Página 1 dos resultados de 1685 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

Perceção das educadoras de infância sobre a relação escola/família: um estudo no ensino pré-escolar na RAM

Santos, Carminda da Conceição Baptista de Sousa
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.15%
A presente tese no âmbito do Curso de Mestrado em Psicologia da Educação da Universidade da Madeira, pretende analisar a perceção dos educadores de infância de algumas unidades de préescolar da Região Autónoma da Madeira sobre a relação escola-família. Esta relação recíproca, que cada docente estabelece com as famílias das suas crianças, é o pilar de todo um processo comunicacional entre dois sistemas (familiar e educativo), que não só se complementam como são interdependentes. Partindo deste pressuposto, surgiu a nossa questão de investigação na medida em que a relação escola-família apresenta ainda algumas debilidades e os intervenientes parecem não maximizar todas as potencialidades desta colaboração. O presente estudo pretende assim, conhecer e compreender a perceção e as representações dos educadores de infância sobre o modo como é planificada e concretizada a relação família-escola. Tendo em conta a problemática atrás explicitada, consideramos a recolha de crenças e perceções sobre esta temática, junto dos Educadores, fundamental para a aquisição de informação proveitosa e pertinente. Assim, definimos como objetivos basilares deste projeto, recolher, analisar e compreender as perceções das educadoras de infância sobre a relação escola-família assim como identificar a importância da utilização de estratégias adequadas que favoreçam e consolidem as relações entre estas duas instituições.

Relação escola-família: uma reflexão

Novo, Rosa
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação, Departamento de Supervisão Pedagógica, Educadores de Infância e Professores do 1.º Ciclo Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação, Departamento de Supervisão Pedagógica, Educadores de Infância e Professores do 1.º Ciclo
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
86.06%
Na última década, têm-se multiplicado os estudos empíricos em torno das relações escola-família. O debate parece, no entanto, em muito pouco ter ultrapassado o nível da “retórica”. Se é certo que numa sociedade em mudança, na qual a estrutura familiar tem sofrido alterações importantes e a aproximação da escola e das famílias se reconhece como fundamental, não é menos verdade que, a vivência na escola de uma cultura participativa entre pais/encarregados de educação e professores depende, em grande parte, da relação que estes protagonistas desencadeiam. Com este propósito, apresentamos, nesta comunicação, um estudo preliminar, de caráter exploratório, que justifica uma metodologia qualitativa, centrada na análise de conteúdo da correspondência efetuada entre a escola e a família, de uma turma do 2º ano de escolaridade, do 1º ciclo do concelho de Viana do Castelo. Através das comunicações escritas, pretende-se identificar o tipo de informação que é veiculado pela família à escola e vice-versa, procurando depois lançar algumas pistas para reflexão e encontrar desafios para a comunidade profissional.

A relação escola-família e o envolvimento dos pais: representações de professores do 1º Ciclo do Concelho de Rio Maior

Colaço, Maria Margarida Inácio António
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
86.13%
Tese de Mestrado em Administração e Gestão Educacional apresentada à Universidade Aberta; O presente estudo pretendia conhecer a opinião de professores do 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho de Rio Maior sobre as formas de envolvimento das famílias na vida escolar dos filhos que favorecem o sucesso educativo dos alunos. Esta temática pareceu-nos pertinente, dado que ao longo das últimas décadas tem havido, por parte do Ministério da Educação, uma forte aposta nas formas decretadas de participação dos pais na vida das escolas. No entanto, vários estudos indicam que os representantes dos pais apenas se representam a si próprios, que são maioritariamente de níveis socioculturais próximos do da escola e que não têm uma participação real, mas que a sua actuação não vai muito além de uma “encenação participativa”. Já no que se refere ao envolvimento dos pais em actividades de aprendizagem em casa, que consiste no acompanhamento próximo da vida escolar dos filhos, na criação de condições em casa para que o aluno possa estudar e no contacto com a escola, sempre que tal se torne necessário, é apontado por alguns autores como tendo influência positiva na melhoria dos resultados escolares dos alunos. Perante estes cenários...

A relação professor-escola-família na educação da criança de 4 a 6 anos: estudo de caso em duas instituições de ensino da cidade de Londrina; The relationship among teacher, school and family in the child education with four till six years old: a case study in two pedagogical institutions in Londrina.

Moreno, Gilmara Lupion
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.18%
Muitos foram são os fatores que justificaram a realização desta pesquisa sobre a relação professor-escola-família na educação da criança de 4 a 6 anos de idade, dentre eles, as constantes mudanças históricas, sociais, econômicas e culturais vivenciadas pelas duas instituições (escola e família) na atualidade. Quanto aos objetivos este trabalho de pesquisa teve como objetivo geral: pesquisar sobre a relação professor-escola-família na educação da criança de 4 a 6 anos na instituição de ensino. Já, os objetivos específicos buscaram: investigar como os professores, as famílias e a equipe técnica (direção e coordenação) concebem a relação entre si; e verificar quais são as estratégias utilizadas pela escola a fim de viabilizar a participação das famílias e dos professores na educação da criança de 4 a 6 anos. O estudo em questão trata-se de uma pesquisa etnográfica, do tipo estudo de casos, que realizou-se em duas escolas, uma pública e uma privada, localizadas na região central da cidade de Londrina, Paraná. Nessas escolas, foram selecionados dois grupos de crianças, na faixa etária de 4 a 6 anos de idade, suas respectivas famílias e professores, bem como, a direção e coordenação de cada instituição...

Mediação socioeducativa como espaço de emancipação comunicacional na relação escola-família

Fernandes, Vânia Manuela Vieira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.2%
Relatório de estágio de mestrado em Educação (área de especialização em Mediação Educacional e Supervisão na Formação); O presente relatório surge no âmbito do estágio profissional referente ao Mestrado em Educação, área de especialização em Mediação Educacional e Supervisão da Formação. Este projeto incidiu especialmente na escola sede de um agrupamento do Distrito de Braga, tendo como destinatário a comunidade escolar correspondente. A mediação escolar é ainda uma área de intervenção pouco conhecida o que, entre outras razões, leva a algum desinteresse, ou até resistência à sua implementação em contextos escolares. Tendo em conta, por um lado, o desconhecimento, mas também, o interesse em incrementar esta área de intervenção, mostrou-se desafiante a implementação de um Projeto de Mediação Socioeducativa com incidência no desenvolvimento de ações de mediação cujo objetivo integrou a melhoria da comunicação na relação escola-família. Partindo do ponto de vista da Mediação Socioeducativa, considera-se que a escola, enquanto instituição com importância na formação de futuros cidadãos, deve mostrar-se capaz de organizar a comunidade escolar com vista ao desenvolvimento de cidadãos...

Comunicação e relação escola/família : o caso do 1º ciclo

Pereira, Cristina Canha dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.07%
O presente trabalho propõe-se divulgar e compreender as representações de famílias e professores, no que se refere ao empreendimento da relação escola/família, a partir de uma abordagem comunicacional das relações nas organizações escolares do primeiro ciclo. O fenómeno da comunicação é frequentemente enunciado como uma ferramenta básica que os gestores e actores sociais devem usar no contexto da organização. Esta constatação surge do conhecimento da influência que os meios de comunicação têm na solidificação das relações internas e externas de uma organização, influência que é, aliás, narrada por diversos autores da área das ciências da comunicação. Este trabalho visa, assim, contribuir para o conhecimento da comunicação como um fenómeno influente na estruturação da relação escola/família. Através das representações que os actores detêm da comunicação, aferimos alguns padrões comunicacionais que terão eventualmente influência na manutenção das relações escola/família. ABSTRACT: The present work proposes to spread and to understand the representations of families and teachers in what school/family refers to in the undertaking of that relation, from a communicational approach of the relations in primary schools organizations. The communication phenomenon is frequently expressed like a basic tool that managers and social actors must use in the organizational context. This observation appears of the understanding that communication have influence in the solidification of the internal and external relations of an organization. So...

Relação escola-família nas actividades de enriquecimento curricular

Cardoso, Cláudia Dias
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.13%
Embora seja consensual a ideia de que a relação escola-família é essencial para a formação dos alunos, na prática, nem sempre existe, o que é ainda mais visível nas Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC). Com efeito, estas actividades são desconhecidas para a maioria dos familiares e a relação entre estes e os docentes das AEC muito ténue ou inexistente. Com este projecto pretendia-se melhorar a qualidade e a intensidade da relação escola-família no âmbito das AEC, procurando envolver as famílias de um grupo de alunos da Escola Básica do 1.º Ciclo B na vida e cultura escolar. Assim, recorreu-se à Investigação-Acção Participativa pois este método, para além de envolver todos os participantes no processo, impõe uma reflexão e intervenção continuada, fomentando a existência de mudanças no processo sempre que é pertinente. As técnicas utilizadas foram sobretudo de natureza qualitativa - observações, entrevistas semi-estruturadas e conversas informais, tendo-se também recorrido à aplicação de um inquérito por questionário. Graças a este projecto podemos afirmar que as crianças sentem necessidade da presença dos familiares e, quando tal acontece, sentem-se mais seguras, apoiadas e empenham-se mais. Este trabalho permitiu que a relação escola-família nas AEC fosse estimulada...

Relação escola-família e integração escolar de crianças ciganas

Reis, Maria Pires
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.13%
As motivações que suscitaram a realização deste projecto inscreveram-se num conjunto de preocupações advindas da nossa prática laboral (ensino do 1º CEB), ao constatarmos que, embora recaia sobre a escola a responsabilidade de incluir todos os alunos, independentemente das suas características sociais, culturais ou étnicas, promovendo o seu sucesso escolar e o seu bem-estar social, tal nem sempre acontece. Este facto é particularmente evidente no caso das crianças de etnia cigana, que vivem frequentemente situações de exclusão escolar, as quais, por sua vez, conduzem ao insucesso e/ou abandono escolar. Por outro lado, acreditamos que o bem-estar das crianças na escola passa, entre outros factores, pela promoção da relação escola-família, potencialmente diluidora das distâncias que afastam o universo escolar – com a sua lógica, organização e cultura específica – do universo familiar de muitas crianças. Assim sendo, este projecto tem por objectivo promover a aproximação entre três famílias de etnia cigana e a escola básica que os seus filhos/educandos frequentam, na tentativa de contribuir para a diminuição das barreiras à inclusão escolar e social deste conjunto de indivíduos. Tratando-se de um estudo do tipo Investigação Participativa...

Relação escola/familia, a interacção necessária para o sucesso escolar: o caso da Aldeia de Campinho

Silveira, Maria Paula Pereira Gancho Lobo da
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.11%
Introdução - A razão da escolha do tema do presente trabalho "Relação Escola/Família, a interacção necessária para o sucesso escolar – o caso da Aldeia de Campinho", surgiu por me encontrar a trabalhar nesta localidade, e me parecer que existia um fraco envolvimento das famílias com a escola, o que de uma ou outra forma, poderia influenciar o sucesso escolar dos alunos. Sendo o insucesso escolar um fenómeno educativo que está presente em muitas escolas, nomeadamente naquela, que foi nosso objecto de estudo, pretendemos com este trabalho de investigação perceber e verificar, se a relação escola/família tem sido ou não um contributo valioso para o sucesso escolar das crianças desta aldeia, partindo de uma análise centrada no sistema escolar e também na família. Partindo do problema do sucesso/insucesso escolar no campo pedagógico do ensino/aprendizagem, não pudemos esquecer alguns dos factores externos ao processo pedagógico. A igualdade de oportunidades educacionais e de resultados do ensino/aprendizagem não serão possíveis actuando apenas sobre o sistema de ensino, na medida em que sectores a ele externos, nomeadamente o social, o económico e o cultural, têm um grande peso, em termos de desigualdade de grupos sociais...

Relação escola/família:de que modo o educador pode proporcionar atividades que envolvam a família?

Jesus, Vânia
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.08%
Relatório de estágio apresentado para a obtenção do grau de Mestre na Especialidade Profissional de Educação Pré-escolar. Orientador: Professor Ramiro Marques; Pretendo com este relatório e num primeiro capítulo realizar uma síntese de todo o trabalho realizado e desenvolvido durante o decorrer dos dois estágios, quer em creche, quer em jardim-de-infância. Faço ainda um balanço das dificuldades encontradas, das fragilidades detetadas, dos pontos fortes, dos aspetos a melhorar e ainda o que contribuiu para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Numa segunda parte, pretende-se realizar uma investigação-ação centrada no tema Relação Escola/Família. Perceber o modo de como o educador pode proporcionar atividades que envolvam a família e ainda perceber se a família está a par de todo o trabalho desenvolvido na Escola. Neste relatório, constam fundamentos e afirmações sobre o tema em questão. Consta também a análise das três entrevistas realizadas a três educadoras e questionário realizado aos pais das crianças do Jardim de Infância, que iram enriquecer o trabalho em questão, e permitem chegar às conclusões do estudo realizado.- This report has two parts. In the first part made a synthesis of all work performed and developed during the internship...

Qualidade nas respostas sociais de creche e pré-escolar : relação escola-família

Barreiros, Filipa Fidalgo
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.06%
Tese de mestrado integrado em Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde/Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008; O presente estudo é de natureza exploratória e tem como objectivos: a) analisar os indicadores de Qualidade que são identificados pela amostra da população das respostas sociais de creche e de pré-escolar, do Centro Social Paroquial de S. Domingos de Rana; b) analisar a relação escola-família, no que concerne à comunicação e ao envolvimento parental. Este estudo é composto por uma abordagem quantitativa e outra qualitativa. No estudo quantitativo participaram 146 sujeitos, 78 dos quais relativos à Resposta Social de Creche e 68 relativos à Resposta Social de Pré-escolar. O instrumento utilizado foi o Questionário de Avaliação do Grau de Satisfação (Modelo de Avaliação da Qualidade, 2005). Os resultados do estudo quantitativo permitiram concluir que o indicador Comunicação é o que se encontra mais associado à satisfação geral com este serviço de apoio a crianças. No estudo qualitativo participaram duas famílias (clientes das Respostas Sociais de Creche e Pré-escolar) e os dois cuidadores respectivos...

Relação escola-família : um estudo de caso no 1º ciclo do ensino básico

Penetra, Ana Paula da Costa, 1982-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
96.14%
Tese de mestrado, Educação (Supervisão e Orientação da Prática Profissional), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2010; A relação escola/família é complexa e multifacetada, convocando no seu estudo diferentes vertentes e dimensões, destacando-se a interacção entre pais e professores, como agentes centrais dessa relação. Investigações realizadas por Davies (1989) e Silva (2003) evidenciaram a importância desta relação para as aprendizagens dos alunos. Contudo, a pouca disponibilidade de tempo e de à vontade das famílias em envolverem-se na vida da escola, a par da dificuldade dos professores em darem resposta aos desafios colocados por uma população escolar muito heterogénea configuram-se como obstáculos a essa relação. O trabalho de supervisão realizado em diversos níveis (órgãos de gestão e professores, entre outros) pode assumir um papel importante no desenvolvimento e promoção da relação escola/família. Este estudo focou-se no 1.º ciclo do ensino básico de uma instituição privada. Pretendemos compreender a relação entre esta instituição e as famílias, conhecer as vivências dos encarregados de educação face à escola e suas expectativas quanto ao percurso escolar dos educandos. Neste contexto...

Mediação escolar e relação escola-família

Aguilar, Catarina Paulo Martinho, 1988-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.07%
Tese de mestrado, Ciências da Educação (Educação Intercultural), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2012; O presente trabalho, enquadra-se na modalidade de estágio curricular, realizado na Escola Básica de Telheiras, para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação, na área da Educação Intercultural. A área de intervenção em que esta modalidade de trabalho se insere é a Mediação em contexto escolar. E teve como principal objectivo a criação e desenvolvimento de um Gabinete de Mediação Escolar para combater os conflitos na escola. Através das entrevistas1 realizadas como diagnóstico de necessidades para a criação do Gabinete, também se constatou a necessidade de melhor as relações entre a escola e a família, então criei um subprojecto que pretendia mediar a relação escola-família com o objectivo de levar os encarregados de educação a participar mais da vida escolar dos alunos. Durante o estágio, participei também em dois projectos e várias actividades da escola. A minha participação nos projectos e outras actividades baseava-se, essencialmente, no apoio e dinamização das actividades realizadas. A realização deste estágio permitiu-me consolidar aprendizagens não só na área de intervenção em que estava a actuar...

O aluno na relação escola/família : perspectivas de directores de turmas do 3º ciclo do ensino básico

Marques, Paula Alexandra Gomes Pires
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
96.23%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação; O presente trabalho de investigação incide sobre o papel do aluno na relação escola/família e sobre o seu poder nesta relação. Ainda que a escola e a família sejam as detentoras de poder institucional na relação que estabelecem entre si, também o aluno possui poder nesta relação, que deriva da sua posição entre a escola e a família que gera oportunidades de influenciar a comunicação. Embora a relação escola/família mereça o interesse de muitos investigadores e o papel do aluno seja referido em alguns trabalhos, raramente é, em si mesmo, o objecto de estudo. Assim, dada a escassez de conhecimento sistematizado, apresentamos um trabalho de carácter exploratório e descritivo, que justifica uma metodologia qualitativa, centrada na análise de conteúdo de entrevistas semi-estruturadas a directores de turma, do terceiro ciclo, de uma escola básica do concelho de Oeiras. Os resultados da investigação salientam a importância do aluno, no seu papel de mediador na comunicação entre o director de turma e o encarregado de educação, em consequência do afastamento físico e cultural entre as famílias e a escola e dos mecanismos de circulação da informação entre os dois grupos de adultos. O conhecimento que os directores de turma possuem das famílias tem como fonte principal o aluno...

Contributos do director de turma para a relação escola-família

Alho, Susana
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
96.17%
Dissertação mest., Observação e Análise da Relação Educativa, Universidade do Algarve, 2006; As dificuldades de comunicação, de relacionamento e sobretudo de desenvolvimento e incremento de estratégias de cooperação entre a escola e a família são hoje amplamente discutidas. Diversas vezes a relação entre pais e professores, tem sido pautada por conflitos de interesses causando constrangimentos a nível relacional. Consideramos que a escola tem responsabilidades na aproximação e na abertura às famílias promovendo um clima favorável à aprendizagem. Em nossa opinião, a abertura da escola às famílias só é possível se baseada num conhecimento aprofundado e sistematizado das famílias dos alunos. Elegemos a figura do director de turma como um dos principais elementos desta acção, podendo proporcionar à escola a integração das informações recolhidas sobre as famílias dos alunos e deste modo a incluí-las nas suas práticas. Com a presente dissertação de mestrado pretendemos construir Instrumentos de Observação e Análise da Relação Educativa que nos permitam perceber que iniciativas toma a escola, e mais concretamente o director de turma, para conhecer melhor as famílias dos alunos e desta forma poder trabalhar mais de perto com elas e integrar as suas perspectivas na vida da escola...

Relação escola/família em Portugal: uma perspectiva histórica

Horta, Maria Helena
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.02%
O presente artigo pretende dar a conhecer, de forma fundamentada e refletida, todo o processo que tem envolvido a relação Escola/Família, em Portugal. Para que nos aproximemos dos dias de hoje, necessitamos de conhecer e compreender toda a evolução histórica que envolveu esse processo, fruto de todas as transformações sociopolíticas verificadas no país. Porque acreditamos que a educação pré-escolar é parte integrante e constitui-se como a primeira etapa da educação básica, no processo de educação ao longo da vida, é sobre este nível educativo que mais incidirá o desenvolvimento deste artigo, sem descurar os outros níveis educativos, assumindo a Escola como um todo. Este conhecimento da realidade foi alicerçado numa revisão da literatura e no nosso conhecimento empírico da realidade, enquanto formadora de educadores e professores, numa universidade pública.

Reflexões em torno de um estranho objecto de estudo.

Silva, Pedro; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Leiria
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
86.11%
Pretendo, através do presente artigo, contribuir para o debate sobre o papel desempenhado pelos pais-professores, por mim definidos como os que integram o movimento associativo parental (por exemplo, líderes de associações de pais ou representantes dos pais em órgãos da escola) e que acontece serem profissionalmente docentes.A reflexão resulta de um estudo etnográfico por mim conduzido em três escolas públicas do 1º ciclo do ensino básico, na região centro do país, onde me apercebo da importância desempenhada por este actor social no âmbito da relação escola-família. Na Primeira Parte procuro mostrar que a crescente visibilidade social dos pais professores não constitui um acaso, mas antes se inscreve no cruzamento entre a sua condição de classe e a sua condição profissional.A pesquisa sugere que a condição híbrida dos pais-professores não os torna a priori nem em “mais pais” (“contra” os professores), nem em “mais professores” (“contra” os pais), mas que a sua condição possibilita uma melhor defesa dos interesses dos pais de meios socialmente desfavorecidos. A pesquisa sugere ainda que a correspondência entre graus de ensino de professores e de pais-professores facilita uma relação de maior cumplicidade entre ambos os grupos...

A relação escola-família no Pré-Escolar; contributos para uma compreensão

Figueiredo, Maria João Ferreira da Silva Amaral de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia da Educação e Intervenção Comunitária.; Ao longo dos tempos a questão das relações entre pais e professores é um assunto que tem gerado várias reflexões entre muitos autores no âmbito da Psicologia da Educação. Este assunto origina debates e polémicas e leva, por vezes, a posições antagónicas. Encontramos aqueles que valorizam as relações entre a família e a escola e acreditam nas suas vantagens e os que continuam a ver a escola apenas como um local de aprendizagem onde os pais não devem intervir. A temática deste estudo relaciona-se com as percepções que os pais têm sobre o pré-escolar, procurando analisar e interpretar a forma como essas mesmas percepções influenciam a forma de relacionamento com a escola. Para que a relação escola/família possa ter ligações mais fortalecidas, será necessário que a escola se abra aos pais e à comunidade envolvente, permitindo que estes possam participar de uma forma mais activa nas actividades da escola. Dividimos o nosso trabalho em duas partes: a primeira faz uma abordagem do sistema familiar e do escolar...

As crianças como mediadores da relação escola família

Kassela, Carla Marisa Alfredo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.1%
O presente projeto teve como objectivo compreender e melhorar as condições de participação infantil numa Escola rural localizada no Município da Jamba, província da Huíla, na República de Angola. Partindo do reconhecimento de que a participação é um princípio fundamental, consagrado na Convenção dos Direitos da Criança, analisam-se as condições que as crianças dispõem para tomar parte ativa na promoção dos seus próprios direitos, neste caso, do direito à educação. A educação é aqui perspectivada como desempenho do ofício do aluno; ofício que pressupõe um conjunto de deveres que se estendem ao tempo extra-escolar e ao espaço doméstico. Ao haver uma descontinuidade entre a cultura da escola e a cultura local, recai sobre as crianças a expetativa e responsabilidade de conseguir o apoio dos pais e/ou de outros encarregados da educação, na realização destes mesmos deveres. O projeto procurou problematizar com as crianças as condições em que elas desempenham esta função de mediação da relação escola-família, tendo em vista a promoção do seu direito à educação. Para tal recorremos à Investigação-ação Participativa, como metodologia de referência que informou as decisões sobre os procedimentos a adotar na escuta e na criação de um lugar de expressão e voz...

Prática de ensino supervisionada em educação pré-escolar: o desafio de um processo educativo partilhado fundado na relação escola-familia

Rebocho, Cláudia Cristina Valadas
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.03%
Este relatório centra-se na Prática de Ensino Supervisionada, tendo por finalidade a obtenção do grau de mestre em Educação Pré-Escolar. Este corresponde à descrição de um trabalho desenvolvido num contexto de Creche e Jardim de Infância, com um grupo de crianças com idades compreendidas entre os vinte e um meses e os seis anos de idade. Este trabalho é o resultado de uma prática de carácter investigativo que engloba uma abordagem explicativa da temática da relação escola-família e os seus pressupostos, no que diz respeito ao desenvolvimento e aprendizagem das crianças. Neste sentido foi elaborada uma fundamentação teórica que diz respeito a saberes sobre a importância que pode admitir uma relação positiva entre as famílias e as instituições para a infância. Os resultados provenientes deste trabalho visam dar a conhecer que o facto de existir uma parceria entre a família e a instituição pré-escolar permite que seja uma mais-valia no desenvolvimento integral das crianças; ### ABSTRACT: This report focuses in the Supervised Teaching Practice, with the purposed to obtain a Master's degree in Pre-school Education. This corresponds to the explanation of work developed in the context of Nursery and Kindergarten...