Página 1 dos resultados de 53 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Aspectos da Cultura Científica Portuguesa até 1772; Aspects of the portuguese scientific culture before 1772

Martins, Décio Ruivo
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
26.66%
Uma opinião manifestada sobre a cultura científica portuguesa do século XVIII é a de que se vivia um profundo atraso, cuja responsabilidade foi atribuída aos jesuítas que detinham a primazia do ensino no país. Estas opiniões eram fundamentadas pelo facto de que a Filosofia, que então oficialmente se ensinava, mantinha ainda alguma influência da Escolástica, onde se pregavam os dogmas peripatéticos. Um argumento frequentemente utilizado para se justificar a opinião de que se vivia um ambiente de profunda ignorância e estagnação científico-cultural foi o facto das obras de Newton, Gassendi, Galileu, entre outros autores, se encontrarem oficialmente interditas ao ensino no Colégio das Artes, anteriormente à Reforma Pombalina dos estudos. O estudo feito sobre a actividade científica e pedagógica ocorrida nos Colégios das Artes, em Coimbra, e de Santo Antão, em Lisboa, bem como na Universidade de Évora, ao longo de todo o século XVII e no século XVIII, até ao ano de 1759, bem como no Colégio dos Oratorianos, na Casa das Necessidades em Lisboa, entre 1745 e 1760, permite concluir que a situação do ensino das ciências físico-matemáticas, antes da Reforma Pombalina, não foi tão miserável, como o pretendiam defender os seus mais empenhados defensores. Foram vários os professores e cientistas...

Estudo da gravitação na reforma pombalina

Santos, Suzana Duarte
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.89%
Dissertação de mestrado em Física (Ensino da Física) apresentada à Fac. Ciências e Tecnologia da Univ. Coimbra

Coimbra

Bernardino, Raquel Marina
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.54%
Embora não o soubéssemos na altura, o leitmotif que veio a dar origem a esta dissertação surgiu num dos primeiros trabalhos do curso. A (então) recentemente renomeada disciplina de Introdução à Cultura Arquitectónica pedia que de entre os vários temas marcantes da história da arquitectura escritos no quadro, se formasse um grupo e se escrevessem algumas páginas a propósito de um deles. Escolhemos, quase ao acaso, A Arquitectura das Ditaduras. Este trabalho serviu, ainda que sucintamente, como uma introdução ao interesse no tema da relação Arquitectura/Poder, que esperamos seja mais aprofundado nesta dissertação. A relação entre a arquitectura e os vários poderes e ideologias políticas e a forma como estes se materializam em edifícios ficou como interesse particular dentro da disciplina arquitectónica. Queremos reflectir sobre o que está a montante e jusante da Arquitectura, perceber melhor o que, mesmo sendo externo, lhe confere contexto e consequência. Pretendemos pensar a Arquitectura desta perspectiva, como parte política, na génese da sua encomenda, e como parte programática, na sua realização, interdisciplinar e comunitária no uso. Tendo sempre este tema como objectivo para a dissertação, faltava fazê-lo palpável...

A música no embate metodológico entre a educação jesuíta e a educação pombalina: os acordes finais; Music in the methodological clash between the Jesuit Education and the Pombal Education: The final chords

Almeida, Ana Cristina Cezar Sawaya
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
57.1%
Essa tese propõe uma leitura da música, enquanto recurso didático, a partir da análise do embate metodológico entre a educação jesuíta e a educação pombalina, imediatamente após a reforma educacional proposta pelo Marquês de Pombal. O período de transição da educação no Brasil colônia foi enfocado a partir de dois métodos norteadores das diretrizes conceituais e educacionais, são eles: o Ratio Studiorum, da educação jesuíta e O Verdadeiro Método de Estudar de Verney, da educação laica. Fundada por Inácio de Loyola, em 1534, a Companhia de Jesus estabeleceu prioridades pedagógicas basicamente voltadas à educação de novas gerações e à ação missionária de difusão dos valores religiosos, sendo que, nessas duas instâncias a música teve papel relevante na perspectiva da relação ensino-aprendizagem da educação religiosa. Verney, conforme relata a historiografia, teve um papel central para compreensão do movimento iluminista português, norteador da reforma pombalina, pois através de sua obra, mobilizou novos rumos para educação de Portugal e suas colônias, compatíveis com o pensamento vigente na Europa do século XVIII. Com a reforma pombalina a música foi minimizada no ambiente escolar, ocupando outros espaços e criando estilos diferenciados...

Aulas regias : curriculo, carisma e poder - um teatro classico?

Margarete May Berkenbrock Rosito
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.89%
Era uma vez um rei de Portugal, chamado D. José I, filho de D. João V. Ele tinha um primeiro ministro Sebastião José de Carvalho e Melo (1699-1782), conde de Oeiras e depois, Marquês de Pombal, ainda hoje conhecido por sua obstinação e ousadia na reconstrução de Lisboa, após o terremoto de 1755 e por ter expulsado os Jesuítas do Reino e de seus domínios. Um ministro extraordinário e bem sucedido déspota do século XVIII, permaneceu no poder de 1750 até 1777. Ainda hoje, desperta curiosidade o que de fato teria acontecido em 1759: os reais motivos que teriam o Marquês de Pombal para a expulsão dos jesuítas. O fato é que a administração pombalina desestrutrou o sistema educacional existente no Brasil-Colônia e por decreto determina as diretrizes curriculares do novo sistema educacional controlando o que as pessoas deveriam ler, e como aprender. Conto neste estudo uma história de Currículo que tem como foco o sentido do sentido do controle epistemológico que imprime as diretrizes legais da Reforma Pombalina para o Currículo dos Estudos Menores ou Secundários nas Aulas Régias, que vai determinar as ações curriculares no período de 1759-1772, na Colônia Brasileira. O estudo foi realizado mediante documentos originais...

Nota sobre a reforma pombalina da instrução pública

Cruz, António, 1911-1989
Fonte: Porto : Universidade do Porto. Faculdade de Letras Publicador: Porto : Universidade do Porto. Faculdade de Letras
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.66%

A introdução dos estudos de história natural na reforma pombalina-o quadro cultural e o movimento das ideias

Brigola, João
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
56.74%
Idenficam-se os autores e as ideias que, no período joanino, influenciaram o movimento de reforma da Universidade de Coimbra, cujo elemento mais inovador se corporizou na criação de duas novas faculdades (a de Matemática e a de Filosofia Natural) e na alteração programática profunda na de Medicina. Referência aos nomes dos professores mais inflentes neste período, aos Estatutos e à criação de novos equipamentos pedagógicos e científicos: jardim botânico; gabinete de história natural; gabinete de física; laboratório de química; observatório astronómico; dispensário farmacêutico; aula de anatomia.

Os Estatutos da Faculdade de Matemática, aquando da sua criação pela Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra em 1772

Figueiredo, Fernando José Bandeira de
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
36.54%
Após a expulsão dos jesuítas em 1759, foi criado o Colégio dos Nobres (inaugurado em 1766) para a educação dos jovens. Um dos impulsionadores da criação do referido colégio foi Ribeiro Sanches, cujas ideias eram revolucionárias no quadro da educação do país. As ideias que Ribeiro Sanches tinha sobre uma reforma urgente do ensino inspirariam também a Reforma da Universidade. Para a referida Reforma foi criada uma comissão presidida pelo Marquês de Pombal - Junta de Providência Literária - da qual faziam parte D. Francisco de Lemos (o Reformador-Reitor da Universidade, por despacho, em 1770), entre outros. Esta comissão tinha como objectivo analisar o estado do ensino até à data e criar os Novos Estatutos da Universidade. Desta comissão saiu um documento, que seria apresentado ao Rei com o objectivo de legitimar a reforma da Universidade - "Compêndio Histórico acerca dos prejuízos causados à Universidade pelos jesuítas" . A elaboração e a redacção dos Estatutos da nova Faculdade de Matemática foi entregue a um ex-jesuíta, Monteiro da Rocha, que viria a ser professor da cadeira de Ciências Físico-Matemáticas e, mais tarde, professor de Astronomia e director do Observatório da Universidade. José Silvestre Ribeiro...

A educação em Portugal no século XVIII: das luzes à reforma pombalina da Universidade de Coimbra

Martins, Maria Joaquina Ramalho Bexiga
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.37%
Tese de mestrado, Didáctica da História, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011; Resumo disponível em português e inglês

A reforma pombalina dos estudos secundários no Arquipélago dos Açores : lª fase, 1759-71

Andrade, António Alberto Banha de
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1983 POR
Relevância na Pesquisa
56.79%
“A reforma dos estudos secundários levada a cabo por Sebastião de Carvalho e Melo, a partir da expulsão da Companhia de Jesus, torna-se impensável desenquadrada de todo o processo político e sócio-cultural desencadeado pelo Ministro de D. José. […]. Com efeito, vamos assistir, mesmo neste minúsculo fragmento da reforma, às consequências desastrosas de leis pontuais que não contemplavam as possibilidades da execução. […]”

A dimensão iluminista da reforma pombalina dos estudos: das primeiras letras à universidade

Boto,Carlota
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.66%
O presente artigo tem por propósito discutir o tema da educação à luz da intersecção entre os ideais políticos e pedagógicos de três pensadores iluministas portugueses - Dom Luís da Cunha, António Nunes Ribeiro Sanches e Luiz António Verney - e a reforma dos estudos empreendida pelo Marquês de Pombal. A ação de Pombal como ministro do reino português foi, em certa medida, embasada por reflexões teóricas acerca de Portugal e da crise do império português. Essas reflexões, entre outros aspectos, destacavam ser uma necessidade histórica para o desenvolvimento do país o Estado português tomar para si o controle das questões do ensino em todos os seus níveis. Ao expulsar os jesuítas, ao idealizar o modelo das aulas-régias, mas, sobretudo, ao reformar os estudos da Universidade de Coimbra, a prática da ação pombalina indicava sua filiação teórica ao movimento iluminista português.

A educação brasileira no período pombalino: uma análise histórica das reformas pombalinas do ensino

Maciel,Lizete Shizue Bomura; Shigunov Neto,Alexandre
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.74%
Os autores, por meio de um recorte histórico, apresentam um estudo de caráter bibliográfico, a partir do qual analisam o ensino brasileiro, ao focalizar especialmente a proposta de reforma educacional realizada por Marquês de Pombal. Nessa análise, apontam para as conseqüências da proposta pombalina para a educação brasileira e portuguesa, em cujo contexto social estavam presentes idéias absolutistas, de um lado, e idéias iluministas inspiradoras de Pombal, de outro lado. Os estudos estão centrados na fase governativa de Pombal, isto é, como ministro da Fazenda do rei D. José I e, como tal, buscou empreender reformas em todas as áreas da sociedade portuguesa, inclusive atingindo o Brasil como colônia, visando dar-lhe uma unidade. A análise crítica converge para a afirmação de que a reforma pombalina foi desastrosa para a educação brasileira e, em certa medida, também para o sistema educacional português. Tal afirmação está fundamentada na seguinte questão - destruição de uma organização educacional já consolidada e com resultados seculares dos padres da Companhia de Jesus, ainda que contestáveis do ponto de vista social, histórico, científico, sem que ocorresse a implementação de uma nova proposta educacional que conseguisse dar conta das necessidades sociais. Portanto...

A reforma dos estatutos da Universidade de Coimbra: as altera????es no ensino jur??dico

Massa??, Guilherme Camargo
Fonte: Prisma Jur??dico. Publicador: Prisma Jur??dico.
Tipo: Artigo de Revista Científica
OTHER
Relevância na Pesquisa
36.37%
O ensino jur??dico portugu??s sofreu s??rias modifica????es, inclusive em rela????o ao seu m??todo de estudar, e, em decorr??ncia disso, foram introduzidas novas disciplinas. O desenvolvimento desse processo deu-se em tr??s fases: a promulga????o da Lei da Boa Raz??o, a confec????o do Comp??ndio Hist??rico da Universidade de Coimbra e a imposi????o dos Estatutos da Universidade de Coimbra de 1772.

A dimensão iluminista da reforma pombalina dos estudos: das primeiras letras à universidade; The illuminist dimension of the pombaline reform of studies: from literacy to the university; La dimensión iluminista de la reforma pombalina de los estudios: de las primeras letras a la universidad

BOTO, Carlota
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
O presente artigo tem por propósito discutir o tema da educação à luz da intersecção entre os ideais políticos e pedagógicos de três pensadores iluministas portugueses - Dom Luís da Cunha, António Nunes Ribeiro Sanches e Luiz António Verney - e a reforma dos estudos empreendida pelo Marquês de Pombal. A ação de Pombal como ministro do reino português foi, em certa medida, embasada por reflexões teóricas acerca de Portugal e da crise do império português. Essas reflexões, entre outros aspectos, destacavam ser uma necessidade histórica para o desenvolvimento do país o Estado português tomar para si o controle das questões do ensino em todos os seus níveis. Ao expulsar os jesuítas, ao idealizar o modelo das aulas-régias, mas, sobretudo, ao reformar os estudos da Universidade de Coimbra, a prática da ação pombalina indicava sua filiação teórica ao movimento iluminista português.; The objective of this article is to discuss the theme of education in the light of the intersection between the political and pedagogic ideals of three Portuguese Enlightenment thinkers - Dom Luis da Cunha, Antonio Nunes Ribeiro Sanches and Luiz Antonio Verney - and the educational reform carried out by the Marquis of Pombal. The action of Pombal as minister of the Portuguese kingdom was to some degree based on theoretical reflections on Portugal and the crisis of the Portuguese empire. Such reflections...

The Pombaline Reform of secondary studies and its impact on the process of teacher professionalization; A Reforma Pombalina dos estudos secundários e seu impacto no processo de profissionalização do professor

Mendonça, Ana Waleska Pollo Campos
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.89%
This article analyses the impact of the Pombaline Reform on teacher professionalization process. Pombal’s reforming action on public education helped emerge a state educational system and create, simultaneously, the necessary conditions for its professionalization. Royal teachers of Latin Grammar, Greek, Rhetoric and Philosophy as well as teachers of reading, writing and arithmetic constituted the first two groups of teachers who were selected, hired, paid and controlled by the State. Within this perspective, what makes them a body of professionals is not a corporative understanding of their occupation, but the fact that they were controlled by the state. This work is informed by a socio-historical approach to the teaching profession (Nóvoa, 1987, 1991) aiming primarily at the first group of teachers. The paper focuses on two research questions: study fragmentation and teacher education.; O trabalho analisa o impacto da Reforma Pombalina no processo de profissionalização do professor. A ação reformadora de Pombal no campo da instrução pública contribui para a emergência de um sistema de ensino estatal e cria, simultaneamente, as condições necessárias para esta profissionalização. Os professores régios de gramática latina...

A educação brasileira no período pombalino: uma análise histórica das reformas pombalinas do ensino; Brazilian education in the Pombaline period: a historical analysis of the Pombaline teaching reforms

Maciel, Lizete Shizue Bomura; Shigunov Neto, Alexandre
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.74%
Os autores, por meio de um recorte histórico, apresentam um estudo de caráter bibliográfico, a partir do qual analisam o ensino brasileiro, ao focalizar especialmente a proposta de reforma educacional realizada por Marquês de Pombal. Nessa análise, apontam para as conseqüências da proposta pombalina para a educação brasileira e portuguesa, em cujo contexto social estavam presentes idéias absolutistas, de um lado, e idéias iluministas inspiradoras de Pombal, de outro lado. Os estudos estão centrados na fase governativa de Pombal, isto é, como ministro da Fazenda do rei D. José I e, como tal, buscou empreender reformas em todas as áreas da sociedade portuguesa, inclusive atingindo o Brasil como colônia, visando dar-lhe uma unidade. A análise crítica converge para a afirmação de que a reforma pombalina foi desastrosa para a educação brasileira e, em certa medida, também para o sistema educacional português. Tal afirmação está fundamentada na seguinte questão - destruição de uma organização educacional já consolidada e com resultados seculares dos padres da Companhia de Jesus, ainda que contestáveis do ponto de vista social, histórico, científico, sem que ocorresse a implementação de uma nova proposta educacional que conseguisse dar conta das necessidades sociais. Portanto...

José Anastácio da Cunha e a criação da Casa Pia de Lisboa; José Anastácio da Cunha and the foundation of Casa Pia de Lisboa

Duarte, António Leal; Figueiredo, Fernando B.; Ralha, Elfrida
Fonte: Sociedad Española de Historia de las Ciencias e de las Técnicas Publicador: Sociedad Española de Historia de las Ciencias e de las Técnicas
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.74%
As modernas ideias científicas e tecnológicas da Europa mais desenvolvida transpoem fronteiras e institucionalizam-se em Portugal com a denominada Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra (1770-72), no reinado de D. José. Mais: não só chega a Portugal o pensamento moderno da época como, antecipando a reforma do ensino universitário no resto da Europa, o ensino universitário português faz uma aposta clara nas ciências matemáticas, físicas e naturais, bem como num ensino experimental/laboratorial. Anos mais tarde, no reinado de D. Maria, surgem outros projectos educativos e científicos igualmente modernos tais como o da criação de uma Academia Real da Marinha (1779) ou o de uma Academia Real das Ciências (1779) e idealiza-se um projeto, porventura, ainda mais revolucionário: o da criação de uma instituição de ensino – também de ciências ditas superiores – destinada, na sua génese, a orfãos e desvalidos à qual se chamou Casa Pia de Lisboa (1780), e que alguns autores reportam como sendo uma “universidade plebeia”. Com base em documentação autógrafa, ainda inédita, recentemente descoberta nos Fundos Setecentistas do Arquivo da Casa de Mateus, exploraremos o papel fundamental que José Anastácio da Cunha (1744-1787) – militar...

As Ciências exactas na Reforma Pombalina do Ensino Superior

Costa, J. Cruz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/1950 POR
Relevância na Pesquisa
46.74%
ALBUQUERQUE (Luiz). — As Ciências exactas na Reforma Pombalina do  Ensino Superior, Separata dos n.°s 52, 53 e 54 de Vértice, revista de  cultura e de arte, Coimbra, s/d. 22 pp.(Primeiro Parágrafo do Artigo)A reforma de Pombal foi julgada, diz o A., de um modo demasiadamente simples. Ela não é obra de um homem, mas de uma geração.

TRABALHO E ENSINO NO PERÍODO COLONIAL BRASILEIRO: DISCUSSÕES PRELIMINARES

Alexandre Shigunov Neto; Lizete Shizue Bomura Maciel
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.66%
O objetivo deste texto é apresentar a concepção de trabalho na primeira fase do processo de colonização e povoamento do Brasil, tomando como ponto de partida o Projeto Português para o Brasil e o Projeto Educacional Jesuítico. Convencionou-se adotar neste trabalho, para uma melhor compreensão do processo de colonização do Brasil, a seguinte divisão do período colonial brasileiro: 1) primeira fase da colonização - compreendido entre o período denominado de descobrimento e, aproximadamente, os primeiros 65 anos da Colônia; 2) segunda fase da colonização período da Reforma Pombalina e o fim do Projeto Jesuítico no Brasil; 3) terceira fase da colonização - da Reforma Pombalina até a vinda da Família Real para o Brasil.

NOTAS SOBRE A REFORMA POMBALINA DA INSTRUÇÃO EM PORTUGAL E NA AMÉRICA PORTUGUESA

Damasceno, Alberto
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.89%
Com base em estudos sobre a educação no período dos oitocentos, este artigo defende que a reforma pombalina da instrução tem suas origens localizadas historicamente a partir da nomeação, por ordem régia datada de 1751, do Governador e Capitão-general do Estado do Grão-Pará e Maranhão, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, meio irmão do Marquês de Pombal, para residir em Belém do Pará, o que provocou acontecimentos que deflagraram a ordem da Corte, de extinguir do Império e suas colônias, a Companhia de Jesus e instituir escolas para os índios sob direção laica, no momento da transformação das aldeias em vilas e ensaio da administração preconizada no Diretório de 1757.