Página 1 dos resultados de 44 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

42 - Antologia epistolográfica de autores dos sécs. XIX-XX

Cameirão, Lurdes da Conceição Preto
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
26.79%
A primeira parte deste volume diz respeito à correspondência que alguns dos interlocutores de Teixeira de Pascoaes lhe dirigiram e que foi, por nós, recolhida no espólio do próprio autor. A selecção dos seus interlocutores fundamentou-se nos objectivos propostos para o nosso plano de trabalho de tese de Mestrado, “Teixeira de Pascoaes e o «Projecto Cultural da Renascença Portuguesa»”, para o qual procurámos reportar-nos, sempre que possível, ao diálogo estabelecido entre Pascoaes e alguns dos autores que com ele mais de perto colaboraram no projecto da “Renascença Portuguesa”. Pareceu-nos, contudo, útil não desdenhar os testemunhos da sua relação epistolar com amigos pessoais e admiradores literários. Todos estes documentos se nos revelaram preciosos para iluminar a acção do doutrinador Teixeira de Pascoaes que de 1912 a 1917 esteve à frente, como Director da revista A Águia, dos destinos do movimento da “Renascença Portuguesa”, bem como para nos dar conta do valor literário e humano do Poeta. Na segunda parte, reunimos a correspondência do autor já publicada em revistas e jornais.

Afonso Lopes Vieira : de "O povo e os poetas portugueses" (1910) a "Os cabelos de Inês"

Nobre, Cristina
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.28%

Convergências e divergências: revistas literárias em perspectiva; The similarities and differences: literary periodicals in perspective

Souza, Raquel dos Santos Madanêlo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.56%
A Águia foi um órgão da "Renascença Portuguesa" e sua segunda série esteve, pelo menos em seus primeiros anos, orientada pelo Saudosismo - doutrina capitaneada pelo poeta Teixeira de Pascoaes. A partir dessa revista surgiram inúmeros outros periódicos, dentre os quais destacamos a Seara Nova e Terra de Sol. O objetivo dessa pesquisa foi, tendo a 2a série de A Águia como matriz, pensar e comparar essas três publicações. Ao verificar as convergências e divergências entre elas, pudemos compreender várias questões referentes às relações entre Portugal-Brasil nas primeiras décadas do século 20: os conceitos de "nação" incorporados aos discursos desses objetos de análise; a idéia de "engajamento" entre os intelectuais envolvidos nas revistas e as possíveis relações entre o modernismo brasileiro e o modernismo português.; A Águia was the mouthpiece of the "Renascença Portuguesa" and this journal´s second series was, at least in its first years, heavily influenced by Saudosismo, a tendency whose leader was Teixeira de Pascoaes. A Águia was the starting point for several other important periodicals, among them Seara Nova and Terra de Sol. This research focuses on the second series of A Águia and compares this important journal with Seara Nova and Terra de Sol. Identifying the similarities and differences in these three periodicals...

Entre Douro - e - Mundo: mito e literatura na revista Nova Renascença; Between Douro - and - World: myth and literature in New Renaissance magazine

Ferraz, Roberta Almeida Prado de Figueiredo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Em 1980 é publicada no Porto a revista Nova Renascença, um periódico de publicação trimestral que terá duração até o ano de 1999. Um dos principais objetivos da revista, continuamente exposto em seus editoriais e manifestos, bem como em alguns de seus textos de crítica literária, estava em reelaborar uma identidade nacional, que aliando tradição e modernidade, fez da língua portuguesa sua expressão mítica. Sabemos que os mitos em suas narrativas simbólicas configuram diversos tipos de saberes e de usos, dos mais criativos aos mais retóricos, tornando-se, sempre, uma expressão perigosa. Partindo, portanto, desse pressuposto, buscamos, neste trabalho, apresentar alguns dos diferentes sentidos que a proposta mitopoética da língua e da Pátria assumem na revista, sempre tendo como horizonte o contexto sócio-histórico do atual debate sobre o retorno do mito e a pós-modernidade.; In 1980, the Nova Renascença magazine was first published, in Portos city, lasting untill 1999. One of its main goals, continuously displayed in its editorials and manifestos, as well as in some of its texts of literary critics, was to re-elaborate Portugals identity, which by uniting tradition and modernity, made, out of the Portuguese language...

Discursos quinhentistas em defesa e ilustração da língua portuguesa: filologia e poesia; 1500's discourses in defense and ilustration of portuguese language: filology and poetry

Silva Filho, Anísio Justino da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.48%
Este trabalho trata de discursos quinhentistas em defesa e ilustração da língua portuguesa, movimento que surgiu no bojo do Humanismo e da Renascença, provocado por questões sociais, políticas, culturais e religiosas em razão das transformações pelas quais a Europa passava no século XVI. Diante desse contexto sócio-cultural e com as necessidades e oportunidades geradas pela cultura dos Descobrimentos, vários letrados interessaram-se pelo estudo da língua portuguesa. Neste sentido, surgiram as primeiras gramáticas como ferramenta de defesa e ilustração, bem como instrumentos de propagação do idioma materno. Algumas vieram acompanhadas de diálogos em defesa e louvor da língua portuguesa. Editores tomaram também parte neste processo e observaram nos prólogos das edições quinhentistas motivos que exaltavam a língua portuguesa. Poetas como Sá de Miranda, Diogo Bernardes e António Ferreira posicionaram-se ao lado da língua vernácula e participaram - cada um a seu modo, do movimento em defesa da língua portuguesa. Assim, a pesquisa desenvolve-se em torno de dois conjuntos de discursos: o filológico e o poético. O discurso filológico é abordado através de textos como as gramáticas, ortografias, diálogos em defesa e ilustração da língua portuguesa...

A recepção da obra de Friedrich Nietzsche na vida intelectual portuguesa : 1892-1939

Monteiro, Américo Enes
Fonte: Porto : [Edição do Autor] Publicador: Porto : [Edição do Autor]
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.64%
A dissertação apresentada tem como objectivo historiar descritiva e valorativamente a recepção da obra de Nietzsche em Portugal ao longo de quarenta e oito anos (1892-1939), respondendo às perguntas quem, como e porquê se interessou por ela. A resposta privilegia determinados núcleos culturais e seus representantes. A temática dos cinco capítulos é a seguinte: Capítulo I - Primeiros ecos de recepção. Capítulo II- A Renascença Portuguesa e a revista A Águia. Capítulo III - Novas leituras no contexto da I Guerra Mundial e da ascensão do nacional-socialismo. Capítulo IV - Os Seareiros. Capítulo V - Os Modernistas.

Jaime Cortesão e as Universidades Populares da Renascença Portuguesa

Manso, Artur
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Resenha das ideias de Jaime Cortesão sobre as Universidades Populares promovidas pela Renascença Portuguesa.

A República e a demanda pelo ensino : as universidades populares da Renascença Portuguesa

Manso, Artur
Fonte: Página a página Publicador: Página a página
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Breve excurso sobre a fundação e o funcionamento das Universidades Populares fundadas em Portugal na Iª República por iniciativa da Renascença Portuguesa

As universidades populares da Renascença Portuguesa : enquadramento pedagógico de uma experiência de educação de adultos em Portugal

Casulo, José Carlos de Oliveira
Fonte: Umbral Editorial, S. A. Publicador: Umbral Editorial, S. A.
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
47.14%
O presente trabalho investiga as universidades populares da Renascença Portuguesa, associação cívica sediada no Porto, que marcou profundamente a paisagem cultural portuguesa dos inícios do século XX e cuja influência ainda hoje se faz sentir. Assim, assinala-se a intenção educativa da Renascença desde a sua fundação, dando-se particular relevo às suas universidades populares, modalidade educativa de adultos cujas origens histórico-pedagógicas francesas e cujo início em Portugal são tratados. Passa-se, depois, a investigar a importância da intenção e missão das universidades populares da Renascença portuguesa, bem como o seu público e o paradigma didático para elas proposto, com base no que, sobre tais assuntos, escreveram três personalidades deste movimento cultural portuense: Jaime Cortesão (1884-1960), José Teixeira Rego (1881-1934) e Álvaro Pinto (1889-1956).; Este trabajo habla sobre las universidades populares de la Renascença Portuguesa, asociación cívica con sede en Oporto, que marcó profundamente el paisaje cultural portugués de principios del siglo XX y cuya influencia aún permanece. Asimismo, señala la intención educativa de la Renascença Portuguesa desde su fundación, en especial con referencia a sus universidades populares y sus orígenes histórico-pedagógico franceses en Portugal. A continuación...

A Renascença Portuguesa, o escol da primeira Faculdade de Letras da Universidade do Porto e a origem do movimento social e político da Renovação Democrática

Manso, Artur
Fonte: Zéfiro Publicador: Zéfiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Breve excurso em torno da constituição e ideário sócio-educativo do movimento Social e político da Renovação Democrática.

A Rádio Renascença na transição de regime: do 25 de Abril ao 25 de Novembro

Ribeiro, Nelson Costa
Fonte: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa Publicador: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2000 POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
No biénio 1974-1975 a Rádio Renascença foi palco de um dos confrontos ideológicos de maior visibilidade na sociedade portuguesa. Profundamente enraizado nas lutas travadas pelo controlo dos meios de comunicação, o caso da Rádio Renascença teve a particularidade de funcionar como um sinal de alarme para a grande maioria dos portugueses, a quem o projecto colectivista não seduzia. Por outro lado, tratando-se de um media da Igreja, a ocupação da Emissora Católica levou a tomadas de posição do Episcopado que em muito contribuíram para definir o rumo dos acontecimentos em direcção ao 25 de Novembro. É este contributo da Rádio Renascença para a evolução política pós-revolução que se procura explicitar no presente artigo.; During 1974-1975 Radio Renascença was a stage of ideological conflicts, which turned out to be highly relevant for the Portuguese society. The Radio Renascença case – which was deeply rooted in the fights carried out in order to control the media – worked as an alarm sign for the big majority of the Portuguese, who were not interested in a colectivist project. On the other hand, the occupation of the Catholic broadcasting station led to strong attitudes from the Bishops, which have contributed much for the happenings towards the 25th of November. This article seeks to explain this contribution of Radio Renascença for the political evolution of the post-revolutionary period in Portugal.

Poesia e Filosofia na Renascença Portuguesa: Em torno de Leonardo, Pascoaes e outros

Pimentel, Manuel Cândido
Fonte: Zéfiro Publicador: Zéfiro
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Estuda-se neste texto alguns dos principais rumos da estética literária da Renascença Portuguesa.

Um grupo, diferentes abordagens : a produção noticiosa na Renascença e na RFM

Serrano, Ana Raquel Antunes Figueiredo
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 11/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
Num panorama mediático em que o público tem mais possibilidades do que nunca, é imprescindível que as emissoras saibam diferenciar-se num mercado radiofónico cada vez mais competitivo – que concorre entre si, mas também com outros meios. A abundância de canais radiofónicos, resultante dos constantes progressos tecnológicos, faz com que a rádio tenha de criar diariamente produtos que digam algo de si própria – algo que vá além do formato escolhido para cada canal. A facilidade de acesso a todo o tipo de informação, em grande parte pela internet, contribui também para que seja cada vez mais necessário produzir conteúdos únicos que revelem, no fundo, a política editorial seguida pela emissora, senão mesmo a identidade da marca. O presente trabalho tem assim como objectivo principal verificar se o funcionamento de várias emissoras numa única redacção influencia a produção de notícias. Além disso, pretende-se perceber se o facto de as emissoras em análise terem formatos e públicos-alvo diferentes contribui para que os seus conteúdos sejam igualmente distintos. Deste modo, realizou-se um estágio no departamento de informação do Grupo r/com, tendo como intuito observar de perto as dinâmicas particulares de uma redacção radiofónica. Desenvolvemos então uma análise aos noticiários da Renascença e da RFM...

"Sentido do Dissídio entre Teixeira de Pascoaes e Fernando Pessoa"

Franco, António Cândido
Fonte: Editora Âncora-Lisboa Publicador: Editora Âncora-Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Estudo das relações pessoais e literárias de dois dos mais importantes poetas da poesia portuguesa do século XX.

"Da Renascença Portuguesa ao Regresso ao Paraíso"

Franco, António Cândido
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
A propósito dos cem anos da fundação da associação cívica Renascença Portuguesa, procuram-se estabelecer nexos entre esta sociedade cultural, a República nascente e a poesia de Teixeira de Pascoaes.

"Marános de Teixeira de Pascoaes e o Espírito da Renascença Portuguesa"

Franco, António Cândido
Fonte: Editora Zéfiro Publicador: Editora Zéfiro
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
56.64%
Procura-se fazer, em jeito de epílogo a um livro que estuda as implicações criptojudaicas da cultura portuguesa, um balanço da importância do tema na construção dum poema de Teixeira de Pascoaes, "Marános", publicado em 1911.

"Renascença" Artística e Práticas de Conservação e Restauro Arquitectónico em Portugal, durante a 1ª República

Custódio, Jorge Manuel Raimundo
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
26.56%
A história da salvaguarda, conservação e restauro do património cultural português é uma área de investigação recente. O tema da dissertação inscreve-se nesse horizonte de estudos procurando contribuir para o alargamento dessa problemática, a partir de novas fontes, hipóteses de trabalho, resultados e conclusões. Um dos objectivos foi estudar a política patrimonial portuguesa durante a 1.ª República, atendendo existirem importantes lacunas de conhecimento na historiografia do património entre 1910 e 1932, nas esferas da salvaguarda, classificação, conservação e restauro do património artístico e arquitectónico. As mudanças operadas pela reorganização e institucionalização dos serviços artísticos, entre 1910 e 1913, são fundamentais para a compreensão da história do património em Portugal, mesmo atendendo às conjunturas políticas, económicas e sociais que moldaram a 1.ª República. O acervo documental que constitui os alicerces científicos da tese, esclarece não apenas o período considerado, mas também fundamentaram a crítica aos conhecimentos adquiridos sobre as questões do património monumental e artístico do período liberal, de modo a estabelecer coerência com as questões do património histórico...

O debate sobre as Universidades Populares na imprensa portuguesa de educação e ensino: o exemplo de "A vida portuguesa" (1912-1915)

Pintassilgo, Joaquim
Fonte: Faculdade de Educação - UNICAMP Publicador: Faculdade de Educação - UNICAMP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
A produção intelectual portuguesa da transição do século XIX para o século XX é muito marcada pela difusão das teses decadentistas e pela presença dos lugares-comuns da ideologia positivista. A «Renascença Portuguesa» (formada em 1911) tornou-se o mais importante dos movimentos culturais então criados e assumiu como principal finalidade a tarefa de elaboração e difusão da cultura considerada necessária para a almejada regeneração social. Dela fizeram parte alguns dos mais influentes intelectuais do período. A partir da iniciativa de Jaime Cortesão nasceu, no ano de 1912, a revista A Vida Portuguesa, cujo subtítulo – «quinzenário de inquérito à vida nacional» - expressa todo um programa do qual faz parte o esforço de reflexão sobre os problemas pedagógico, religioso, económico e social. A revista dá grande destaque às informações sobre as universidades populares dinamizadas pela «Renascença Portuguesa». É toda esta reflexão produzida no interior de A Vida Portuguesa sobre as Universidades Populares que é assumida como objecto do presente texto. Procuraremos, ainda, captar o posicionamento particular de Jaime Cortesão – um intelectual com fortes ligações ao Brasil (onde viveu entre 1940 e 1957) – sobre a temática da educação popular.

Vítimas ou parceiros: discurso e ação política da Igreja Católica Portuguesa durante o século XX

Santos, Susana
Fonte: CIES-IUL Publicador: CIES-IUL
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Vários dos discursos produzidos sobre a Igreja Católica portuguesa no período da transição e consolidação democrática (1974-1987) acentuam a ideia de homogeneidade entre os seus membros e a natureza apolítica da sua intervenção na sociedade. Este artigo desafia essa perceção a partir da análise dos discursos e dos textos publicados por membros da hierarquia eclesiástica e por intelectuais católicos cruzandoos com a informação recolhida em entrevistas junto de intelectuais católicos, activistas políticos e políticos. O artigo defende que tanto as estratégias como os discursos produzidos pela igreja católica são marcadamente políticos.; Much of the retrospective discourse of the Portuguese Catholic Church about the transition and consolidation of the current democratic regime (1974-1987) revolves around the idea of the homogeneous opinion of its members and the apolitical nature of its intervention in society. This paper challenges such perception through the analysis of coeval speeches and texts published by high-ranked members of the Catholic hierarchy and by catholic intellectuals. It sustains instead that both the Church strategies and its discourses were markedly political. Moreover, such strategies and discourses were permeated by two opposite motives regarding the relation between the Church and the Portuguese State – hinting at the existence of relevant frictions between its members. Both motives – victimization and partnership – owe to the experience of co-existance with different political regimes throughout the 20th century as much as to its discursive and ideological reconstruction. The motive of victimization presents the Church as a victim of religious persecution and a guardian of the Portuguese national identity against the onslaught of the secular State. This motive dwells on the experience of the strongly anti-clerical regime of the First Republic (1910-1926). Its related political strategies defend the Church as a regular participant in the political arena...

O tema da "saudade" em Gaspar Frutuoso

Luz, José Luís Brandão da
Fonte: Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos (CIEC) / Universidade dos Açores / Universidade Católica Portuguesa Publicador: Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos (CIEC) / Universidade dos Açores / Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Parte de Livro
Publicado em /12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.64%
Colóquio Internacional "Camões e os seus Contemporâneos", Universidade dos Açores, Ponta Delgada, 18 a 20 de Abril de 2012.; Pretendemos compreender a obra de Gaspar Frutuoso no contexto cultural do seu tempo, chamando particularmente a atenção para os elementos susceptíveis de a integrar na linha da Filosofia da Saudade, que vários estudos têm procurado apresentar como chancela dum pensamento tipicamente português. Começaremos, por isso, em primeiro lugar, por referir a valorização que o tema da saudade mereceu no movimento «Renascença Portuguesa» e a abordagem filosófica que a obra do rei D. Duarte lhe conferiu; de seguida, apresentaremos a forma como o tema da saudade é tratado na obra de Frutuoso; por fim, apontarmos a ligação que poderemos descortinar entre a concepção da saudade em Frutuoso e a que foi equacionada pelo autor do Leal Conselheiro.