Página 1 dos resultados de 427 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Introdução e seleção de espécies arbóreas forrageiras exóticas na região semi-árida do Estado de Sergipe

Drumond,Marcos Antônio; Carvalho Filho,Orlando Monteiro de; Oliveira,Visêldo Ribeiro de
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
76.51%
Este trabalho teve como objetivo selecionar espécies arbóreas de uso madeireiro e forrageiro para a região semi-árida do Estado de Sergipe. Foram introduzidas quinze espécies procedentes da região semi-árida da América Central: Acacia farnesiana, Albizia caribaea, Albizia guachepele, Ateleia herbert-smithii, Caesalpinia coriaria, Caesalpinia eryostachys, Caesalpinia velutina, Entervlobium cyclocarpum, Gliricidia sepium, Leucaena diversifolia, Leucaena leucocephala, Leucaena shannoni, Parkinsonia aculeata, Pithecellobium dulce e Senna otomaria. As espécies estudadas foram plantadas no Campo Experimental de Glória, da Embrapa Semi-Árido, no município de Nossa Senhora da Glória, SE. O plantio foi feito em covas de 30x30cm, sem adubação, espaçadas em 3x2m, seguindo o delineamento estatístico de blocos ao acaso com três repetições, com 36 plantas por parcela. Foram avaliadas a sobrevivência, a altura e o diâmetro à altura de l,30m do solo aos 55 meses de idade após o plantio definitivo no campo.. Os resultados mostram que as espécies G. sepium e A. guachepele sobressaíram-se em relação às demais, apresentando, respectivamente, alturas médias (± desvio-padrão) de 4,0±0,4 e 4,3±0,2m, diâmetros médios (± desviopadrão) de 4...

Raspa de mandioca como alternativa para melhorar a qualidade de vida dos pequenos produtores de mandioca da região semi-árida do Nordeste: o caso da comunidade de Amalhador.

ARAUJO, J. L. P.; CAVALCANTI, J.; CORREIA, R. C.; RAMALHO, P.J.P.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 40., 2002, Passo Fundo. Equidade e eficiência na agricultura brasileira: anais. Passo Fundo: SOBER/UPF, 2002. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 40., 2002, Passo Fundo. Equidade e eficiência na agricultura brasileira: anais. Passo Fundo: SOBER/UPF, 2002.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.59%
A mandioca é a exploração agrícola que mais se adapta ao semi-árido brasileiro, visto que, trata-se de uma cultura tolerante a seca e a solos de baixa fertilidade, que é o quadro geo-ambiental mais tfpico dessa zona. Entretanto, na última década tem ocorrido no Nordeste, que maioritariamente está assentado na região semi-árida, uma significativa redução de área plantada com essa cultura. Tal fenômeno está relacionado principalmente com o aviltamento dos preços e a redução de mercado da farinha de mesa, visto que, no Nordeste a produção de mandioca é praticamente toda direcionada para a fabricação deste produto. Esta situação atinge drasticamente a qualidade de vida de muitas comunidades rurais do Nordeste que vivem principalmente da exploração da mandioca, por ser praticamente a única cultura com capacidade de produzir satisfatoriamente em zonas onde as precipitações pluviométricas são reduzidas e distribufdas de forma irregulares. O objetivo geral desse estudo foi contribuir para melhorar a qualidade de vida dos produtores de mandioca da região semi- árida por meio da adoção de opções tecnológicas melhoradas e formas organizacionais apropriadas para o processamento e comercialização da mandioca. Especificamente se pretendeu estabelecer um projeto-piloto de processamento e comercialização de raspa de mandioca administrado de forma coletiva visando encontrar uma forma alternativa de mercado para a utilização da mandioca...

Manicoba (Manihot pseudoglaziovii Pax & Hoffman) como alternativa para suplementacao alimentar para os animais no semi-arido brasileiro: um estudo de caso.

CAVALCANTI, N. de B.; LIMA, J.L.S.; BRITO, L.T. de L.; OLIVEIRA, C.A.V.
Fonte: UFV- Debate, Vicosa, n.19, p.25-30, jan./jun. 1995. Publicador: UFV- Debate, Vicosa, n.19, p.25-30, jan./jun. 1995.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.37%
A manicoba e uma planta bastante conhecida na regiao semi-arida do Nordeste, principalmente pela contribuicao que ja teve a economia da regiao, com a producao de latex. Entretanto, algumas variedades dessa cultura tem grande potencial para suplementacao alimentar dos animais, que passam por dificuldades nos periodos de seca, em razao da escassez de alimentos. Os resultados de algumas pesquisas desenvolvidas com a manicoba demonstraram a possiblidade de utilizacao desta planta como forrageira. Nestre sentido, os objetivos do presente trabalho foram identificar os produtos rurais que conhecem as potencialidades da manicoba e fazer sua utilizacao para suplementacao alimentar dos animais na seca. Os resultados obtidos demonstram que a manicoba e conhecida por todos os produtores rurais, embora sejam poucos os que conhecem sua utilizacao como forrageira para suplementacao alimentar dos animais, e que a maioria dos produtores nao acreditam nos resultados das pesquisas sobre essa cultura.; 1995

Utilizacao das tecnologias de captacao de agua de chuva na regiao semi-arida do Nordeste brasileiro.

CAVALCANTI, N. de B.; OLIVEIRA, C.A.V.; BRITO, L.T. de L.; RESENDE, G.M.
Fonte: CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE SISTEMAS DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA, 9.,1999, Petrolina,PE. Anais... Petrolina, PE:Embrapa Semi-Arido/Singapura/IRCSA, 1999. CD-ROM. Publicador: CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE SISTEMAS DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA, 9.,1999, Petrolina,PE. Anais... Petrolina, PE:Embrapa Semi-Arido/Singapura/IRCSA, 1999. CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.31%
1999; Editado por Johann Gnadlinger, Everaldo Rocha Porto, Eduardo Assis Menezes, Paulo Roberto Coelho Lopes, Ines Rieder. %% Titulo e texto em ingles e portugues. %% International Rainwater Catchment Systems Conference,9th.,1999, Petrolina,PE.%% CD-ROM 20.

Impactos da seca para os pequenos agricultores da regiao semi-arida do Nordeste e as alternativas salvadoras.

CAVALCANTI, N. de B.; OLIVEIRA, C.A.V.; RESENDE, G.M. de; BRITO, L.T. de L.
Fonte: In; CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 37.,1999, Foz do Iguacu. Anais... Brasilia: SOBER, 1999. CD-ROM. Publicador: In; CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 37.,1999, Foz do Iguacu. Anais... Brasilia: SOBER, 1999. CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.49%
A regiao semi-arida do Nordeste brasileiro e constituida por varias sub-regioes, onde predominam uma grande diversificacao de clima, vegetacao, solo, agua e de aspectos socio-economicos. Todavia, quando ha longos periodos de estiagem, as calamidades causadas pela seca, parecem nao destinguirem as diversidades geoambientais, causando transtornos para toda regiao. Assim, como as acoes emergenciais que sao implementadas pelos governos Federal e Estaduais, nao levam em conta estas diversificacoes, muitas vezes, seus resultados sao poucos eficientes e a regiao a cada ano enfrenta os mesmos problemas causados pela seca. O objetivo deste estudo foi identificar que alternativas tecnologicas pequenos agricultores de 05 municipios localizados na regiao semi-arida do Nordeste utilizaram para superarem os problemas causados pela seca de 1998. Para realizacao deste estudo, foi aplicado um questionario junto a 208 pequenos agricultores das comunidades de: Fazenda Saco (Jaguarari,BA), Fazenda Santarem (Casa Nova, BA), Lagoa dos Cavalos (Petrolina, PE), Sitio Pintada (Lagoa Grande, PE) e Lagoa do Meio (Juazeiro, BA) no periodo de janeiro a dezembro de 1998. Os resultados obtidos demonstraram que na comunidade de Lagoa do Meio (Juazeiro,BA), 63% dos agricultores utilizaram o mandacaru para alimentar os animais. No municipio de Petrolina...

Reflorestamento na regiao Semi-Arida do Nordeste brasileiro.

DRUMOND, M. A.
Fonte: In: NOVAES, A.B.de; SAO JOSE, A.R.; BARBOSA, A.de A.; SOUZA, I.V.B. (Ed.). Reflorestamento no Brasil. Vitoria da Conquista: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 1992. Publicador: In: NOVAES, A.B.de; SAO JOSE, A.R.; BARBOSA, A.de A.; SOUZA, I.V.B. (Ed.). Reflorestamento no Brasil. Vitoria da Conquista: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 1992.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: p. 28-64.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.56%
O trabalho apresenta caracteristicas da regiao semi-arida no tocante a potencialidade madeireira das especies nativas da regiao, bem como alguns resultados de pesquisa. Mostrando a produtividade e potencialidade de algumas especies florestais nativas e exoticas plantadas, especialmente, do genero Eucalyptus, testadas em diversas localidades da regiao semi-arida.; 1992

Avaliação de um sistema silvipastoril em região semi-árida envolvendo a consorciação de eucalipto com pastagens.

RIBASKI, J.; OLIVEIRA, M.C. de; CRUZ, S.C. da.
Fonte: In: ENCONTRO SOBRE SISTEMAS AGROFLORESTAIS DA REGIAO NORDESTE, 1999, Petrolina, PE. Anais... Petrolina,PE: EMBRAPA-CPATSA ,1999.p.19-21. Publicador: In: ENCONTRO SOBRE SISTEMAS AGROFLORESTAIS DA REGIAO NORDESTE, 1999, Petrolina, PE. Anais... Petrolina,PE: EMBRAPA-CPATSA ,1999.p.19-21.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.33%
Verificar a viabilidade tecnico-cientifica de um sistema silvipastoril, envolvendo a consorciacao do eucalipto (Eucalyptus camaldulensis Dehnh) com gramineas forrageiras, sob pastejo com bovinos.; 1999

As tecnologias inovadoras e os pequenos agricultores do Nordeste semi-arido.

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G.M. de; OLIVEIRA, C.A.V. de; BRITO, L.T. de L.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 39.,2001, Recife. Anais... Recife: SOBER/ESALQ/EMBRAPA/UFPE/URFPE, 2001. 1 CD-ROM Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 39.,2001, Recife. Anais... Recife: SOBER/ESALQ/EMBRAPA/UFPE/URFPE, 2001. 1 CD-ROM
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.49%
A utilizacao de tecnologias inovadoras para convivencia com a seca pelos pequenos agricultores da regiao semi-arida do Nordeste, apresenta baixo nivel de utilizacao. Isso e devido, principalmente, a grande diversidade de fatores socio-economicos e geoambientais que se apresentam nessa regiao. Este trabalho teve como objetivo fazer um levantamento junto aos pequenos agricultores de tres comunidades da regiao semi-arida da Bahia, quanto a utilizacao de tecnologias inovadoras para convivencia com a seca. O trabalho foi realizado nas comunidades de S¡tio Caladinho, Uaua (BA), Fazenda Brandao, Curaca (BA) e Fazenda Saco, Jaguarari (BA), nos meses de agosto e setembro de 2000. Em cada comunidade foi aplicado um questionario junto aos agricultores selecionados por meio de uma amostra aleatoria simples, num total de 97 agricultores, com as seguintes variaveis: 1 ) agricultores que utilizam a cisterna rural; 2) agricultores que utilizam o barreiro para irrigacao suplementar; 3) agricultores que utilizam a barragem subterranea; 4) agricultores que utilizam o sistema de captacao de agua de chuva in situ; 5) agricultores que utilizam o capim buffel; 6) agricultores que utilizam a manicoba e leucena e 7) motivos da nao utilizacao das tecnologias. Os resultados obtidos mostraram que 42...

Mamaozinho-de-veado (Jacarata corumbensis O. Kuntze): cultivo alternativo para alimentacao animal na regiao semi-arida do Nordeste.

CAVALCANTI, N. de B.; ARAUJO, G.G.L. de; RESENDE, G.M. de; LIMA, J.L.S. de; BRITO, L.T. de L.
Fonte: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM Publicador: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.5%
Este trabalho teve como objetivo verificar o nivel de utilizacao e a ocorrencia do mamaozinho-de-veado (Jacaratia corumbensis O. kuntze) em uma area de 112 ha de caatinga, localizada em oito comunidades de pequenos agricultores da regiao semi-arida do Estado da Bahia. O trabalho foi realizado com 149 agricultores, no periodo de agosto a dezembro de 2000. Em cada comunidade foram realizadas entrevistas com os agricultores, para verificar os que utilizaram o mamaozinho-de-veado para alimentar os animais na seca e um levantamento da densidade de plantas por hectare. Com a analise dos dados, verificou-se que o mamaozinho-de-veado e utilizado em todas as comunidades estudadas como uma alternativa para suplementacao alimentar dos animais na seca. A densidade de plantas de mamaozinho-de-veado de ocorrencia natural nas comunidades foi, em media, de 10,38 ind./ha, o que indica que esta planta esta bem disseminada na regiao.; 2001

Leucena - uma arborea de uso multiplo, para a regiao semi-arida do Nordeste brasileiro.

DRUMOND, M.A.
Fonte: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM Publicador: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.33%
2001

Imbuzeiro (Spondias tuberosa Arr.Cam.): cultivo apropriado para o semi-arido.

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G.M. de; BRITO, L.T. de L.
Fonte: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM Publicador: In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE CAPTACAO DE AGUA DE CHUVA NO SEMI-ARIDO, 3.,2001, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Embrapa Algodao; Petrolina,PE: Embrapa Semi-Arido, 2001. CD-ROM
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.51%
O imbuzeiro e uma pJanta nativa da regiao semi-arida do Nordeste que tem contribuido substancialmente para a sobrevivencia dos pequenos agricultores e animais da regiao. A producao de frutos alcancada pelo imbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) constituem-se tambem numa fonte de renda e de absorcao de mao-de-obra para muitas familias rurais, que na epoca da safra, realizam a colheita dos frutos e os vendem para consumo in natura em feiras livres e/ou para a agroindustria de processamento de polpa. O objetivo deste estudo foi verificar a participacao do extrativismo do fruto do imbuzeiro na absoraco de mao-de-obra e geracao de renda dos pequenos agricultores de 8 comunidades localizadas na regiao semi-arida do Estado da Bahia nas safras de 2000 e 2001. Foram acompanhados 1.005 agricultores que participaram da colheita de imbu nas comunidades. Os resultados obtidos demonstraram que, em media 62,81% pessoas participaram do extrativismo do fruto do imbuzeiro nas safras de 2000 e 2001 por comunidade. O tempo de dedicacao a colheita foi em media de 56,25 dias e a renda media obtida por cada agricultor foi de R$ 324,85.; 2001

Vulnerabilidade dos pequenos agricultores da região semi-árida do Nordeste nos períodos de seca.

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G. M. de; BRITO, L. T. de L.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 41., 2003, Juiz de Fora. Anais... Juiz de Fora : SOBER; Embrapa Gado de Leite; CES/JF; UFJF; UFLA; UFSJ; UFV, 2003. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 41., 2003, Juiz de Fora. Anais... Juiz de Fora : SOBER; Embrapa Gado de Leite; CES/JF; UFJF; UFLA; UFSJ; UFV, 2003. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.54%
Na região semi-árida do Nordeste as irregularidades das chuvas têm contribuido para que os sistemas de exploração dos pequenos agricultores não alcancem resultados satisfatórios com implicações severas para as condições de renda e, conseqüentemente, de vida, desses agricultores. O objetivo deste estudo foi identificar que alternativas os pequenos agricultores de cinco comunidades localizadas na região semi-árida dos Estados de Bahia e Pernambuco utilizaram para obtenção de água e para alimentação dos animais nas secas de 2000, 2001 e 2002. Para realização deste estudo, foi aplicado um questionário junto a 539 pequenos agricultores das comunidades de Santo Antônio (Jaguarari, BA), Riacho do Sobrado (Casa Nova, BA), Poço do Canto (Petrolina, PE), Caldeirão da Serra (Uauá, BA) e Sítio Caladinho (Curaçá, BA) no período de janeiro a dezembro de cada ano. Os resultados obtidos demonstraram que na seca destes anos, as alternativas mais utilizadas nas comunidades para alimentação dos animais (Bovinos, caprinos e ovinos) foram o mandacaru, a macambira e o facheiro. Para obtenção de água, a cisterna rural foi a alternativa mais utilizada na comunidade de Poço do Canto (56,14%), seguida pelo barreiro (21,43%) na comunidade de Santo Antônio.; 2003

Período de ocorrência da frutificação do imbuzeiro na região semi-árida de Pernambuco.

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G. M. de; BRITO, L. T. de L.
Fonte: Caatinga, Mossoró, v. 18, n. 2, p. 129-135, abr./jun. 2005. Publicador: Caatinga, Mossoró, v. 18, n. 2, p. 129-135, abr./jun. 2005.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.47%
O imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) é uma planta nativa da região semi-árida do Nordeste brasileiro de grande importância para a complementação da renda dos pequenos agricultores. Entretanto, seu ciclo reprodutivo ainda é pouco estudado, o que dificulta um planejamento da produção para melhor aproveitamento da safra. Este trabalho teve como objetivo acompanhar a evolução do ciclo reprodutivo do imbuzeiro, compreendido entre a emissão do primórdio do botão floral e a maturação do fruto, nas safras de 1999 e 2002. O estudo foi realizado na Estação Experimental da Caatinga, Embrapa Semi-Árido, em doze plantas. Em cada planta foram escolhidos, ao acaso, em diferentes partes da copa, 392 ramos e etiquetados para anotações das ocorrências fenológicas. Nos dados obtidos foram determinados médias, desvios-padrão e coeficiente de variação. O período médio demandado entre o início da frutificação e a maturação dos frutos foi de 125,56 dias. A fenologia reprodutiva do imbuzeiro na região do Sertão de Pernambuco ocorre no período mais crítico e na ausência de precipitações.; 2005

Escassez de desperdício de água de chuva em comunidades do semi-árido do Nordeste.

CAVALCANTI, N. de B.; BRITO, L. T. de L.; RESENDE, G. M. de.
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CAPTAÇÃO E MANEJO DE ÁGUA DE CHUVA, 5., 2005, Teresina, PI. Anais... Teresina: ABCMAC; Governo do Estado do Piauí; Embrapa Semi-Árido; IRPAA; ASA, 2005. 1 CD-ROM. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CAPTAÇÃO E MANEJO DE ÁGUA DE CHUVA, 5., 2005, Teresina, PI. Anais... Teresina: ABCMAC; Governo do Estado do Piauí; Embrapa Semi-Árido; IRPAA; ASA, 2005. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.49%
No semi-árido do Nordeste brasileiro, a água é o principal obstáculo para a sobrevivência dos agricultores e animais. A vulnerabilidade a que estão expostas as populações rurais, em decorrência da instabilidade climática e dramatizada pelos períodos de seca que ocorrem, em média, a cada cinco anos. Este trabalho teve como objetivo fazer um levantamento em comunidades da região semi-árida de Pernambuco e da Bahia, quanto à escassez e o desperdício de água de chuva no ano de 2004. Para realização desse estudo, foram selecionadas, ao acaso, nove comunidades da região semi-árida, sendo oito no município de Petrolina, PE e uma no município de Curaçá, BA. O trabalho foi realizado no período de janeiro a dezembro de 2004. Após a seleção das comunidades foi realizado um levantamento das fontes de captação e acumulação de água de chuva utilizada pelos agricultores. Foram realizadas visitas mensais as comunidades para o acompanhamento do volume de água acumulada nas cisternas, barreiros, barragens, etc. Com os resultados obtidos, pode-se concluir que o volume de chuvas que ocorreu nas comunidades em 2004 foi suficiente para suprir a deficiência de água para os diferentes usos no meio rural, como consumo humano...

Efeito da dose de eCG sobre a atividade estral de cabras da raça Boer exploradas na região semi-árida do Nordeste do Brasil.

NOGUEIRA, D. M.; MONTE, A. P. O. do; CARVALHO JÚNIOR, G. M. de; SOUZA, P. H. F. de; LOPES JÚNIOR, E. S.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 44., 2007, Jaboticabal. Anais... Jaboticabal: Unesp: SBZ, 2007. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 44., 2007, Jaboticabal. Anais... Jaboticabal: Unesp: SBZ, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.31%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a resposta estral de cabras da raça Boer, quando exploradas no semi-árido nordestino, após sincronização do estro utilizando duas diferentes doses de gonadotrofina coriônica eqUina (eCG). Foram utilizadas 13 cabras divididas em dois tratamentos hormonais de sincronização do estro, como a seguir: Grupo 1 (n = 7) esponja intra-vaginal contendo 60 mg de acetato de medroxiprogesterona (MAP) durante 11 dias. Dois dias antes da retirada das esponjas (dia 9), foi aplicado 75 ug de cloprostenol e 200 UI de eCG. No Grupo 2 (n = 6), foi utilizado o mesmo protocolo hormonal, diferindo apenas na dose de eCG, onde foi aplicado 400 UI. Todos os animais manifestaram estro em ambos os tratamentos. O intervalo entre a retirada da esponja e o início do estro (18,3 +- 6,0 x 20, 7 +- 7,3), bem como, a duração do estro (38,9 +- 10,5 x 40,7 +- 11,7) não diferiu (P>O,05) entre os Grupos 1 e 2, respectivamente. Os tratamentos utilizados mostraram uma forte sincronia, pois 92,3 % das fêmeas manifestaram estro até às 28 h após a retirada das esponjas. Duzentas unidades internacionais de eCG foi tão eficaz quanto o de 400 UI de eCG para sincronização do estro de cabras Boer. A fertilidade deveria ser investigada após a inseminação artificial.; 2007

Colheita e comercialização de frutos de imbuzeiro pelos agricultores da Região Semi-Árida do Nordeste.

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G. M.; BRITO, L. T. de L.
Fonte: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, ano 15, n. 2, p. 81-88, abr./jun. 2006. Publicador: Revista de Política Agrícola, Brasília, DF, ano 15, n. 2, p. 81-88, abr./jun. 2006.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.37%
O imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) é uma fruteira nativa da Região Semi-Árido do Nordeste, de grande importância para as populações rurais da região. Além de fonte de renda alternativa para os agricultores, a safra do imbuzeiro é também a principal atividade de absorção de mão-de-obra das famílias rurais na época da colheita. O objetivo deste estudo é verificar a participação do extrativismo do fruto do imbuzeiro na absorção de mão-de-obra e na geração de renda dos agricultores de cinco comunidades da Região Semi-Árida do Estado da Bahia, nas safras 2001, 2002 e 2003. Foram acompanhados 878 agricultores participantes da colheita de imbu, e os resultados obtidos demonstram que, na safra de 2001, em média 68 agricultores de cada comunidade participaram do extrativismo do fruto, cuja renda média foi, para cada um deles, de R$ 328,82. Na safra de 2002 houve uma redução do percentual desses trabalhadores, o qual caiu então para 58, com uma renda média de R$ 334,44 para cada agricultor. Na safra de 2003, a média de agricultores por comunidade caiu para 48, o que significou uma redução na participação da colheita, e proporcionou uma das rendas médias mais baixas do período analisado. Com esses resultados...

Producao e distribuicao de biomassa de algumas especies arboreas de uso multiplo em solos de baixa fertilidade na regiao semi-arida do Nordeste brasileiro.

DRUMOND, M. A.
Fonte: In: REUNIAO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRICAO DE PLANTAS, 23.; REUNIAO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 7.; SIMPOSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 5.; REUNIAO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO., 2, 1998, Caxambu. Resumos... Lavras: UFLA: SBCS: SBM, 1998. Publicador: In: REUNIAO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRICAO DE PLANTAS, 23.; REUNIAO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 7.; SIMPOSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 5.; REUNIAO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO., 2, 1998, Caxambu. Resumos... Lavras: UFLA: SBCS: SBM, 1998.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 678.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.44%
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a produção e distribuição de biomassa de algumas espécies arbóreas de uso múltiplo potenciais para região Semi-Árida.; 1998

Elementos para a conservacao e uso sustentavel dos recursos naturais da regiao semi-arida.

SA, I. B.; LOPES, P. R. C.
Fonte: In: SEMINARIO INTERNACIONAL CYTED-XVII, 2., 2002, Salvador. Um enfoque integrado para a gestao sustentavel da agua - experiencias em regioes semi-aridas: resumos. Salvador: CYTED: UFBA, 2002. Publicador: In: SEMINARIO INTERNACIONAL CYTED-XVII, 2., 2002, Salvador. Um enfoque integrado para a gestao sustentavel da agua - experiencias em regioes semi-aridas: resumos. Salvador: CYTED: UFBA, 2002.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: Np.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.33%
Recuperar e preservar os recursos naturais - Esta linha pode ser considerada como a mais urgente, considerando-se o atual processo de degradacao a que estao sendo submetidos os recursos fisicos e bioticos do semi-arido brasileiro. As principais acoes voltadas para reverter esse processo compreendem dois aspectos. O primeiro, concernente as acoes de recuperacao propriamente ditas, e o segundo, concernente ao estabelecimento de um sistema que monitore e avalie esse processo, assegurando a sua perenidade; 2002

Ocorrência e utilização do mamãozinho-de-veado (Jacaratia corumbensis O. Kuntze) para alimentação animal na região semi-árida do Estado da Bahia. (Nota técnica).

CAVALCANTI, N. de B.; RESENDE, G. M. de
Fonte: Caatinga, Mossoró, v. 19, n. 2, p. 209-213, abr./jun. 2006. Publicador: Caatinga, Mossoró, v. 19, n. 2, p. 209-213, abr./jun. 2006.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.47%
O trabalho teve como objetivo verificar o nível de utilização e a ocorrência do mamãozinho-de-veado (Jacaratia corumbensis O. Kuntze) em uma área de 112 ha de caatinga, localizada em oito comunidades de pequenos agricultores da região semi-árida do Estado da Bahia. O trabalho foi realizado com 149 agricultores, durante o período de agosto a dezembro de 2000. Em cada comunidade foram reaizadas entrevistas com os agricultores, para verificar os que utilizaram o mamãozinho-de-veado para alimentar os animais na seca, além de um levantamento da densidade de plantas por hectare. Pelos resultados obtidos através de análise dos dados, verificou-se que o mamãozinho-de-veado foi utilizado em 100% das comunidades estudadas como uma alternativa para a suplementação alimentar dos animais na seca. A densidade de plantas de ocorrência natural nas comunidades foi, em média, de 10,38 plantas/ha, o que indica que esta planta está bem disseminada na região, sendo uma importante fonte de suplementação alimentar para os animais em condições semi-áridas.; 2006

Tecnicas de captacao de agua de chuva in situ viabiliza o uso eficiente de agua para exploracao agricola no semi-arido do Nordeste do Brasil.

ANJOS, J. B. dos; SILVA, M.S.L. da; LOPES, P. R. C.; GOMES, T.C. de A.
Fonte: In: SEMINARIO INTERNACIONAL CYTED-XVII, 2., 2002, Salvador. Um enfoque integrado para a gestao sustentavel da agua - experiencias em regioes semi-aridas: resumos. Salvador: CYTED: UFBA, 2002. Publicador: In: SEMINARIO INTERNACIONAL CYTED-XVII, 2., 2002, Salvador. Um enfoque integrado para a gestao sustentavel da agua - experiencias em regioes semi-aridas: resumos. Salvador: CYTED: UFBA, 2002.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.58%
Na regiao semi-arida brasileira, o regime pluviometrico anual e um fator preponderante para o sucesso da agricultura dependente de chuva, sendo a sua ma distribuicao, no tempo e no espaco, a principal responsavel pela perda de safras agricolas. O sistema tradicional de cultivo na regiao semi-arida e a semeadura em covas, no plano, com o auxilio de uma enxada, o que da origem a uma pequena depressao, capaz de armazenar certa quantidade de agua de chuva. Este sistema e aparentemente pouco agressivo ao meio ambiente, no entanto, como o solo nao foi preparado (arado), a sua superficie apresenta-se ligeiramente compactada, dificultando a infiltracao e facilitando o escoamento superficial, a que contribui para o processo erosivo. No entanto, tecnicas simples de preparo do solo, visando a captacao da agua de chuva `in situ` sao mais apropriadas aos sistemas de producao adotados pelos agricultores, e podem ser implantadas usando-se tanto a tracao mecanica quanto a tracao animal. Os sistemas de captacao de agua de chuva 'in situ'mais utilizados na regiao semi-arida brasileira sao? sulcamento pre e pos-plantio, sulcos barrados, camalhoes inclinados ou sistema W, aracao parcial e o sistema Guimaraes Duque. Neste trabalho, sao apresentadas as principais tecnicas de captacao de agua de chuva 'in situ'...