Página 1 dos resultados de 74 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Análise do potencial de valorização dos resíduos de Licor Verde da Indústria de Pasta de Papel

Matias, Diana Vanessa Saraiva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.65%
Este estudo tem como objecto de análise um resíduo produzido na fábrica de pasta de papel Celbi, que é habitualmente designado de dregs. Neste âmbito, os principais objectivos desta dissertação, são o levantamento das suas propriedades físicas e químicas, bem como das potenciais vias de valorizações, de modo a evitar a sua deposição em aterro. O resíduo em estudo resulta da recuperação de químicos no processo de pasta de papel Kraft e tem uma natureza sobretudo inorgânica. Apesar de os objectivos a atingir terem por base a pesquisa bibliográfica, o trabalho também envolveu a análise de amostras recolhidas na Celbi. Assim, foi possível determinar que os dregs apresentam 37 % de humidade e 3,75 % de perda ao fogo. A condutividade eléctrica e os sólidos dissolvidos totais (TDS), medidos numa suspensão com uma razão líquido/sólido igual a 10 L/kg, foi de 6,2 mS/cm e 4,48 g/L, respectivamente. O material apresenta uma massa volúmica real entre 2,65 e 2,87 % e uma massa específica bulk de cerca de 0,94 g/cm3 para o resíduo tal qual e 0,86 g/cm3 para o resíduo previamente seco. A distribuição granulométrica dos dregs, determinada através de peneiração, mostrou que é um material constituído por partículas bastante finas. Os dregs apresentam um pH altamente alcalino (cerca de 11...

Nova alternativa para reaproveitamento do resíduo perigoso gerado na produção de alumínio primário (SPL): obtenção de vidros opacos e fritas.; NEW ALTERNATIVE FOR REUSE HAZARDOUS WASTE FROM THE PRIMARY ALUMINUM PRODUCTION PROCESS (SPL): PRODUCTION OF THE OPAL GLASS AND FRITS

Prado, Ulisses Soares do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.97%
O resíduo gerado na demolição do revestimento de cubas eletrolíticas de produção de alumínio é classificado, segundo normas internacionais e a ABNT, como resíduo perigoso devido à presença de fluoretos e cianetos. Este trabalho apresenta uma nova alternativa para eliminação desse resíduo, conhecido como spent pot lining ou simplesmente, SPL, segundo a qual os cianetos são destruídos termicamente e parte do flúor fixada em vidros entrando em sua composição. Foi realizado estudo inédito para a aplicação da fração mais carbonosa desse resíduo, que corresponde à metade do todo, como matéria-prima para obtenção de vidros opacos e fritas aplicáveis em vidrados para revestimentos cerâmicos. Para tal, foi estudado o tratamento térmico prévio do o SPL com adição de calcário, para eliminação de carbono e cianetos e minimização da volatilização dos fluoretos durante o aquecimento, tendo sido determinados os parâmetros ideais para esse tratamento. Após tratamento, o resíduo foi utilizado como parte da composição de vidros opacos tendo uma das formulações sido analisada quanto a sua composição química, resistência química e análise microestrutural. O resíduo tratado também foi utilizado na formulação de fritas usadas nos vidrados de revestimentos cerâmicos e em algumas composições obteve-se fritas similares às comerciais. Estas foram comparadas às comerciais segundo critérios específicos...

Gerenciamento de resíduos químicos perigosos manuseados pela enfermagem de um hospital universitário; Management of hazardous chemical wastes by the nursing team of a school hospital

Costa, Taiza Florencio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.92%
O presente estudo tratou do Gerenciamento de Resíduos Químicos Perigosos (GRQP) manuseados pelos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário.Teve como objetivos identificar os produtos de uso médico-hospitalar, contendo substâncias com potencial para geração de resíduos químicos; verificar as informações existentes sobre os produtos químicos perigosos, manejo de seus respectivos resíduos e análise da percepção dos trabalhadores de enfermagem sobre o manejo e os impactos dos resíduos químicos perigosos; e propor estratégias para o Gerenciamento de Resíduos Químicos Perigosos. Caracteriza-se como exploratório, de caráter descritivo e de abordagem qualitativa. A população foi constituída do total de substâncias químicas armazenadas no serviço de farmácia e almoxarifado e por 662 trabalhadores de enfermagem com uma amostra intencional de 19 sujeitos. Foram usados três instrumentos de coleta de dados, sendo, um formulário para levantamento de todos produtos químicos de uso médico-hospitalar da instituição e outro para identificação dos produtos geradores de resíduos químicos perigosos (RQP), além da técnica de grupo focal para coletar dados sobre o manejo. Os dados foram sistematizados e analisados em dois momentos: no primeiro...

Modificação do resíduo de bauxita gerado no processo Bayer por tratamento térmico.; Modification of bauxite waste generated in the Bayer process by thermal treatment.

Garcia, Marta Cristina Suarez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
A lama vermelha é o resíduo gerado pela Indústria do Alumínio. Assim como outros resíduos industriais apresenta características complexas com inúmeras dificuldades de manipulação, além de ser um material perigoso pela sua baixa granulometria e alcalinidade. É um resíduo com potencial poluidor alto, agravado pela forma de disposição vulnerável geralmente adotada, sendo esta a disposição do resíduo em lagoas projetadas para esta finalidade. O estudo e desenvolvimento de alternativas sustentáveis para a utilização da lama vermelha devidamente tratada como matérias-primas de outros processos são tendências importantes e necessárias no contexto mundial de preservação do meio ambiente. O objetivo deste estudo é compreender o comportamento da lama vermelha sob a influência de diferentes temperaturas de tratamento térmico. Baseados nos efeitos de redução de área e transformações de fases, característicos dos processos térmicos, adotou-se um foco de análise voltado para a redução pH e dos íons livres. A identificação dos pHs adequados de análise da concentração de íons solúveis foi feita com base nas curvas de mobilidade eletroforética e condutividade. Os resultados obtidos para as amostras calcinadas mostraram queda do pH inicial das dispersões e da concentração dos íons solubilizados. Esse efeito pode ser atribuído a redução de área e a incorporação de íons à estrutura...

Reciclagem de pó de forno elétrico a arco para a produção de Aglomerado Pré-Fundido (APF) para uso em processo siderúrgico; Recycling of electric arc furnace dust for the production of agglomerated Pre-Cast Agglomerated (PCA) for use in steel making process

Araújo, José Alencastro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.68%
O pó de forno elétrico a arco (FEA) é gerado durante a fusão de sucata ferrosa nos fornos elétricos a arco e coletado predominantemente através de filtros de mangas. Esta substância é listada como resíduo sólido perigoso de fonte específica, K061, conforme a Norma ABNT NBR 10004:2004. As maiores empresas siderúrgicas semi-integradas do mundo têm adotado para o tratamento de pó de FEA, fundamentalmente três rotas: a recuperação de zinco e chumbo, através de dois processos complementares, um piro-metalúrgico, o Wäelz kiln e outro hidro-metalúrgico, o processo de dupla lixiviação Óxido de Wäelz; a inertização através da blendagem com a cal, aditivos e água, de forma a alcançar o pH da mistura >11, o que garante que metais pesados como o chumbo, cádmio e o zinco, presentes no pó de forno elétrico, não possam se tornar solúveis, evitando consequentemente, a sua lixiviação e a disposição em aterros industriais de resíduos sólidos perigosos. Sob a perspectiva da sustentabilidade, deve ser considerada a rota da recuperação de zinco e chumbo, que para ser viável necessita reunir a geração de pó de FEA de varias plantas, o que para um país com dimensões continentais pode ser um fator de insucesso. Esse trabalho trata da reciclagem do pó de FEA através do processo de sinterização de um compósito constituído de pó de FEA aglomerado com coque...

Estudo da viabilidade do uso do pó de aciaria elétrica a arco na confecção de blocos de concreto para pavimentação

Vargas, Alexandre Silva de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.88%
o Pó de Aciaria Elétrica (PAE) é um resíduo gerado em indústrias siderúrgicas que utilizam o Forno Elétrico a Arco (FEA) e a sucata como principal matéria-prima para a produção do aço. O PAE é composto por diferentes óxidos metálicos, entre eles o Zn, Cr, Pb e Cd. Devido às concentrações de Pb e Cdultrapassarem as pennitidas pela NBR 10004(1987), no ensaio de lixiviação, o PAE é classificado como resíduo perigoso Classe I. Este trabalho tem como objetivo o estudo da influência do PAEno desempenhomecânico e durabilidade de blocos de concreto para pavimentação. O programa experimental foi desenvolvido em duas etapas: a primeira. na qual foi fixada a relação água/cimento e a segunda, na qual foi fixado o índice de umidade, fator este relacionado com a capacidade de moldar os corpos-de-prova. Em ambas as etapas, o teor de adição do PAE empregado foi de 5%, 15% e 25% em relação à massa de cimento. Também foram moldados corpos-de-prova sem adição do resíduo (0%), utilizados como referência. Como ensaios complementares, foram detenninados o calor de hidratação, assim como a caracterização mineralógica e microestrutural de pastas de cimento com teores do PAE. Verificou-se que, nas duas etapas, os blocos contendo 15% de adição do PAE obtiveram melhor desempenho quanto à resistência à compressão axial. Para os ensaios de durabilidade...

Utilização de resíduos industriais de baixa granulometria em massas cerâmicas de argila vermelha : aspectos tecnológicos e ambientais

Pureza, Júlio César Cestari
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Este trabalho avalia o efeito da adição de diferentes resíduos, todos de baixa granulometria e gerados não muito distantes de empresas fabricantes de produtos de cerâmica vermelha, quando incorporados a argilas para processamento cerâmico tradicional. Foram utilizadas argilas da região de Sangão e Forquilhinha (Santa Catarina), bem como os seguintes resíduos: resíduo siderúrgico da produção de aço em forno elétrico (pó de aciaria), resíduo de atomizador de uma indústria de revestimentos cerâmicos e resíduo do polimento de grês porcelanato. Após a caracterização das matérias-primas, foram formuladas massas cerâmicas na relação argila/resíduo de 5:1 para cada resíduo. E, como padrão de comparação, utilizou-se a formulação apenas com argilas. As massas cerâmicas foram conformadas por prensagem e submetidas à queima em forno elétrico tipo mufla nas seguintes temperaturas 800, 900, 950, 1000 e 1100oC. Os corpos cerâmicos assim obtidos foram caracterizados segundo suas propriedades físicas (retração linear e absorção de água – curva de gresificação) e mecânicas (resistência mecânica à flexão a quatro pontos). Além disso, os corpos cerâmicos fabricados, utilizando pó de aciaria (resíduo perigoso segundo a ABNT)...

Obtenção e caracterização de cerâmica vermelha utilizando na matéria-prima resíduo argiloso do rerrefino de óleos minerais

Silva, Paula Luciana Bezerra da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.72%
Este trabalho investigou a incorporação de um resíduo da indústria petroquímica de rerrefino de óleos minerais, uma argila contaminada com hidrocarbonetos, como matéria-prima para a indústria cerâmica tradicional. O resíduo foi incorporado a uma massa cerâmica com o objetivo de obter produtos de cerâmica vermelha. As matérias-primas utilizadas foram caracterizadas quanto à composição mineralógica, química e granulométrica. Neste estudo, foram realizadas formulações com 0%, 3%, 5%, 10% e 15% em massa de resíduo para a obtenção dos corpos-de-prova. Os corpos-de-prova obtidos foram sinterizados nas temperaturas de 1000°C, 1050°C, 1100°C, 1150°C. Foram avaliadas as seguintes propriedades tecnológicas: absorção de água, porosidade aparente, retração linear de queima e resistência à flexão a quatro pontos. Os resultados obtidos mostraram que a incorporação de resíduo na massa cerâmica apresentou melhor desempenho nas suas propriedades tecnológicas, enquadrando-se a normas para produtos cerâmicos tradicionais, como telhas, blocos cerâmicos e pisos de revestimentos. Em consideração ao aspecto ambiental, as amostras foram submetidas aos ensaios de lixiviação, solubilização e emissões gasosas. Nos testes de lixiviação não foram encontrados elementos que a classificassem como resíduo perigoso de acordo com a NBR 10.004. Nos ensaios de solubilização...

O ciclo sustentável do resíduo eletrônico: um estudo do programa de reciclagem de resíduos tecnológicos de Porto Alegre

Perez, Gualberto Daniel Prado
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
O presente trabalho tem por objetivo analisar o Plano Municipal de Resíduos Sólidos – Equipamentos Eletrônicos (PMRS-EE), programa criado pela Prefeitura de Porto Alegre para responder à questão do descarte ambientalmente adequado dos resíduos dos equipamentos eletroeletrônicos. O consumo de eletrônicos cresce rapidamente, assim como também surgem a cada dia novos equipamentos com novas funcionalidades, diminuindo assim a vida útil dos mesmos. Por conterem diversos componentes tóxicos, tais equipamentos geram resíduo perigoso e requerem cuidados especiais no momento do descarte. Buscou-se, portanto verificar os benefícios ambientais e econômicos que resultassem da implementação da logística reversa proporcionada pelo PMRS-EE, bem como a aderência deste à nova Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para este propósito, optou-se pela metodologia de estudo de caso para compreender um fenômeno contemporâneo dentro de seu contexto. O estudo indicou o atingimento dos resultados de descarte correto tanto no reaproveitamento dos equipamentos em condições de reuso quanto no retorno à cadeia produtiva dos materiais constitutivos reciclados, dessa forma gerando economia financeira e ambiental.; This paper aims at analyzing the Municipal Plan for Solid Waste – Electronic Equipment (Plano Municipal de Resíduos Sólidos – Equipamentos Eletrônicos (PMRS-EE)...

Análise do sistema de recolhimento de óleo lubrificante usado ou contaminado no município de Cachoeirinha

Machado, Etelmarcio Bitencourt
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.58%
O presente trabalho tem por objetivo analisar o sistema de recolhimento de óleo lubrificante usado ou contaminado (OLUC) no município de Cachoeirinha. Esse óleo, considerado resíduo perigoso pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), é gerado principalmente pelos motores dos veículos. Com um incremento constante do número de veículos à frota do município, cresce também a geração desse resíduo. Por questões econômicas e ambientais, o OLUC desperta preocupação e interesse tanto na iniciativa privada, que busca lucrar com o comércio e reciclagem, quanto nas autoridades públicas que, além de preocupação com os impostos gerados pela cadeia produtiva desse resíduo, visam ao controle da sua destinação para evitar prejuízos ambientais. As preocupações com o correto recolhimento, armazenamento, coleta e destinação final incentivaram o Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) a cria uma Resolução específica para tratar desse resíduo. Para desenvolver o trabalho, foi realizado um estudo de caso no município de Cachoeirinha, no qual foi mapeado o processo de recolhimento, avaliado a atuação das empresas do município nesse sistema e identificado os mecanismos de controle e fiscalização do município. O estudo apontou uma fraca participação do poder público no controle e na fiscalização dos atores desse processo...

Reutilização do bauxito impregnado com óleo mineral isolante em cerâmica vermelha

Piluski, Josélia Ednar Antunes
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 79 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
26.58%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais.; O óleo mineral isolante usado em equipamentos elétricos, como transformadores, comutadores e reatores, quando atinge os limites especificados por normas técnicas, deve ser regenerado. O bauxito ativado é utilizado como meio adsorvente em percoladores durante a regeneração de óleo mineral isolante. Após o processo de regeneração, obtêm-se o óleo mineral isolante, com características físico-químicas similares ao óleo novo, e o bauxito saturado, impregnado com óleo mineral isolante. Inicialmente realizou-se a caracterização do bauxito e do bauxito impregnado com óleo mineral isolante. Observou-se que o bauxito é composto principalmente por Al2O3, SiO2 e Fe2O3. Segundo a norma NBR 10004 [1987], o bauxito impregnado com óleo mineral isolante é um resíduo classe I, pois apresenta concentração de fenol e hidrocarbonetos acima do valor definido pela mesma norma. Trata-se, portanto, de um resíduo perigoso, nocivo ao ser humano e ao meio ambiente. No presente trabalho, desenvolveu-se uma forma de reutilização do bauxito impregnado com óleo mineral isolante através de sua incorporação...

Aproveitamento industrial da borracha reciclada de pneus usados : (a reciclagem do resíduo 160103 da L.E.R.)

Campos, Paulo da Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/04/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.69%
Disertação de Mestrado em Gestão Ambiental; As actuais sociedades de elevado conforto estão a descartar um pneu de cerca de 9 a 10kg, por habitante e por ano. Estes pneus não são um resíduo perigoso, mas a sua forma traz problemas sanitários e dificuldades importantes na sua disposição final. Além de que, se impropriamente armazenados, podem incendiar-se acidentalmente tornando-se num problema ambiental grave. O processamento deste resíduo é um dilema, já que o valor intrínseco dos bens que o constituem são altos, mas o seu aproveitamento cria dificuldades logísticas e tecnológicas que fazem com que os processos de reciclagem tenham custos elevados. Os pneus são constituídos essencialmente por borrachas, natural e sintéticas, vulcanizadas e o processo de vulcanização faz com que o reaproveitamento dos seus constituintes originais seja impossível, quer pela impossibilidade de reverter o processo de vulcanização quer pela impossibilidade de separar da matriz molecular criada os restantes componentes. Esta dificuldade é acrescida dada a disparidade das naturezas dos materiais utilizados no fabrico do pneu. Os governos dos países mais desenvolvidos têm criado por via legislativa, ambientes propícios a uma correcta disposição final deste resíduo. Nos Estados Unidos da América o caminho seguido tem sido o de procurar influenciar o mercado...

Avaliação da técnica de solidificação/estabilização no tratamento de resíduo têxtil: produção de bloco cerâmico de vedação

Ramos,F. M. S.; Kaminata,O. T.; Tavares,C. R. G.; Benatti,C. T.; Capelasso,M.; Innocenti,B. D.
Fonte: Associação Brasileira de Cerâmica Publicador: Associação Brasileira de Cerâmica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.72%
A incorporação do resíduo têxtil em matrizes de argila para a produção de blocos cerâmicos de vedação foi avaliada por meio do processo de solidificação/estabilização (s/e). Inicialmente foi feita a caracterização do resíduo têxtil e da argila, utilizada como matriz para produção de blocos cerâmicos de vedação. A composição química deste resíduo têxtil é variada, contendo Al, Fe, Mn, Na, Pb, Cu, Cr e Zn, oriundos do processo têxtil e do tratamento do efluente gerado no processo. Sua classificação se enquadra como um resíduo não perigoso e não inerte. Posteriormente, foram preparados blocos com composição 0, 5, 10, 15, 20 e 25% de resíduo têxtil. A mistura foi feita proporcionalmente em porcentagem de massa seca. Para análise comparativa das características químicas desses blocos cerâmicos, foram produzidos blocos somente com argila. As concentrações dos metais analisados, nos extratos lixiviados e solubilizados dos blocos cerâmicos, em todas as proporções de incorporação do resíduo têxtil, ficaram abaixo dos limites definidos pela NBR 10004/2004 da ABNT, classificando-os como não perigosos e inertes, ou seja, não oferecendo riscos de futura contaminação do solo durante a sua vida útil...

Utilização do resíduo de caulim em blocos de vedação

Rezende,Maria Luiza de S.; Menezes,Romualdo R.; Neves,Gelmires de Araújo; Nascimento,José Wallace B.; Leal,Antonio Farias
Fonte: Escola de Minas Publicador: Escola de Minas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
O caulim é uma argila com um grande número de aplicações industriais, no entanto sua produção gera uma enorme quantidade de resíduos. Assim, esse trabalho tem, por objetivo, estimar o volume de resíduo da produção de caulim acumulado na região produtora do Estado da Paraíba e analisar sua viabilidade como matéria-prima alternativa para a produção de blocos de alvenaria de vedação. O resíduo da produção do caulim foi classificado segundo sua periculosidade ambiental e, em seguida, caracterizado através da determinação de sua composição química e características físicas. A quantidade de resíduo acumulado foi estimada com base em imagens de satélite. Em seguida, blocos de vedação cimento-areia foram preparados substituindo parte da areia pelo resíduo. Determinaram-se a resistência à compressão simples dos blocos de vedação e a sua absorção de água. Com base nos resultados, pode-se concluir que o resíduo de caulim é classificado como não perigoso e não inerte, que o volume estimado de resíduo supera 2,6 milhões de toneladas e que os blocos confeccionados com o resíduo, com substituição em até 70% de areia, são adequados para alvenaria de vedação.

Extração e recuperação do cromo em resíduos sólidos de uma indústria de galvanoplastia

Tereza de Souza e Silva, Paula; Lins da Silva, Valdinete (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.78%
Nesse trabalho realizou-se um estudo de extração e recuperação do cromo em dois resíduos sólidos de classe I (perigoso), gerados por uma indústria galvânica: sal de cromatização (Cr lixiviado 28,5mg/L; F- lixiviado 600mg/L) e lodo crômico (F- lixiviado 150mg/L). Na Extração, utilizou-se o HCl comercial a frio e as condições foram aperfeiçoadas através de planejamentos seqüenciais, variando-se a concentração do ácido e o tempo de contato do resíduo com o ácido. As melhores condições de extração encontradas foram (80% v/v; 3h; 90%Cr) para o sal de cromatização e para o lodo crômico (80%v/v; 30min; 97,6%Cr). Essas condições foram escolhidas para tornar o processo de recuperação do cromo economicamente viável. Ao final de cada extração, o resíduo restante foi submetido a ensaios de lixiviação para avaliar o risco que este pode causar ao meio ambiente, constatando-se que nem o sal nem o lodo crômico podem ser caracterizado mas como resíduo perigoso. Na Recuperação, avaliouse a seletividade de duas técnicas simples e de baixo custo para recuperação do cromo. Na Oxidação, utilizou-se peróxido de hidrogênio e realizou-se um planejamento fatorial 23 nas variáveis tempo de oxidação (min)...

Extração de espécies metálicas de resíduo sólido proveniente da pirólise de borra de petróleo

Costa, Graziela da Silva
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.69%
Resumo: Nas refinarias e unidades de extração de petróleo, grandes quantidades de borras oleosas são geradas dos processos de extração do petróleo, refinamento do óleo cru e limpeza de equipamentos e dutos em geral. Atualmente, são produzidas cerca de 500 m3/mês deste resíduo na Petrobras (UNSEAL) as quais são acumuladas em diques de contenção. A disposição das borras é um problema para as indústrias petrolíferas, devido ao alto teor de compostos perigosos na sua composição, como as espécies metálicas e os compostos orgânicos carcinogênicos. Dentro dessa perspectiva, a Petrobras S/A em parceria com a Albrecht Equipamentos Industriais Ltda desenvolveram um processo para tratar as borras oleosas, denominado Tratamento Térmico de Resíduos Multifásicos (TTRM). O resíduo sólido é obtido como um produto secundário no TTRM sendo composto de material orgânico e majoritariamente por material inorgânico como as espécies metálicas, sais, areia, silte e argila. Este resíduo sólido é classificado como Classe I – Perigoso, desta forma, necessitando de tratamento e destinação final adequada. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo a extração de espécies metálicas presentes em resíduo sólido petrolífero...

Incorporação de resíduo de curtume em artefatos cerâmicos: uma alternativa para redução de Passivo Ambiental

Oliveira, Lisandra Tamiozzo de
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.62%
O presente estudo objetivou avaliar a influência da adição de um resíduo de curtume contendo elevada concentração de cromo, em uma massa argilosa comercial empregada na fabricação de cerâmicas estruturais, utilizando-se do processo de estabilização por solidificação, visando a redução de passivos ambientais gerados por esta tipologia industrial. Tal resíduo foi incorporado nas seguintes proporções às massas cerâmicas: 2,5%, 5,0%, 10% e 20%, queimados em três diferentes temperaturas: 750ºC, 950ºC e 1150ºC. A qualidade do produto fabricado foi avaliada por meio das características físico-mecânicas (tensão de ruptura à flexão, absorção de água, porosidade aparente, massa específica aparente, perda de massa ao fogo e variação linear dimensional), ensaios químicos de lixiviação e solubilização e teste de toxicidade aguda com Daphnia similis. Os resultados físicos indicaram a possibilidade de utilização de até 5% de resíduos, com corpos de prova apresentando absorção de água da ordem de 16% e resistência mecânica de 5,9 MPa. As concentrações dos metais no extrato lixiviado estiveram abaixo do limite máximo estabelecido pela legislação brasileira, entretanto, alguns elementos no extrato solubilizado estiveram acima do limite permitido. Esse resultado foi considerado muito bom...

Incorporação de chamote na massa de cerâmica vermelha como valorização do resíduo

Zaccaron, Alexandre
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.67%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Engenheiro Ambiental no curso de Engenharia Ambiental da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; Morro da Fumaça é o maior polo da indústria de cerâmica vermelha do estado de Santa Catarina, estando situado na região de Criciúma que concentra grande número de empresas do setor. Analisando as questões ambientais que compreendem tal processo, deve-se enfatizar a geração de resíduos de centenas de cerâmicas, que não constam qualquer tipo de gerenciamento. Esse trabalho tem por objetivo analisar a viabilidade técnica de incorporação do resíduo "chamote" na massa cerâmica em escala laboratorial. Foram realizados ensaios de caracterização química, física, mineralógica e de classificação do resíduo. Posteriormente, desenvolveram-se formulações em diferentes percentuais (5, 10, 15 e 20%) incorporando resíduo à massa cerâmica padrão de uma cerâmica da região. Os corpos-de-prova foram experimentados em duas etapas, sendo a primeira de forma manual e a segunda extrusada (bloco de vedação), e posteriormente submetida a tratamento térmico em estufa e queima em forno a 900 oC. As propriedades tecnológicas avaliadas foram: retração térmica linear de secagem e de queima...

Caracterização do resíduo de serragem de rochas ornamentais para aplicações geotécnicas; Sawing waste characterization of dimension stones for geotechnics applications

Oliveira, Tatiane de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
26.65%
O Brasil ocupa hoje posição de destaque na produção mundial de rochas ornamentais e de revestimento. Essa indústria gera diferentes tipos de resíduos, podendo atingir cerca de 83% de perda de matéria-prima. Nesse contexto o que tem causado mais transtornos é a denominada lama abrasiva, gerada no processo de desdobramento de blocos em placas sendo constituída de água, cal, pó de rocha e restos de limalha de aço e de lâminas. Esse material é produzido em grandes quantidades e pode ser estocado no pátio das empresas, ocupando vastas áreas ou podem ser armazenados em aterros o que é mais oneroso. Com vista a este problema, o objetivo desta pesquisa foi caracterizar o resíduo do corte de blocos de rochas ornamentais visando a possibilidade de diferentes aplicações na geotecnia. Para tanto, foram realizadas a classificação do resíduo conforme ABNT NBR 10004, caracterização química/mineralógica e geotécnica, avaliação de resistência e ensaios da metodologia Miniatura Compactada Tropical (MCT) da lama abrasiva produzida em uma empresa do interior do Estado de São Paulo. A partir desses ensaios foi possível classificar o resíduo como não perigoso e inerte, sendo que os parâmetros geotécnicos indicaram uma granulometria com cerca de 64% de silte...

Resíduo de areia de fundição: Caracterização e implicação ambiental; Waste foundry sand: Environmental implication and characterization

Penkaitis, Gabriela; Sígolo, Joel Barbujiani
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 ENG
Relevância na Pesquisa
26.94%
Esse trabalho apresenta resultados da análise de Microscopia Eletrônica de Varredura em amostras coletadas em campo de resíduo provindo de areias de fundição. Foram também realizadas análises granulométricas e químicas, e análise das águas de percolação do resíduo. Dados obtidos em campo permitiram caracterizar o resíduo e demonstram clara e forte concentração de metais nas águas (ferro, manganês, boro e selênio) além de elementos potencialmente tóxicos (cromo, cobre, cobalto, níquel, zinco, alumínio, ferro, manganês) presentes no resíduo, considerado pela atual normatização como não perigoso. Ainda que não seja considerado perigoso, a identificação de elementos potencialmente tóxicos nas águas em concentrações acima do permitido compromete a qualidade ambiental do local, colocando em risco a população do entorno, visto que algumas propriedades vizinhas realizam cultivo agrícola e captam água do subsolo. As análises granulométricas permitiram diagnosticar dois grupos distintos de resíduos. As determinações em microscopia eletrônica exibiram variáveis quanto às características morfológicas, químicas e mineralógicas dos grãos constituintes do resíduo. Foi possível verificar que o predomínio mineralógico residiu no quartzo. Dois tipos de grãos constituíram esse resíduo...