Página 1 dos resultados de 530 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

O riso na cultura medieval : actas do Colóquio Internacional

COLÓQUIO INTERNACIONAL O RISO NA CULTURA MEDIEVAL, Funchal, 2003
Fonte: Universidade Aberta Publicador: Universidade Aberta
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
47.79%
O Centro de Estudos Medievais da Universidade da Picardia, o Departamento de Língua e Cultura Portuguesas da Universidade Aberta e o Departamento de Estudos Anglísticos e Germanísticos da Universidade da Madeira organizaram, em parceria, um Colóquio Internacional subordinado ao tema «O Riso na Cultura Medieval». O Colóquio decorreu nas instalações da Reitoria da Universidade da Madeira, no Funchal, nos dias 4 e 5 de Junho de 2003, tendo o evento sido acolhido com bastante entusiasmo, tanto por parte de investigadores, como por parte das forças vivas da região (órgãos oficiais, alunos e professores da Universidade da Madeira e população em geral). A riqueza e diversidade das comunicações apresentadas favoreceram a discussão e a troca de ideias, confirmando a complexidade do assunto proposto, o que, mutatis mutandis, se reflecte nos artigos reunidos nas presentes Actas. Além dos Estudos Literários, que constituem a área predominante, também são apresentados estudos e reflexões que se enquadram em outros campos do Saber, como a Linguística ou a História. A multiplicidade das abordagens apresentadas só encontra um paralelo na variedade das formas de riso consideradas, bom ou mau, lícito ou ilícito...

Deglutição cultural: riso e riso reduzido no Brasil da última década do século XX; Analysis of the link between History and laughter in three texts produced in Brazil in the last decade of the twentieth century

Nigris, Mônica Eboli de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
Esta tese tem por objetivo analisar a articulação entre riso e história em três textos de gêneros distintos, produzidos na última década do século XX a saber: o romance Avante, soldados: para trás, de Deonísio da Silva; o longa metragem Carlota Joaquina: princesa do Brazil, de Carla Camurati; a minissérie Caramuru: a invenção do Brasil, de Guel Arraes. As três obras apresentam pano de fundo histórico, abordando diferentes episódios da História do Brasil. O primeiro narra o percurso de uma tropa brasileira em um importante momento da Guerra do Paraguai; o segundo relata a história de Carlota Joaquina, esposa de D. João VI e a vinda da coroa portuguesa para o Brasil no início do século XIX e o terceiro conta sobre a união de um português, Diogo Álvares, com uma índia tupinambá, Paraguaçu, na primeira década do século XVI. As produções culturais mencionadas serão analisadas com base na teoria semiótica da cultura de Lotman e na teoria da carnavalização de Bakhtin. Este último fornece os elementos para que se compreendam as formas de riso e riso reduzido que se apresentam nas obras.; This thesis has the aim to analyse the link between History and laughter in three texts which belong to different genre and were produced in the last decade of the twentieth century. The three works are: the novel Avante...

O riso nas brechas do siso

Lulkin, Sérgio Andrés
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
A tese aborda o humor e o riso na educação, sob duas perspectivas: a primeira, os compreende como objetos da história e da filosofia conforme a tradição ocidental; a outra, na qual o bufão, valendo-se dos dispositivos do riso e da máscara, é o arquétipo que vem dialogar com o professor e acompanhar o processo pedagógico. A tese advoga por um personagem conceitual, de caráter grotesco, para tensionar a lógica dos discursos. A metodologia, embalada pelos matizes de Nietzsche quando desenha um futuro para a Gaia Ciência, potencializada por Bakhtin e a condição coletiva dos enunciados, sustentada entre a tensão da razão estética, de Chantal Maillard, e o riso sagrado, de Georges Bataille, é a da dramatização no interior do pensamento. Esse exercício permite circular por dispositivos nos quais o diálogo do pedagogo com os seus parceiros se mobiliza e abre a guarda que impede a aproximação do contra-senso, no fronteira com a lógica previsível. Desde a tradição helênica até o mundo contemporâneo, o humor e o riso vão ganhando formas de controle e adequação, e aquilo que se presta ao ridículo/risível é cercado por seus limites éticos. A pesquisa permite uma aproximação com narrativas de professores e com registros detalhados de eventos escolares...

O riso popular nos Casos do Romualdo, de Simões Lopes Neto

Bastos Neto, Oscar Ferreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Esse trabalho pretende abordar o cômico e o riso presentes na obra “Casos do Romualdo” do escritor gaúcho Simões Lopes Neto. Por cômico, podemos entender as formas que uma produção artística assume com a intenção de provocar um efeito no leitor. O riso seria esse efeito, como resposta do leitor ao texto lido. Uma parte da fortuna crítica considerou o riso suscitado pelas histórias como um “desmistificador”, porque satírico, do mito do monarca das coxilhas, causado pela intenção do autor em ridicularizar a figura do gaúcho “herói”. Tal concepção social do riso, como “castigador dos costumes”, está alinhada com a crítica do riso adotada a partir do Romantismo e não esgota toda a riqueza da construção literária presente nesses “casos”. No entanto, outros críticos entenderam o riso dos casos como um “trabalho de artesão”, o qual insere a narrativa na tradição popular do riso. Na interpretação desse estudo, o cômico nos casos se dá mais pelas atitudes da personagem “Romualdo”, que diz coisas absurdas ou realiza ações insensatas, do que pela sátira ao mito do gaúcho. Esses procedimentos viram atitudes cômicas, funcionam como sistema e podem ser encontrados em histórias do folclore em outras culturas em diferentes épocas e em manifestações artísticas contemporâneas. Tal gama de realizações aponta para uma ocorrência sistemática de procedimentos cômicos...

Gente que ri : o riso em sala de aula

Farenzena, Vanessa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
A monografia aborda a questão do riso em sala de aula, onde ele surge e como pode influenciar as relações existentes entre alunos, entre alunos e professor. Construção que se dá a partir da pergunta de Larrosa1 (2000, p. 171) “o que acontece então na Pedagogia para que se ria tão pouco?”. Dialogando com autores como Larrosa (2000), Alberti (1999), Bergson (1987), Justo (2006), Lulkin (2007), entre outros, faz-se uma leitura de como eles compreendem o riso na história e sua presença na educação. A pesquisa se dá com 25 alunos de uma turma de terceiro ano do Ensino Fundamental, no município de São Leopoldo. Caracteriza-se como uma pesquisa de participação-observação, pois o ambiente da pesquisa é o mesmo de trabalho da pesquisadora. Das observações retirou-se seis cenas envolvendo situações em que o riso esteve presente, analisadas no diálogo com os autores acima citados. O procedimento para analise dos dados coletados caminha pela descrição detalhada da cena, identificação da situação em que se encontravam as pessoas que riam e qual era o objeto do riso. No desenvolvimento desse trabalho percebe-se a dificuldade e a importância de dar lugar ao riso em sala de aula. Dificuldade por ser ele um elemento que questiona e desestabiliza a ordem estabelecida. Importante por ser um potencializador do bom encontro...

A ironia e sua refrações: um estudo sobre a dissonância na paródia e no riso

Alavarce, Camila da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 212 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Estudos Literários - FCLAR; O presente trabalho concentra-se no estudo dos discursos caracterizados pela dissonância, mais especificamente, a ironia, a paródia e o riso. Em primeiro lugar, foram estudadas as especificidades de cada uma dessas modalidades e chegou-se à conclusão de que tais discursos são sempre constituídos pela tensão, pelo embate de vozes dissonantes. Em relação à ironia, trata-se de uma categoria que, além de se originar a partir da sobreposição de vozes antagônicas, provoca sensações também contraditórias naqueles que a “experimentam”, a partir do momento em que ocorre. Embora também reproduza um choque e se configure como resultado de uma diferença de postura entre dois planos, a paródia distancia-se, no presente trabalho, da visão tradicional de “canto ridicularizador”, funcionando, ao contrário, como uma inscrição de continuidade histórico-literária e atuando na revisão crítica de discursos anteriores. Em relação ao riso, foram privilegiadas as teorias de Schopenhauer, Baudelaire e Jean Paul, já que são estudos que proporcionam uma aproximação estrutural e filosófica entre os fenômenos do riso e os discursos irônicos e paródicos. Desse modo...

Riso e estratégias de poder: alianças atuais no governo das condutas

Cassoli, Tiago
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 172 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Psicologia - FCLAS; O presente trabalho propõe como campo de problematização a presença dos palhaços enquanto técnicos do riso em instituições hospitalares. Entendemos que os efeitos de objetivação destas ações, pelos saberes da psicologia e da medicina, oferecem novas materialidades para os atuais processos de subjetivação, voltados para o desenvolvimento de capital humano no interior de políticas públicas, que buscam a felicidade dos indivíduos e das populações mesmo em situações limites da existência como a morte, a doença, a guerra. Para tanto tomamos, como material de análise, as práticas discursivas da psicologia e da medicina a respeito dos palhaços humanitários que respondem aos objetivos das organizações não governamentais. As práticas analisadas surgem na década de oitenta, nos Estados Unidos da América e, a partir dos anos noventa consolidaram-se nos hospitais do Brasil e de vários outros países do mundo. Levantamos a hipótese de que o riso emerge nestas intervenções enquanto elemento de uma estratégia de governança das condutas em que o palhaço efetiva-se como uma tática do processo de humanização da saúde. O riso aparece na instituição como um indicador de saúde do indivíduo...

Dada e o riso

Nunes, Matheus Marques
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 216 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; O trabalho analisa a ligação entre o riso e as intervenções realizadas por vários artistas ligados ao Dada. Inicialmente buscamos contextualizar o riso enquanto manifestação cultural em diferentes momentos da história. Tentamos destacar, com isso, os seus inúmeros significados culturais. Também analisamos certas características da indústria cultural e as transformações sofridas pelo riso diante das novas modalidades de dominação. Enfatizamos, além disso, as implicações da racionalidade e da tecnologia como formas de ideologia nas sociedades capitalistas mais desenvolvidas. Ressaltamos, finalmente, algumas das principais implicações do riso mercadoria como uma forma privilegiada de manipulação das massas e as contradições entre as atitudes dadaístas e a prática de dominação fomentada pela indústria cultural.; This work analyses the connection between laugh and the interventions performed by several artists linked to Dada movement. Initially we try to characterize laugh as a cultural manifestation in different moments of history. With that we try to highlight its several cultural meanings. We also analyze certain aspects of culture industry and the transformations undergone by laugh in face of new forms of domination. Additionally we stress some of the main implications of commodity laugh as a privileged form of manipulation of masses and the contradictions between the dadaist attitudes and the practice of domination stimulated by culture industry.

Dramaturgia da atuação cômica : o desempenho do ator na construção do riso

Oliveira, José Regino de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, 2008.; O objetivo desse trabalho é refletir sobre o papel do ator na encenação cômica, as necessidades e especificidades que envolvem o trabalho do ator na construção do Riso. Para isso foram confrontados os estudos de Freud sobre o Chiste e sua Relação com o Inconsciente, o Sistema das Ações Físicas elaborado por Stanislavski, relatos de experiências colhidas em entrevistas com artistas que trabalham com a arte cômica ou já tiveram experiências com essa arte, minhas experiências com o grupo de Teatro Celeiro das Antas, como professor no departamento de Artes da Universidade de Brasília e como Palhaço. A análise desse material permitiu listar procedimentos para serem usados pelo ator com o objetivo de provocar o Riso. Muitos desses procedimentos são usados não apenas pelos atores, mas também pelas pessoas que utilizam o Riso como forma de comunicação. A proposta é ampliar o repertório de possibilidades dos artistas que trabalham com a produção do Riso. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This research aims to understand actor’s role in comical performances, as well as the specific characteristics and necessities which involve the actor’s work in provoking laughter. To achieve this goal...

Dialogia do riso: um novo conceito que introduz alegria para a promoção da saúde apoiando-se no diálogo, no riso, na alegria e na arte da palhaçaria

Matraca,Marcus Vinicius Campos; Wimmer,Gert; Araújo-Jorge,Tania Cremonini de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.67%
Apresentamos e debatemos a Dialogia do Riso, um conceito baseado na prática da educação popular em saúde desenvolvida com alegria. Saúde entendida como um recurso para a vida e não como um objetivo de viver; promoção da saúde como uma reação positiva que leva a uma percepção ampliada, integrada, complexa e intersetorial: articula ambiente, educação, pessoas, estilo e qualidade de vida. O riso pode então ser incorporado como ferramenta de promoção da saúde, tese que defendemos. Para isso apresentamos considerações sobre o diálogo, o riso, a alegria e o palhaço, conceituando a Dialogia do Riso. O diálogo, fala entre duas ou mais pessoas para entendimento de alguma ideia mediada pela comunicação, é uma metodologia de reflexão conjunta, que visa melhorar a produção de novas ideias e compartilhar significados, essência da comunicação. O riso é um fenômeno universal, condicionado a aspectos da cultura, da filosofia, da história e da saúde; é dialógico, porque, através do humor nos deparamos com a comédia e o escárnio que existe por traz de cada riso, um código de comunicação inerente à natureza humana. Arrolamos argumentos para defender a alegria como estratégia para a promoção da saúde, e adotamos o palhaço...

A trilogia do riso: riso, transgressão e política na trilogia della vita de Pier Paolo Pasolini

Gomes, Mariana Andrade; Silva, Eduardo Duarte Gomes da (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Desde suas mais remotas produções estéticas e filosóficas, o homem demonstrou a necessidade e o interesse pelo riso. Ambivalente desde o início, o riso possui o poder de afirmar ou subverter, o que lhe concede um eficaz teor político e ideológico, refletindo metaforicamente a conjuntura na qual se insere. O valor que as sociedades atribuíram ao riso foi se modificando no decorrer do tempo,e suas características seguiram o compasso destas transformações ideológicas, históricas, culturais, sociais e estéticas. É no contexto histórico, cultural e social do riso contemporâneo e em suas ligações como riso coletivo e ritualizado medieval e oriental, evocado pelas obras homônimas que servem de base para o conjunto dos três filmes, que esta dissertação pretende analisar a Trilogia della vita, do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini. Portanto, o presente estudo propõe o seguinte problema: como as obras Decameron(1971), The Canterbury Tales (1972) e Arabian Nights (1974) dialogam com a tradição cômica popular, especialmente em suas raízes medievais, servindo como projeto político que problematiza a corrupção dos corpos e das mentes nas circunstâncias do capitalismo tardio moderno.; CAPES

Do picadeiro ao céu : o riso no teatro de Ariano Suassuna

Caldas Neto, Paulo de Macedo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
The analysis of this work seeks to investigate the meaning of the laughter in the paraibano writer Ariano Suassuna s armorial theater. The study departs, firstly, from an argumentation which centers its content in the theory of the many theoreticians of the question: Henri Bergson, Vladimir Propp, Jolles, Freud, Bakhtin. The essence of the laughter in Suassuna and its esthetic relations are commented, because those elements are responsible for the strength of the literary text. On the condition of scholar about Esthetic and Art History, Suassuna always puts the methods of the estheticism in favor of the loud laughter bearing in mind that it is a source of improvisation, i.e., it may have many senses depending on what it is pretended to transmit to the reader/viewer. The laughter is a mask which is changed to each new situation, representing that way own human condition. Because the theater is an art subjected to recreation, the laughter also is. And because it is a great party where other arts (the dance, the music, mamulengo e the bumba-meu-boi) are present, united to compose a confluent and hybrid language, the meaning of hilarity during the popular celebrations is studied mainly those that happened in Medieval Europe. Thus, in the second part...

O riso irônico na obra poética de Cruz e Sousa

Silva, Célia Marília
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
This work brings up a review on the poetic works of Cruz e Sousa, a nineteenth-century Brazilian poet. Laughter has been chosen as an analytical category, because it is a pertinent theme which makes possible a more accurate comprehension of the lyric content of Cruz e Sousa s poetic works. The laughter manifested in his verses is seen as a mechanism which compensates both normativeness and seriousness, as well as turns inside out whatever society establishes as being natural or an absolute truth. Amongst his poems, we will focus on the ones which express their lyric nature both through laughter and irony, since these elements serve as a means to criticize the Brazilian society in the late nineteenth-century and early twentieth-century. This study is guided by theories of laughter proposed by Minois (2003), Bakhtin (1993), Bergson (2007), as well as Adorno s (2003) and Antonio Candido s (2010) theoretical assumptions concerning lyric poetry and society; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; O presente trabalho apresenta uma análise sobre a poesia de Cruz e Sousa, poeta brasileiro do século XIX. Para este fim, toma-se o riso como categoria analítica por se tratar de um tema pertinente que possibilita uma melhor compreensão do teor lírico de sua obra poética. O riso nos versos de Cruz e Sousa é visto como mecanismo de contrapeso à normatividade e ao princípio de seriedade estabelecidos...

Uma visão axiológica do riso na charge

Ferreira, Fernanda de Moura
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.67%
O objetivo deste trabalho é investigar a construção axiológica do riso na charge. Nesse gênero discursivo abordaremos a construção do riso, partindo da hipótese de que o riso constitutivo das relações dialógicas na charge é construído axiologicamente, ou seja, é um riso que presentifica enunciativamente e é por meio dele que chegamos ao axiológico, aos posicionamentos, ao ideológico. Para tanto, nos deteremos na investigação dos elementos verbo-visuais presentes na forma composicional como também do projeto de dizer constituidor/constituinte da forma arquitetônica. Tomamos como fundamento teórico-metodológico as formulações sobre linguagem advindas do Círculo de Bakhtin (2010, 2011, 1998) e outros tais como Faraco (2009), Brait (2009, 2006), Ponzio (2009) que comungam dessa concepção de linguagem. Especificamente sobre o gênero discursivo charge, nos reportamos a Ramos (2009, 2010, 2011) e Vergueiro (2009, 2010). Quanto ao riso, apoiamo-nos em autores como Possenti (2010), Minois (2003), Propp (1992), Bergson (2001), Skinner (2002), no entanto, tendo por principal referência a obra de Bakhtin sobre cosmovisão carnavalesca e riso (1997, 2010). Este trabalho se insere na área da Linguística Aplicada de perspectiva sócio-histórica e tem como tema linguagem...

O riso na cultura popular: da subversão ao riso controlado

Oliveira, Minéia Gomes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Este trabalho trata de uma reflexão e também de uma busca acerca do riso e das suas relações dentro da cultura popular. A visão aqui apresentada perpassa a história, a antropologia e a comunicação de uma forma não muito metodológica, talvez fruto de uma certa intuição. Contudo, ao passarmos pela história do riso, tomar posição frente a alguns conceitos e assumir mudanças em nossa hipótese inicial, encontramos informações que abrem espaço para a discussão do papel do riso e sua relevância dentro da pesquisa acadêmica.

O riso, seus poderes e perigos: um estudo da discursivização do riso e da materialização do poder na sátira gregoriana

Gomes, Rosely Costa Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
O presente estudo tem como objetivo principal refletir sobre o processo de discursivização do riso – na sátira gregoriana – e de sua utilização como instrumento de luta ideológica. Inscritos no campo da Análise do Discurso de linha francesa, trabalhamos sob o seguinte questionamento: de que forma o riso, sob a forma de sátira, pode contribuir para a manutenção ou reconfiguração de grupos de poder já instituídos e socialmente bem aceitos, como também para o estabelecimento de grupos de poder emergentes? Ou, ainda, parodiando Foucault (2002): O que há de tão perigoso e poderoso no fato de as pessoas rirem e de seu riso proliferar indefinidamente? Supomos que tais materialidades discursivas funcionam como uma espécie de recado, de ajuste de contas, uma espécie de trote social: um sujeito ao sentir o seu poder abalado por um outro, transforma-o em motivo de riso, numa tentativa de coibir a sua ação. O objeto dessa pesquisa constitui-se de quatro poemas satíricos extraídos do livro Obras Completas, de Gregório de Matos. A seleção desse objeto justifica-se por considerarmos que a ideologia se manifesta através das práticas de um sujeito e a sátira se constitui como elemento material dessa prática, cujo efeito de sentido que nos interessa é o riso. ________________________________________________________________________________ RÉSUMÉ; La présente étude a comme objectif principal refléchir sur le processus de discursivisation du rire – dans la sátira gregorienne – et de son utilisation comme instrument de la lutte idéologique. Inscrits au champ de l’Analyse du Discours de courante française...

O impacto das sessões da terapia do riso na qualidade de vida do idoso

Duarte, Aurélie
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Este estudo teve como objetivo avaliar o impacto das sessões de terapia do riso na qualidade de vida (QdV) do idoso. Foram três as instituições participantes, denominadas por Santa Casa de Misericórdia de Louriçal, Redinha e Pombal, localizadas no concelho de Pombal. A investigação contou com uma amostra de 78 idosos, de ambos os géneros, com idades compreendidos entre os 60 e os 97 anos. Este estudo é classificado como experimental e com uma abordagem metodológica qualitativa e quantitativa, de caráter exploratório, descritivo e analítico. Foram recolhidos dados através de uma caraterização sociodemográfica, avaliação de ganhos em saúde – questionário EQ-5D e questionário de estado de saúde (SF-36v2) foram obtidos através de entrevista. A medição foi efetuada longitudinalmente em dois pontos do tempo - Tempo 1 (T1) e do Tempo 2 (T2) - separados de doze sessões de terapia do riso, coincidindo com os momentos antes e depois da aplicação da terapia do riso nos idosos. A nossa amostra é constituída por 71% de mulheres e 29% de homens. Na fase posterior às sessões da terapia, o facto de ter havido uma melhoria do bem-estar geral, o estudo revelou uma correlação significativa entre todas as variáveis. Relativamente à variável medida sumária física...

O riso-alegria e a 'capacidade negativa' : aproximações entre riso, alegria e pensamento a partir do trabalho dos doutores da alegria; Laughter-joy and 'negative capability' : approximations between laughter, joy and thought bassed on the work by doutores da alegria

Johana Barreneche-Corrales
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.63%
Para W. R. Bion, psicanalista inglês, pensar é diferente do conhecer; pensar é "pensar as emoções" e só somos capazes de pensar na medida em que toleramos as frustrações. A partir do trabalho dos Doutores da Alegria com crianças hospitalizadas e sob a teoria psicanalítica de Bion, "Capacidade Negativa", nos debruçamos sobre possíveis cruzamentos entre riso, alegria e pensamento. Riso e alegria são emoções que permitem passagens, certa compreensão. Acontecem, às vezes, de maneira plural, no encontro com o outro; são também formas de olhar para o mundo, para si, uma maneira de abrir sentido para a vida. Talvez só o ser humano tenha capacidade e crescimento emocional para o paradoxal, para suportar a ambiguidade, a indefinição. É aí que o riso e a alegria - dos Doutores da Alegria -, habitam e florescem. Somos finitos, mas temos familiaridade, de maneira inexplicável, com o infinito. É nessa familiaridade que as perguntas aparecem, no desejo de "desvendar? o misterioso, o belo, o mágico. Para compreendermos o riso e a alegria - e também para rir - temos que acolher o paradoxo. Quanto mais suportarmos o negativo, a dúvida, a incerteza, a luz e a sombra, a dor, a perda, o ridículo, maior será nossa capacidade de rir. O ser humano é movimento...

Caminhos do riso

Gomes, Clara Rosa Cruz
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2007.; O presente estudo propõe uma reflexão sobre o riso. Para estudar o riso foram criadas algumas alegorias tomadas emprestadas dentre as inúmeras imagens e sons que compõem a vida contemporânea. Ao pesquisar o riso deparo com interrogações que me fazem percorrer diferentes estradas. Nessas estradas aprofundo inúmeras imagens e faço novas descobertas. Na primeira, A estrada da vida, estrada que percorro com Federico Fellini, o riso se relaciona com a figura do palhaço presente na relação dos personagens Geosomina e Zampano, que são artistas itinerantes mambembes de circo. Na segunda estrada, o riso é estudado no movimento das cirandas presentes nas pinturas Ronda Infantil, de Cândido Portinari, e Alegorias e Efeitos do Bom Governo, de Ambrogio Lorenzetti. Na terceira estrada, me reporto à história do riso e reflito a respeito do riso na atualidade, caminho pelas imagens e sons dos filmes O nome da Rosa, baseado na obra homônima de Umberto Eco, e Ladrões de sabonete, de Maurizio Nichetti. Na quarta estrada, observo as características de diferentes risos e as suas ambigüidades percorrendo o universo da imagem de Bosh na obra Cristo Carregando a Cruz. Na quinta estrada...

Dialogia do riso: um novo conceito que introduz alegria para a promoção da saúde apoiando-se no diálogo, no riso, na alegria e na arte da palhaçaria

Matraca,Marcus Vinicius Campos; Wimmer,Gert; Araújo-Jorge,Tania Cremonini de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.67%
Apresentamos e debatemos a Dialogia do Riso, um conceito baseado na prática da educação popular em saúde desenvolvida com alegria. Saúde entendida como um recurso para a vida e não como um objetivo de viver; promoção da saúde como uma reação positiva que leva a uma percepção ampliada, integrada, complexa e intersetorial: articula ambiente, educação, pessoas, estilo e qualidade de vida. O riso pode então ser incorporado como ferramenta de promoção da saúde, tese que defendemos. Para isso apresentamos considerações sobre o diálogo, o riso, a alegria e o palhaço, conceituando a Dialogia do Riso. O diálogo, fala entre duas ou mais pessoas para entendimento de alguma ideia mediada pela comunicação, é uma metodologia de reflexão conjunta, que visa melhorar a produção de novas ideias e compartilhar significados, essência da comunicação. O riso é um fenômeno universal, condicionado a aspectos da cultura, da filosofia, da história e da saúde; é dialógico, porque, através do humor nos deparamos com a comédia e o escárnio que existe por traz de cada riso, um código de comunicação inerente à natureza humana. Arrolamos argumentos para defender a alegria como estratégia para a promoção da saúde, e adotamos o palhaço...