Página 1 dos resultados de 28 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Utilização da análise por envoltória de dados (DEA) na análise de demonstrações contábeis.; Data Envelopment Analysis (DEA) applied to balance sheet analysis.

Casa Nova, Silvia Pereira de Castro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
25.97%
As demonstrações contábeis divulgadas pelas empresas têm sido objeto de diversos estudos. Tem-se tentado com as informações contábeis derivar modelos de orientação para investidores e credores, por meio da chamada análise de balanços. Muitos livros foram escritos sobre análise de balanços. O tema transformou-se em disciplinas em cursos de graduação e pós-graduação. E, para alguns, mais do que uma técnica, a análise de balanços, ou ainda, a análise de demonstrações contábeis, é uma arte. Construíram-se indicadores de previsão de insolvência, com base em instrumentos quantitativos sofisticados. ALTMAN (1968) foi precursor da aplicação de métodos quantitativos em informações contábeis com a finalidade de desenvolver modelos de previsão de falência. No Brasil, o estudo pioneiro é de Stephen Charles KANITZ (1974), que originou seu livro Como prever falências. Posteriormente, outros pesquisadores brasileiros desenvolveram modelos semelhantes, utilizando-se de técnicas estatísticas de regressões, análises fatoriais e discriminantes, redes neurais e outras (ELIZABETSKY, 1976; MATIAS, 1978; CORRAR, 1981; PEREIRA DA SILVA, 1982; ALMEIDA, 1993; MATIAS e SIQUEIRA, 1996). E esses mesmos balanços têm sido utilizados em estudos que buscam definir a excelência do desempenho das empresas. Foi também KANITZ que iniciou...

Estudo de três metodologias para determinação do custo de capital internacional : análise comparativa e validação dos modelos; Assessment of three methodologies to determine the international cost of capital : comparative analysis and validation

Rossi, Luiz Egydio Malamud
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.3%
O processo de globalização integrou mercados, aumentou o fluxo de capitais entre os países e, apesar da maior abundância de capitais, aumentou a disputa entre países emergentes e desenvolvidos por recursos oriundos do exterior. Em decorrência dessa maior dependência de recursos externos, a capacidade de atrair investimentos se tornou um fator importante para determinar a competitividade do país no cenário internacional. Os investidores consideram a relação entre risco percebido e retorno esperado ao alocar seus recursos internacionalmente e, dessa forma, a correta mensuração do risco incorrido deve ser compatível com a remuneração esperada pelo investimento. Possíveis efeitos da incorreta percepção de risco pelos investidores são a redução do valor dos ativos locais, a maior saída de recursos em decorrência de altos dividendos ou juros e a redução na entrada de recursos do exterior por inibir investidores que buscam opções de baixo risco. Devido a esses efeitos na economia dos países dependentes de recursos, estudaram-se nesta tese três metodologias usualmente empregadas pelos investidores no apreçamento do custo de capital internacional. Essas metodologias de apreçamento analisadas se baseiam em medidas de risco distintas...

Mecanismos de controle do reporting financeiro das companhias abertas do Brasil; Mechanisms of control of financial reporting of public companies in Brazil

Farias, Kelly Teixeira Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
25.98%
O objetivo dessa pesquisa foi investigar o efeito complementar entre os mecanismos de alinhamento de incentivo e de monitoramento no controle do reporting financeiro das companhias abertas do Brasil. Sustentando-se nas predições da Teoria de Agência e, especificamente, nas hipóteses de Fama e Jensen (1983a) conjecturou-se que os mecanismos de alinhamento e de monitoramento atuam de forma complementar na restrição do comportamento discricionário do administrador. Para testar essa proposição, formulou-se um sistema de hipóteses, que testou o efeito desses mecanismos de maneira isolada e conjunta em relação aos accruals discricionários, controlados pela complexidade organizacional. Os accruals discricionários foram estimados por meio do Modelo de Kang e Sivaramakrishnan (1995). Os mecanismos de alinhamento de incentivo testados foram: plano de incentivo dos diretores e administradores vinculado ao lucro, valor global da remuneração dos administradores e sua participação nos lucros. Os mecanismos de monitoramento observados foram: tamanho do conselho de administração, percentual de membros externos no conselho de administração, percentual de conselheiros internos, que compõem o conselho de administração, a presença do conselho fiscal...

Utilidade das demonstrações financeiras publicadas pelos bancos brasileiros para o movimento sindical dos bancários; Usefulness of the financial statements published by the Brazilian banks to the trade union movement of bank workers

Homero Junior, Paulo Frederico
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
26%
A ideia de que as demonstrações financeiras devem ser úteis para seus usuários tomarem decisões econômicas tem longa tradição na literatura contábil. No entanto, a associação entre contabilidade e tomada de decisões tem sido mais presumida do que observada. Além disso, há uma tendência de redução do escopo destas demonstrações aos interesses de investidores e credores, ignorando as necessidades de outros usuários. Dentre estes outros usuários estão os trabalhadores, que por dependerem das organizações para garantir sua subsistência possivelmente se interessem em informações sobre elas. Para investigar se as demonstrações financeiras são úteis aos trabalhadores, este trabalho analisa o caso do movimento sindical dos bancários brasileiros. O histórico de organização do movimento, a grande disponibilidade de informações contábeis sobre os bancos brasileiros e as negociações centralizadas entre empregados e empregadores contribuem para esta análise. A revisão de literatura discute brevemente a regulação contábil, cujo papel social não é visto como neutro, provavelmente não considerando os interesses dos trabalhadores; as negociação coletivas, descritas como um conjunto de subprocessos por vezes contraditórios; e os papéis e usos da contabilidade nas relações de trabalho...

Fundos de private equity no Brasil : análise do modelo de governança e impacto na estratégia das empresas investidas

Bocatto, Eloisa Perez Gamero
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
26.36%
Por me~de um estudo cem administradores de fundos de private equity, esta dissertação aborda as relações de governança que se estabelecem entre os fundos e os se s investidores e entre os fundos e as empresas que recebem os seus investimentos. O trabalho objetiva saber se o modelo de governança que se estabeleceu na indústria de private equity brasileira repete o padrão da indústria norte-americana ou se foram criados alguns mecanismos específicos, dado o caráter embrionário destes fundos no Brasil. O estudo estendeu-se um pouco mais e verificou, através de um estudo de caso, os impactos da entrada do fundo de private equity na dinâmica organizacional de uma empresa que recebeu este tipo de investimente. Â partir da pesquisa empírica com os fundos de private equity, verificou-se que os quatro fundos consultados apresentam modelos de govemança muito semelhantes entre si, ou seja, os quatro utilizam os mesmos mecanismos de controle e monitoramento dos agentes (tanto na relação dos investidores com o fundo quanto do fundo com as empresas). O trabalho realiza também uma comparação entre as indústrias de private equity brasileira e norte-americana. Pode-se afirmar que tanto a indústria norte-americana quanto a brasileira apresentam os seguintes mecanismos de incentivo...

A influência do volume na performance dos fundos de investimento em ações no Brasil

Gazaneo, Gustavo Lisandro Vila
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
25.98%
Tendo como base a literatura internacional sobre fundos mútuos, o presente estudo busca encontrar algumas características que influenciam a performance dos fundos de investimentos em ações no Brasil de janeiro de 1999 até abril de 2005. O objetivo principal do trabalho é perceber se os fundos de investimento em ações têm retorno decrescente de escala. Ao mesmo tempo, sabe-se que a persistência de uma boa rentabilidade depende do grau de profissionalismo dos gestores e também de uma boa relação entre o gestor responsável e o investidor e, um contrato ótimo entre ambos. Observou-se que o volume não tem influência negativa no retorno do fundo, pelo contrário, quanto maior o fundo melhor é a rentabilidade do mesmo. Os resultados também apresentaram que os fundos que cobram taxa de performance têm um desempenho melhor do que os que não cobram. Foi identificado também que os fundos que utilizam a marca d água como incentivo de remuneração aos gestores têm rentabilidade um pouco maior do que os fundos que pagam taxa de performance, mas não utilizam a marca d água no regulamento. Chegou-se a conclusão que há uma relação direta entre incentivo e desempenho. Os resultados aqui encontrados buscam facilitar o conhecimento e a tomada de decisão de pesquisadores...

Regulação do equilíbrio econômico-financeiro das concessões de rodovias mediante taxa interna de retorno flutuante

Muller, Luiz Henrique
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
25.97%
O objetivo deste trabalho é analisar o modelo de regulação do equilíbrio econômico-financeiro das concessões de rodovias no Brasil com a utilização da Taxa Interna de Retorno (TIR) estática, tendo por referência a Teoria Econômica da Regulação. Foram analisadas concessões de rodovias em dois períodos distintos e analisadas as taxas de retorno contratadas e realizadas e avaliados os seus efeitos sobre as tarifas de pedágio. Foram estudadas as diversas formas de remuneração indireta do capital dos investidores, por meio de holding, transações com partes relacionadas e emissão de debêntures. Os resultados demonstraram que a TIR contratada é uma referência que pode estar distante da realidade e a sua fixação ao longo da vigência dos contratos de longo prazo pode acarretar apropriação de ganhos por parte dos monopólios naturais em detrimento da modicidade das tarifas. Este trabalho apresenta como alternativa a TIR de referência flutuante, atualizada aos custos de oportunidade efetivamente incorridos pela concessionária, sendo apresentadas simulações com as concessões contratadas em 2008, demonstrando seus efeitos nas tarifas de pedágio.

Ensaios sobre oferta pública de ações e estabilização de preços

Pinheiro, Douglas Beserra
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Em ofertas públicas de ações, sejam elas ofertas públicas iniciais (IPO) ou ofertas públicas subseqüentes (SEO), cuja venda ocorre via garantia firme de subscrição e liquidação é comum a inclusão de uma clausula de estabilização, que permite aos underwriters recomprar ações no mercado após o início das negociações com o objetivo de postergar ou evitar a queda do valor. As ações recompradas são aquelas provenientes da opção dada pelo emissor ao underwriter para a venda em excesso de até 15% das ações inicialmente ofertadas, além disso, no caso de forte demanda uma venda complementar pode ocorrer até o limite de 20% da oferta inicial, chamada de hot-issue, porém essas ações não são passíveis de recompra. A opção de greenshoe permite ao underwriter comprar parte ou todas as ações vendidas em excesso, aumentando a oferta permanentemente. Essa tese avalia, nesta ordem, os principais determinantes da estabilização e efeitos no retorno de curto prazo de SEOs, os efeitos sobre o custo da emissão e depois o efeito sobre o retorno de longo prazo de SEOs e IPOs, cada assunto é tratado em um capítulo diferente e independente, após um capítulo introdutório que descreve a estrutura da tese. No primeiro...

Modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa das empresas

Pressi, Guilherme
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.24%
No Brasil, de forma geral, é elevado o custo do capital de terceiros para financiamento das atividades empresariais. Para a gestão financeira das corporações brasileiras, são cruciais o fortalecimento do capital próprio e a obtenção de melhores saldos no fluxo de caixa. Uma importante fonte de financiamento são os recursos gerados na própria empresa. Entre as várias opções para fortalecimento do capital próprio e para melhoria do fluxo de caixa, uma alternativa que pode ser viável, dependendo das variáveis às quais a empresa está submetida, é o uso dos juros sobre o capital próprio, previsto na Lei nº 9.249/1995 e alterações posteriores. Este trabalho tem como objetivo a proposição de um modelo para gestão financeira das empresas, considerando o impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura do capital e no fluxo de caixa da empresa. Objetiva também mensurar os efeitos do uso dos juros sobre o capital próprio no conjunto formado pela empresa e seus investidores. Efetuou-se um diagnóstico das principais variáveis que podem afetar a decisão das empresas de utilizar ou não os juros sobre o capital próprio para remunerar os investidores. Posteriormente, foi elaborado um modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa da empresa. O modelo foi aplicado em uma empresa hipotética. A aplicação do modelo proposto proporcionou à empresa melhoria na rapidez...

Modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa das empresas

Soares Júnior, Leonildo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.29%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Introdução. No Brasil, de forma geral, é elevado o custo do capital de terceiros para financiamento das atividades empresariais. Para a gestão financeira das corporações brasileiras, são cruciais o fortalecimento do capital próprio e a obtenção de melhores saldos no fluxo de caixa. Uma importante fonte de financiamento são os recursos gerados na própria empresa. Entre as várias opções para fortalecimento do capital próprio e para melhoria do fluxo de caixa, uma alternativa que pode ser viável, dependendo das variáveis às quais a empresa está submetida, é o uso dos juros sobre o capital próprio, conforme Lei nº 9.249/95 e alterações posteriores.Objetivo. Proposição de um modelo para gestão financeira das empresas, considerando o impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura do capital e no fluxo de caixa da empresa. Objetiva também mensurar os efeitos do uso dos juros sobre o capital próprio no conjunto formado pela empresa e respectivos investidores. Método. Após a revisão bibliográfica sobre o assunto, efetuou-se um diagnóstico das principais variáveis que podem afetar a decisão das empresas de utilizar ou não os juros sobre o capital próprio para remunerar os investidores. Posteriormente...

Dividendos e os juros sobre o capital próprio: remuneração do investidor sob o enfoque fiscal

Franco, Walace de Andrade
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 49 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.15%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; 0 tema do presente estudo monográfico compreende em relacionar a questão fiscal sobre os dividendos e os juros sobre o capital próprio. Para tanto, faz-se primeiramente uma abordagem sobre alguns aspectos contábeis, pois todas as atividades da entidade tem a fmalidade de fornecer informações que servirão de instrumento para que as decisões tomadas no âmbito da empresa tenham seus resultados otimizados. Conseqüentemente, foram relacionadas as formas de tributação incidentes sobre a remuneração dos investidores, seja ela: dividendos ou juros sobre o capital próprio. Os dividendos tratam-se da distribuição dos lucros obtidos pela empresa, isentos de tributação. Já os juros sobre o capital próprio são tributados pelo imposto de renda, sendo configurado como uma despesa financeira. Nesse sentido, passou-se a exigir da contabilidade informações mais completas e confiáveis para as projeções dos dividendos a serem distribuídos pelas companhias requerendo além de estimativas de seus resultados no exercício, também conhecimento da legislação pertinente e avaliação da política adotada...

Remuneração aos acionistas e os reflexos tributários no resultado da empresa: um estudo de caso em uma instituição financeira

Imbrosio, Daniel de Aguiar
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 76 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.17%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; Este trabalho objetiva evidenciar os reflexos tributários causados pela remuneração aos acionistas através da distribuição de lucros e/ou juros sobre o capital próprio. Além de proporcionar uma análise comparativa entre estas formas de retorno do investimento na empresa Kredilig S/A – Crédito, Financiamento e Investimento, atuante juntamente à uma empresa varejista do estado de Santa Catarina. Verificase que a distribuição dos dividendos é, do ponto de vista de seus beneficiários, geralmente satisfatórios em virtude de sua isenção tributária. Porém, os juros sobre o capital próprio é uma forma de remunerar os investidores e de reduzir a carga tributária da empresa, e, apesar da incidência do imposto de renda retido na fonte, o ônus fica a cargo dos beneficiários. Assim, este trabalho apresenta um estudo de caso que, em sua particularidade, mostra a melhor opção para remunerar o acionista e os efeitos tributários causados tanto pela distribuição de dividendos, quanto pelo pagamento de juros sobre o capital próprio, no qual é percebido que os maiores benefícios tributários...

Análise da evidenciação da remuneração estratégica utilizada nas instituições do setor bancário listadas na BM&FBOVESPA

Frello, Fernanda Freitas
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 100 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.29%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; Devido à importância que a utilização de uma complementação dos salários fixos ganhou no mercado competitivo atual considerou-se relevante o levantamento proposto. Esta necessidade de adaptação dos procedimentos de gestão de pessoas se dá tanto em função de suprimento da motivação dos colaboradores quanto de manutenção de práticas sustentáveis que satisfaçam os investidores. Esta pesquisa classifica-se quanto aos objetivos, como descritiva, quanto à abordagem do problema como qualitativa e quantitativa e quanto aos procedimentos utilizados, em pesquisa bibliográfica e pesquisa documental. A presente pesquisa tem como objetivo efetuar uma análise sobre a evidenciação das formas de Remuneração Estratégica utilizadas nas empresas do setor bancário listadas na BM&FBOVESPA, podendo assim visualizar um panorama a partir da amostra. A fundamentação teórica demonstra as práticas possíveis de remuneração estratégica e aponta a importância da utilização das mesmas, como meio de motivar os funcionários e também de reter talentos na organização. Para a efetivação da compilação de dados a que se propõe...

Juros Sobre o Capital Próprio x Dividendos: qual a forma mais vantajosa do ponto de vista tributário de remunerar os acionistas

Farias, Jackson José
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 85 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.12%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; O objetivo deste estudo foi verificar qual a melhor forma de remunerar os acionistas entre juros sobre capital próprio ou dividendos, em face da tributação das empresas. Na atual conjuntura, ter um eficiente planejamento tributário se tornou algo essencial para todas as empresas. Logo, as empresas industriais apresentam uma carga tributária que pode superar até mais de 50% sobre o faturamento. Este é um dos fatores que muitas vezes fazem com que os potenciais investidores procurem outras formas de investimento ao invés de aplicar seu capital em uma empresa. Atualmente existem outras formas de investimentos com menor risco e maior liquidez. Por tanto se faz necessário um estudo a respeito da melhor forma de remuneração dos acionistas através da ótica tributária. Se através de dividendos ou juros sobre capital próprio. Esta é uma pesquisa qualitativa que utiliza o método exploratório para atender os objetivos da pesquisa, a Empresa Brasil Foods S.A foi utilizada como estudo de caso, o instrumento empregado foi à pesquisa bibliográfica. A forma mais vantajosa de remunerar os acionistas foi os Juros sobre Capital Próprio do ponto de vista do Planejamento Tributário...

A contribuição dos Modelos de Avaliação para a previsão do retorno dos títulos financeiros de empresa do PSI20

Vieira, Sara
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 12/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.3%
O crescimento económico de um país depende dos fundos disponíveis, quer para o financiamento da formação de capital quer para a sua reposição. Fundos obtidos pelas empresas e organismos públicos através de diversas formas, entre as quais, se destaca a emissão de valores mobiliários. Os aforradores, detentores de recursos, ao comprarem valores mobiliários, aliam uma alta rentabilidade a uma elevada liquidez na remuneração dos seus investimentos. As bolsas de valores são o meio onde as empresas, os organismos públicos e os aforradores, têm a possibilidade de verem esses interesses conciliados de uma maneira eficiente, eficaz e transparente, garantindo assim, uma maior liquidez aos títulos financeiros transaccionados em bolsa de valores. As empresas possuem várias alternativas de financiamento, o mercado de capitais é considerado pelos gestores, a fonte onde o rendimento ou o retorno obtido pode ser maior, perante a contrapartida de se incorrer um maior risco. Este mercado surge como alternativa aos empréstimos bancários, as empresas podem, dessa forma, adquirir financiamento de terceiros, os quais se tornarão accionistas dessa empresa. Podem emitir novas acções no mercado accionista de forma a atrair investidores externos que garantam a sustentabilidade do negócio. As acções possuem diversas caracteristicas e modalidades e fazem com que o capital da empresa seja partilhado por todos os seus accionistas...

Plano de negócio urban living para exploração de um conceito de arrendamento de residências In-house studio

Sampaio, Dora Maria Condeça
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
35.91%
Projecto de Mestrado em Gestão / Classificação JEL: M10; M13; Neste estudo pretendeu-se avaliar a viabilidade económica do lançamento de um produto inovador ao nível do serviço de arrendamento, denominado pelo autor como Residência “In-House Studio”, que será implementado pela empresa Urban Living num prédio no centro de Lisboa. Este produto segue uma estratégia de diferenciação, respondendo às necessidades de um segmento de mercado de nicho: jovens trabalhadores ou estudantes universitários mais exigentes ao nível da qualidade e do conforto, e com maiores rendimentos disponíveis para pagar por um produto diferenciador. Pretende-se vender um serviço de alojamento local de qualidade, distinto do tradicional arrendamento predial de “paredes nuas”. O investimento inicial necessário foi de 7.717.578 €, decomposto em: 1.300.000 € para aquisição do imóvel, 5.789.911 € para obras de reabilitação, 338.171 € para equipamento/mobiliário, e 289.496 € de honorários de arquitectura. A análise ao investimento foi feita inicialmente assumindo-se que o investimento era feito totalmente por via de capitais próprios, o que permitiu concluir que o negócio era economicamente viável, com uma Taxa Interna de Rentabilidade (TIR) estimada de 7...

Base de cálculo utilizada pelas companhias elétricas listadas na revista exame para o cálculo dos juros sobre o capital próprio em 2012.

Amaral, Ana Paula Xavier
Fonte: Universidade Federal de Goiás Publicador: Universidade Federal de Goiás
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.24%
AMARAL, Ana Paula Xavier. Base de cálculo utilizada pelas companhias elétricas listadas na revista exame para o cálculo dos juros sobre o capital próprio em 2012. Goiânia: [s.n.], 2013. 59p.; Com o advento da Lei nº 9.249/95 os Juros sobre o Capital Próprio (JSCP) passaram a ser utilizados como uma possibilidade de remuneração aos acionistas que permitia, ainda, o reconhecimento como despesa financeira e dedução para fins de cálculo do Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). A Lei nº 11.941/09 determina que para fins fiscais sejam adotadas as práticas vigentes pela Lei nº 6.404/76, porém a legislação concernente à temática não é clara ao determinar qual base de cálculo (societária ou fiscal) deve ser utilizada para o cálculo dos JSCP. Alguns autores, como Schoueri (2012), Silva (2006) e Nutti (2011) afirmam ser possível chegar à base de cálculo dos juros, utilizando o Patrimônio Líquido (PL) contábil, após ajustes especificados nas normas que regem este instituto. Este trabalho se propôs a analisar se as dez maiores empresas do Setor Elétrico utilizaram para o cálculo dos JSCP em 2012, a base de cálculo contábil. A metodologia utilizada foi estudo descritivo e documental. A pesquisa se encerra verificando que...

Parcerias pecuárias: um estudo multicaso no norte de Minas Gerais

Botelho, Maurício Rodrigues
Fonte: Mestrado em Administração; UFLA; brasil; Departamento de Administração e Economia Publicador: Mestrado em Administração; UFLA; brasil; Departamento de Administração e Economia
Tipo: Dissertação
Publicado em 15/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
26.4%
The main purpose ofthis research was to identify and describe how beef producers and urban investors feel about the environment in which they act by comparing favorable and limiting fàctors assodated with the development of partnerships between the two groups in the northem region ofthe State of Minas Gerais. A focused-interview method was used to collect data and interviews were conducted among four producers and four investors who had previously, or were still involved in partnerships, chosen by means ofa purposive sampling technique. lhe fbllowing fàctors were cited by investors as incentives to participate in partnerships: insufficient capital to purchase land and personally raise cattle, the profíts possible from cattle raising, the rapid return and the security and liquidity oftheir investment. The producers cited the possibility of making use oftheir pasture resources, having the capital from the investors and the possibility ofreceiving a sizable return on the sale ofthe cattle. Unfavorable fàctors cited by investors included low quality ofthe pastures, the concems of working with the producer, the risk ofdrought and possibilities ofinsolvency. Producers also cited the problems of drought as well as the doubts of the investors in their trustworthiness...

Análise das vantagens de distribuição de lucros sob a forma de juros sobre capital próprio

ALMEIDA, Wesley da Silva de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.13%
O trabalho dá ênfase nas análises das vantagens na distribuição de lucros sob a ótica de remuneração de juros sobre o capital próprio.O trabalho da indagação a seguinte pergunta, quais são as vantagens e condições de se distribuir os lucros das empresas como remuneração de capital (juros)? Foi delineado como objetivo geral deste trabalho demonstrar as vantagens e condições de distribuição sobre juros sobre capital próprio. A sua importância se deve principalmente por apresentar as vantagens de se distribuir os lucros das empresas com maneiras que são aceitas pelas leis tributárias dando ao sócio e investidor mais vantagens na remuneração dos seus investimentos e atraindo-os. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, com abordagem qualitativa, com dados coletados em fontes da legislação brasileira vigente que trata sobre JSCP. A distribuição por meio do JSCP apresenta vantagem que atrai muitos investidores, elevando a procura por ações. O trabalho demonstra de forma simples e direta como pode ser feita a distribuição de lucros sobre a forma de dividendos e também sobre a forma de JSCP e qual o efeito tributário da Lei nº 9.249 de 26 de dezembro de 1995.

Análise dos aspectos legais e normativos do cálculo e distribuição dos juros sobre o capital próprio efetuados pelas companhias abertas do setor siderúrgico no período de 2001 a 2003: estudo de casos; Accounting divergencies in interest on self-owned capital in steel companies from 2001 to 2003: case studies

Silva, Sidnei Celerino da; Pinto, Marcos Roberto; Motta, Ana Carolina de Gouvêa Dantas; Marques, José Augusto Veiga da Costa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
O presente estudo evidencia que a justificativa para a instituição dos juros sobre o capital próprio (JSCP) não é unânime entre os contadores e analistas. Identificam-se duas correntes a esse respeito. Para a primeira, os JSCP podem funcionar como um substituto das técnicas de correção monetária das demonstrações contábeis para fins fiscais; para a segunda, têm como objetivo o estabelecimento de um tratamento isonômico entre os rendimentos do capital próprio e os do capital de terceiros. O estudo ainda destaca as divergências no tratamento contábil a ser dado aos JSCP entre a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Secretaria da Receita Federal (SRF). Detalha, segundo vários autores, que somente a partir da aprovação da Lei 9.430/96 a distribuição dos juros calculados sobre o capital próprio sob a forma de dividendos passou a representar uma situação mais vantajosa, dependendo da natureza do beneficiário dos rendimentos. A pesquisa se encerra verificando a aplicação prática das determinações constantes na legislação societária (Lei 6.404/76 e deliberações CVM) e na legislação tributária (Lei 9.249/95 e alterações) a respeito do cálculo e distribuição dos JSCP na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)...