Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.053 segundos

Domínios de investigação, orientações metodológicas e autores nas revistas portuguesas de psicologia: Tendências de publicação nas últimas quatro décadas do século XX

Alferes, Valentim R.; Bidarra, Maria G.; Lopes, Cláudia A.; Mónico, Lisete S.
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.17%
Classificam-se os domínios de investigação, os métodos e os autores de 2070 artigos publicados durante as últimas quatro décadas do séc. XX em oito revistas portuguesas de psicologia (Análise Psicológica; Cadernos de Consulta Psicológica; Psicologia; Psicologia, Educação e Cultura; Psicologia: Teoria, Investigação e Prática; Psychologica; Revista de Psicologia e de Ciências da Educação e Revista Portuguesa de Psicologia) e confrontam-se os dados obtidos com as orientações temáticas e metodológicas dos artigos indexados na PsycINFO. Conclui-se que a investigação publicada negligenciou o estudo dos conteúdos nucleares (processos psicológicos básicos), centrando-se predominantemente na psicologia geral/psicometria e nas áreas de aplicação. De modo paralelo, foram privilegiados os trabalhos de revisão e síntese da literatura, em detrimento das investigações de natureza empírica. Estas tendências constituem as principais marcas distintivas em relação à produção internacional, tal como esta se encontra documentada nos registos da PsycINFO. Os 2070 artigos foram assinados por 3193 autores, sendo o contributo dos homens superior ao das mulheres, ainda que na década de 90 se tenha verificado uma quasi-paridade. Predominaram as estratégias de “publicação interna”...

Violência de género e os discursos circulantes nos cuidados de saúde primários

Azambuja, Mariana Porto Ruwer de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 24/10/2008 POR
Relevância na Pesquisa
45.76%
Tese de Doutoramento em Psicologia Social; O movimento feminista, embora não possa ser compreendido de modo uniforme, representou um importante desafio para a sociedade e para a ciência em particular. Na sua luta política pela igualdade, foi responsável pela denúncia da violência vivida por mulheres no contexto de seus relacionamentos íntimos, conduzindo a integração da temática no campo dos direitos humanos. Mais contemporaneamente, o campo da saúde pública tem vindo a demonstrar atenção para este problema ainda oculto pelas normas sociais que privilegiam a privacidade familiar e que colocam os homens em um estatuto de poder superior sobre as mulheres. As repercussões sobre a saúde física e psicológica das vítimas de maus-tratos têm sido amplamente documentadas em estudos, relatórios, tratados e convenções. As iniciativas de prevenção da violência, ao promoverem a desocultação do fenómeno, têm sido hábeis em aumentar a consciência social sobre o problema e propiciado um aumento no número de casos registados nas entidades policiais, judiciais e instituições de apoio, representando, mais do que um aumento na incidência, uma maior visibilidade do fenómeno. No entanto, muito ainda está por fazer. Tradicionalmente encarado de modo polarizado como um problema de origens socioculturais (consequência do machismo ) ou como uma perturbação individual (como uma patologia...

Vinte anos de avaliação das aprendizagens: Uma síntese interpretativa de artigos publicados em Portugal.

Fernandes, Domingos
Fonte: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra Publicador: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
75.84%
Neste trabalho elabora-se uma síntese interpretativa do conteúdo dos artigos publicados entre 1985 e 2005 em revistas portuguesas de índole científica na área da avaliação das aprendizagens. Foram identificadas 19 revistas e seleccionados 59 artigos que foram organizados em categorias tais como Avaliação Interna, Concepções e Práticas de Professores/Alunos e Métodos e Técnicas. A análise e a síntese interpretativa permitiram que se produzissem conclusões tais como: a) apenas 35% dos artigos se baseiam em investigação empírica indiciando a falta de uma agenda de investigação em avaliação das aprendizagens; b) a maioria dos artigos é de natureza descritiva e prescritiva, mais baseados no que há ou no que está feito do que na reflexão teórica; c) são muito poucos os artigos em que há reflexão acerca de métodos alternativos de recolha de informação; e d) em geral, a avaliação formativa, a avaliação sumativa e as relações entre si são discutidas com pouca profundidade e abrangência. Apesar dos progressos alcançados, é necessário reconhecer as fragilidades que caracterizam a investigação e a produção teórica no domínio da avaliação das aprendizagens. Um domínio reconhecidamente imprescindível para transformar e melhorar as actuais realidades educativas.

Domínios de investigação, orientações metodológicas e autores nas revistas portuguesas de psicologia: Tendências de publicação nas últimas quatro décadas do século XX

Rodrigues Alferes, Valentim; Núcleo de Investigação e Intervenção em Psicologia Social, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade de Coimbra; Bidarra, Maria da Graça; Núcleo de Investigação e Intervenção em Psicologia S
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
146.23%
Classificam-se os domínios de investigação, os métodos e os autores de 2070 artigos publicados durante as últimas quatro décadas do séc. XX em oito revistas portuguesas de psicologia (Análise Psicológica; Cadernos de Consulta Psicológica; Psicologia; Psicologia, Educação e Cultura; Psicologia: Teoria,Investigação e Prática; Psychologica; Revista de Psicologia e de Ciências da Educação e Revista Portuguesa de Psicologia) e confrontam-se os dados obtidos com as orientações temáticas e metodológicas dos artigos indexados na PsycINFO.Conclui-se que a investigação publicada negligenciou o estudo dos conteúdos nucleares (processos psicológicos básicos), centrando-se predominantemente na psicologia geral/psicometria e nas áreas de aplicação. De modo paralelo, foram privilegiados os trabalhos de revisão e síntese da literatura, em detrimento das investigações de natureza empírica. Estas tendências constituem as principais marcas distintivas em relação à produção internacional, tal como esta se encontra documentada nos registos da PsycINFO. Os 2070 artigos foram assinados por 3193 autores, sendo o contributo dos homens superior ao das mulheres, ainda que na década de 90 se tenha verificado uma quasi-paridade. Predominaram as estratégias de “publicação interna”...

Acompanhamento dos recém-nascidos de muito baixo peso em Portugal*

Cunha, Manuel; Cadete, Ana; Virella, Daniel; de Muito Baixo, Grupo do Registo Nacional
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
45.85%
Contexto: O Registo Nacional do Recém-Nascido de Muito Baixo Peso (RNMBP) funciona em Portugal desde 1994; faz parte dos seus objectivos principais o registo da população sobrevivente dos RNMBP para avaliação prospectiva do neurodesenvolvimento e das sequelas. Objetivo. Determinar as características do acompanhamento do neurodesenvolvimento dos RNMBP em Portugal, em internamento e em ambulatório.Metodologia: Revisão sistemática dos artigos publicados em revistas médicas portuguesas sobre a evolução após alta de RNMBP e aplicação de um inquérito sobre o acompanhamento do neurodesenvolvimento dos RNMBP às Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais portuguesas. Resultados: Das Unidades integradas no Registo Nacional de RNMBP, 38% referem possuir um programa de intervenção específico para este grupo durante o internamento. Em 25% dos casos, este programa integra apenas neonatologistas e enfermeiras. Após a alta, a totalidade dos RNMBP tem programado acompanhamento em consulta de desenvolvimento. Esta é realizada, na maioria dos casos, por neonatologistas e em 25% dos hospitais por equipas multidisciplinares que incluem, por ordem de frequência, Medicina Física e Reabilitação, Oftalmologia, Otorrinolaringologia...

Psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses : o papel das exigências e recursos profissionais na promoção do bem-estar psicológico

Ângelo, Rui Pedro Castela Pacheco Almeida, 1976-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
55.95%
Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A presente dissertação é o produto final da investigação com o título “Projecto Respostas Positivas ao Stress em Bombeiros”. Este projecto insere-se na psicologia da saúde ocupacional, a qual corresponde ao ramo da psicologia que visa promover a qualidade de vida no trabalho, bem como proteger e promover a segurança, a saúde e bem-estar dos trabalhadores. A sua implementação foi efectuada em estreita articulação com o Núcleo de Segurança e Saúde da Autoridade Nacional de Protecção Civil, e com o contributo da Escola Nacional de Bombeiros. A dissertação apresenta dois eixos estruturantes que sustentam, quer os seus estudos, quer a consequente discussão em torno dos resultados. Por um lado, a análise da psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses cujas conclusões, à luz de um enfoque aplicado, permitem delinear um caminho para promover o bem-estar psicológico destes profissionais. Por outro, a utilização do modelo Job Demands- Resources1 (JD-R) como principal referência teórica que enquadra esta análise, avaliando tanto a sua adaptabilidade a este campo profissional...

Domínios de investigação, orientações metodológicas e autores nas revistas portuguesas de psicologia

Alferes,Valentim Rodrigues; Bidarra,Maria Da Graça; Lopes,Cláudia Abreu; Mónico,Lisete Dos Santos
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
146.22%
Classificam-se os domínios de investigação, os métodos e os autores de 2070 artigos publicados durante as últimas quatro décadas do séc. XX em oito revistas portuguesas de psicologia (Análise Psicológica; Cadernos de Consulta Psicológica; Psicologia; Psicologia, Educação e Cultura; Psicologia: Teoria, Investigação e Prática; Psychologica; Revista de Psicologia e de Ciências da Educação e Revista Portuguesa de Psicologia) e confrontam-se os dados obtidos com as orientações temáticas e metodológicas dos artigos indexados na PsycINFO. Conclui-se que a investigação publicada negligenciou o estudo dos conteúdos nucleares (processos psicológicos básicos), centrando-se predominantemente na psicologia geral/psicometria e nas áreas de aplicação. De modo paralelo, foram privilegiados os trabalhos de revisão e síntese da literatura, em detrimento das investigações de natureza empírica. Estas tendências constituem as principais marcas distintivas em relação à produção internacional, tal como esta se encontra documentada nos registos da PsycINFO. Os 2070 artigos foram assinados por 3193 autores, sendo o contributo dos homens superior ao das mulheres, ainda que na década de 90 se tenha verificado uma quasi-paridade. Predominaram as estratégias de “publicação interna”...