto de estudo foi a Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) da criança em contexto de sala de aula. Partindo de um caso concreto da turma do 1º ano da Escola do 1º CEB de S. Julião, Gouveia, realizou-se, no âmbito da referida prática, uma investigação qualitativa e o estudo de caso, utilizando técnicas de recolha de dados que permitissem conhecer o trabalho pedagógico desenvolvido com o aluno referenciado, seguido da implementação de um plano de intervenção constituído por estratégias direcionadas para crianças com PHDA que envolveu os profissionais que diretamente trabalham com o aluno e a sua família. Os resultados obtidos, no curto espaço de tempo de implementação do estudo, evidenciam que a intervenção psicoterapêutica e a técnica cognitivo- comportamental quando combinada com a intervenção farmacológica - Ritalina (metilfenidato) favorece o sucesso educativo deste aluno.

A critica a medicalização da aprendizagem na produção academica nacional; A critical look at the national production regarding medicalization of learning

Juliana Garrido Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.86%
A idéia de que dificuldades de aprendizagem na escola, entre crianças sem nenhuma deficiência evidente, são causadas por problemas neurológicos é cada vez mais aceita no Brasil. Fala-se de uma doença que, apesar de constituir objeto de numerosas pesquisas, até hoje não conseguiu ser evidenciada. Apesar da ausência de comprovação, um número crescente de crianças vem sendo diagnosticadas como portadoras de transtorno por déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e de dislexia. Trata-se de um processo de medicalização da aprendizagem de crianças em idade escolar, processo em que, dos inúmeros elementos constituintes do processo de aprendizagem, são objeto de reflexão exclusivamente aqueles de base biológica. Em consequência disso, muitos alunos são tratados com drogas psicotrópicas, como a Ritalina®, que causam dependência química e perda severa do apetite implicando em retardo do crescimento, entre outros efeitos de extrema gravidade, alguns fatais. A pesquisa aqui relatada realizou uma revisão bibliográfica da produção acadêmica nacional a fim de avaliar a penetração do tema 'medicalização da aprendizagem' entre pesquisadores brasileiros das áreas de educação, medicina e psicologia. O levantamento foi feito a partir do Banco de Teses da CAPES e o universo de dissertações e teses analisadas permitiu apreender que o conceito de medicalização vem sendo usado inadequadamente por alguns pesquisadores; e que aqueles que o usam com propriedade...

La música como estrategia terapéutica central en la intervención del trastorno de déficit de atención con hiperactividad-tdah- en un niño de seis años de la comuna uno de la ciudad de Medellín- 2012.

Daza Duque, Wilson
Fonte: Universidad Nacional Abierta y a Distancia UNAD Publicador: Universidad Nacional Abierta y a Distancia UNAD
Tipo: Proyecto_Aplicado_o_Tesis Formato: pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
16.86%
Imágenes, Gráficas.; El presente estudio de caso demuestra la potente influencia de la música, especialmente el aprendizaje de un instrumento de percusión, en la intervención integral que un niño de 6 años en condición de vulnerabilidad, que había sido diagnosticado con Trastorno de Déficit de Atención con Hiperactividad TDAH y tratado con el medicamento Ritalina desde sus 6 años de edad. Además se constituye en una reflexión crítica sobre como el TDAH, se ha convertido en el trastorno de mayor diagnóstico en la primera infancia y como se hace por parte de personas sin preparación para hacerlo, demuestra así, como en este caso en particular, se trataba de una insuficiencia familiar, escolar y social para hacerse cargo una responsabilidad fundamental de una crianza integral del niño, y la imposibilidad de ver la potencialidad de desarrollo del mismo.; This case study demonstrates the powerful influence of the music, especially the learning of a percussion instrument, in the comprehensive intervention for a child of 6 years in a condition of vulnerability, which had been diagnosed with Attention Deficit Disorder with Hyperactivity ADHD and treated with the drug Ritalin from their 6 years of age. In addition it is a critical reflection on...

Medicaliza????o infantil: uma vis??o subjetiva pela ??tica do adulto

Silva, Deborah Cristina Costa e
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.86%
Esse artigo ?? embasado em uma pesquisa de campo feita com m??es de alunos em idade escolar. O tema central ?? o uso de medicamentos pelas crian??as, mais especificamente a ritalina. Sendo assim objetivo geral desse estudo ?? compreender a din??mica da medicaliza????o infantil pela vis??o dos pais e/ou respons??vel. E os objetivos espec??ficos s??o: compreender os diferentes posicionamentos frente ao mesmo diagn??stico e de que forma a escola se torna participante desse processo. O m??todo ?? a partir da perspectiva construtiva interpretativa, e os instrumentos foram uma entrevista semiestruturada, din??mica conversacional e din??mica com fotos. Torna-se evidente, a partir da constru????o da informa????o, que os pais se tornam ref??ns da l??gica da medicaliza????o, tendo de procurar recursos para compreender e saber como agir no caso de diagn??sticos inesperados. Conclui-se que a subjetividade social das escolas acaba sendo regulada direta ou indiretamente pelo saber m??dico durante o processo de medicaliza????o.

Análise da dinâmica da rede cerebral por meio da teoria dos grafos

Couto, Jefferson Leal
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
16.86%
Através da Ressonância Magnética Funcional no estado de repouso (RMf-er) podemos analisar a conectividade funcional entre as diversas áreas do cérebro. Entretanto, estudos recentes mostram que a correlação desta conectividade sofre flutuações ao longo do tempo (Dynamic Resting State). No presente trabalho, foi feita uma análise por intermédio de métricas da Teoria dos Grafos da variabilidade da correlação entre as áreas cerebrais através de técnicas de janelamento. Para este estudo, foram utilizadas imagens de 15 pacientes com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e que passaram por um tratamento clínico com o uso do medicamento (Ritalina®). As imagens de ressonância foram adquiridas antes do pré-tratamento (Visita 1 - PRÉ) e após 6 meses de tratamento (Visita 2 – PÓS). Foram desenvolvidas métricas de Teoria dos Grafos (TG) para janelas entre 75 e 150s geradas a partir da correlação entre as diversas regiões, após aplicar uma máscara que dividiu o cérebro em 190 áreas. Os resultados encontrados apresentaram dados estatisticamente relevantes para a métrica do comprimento do caminho característico. Foram gerados também gráficos que apresentam as flutuações de cada uma das métricas. Na análise dos gráficos foi possível identificar um aumento do valor médio do comprimento do caminho característico após o tratamento com o fármaco para a maioria dos pacientes.Entretanto...

Sleep deprivation in medical students in service at the basic health units and its consequences; A privação de sono nos alunos da área de saúde em atendimento nas Unidades Básicas de Saúde e suas consequências

Castilho, Carla Prado; Limas, Ludy Mila Dias de; Monteiro, Mariane Lago; Silva, Pedro Henrique Maia Nogueira da; Bueno, Helvécio; Fari, Talitha Araújo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
16.86%
Introduction: The undergraduate students belong to a group with high probabilities to show daily excessive somnolence and bad sleep quality. Objective: The objective of this article was to investigate the sleep deprivation of students from the health area, who work at attendance in UBS, Paracatu-MG, with the purpose to show this reality and develop solutions to solve this problems. Methods: The study is cross-sectional and was used questionnaires to interview Results: It was observed about the sleep time per night that 34% sleeps on an average of 7 hours. About the use of medicines to maintain awake for a long period of time, 4.1% reported the use, 60% of which uses Ritalin. The deprivation of sleep changes the academic performance of 88.54% of the respondents. Conclusion: From the article, it was verified that the majority of the students from the health area of UBS, Paracatu-MG, sleep an average 7 hours, which is related with the bad sleep quality, resulting in a low academic performance.; Introdução: Os estudantes de graduação pertencem a um grupo com altas probabilidades de apresentar sonolência diurna excessiva e má qualidade do sono. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi investigar a privação do sono dos estudantes da área de saúde em atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Paracatu-MG...

Ao que devemos estar atentos? Elogio à distração?

Laureano, Pedro Sobrino; PUC-RJ
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade Publicador: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
16.86%
O objetivo deste artigo é problematizar o uso crescente, no mundo contemporâneo, do fármaco Ritalina, concomitante ao crescimento do diagnóstico de TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade). Buscamos questionar porque, então, a distração e a hiperatividade constituem um problema para a subjetividade atual. Encontramos em autores como Freud, Bergson, Deleuze e Foucault uma caracterização da subjetividade e da sociedade que permite pensarmos a distração como criação subjetiva. Neste sentido, a subjetividade se produziria no intervalo mesmo entre um estímulo externo e a ação imediata, necessitando de um tempo de espera para se constituir.  Tempo este que se encontraria cada vez mais encurtado, na atual sociedade de controle. 

A ritalina no Brasil: produções, discursos e práticas

Ortega,Francisco; Barros,Denise; Caliman,Luciana; Itaborahy,Claudia; Junqueira,Lívia; Ferreira,Cláudia Passos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
38.42%
O objetivo do artigo é apresentar uma pesquisa em andamento sobre as representações sociais da ritalina no Brasil entre 1998 e 2008. Nesse período, houve um incremento considerável do uso da medicação e sua expansão para outros fins além dos terapêuticos. A ritalina tem sido usada tanto para o tratamento de patologias da atenção como para melhoria de funções cognitivas em pessoas saudáveis. A pesquisa se desdobra em dois campos de investigação, com metodologias diferenciadas. O primeiro campo investiga as publicações brasileiras, científicas e em mídia popular, sobre a ritalina, analisando os argumentos que justificam seu uso e a difusão dos resultados científicos para o público leigo nos jornais de grande circulação. O segundo campo de investigação usa a metodologia de grupos focais para explorar as representações sociais de universitários, pais de universitários e profissionais de saúde, acerca do uso da ritalina para o aprimoramento do desempenho cognitivo.