Página 1 dos resultados de 74 itens digitais encontrados em 0.056 segundos

Competências profissionais e o processo de formação na residência multiprofissional em Saúde da Família; Professional competences and the training process in a multi-professional internship in Family Health

NASCIMENTO, Débora Dupas Gonçalves do; OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
166.12%
A Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF) é uma modalidade de pós-graduação lato sensu cuja finalidade é desenvolver competências dos profissionais de saúde para o trabalho no SUS. Este estudo teve como objetivo construir um perfil de competências para orientar a formação profissional na RMSF. Pesquisa qualitativa realizada com 15 preceptores de uma RMSF e oito trabalhadores da Estratégia Saúde da Família. Para análise dos dados empíricos, utilizou-se a técnica de análise de discurso proposta por Fiorin (1999) e adaptada por Car e Bertolozzi. As competências encontradas foram classificadas nas áreas de domínio propostas por Witt: valores profissionais, comunicação, trabalho em equipe, gerência, orientada à comunidade, promoção da saúde, resolução de problemas, atenção à saúde, educacional e em ciências básicas da saúde pública e coletiva. A construção do perfil de competências revelou a potencialidade pedagógica e política da RMSF para transformação das práticas de cuidado em saúde e a necessidade de pensar a formação a partir de uma perspectiva ampliada do processo saúde-doença.; Multi-professional internship in Family Health (MIFH) is a modality of a postgraduate degree specialization course...

A residência multiprofissional em saúde da família como estratégia de formação da força de trabalho para o SUS; The multiprofessional residence in Family Health as a strategy of forming workforce for SUS

Nascimento, Debora Dupas Gonçalves do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
166.17%
Trata-se de pesquisa qualitativa que tomou como objeto de estudo a formação dos profissionais da saúde para o SUS, na modalidade Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF). Os objetivos foram: identificar a concepção de competência que orienta a prática pedagógica dos preceptores do curso; identificar as competências profissionais referidas por trabalhadores das equipes da Estratégia Saúde da Família como necessárias no cotidiano de sua prática profissional e construir um perfil de competências para orientar a formação profissional na modalidade residência. Como categoria conceitual e analítica, utilizou-se a competência, tal como definida por Perrenoud, ancorada na concepção de trabalho em saúde de Mendes-Gonçalves e de trabalho em equipe de Peduzzi. O estudo foi desenvolvido em um curso de RMSF de uma instituição de ensino da cidade de São Paulo que tem como parceira uma instituição filantrópica responsável pela gestão de Unidades Básicas de Saúde da ESF. A população foi composta por preceptores do curso e profissionais da saúde que desenvolvem suas atividades profissionais na Estratégia Saúde da Família. A amostra foi constituída pela totalidade dos preceptores (15 participantes) e pelos profissionais por eles indicados como competentes no cotidiano da prática na ESF (8 participantes). Utilizou-se a entrevista semi-estruturada como instrumento de coleta de dados e...

O processo de formação dos cirurgiões-dentistas da residência multiprofissional em saúde da família da Casa de Saúde Santa Marcelina: percepção do egresso; The process of training of dentists of the Multidisciplinary Residency in Family Health of the Casa de Saúde Santa Marcelina: perception of the graduates

Wanderley, Luciana Coutinho Simões
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
196.31%
A Residência Multiprofissional em Saúde pretende ser uma nova estratégia para políticas de educação permanente que enfoca diversas categorias profissionais da área de saúde e favorece a produção das condições necessárias para mudanças no perfil profissional para prepará-los para uma atuação na perspectiva da atenção integral à saúde. Este trabalho objetiva analisar o processo de formação do cirurgião-dentista do curso de Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF) da Casa de Saúde Santa Marcelina (CSSM), a partir da visão do egresso. Foram entrevistados os egressos da primeira turma desta residência. Os discursos foram analisados segundo a metodologia qualitativa pelo método da análise de conteúdo temática proposta por Bardin. A análise gerou quatro categorias. Na primeira A vivência no serviço preparando o residente observou-se que a articulação entre ensino e serviço na residência multiprofissional possibilitou uma imersão do egresso no campo de prática. A partir da vivência no serviço o aluno/profissional pode enfrentar as dificuldades existentes nos processos de trabalho e na organização do serviço refletindo e construindo conhecimentos importantes para sua formação profissional. Na segunda - Trabalhando em equipe multiprofissional: desafios e aprendizados observou-se as modificações que o trabalho em equipe proporcionou aos residentes que puderam refletir sobre o processo de trabalho no Programa de Saúde da Família e a interação entre essas categorias possibilitou uma nova abordagem no cuidado à saúde. Foi possível observar também que os residentes experimentaram as dificuldades que existem no trabalho em equipe. A lógica do trabalho multiprofissional impõe uma prática diferente daquela que os profissionais estão acostumados. Na terceira - Importância de dois atores no processo de formação: tutores e preceptores verificou-se que os tutores e preceptores desempenham papéis importantes na RMSF. Os tutores orientam o residente na sua formação e os preceptores exercem uma função indispensável na mediação das relações entre coordenação-residente-tutor. Foi possível observar que estes papéis não estavam bem definidos pelos atores envolvidos no processo de formação o que dificultou o enfretamento de alguns problemas vivenciados pelos residentes na prática. Torna-se evidente um melhor preparo destes profissionais para que as práticas pedagógicas aplicadas na residência sejam operadas a contento. Por fim a quarta categoria - Apresentando os nós críticos: do aluno...

O trabalho do fonoaudiólogo no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF): compreendendo a prática a partir da composição dos processos de trabalho; The work of Speech Therapists under the Family Health Support Centers (NASF): understanding practices based on the composition of work processes

Soleman, Carla
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
135.96%
Toma como objeto os processos de trabalho dos fonoaudiólogos inseridos nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF, recortado diante do quadro teórico do Trabalho em Saúde. Considerando as questões históricas da profissão, a formação insuficiente e a limitada produção de conhecimento acerca dos processos de trabalho, o objetivo foi compreender as características do trabalho do Fonoaudiólogo no NASF e os determinantes que orientam as práticas deste profissional. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório, cujo caminho metodológico se delineou por meio da identificação do perfil de formação destes profissionais, da caracterização do trabalho no NASF a partir dos elementos que o compõem: objeto/finalidade, meios e instrumentos, organização e divisão do trabalho, e identificação dos determinantes operacionais que orientam suas práticas. A coleta dos dados se deu por meio de um questionário on-line, do tipo auto-aplicado. Os resultados apontam para uma formação insuficiente em nível de graduação para a maioria dos respondentes, e que apenas os fonoaudiólogos que cursaram Residência Multiprofissional em Saúde da Família (21%) chegaram para atuação no NASF com experiência prévia em Atenção Primária a Saúde. A principal motivação se refere às inclinações pela proposta NASF...

Avaliação do conhecimento dos residentes de um programa de residência multiprofissional em saúde, referente ao “contrato didático”; Evaluation of the knowledge of residents of a multiprofessional program in health related to the “Didactic Contract”

Silveira, Luiz Henrique Alves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
136.12%
Este estudo teve como objetivos analisar as relações de ensino e aprendizagem, nos espaços de formação em saúde, através da avaliação do conhecimento dos residentes de um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde, no que se refere ao Contrato Didático, a importância atribuída ao mesmo, bem como a participação dos residentes na elaboração das regras que norteiam as relações entre docentes e discentes nestes espaços de formação. Foi realizada uma pesquisa com abordagem quantitativa e qualitativa. Primeiramente, foi aplicado um questionário, junto aos residentes de primeiro ano (R1) das quatro ênfases da Residência Integrada em Saúde do Grupo Hospitalar Conceição (RIS/GHC), a saber: Atenção ao Paciente Crítico, Oncologia e Hematologia, Saúde Mental, Saúde da Família e Comunidade. Posteriormente, dez residentes, que participaram da primeira fase, foram convidados para integrarem um grupo, que foi submetido a entrevistas semi-estruturadas, gravadas, a fim de que fossem aprofundadas as questões sobre a temática em estudo. Através da análise de conteúdo das respostas, foi possível compreender como se estruturam as relações, nos espaços de ensino e aprendizagem em serviço da RIS/GHC, o conhecimento dos residentes com relação ao Contrato Didático...

Formação de recursos humanos em saúde da família: paradoxos e perspectivas

Gil,Célia Regina Rodrigues
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
146.06%
O artigo apresenta o perfil dos alunos ingressos nos cursos de Especialização e na Residência Multiprofissional em saúde da família, ambos financiados pelo Projeto REFORSUS do Ministério da Saúde e iniciados no ano de 2001. Foram pesquisados 16 cursos de especialização (38,0%) e 9 residências (69,0%) mediante análise de 873 questionários (709 e 164, respectivamente). Em ambos predominaram alunos do sexo feminino, enfermeiros e profissionais com até cinco anos de formados. Na Especialização, os profissionais inseridos nas equipes de saúde da família representaram a maioria e verificou-se que cerca de um terço dos alunos já havia feito outros cursos de especialização, observando-se o contrário na Residência Multiprofissional. Concluiu-se que este tipo de estudo contribui para caracterizar a clientela que tem demandado aos cursos de pós-graduação lato sensu, adequando necessidade e oferta.

Cuidado domiciliar: a experiência da residência multiprofissional em saúde da família/UFPEL-MS/BID

Klock,Adriana Damke; Heck,Rita Maria; Casarim,Sidnéia Tesmer
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
136.05%
Trata-se de um estudo de acompanhamento, objetivando apresentar o programa de cuidado domiciliar no cenário da Residência Multiprofissional Saúde da Família, na Universidade Federal de Pelotas-MS/BID. Os resultados indicam limitações na identificação das pessoas que poderiam ser incluídas no programa das Unidades Básicas de Saúde; dificuldades na implantação de rotinas e avaliação do programa; dilemas éticos em relação ao cuidado que o familiar idoso recebe dos seus cuidadores; necessidade do atendimento interdisciplinar e obstáculos à viabilização das internações domiciliares. A parceria terapêutica entre profissionais e usuários foi um aspecto positivo. A população em cuidado domiciliar totalizou 110 pessoas, em onze meses de programa, predominando idosos e mulheres. As necessidades de cuidado mais freqüentes foram com relação a idosos com limitações físicas e seqüelados por acidente vascular cerebral. As parcerias de cuidado entre residentes se deram mais freqüentemente com cuidadoras mulheres, do lar, filhas ou esposas.

Residência multiprofissional em saúde da família e a formação de psicólogos para a atuação na atenção básica

Clemente,Anselmo; Matos,Damaris Roma; Grejanin,Danitielle K. Marques; Santos,Heloísa Elaine dos; Quevedo,Michele Peixoto; Massa,Paula Andrea
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
166.13%
O Programa de Saúde da Família (PSF) surgiu como estratégia de reorientação da atenção básica em saúde. A incorporação de profissionais de saúde mental no PSF não foi prevista na Portaria nº 648 (2006), que definiu os recursos mínimos para a atuação das equipes. O Ministério da Saúde, em 2007, aprovou os Núcleos de Atenção à Saúde da Família. A Residência Multiprofissional em Saúde da Família foi uma proposta coordenada pela Faculdade e Casa de Saúde Santa Marcelina, contando com dez categorias profissionais, entre elas a psicologia. Este trabalho tem o objetivo de refletir sobre a prática do psicólogo residente e analisá-la, contribuindo para a discussão das possibilidades de atuação do psicólogo no PSF na cidade de São Paulo. Trata-se de uma pesquisa avaliativa do tipo estudo de caso, que tem o objetivo de sistematizar as intervenções realizadas, o processo de construção da planilha mensal de produção e alguns dados que ela fornece. Os resultados são: a descrição das categorias, a planilha mensal de produção com adaptações a partir dos códigos do Sistema de Informação Ambulatorial (SIA) atribuídos aos psicólogos e um quadro com os dados quantitativos. Foi possível perceber que os princípios do PSF...

Competências profissionais e o processo de formação na residência multiprofissional em Saúde da Família

Nascimento,Débora Dupas Gonçalves do; Oliveira,Maria Amélia de Campos
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
166.12%
A Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF) é uma modalidade de pós-graduação lato sensu cuja finalidade é desenvolver competências dos profissionais de saúde para o trabalho no SUS. Este estudo teve como objetivo construir um perfil de competências para orientar a formação profissional na RMSF. Pesquisa qualitativa realizada com 15 preceptores de uma RMSF e oito trabalhadores da Estratégia Saúde da Família. Para análise dos dados empíricos, utilizou-se a técnica de análise de discurso proposta por Fiorin (1999) e adaptada por Car e Bertolozzi. As competências encontradas foram classificadas nas áreas de domínio propostas por Witt: valores profissionais, comunicação, trabalho em equipe, gerência, orientada à comunidade, promoção da saúde, resolução de problemas, atenção à saúde, educacional e em ciências básicas da saúde pública e coletiva. A construção do perfil de competências revelou a potencialidade pedagógica e política da RMSF para transformação das práticas de cuidado em saúde e a necessidade de pensar a formação a partir de uma perspectiva ampliada do processo saúde-doença.

Trabalho em equipe multiprofissional: a perspectiva dos residentes médicos em saúde da família

Ferreira,Ricardo Corrêa; Varga,Cássia Regina Rodrigues; Silva,Roseli Ferreira da
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
136.26%
A residência médica brasileira, cada vez mais, especializa os médicos em suas práticas, desprezando as práticas multiprofissionais que orientam a integralidade em saúde. Na tentativa de romper com essa prática, a residência multiprofissional em saúde da família foi proposta objetivando formar profissionais que visem o cuidado integral à saúde das pessoas. Neste contexto, a Faculdade de Medicina de Marília, em 2003, iniciou esta residência, tendo como núcleo central o trabalho multiprofissional em equipes de saúde da família. Analisou-se, neste estudo, a percepção dos residentes médicos em saúde da família acerca do trabalho multiprofissional desenvolvido no Programa de Saúde da Família. A abordagem qualitativa foi o método desta investigação. Os dados coletados foram interpretados por meio da análise temática de conteúdo, construindo-se três categorias empíricas: Âncoras e balizas da visão interdisciplinar no trabalho em equipe permeiam a perspectiva da residência em saúde da família; Os conflitos e paradoxos do trabalho em equipe e a manutenção da linha de montagem; Dilemas do trabalho em equipe frente a uma estrutura hierarquizada. A análise dos dados aponta para o avanço que o trabalho em equipe multiprofissional traz para a formação médica...

A experiência dos diários reflexivos no processo formativo de uma residência multiprofissonal em saúde da família

Oliveira,Filipe Guterres Venancio Costa de; Carvalho,Maria Alice Pessanha de; Garcia,Margareth Rose Gomes; Oliveira,Simone Santos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
146.07%
O diário reflexivo foi adotado na Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz), Rio de Janeiro, Brasil. Durante dois anos acompanhamos uma equipe multiprofissional de três residentes em um módulo da Estratégia de Saúde da Família (ESF), buscando compreender as origens do instrumento no diário de campo da antropologia e no portfólio reflexivo da educação. O instrumento mostrou-se eficaz, possibilitando acompanhar as atividades práticas e a atuação das equipes e fornecendo subsídios para avaliação dos estudantes como recurso para a reformulação da prática; também propicia o desenvolvimento dos princípios éticos e da relação para com os indivíduos e comunidade. No momento em que os alunos se viram diante do desafio de enfrentar a realidade, o dia a dia da comunidade, ficou clara a importância do Diário.

Potencialidades da Residência Multiprofissional em Saúde da Família: o olhar do trabalhador de saúde

Domingos,Carolina Milena; Nunes,Elisabete de Fátima Polo de Almeida; Carvalho,Brigida Gimenez
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 PT
Relevância na Pesquisa
156.12%
Para a consolidação da proposta da Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF), torna-se imprescindível a participação do profissional de saúde atuante no serviço. Assim, o objetivo deste estudo foi revelar a percepção do trabalhador de saúde sobre as potencialidades da inserção da RMSF nas Unidades de Saúde da Família (USF). Trata-se de um estudo qualitativo, realizado com 25 trabalhadores das USF contempladas com a RMSF. Os discursos revelaram que a atuação dos residentes nas USF foi potente para induzir mudanças no processo de trabalho destas e para a formação de profissionais capacitados para atuar na Estratégia Saúde da Família (ESF). Deste modo, a residência contribui para que a ESF se torne um dispositivo de mudança do modelo de assistência à saúde e constitui uma forma de operar o proposto na Política de Educação Permanente em Saúde (EPS).

Competências profissionais e o processo de formação na residência multiprofissional em Saúde da Família; Professional competences and the training process in a multi-professional internship in Family Health

Nascimento, Débora Dupas Gonçalves do; Oliveira, Maria Amélia de Campos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
166.11%
A Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF) é uma modalidade de pós-graduação lato sensu cuja finalidade é desenvolver competências dos profissionais de saúde para o trabalho no SUS. Este estudo teve como objetivo construir um perfil de competências para orientar a formação profissional na RMSF. Pesquisa qualitativa realizada com 15 preceptores de uma RMSF e oito trabalhadores da Estratégia Saúde da Família. Para análise dos dados empíricos, utilizou-se a técnica de análise de discurso proposta por Fiorin (1999) e adaptada por Car e Bertolozzi. As competências encontradas foram classificadas nas áreas de domínio propostas por Witt: valores profissionais, comunicação, trabalho em equipe, gerência, orientada à comunidade, promoção da saúde, resolução de problemas, atenção à saúde, educacional e em ciências básicas da saúde pública e coletiva. A construção do perfil de competências revelou a potencialidade pedagógica e política da RMSF para transformação das práticas de cuidado em saúde e a necessidade de pensar a formação a partir de uma perspectiva ampliada do processo saúde-doença.; Multi-professional internship in Family Health (MIFH) is a modality of a postgraduate degree specialization course...

Residência multiprofissional em saúde da família e a formação de psicólogos para a atuação na atenção básica; Family health multiprofessional residency and the education of psychologists to work in basic care

Clemente, Anselmo; Matos, Damaris Roma; Grejanin, Danitielle K. Marques; Santos, Heloísa Elaine dos; Quevedo, Michele Peixoto; Massa, Paula Andrea
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2008 POR
Relevância na Pesquisa
166.13%
O Programa de Saúde da Família (PSF) surgiu como estratégia de reorientação da atenção básica em saúde. A incorporação de profissionais de saúde mental no PSF não foi prevista na Portaria nº 648 (2006), que definiu os recursos mínimos para a atuação das equipes. O Ministério da Saúde, em 2007, aprovou os Núcleos de Atenção à Saúde da Família. A Residência Multiprofissional em Saúde da Família foi uma proposta coordenada pela Faculdade e Casa de Saúde Santa Marcelina, contando com dez categorias profissionais, entre elas a psicologia. Este trabalho tem o objetivo de refletir sobre a prática do psicólogo residente e analisá-la, contribuindo para a discussão das possibilidades de atuação do psicólogo no PSF na cidade de São Paulo. Trata-se de uma pesquisa avaliativa do tipo estudo de caso, que tem o objetivo de sistematizar as intervenções realizadas, o processo de construção da planilha mensal de produção e alguns dados que ela fornece. Os resultados são: a descrição das categorias, a planilha mensal de produção com adaptações a partir dos códigos do Sistema de Informação Ambulatorial (SIA) atribuídos aos psicólogos e um quadro com os dados quantitativos. Foi possível perceber que os princípios do PSF...

PERCEPTION OF PRIMARY HEALTHCARE MANAGERS ABOUT GRADUATES OF A MULTIDISCIPLINARY RESIDENCY IN FAMILY HEALTH; POSICIONAMENTO DOS COORDENADORES DA ATENÇÃO BÁSICA SOBRE EGRESSOS DA RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA

LUNAS JÚNIOR, Francisco José de; BARRETO, Raissa Mont' Alverne; VASCONCELOS, Maristela Inês Osawa
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
136.12%
Objective: To analyze the perception of primary healthcare managers from the municipalities that comprise the 11th Regional Coordination of Health (CRES) headquartered in Sobral-CE, about graduates of a multidisciplinary residency in family health (MRFH). Material and Methods: This was a descriptive exploratory study with a qualitative approach. The sample consisted of 27 primary care managers from Sobral macro-region, which comprises 55 municipalities. Data collection was performed using the tool Google Docs by means of an electronic questionnaire addressing the pedagogical proposal of the 8th class of Sobral MRFH, which was sent by email to all primary care managers in all municipalities. Results: In the regional context, only three municipalities had graduates of a MRFH as part of the team working in the primary care level. The managers demonstrated to be willing to hire graduates of a MRFH program, as they consider as satisfactory the knowledge, skills and attitudes of the higher education professionals working in primary care. Conclusion: despite the discourse of valuing in-service training, the absorption of graduates for this position is still low in the context of primary healthcare in the state of Ceará. This is in contract with the fact that the certified MRFH professionals have the quality and training necessary to modify the reality of the community...

BUILDING THE MULTIPROFESSIONALISM: A LOOK AT THE MULTIPROFESSIONAL RESIDENCE IN FAMILY AND COMMUNITY HEALTH; CONSTRUINDO A MULTIPROFISSIONALIDADE: UM OLHAR SOBRE A RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA E COMUNIDADE.

Salvador, Anarita de Souza; Medeiros, Cristina da Silva; Cavalcanti, Patrícia Barreto; Carvalho, Rafael Nicolau de
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
146.17%
Objective: To analyze the perception of preceptors and residents of a multiprofessional residence in family and community health (RMSFC) linked to Federal University of Paraíba, about the process of construction of multiprofessionalism during such training. Material and Methods: This is an exploratory field research, with quali-quantitative approach, conducted in December 2010, along with 6 preceptors and 10 residents of a multiprofessional residence in family and community health at the Public Health Nucleus, Federal University of Paraiba. Data collection was performed by using questionnaires, participant observation with field journaling and documentary research. Results: It was found that the process of building multiprofessionalism in health from this training modality presents itself as a potent tool to possibly change the medical-centered support model, but the interfaces that multiprofessionalism in health demands (interdisciplinarity and integrated team) still present challenges to be conquered. Conclusion: Multiprofessionalism in the health care production and management of services emerges as a need to meet organizational and philosophical principles established by the Unified Health System. In the context of the RMSFC/UFPB...

Potencialidades da Residência Multiprofissional em Saúde da Família: o olhar do trabalhador de saúde

Domingos,Carolina Milena; Nunes,Elisabete de Fátima Polo de Almeida; Carvalho,Brigida Gimenez
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 PT
Relevância na Pesquisa
156.12%
Para a consolidação da proposta da Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF), torna-se imprescindível a participação do profissional de saúde atuante no serviço. Assim, o objetivo deste estudo foi revelar a percepção do trabalhador de saúde sobre as potencialidades da inserção da RMSF nas Unidades de Saúde da Família (USF). Trata-se de um estudo qualitativo, realizado com 25 trabalhadores das USF contempladas com a RMSF. Os discursos revelaram que a atuação dos residentes nas USF foi potente para induzir mudanças no processo de trabalho destas e para a formação de profissionais capacitados para atuar na Estratégia Saúde da Família (ESF). Deste modo, a residência contribui para que a ESF se torne um dispositivo de mudança do modelo de assistência à saúde e constitui uma forma de operar o proposto na Política de Educação Permanente em Saúde (EPS).

Trabalho em equipe multiprofissional: a perspectiva dos residentes médicos em saúde da família

Ferreira,Ricardo Corrêa; Varga,Cássia Regina Rodrigues; Silva,Roseli Ferreira da
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
136.26%
A residência médica brasileira, cada vez mais, especializa os médicos em suas práticas, desprezando as práticas multiprofissionais que orientam a integralidade em saúde. Na tentativa de romper com essa prática, a residência multiprofissional em saúde da família foi proposta objetivando formar profissionais que visem o cuidado integral à saúde das pessoas. Neste contexto, a Faculdade de Medicina de Marília, em 2003, iniciou esta residência, tendo como núcleo central o trabalho multiprofissional em equipes de saúde da família. Analisou-se, neste estudo, a percepção dos residentes médicos em saúde da família acerca do trabalho multiprofissional desenvolvido no Programa de Saúde da Família. A abordagem qualitativa foi o método desta investigação. Os dados coletados foram interpretados por meio da análise temática de conteúdo, construindo-se três categorias empíricas: Âncoras e balizas da visão interdisciplinar no trabalho em equipe permeiam a perspectiva da residência em saúde da família; Os conflitos e paradoxos do trabalho em equipe e a manutenção da linha de montagem; Dilemas do trabalho em equipe frente a uma estrutura hierarquizada. A análise dos dados aponta para o avanço que o trabalho em equipe multiprofissional traz para a formação médica...

A experiência dos diários reflexivos no processo formativo de uma residência multiprofissonal em saúde da família

Oliveira,Filipe Guterres Venancio Costa de; Carvalho,Maria Alice Pessanha de; Garcia,Margareth Rose Gomes; Oliveira,Simone Santos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
146.07%
O diário reflexivo foi adotado na Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz), Rio de Janeiro, Brasil. Durante dois anos acompanhamos uma equipe multiprofissional de três residentes em um módulo da Estratégia de Saúde da Família (ESF), buscando compreender as origens do instrumento no diário de campo da antropologia e no portfólio reflexivo da educação. O instrumento mostrou-se eficaz, possibilitando acompanhar as atividades práticas e a atuação das equipes e fornecendo subsídios para avaliação dos estudantes como recurso para a reformulação da prática; também propicia o desenvolvimento dos princípios éticos e da relação para com os indivíduos e comunidade. No momento em que os alunos se viram diante do desafio de enfrentar a realidade, o dia a dia da comunidade, ficou clara a importância do Diário.

Formação de recursos humanos em saúde da família: paradoxos e perspectivas

Gil,Célia Regina Rodrigues
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
146.06%
O artigo apresenta o perfil dos alunos ingressos nos cursos de Especialização e na Residência Multiprofissional em saúde da família, ambos financiados pelo Projeto REFORSUS do Ministério da Saúde e iniciados no ano de 2001. Foram pesquisados 16 cursos de especialização (38,0%) e 9 residências (69,0%) mediante análise de 873 questionários (709 e 164, respectivamente). Em ambos predominaram alunos do sexo feminino, enfermeiros e profissionais com até cinco anos de formados. Na Especialização, os profissionais inseridos nas equipes de saúde da família representaram a maioria e verificou-se que cerca de um terço dos alunos já havia feito outros cursos de especialização, observando-se o contrário na Residência Multiprofissional. Concluiu-se que este tipo de estudo contribui para caracterizar a clientela que tem demandado aos cursos de pós-graduação lato sensu, adequando necessidade e oferta.