Página 1 dos resultados de 62 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Democracia: a polissemia de um conceito político fundamental; Democracy: the polysemy of a fundamental political concept

Villas Bôas Filho, Orlando
Fonte: Editora Revista da Faculdade de Direito da USP; São Paulo Publicador: Editora Revista da Faculdade de Direito da USP; São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
47.35%
O presente artigo pretende sublinhar a necessidade de se atentar para a historicidade do conceito de democracia. Para tanto, após indicar o fato de que tal conceito recobre significados díspares e, por vezes, contraditórios, contrasta-se as perspectivas de Norberto Bobbio e de Jacques Rancière para ilustrar essa equivocidade. Diante disso, é feita uma breve incursão pela história conceitual de Reinhart Koselleck para indicar que a equivocidade do conceito de democracia decorre da sedimentação que nele há de múltiplas experiências históricas. Finalmente, após essa incursão pela história conceitual são mobilizadas algumas análises atuais acerca do conceito de democracia para ressaltar sua indeterminação e complexidade.; The paper intends to point out the necessity of being attentive to the historicity of the concept of democracy. The perspectives of Norberto Bobbio and Jacques Rancière in order to illustrate this equivocal issue are contrasted after indicating that such concept recovers disparate, and some times, contradictory meanings. Therefore, a brief incursion is made through the conceptual history of Reinhart Koselleck to indicate that this equivocal issue of the concept of democracy occurs from the sedimentation of its multiple historical experiences. Finally...

A transformação do conceito de equidade no direito ocidental e seus reflexos no direito civil e processual civil brasileiro; The transformation of the concept of equity in law in the western world and its reflection in Brazilian civil law and civil procedural law.

Christofoletti Junior, Valter
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
47.54%
Esta dissertação versa sobre a importância e a transformação do conceito de equidade no direito ocidental ao longo da história e seus reflexos no direito civil e processual civil brasileiro contemporâneo, a partir da metodologia desenvolvida por Reinhart Koselleck em sua história dos conceitos. Em síntese, a história dos conceitos Begriffsgeschichte propõe investigar a semântica dos conceitos fundamentais a uma determinada experiência histórico-temporal e, nesta medida, dedica-se ao conceito e à terminologia plasmados na experiência que se estuda e aos termos e conceitos a ela correlatos, que revelam algum grau de conteúdo significativo Bedeutungsgehalt em termos político-sociais. A equidade se apresenta como objeto complexo de estudo, o que se confirma por sua polissemia e perpetuidade no curso dos séculos, e sua correlação com o ideal de justiça é uma constante. Destarte, em atenção aos limites físicos e temporais desta dissertação, os esforços foram concentrados no estudo de seis casos principais sobre equidade, que possibilitam identificar suas raízes a partir dos conceitos de para Aristóteles e aequitas para os juristas romanos e alcançar seu significado ou significados no direito civil e processual civil brasileiro hodierno.; This dissertation discusses the importance and the transformation of the concept of equity in law in the western world throughout history and its reflections in contemporary Brazilian civil law and civil procedural law...

Da Consciência Histórica (Pré) (Pós?) Moderna: reflexões a partir do pensamento de Reinhart Koselleck

Alves, Ronaldo Cardoso
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 321-339
POR
Relevância na Pesquisa
47.35%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); The article aims to discuss, from the theory of Reinhart Koselleck, contributions that historical reason can offer to face the crisis of sense that contemporary society is passing through today, so as to assist human beings to build historical consciousness in order to meet their needs for temporal orientation and identity formation.; O artigo tem como objetivo discutir, à luz do pensamento de Reinhart Koselleck, contribuições que a razão histórica pode oferecer para o enfrentamento da crise de sentido pela qual passa a contemporaneidade, de forma a auxiliar os seres humanos a construírem consciência histórica com o fim de satisfazer suas carências de orientação temporal e de formação de identidade.

Para além do "caráter ou qualidade de indígena" : uma história do conceito de indigenismo no Brasil; Beyond the “character or quality of indigenous”: a history of the concept of indigenism in Brazil; Para allá del “carácter o cualidad de indígena”: una historia del concepto de indigenismo en el Brasil.

Portela, Cristiane de Assis
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
27.35%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em História, 2011.; Partindo das indicações de Reinhart Koselleck acerca da história dos conceitos, buscamos a definição de conceitos antitéticos assimétricos a fim de problematizar as ideias relacionadas ao conceito de indigenismo no Brasil. A tese consiste em uma historicização desse conceito, buscando na intelectualidade brasileira do século XIX os elementos que conferiram significado ao termo. Argumentamos que o conceito de indigenismo, conforme hoje concebemos, carrega consigo o peso semântico e as marcas das oposições construídas historicamente em torno do tema. A fim de sustentar esse argumento, dedicamo-nos à interpretação de fontes diversificadas da literatura do período (especificamente nas obras de José Bonifácio, Robert Southey, Gonçalves Dias, Couto de Magalhães, Francisco Varnhagen e Gonçalves de Magalhães) e das publicações nas revistas do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), no período entre 1839 e 1889, sendo tais análises subsidiadas pela leitura de historiadores e pesquisadores de áreas afins. Buscamos evidenciar que o conceito de indigenismo garantiu uma eficácia aos constructos de tipo colonial...

Por uma história do conceito esporte: diálogos com Reinhart Koselleck

Melo,Victor Andrade de
Fonte: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte Publicador: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
47.06%
Reinhart Koselleck foi um historiador alemão que se dedicou a investigações e debates relacionados à teoria da história e à história moderna e contemporânea. É a partir do diálogo com suas ideias que este artigo objetiva apresentar alguns apontamentos sobre as contribuições da história dos conceitos para as investigações que têm como objeto as práticas corporais institucionalizadas, entre as quais o esporte, esperando colaborar para chamar a atenção para a necessidade de aumento do rigor e da profundidade das análises/interpretações relacionadas a esses objetos

Individualismo, liberalismo e filosofia da história

Bachur,João Paulo
Fonte: CEDEC Publicador: CEDEC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
O artigo aborda a principal questão da teoria política: a legitimidade. O tema é desenvolvido a partir dos conceitos básicos da filosofia política iluminista: individualismo, liberalismo e filosofia da história, com a ajuda da historiografia conceitual de Reinhart Koselleck, para demonstrar, como resultado, uma aporia política. A articulação específica entre esses conceitos é então utilizada para ler os principais trabalhos de Friedrich August von Hayek, como um exemplo da adaptação desse conjunto conceitual para o neoliberalismo, e, de outro lado, para ler o núcleo da obra de Jürgen Habermas, como exemplo da versão social-democrata dessa adaptação. A conclusão aponta para a teoria de sistemas de Niklas Luhmann como uma possível alternativa à aporia política herdada do arcabouço conceitual do Iluminismo.

História dos conceitos e teoria política e social: referências preliminares

Jasmin,Marcelo Gantus
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
47.06%
O presente artigo discute, de forma sucinta, algumas das principais questões em torno das quais vem se dando o debate acerca do fazer história do pensamento político e social nas últimas três décadas. Importa esclarecer, comparando, limites e possibilidades teóricas e metodológicas das duas vertentes mais produtivas no campo hoje: o contextualismo lingüístico de Quentin Skinner e a história dos conceitos (Begriffsgeschichte) desenvolvida por Reinhart Koselleck. Pretende-se, com isso, organizar minimamente a pauta de questões em discussão e estabelecer pontos interessantes para a pesquisa das relações da teoria política e social com a sua história.

A sociologia dos conceitos e a história dos conceitos: um diálogo entre Carl Schmitt e Reinhart Koselleck

Castelo Branco,Pedro Hermílio Villas Bôas
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
47.22%
Muitos trabalhos de Reinhart Koselleck teriam sido influenciados pelas idéias de Carl Schmitt. Tal influência poderia ser observada não apenas no teor de críticas, entre outras, à filosofia da história, à noção de progresso, ao liberalismo, mas, também, no plano metodológico. Este trabalho busca investigar em que medida é possível aproximar a metodologia desses autores, respectivamente, a da historia dos conceitos e a da sociologia dos conceitos. A análise das metodologias de Koselleck e Schmitt consiste numa chave para desvendar determinados pressupostos epistemológicos extraídos de uma dimensão existencial do homem, possivelmente compartilhada pelos autores.

História intelectual e teoria política

Silva,Ricardo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
O ensaio procura apresentar e analisar três empreendimentos teóricos, no campo da História Intelectual, que vêm contribuindo para alimentar os prospectos de uma Teoria Política historicamente informada. Independentemente de Koselleck, Skinner e Bevir discordarem quanto ao objeto específico da História Intelectual (conceitos, atos lingüísticos e crenças expressas, respectivamente), depreende-se das formulações dos três autores subsídios para a formulação de um tipo de teorização política mais sensível à temporalidade e à contingência da vida política.

Beyond utopianism and relativism: History in the plural in the work of Reinhart Koselleck

OLSEN, Niklas
Fonte: Instituto Universitário Europeu Publicador: Instituto Universitário Europeu
Tipo: Tese de Doutorado
EN
Relevância na Pesquisa
57.45%
This study examines the work of the German historian Reinhart Koselleck (1923-2006). Its aim is to provide an inter-textual and contextual interpretation of Koselleck’s scholarly production. While a variety of articles, reviews, opinion-pieces and obituaries offer valuable insights into his work, there is as yet no monographic study examining Koselleck’s oeuvre in a comprehensive manner. The present investigation addresses this lacuna. Instead of highlighting one aspect of his historical writing on behalf of others (and presenting Koselleck simply under one label, e.g. as a ‘conceptual historian’, a ‘social historian’, a ‘historian of memory’ or as a ‘theoretician of history’, as other commentators have done), it draws a full thematic, theoretical and biographical - or instead intellectual - profile that takes into account Koselleck’s entire scholarly production and the intellectual and social contexts in which it emerged. The study not only reinterprets known and uncovers unknown aspects of his work; it also offers a new overall interpretation of Koselleck’s entire scholarly production. It describes a set of recurrent motifs and discursive features in Koselleck’s texts that reveal the contours of a unifying pattern and a common objective in his varied and multi-faceted body of work.; Defense Date: 02/05/2009; Examining Board: Prof. Martin van Gelderen (EUI) - supervisor Prof. Sebastian Conrad (EUI) Prof. Lucian Hölscher (Ruhr-Universität Bochum) Prof. Willibald Steinmetz (Universität Bielefeld)

Conceptos, totalidad y contingencia Una lectura de Reinhart Koselleck

Biset, Emmanuel
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
47.22%
El objeto del trabajo es mostrar algunos de los presupuestos lingüísticos desde los cuales Reinhart Koselleck construye su perspectiva metodológica para el análisis de la historia de los conceptos. Por ello, el texto no se detiene en el momento propiamente historiográfico, sino en los supuestos filosóficos que subyacen al mismo. El objetivo es analizar las implicancias que tiene considerar al lenguaje bajo las determinaciones del concepto. En este marco, en primer lugar, se presentan los fundamentos que hacen posible una historia de los conceptos. En segundo lugar, se aborda el concepto como supuesto fundamental de la historia conceptual. Por último, se problematiza ese supuesto. En resumidas cuentas, no se trata de situar la historicidad de los lenguajes políticos, sino pensar los presupuestos desde los que se elabora la misma. El artículo se atiene, casi exclusivamente, a los textos de Koselleck donde se abordan teóricamente las condiciones de posibilidad de una historia de los conceptos sociales y políticos.

EXPERIENCIA Y POLITICA EN LA HISTORIA CONCEPTUAL; EXPERIENCIA Y POLITICA EN LA HISTORIA CONCEPTUAL

Oncina Coves, Faustino
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.47%
My contribution is an attempt to examine the political background of Reinhart Koselleck's Begriffsgeschichte, both in its metodological and theoretical aspects. This author has indicated the elective affinities between a conceptual history attached to the textual specific sources, from one side, and an epistemology of history with trascendental and extra-textual ambitions, from the other. A halfway position corresponds to the historical semantics, paradigmatically applied to the transition from Absolutism to the French Revolution. Habermas and the Cambridge School (Pocock and Skinner) have confronted the ideologically partial description of this step, and the metodology employed for it. According to Habermas, satanization of publicity and public opinion as casus belli, wich excludes both of them as principle of political rationality, reveals the schmittian filiation of Koselleck. The trascendental doctrine of history, the Historik, is conservative because it masks the interest of finding a continuity with the most fateful past of Germany. Pocock denounces the extrapolation of a methodology valid only for the German national culture, that is, the germanization of all the conceptual history. In front of the accelerated times of modernity...

Tiempo y experiencia para la productividad: dos variables imprescindibles de la administración.

Pérez Gómez, Carlos Hernan
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2010 SPA
Relevância na Pesquisa
36.8%
Desde que el ingeniero estadounidense Frederick Winslow Taylor se preocupó por la productividad empresarial mediante un conjunto de estudios de la producción tipifi cado con investigaciones rigurosas en las fábricas, cuando fi nalizaba la centuria dieciochesca y en los albores de la decimonónica, se buscó la mejor forma de hacer el trabajo con el fi n de mejorar la calidad de vida de las personas y el crecimiento y desarrollo empresarial, pero considerando como instrumento fundamental el tiempo, variable sobre la cual va a trabajar el investigador en ejercicio de sus funciones administrativas, como una de las fundamentales de las funciones sobre las cuales debió, debe y deberá actuar el administrador de todos los momentos históricos y futuros en términos de pensamiento interior y colectivo empresarial, ya que es en función del tiempo que laboran los gerentes, los administradores y los empresarios. En el artículo se da la intervención del profesor Reinhart Koselleck, quien enfatiza en la importancia del tiempo que, como variable, cumple la función de contribuir a tipifi car la productividad mediante la efi ciencia y la efi cacia tanto de la gestión administrativa de los directivos empresariales con participación de sujetos que actúan en una colectividad empresarial.

Historia magistra vitae. Sobre la función política de la historia conceptual en Reinhart Koselleck

Ramírez, Carlos A.; Pontificia Universidad Javeriana Cali
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artículo Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
47.06%
La obra del historiador Reinhart Koselleck comienza con una lectura de la modernidad signada por la tensión entre la lógica del Estado y la historización de los conceptos morales en la ilustración. Durante los años setenta su trabajo se orienta hacia la reflexión metodológica en torno a la historia conceptual y a la aplicación de su propia teoría. El texto intenta mostrar la continuidad entre esos dos períodos de su trabajo, señalando cómo el sentido político de la Begriffgeschichte no es otro que hacer concientes a los actores políticos modernos de la estructura temporal de conceptos semejantes a aquellos que guían su acción y, por esta vía, evitar la recaída en una absolutización de sus pretensiones morales. De esta forma el saber histórico recuperaría el valor para vida activa que le era inherente desde la antigüedad pero que, con la entrada de la fase utopista de la modernidad, había sido eliminado de su horizonte de posibilidades.

Necrológica del Outsider Reinhart Koselleck: el «historiador pensante» y las polémicas de los historiadores

Oncina Coves, Faustino
Fonte: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España) Publicador: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España)
Tipo: Artículo Formato: 21566 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
47.52%
[ES] Reinhart Koselleck es un autor de difícil encasillamiento, pues su historia conceptual es repudiada a la par que rentabilizada tanto por la Filosofía como por la Historia. En este trabajo se analiza su actitud, ora discreta, ora vehemente, frente a las disputas de los historiadores y de los filósofos de su país, y muy en particular frente a la polémica en torno a la implicación de ambos gremios en el nacionalsocialismo, que a su vez ha suscitado un debate, aún inconcluso, acerca de los afectos y desafectos entre la ciencia que estudia el pasado y la memoria, y ha desatado la querella de los memoriales a propósito del monumento a las víctimas del Holocausto. Koselleck rastrea los principales hitos modernos en la tentativa de una iconografía de la muerte violenta, de una estética de la memoria. La semántica histórica alberga todos los ingredientes requeridos para animar un uso público de la razón histórica y se troca en medio de autoesclarecimiento histórico del presente.; [EN] Reinhart Koselleck is an author difficult to classify, since his conceptual history is rejected, and at the same time taken advantage of, by both philosophy and historiography. This paper analyses Koselleck’s attitude, sometimes tactful...

Experiencia y política en la historia conceptual

Oncina Coves, Faustino
Fonte: Pontificia Universidad Católica de Valparaíso Publicador: Pontificia Universidad Católica de Valparaíso
Tipo: Artículo Formato: 52899 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.47%
Ejemplar dedicado a: El problema de la historia conceptual; [ES] Mi contribución pretende examinar el trasfondo político de la Begriffsgeschichte de Reinhart Koselleck tanto en su vertiente metodológica como teórica. Este autor ha indicado las afinidades electivas entre una historia conceptual apegada a las fuentes textuales concretas, por un lado, y una epistemología de la historia con ambiciones trascendentales y extratextuales, por otro. El punto intermedio lo ocupa la semántica histórica, aplicada paradigmáticamente al tránsito del Absolutismo a la Revolución Francesa. Habermas y la Escuela de Cambridge (Pocock y Skinner) se han enfrentado a la descripción ideológicamente parcial de ese paso y a la metodología empleada. Según Habermas, la satanización de la publicidad y de la opinión pública como casus belli, que la excluye como principio de racionalidad política, desvela la filiación schmittiana de Koselleck. La doctrina trascendental de la historia, la Histórica, es conservadora al enmascarar intereses continuistas con el pasado más aciago de Alemania. Pocock denunciará la extrapolación de una metodología sólo válida para la cultura nacional alemana, esto es, la germanización de la historia conceptual. Frente al tiempo acelerado de la modernidad...

Democracy: the polysemy of a fundamental political concept; Democracia: a polissemia de um conceito político fundamental

Bôas Filho, Orlando Villas
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
47.54%
The paper intends to point out the necessity of being attentive to the historicity of the concept of democracy. The perspectives of Norberto Bobbio and Jacques Rancière in order to illustrate this equivocal issue are contrasted after indicating that such concept recovers disparate, and some times, contradictory meanings. Therefore, a brief incursion is made through the conceptual history of Reinhart Koselleck to indicate that this equivocal issue of the concept of democracy occurs from the sedimentation of its multiple historical experiences. Finally, after being incurred through the conceptual history, some current analyses have been mobilized around the concept of democracy to state its indetermination and complexity.; O presente artigo pretende sublinhar a necessidade de se atentar para a historicidade do conceito de democracia. Para tanto, após indicar o fato de que tal conceito recobre significados díspares e, por vezes, contraditórios, contrasta-se as perspectivas de Norberto Bobbio e de Jacques Rancière para ilustrar essa equivocidade. Diante disso, é feita uma breve incursão pela história conceitual de Reinhart Koselleck para indicar que a equivocidade do conceito de democracia decorre da sedimentação que nele há de múltiplas experiências históricas. Finalmente...

HISTÓRIA INTELECTUAL E TEORIA POLÍTICA

Silva, Ricardo; Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
O ensaio procura apresentar e analisar três empreendimentos teóricos, no campo da História Intelectual,que vêm contribuindo para alimentar os prospectos de uma Teoria Política historicamente informada.Independentemente de Koselleck, Skinner e Bevir discordarem quanto ao objeto específico da HistóriaIntelectual (conceitos, atos lingüísticos e crenças expressas, respectivamente), depreende-se das formulaçõesdos três autores subsídios para a formulação de um tipo de teorização política mais sensível àtemporalidade e à contingência da vida política.

A Sociologia dos conceitos e a história dos conceitos: um diálogo entre Carl Schmitt e Reinhart Koselleck

Villas Bôas Castelo Branc, Pedro Hermílio
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
47.22%
Muitos trabalhos de Reinhart Koselleck teriam sidoinfluenciados pelas idéias de Carl Schmitt. Tal influência poderia serobservada não apenas no teor de críticas, entre outras, à filosofia dahistória, à noção de progresso, ao liberalismo, mas, também, no planometodológico. Este trabalho busca investigar em que medida épossível aproximar a metodologia desses autores, respectivamente,a da historia dos conceitos e a da sociologia dos conceitos. A análisedas metodologias de Koselleck e Schmitt consiste numa chave paradesvendar determinados pressupostos epistemológicos extraídosde uma dimensão existencial do homem, possivelmente compartilhadapelos autores.

DA CONSCIÊNCIA HISTÓRICA (PRÉ) (PÓS?) MODERNA: REFLEXÕES A PARTIR DO PENSAMENTO DE REINHART KOSELLECK

Alves, Ronaldo Cardoso
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
47.06%
O artigo tem como objetivo discutir, à luz do pensamento de Reinhart Koselleck, contribuições que a razão histórica pode oferecer para o enfrentamento da crise de sentido pela qual passa a contemporaneidade, de forma a auxiliar os seres humanos a construírem consciência histórica com o fim de satisfazer suas carências de orientação temporal e de formação de identidade.