Página 1 dos resultados de 1523 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Fracasso escolar em escolas públicas de Nossa senhora da Glória: análise das implicações a partir da relação Professor/Aluno

Santos, Almir Carlos dos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.24%
A Pesquisa apresentada nesta dissertação, intitulada “Fracasso Escolar em Escolas Públicas de Nossa Senhora da Glória: análise das implicações a partir da relação professor/aluno” foi desenvolvida com o objetivo de analisar alunos com dependência ou repetência em disciplinas do 6º ano do Ensino Fundamental, com o intuito de problematizar a percepção de professores e alunos, sujeitos da pesquisa. Desenvolveu-se uma pesquisa descritiva, fundada em estudo de caso de base qualiquantitativa, sobre uma amostra de 100 alunos do 6º ano do Ensino Fundamental e 20 professores que lecionam disciplinas do núcleo comum e disciplinas da parte diversificada. O instrumento usado para a coleta de dados foi o questionário. O estudo mostrou que um só professor ensina alunos do 2º ao 5º ano, em única sala de aula, no Ensino Fundamental. Esses alunos chegam ao 6º ano, trazendo deficiências como domínio na leitura, escrita, interpretação de texto e cálculo matemático, ocasionando o fracasso escolar. Com efeito, os professores avaliam que a metodologia, a falta de empenho de alguns, e a falta de compromisso da escola, são fatores determinantes do fracasso escolar.; The research presented in this dissertation, entitled "School Failure in the Public Schools of Nossa Senhora da Glória: analysis of the implications from the teacher/student relationship" was developed with the purpose of analyzing students with addiction or repetition in disciplines of the 6th year of primary education...

Escolas : espaço de fabricação de imagens : pátho(s)logias do olhar na relação professor-aluno

Brauner, Maira Fabiana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.38%
O processo de ensino e de aprendizagem funda-se numa relação escópica e especular estabelecida entre professor-aluno, da qual resultam a construção/consti-tuição de imagens. Estas, por sua vez, entendidas como processo e não como pro-duto, necessitam de três tempos para sua constituição, os quais são analisados a partir dos paradigmas da psicanálise freudo-lacaniana, da epistemologia genética e da filosofia benjaminiana. As imagens, na condição de suportes imaginários, representam, para o pro-fessor e para o aluno, um entre-lugar interdisciplinar enlaçando e fabricando se-melhanças e diferenças entre a Clínica e a Educação; entre o espaço privado da família e o espaço público da escola/social; entre o olhar e o ver; entre a imagem e sua representação. Trata-se, portanto, da construção de uma experiência e do exer-cício do ensinar e do aprender. Experiências essas, compartilhadas entre professor e aluno no espaço escolar Das análises e reflexões desenvolvidas nesta pesquisa, que tiveram por base tanto fragmentos de casos clínicos com crianças em atendimento psicomotor quanto entrevistas com professores, foi construído um instrumento denominado caso peda-gógico, cujo objetivo é auxiliar o professor a refletir sobre os efeitos imaginários pro-duzidos nas referidas relações escópicas e especulares...

Nas entrelinhas da relação professor-aluno : o vínculo afetivo

Evalte, Tatiana Telch
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.34%
As experiências de estágio curricular e mini-práticas, realizadas ao longo do curso, despertaram em mim a necessidade de aprofundar um tema apontado de forma recorrente em meus relatórios: a relação professor-aluno. Neste trabalho me proponho a refletir sobre a relação vincular que se estabelece entre aluno-professor, a relação transferencial implicada neste processo, e como isso acaba por interferir na aprendizagem. Analiso também os vínculos que podem ser estabelecidos com as estagiárias e o que pode representar a entrada de outra professora na sala de aula. O estudo apresenta uma revisão bibliográfica do tema apoiando-se na Psicanálise de Freud, nos estudos de Alicia Fernández sobre aprendizagem, de Bowlby sobre vínculos e apego, de Spitz sobre a infância e de Kupfer sobre a Educação. Através das análises, pude compreender que a relação transferencial só é propiciada quando se tem uma relação de apego com a outra pessoa envolvida e que essa relação é uma importante base para desencadear a transferência e a formação de vínculos. Juntos, eles formam uma tríade que pode vir a tornar a aprendizagem prazerosa e prevenir futuros problemas de aprendizagem que, por ventura, surjam ao longo da vida escolar.

O fortalecimento das relações afetivas entre professor e aluno contribui para um melhor rendimento escolar?

Castro, Luana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.43%
A aprendizagem depende de vários fatores, entre eles: interesse do aluno, dos professores, um ambiente favorável à construção do conhecimento e também da relação existente ente professor-aluno. Neste trabalho, abordei temas relacionados a problemas na educação, como indisciplina, motivação, auto-estima e qual sua relação com a afetividade na relação professor-aluno, e se essa contribui para um melhor rendimento escolar. Para isso, utilizei aportes da pesquisa qualitativa, sendo a metodologia utilizada a de entrevistas através de questionários que foram aplicados a onze alunos e três professores de uma escola pública da cidade de Porto Alegre. O questionário continha questões objetivas e dissertativas que visavam analisar o que alunos e professores pensam a respeito da afetividade e se essa tem relação com a motivação, com a auto-estima e com a indisciplina. Em relação aos resultados obtidos, nas questões aplicadas aos alunos, percebemos que eles confundem motivação com cobrança e relacionam afetividade com aproximação, com amizade e carinho. Para a maioria, o modo como se comportam em sala de aula está relacionado com a afetividade. Quanto aos professores, o que mais chama atenção é que a maioria não tem clareza do que seja afetividade...

A importância da afetividade na relação professor-aluno para a construção de uma aprendizagem significativa

Silveira, Lígia Regina dos Passos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.43%
Este trabalho busca estudar a influência da afetividade na relação professor-aluno e como ela interfere no processo de ensino aprendizagem dos alunos das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental. Objetiva-se analisar e destacar a importância da relação professor-aluno como fator indiferente, dificultador ou facilitador do processo de ensino aprendizagem, compreender o conceito de afetividade e auto-estima, descrever a escola e a turma envolvida e observar a afetividade e auto-estima na relação entre professor-aluno na sala de aula. Buscou-se em obras educacionais e pedagógicas referência sobre o conceito de afetividade e auto-estima e sua influência no processo de aprendizagem. Além de uma pesquisa bibliográfica, também realizamos uma pesquisa de campo, por meio da aplicação de um questionário. A afetividade está relacionada com o respeito mútuo entre professor e aluno, com a comunicação e a interação entre ambos e com a construção coletiva das regras e limites. A escola deve proporcionar um espaço de reflexão que leve em conta o aluno como um todo, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia, que não deveria dissociar-se da afetividade. O professor assume um papel fundamental para a aprendizagem dos alunos...

Relação professor-aluno no 1º ano : um estudo sobre interacções verbais

Moreira, Elisabete Susana Teixeira Pinto
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.3%
Este estudo tem como principal objectivo compreender o modo como os professores se relacionam com os alunos em situação de ensinoaprendizagem em turma do 1º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico. Procurámos efectuar uma caracterização genérica da interacção verbal que se processa em sala de aula, onde o aprofundamento de concepções sobre o tipo de poder, o funcionamento da cortesia e a componente afectiva se tornaram fundamentais, pois permitiram elaborar um quadro teórico consistente. Como opções metodológicas, utilizámos uma abordagem qualitativa, de natureza etnográfica numa perspectiva etnometodológica, em que predomina a importância do contexto, da situação e das referências e perspectivas dos participantes. O registo de dados, realizado através de uma observação participante, privilegiou, além das notas de campo, a videogravação de aulas e a gravação áudio de entrevistas a dois professores. A partir dos dados recolhidos, procedemos a uma caracterização interna das interacções verbais da aula, através de uma categorização e análise das diferentes manifestações de poder, cortesia e afectividade, de modo a responder às questões investigativas propostas, o que nos permitiu fazer interpretações com carácter reflexivo. Tratados os dados e analisados os resultados...

O campo transferencial na relação professor-aluno: um estudo de caso

Medeiros, Davi Lopes
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.34%
Este estudo tem como objetivo perceber e interpretar a ocorrência do Campo transferencial na relação professor-aluno na turma 8MD do Sistema de Ensino Universo. Tomando como base para a pesquisa, a vivência relacional relatada por professores e alunos. Num primeiro instante, propomos um retorno ao conceito clássico de Transferência, considerado por Freud, ressaltando também a releitura feita por Lacan. Em um segundo momento, ocupamo-nos da possível conexão entre Psicanálise e Educação, dando um enfoque à relação transferencial no cotidiano da sala de aula. Em seguida, expomos as percepções dos participantes da pesquisa, analisando-as através de categorias. Para concluir o estudo, consideramos que, embora o Campo transferencial esteja presente de maneira intrínseca na relação professor-aluno, pouco se pode alterar dessa realidade. Cabe ao educador ampliar a visão de si mesmo e do aluno, sob a ótica da Psicanálise, e assim, perceber a si mesmo e ao outro, como sujeitos desejantes, constituídos a partir de uma história peculiar e tecida com riquezas de detalhes, constantemente reeditada na intersubjetividade, própria das relações; ABSTRACT: This study aims to understand and interpret the occurrence of the transfer Field in the teacher-student in the class 8MD of the Sistema de Ensino Universo. We take as the basis for research...

A relação professor-aluno no ensino profissional

Quitério, Sérgio dos Santos
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.3%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Informática; O presente relatório enquadra-se nas unidades curriculares de Estágio Curricular I e II, pertencentes ao segundo ano do Mestrado em Ensino de Informática administrado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. O estágio pedagógico decorreu na Escola Secundária Morgado de Mateus no presente ano letivo. É objetivo deste relatório registar todas as práticas exercidas ao longo do estágio pedagógico nas suas mais diversas dimensões. É também, propósito deste relatório analisar e refletir sobre a temática “Relação Professor – Aluno nos cursos profissionais”. Este tema foi submetido a uma pesquisa bibliográfica com o objetivo de fundamentar a sua relevância para o sucesso dos professores na prática docente. A abordagem deste tema também nos permitirá refletir sobre o “ser professor” no século XXI e sobre a importância dos professores de informática no âmbito da educação digital. O presente relatório encontra-se estruturado em seis partes, cada uma das partes representa um capítulo. No primeiro capítulo, enquadramos o âmbito da ação docente refletindo sobre o seu papel social. No segundo capitulo, debruçamo-nos sobre a revisão da literatura abordando o contexto da investigação...

A diversidade em sala de aula e a relação professor-aluno

Barbosa,Altemir José Gonçalves; Campos,Renata Araújo; Valentim,Tássia Azevedo
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.38%
O presente estudo teve como objetivo identificar as percepções de professores quanto à relação professor-aluno, a partir da aplicação da Escala de Relacionamento Professor-Aluno, versão reduzida e traduzida da Student-Teacher Relationship Scale, relacionando seus domínios a características dos discentes, no que tange às variáveis necessidade educacional especial, sexo, cor/raça, série e idade. Na pesquisa, 21 professoras regentes de seis escolas públicas da cidade de Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais, avaliaram a relação que mantêm com todos os discentes de suas turmas, perfazendo um total de 495 escalas referentes a estudantes de salas-alvo, do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental. Constatou-se que a relação professor-aluno é mais conflituosa e menos positiva quando se trata de discentes do sexo masculino e com necessidade educacional especial. Observou-se uma relação mais positiva com estudantes nos anos iniciais de escolarização, e mais negativa quanto mais velho fosse o aluno. Estudos adicionais são recomendados.

A relação professor-aluno na educação superior: a influência da gestão educacional

Roncaglio,Sônia Maria
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
96.38%
Este artigo trata da relação professor-aluno na educação superior e da influência que esta recebe da gestão educacional. Foi realizada uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo etnográfico, englobando entrevistas e observação de campo, com alunos e professores de um curso de Pedagogia, no segundo semestre de 2002. Como resultado, verificou-se que a gestão educacional interfere na relação professor-aluno, em três níveis, concomitantemente: através das tomadas de decisão do gestor no processo pedagógico em geral; especificamente, em seu relacionamento com o professor e com o aluno e na orientação deste nas suas dificuldades e vicissitudes. Conclui-se que há necessidade de coerência entre teoria e prática na organização do trabalho pedagógico do professor e maior integração entre gestor e professor para melhor compatibilizar interesses e objetivos educacionais.

Acompanhamento de pré-escolares agressivos: adaptação na escola e relação professor-aluno

Picado,Juliana da Rocha; Rose,Tânia Maria Santana de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
96.35%
Estudo teve como objetivos: 1) verificar problemas de comportamento e aproveitamento acadêmico em um grupo de 11 alunos na fase final da pré-escola que foram indicados como agressivos no início da mesma; 2) avaliar a qualidade da relação professor-aluno da amostra. Instrumentos utilizados: TRF - teacher’s report form, entrevista sobre desempenho acadêmico e adaptação escolar e entrevista sobre qualidade da relação professor-aluno. Os resultados mostram que 63,5% dos alunos apresentam de um a quatro problemas externalizantes e/ou internalizantes. Os altos índices de comportamentos agressivos permanecem entre 45% dos alunos. Apenas 2 das 11 relações professor-aluno estudadas apresentam em alto grau os elementos positivos avaliados pela entrevista. Conclui-se que a maioria das crianças está exposta a fatores de risco, sem evidências claras de rede protetora suficiente para minimizar tais efeitos. Discute-se a possível trajetória a ser seguida pelas crianças e as possibilidades de ações em conjunto que poderiam reverter esse quadro.

Implicações subjetivas na relação professor-aluno: um olhar sobre o processo de (re)escrita de manuscritos escolares

Araujo, Érica Daniela de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
86.51%
No presente trabalho, filiamo-nos aos pressupostos teóricos da Linguística da Enunciação de abordagem benvenistiana a fim de analisarmos a relação professor-saber-aluno no ensino de Língua Portuguesa escrita. Analisamos de que modo ocorre essa relação, no espaço escolar, tendo em vista o estabelecimento de um laço - conceito que derivamos dos estudos benvenistianos -, no processo de correferenciação. De nossa perspectiva, o estabelecimento de um laço entre professor-saber afeta o estabelecimento de um laço entre professor-aluno, dado o seu caráter relacional e contingencial. Sendo assim, a despeito de o professor ter um investimento subjetivo e, a partir desse investimento subjetivo, propor uma intervenção-interferência, o quadro teórico ao qual nos filiamos reconhece que não há garantias de que o aluno vá ―escutar‖ o que o professor pontuou em sua correção/avaliação e que essa ―escuta‖ ressoe na escrita do aluno de modo a ―ajustar-se‖ àquilo que o professor ―intenta‖ com sua intervenção, isso porque a recepção de um dizer não se dá de modo passivo. A partir disso, aventamos a hipótese de que o estabelecimento desse laço poderia constituir o gatilho para a assunção do aluno à apropriação da língua escrita...

A relação professor-aluno-conhecimento na educação infantil : princípios, práticas e reflexões sobre protagonismo compartilhado

Gaulke, Alvine Genz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.48%
Esta dissertação, vinculada à linha de pesquisa Estudos sobre Infâncias, propõe investigar como se constitui a relação professor-aluno-conhecimento na Educação Infantil. Inspirada em Meirieu (1998), identifico na educação – especialmente na Educação Infantil - a relação professor-aluno-conhecimento, compreendida como um triângulo pedagógico em que há sempre três lados em relação. Parto do pressuposto de que a relação professor-aluno-conhecimento se constitui de diferentes jeitos no dia a dia da Educação Infantil, pois reflete as diferenças, semelhanças e singularidades das pessoas que compõem o triângulo pedagógico e seus respectivos modos de participação. O fio condutor que permeou as reflexões ao longo da escrita desta dissertação é o protagonismo compartilhado, um enigma que emergiu do objetivo de identificar, em cinco livros que abordam práticas pedagógicas, a participação tanto do professor quanto das crianças na relação professor-aluno-conhecimento. Os diferentes livros analisados se referem a duas experiências brasileiras, em Freire (1983) e Junqueira Filho (1995); uma portuguesa, em Vasconcelos (1997); uma italiana, em Rabitti (1999); e outra espanhola, em Díez Navarro (2004). Identifico...

Afetividade na relação professor – aluno na aula de educação física

Silva, Luciano Custódio da
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.28%
Este estudo teve como objetivo investigar a afetividade na relação professor-aluno na aula de educação física. Como instrumento de medida foi proposto um questionário elaborado pelo próprio pesquisador, especificamente para este estudo, composto por 09 questões, sendo 08 fechadas e 01 aberta. Participaram do estudo 102 alunos, sendo 56 meninos e 46 meninas, de 5ª a 8ª série Ensino Fundamental. Os mesmos foram escolhidos de forma aleatória durante as aulas de Educação Física. Constatou-se que a maioria dos alunos possui uma relação afetiva com o seu professor, proporcionando um ambiente descontraído e respeitoso durante as aulas, levando um bom desenvolvimento no processo de ensino-aprendizagem. Concluiu-se ainda que o educador físico precise cada vez mais desenvolver sua relação afetiva, a fim de conquistar a participação de todos os alunos, pois ao alcançar tal fim, estará respeitando a diversidade humana e estimulando a inclusão de todos nas atividades propostas e no desejo de aprender.

A afetividade na relação professor-aluno como fator imprescindível no processo de ensino e aprendizagem do estudante, do 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental, vítima de violência sexual

Araújo, Ana Lídia Freitas de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.37%
Atualmente, vêm sendo identificados vários casos de abuso sexual infantil, causando às vítimas diversos traumas, inclusive dificuldades de aprendizagem. Este trabalho pretende abordar a afetividade na relação professor-aluno como fator imprescindível no processo de ensino e aprendizagem do estudante, do 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental, vítima de violência sexual. Por meio do afeto, o aluno adquire as condições necessárias para se sentir seguro e protegido. O estudo possibilitou averiguar conhecimentos e atitudes de professores em relação à violência, ao abuso sexual e à afetividade. Para tanto, foi realizada uma revisão teórica e discussão dos fenômenos citados. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa, onde se realizou uma entrevista estruturada com 06 professores de uma escola pública na cidade de Ceilândia Sul-DF no primeiro semestre de 2014. Dentre os principais resultados, tem-se que os professores lidam com o assunto empiricamente, já tiveram ou souberam de alunos vítimas desse tipo de agressão na escola e, em sua maioria, dizem saber identificar e muitos até lidar com a situação do abuso sexual, porém ficou claro o conhecimento superficial que têm sobre o assunto. Os docentes demonstraram que não possuem informações corretas no que diz respeito às leis que protegem a criança...

Educação infantil : a importância da afetividade na relação professor-aluno na percepção de educadores

Guiotti, Lilian Fradique
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.38%
Este trabalho tem como principal objetivo discutir a importância da afetividade na relação professor-aluno na educação infantil à luz de alguns pressupostos teóricos de referência nesse assunto. Teve como escopo a abordagem qualitativa para identificar a partir da escuta por meio de entrevista estruturada de uma escola da rede pública de ensino do DF, o que as docentes, que gentilmente colaboraram com esta pesquisa, pensam sobre o tema exposto e como a falta de afetividade pode trazer bloqueio no processo de aprendizagem do aluno da educação infantil. Assim, as educadoras entrevistadas apontaram que a afetividade é um elemento essencial no processo ensino-aprendizagem e que a falta dela pode trazer consequências e traumas irreversíveis, prejudicando, até mesmo, os sonhos e os desejos que o educando tem para um futuro próximo. Vale ressaltar que no relato das entrevistadas alguns fatores podem contribuir para a falta do vínculo afetivo na relação professor-aluno como o número excessivo de alunos na sala de aula, pois as docentes questionam como dar atenção necessária a cada educando. Por meio das falas das docentes, é possível concluir que a relação professor-aluno pode ser reconstruída por meio da afetividade através do diálogo...

Relação professor-aluno: a importância da atuação do psicólogo escolar junto ao professor

Lopes, Cristiana França
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.51%
Esta monografia aborda questões relacionadas às relações estabelecidas no ambiente escolar, especialmente a relação professor-aluno e às contribuições da atuação do psicólogo escolar junto aos professores para melhorar, ainda mais, a qualidade da relação professor-aluno. O objetivo geral da monografia é discutir, por meio de pesquisa bibliográfica, como o psicólogo escolar pode contribuir com o professor, para o aprimoramento da qualidade na relação professor-aluno e, assim, contribuir para o sucesso nos processos de ensino e aprendizagem. Dessa forma, foi analisada a importância das relações interpessoais no espaço escolar, em especial, a relação professor-aluno, bem como o papel que deve assumir o professor nessa relação. Foi analisado, ainda o papel da afetividade para os processos de ensino e aprendizagem, entendendo-a como relevante para o sucesso escolar. Por fim, foram analisadas as contribuições da psicologia escolar na formação do professor, tendo como foco a relação professor-aluno, partindo de um breve histórico sobre a atuação da psicologia escolar. Conclui-se, portanto, com essa pesquisa bibliográfica, a importância de reconhecer a relação professor-aluno como relevante para o sucesso escolar e que atuação do psicólogo escolar junto ao professor é de suma importância...

Contrato psicológico en la relación profesor-alumno en enseñanza superior; Contrato psicológico na relação professor-aluno no ensino superior

Lopes, José Manuel Magno
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.38%
A política nacional para o Ensino Superior integra, desde as últimas décadas do século XX, claros objetivos catalisadores do progresso tecnológico, social e cultural, capazes de identificar, interpretar e responder às instâncias reais do mundo atual. No intuito de responder aos desafios emergentes, sob ecos (mais ou menos) inflamados acerca das opções normativas, as instituições de ensino superior pugnaram pela eficácia dos mesmos enquanto resposta às dinâmicas económicas, bem como às exigências de competitividade e produtividade que passaram a reivindicar um novo patamar de qualificação profissional. A Aula incorpora um espaço privilegiado de construção coletiva do conhecimento na intersubjetividade dos seus atores. Invocar isoladamente o domínio cognitivo é um argumento parco para os propósitos que intenta. O processo de ensino-aprendizagem não se constitui de modo fragmentado ou dissociado das relações pessoais e afetivas. Neste domínio, a relação entre o Professor-Aluno é basilar na edificação do ser humano/cidadão ao relacionar processos cognitivos com práticas psicossociais num tempo dinâmico, num espaço multidimensional, onde a ação ocorre e sob influência de vários quadrantes nem sempre percebida por todos ou...

A relação professor-aluno não existe: corpo e imagem, presença e distânciaThe relationship teacher-student does not exist: body, image, presence and distance

Voltolini, Rinaldo
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.39%
O recente e crescente uso de recursos áudio-visuais e de informática no ensino recolocou para muitos a questão da necessidade da presença do professor. Longe de ser apenas um recurso que vem prolongar o que já está no universo escolar, sua entrada modifica a dinâmica da relação professor-aluno. As condições que permitiram esta entrada parecem corresponder aquilo que Lacan elucida em sua teoria dos Discursos quando se pergunta: os gadgets vencerão? A mudança das relações entre o sujeito e o objeto, características deste novo discurso contemporâneo, o do Capitalista, no qual o objeto parece predominar sobre o sujeito, podem ser lidas em vários âmbitos. O objetivo deste estudo é analisar as vicissitudes desta mudança no interior das práticas educativas, particularmente em torno do que esta questão sobre a necessidade da presença do professor ilustra sobre ela. Palavras-chave Relação professor-aluno; Discurso; Objeto Abstract The recent and growing use of audiovisual sources and computing in teaching re-set for many people the issue of the need of the teacher’s presence. Far from being only a source that extends what already is in the school universe, its entrance changes the dynamic of the relationship teacher-student. The circumstances which permitted this entrance seem to correspond to what Lacan elucidates in his theory of the Discourses when it is questioned: will the gadgets win? The change of relationship between subject and object...

A relação professor-aluno vista pela ótica cinematográficaThe relationship between teacher and student under the cinematographic´s view

Monobe, Teruo
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.54%
O professor deve possuir o domínio do conteúdo, da comunicação e do relacionamento como elementos-chave para promover a aprendizagem. Desses, a relação professor-aluno constitui-se em um dos principais elementos, cujos outros componentes são: o respeito mútuo entre professor e aluno; a confiança que o aluno precisa ter no professor; o compromisso do aluno em seguir as instruções do professor; o interesse do professor com a aprendizagem do aluno; o acompanhamento e a reflexão sobre o progresso dos alunos por parte do professor. Essa relação incorpora, portanto, compromisso recíproco, evidenciando o conceito de confiança. A confiança é tão importante quanto perigosa, pois envolve o risco de que a pessoa em quem se deposita a confiança possa desapontar, ocasionando perdas e danos, incluindo de auto-estima. A relação de confiança obriga as partes a serem transparentes, para que não haja dúvida a respeito da boa-fé incorporada nessa relação. A avaliação que o professor conduz em testes subjetivos é na essência baseada na confiança; igualmente, o aluno não pode violar o princípio da confiança, trapaceando na prova. O filme “O Clube do Imperador” mostra a relação professor-aluno em sua plenitude, evidenciando como esses princípios podem ser válidos na prática. Palavras-chave Relação professor-aluno; Filmes educacionais; Filmes comerciais; Ética; Caráter; Confiança; Clube do Imperador Abstract Relação professor-aluno; Filmes educacionais; Filmes comerciais; Ética; Caráter; Confiança; Clube do Imperador The teacher ought to possess the control of the content...