Página 1 dos resultados de 210 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Recomendações e apontamentos para categorizações em pesquisas sobre redes interorganizacionais; Recommendations and notes for categorizations in research on interorganizational networks

CUNHA, Julio Araujo Carneiro da; PASSADOR, João Luiz; PASSADOR, Cláudia Souza
Fonte: Fundação Getúlio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getúlio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
67.06%
Os estudos sobre redes interorganizacionais foram bastante explorados pela administração, principalmente, a partir da década de 1980. No entanto, ainda hoje, ocorrem embates sobre definições e metodologias nessa área. Isso faz com que pesquisadores fiquem frequentemente desamparados sobre a taxonomia desse objeto de estudo, o que dificulta a construção de uma base de conhecimentos estruturada. Por isso, o objetivo desta pesquisa é propor recomendações e apontamentos que auxiliem os pesquisadores a estabelecer elementos fundamentais para a categorização das redes interorganizacionais, auxiliando assim a identificá-las, para que possam ser analisadas, comparadas e compreendidas por suas características específicas. Para tal, o pesquisador pode categorizar a rede interorganizacional estudada baseando-se nos seguintes elementos: formação, tipos de alianças, orientação das relações, orientação do elo da cadeia, presença de uma organização central, governança, institucionalização, unidade de análise, tipo de competição, proximidade e necessidade de sinergias das alianças. No entanto, a categorização é apenas um dos passos do conjunto de ações a serem realizadas no processo de pesquisa sobre redes interorganizacionais. Como possível alternativa para um processo empírico abrangente...

Configuração de posições em uma comunidade epistêmica e sua relação com o sentido da aprendizagem em redes interorganizacionais: estudo de caso no campo da biotecnologia; Setting positions in epistemic communities and its relation to sense of learning in interorganizational networks: case study in biotechnology field; Configuraciones de posición de una comunidad epistémica y su relación con el sentido del aprendizaje en redes interorganizacionales: un estudio de caso en el ámbito de la biotecnologia

Almeida, Kenneth Nunes Tavares De; Fischer, André Luiz; Takahashi, Adriana Roseli Wünsch; Freitag, Bárbara Beatriz; Enoque, Alessandro Gomes; Brito, Mozar José De
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
67.06%
Na literatura sobre redes interorganizacionais, parte das abordagens de pesquisa afirma que tal tipo de ambiente favorece as condições para a aprendizagem por meio da combinação de capacidade de diferentes membros. Igualmente, existem correntes de estudo que apontam haver ressalvas relacionadas às próprias características dos membros. Esta aparente contradição instigou um questionamento: como a configuração de posições de membros de redes interorganizacionais afeta o sentido que a aprendizagem adquire para os próprios membros? Utilizando-se referências conceituais da área de aprendizagem em redes interorganizacionais, o estudo apresenta os resultados da análise de um caso empírico de uma comunidade epistêmica (rede de cooperação científica formalmente instituída) brasileira no campo da biotecnologia. Adotou-se como método de pesquisa a triangulação de técnicas quantitativas e qualitativas. Inicialmente, utilizou-se a análise quantitativa sociométrica evidenciando a posição do membro de acordo com a centralidade para a aprendizagem e a produção acadêmica. Após essa identificação, foram aplicadas entrevistas semiestruturadas aos membros localizados em diferentes posições, fossem elas de alto valor agregado (membros com alta centralidade) ou marginais (membros com baixa centralidade). A partir de um referencial de análise qualitativo com foco nos conceitos de práticas e gêneros discursivos...

A presença de agentes intermediadores na formação de redes interorganizacionais: uma análise sob a perspectiva temporal; The presence of intermediate agents in the establishment of interorganizational networks: an analysis grounded on a temporal perspective

Cunha, Julio Araujo Carneiro da; Passador, João Luiz; Passador, Claudia Souza
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Nos estudos sobre redes interorganizacionais, existem esforços focados em entender a formação de redes, assunto esse que gera interesse dos formuladores de políticas públicas já que se busca no associativismo promovido pelo Estado e pelas iniciativas privadas, substância para impulsionar o desenvolvimento local. Diante disso, o objetivo do estudo foi verificar, por meio da formalização do Arranjo Produtivo Local (APL) de calçados de Birigüi (SP), se a presença desses agentes é essencial para a formação da rede interorganizacional. Como sustentações teóricas foram abordadas: a evolução temporal das redes; a Teoria Institucional aplicada às redes interorganizacionais; o capital social presente nos laços de relacionamento; a presença de agentes intermediários como coordenadores na governança das redes. A estratégia de pesquisa adotada baseou-se em entrevistas com 32% dos gestores das empresas que participavam formalmente do APL e com uma gestora do agente intermediador, além de observação e análises de pesquisas prévias sobre a industrialização de Birigüi. Como resultados verificou-se haver um legado regional que sustenta uma base de know-how para a industrialização de calçados. No entanto, percebeu-se que os interesses dos participantes do APL eram predominantemente comerciais...

Governança e confiança em redes interorganizacionais: um estudo sobre a confiança e os mecanismos formais e relacionais de governança em redes imobiliárias; Governance and trust in interorganizational networks - a study about trust and mechanisms of formal and relational governance in real estate networks

Carnauba, Adriano Augusto Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.9%
Esta pesquisa situa-se no âmbito dos estudos sobre redes de negócios. Em especial, tem por objetivo geral contribuir à compreensão sobre a relação entre governança em rede e a confiança interorganizacional, dois constructos considerados na literatura como fundamentais para a competitividade das redes de negócios. A despeito da importância desta relação, não há uma consolidação teórica quanto à influência do emprego de mecanismos formais e relacionais de governança em rede sobre a confiança interorganizacional. Em especial, resta inconcluso se os mecanismos formais e relacionais atuam como substitutos ou como complementares na governança de transações em rede, lacuna teórica que se configura no problema de pesquisa deste estudo. A partir desta situação, este estudo estabelece como objetivos específicos identificar a influência do emprego de mecanismos formais e relacionais de governança em rede sobre a confiança, bem como verificar se, nesta relação, mecanismos formais e relacionais atuam como substitutos ou complementares. Com suporte no referencial teórico constituído pela teoria dos custos de transação e pela teoria da imersão social e estrutural, bem como por seus respectivos desenvolvimentos no campo das redes de negócios...

Gestão de redes interorganizacionais para o desenvolvimento local e regional: o caso do ministério da integração nacional e dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia

Dias, Cleidson Nogueira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.92%
Esta pesquisa busca analisar a importância da gestão de redes interorganizacionais como catalisadora do processo de desenvolvimento local e regional. Para tanto, utilizou-se a metodologia de análise de conteúdo em dois relevantes casos de políticas públicas com vistas ao desenvolvimento territorial brasileiro, e analisaram-se os dados coletados em conexão com a teoria existente sobre desenvolvimento e redes. Os resultados apontaram que, na implementação das políticas estudadas neste trabalho, a gestão de redes influencia positivamente o alcance efetivo dos seus objetivos e constitui-se em uma ferramenta de apoio extremamente forte, tendo uma importância de destaque entre os fatores que impulsionam o desenvolvimento.

A multiterritorialidade cultural em redes interorganizacionais : trocas culturais em empresas de origem norte-americana e asiática no sul do Brasil

Neves, Felipe Möller
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.85%
O objetivo deste estudo foi analisar as redes interorganizacionais e as trocas culturais, que gerariam a multiterritorialidade cultural em empresas de origem-norte americana e asiática, presentes nos parques tecnológicos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), o Tecnopuc, e da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, o Tecnosinos. A pesquisa foi realizada com gestores destas empresas, em que se busca observar como se dão as trocas culturais entre os territórios das empresas do exterior e do Brasil. A pesquisa foi estabelecida em cinco redes, uma constituída por empresas asiáticas, e uma empresa brasileira presente no Tecnosinos, e quatro redes compostas por empresas de origem norte-americana e brasileira, localizadas no Tecnopuc. Para a realização do estudo foram realizadas nove entrevistas, em cinco empresas, e uma entrevista exploratória, todas se utilizando roteiro semi-estruturado. O estudo apontou que ocorrem trocas culturais a partir de relações interpessoais entre gestores e subordinados, através de redes formais e informais, sendo utilizado, o exercício do poder a partir das chefias em relação aos trabalhadores, dentro do que se define como multiterritorialidade cultural.; The aim of this study was to analyze the interorganizational networks’ cultural interchanges...

Estrutura de cooperação para redes interorganizacionais do turismo

Zagheni, Elisete Santos da Silva
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 279 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.84%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O objetivo geral deste estudo foi propor uma estrutura de cooperação, voltada às redes interorganizacionais do turismo a partir da literatura e da avaliação da relação interorganizacional de uma localidade inserida no Programa de Regionalização do Turismo. Pesquisou-se a rede interorganizacional do turismo do município de Itajaí/SC, integrante da Região Turística Costa Verde & Mar. Para elaboração da estrutura de cooperação, levou-se em consideração as abordagens consultadas ao longo da revisão da literatura. A pesquisa foi realizada em duas fases, sendo a primeira com abordagem qualitativa do tipo exploratória e a segunda com abordagem quantitativa do tipo descritiva. Na primeira fase da pesquisa realizou-se a pesquisa bibliográfica, a pesquisa documental e o estudo de casos selecionados, no qual se utilizou um roteiro de entrevistas com intuito de obter informações sobre as características da Região Turística e realizar um contato pessoal com as organizações de âmbito público e demais entidades que atuam com o setor turístico na localidade de Itajaí/SC. Na segunda fase da pesquisa...

O papel das relações interpessoais em redes interorganizacionais

Gonçalves, Caio Márcio
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 137 f.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
57.04%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; A busca de relacionamento, ajuda mútua, interação, integração, flexibilidade, autodefesa, compartilhamento e complementaridade têm levado pessoas a estabelecerem comunicação e se arranjarem sob arquiteturas organizacionais inovadoras. Neste contexto, rede interorganizacional configura-se como alternativa e representa arranjo de pessoas, estrutura de comunicação, conjunto de relações interpessoais. O funcionamento de redes, além de provocar alterações comportamentais dos atores, requer continuadas ações de estímulo à participação de seus atores, para atuar como brokers ou animadores, ou ainda, hipercondutores. O trabalho visa delinear uma proposta de diretrizes para a gestão das relações interpessoais nos estágios de formação, desenvolvimento e consolidação de redes interorganizacionais. Para tanto, buscou-se identificar a correspondência entre relações interpessoais e constituição de redes, bem como, procurou-se mapear os principais papéis que limitam ou estimulam as relações interpessoais em redes interorganizacionais. A gestão de redes e seu funcionamento repousam cada vez mais no manejo sistemático dos relacionamentos...

CONTRIBUIÇÕES PARA A GESTÃO DE REDES INTERORGANIZACIONAIS: FATORES DETERMINANTES PARA A SAÍDA DE EMPRESAS PARCEIRAS

Klein,Leander Luiz; Pereira,Breno Augusto Diniz
Fonte: Escola de Administração da UFRGS Publicador: Escola de Administração da UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.91%
As redes de cooperação entre empresas são estratégias usadas pelos gestores para atuar no mercado com o intuito de gerar mais valor às empresas e obter vantagem competitiva. Entretanto, verifica-se empiricamente que um número significativo de empresas saem das redes em que estavam inseridas. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo identificar os fatores determinantes da saída de empresas das redes interorganizacionais das quais participavam. Para isso, foi realizado um estudo quantitativo com 140 empresas que pertenciam a redes de cooperação do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Para a coleta de dados, foi utilizado um questionário formado por 15 dimensões distintas, cada uma composta por 5 questões. Os dados foram tabulados em uma planilha do Excel e, posteriormente, analisados com a utilização do sofware AMOS 18. Os resultados confirmaram como fatores determinantes da saída das empresas das redes os Laços Sociais Anteriores Fracos, Seleção de Parceiros não estruturada, Gestão Individualizada, Falta de Confiança e Comprometimento, Baixa de Aprendizagem Interorganizacional, dentre outros. Os fatores determinantes encontrados nessa pesquisa ressaltaram a dificuldade que impera sobre as estruturas de governança e a gestão de redes. O desafio é organizar a rede de forma a evitar possíveis disfunções oriundas das decisões da gestão e amenizar os problemas identificados...

Redes interorganizacionais horizontais vistas como sistemas adaptativos complexos coevolutivos: o caso de uma rede de supermercados

Oliveira,Aline Lourenço de; Rezende,Daniel Carvalho de; Carvalho,Cleber Castro de
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.83%
Este trabalho busca compreender o fenômeno de surgimento e desenvolvimento das Redes Interorganizacionais Horizontais (RIHs). Para tanto, são utilizados os preceitos de sistemas adaptativos complexos (SACs) e da coevolução, ambas as abordagens são fundamentadas na Teoria da Complexidade. O objetivo do estudo é identificar características básicas de um sistema adaptativo complexo, presentes em uma rede interorganizacional horizontal de supermercados do sul de Minas Gerais. Realizou-se um estudo de caso qualitativo em uma rede decompras, denominada nesse estudo de Ômega Rede. Verificou-se que esta rede é um sistema formado pelo processo coevolutivo de seus agentes, cujo objetivo básico é de favorecer a sua competitividade. Este propósito tem ocorrido pelo aumento da eficácia operacional dos agentes e pelo aprendizado, o que resulta em inovaçõescoletivas e individuais. Os resultados também apontam a presença de elementos de auto-organização na Ômega Rede. As considerações da pesquisa possuem implicações na compreensão da competitividade no âmbito das redes, e da importância do aprendizado e das inovações no seu desenvolvimento. O trabalho também abre espaço para novos estudos das redes como formas organizacionais evolutivas.

Uma reflexão sobre as relações de parceria nos APLs de Confecções do Agreste Pernambucano como elemento disseminador da inovação em redes interorganizacionais

Silva,Fabiana Ferreira; Feitosa,Marcos Gilson Gomes; Aguiar,Virgínia do Socorro Motta
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.98%
Atuar em um cenário altamente competitivo exige maior dinamicidade das organizações para adequar-se e desenvolver-se em face da instabilidade do mercado global. Quando se transpõem esses requisitos para o ambiente empresarial, constata-se que pequenas empresas geralmente não dispõem de infraestrutura e conhecimento para sobreviver nesse contexto. Tais dificuldades fazem que elas busquem alternativas para se tornar mais competitivas mediante conexões com outras organizações. Este estudo teve como objetivo verificar se a atuação em redes interorganizacionais é percebida como um elemento impulsionador da inovação para os atores do Arranjo Produtivo Local (APL) de Confecções do Agreste Pernambucano. A perspectiva teórica contempla estudos sobre redes interorganizacionais e inovação. Quanto à metodologia, a pesquisa utilizou-se de métodos quantitativos para fazer a caracterização das indústrias de confecções por meio da aplicação de um questionário em 51 empresas. Foi observado neste trabalho que a análise da inovação foi considerada um fator essencial ao desenvolvimento das redes interorganizacionais, sendo possível concluir que os atores do APL acreditam que as parcerias interfirmas constituem um elemento impulsionador da inovação na rede. Por sua vez...

Configuração de posições em uma comunidade epistêmica e sua relação com o sentido da aprendizagem em redes interorganizacionais: estudo de caso no campo da biotecnologia

Almeida,Kenneth Nunes Tavares De; Fischer,André Luiz; Takahashi,Adriana Roseli Wünsch; Freitag,Bárbara Beatriz; Enoque,Alessandro Gomes; Brito,Mozar José De
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
Na literatura sobre redes interorganizacionais, parte das abordagens de pesquisa afirma que tal tipo de ambiente favorece as condições para a aprendizagem por meio da combinação de capacidade de diferentes membros. Igualmente, existem correntes de estudo que apontam haver ressalvas relacionadas às próprias características dos membros. Esta aparente contradição instigou um questionamento: como a configuração de posições de membros de redes interorganizacionais afeta o sentido que a aprendizagem adquire para os próprios membros? Utilizando-se referências conceituais da área de aprendizagem em redes interorganizacionais, o estudo apresenta os resultados da análise de um caso empírico de uma comunidade epistêmica (rede de cooperação científica formalmente instituída) brasileira no campo da biotecnologia. Adotou-se como método de pesquisa a triangulação de técnicas quantitativas e qualitativas. Inicialmente, utilizou-se a análise quantitativa sociométrica evidenciando a posição do membro de acordo com a centralidade para a aprendizagem e a produção acadêmica. Após essa identificação, foram aplicadas entrevistas semiestruturadas aos membros localizados em diferentes posições, fossem elas de alto valor agregado (membros com alta centralidade) ou marginais (membros com baixa centralidade). A partir de um referencial de análise qualitativo com foco nos conceitos de práticas e gêneros discursivos...

Actor-network theory (ANT): uma tradução para compreender o relacional e o estrutural nas redes interorganizacionais?

Amantino-de-Andrade,Jackeline
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.84%
Este ensaio propõe abordar a actor-network theory na análise relacional de redes interorganizacionais, considerando que outras abordagens apresentam limitações, por sustentarem uma divisão entre estrutura e agência. Para consubstanciar essa proposição, primeiramente, é apresentada uma revisão das abordagens de rede nas ciências sociais e, especificamente, nos estudos organizacionais, procurando demonstrar suas distinções, suas inter-relações e sua comum limitação ao se apoiar no estrutural em detrimento do relacional. Em seguida, é apresentada a actor-network theory, com destaque para sua capacidade de integrar o relacional e o estrutural na compreensão dos fenômenos de ordenação; procurando também se evidenciar as aplicações verificadas no campo dos estudos organizacionais. Finalmente, são consideradas as críticas a essa abordagem, ressaltando a diferença de pressupostos, bem como a sua capacidade de trazer contribuições para questões ainda não completamente respondidas, principalmente, quando considerados os fenômenos interorganizacionais.

Recomendações e apontamentos para categorizações em pesquisas sobre redes interorganizacionais

Cunha,Julio Araujo Carneiro da; Passador,João Luiz; Passador,Cláudia Souza
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.06%
Os estudos sobre redes interorganizacionais foram bastante explorados pela administração, principalmente, a partir da década de 1980. No entanto, ainda hoje, ocorrem embates sobre definições e metodologias nessa área. Isso faz com que pesquisadores fiquem frequentemente desamparados sobre a taxonomia desse objeto de estudo, o que dificulta a construção de uma base de conhecimentos estruturada. Por isso, o objetivo desta pesquisa é propor recomendações e apontamentos que auxiliem os pesquisadores a estabelecer elementos fundamentais para a categorização das redes interorganizacionais, auxiliando assim a identificá-las, para que possam ser analisadas, comparadas e compreendidas por suas características específicas. Para tal, o pesquisador pode categorizar a rede interorganizacional estudada baseando-se nos seguintes elementos: formação, tipos de alianças, orientação das relações, orientação do elo da cadeia, presença de uma organização central, governança, institucionalização, unidade de análise, tipo de competição, proximidade e necessidade de sinergias das alianças. No entanto, a categorização é apenas um dos passos do conjunto de ações a serem realizadas no processo de pesquisa sobre redes interorganizacionais. Como possível alternativa para um processo empírico abrangente...

A presença de agentes intermediadores na formação de redes interorganizacionais: uma análise sob a perspectiva temporal

Cunha,Julio Araujo Carneiro da; Passador,João Luiz; Passador,Cláudia Souza
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.04%
Nos estudos sobre redes interorganizacionais, existem esforços focados em entender a formação de redes, assunto esse que gera interesse dos formuladores de políticas públicas já que se busca no associativismo promovido pelo Estado e pelas iniciativas privadas, substância para impulsionar o desenvolvimento local. Diante disso, o objetivo do estudo foi verificar, por meio da formalização do Arranjo Produtivo Local (APL) de calçados de Birigüi (SP), se a presença desses agentes é essencial para a formação da rede interorganizacional. Como sustentações teóricas foram abordadas: a evolução temporal das redes; a Teoria Institucional aplicada às redes interorganizacionais; o capital social presente nos laços de relacionamento; a presença de agentes intermediários como coordenadores na governança das redes. A estratégia de pesquisa adotada baseou-se em entrevistas com 32% dos gestores das empresas que participavam formalmente do APL e com uma gestora do agente intermediador, além de observação e análises de pesquisas prévias sobre a industrialização de Birigüi. Como resultados verificou-se haver um legado regional que sustenta uma base de know-how para a industrialização de calçados. No entanto, percebeu-se que os interesses dos participantes do APL eram predominantemente comerciais...

Inovação em redes interorganizacionais: um estudo sobre os impactos das práticas de consultoria no APL de Confecções do Agreste Pernambucano

Ferreira Silva, Fabiana; Gilson Gomes Feitosa, Marcos (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.04%
Esta dissertação teve como objetivo investigar como as práticas de consultoria organizacional contribuem, de forma inovadora, para o desenvolvimento das redes interorganizacionais. Para tanto, foi realizada uma análise do problema proposto no APL de Confecções do Agreste Pernambucano, especialmente, na cidade de Santa Cruz do Capibaribe/PE. A perspectiva teórica utilizada para fundamentar o tema abordou estudos sobre redes interorganizacionais, inovação e consultoria organizacional. Quanto à metodologia, a pesquisa utilizou-se de métodos quantitativos para fazer a caracterização das indústrias de confecções por meio da aplicação de um questionário em 51 empresas, bem como contemplou métodos qualitativos, através da realização de entrevistas semi-estruturadas a 07 consultores e 06 empresários, que contribuíram para um entendimento mais aprofundado deste estudo de caso. Visto que neste trabalho, a análise da inovação foi considerada um fator essencial ao desenvolvimento das redes interorganizacionais, tendo o consultor como mediador principal desse processo, foi possível concluir com base nos dados coletados: que as práticas de consultoria não estão contribuindo para o desenvolvimento de toda a rede...

Redes interorganizacionais e inovação: o caso do pólo joalheiro de Belém

Castro, Renato Brito de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
This work is a case study based on Belém Jewelry Pole, whose main issue is to understand how the social network (which the Pole is inserted) influences on innovation process on this area. The main objective is to analyze how interorganizational networks impacted/impact on the potential for innovation, creating both limits and opportunities for the companies development. The adopted method analyzed the historical jewelry industry trajectory since the beginning of mineral extraction in the city of Itaituba (in the Pará State) until nowadays. Primary and secondary data were used allowing the view of the dynamics of the network during transformation periods of the main involved actors in the process. The prospect of embeddedness structural as analysis technique allowed verifying the quality of interactors ties, as well as the visualization of their structures. During the jewelry industry trajectory was verified a change in the quality of social relations, modifying the information flow, trust and associations of various links in the production chain. Both direct and indirect ties facilitated the access to remote networks entering new information related to new products, processes and market aspects. This interaction has led to raising the innovation potential causing a qualitative and quantitative improvement in competitiveness of organizations. Some embedded ties allowed the formation of partnerships bringing various economic earnings for those involved in the relationship. Thus...

Redes interorganizacionais para implementação de programas no setor elétrico brasileiro: estudo de caso do programa "Luz Para Todos" no Estado de São Paulo

AVELAR, Aline Bento Ambrósio
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul; Energia elétrica é considerada serviço essencial e tem papel fundamental para o desenvolvimento econômico e social. A legislação sobre universalização dos serviços de energia no Brasil data do ano de 2002 e as metas para tal política pública constam da Resolução 223/03, publicada pelo órgão regulador do Setor Elétrico Brasileiro (SEB). A ANEEL é o órgão regulador do setor e tem como missão garantir que os agentes prestem serviços da forma mais eficiente possível e com maior qualidade. A universalização dos serviços de energia elétrica no Brasil estava prevista para o ano de 2015, conforme regulamentações do SEB. Porém, em 2003 o Governo Federal publica um decreto que institui o Programa ―LUZ PARA TODOS‖ que tem como objetivo universalizar o acesso e uso da energia elétrica às famílias que residem em áreas rurais até 2008. O presente trabalho tem como problema de pesquisa: Quais fatores interferiram na implementação do Programa ―LUZ PARA TODOS? Para responder a pergunta, o estudo objetiva, a partir da análise do Programa ―LUZ PARA TODOS‖ no Estado de São Paulo...

INTERORGANIZATIONAL NETWORKS: A STUDY OF SMALL AND MEDIUM SHOE COMPANIES IN THE TIJUCAS RIVER VALLEY DOI: 10.5585/RAI.2010463; REDES INTERORGANIZACIONAIS: UM ESTUDO DAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS NO SETOR CALÇADISTA DO VALE DO RIO TIJUCAS DOI: 10.5585/RAI.2010463

Andrade, Marcos Antonio Ribeiro; Hoffmann, Valmir Emil
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
In the context of territorial agglomeration, the existence of a resource group that was formed from the relationship between departments of the enterprise allow for the shaping of organizational change, therefore becoming an interorganizational network. In the context of territorial agglomeration, several studies show that the existence of SMCs (small and medium companies) that utilize the available resources through a process of complementarity allow for the increased scale of sales and production. This study analyzes the relationships between organizations in the shoe industry located in the agglomeration of the Tijucas RiverValley - SC by checking the existence of a relationship between suppliers and competitors, by the identification and relevance of the support institutions and the services that they provide. A quantitative methodology was used by a questionnaire administered to local business leaders with the use of variables previously tested. The data was analyzed using descriptive statistics along with factor and cluster analysis. This research showed that there is an indirect network between a restricted group of enterprises that were formed after 1990. It was also observed that the suppliers are considered the resource of the agglomeration...

Redes interorganizacionais de cooperação para a internacionalização; Redes de cooperación entre organizaciones para la internacionalización; Organizational cooperation networks to promote export

Garcia, Sheila Farias Alves; Lima, Gustavo Barbieri; Carvalho, Dirceu Tornavoi de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.89%
Uma das principais características da economia no século XXI é a transição da eficiência individual para a eficiência coletiva. A competitividade, cada vez mais, está relacionada ao desempenho de redes interorganizacionais e não de empresas isoladas (FLEURY; FLEURY, 2003). Este trabalho estudou a formação de redes interorganizacionais de cooperação para a internacionalização, com foco em consórcios de exportação. Com o objetivo de analisar o consórcio como forma de associação de empresas com vistas na internacionalização, realizou- se uma revisão da literatura e um estudo de caso no setor médico-odontológico no Brasil, por meio de entrevistas em profundidade e análise qualitativa. Os resultados apontam, como principal aspecto positivo dos consórcios de exportação, o desenvolvimento da capacidade de cooperação. Conclui-se que os aspectos comportamentais ligados à cooperação devem ser trabalhados por quem pretende participar de consórcios ou outras associações de empresas, pois podem funcionar como barreiras à formação destes e a uma operação bem-sucedida.; Una de las características principales de la economía en el siglo XXI es la transición de la eficiencia individual para la eficiencia colectiva. La competitividad...