Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A captação da água no nevoeiro no Parque Natural de Serra Malagueta

Furtado, Florisvindo Jaimilito Rodrigues
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.66%
O trabalho desta dissertação teve como principal objectivo determinar as potencialidades de captação da água do nevoeiro no Parque Natural de Serra Malagueta. Para tal foram efectuadas experiências em duas zonas experimentais, Posto e Agu Nobo, durante o ano de 2008, com recolha da quantidade de água interceptada pelas redes de captação da água do nevoeiro entre os 810 e 896 metros de altitude, apoiada pelos valores dos parâmetros meteorológicos como a precipitação horizontal, a humidade relativa e a temperatura do ar, direcção e velocidade do vento, recolhidas na estação meteorológica. O tratamento dos dados demonstrou que Serra Malagueta apresenta um microclima específico com grandes potencialidades para a captação da água do nevoeiro, tendo sido interceptado, através da utilização de redes de captação, mais de 89 m3 de água para abastecimento à comunidade e para a escola. A maior parte das precipitações ocultas aconteceram no período entre as 16:30 da tarde e as 9:30 da manhã. O cálculo da eficiência das redes de captação indicou um valor de cerca 15% para a rede desenvolvida por Shemenauer e Cereceda no Chile e de 25% para a rede mosquiteira vulgar. A análise da relação entre as precipitações ocultas e a velocidade do vento indicou um valor do coeficiente de correlação entre os 28 e 35%...

Própolis: avaliação quantitativa da produção de própolis

Pardal, Paulo; Casalta, F.; Godinho, Joana
Fonte: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS) Publicador: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
16.98%
O estudo foi realizado no posto apícola do INIAV, Tapada da Ajuda, Instituto Superior de Agronomia, tendo como objetivo a avaliação da produção de própolis, durante um período de 60 dias, em plena época de floração. Foram selecionadas e padronizadas vinte colónias de abelhas Apis melifera iberiensis instaladas em colmeias modelo “Lusitana”. Realizaram-se análises do ciclo biológico e classificaram-se as colónias, estimando-se, por observação direta, o número de abelhas da colónia e a percentagem de mel, pólen e criação presentes. Globalmente, nas avaliações efetuadas, as colónias encontravamse vigorosas e saudáveis. A própolis, recolhida com recurso a rede tipo mosquiteira, foi avaliada de duas em duas semanas. No final do ensaio, procedeu-se à limpeza da própolis, congelaram-se as redes, durante um período de 48 horas, e quantificou-se a própolis obtida. A produção total de própolis foi bastante díspar, entre colmeias, em média de 65,4±19,4 g, valor que se encontra de acordo com a bibliografia. Globalmente, obtiveram-se valores médios de produção superiores nas colónias com maior força, embora a genética de cada colónia tenha sido um aspeto relevante na produção de própolis. A rede tipo mosquiteira utilizada revelou ser pouco eficiente...

Uso de redes mosquiteiras em crianças menores de 5 anos, numa zona rural de Angola

Lemos, Manuel; Moura, Sofia; Brito, Miguel
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.44%
As crianças com menos de 5 anos são um dos grupos mais vulneráveis à malária. O uso de redes mosquiteiras tratadas com inseticida (MTIs) é considerada uma medida eficaz de prevenção e tem sido alvo de investimento internacional como forma de reduzir a morbilidade e mortalidade desta doença. O objetivo deste estudo é avaliar o uso de redes mosquiteiras nesta faixa etária.