Página 1 dos resultados de 694 itens digitais encontrados em 0.072 segundos

Redes de apoio social, apoio social percebido e adaptação à interrupção voluntária da gravidez: Um estudo exploratório

Guedes, Maryse; Canavarro, Maria Cristina
Fonte: Peritia - Revista Portuguesa de Psicologia Publicador: Peritia - Revista Portuguesa de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
136.02%
O apoio social tem sido um dos factores psicossociais que tem merecido mais atenção por parte investigadores e clínicos que se tem debruçado sobre a decisão e experiência de interrupção voluntária da gravidez. No contexto da recente legalização da interrupção voluntária da gravidez em Portugal, este estudo teve como principal objectivo investigar a relação entre as redes de apoio social, o apoio social percebido e a adaptação da mulher a esta decisão e experiência reprodutiva. A amostra, recolhida na Maternidade Doutor Daniel de Matos dos Hospitais da Universidade de Coimbra, foi constituída por 53 mulheres que procuraram a Consulta de Aconselhamento Reprodutivo entre Dezembro de 2007 e Março de 2008. Este estudo prospectivo envolveu dois momentos de avaliação (antes e após a interrupção voluntária de gravidez), com recurso a instrumentos de auto-resposta. As mulheres que decidem pela interrupção voluntária da gravidez evidenciam uma rede de apoio social menos alargada, percepcionando maior apoio social por parte do companheiro, dos profissionais de saúde e dos amigos. A dimensão da rede de apoio social no período decisório, bem como o apoio social percebido (particularmente por parte dos pais) no período pós-interrupção...

Percepção de apoio social e caracterização da rede de dependentes e não dependentes de substâncias psicoativas; Perceived social support and social network features, differences between dependent and not dependent on psychoactive substances

Souza, Jacqueline de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.07%
A sociedade brasileira marcada pelo traço de desigualdade social é um dos cenários no qual a questão do uso de álcool e drogas coexiste com as condições e relações sociais, arranjos familiares e situações de estresse. Assim, a dependência de substância, as co-morbidades, modalidades de tratamento e recaídas durante o processo de reabilitação são fatores que devem ser contextualizados neste cenário. Em relação às políticas públicas a Organização Mundial da Saúde, no âmbito da saúde mental, prevê o tratamento dos portadores de sofrimento psíquico como seres sociais visando a reintegração destes sujeitos na comunidade; o Ministério da Saúde, na proposta do Sistema Único de Saúde por sua vez, preconiza a atenção integral aos usuários de álcool e outras drogas priorizando a atenção primária, a educação em saúde, garantia de atenção na comunidade e envolvimento das redes sociais. Os estudos recentes trazem à luz a importância da abordagem da rede e apoio social nesta área como possibilidade de repensar e propor novas perspectivas para o aprimoramento da pesquisa e da prática em saúde mental com foco nos indivíduos dependentes de substâncias psicoativas. Portanto o presente estudo diz respeito ao apoio social e uso de drogas considerando os sujeitos inseridos em seus contextos de relações e condições sociais. Logo o objetivo proposto foi o de analisar a diferença entre dependentes e não dependentes de substâncias quanto à percepção de apoio...

Redes de apoio e a política de inclusão escolar no município de São Paulo; Support networks and the school inclusion policy in São Paulo municipality

Bendinelli, Rosanna Claudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.03%
Nos últimos anos temos lido e ouvido com certa frequência que redes de apoio são importantes aos usuários de drogas, às mulheres grávidas de baixa renda, aos profissionais que trabalham com pacientes idosos, ao público-alvo da educação especial. Contudo, no âmbito da educação, pouco se sabe sobre o que são e como se efetivam redes de apoio, uma vez que essa discussão é ainda escassa em nosso país, principalmente na área da educação especial. Após revisão de literatura formalizamos, para fins deste trabalho, um sentido de redes de apoio compreendendo-o como a articulação de diversas instâncias públicas e privadas, que possuem interface com a educação especial, por meio da institucionalização de trabalho intersecretarial para planejamento, implantação e avaliação de políticas públicas em prol da inclusão escolar de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Uma vez compreendido esse conceito, procedemos aos objetivos deste estudo que foram investigar as formas com que o município de São Paulo, por meio de suas diferentes secretarias, organiza atendimentos a esse públicoalvo e averiguar se tais ações se constituíram como redes de apoio, segundo o sentido dado em nossa análise. Para tanto...

Redes de apoio social de adolescentes usuários de drogas atendidos em um serviço especializado ambulatórial em Ribeirão Preto/SP; Social support networks of adolescent drug users from an outpatient service in Ribeirão Preto/ SP

Vasters, Gabriela Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
126.04%
A literatura e as diferentes práticas profissionais em saúde têm evidenciado os benefícios das intervenções que estendem o cuidado à rede de relações mais próximas dos sujeitos/pacientes. Assim como para as questões de saúde em geral, a atenção ao abuso de drogas na adolescência também pode se beneficiar com o olhar ampliado à sua rede de relações, pois estas se evidenciam como importante fonte de apoio que podem ser protetores em relação ao uso drogas e ao enfrentamento das adversidades vivenciadas. Sendo assim, considerou-se relevante um estudo que buscasse identificar e caracterizar as redes de apoio de adolescentes usuários de drogas. Para tal, foi adotado como metodologia o Convoy Model (Modelo de Escolta de Apoio Social) proposto por Kahn e Antonucci. O modelo propõe a análise da rede de apoio por meio de três círculos concêntricos representando três níveis de proximidade e define que sejam avaliados os primeiros 10 sujeitos citados pelo adolescente. Foram analisados, ainda, os aspectos estrutural (características dos integrantes da rede) e funcional (tipos de apoios ofertados e recebidos). Para análise dos aspectos funcionais, os autores propõem seis pré-categorias: confidenciar coisas importantes; ser tranquilizado e estimulado em momentos de incerteza; ser respeitado; ser cuidado em situação de doença; conversar quando está triste...

Rede de apoio social de familiares de usuários de crack; Social support networks of familiars of crack users; Red de apoyo social de familiares de consumidores de crack

Siniak, Débora Schlotefeldt
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.13%
O modo psicossocial prioriza o cuidado dos usuários em seus contextos de vida, considerando sua família e o território onde estão inseridos. Nesse sentido, é essencial aos serviços de saúde mental a ideia de que o cuidado seja produzido para além das fronteiras do serviço e que inclua, nos processos de trabalho a articulação com outros recursos e outras redes. O objetivo deste estudo é identificar as redes de apoio social de familiares de usuários de crack. É um estudo qualitativo, do tipo estudo de caso, realizado com três familiares de usuários de crack do CAPS AD de Viamão/RS. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista, conforme roteiro previamente estabelecido. Para a análise de dados utilizou-se aspectos da classificação de apoio social proposta por Due et al (1999), que são: apoio emocional, apoio material, apoio de informação e interação social positiva. Constatou-se que as familiares buscam as primeiras respostas ou possíveis soluções com suas redes informais, formadas por pessoas mais próximas de seu círculo de relações, como parentes, vizinhos, amigos e colegas de trabalho. Cada um deles atua na conformação dessas redes de apoio de maneiras distintas, mas complementares, podendo constituir-se em uma importante estratégia para minimizar os encargos físicos e emocionais do familiar cuidador. Os familiares conseguem se sentir amparados e fortalecidos para exercer seu papel diante de uma problemática tão complexa como a do uso do crack. Além das redes informais...

A relevância das redes de apoio social durante a infância

Evangelista, Vitor de Morais Alves; Constantino, Elizabeth Piemonte
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 217-232
POR
Relevância na Pesquisa
125.99%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); There are a large number of research involving the social support networks, their characteristics and main consequences along the human development. Understanding the formation processes and structural of these networks seems of paramount importance in situations and factors determining risk especially in the childhood. The present review aims to elucidate the importance of social support in childhood and its implications on the child development process. It discusses the need for interdisciplinary studies involving the support network and how these could contribute to future studies about childhood.; Há um grande número de pesquisas envolvendo as redes de apoio social, suas características e principais consequências ao longo do desenvolvimento humano. A compreensão dos processos formadores e estruturais dessas redes é de suma importância frente às situações e fatores tidos como de risco, especialmente na infância. A presente revisão de literatura tem o objetivo de elucidar a importância da rede de apoio social durante a infância e suas implicações no processo de desenvolvimento infantil. Discute-se a necessidade de estudos interdisciplinares envolvendo as rede de apoio e como estes podem vir a contribuir futuramente em estudos acerca da infância.

Redes de apoio social do doente pós síndrome coronária aguda

Rebola, Ermelinda de Jesus Barroso
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.05%
Existem indícios de descontinuidade de cuidados de saúde e apoio instrumental ao doente pós síndrome coronária aguda. As redes sociais de apoio, mais não são do que formas como as ligações humanas se estruturam como sistema de apoio e os recursos que são partilhados entre os membros desse sistema. O estudo pretende identificar e compreender a rede de apoio social do doente pós Síndrome Coronária Aguda. Estudo de carácter exploratório, descritivo, de natureza mista, utilizando como metodologia a analise de redes sociais, centrando-se nas relações e não nos atributos dos atores sociais. Sociologicamente pretende-se analisar o grupo em função das relações de apoio, quanto ao apoio de caracter instrumental: ajuda financeira; ajuda na divisão de responsabilidades; ajuda na informação prestada ao individuo e ajuda psicossocial. A pesquisa foi realizada na Unidade de Cardiologia do Hospital Espirito Santo Évora – EPE., onde foi aplicado o inquérito por questionário “ Gerador de nomes”; ABSTRACT: There are signs of health care discontinuity and instrumental support to the patient after acute coronary syndrome. Support social networks are nothing but the ways as human bonds are structured, as support system and the shared resources among the members of this system. The study is expected to identify and understand the patient social support network after Acute Coronary Syndrome. This is a study of exploiting character...

Adaptação e utilização de uma medida de avaliação da rede de apoio social – Diagrama da Escolta – para idosos brasileiros

Couto, Maria Clara Pinheiro de Paula; Koller, Silvia Helena; Novo, Rosa; Torres, Pedro Sanchez
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
115.88%
Os autores agradecem a colaboração de Débora Verdi, Hanna Sainio e Ivalina Porto na etapa de coleta de dados deste estudo. Os autores agradecem aos locais de coleta de dados: Centro de Esportes, Lazer e Recreação para o Idoso (CELARI/UFRGS), Meninos da Bocha – Parque Alim Pedro, Universidade do Adulto Maior (UAM/ IPA), Núcleo de Atendimento à Terceira Idade (NATIEx/Policlínica Militar de Porto Alegre), Projeto QualiVida e Núcleo Universitário da Terceira Idade (NUTI/FURG).; O objetivo deste estudo foi adaptar uma medida de apoio social – Diagrama da Escolta – para a população idosa e apresentar resultados descritivos sobre a estrutura e a função das redes de apoio da presente amostra. Participaram 15 idosos selecionados de uma amostra maior (N = 81) com idade média de 69.6 anos (SD = 7.45). A aplicação do diagrama foi individual. O Diagrama da Escolta aplicado a idosos mostrou-se um instrumento de fácil aplicação e útil para avaliar a rede social. Destaca-se o fato de o instrumento contemplar aspectos estruturais e funcionais da rede buscando uma análise integrada. Sabe-se que se a estrutura da rede social fornece subsídios para a sua avaliação, é a percepção satisfatória quanto às relações de apoio mantidas...

Apoio social e autoavaliação da saúde : estudo do envelhecimento na cidade da Covilhã

Covita, Márcia Susana Alves
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
105.99%
O apoio social tem sido associado a uma autoavaliação da saúde positiva e está relacionado com as caraterísticas sociodemográficas, tais como a idade, o estado civil, o nível de escolaridade, entre outros. Este estudo tem como objetivo avaliar o apoio social e identificar associações com algumas caraterísticas sociodemográficas, com a religiosidade e com a autoavaliação da saúde, na cidade da Covilhã. Participaram neste estudo 188 idosos da cidade da Covilhã, dos quais 61,2 % do sexo feminino e 38,8% do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 64 e os 96 anos (M=75; DP=6,68). Os resultados obtidos indicam que os idosos revelam ter apoio social. São encontradas diferenças estatisticamente significativas relativamente ao apoio social entre grupos etários (F(2;184)=7,095; p<0,01), estados civis (F(4;181)=5,06; p<0,01), níveis de escolaridade (F(4;181)=8,19; p<0,001), existência ou não de filhos (t(184)=2,09; p<0,05) e netos (t(182)=3,02; p<0,01) e à coabitação (F(3;184)=9,09; p<0,001). Melhores resultados de apoio social foram encontrados nos idosos mais novos, casados, com melhor nível educacional, com filhos, com netos e que residem com o cônjuge. Os resultados sugerem, igualmente, que uma autoavaliação da saúde positiva é encontrada nas pessoas idosas com mais apoio social (F(4;182)=6...

Redes de apoio social em famílias multiculturais, acompanhadas no âmbito da intervenção precoce: Um estudo exploratório

Brandão, Maria Teresa; Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa; Craveirinha, Fátima Pereira; Educadora Especializada no Agrupamento de Escolas da Bobadela
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
105.99%
A investigação em IP tem mostrado que a rede social e fundamental no apoio as famílias de crianças em idades baixas com problemas de desenvolvimento, tendo efeitos positivos no funcionamento pessoal, familiar, bem como no comportamento e desenvolvimento da criança. As famílias incluídas em minorias étnicas, nomeadamente imigrantes podem experimentar condições particularmente adversas, devido ao afastamento dos elementos da sua rede informal e dificuldades de ordem socio -cultural. Em Portugal, temos assistido a uma grande entrada de imigrantes o que torna a nossa realidade multicultural e faz com que muitas das crianças e famílias acompanhadas em programas de IP tenham origens culturais e étnicas diversas, tema muito pouco estudado. Realizamos um estudo exploratório com 42 mães (28 portuguesas e 14 dos PALOP) residentes no Concelho de Loures e apoiadas em Programas de Intervenção Precoce locais, tendo verificado que globalmente estas mães percepcionam as redes de apoio formal como mais disponíveis e uteis. As redes de apoio informal são significativamente menos uteis para as mães dos PALOP do que para as mães portuguesas. A intervenção precoce poderá pois desempenhar um papel crucial no apoio a este tipo de famílias colaborando na reestruturação e desenvolvimento da sua rede de apoio social no novo contexto sociocultural.

Idosos com alteração cognitiva em contexto de pobreza: estudando a rede de apoio social

Brito,Tábatta Renata Pereira de; Costa,Reijane Salazar; Pavarini,Sofia Cristina Iost
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
115.95%
O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura e função das redes de apoio social de idosos com alterações cognitivas, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, além de identificar associações entre as características das redes e a capacidade funcional. Os sujeitos estudados foram 38 idosos, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, que apresentaram resultado no Mini Exame do Estado Mental abaixo da nota de corte. Todos os cuidados éticos foram observados. Aplicaram-se o Mini Exame do Estado Mental, o Diagrama de Escolta, o Índice de Katz e o Questionário de Pfeffer. Os resultados demonstraram que os idosos avaliados possuem rede social grande, com predomínio de integrantes no círculo interno, porém poucos integrantes desempenham papéis funcionais. Observou-se correlação entre a variável sexo e o número de integrantes das redes sociais. Não foi observada correlação significativa entre as características das redes e a capacidade funcional dos idosos.

Necessidades de apoio social em cuidadores de familiares idosos mexicanos

Domínguez Guedea,Miriam Teresa; Damacena,Fernando Arruda; Montiel Carbajal,María Martha; Ochoa Marcobich,Paola; Álvarez Hernández,Gerardo; Valdéz Lizárraga,Lília; Ibarra Flores,Elba
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
115.85%
Conforme aumenta a quantidade de idosos, incrementa o número de pessoas que assumem o cuidado de um familiar idoso dependente funcional. As tarefas do cuidado demandam recursos econômicos, tempo, organização familiar e pessoal que geram uma sobrecarga que pode repercutir negativamente no cuidador. Um recurso que pode amenizar esses impactos é a existência de redes de apoio social, dentro das quais os familiares encontrem ajuda para satisfazer suas necessidades em situações cotidianas e de crise. O objetivo do estudo foi identificar as necessidades de apoio social experimentadas por cuidadores de familiares idosos com problemas de saúde. Análises de conteúdo revelaram as seguintes categorias temáticas: Necessidades emocionais pessoais e interpessoais, Necessidades de apoio econômico, Necessidades de apoio prático-instrumental, Necessidades de orientação e Percepção de recursos para responder às demandas do cuidado. Os resultados são discutidos à luz de outros estudos qualitativos sobre necessidades de cuidadores de idosos.

Abrindo caminho para o futuro: redes de apoio social e resiliência em autobiografias de jovens socioeconomicamente vulneráveis

Germano,Idilva Maria Pires; Colaço,Veriana de Fátima Rodrigues
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
145.9%
Este trabalho discute processos de resiliência e redes de apoio social a partir de entrevistas narrativas realizadas com jovens socioeconomicamente desfavorecidos de escolas públicas de Fortaleza. O objetivo do estudo foi analisar como contavam suas histórias de vida, especialmente como enfrentavam adversidades em busca de recursos promotores de saúde e bem-estar. Os relatos foram analisados temática e narrativamente a fim de compreender como os jovens recrutam recursos pessoais, familiares, comunitários e culturais disponíveis e como esses recursos e as formas de manejo atuam de modo protetivo. Considerando que a resiliência também implica a disponibilidade dos recursos buscados pelo jovem, atenção especial foi dada à capacidade de suas comunidades em fornecê-los apropriadamente. Um resultado significativo é sua percepção do poder público como ineficaz ou ausente. Frente ao declínio da esfera pública, o jovem tende a refugiar-se na família e em seus próprios recursos pessoais para enfrentar o futuro.

Rede de apoio social dos usu??rios de Centro de Aten????o Psicossocial e moradores de residenciais terap??uticos; Social Support Network of Users of Psychosocial Care Center and Residents of Residential Therapeutic

LIMA, Z??lma Gulart de
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Enfermagem e Obstetr??cia; Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Enfermagem e Obstetr??cia; Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.01%
Due to new laws that propose some transformations, new perspectives were incorporated into care provision to patients with mental disorders. In the current scenario, the Centers for Psychosocial Care (CAPS) and therapeutic residential services (SRT), are of special relevance as strategic services in the psychiatric reform process by integrating mental health network, rehabilitating and restoring the social reinsertion to replace previous models that were centered in isolation. It is worth noting that the social support enhances actions that respect the individual??s singularities, supporting treatments where people with mental disorder can live in society. Thus, this support becomes crucial as it provides assistance and encouragement to individuals with physical or emotional disability so they can overcome their limitations. This study is a subproject of the REDESUL Project Networks that rehabilitate: evaluating innovative experiences of composing networks of psychosocial care. The collection of quantitative data was conducted by five interviewers in each of the chosen five municipalities in Rio Grande do Sul (RS), from September to December 2009. It is a cross-sectional epidemiological study aimed to describe the perception of social support by the Psychosocial Care Center (CAPS) users and the residents of Therapeutic Residential Service (SRT). The outcome of the study...

Redes de apoio social: um estudo de caso sobre pessoas submetidas a artroplastia da anca

Monteiro, Francisca Maria Soares
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
136.04%
A presente proposta de investigação tem como temática principal a análise de redes sociais, mais precisamente, as redes de apoio social na prestação de cuidados de saúde. O objectivo será conhecer as dinâmicas/lógicas da rede de apoio social dos doentes submetidos a artroplastia da anca e investigar as regularidades. Conhecer as dimensões da rede, tais como o tamanho e a densidade; estrutura da rede, tendo como exemplo a medida de centralidade identificar dinâmicas na prestação do apoio social, estabelecendo comparações entre a rede de cada indivíduo. E, por último, identificar dinâmicas na relação hospital - rede de apoio social do doente (família, amigos, vizinhos, outras solidariedades). A pertinência do estudo prende-se com o fenómeno social do envelhecimento da população e o que isso acarreta em termos de co morbilidades. O diagnóstico desta situação poderá revelar pistas sobre como contribuir para a acção, no que toca à apresentação de propostas de intervenção socio-organizacional; Abstract: The main focus of this research proposal is the analysis of the social networks, specifically those concerning social support in the area of health care. The objective is to ascertain the dynamics/logic of the social support network for patients who have undergone hip replacement surgery and investigate the regularities. To learn the dimension of the network...

Apoio social e autoavaliação da saúde : estudo do envelhecimento na cidade da Covilhã

Covita, Márcia Susana Alves
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
105.99%
O apoio social tem sido associado a uma autoavaliação da saúde positiva e está relacionado com as caraterísticas sociodemográficas, tais como a idade, o estado civil, o nível de escolaridade, entre outros. Este estudo tem como objetivo avaliar o apoio social e identificar associações com algumas caraterísticas sociodemográficas, com a religiosidade e com a autoavaliação da saúde, na cidade da Covilhã. Participaram neste estudo 188 idosos da cidade da Covilhã, dos quais 61,2 % do sexo feminino e 38,8% do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 64 e os 96 anos (M=75; DP=6,68). Os resultados obtidos indicam que os idosos revelam ter apoio social. São encontradas diferenças estatisticamente significativas relativamente ao apoio social entre grupos etários (F(2;184)=7,095; p<0,01), estados civis (F(4;181)=5,06; p<0,01), níveis de escolaridade (F(4;181)=8,19; p<0,001), existência ou não de filhos (t(184)=2,09; p<0,05) e netos (t(182)=3,02; p<0,01) e à coabitação (F(3;184)=9,09; p<0,001). Melhores resultados de apoio social foram encontrados nos idosos mais novos, casados, com melhor nível educacional, com filhos, com netos e que residem com o cônjuge. Os resultados sugerem, igualmente, que uma autoavaliação da saúde positiva é encontrada nas pessoas idosas com mais apoio social (F(4;182)=6...

Instituições de abrigo, família e redes de apoio social e afetivo em transições ecológicas na adolescência

Siqueira, Aline Cardoso
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
115.93%
Este trabalho enfoca a problemática da institucionalização, investigando a rede de apoio de adolescentes institucionalizados e o processo de reinserção familiar. A partir de uma revisão de literatura sobre institucionalização e da consideração dos abrigos de proteção como contextos de desenvolvimento, são apresentados dois estudos empíricos. O primeiro estudo objetivou investigar a percepção de adolescentes institucionalizados quanto à rede de apoio social e afetivo. Foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas e o Mapa dos Cinco Campos em 35 participantes, de ambos sexos, com idade entre 11 e 16 anos. Os resultados do primeiro estudo apontam os adultos como principal fonte de apoio, especialmente os familiares e os monitores dos abrigos, sendo que o principal tipo de apoio foi o instrumental. A segunda pesquisa, um estudo de caso de uma adolescente de 12 anos, que esteve abrigada por suspeita de abuso sexual, objetivou compreender o processo de reinserção familiar, após um período de abrigamento. Foram utilizados os instrumentos Mapa dos Cinco Campos e FAST, entrevistas e levantamento em prontuários, além da inserção ecológica, possibilitando conhecer a percepção de rede de apoio social e afetivo, coesão e hierarquia da participante e...

Rede de apoio social e afetivo de crianças em situação de pobreza

Poletto, Raquel Conte
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
115.97%
O objetivo desse estudo foi avaliar as redes de apoio social e afetivo de crianças em situação de pobreza, na cidade de Caxias do Sul. Para isso, foi utilizada uma entrevista estruturada, aplicada a uma amostra de quarenta crianças (40), com idades entre seis a dez anos, bem como uma entrevista estruturada aplicada aos pais/cuidadores dessas crianças. Foi aplicado o Mapa dos Cinco Campos nas crianças e nos seus respectivos pais/cuidadores para obter dados sobre a rede de apoio social e afetivo das crianças do ponto de vista delas mesmas e de seus pais/cuidadores. Os resultados obtidos revelam que as crianças em situação de pobreza têm redes de apoio com estrutura e funcionalidade de acordo com o descrito na literatura com outras populações. No entanto, existe discrepância na estrutura e na funcionalidade no que se refere a rede descrita pelas crianças e a rede descrita por seus pais/cuidadores. Fatores de risco e de proteção são apontados e discutidos a partir desses achados.; The aim of this study was to evaluate the affective and social support networks of poor children in Caxias do Sul from their own point of view, and from their parents/caretakers' point of view. A structured interview and the Five Field Map test were applied to 40 children...

The elderly with cognitive alterations in the context of poverty: a study of the social support network; Ancianos con alteración cognitiva en ámbito de pobreza: estudiando la red de apoyo social; Idosos com alteração cognitiva em contexto de pobreza: estudando a rede de apoio social

Brito, Tábatta Renata Pereira de; Costa, Reijane Salazar; Pavarini, Sofia Cristina Iost
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2012 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
116.02%
The objective of this study was to analyze the structure and role of social support networks for the elderly with cognitive alterations, who lived in a context of high or very high social vulnerability, and identify the associations between the characteristics of the networks and functional capacity. The participants were 38 aged individuals living in a context of high or very high social vulnerability whose score on the Mini-Mental State Examination was below the cut-off point. All ethical considerations were observed. The following were administered: Mini-Mental State Examination, Convoy of Social Support, Katz Index, and Pfeffer Questionnaire. The results show that the elderly participants have a large social network, with most members in their inner circle, but only a few of the members play functional roles. A correlation was observed between the gender variable and the number of social network members. No significant correlation was observed between network characteristics and the functional capacity of the elderly.; Se objetivó analizar la estructura y función de las redes de apoyo social de ancianos con alteraciones cognitivas residentes en ámbitos de alta y muy alta vulnerabilidad social, además de identificar asociaciones entre características de las redes y su capacidad funcional. Los sujetos fueron 38 ancianos residentes en ámbito de alta y muy alta vulnerabilidad social que presentaron resultados en Mini Examen del Estado Mental por bajo la línea de corte. Fueron observados todos los cuidados éticos. Se aplicó Mini Examen de Estado Mental...

Redes de apoio social em famílias multiculturais, acompanhadas no âmbito da intervenção precoce: Um estudo exploratório

Brandão,Maria Teresa; Craveirinha,Fátima Pereira
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
105.99%
A investigação em IP tem mostrado que a rede social é fundamental no apoio às famílias de crianças em idades baixas com problemas de desenvolvimento, tendo efeitos positivos no funcionamento pessoal, familiar, bem como no comportamento e desenvolvimento da criança. As famílias incluídas em minorias étnicas, nomeadamente imigrantes podem experimentar condições particularmente adversas, devido ao afastamento dos elementos da sua rede informal e dificuldades de ordem socio cultural. Em Portugal, temos assistido a uma grande entrada de imigrantes o que torna a nossa realidade multicultural e faz com que muitas das crianças e famílias acompanhadas em programas de IP tenham origens culturais e étnicas diversas, tema muito pouco estudado. Realizamos um estudo exploratório com 42 mães (28 portuguesas e 14 dos PALOP) residentes no Concelho de Loures e apoiadas em Programas de Intervenção Precoce locais, tendo verificado que globalmente estas mães percepcionam as redes de apoio formal como mais disponíveis e úteis. As redes de apoio informal são significativa mente menos úteis para as mães dos PALOP do que para as mães portuguesas. A intervenção precoce poderá pois desempenhar um papel crucial no apoio a este tipo de famílias colaborando na reestruturação e desenvolvimento da sua rede de apoio social no novo contexto sociocultural.