Página 1 dos resultados de 36 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Perfil metabólico de duas variedades transgênicas de cana-de-açúcar modificadas com os genes inibidores de proteinase Bowman-Birk e Kunitz; Metabolic profile of two transgenic varieties of sugarcane modified with proteinase inhibitors Bowman-Bir and Kunitz

Lira, Tatiana Onofre de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.41%
A demanda comercial de produtos derivados da cana-de-açúcar é a grande motivadora do aprimoramento genético com a finalidade de proporcionar a planta aumento no acúmulo de sucrose e/ou de resistência a ataques de herbívoros. Assim sendo, este trabalho abrange o estudo metabolomico de duas variedades transgênicas da cana-de-açúcar (Bowman-Birk-SBBI e Kunitz- SKTI) e seus respectivos controles através de duas metodologias distintas: a análise quimiométrica do perfil cromatográfico dos polifenóis existentes nas variedades transgênicas e o estudo metabolomico por ressonância magnética nuclear a fim de identificar possíveis diferenças entre as plantas transgênicas em relação aos seus respectivos controles. Nas amostras de folhas foram encontradas nove regiões cromatográficas representativas para a discriminação das variedades SBBI e SKTI. Análises de HPLC-MS/MS foram empregadas para a identificação parcial dos biomarcadores selecionados pelo método OPS, dentre eles: ácido cafeoílaquínico, ácido feruloílaquínico, shaftosídeo ou isoshafitosídeo, além de quatro substâncias parcialmente identificadas: um derivado de apigenina, um glicosídeo da tricina--O-(metoxicinamato), um derivado de flavonóide metoxilado e um derivado de catequina. Através do estudo metabolomico obteve-se uma visão geral sobre os metabólitos produzidos pelas variedades transgênicas e controles e através das análises dos espectros de RMN 1H...

Detecção de genes codificadores de resistência a antimicrobianos de importância clínica em amostras de carne de frango; Detection of genes encoding resistance to clinically important antibiotics in samples of chicken

Coan, Marina Manrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.22%
Introdução. A introdução dos antimicrobianos na prática clínica no século XX foi um grande avanço para a medicina. Entretanto, seu uso indiscriminado, tanto na medicina (humana e animal) quanto na agricultura e pecuária, possibilitou a seleção e disseminação de microrganismos resistentes. A transferência genética horizontal é um dos principais mecanismos responsáveis pela disseminação de genes que codificam resistência aos antimicrobianos, pois possibilita a transmissão da resistência de uma célula bacteriana (comensal ou patogênica) para outra. Genes codificadores de resistência a antimicrobianos de importância clínica são encontrados em microrganismos de origem ambiental, clínica e alimentar. Objetivo. O objetivo do presente estudo foi detectar genes que codificam resistência aos antibióticos -lactâmicos, Tetraciclinas e Quinolonas, em amostras de carne de frango, visando estudar a ocorrência da resistência antimicrobiana nesse produto considerado um alimento comum na dieta do homem. Materiais e Métodos. Foram utilizadas 30 amostras de carne de frango. Após a inoculação da carne de frango em caldo Luria 0,5 por cento , o DNA total das bactérias cultivadas nesse meio foi extraído por choque térmico e utilizado na pesquisa de genes de resistência pela técnica de PCR seguida de eletroforese em gel de agarose. Foi também realizada a pesquisa de Coliformes Termotolerantes por meio da técnica dos tubos múltiplos para estimar a qualidade higiênico sanitária das amostras. Resultados: Oito (26...

Herança da resistência quantitativa à ferrugem da folha em linhagens recombinantes de aveia branca; Inheritance of quantitative resistance to crown rust in recombinant lines of white oat

Wesp, Caroline de Lima; Martinelli, Jose Antonio; Chaves, Marcia Soares; Graichen, Felipe André Sganzerla; Federizzi, Luiz Carlos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.53%
A resistência quantitativa àferrugem da aveia está sendo preconizada em programas de melhoramento genético na busca de uma resistência mais durável, pois exerce menos pressão de seleção para virulência sobre a população patogênica do que a resistência qualitativa. esse tipo de resistência é resultado da combinação de componentes como: longo período latente, curto período infeccuoso, baixa eficiência de infecção e pústulas de comprimento reduzido. Neste patossistema, entretanto, não se sabe ao certo papel individual de cada um desses componetes sobre o desenvolvimento da doença, bem como, o número de genes que determinam sua expressão. Assim, este trabalho visou caracterizar aspectos da herença da resistência à ferrugem da folha em 83 linhagens recombinadas F 6:10 de aveia branca, oriundos do cruzamento de UFRGS 7 (suscetível) em UFRGS 910906 (com resistência quantitativa). Os resultados indicam que esta resistência é de natureza poligênica e parece ser governada por vários genes de pequeno efeito, sendo que sua expressão fenotípica é resultadp da ação conjunta de mais de um componente.; Quantitative resistence to oat crown is being praised is breeding programs in search of more durable resistence because it exerts less selection pressure for virulence on the pathogenic population than does qualitative resistence. This type of resistance results from the combination of components such as: long latency period...

Genes diferencialmente expressos em cana-de-açúcar inoculada com Xanthomonas albilineans, o agente causal da escaldadura da folha

Dabbas, Karina Maia; Ferro, Maria Inês Tiraboschi; Barros, Neli Martins de; Laia, Marcelo Luiz de; Zingaretti, Sonia Marli; Giachetto, Poliana Fernanda; Moraes, Vicente Alberto de; Ferro, Jesus Aparecido
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 328-338
POR
Relevância na Pesquisa
46.16%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); A escaldadura da folha, causada pela bactéria Xanthomonas albilineans colonizadora do xilema, é uma das principais doenças da cana-de-açúcar. A sintomatologia na fase crônica é caracterizada principalmente pelo aparecimento de uma faixa branca paralela à nervura central da folha, que evolui até queimar totalmente, sendo também observado brotação de gemas laterais no colmo. Neste trabalho, a técnica de macroarranjos de cDNA foi empregada para o estudo da expressão de 3.575 ESTs (espressed sequence tags) em folhas de cana-de-açúcar. Foram utilizadas duas variedades, uma resistente (SP82-1176) e outra suscetível (SP78-4467) a Xanthomonas albilineans as quais foram infectadas mecanicamente por ferimentos. As membranas dos macroarranjos foram confeccionadas a partir de ESTs de bibliotecas de folha e cartucho de cana-de-açúcar provenientes do projeto SUCEST e hibridizadas contra sondas de cDNA de plantas infectadas e controle marcadas com isótopos radioativos. Analisando os resultados dos macroarranjos foi possível verificar um comportamento diferenciado para cada variedade durante o ataque do patógeno. Após realizadas análises estatísticas identificamos na variedade resistente ESTs com expressão induzida relacionadas com biossíntese de isoprenoides...

Utilização de análise de segregantes agrupados na identificação de marcadores ligados a genes que controlam a resistência à ferrugem (Puccinia psidii Winter) em Eucalyptus sp.

Zamprogno, Karina Carnieli; Furtado, Edson Luiz; Marino, Celso Luiz; Bonine, Cesar Augusto; Dias, Donizete Costa
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 253-255
POR
Relevância na Pesquisa
36.09%
Devido a grande importância da cultura de Eucalyptus no Brasil, empresas do setor florestal têm buscado através de programas de melhoramento genético, reduzir as perdas de produção e atender a demanda do mercado de papel e celulose. Um exemplo, é a busca por genes de resistência a doenças, principalmente a ferrugem causada por Puccinia psidii Winter, que resulta em redução da produtividade em plantas altamente suscetíveis. No presente trabalho, mudas de Eucalyptus pertencentes a uma geração F1, provenientes do cruzamento controlado entre parentais híbridos E. grandis X E. urophylla, sendo eles resistente e suscetível, foram inoculadas com Puccinia psidii em casa de vegetação e acompanhadas até o aparecimento dos sintomas da ferrugem. Foram classificadas, em dois grupos: resistentes (ausência de sintomas) e suscetíveis (presença de sintomas e esporulação). As amostras de DNA foram comparadas com o uso de marcadores moleculares associado ao método de BSA (Bulked Segregant Analysis). O polimorfismo entre os grupos foi geneticamente relacionado ao loco que determina a característica de resistência ou sucetibilidade. Dentre os 720 primers testados, 19 foram polimórficos, porém, apenas o marcador AK 01 manteve-se presente...

Gama de hospedeiros e reação de genótipos de tomateiro a Pseudomonas cichorii

Silva Júnior, Tadeu Antônio Fernandes da; Gioria, Ricardo; Maringoni, Antonio Carlos; Azevedo, Sebastião M.; Beriam, Luís Otávio Saggion; Almeida, Irene Maria Gatti de
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 127-131
POR
Relevância na Pesquisa
26.04%
Em 2005, foi constatada em dois campos comerciais de tomate no Estado de São Paulo, a ocorrência da queima bacteriana, causada por Pseudomonas cichorii. em vista disso, foram desenvolvidos estudos visando a determinação da gama de hospedeiros de isolados de Pseudomonas cichorii (IBSBF 2309 e IBSBF 2323), obtidos de tomateiro, provenientes de campos comerciais localizados nos municípios de Bragança Paulista e Mogi Guaçú, SP. Plantas de abobrinha, alface, beldroega, berinjela, beterraba, cenoura, couvebrócolo, datura, fumo, girassol, jiló, melão, pepino, petúnia, pimentão, rabanete, repolho, rúcula, salsa e tomateiro foram inoculadas por pulverização, separadamente, com os dois isolados de P. cichorii de tomateiro e um isolado de girassol (GIR-1). Os isolados IBSBF 2309 e IBSBF 2323 foram patogênicos à beldroega, datura, girassol, pimentão e tomate; GIR-1 foi patogênico apenas à beldroega, datura e girassol, não sendo patogênico ao pimentão e ao tomateiro. No Brasil não se conhecem fontes de resistência dentro do gênero Lycopersicon ou a reação de cultivares de tomateiros a esta bactéria. Vinte e oito genótipos de tomateiro provenientes do Banco de Germoplasma da empresa Sakata Seed Sudamerica Ltda., foram avaliados quanto a reação aos isolados IBSBF 2309 e IBSBF 2323 de P. cichorii...

Contamination of cattle carcasses by Escherichia coli shiga like toxin with high antimicrobials resistence

Rigobelo, Everlon Cid; Maluta, Renato Pariz; Borges, Clarissa Araújo; Beraldo, Lívia Gerbasi; Franco, Manoel Victor; Maestá, Lemos Sirlei Aparecida; de Ávila, Fernando Antonio
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2217-2221
ENG
Relevância na Pesquisa
26.04%
During processing of cattle carcasses, contamination may occurs with the transfer of microbiota of animals feaces to carcasses. This contamination many times may be by Escherichia coli carriers of virulence factor as stx and eae genes being classified as Shiga like toxin. Shiga toxin-producing Escherichia coli (STEC) is recognized wordwide as human pathogen. A survey was performed to determine the sensibility profile to several antimicrobial drugs of STEC in carcasses obtained from an abattoir in Brazil between March 2008 and August at 2009. A total of 120 STEC were isolated. All isolates were confirmed as being E. coli by their biochemical analysis and submitted to polymerase chain reaction (PCR) for detection of stx, eae and ehly genes. No strains was isolated being carriers of ehly gene. The number of isolates carriers of eae gene were 48/120. The most frequent resistance was seen against cephalothin (84.0%), streptomycin (45.0%), nalidixic acid (42.0%) and tetracycline (20.0%). Multidrug resistance (MDR) to three or more antimicrobial agents was observed in 46 (38.3%) E. coli isolates. The findings of STEC and MRD show that cattle carcasses may be a reservoir of pathogenic bacterial for the consumer public. © 2011 Academic Journals.

Avaliação dos padrões de susceptibilidade antimicrobianas e sorogrupos de cepas de Escherichia coli isoladas de bovinos leiteiros, portadoras e não portadoras dos genes stx1, stx2 e eae

Assumpção, Gustavo Lacerda Homem
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: iii, 29 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.45%
Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; O presente estudo foi realizado no período de janeiro de 2012 a janeiro de 2013 em fazendas leiteiras da região de Dracena, São Paulo. Durante o período, foram coletadas 800 amostras de fezes com suabes retais em vacas leiteiras. Essas amostras foram levadas para o Laboratório de Microbiologia do Campus Experimental de Dracena, onde foram isoladas e identificadas 561 amostras para Escherichia coli. Após o isolamento foram extraídos os DNAs de todas as amostras pelo método da fervura e por PCR o DNA foi amplificado para se detectar a presença dos genes de virulência de E. coli pertencentes ao grupo STEC, produtora de toxina tipo shiga em 446 amostras. De todas as cepas isoladas 90 eram portadoras do gene stx1, 97 do gene stx2, 45 do gene eae, 37 dos genes stx1 e stx2, 110 dos genes stx1 e eae e 67 dos genes stx2 e eae. Foram isoladas também 115 cepas que não eram portadoras de nenhum dos genes de virulência de STECs do estudo. Todos os isolados de E. coli portadores de cada gene de virulência foram avaliados quanto a resistência frente a 10 antimicrobianos. Os percentuais de resistências aos antimicrobianos foram maiores para a lincomicina, penicilina e novobiocina e menores para ampicilina...

Avaliação microbiológica, físico-química e detecção de resíduos de antimicrobianos em leite humano, bovino e caprino e pesquisa de toxinas em linhagens de Staphylococcus spp

Salerno, Tatiana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 212 f.
POR
Relevância na Pesquisa
26.04%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; O presente estudo avaliou a qualidade microbiológica, as características físicoquímicas e a presença de resíduos de antimicrobianos em leite de mulheres, vacas e cabras, bem como investigou a multirresistência bacteriana à antimicrobianos e a detecção de genes e produção de toxinas em linhagens de Staphylococcus spp. Foram colhidas 240 amostras de leite de mulheres encaminhadas ao Banco de Leite Humano (BLH) de Botucatu, SP, 200 amostras de leite de vacas com mastite e 200 de vacas sem mastite. Iguais quantidades de amostras de leite foram colhidas de cabras com e sem mastite. Dentre os tetos amostrados de vacas e cabras com mastite, 85,50% e 97,50% respectivamente acusaram mastite subclínica no CMT. A mastite clínica foi observada em 14,50% dos tetos de vacas e 2,50% dos tetos de cabras amostrados. A presença de micro-organismos em leite de vacas e cabras sem mastite foi verificada em cerca de 25,00% das amostras de leite testadas, alertando para a presença de animais portadores de patógenos no rebanho. A acidez dornic do leite de mulheres revelou que 95,42% encontraram-se dentro dos limites aceitáveis pela Rede Nacional de BLH. O aporte calórico do leite humano (LH) apresentou ampla variação nos teores de creme...

Resistencia a leprose e a mancha marrom de alternaria em citros : caracterização de hibridos, herança, mapeamento genetico e expressão genica; Resistence to leprosis and alternaria brown spot in citrus

Marines Bastianel
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
26.18%
A leprose dos citros e a mancha marrom de Alternária são importantes doenças da citricultura. O conhecimento dos mecanismos genéticos envolvidos nas resistências apresentadas por algumas espécies e híbridos de citros a estas doenças é de fundamental importância para o desenvolvimento de estratégias para o melhoramento genético visando à utilização de resistência varietal. Neste aspecto, este trabalho teve como objetivo principal estudar a herança genética das resistências dos citros à leprose e à mancha marrom de Alternária, baseando-se em mapeamento genético e localização de QTL (quantitative traits loci) e análise de genes diferencialmente expressos para leprose através da técnica de hibridação subtrativa por supressão (SSH). Uma população de 143 híbridos interespecíficos, obtidos do cruzamento dirigido entre as variedades tangor ‘Murcott’ [Citrus reticulata (L.) Blanco x C. sinensis (L.) Osbeck], resistente à leprose e suscetível à mancha marrom de Alternária e laranja ‘Pêra’ (C. sinensis (L.) Osb.), suscetível à leprose e resistente à mancha marrom, juntamente com seus parentais, foi estabelecida em campo e avaliada quanto à leprose e Alternária por três anos. As plantas foram inoculadas com o vírus da leprose dos citros...

Bases moleculares da resistência a inseticidas organofosforados na mosca praga da pecuaria Cochliomyia hominivorax (Diptera: Calliphoridae); Molecular basis of resistance to organophosphate insecticidein Cochiliomya Hominivorax (Diptera: Calliphoridae)

Renato Assis de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
26.15%
A mosca-da-bicheira, Cochliomyia hominivorax, é uma das principais moscas causadoras de miíases da América do Sul, sendo responsável por severos prejuízos à pecuária através da mortalidade e redução da produtividade dos animais infestados. No Brasil, o seu controle tem sido realizado principalmente através da aplicação de inseticidas organofosforados (OF). Porém, o uso indevido e/ou prolongado desses agentes químicos pode provocar seleção de indivíduos resistentes, devido à alteração do sítio alvo ou à desintoxicação metabólica do inseticida antes de atingir o sítio alvo. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi investigar as bases moleculares da resistência a inseticidas OF na mosca da bicheira, através da caracterização da carboxilesterase E3, do sítio alvo acetilcolinesterase (AChE) e da expressão diferencial de enzimas metabólicas (caiboxilesterases, P450 e GST) em indivíduos resistentes. A seqüência predita da enzima carboxilesterase E3 em C. hominivorax apresentou domínios altamente conservados dentre as carboxil/colinesterases que contribuem para o mecanismo catalítico do sítio ativo. Duas mutações, já descritas em outras espécies, foram encontradas, a G137D, associada com resistência principalmente aos dietil-OPs...

Análise do transcriptoma e da expressão diferencial de genes de micélio e levedura de Paracoccidioides brasiliensis

Andrade, Rosângela Vieira de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.22%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2006.; Paracoccidioides brasiliensis, um fungo dimórfico, termo-regulado, é o agente etiológico da paracoccidioidomicose (PCM), uma micose sistêmica de alta prevalência na América Latina. Presume-se que a sua patogenicidade seja uma conseqüência do processo de diferenciação celular, da forma de micélio para a de levedura, que ocorre neste fungo durante a infecção humana. O presente trabalho iniciou-se com o Projeto Genoma Funcional e Diferencial do P. brasiliensis, no qual foram seqüenciadas 25.597 Expressed Sequence Tags (ESTs). Destas, 19.718 ESTs possuíam PHRED 20 e foram agrupadas em 6.022 grupos (genes), dos quais 2,655 eram contigs (grupos com mais de uma EST) e 3,367 eram singlets (grupos com apenas uma EST). Os 6,022 grupos representam aproximadamente 80% do genoma estimado deste fungo. Estes genes foram anotados e categorizados funcionalmente (MIPS) de acordo com o processo celular no qual estavam envolvidos: virulência (28 genes), genes potencialmente envolvidos em alvos para drogas (17 genes), vias de transdução sinal (37 genes), transportadores tipo MDR (multidrugs resistence) (20 genes)...

Evaluation of novel molecular markers for monitoring drug resistence in Plasmodium falciparum malaria

Henriques, Gisela Cristina Lourenço
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 ENG
Relevância na Pesquisa
26.09%
Tese de mestrado, Microbiologia Clínica, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010; The human malaria parasite Plasmodium falciparum is acquiring resistance to most drugs it has encountered, including the recently deployed Artemisinin Combination Therapy, on which much hope has been laid. Molecular markers for monitoring the evolution of resistance are, therefore, urgently required. Our group has recently made use of a rodent malaria model to identify a number of novel genetic markers of antimalarial drug resistance, namely a clathrin mu adaptor gene (pfcmu) involved in artemisinin resistance and an amino acid transporter gene (pfaat1) underlying chloroquine resistance. The main aim of this thesis was to characterize and evaluate the contribution of the above genes to drug resistance in natural parasite populations of P. falciparum isolates from three endemic areas: Rwanda, Democratic Republic of Sao Tomé & Principe (DRSTP) and Brazil. The global diversity of pfcmu and pfaat1 was determined, resulting in the identification of several polymorphisms. The pfaat1 gene appears to be highly conserved and no correlations were found between this gene and the in vitro resistance to 4-aminoquinolines. In contrast to pfaat1, the pfcmu gene was genetically diverse...

Identification of the Er1 resistence gene and RNase S-alleles in Malus prunifolia var. ringo rootstock

Agapito-Tenfen,Sarah Zanon; Dantas,Adriana Cibele de Mesquita; Denardi,Frederico; Nodari,Rubens Onofre
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 EN
Relevância na Pesquisa
26.09%
Woolly apple aphid (WAA; Eriosoma lanigerum Hausm.) is a major insect pest that has significant economic impact on apple growers worldwide. Modern breeding technologies rely on several molecular tools to help breeders select genetic determinants for traits of interest. Consequently, there is a need for specific markers linked to the genes of interest. Apple scions and rootstocks have an additional barrier to the introduction of pest resistance genes due to the presence of self-incompatibility S-RNase alleles. The genetic characterization and early identification of these alleles can amplify the contribution of a breeding program to the selection of resistant genitors that are as compatible as possible. In this study, we identified the Er1 gene involved in the resistance to WAA in Malus prunifolia var. ringo, also known as ‘Maruba Kaido’ rootstock, and we analyzed the inheritance pattern of the WAA resistance Er1 gene in a segregant population derived from Malus pumila ‘M.9’ and ‘Maruba Kaido’ rootstocks. The self-incompatibility of S-RNase alleles S6S26 of ‘Maruba Kaido’ were also identified along with their inheritance pattern. We also confirmed the identification of the S1S3 alleles in the ‘M.9’ rootstock. To the best of our knowledge...

Ecological aspects of the antimicrobial resistence in bacteria of importance to humn infections

Meirelles-Pereira,Frederico de; Pereira,Angela de Meirelles Santos; Silva,Márcio Cataldo Gomes da; Gonçalves,Verônica Dias; Brum,Paulo Roberto; Castro,Almeida Ribeiro de; Pereira,Alexandre Adler; Esteves,Francisco de Assis; Pereira,José Augusto Adler
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 EN
Relevância na Pesquisa
25.94%
In view of the intimate relationship of humans with coastal lagoons (used for recreation, tourism, water supply, etc.), the discharge of domestic effluents may lead to the establishment of routes of dissemination of pathogenic microorganisms, including microorganisms carrying genes for resistance to antimicrobials, through the surrounding human communities. The objective of the present investigation was to relate the presence of antimicrobial-resistant bacteria to the environmental characteristics of three coastal lagoons, comparing the results with those from hospital sewage. Of the lagoons evaluated, two (Geribá and Imboassica) receive domestic sewage discharge, and the other (Cabiúnas) is still in a natural state. We isolated in a culture medium containing 32 ¼ µg/ml of Cephalothin, fecal coliforms (E. coli), non-fecal coliforms (Klebsiella, Enterobacter, Serratia, and Citrobacter), non-glucose-fermenting Gram-negative bacilli, and Aeromonas sp. In cultures from the hospital drain we found strains showing numerous markers for resistance to most of the 11 antimicrobials tested. On the other hand, in cultures from Cabiúnas and Imboassica lagoons, we found strains showing resistance only to antibiotics frequently observed in non-selective situations (considered as "common" markers). The capacity for dilution in the ecosystem...

Genes associated with hypersensitive response (HR) in the citrus EST database (CitEST).

GUIDETTI-GONZALEZ, S.; FREITAS-ASTÚA, J.; AMARAL. A. M. do; MARTINS, N. F.; MEHTA, A.; SILVA, M. S.; CARRER, H.
Fonte: Genetics and Molecular Biology, Ribeirão Preto, v. 30, n. 3, p. 943-956, 2007. Publicador: Genetics and Molecular Biology, Ribeirão Preto, v. 30, n. 3, p. 943-956, 2007.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
25.94%
2007

Genes de virulência em Escherichia coli isolada de frangos de corte de criações industriais e alternativas; Virulence genes in Escherichia coli isolated from industrial and alternative broiler breeding

Rocha, Tatiane Martins
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciência Animal (EVZ); Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciência Animal (EVZ); Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.46%
(Sem resumo em outra língua); O presente trabalho foi desenvolvido com objetivos de detectar genes de virulência em Escherichia coli isoladas de órgãos de frangos de corte de criações industriais e alternativas, bem como identificar o perfil de resistência aos antimicrobianos utilizados em medicina humana e veterinária. Para tanto foram coletadas 496 amostras de órgãos de 32 lotes em abatedouros de diferentes regiões do Estado de Goiás com lesões de hepatite, pericardite, aerossaculite e celulite. E. coli foi identificada em 76,21% (378/496) das amostras pesquisadas com os seguintes resultados: 76,92% (80/104) em hepatite, 73,88% (99/134) em pericardite, 77,95% (99/127) em aerossaculite e 77,95% (100/131) em celulite. Nos isolados de E. coli, foi feita a pesquisa dos genes papC, tsh, iuc e iss. O gene tsh e o iuc foram os que apresentaram maiores valores, 44,4% (32/72) e 45,8% (33/72), respectivamente. Para a detecção simultânea dos genes, o maior valor (p<0,05) foi observado para tsh-iuc com 12,5% (9/72), entre tsh-iuc-iss com 11,1% (8/72) e entre os quatro genes deste estudo com 13,9% (10/72). Em criações alternativas, foram coletadas amostras de 32 propriedades onde aves não apresentavam quadros respiratórios e 32 onde apresentavam quadros respiratórios. Durante as necropsias...

Untersuchung zur Induktion der Expression des Resistenz-vermittelnden MDR1-Effluxpumpen-Gens bei Candida albicans; Influence of antibiotic and antiparasitic drugs on the expression of the efflux pump MDR1 in Candida albicans

Hartmann, Timo
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
26.12%
Im Gegensatz zu den übertragbaren Resistenzmechanismen von Bakterien spielen in der Resistenzentwicklung gegen Fluconazol bei Candida albicans die Expression natürlicher Transport-Systeme wie MDR1 eine dominierende Rolle. Patienten mit einem erhöhten Risiko für die Entwicklung invasiver Mykosen erhalten in der Regel aufgrund ihrer Grunderkrankungen eine Vielzahl von chemotherapeutischen Medikamenten (Antibiotika, Antiparasitika, Zytostatika u.a.). Es wäre denkbar, dass durch therapeutischen Einsatz dieser Substanzen bei mit C.albicans besiedelten Patienten eine Expression von Transportsystemen induziert wird, die sekundär Fluconazol-Resistenz auslösen. Es war Ziel dieser Arbeit, ein breites Spektrum an Substanzen, die klinisch bei Risikopatienten eingesetzt werden, auf ihr Potenzial zur Induktion von MDR1 in C. albicans zu prüfen. Für die Austestung der Reagenzienpalette (3 Antimykotika, 5 Antiparasitika, 7 Antibiotika) wurde ein Fluoreszenz-Induktionsassay etabliert, der auf zwei C. albicans Reporterstämmen basierte, bei denen jeweils auf einem Allel unter die Kontrolle des MDR1 Promotors ein GFP-Gen (grün fluoreszierendes Protein) gesetzt worden war. Von allen Testsubstanzen zeigte nur Rifampicin einen Induktionseffekt. Die MDR1-Induktion wurde durch RT-PCR bestätigt und mittels FACS-Analyse quantifiziert. Im Vergleich zu dem bekannten MDR1-Induktor Benomyl wies Rifampicin bereits in niedrigen Konzentrationen von 5-10 µg/mL einen induzierenden Effekt auf. Diese Expression von MDR1-spezifischer RNA war bereits nach wenigen Minuten nachweisbar und zeigte eine deutliche dosisabhängige Steigerung. Trotz Expression von MDR1-spezifischer RNA konnten in einer Kombinationstestung von Fluconazol und Rifampicin bis 40 µg/mL keine erhöhten MHK-Werte für C.albicans gezeigt werden. Obwohl in vitro keine resistenzauslösende Wirkung belegt werden konnte...

Novo gene de resistência ao PepYMV em Capsicum annuum L.; New PepYMV resistance gene in Capsicum annuum L.

Rezende, Jéssica Figueiredo
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas; UFLA; brasil; Departamento de Biologia Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas; UFLA; brasil; Departamento de Biologia
Tipo: Dissertação
Publicado em 19/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
26.04%
Genetic variability in Capsicum has been exploited to control virus plant diseases caused by potyvirus complex, which can be imparted by at least one of the pvr genes described in literature. Among these described genes, only Pvr4 and Pvr7, both closely linked on Capsicum chromosome 10, have dominant monogenic inheritance. The Pvr4 gene is linked to a codominant marker, for which the resistant allele is associated to the 444 pb band pattern and the susceptible allele is associated to the 458 pb band pattern. The objective of this research was to determine if the resistance found in pepper genotypes, and which are not associated to the CAPS marker Pvr4, is allelic to this gene. Genotypes resistance to PepYMV were evaluated in a greenhouse at HortiAgro Sementes SA, located in Ijaci, Minas Gerais, Brazil. Genotyping was done in the Molecular Genetics Lab, of the Biology Department at the Universidade Federal de Lavras, Lavras, Minas Gerais, Brazil. The genotypes used in this trial were the following: Myr-29-10, carrying Pvr4 gene (P1 with a band pattern of 444 pb); PIM-025 (P2 with a band pattern of 458 pb); F1 (P1 x P2); F2 (P1 x P2); BC1(P1) = {[F1 (P1 x P2)] x P1}; BC1(P2) ={[ F1 (P1 x P2)] x P2}; MagaliR; Konan-R; Mallorca; Criollo de Morelos 'CM-334-UFV'; Criollo de Morelos 'CM-334-INRA'; PIM-HE-133; PIM-013 and Ikeda. From the F2 generation and its segregation...

Identification of the Er1 resistence gene and RNase S-alleles in Malus prunifolia var. ringo rootstock

Agapito-Tenfen, Sarah Zanon; Dantas, Adriana Cibele de Mesquita; Denardi, Frederico; Nodari, Rubens Onofre
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
26.09%
Woolly apple aphid (WAA; Eriosoma lanigerum Hausm.) is a major insect pest that has significant economic impact on apple growers worldwide. Modern breeding technologies rely on several molecular tools to help breeders select genetic determinants for traits of interest. Consequently, there is a need for specific markers linked to the genes of interest. Apple scions and rootstocks have an additional barrier to the introduction of pest resistance genes due to the presence of self-incompatibility S-RNase alleles. The genetic characterization and early identification of these alleles can amplify the contribution of a breeding program to the selection of resistant genitors that are as compatible as possible. In this study, we identified the Er1 gene involved in the resistance to WAA in Malus prunifolia var. ringo, also known as ‘Maruba Kaido’ rootstock, and we analyzed the inheritance pattern of the WAA resistance Er1 gene in a segregant population derived from Malus pumila ‘M.9’ and ‘Maruba Kaido’ rootstocks. The self-incompatibility of S-RNase alleles S6S26 of ‘Maruba Kaido’ were also identified along with their inheritance pattern. We also confirmed the identification of the S1S3 alleles in the ‘M.9’ rootstock. To the best of our knowledge...