Página 1 dos resultados de 31 itens digitais encontrados em 0.119 segundos

Proposta de uma capitação de óleos e gorduras de adição a aplicar em unidades de restauração coletiva

Cabral, Maria Cristina Salgadinho
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.67%
Resumo da tese: As gorduras e óleos fazem parte integrante de qualquel refeição, seja na confeção, tempero ou nos próprios alimentos. As capitações são um componente no planeamento de ementas que definem a quantidade de ingredientes de uma refeição por pessoa. Uma inadequação da capitação de óleos e gorduras pode ter implicações negativas nos hábitos alimentares e na ingestão diária de energia. O objetivo deste estudo foi elaborar uma proposta de capitação de óleos e gorduras de adição em cru para o almoço de crianças do 1º ciclo do Ensino Básico, nas Unidades de Restauração Coletiva (URC). Foram calculadas capitações para o azeite, óleo de amendoim, girassol, banha de porco e margarina. Analisou-se também, a capitação de óleos de adição empregues em URC. Foram analisadas 6 cozinhas centrais e de confeção local durante 20 dias consecutivos. Os componentes da refeição avaliados foram: sopa, fonte proteica do prato, guarnição, legumes confecionados e salada crua. Os dados recolhidos foram processados recorrendo ao Microsoft Office ExcelR 2007. A capitação de adição dos óleos e gorduras foi determinada de acordo com as orientações da Nova Roda dos Alimentos e recomendações nutricionais da World Health Organization. A capitação de adição determinada para os óleos foi de 5 ml. Para a banha de porco e margarina obteve-se a capitação de adição de 5 g e 6 g...

Educação para a Saúde; Conceitos, práticas e necessidades de formação

Carvalho, Amâncio; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Lusociência Publicador: Lusociência
Tipo: Livro
Publicado em /06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
45.83%
Em 1984 a Comissão Regional da Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS) aprovou as metas regionais de Saúde para Todos sob a qual deveriam assentar as bases da política de saúde dos vários estados membros. As estratégias para se atingirem tais metas são as seguintes: a promoção de estilos de vida saudáveis; a protecção do ambiente; a prestação de cuidados de saúde adequados e ajustados à população; e a criação de medidas de suporte pertinentes a nível da pesquisa e informação (Amorim, 2000). A problemática da Educação para a Saúde (EpS), como processo orientado para a utilização de estratégias que ajudem os indivíduos e a comunidade a adoptar ou modificar comportamentos que permitam um melhor nível de saúde, vem sendo objecto de uma reflexão crescente por parte de instituições, grupos profissionais e autores em artigos de literatura específica (OMS, 1985). De facto, no dizer de Sanmartí (1985), a consecução de elevados níveis de saúde e a prevenção de mortes prematuras dependem, em grande medida, da adopção por parte dos indivíduos, grupos e comunidades, de comportamentos saudáveis. Daí a importância e o interesse actual pela EpS, que em todo o mundo se fundamenta nos seguintes aspectos (Navarro...

Vigilância epidemiológica da infecção do local cirúrgico nas artroplastias da anca e do joelho

Maia, Maria José dos Santos
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 23/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
35.82%
Introdução - A Vigilância Epidemiológica (VE) é a área nobre da Prevenção e Controlo da Infecção, sendo “… fundamental assegurar o registo contínuo, a análise, a interpretação e a informação de retorno relativamente às Infecções Associadas aos Cuidados de Saúde (IACS) …”. (1) A revisão da literatura relacionada com o tema, incidiu sobre as IACS, o sistema de VE proposto pela Direcção Geral da Saúde (DGS), a Infecção do Local Cirúrgico (ILC), as Artroplastias da Anca e do Joelho e sobre as Recomendações existentes para a Prevenção e Controlo da ILC, tanto a nível nacional como a nível internacional. Objectivo - Conhecer as ILC nas Artroplastias da Anca e do Joelho num Hospital Central. Metodologia - Efectuou-se um estudo do tipo descritivo, prospectivo e de abordagem quantitativa. Avaliaram-se 626 procedimentos cirúrgicos, de acordo com o sistema de codificação – ICD-9-CM. Foram eles a Substituição Total da Anca (STA) - 81.51, a Substituição Parcial da Anca (SPA) - 81.52, a Revisão da Substituição da Anca (RSA) - 81.53, a Substituição Total do Joelho (STJ) - 81.54 e a Revisão da Substituição do Joelho (RSJ) - 81.55. Excluíram-se 27 procedimentos cirúrgicos (81.53 e 81.55) relativos a 18 doentes...

Reabilitação cardíaca em Portugal: a intervenção que falta!

Mendes, Miguel
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
65.75%
A Organização Mundial de Saúde definiu Reabilitação Cardíaca (RC), em 1964, como “… o conjunto de actividades necessárias para fornecer ao doente com cardiopatia uma condição física, mental e social tão elevadas quanto possível, que lhe permita retomar o seu lugar na vida da comunidade, pelos seus próprios meios e de uma forma tão normal quanto possível”. Os Programas de Reabilitação Cardíaca (PRC) foram lançados para promover uma recuperação física rápida após enfarte agudo do miocárdio (síndrome coronário agudo - SCA, na nomenclatura actual), orientada para reintegração social rápida e plena, nomeadamente para a retoma da actividade profissional, após SCA ou cirurgia cardíaca (coronária, valvular ou transplante). Para além dos doentes que sofreram SCA complicado ou após cirurgia cardíaca, a obtenção de uma boa capacidade física tem uma importância significativa nos trabalhadores cuja actividade exige esforço físico violento, como os agrícolas ou da construção civil, assim como nos doentes idosos e nas mulheres. Actualmente, para além da promoção da capacidade funcional, os PRC assumiram-se como programas de prevenção secundária, implementando também a adopção de um estilo de vida saudável...

Níveis de referência em diagnóstico em tomografia computorizada para planeamento em radioterapia

Sequeira, Tânia Maria Cardigos
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
65.74%
Mestrado em Radiações Aplicadas às Tecnologias da Saúde- Ramo de especialização: Terapia com Radiações; O decreto-lei nº 180/2002 faz a transposição parcial da Diretiva nº 97/43 da EURATOM para a legislação portuguesa e “estabelece as normas relativas à proteção das pessoas contra os perigos da radiação resultantes da exposição radiológica médica”. Segundo o artigo 10º desta norma, o titular da instalação radiológica deve assegurar o “estabelecimento de recomendações no que respeita a critérios de referência para as exposições médicas, incluindo doses de radiação, e assegurar-se que as mesmas estão disponíveis para o médico que prescreve o exame”. Ainda de acordo com este artigo, o titular deve assegurar “Conformidade das exposições com os níveis de referência para exames de radiodiagnóstico, se for o caso, tendo em consideração os níveis de referência de diagnósticos europeus, quando existentes”. O objetivo deste trabalho seria estabelecer um protocolo de avaliação das doses recebidas pelos pacientes submetidos a Tomografia Computorizada na Unidade de Radioterapia do Algarve, a fim de determinar os níveis de referência locais para as patologias mais frequentes nesta unidade. Em Tomografia Computorizada...

Estudo SAIMI - saúde e acesso aos serviços de saúde dos imigrantes do subcontinente indiano em Lisboa: que recomendações para cuidados de saúde equitativos e culturalmente adaptados?

Matos, Inês Campos; Alarcão, Violeta; Lopes, Elisa; Oiko, Carla; Carreira, Mário
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/2015 POR
Relevância na Pesquisa
105.91%
Copyright © Ordem dos Médicos 2015; Introdução: O crescimento da população imigrante em Portugal tem sido consistente nas últimas décadas. Apesar disto, a informação sobre a saúde das populações imigrantes é escassa. Esta investigação utiliza dados recolhidos junto da população oriunda do subcontinente indiano a residir no distrito de Lisboa para produzir recomendações para a prestação de serviços de saúde culturalmente adaptados. Material e Métodos: Estudo transversal junto da comunidade imigrante do subcontinente indiano (Bangladesh, Índia e Paquistão) a residir em Lisboa, selecionada com base numa técnica de amostragem bola de neve e recorrendo a inquiridores com acesso privilegiado à população-alvo. O questionário inquiriu sobre a saúde, o acesso aos cuidados de saúde, estilos de vida e atitudes perante a morte. Foi feita uma análise descritiva dos dados e uma comparação entre as três nacionalidades padronizada para a idade. Resultados: Foram administrados questionários a 1011 indivíduos com uma taxa de adesão de 97%. A maioria dos participantes eram adultos do sexo masculino. Os imigrantes indianos relataram mais frequentemente barreiras na utilização dos serviços de saúde e tinham uma maior frequência de doenças crónicas. Os imigrantes paquistaneses tinham piores indicadores de estilos de vida. Discussão: A população imigrante do subcontinente indiano tende a relatar mais dificuldades linguísticas no acesso aos cuidados de saúde quando comparada com outras populações imigrantes. Com base em recomendações da Organização Mundial da saúde...

Avaliação de Impacto do Processo de Bolonha nos Enfermeiros em Portugal: Construção de um Modelo para Avaliação de Impacto de Políticaqs Intersectoriais

Pereira, Joel da Costa
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 07/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
35.89%
Contexto: Os recursos humanos são considerados por diversos autores como o elemento chave dos sistemas de saúde, apesar de nem sempre se lhes ter sido dada a devida atenção. O planeamento estratégico dos recursos humanos de saúde, num ambiente instável, como o que se vive actualmente, pode ser influenciado não só por reformas no sector da saúde mas também, por reformas de outros sectores. Neste sentido, seria útil que parte desse planeamento incluísse uma análise dos efeitos que as políticas intersectoriais têm ou terão nos RHS. Deste modo, pretende-se durante este trabalho contribuir para o desenvolvimento de um modelo que, permita avaliar o impacto que, políticas intersectoriais terão nos RHS, mais especificamente nos Enfermeiros em Portugal. Objectivo: Construir um modelo de avaliação dos potenciais impactos de uma política intersectorial, na força de trabalho dos RHS em Portugal. Avaliar o impacto do Processo de Bolonha na força de trabalho dos Enfermeiros em Portugal. Material e métodos: Para concretização deste estudo recorreu-se a métodos mistos qualitativos e quantitativos. O desenho proposto insere-se numa estratégia transformativa sequencial (Creswell, 2009), tendo o estudo sido desenvolvido ao longo de duas etapas principais. A primeira para construção e validação teórica do modelo de RHS que serviria de base à Avaliação de Impacto. Uma segunda etapa para aplicação do questionário construído ao Processo de Bolonha. Resultados: O modelo seleccionado para Avaliação de Impacto foi considerado valido e consensual pelos respondentes...

Contributos para o planeamento de uma política de Recursos Humanos da Saúde para Moçambique - Análise de situação sobre os processos de gestão e o que deve ser contemplado num Plano de Desenvolvimento dos Recursos Humanos da Saúde em Moçambique segundo um grupo de responsáveis pela gestão de nivel provincial

Amaral, Ana Marta
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 20/11/2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.96%
Esta tese é sobre os Recursos Humanos da Saúde (RHS) em Moçambique, sem os quais não é possível haver prestação de cuidados de saúde. Moçambique gasta a maioria do seu Produto Interno Bruto (PIB) na saúde pública (4 por cento), mas apesar de ter registado melhorias significativas dos seus indicadores de saúde nos últimos anos (OMS, 2010), continua a enfrentar o desafio de um Sistema de Saúde (SS) debilitado (MSF, 2007), com fraca capacidade de resposta às necessidades de saúde da população. Actualmente a atenção do Governo moçambicano centra-se na expansão, fortalecimento e melhoria do Serviço Nacional de Saúde (SNS), mas os problemas existentes com os RHS continuam a ser a maior barreira para alcançar estes objectivos (OMS, 2010). O SS enfrenta problemas de densidade, distribuição e desempenho destes recursos (Ferrinho & Omar, 2006). Finalidade e objectivos Esta tese tem como finalidade obter contributos para o planeamento de uma política de Recursos Humanos da Saúde para Moçambique. Com o objectivo geral de conhecer as percepções que os responsáveis pela gestão de nível provincial têm dos processos de gestão utilizados e o que consideram ser os temas mais importantes a contemplar no planeamento de uma política de RHS...

Assessing the community needs of mental health residential care service users in Republic of Moldova

Chihai, Jana
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 ENG
Relevância na Pesquisa
45.85%
RESUMO: Background: Problemas de saúde mental são um grande problema clínico e social na República da Moldávia, representando uma quota significante de deficiência, sendo classificada no top cinco das dez linhas na hierarquia das condições. A taxa de incidência tem sido crescente na República da Moldávia, atingindo cerca de 15.000 por ano (14,655 em 2011), ou seja, 411,4 por 100 mil habitantes, e uma taxa de prevalência de 97.525 pessoas em 2011, ou seja, 2,737.9 por 100 mil habitantes. Sistema de atendimento psiquiátrico fornece serviços de saúde mental escassos a nível da comunidade, visando principalmente terapia hospitalar, centralizada, através de uma rede de três hospitais psiquiátricos, com 1.860 camas e 4 sanatórios psico- neurológicos com 1890 camas, assim alimentando-se a estigmatização do paciente. Objetivos: O objetivo deste estudo foi a avaliação das necessidades individuais dos beneficiários e do seu nível de autonomia dentro de cuidados residenciais, para o planeamento de reformas de saúde mental e desinstitucionalização na República da Moldávia. Este estudo foi encomendado pelo Ministério do Trabalho, Proteção Social e da Família e pelo Ministério da Saúde, com o apoio da Organização Mundial da Saúde...

Estudo SAIMI - Saúde e Acesso aos Serviços de Saúde dos Imigrantes do Subcontinente Indiano em Lisboa: Que Recomendações para Cuidados de Saúde Equitativos e Culturalmente Adaptados?; SAIMI Study - Health and Health Care Access by Immigrants from the Indian Subcontinent in Lisbon: What Recommendations for Equitable and Culturally Adequate Health Care?

Campos Matos, Inês; Unidade de Epidemiologia. Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pública. Faculdade de Medicina. Universidade de Lisboa. Lisboa. Portugal.; Alarcão, Violeta; Unidade de Epidemiologia. Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pú
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 29/05/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
125.91%
Introdução: O crescimento da população imigrante em Portugal tem sido consistente nas últimas décadas. Apesar disto, a informação sobre a saúde das populações imigrantes é escassa. Esta investigação utiliza dados recolhidos junto da população oriunda do subcontinente indiano a residir no distrito de Lisboa para produzir recomendações para a prestação de serviços de saúde culturalmente adaptados.Material e Métodos: Estudo transversal junto da comunidade imigrante do subcontinente indiano (Bangladesh, Índia e Paquistão) a residir em Lisboa, selecionada com base numa técnica de amostragem bola de neve e recorrendo a inquiridores com acesso privilegiado à população-alvo. O questionário inquiriu sobre a saúde, o acesso aos cuidados de saúde, estilos de vida e atitudes perante a morte. Foi feita uma análise descritiva dos dados e uma comparação entre as três nacionalidades padronizada para a idade.Resultados: Foram administrados questionários a 1011 indivíduos com uma taxa de adesão de 97%. A maioria dos participantes eram adultos do sexo masculino. Os imigrantes indianos relataram mais frequentemente barreiras na utilização dos serviços de saúde e tinham uma maior frequência de doenças crónicas. Os imigrantes paquistaneses tinham piores indicadores de estilos de vida.Discussão: A população imigrante do subcontinente indiano tende a relatar mais dificuldades linguísticas no acesso aos cuidados de saúde quando comparada com outras populações imigrantes. Com base em recomendações da Organização Mundial da saúde...

Deteção precoce da epidemia sazonal de gripe

Mexia, Ricardo; Nunes, Baltazar; Contreiras, Teresa; Matias Dias, Carlos
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Tipo: Relatório
Publicado em 06/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
55.84%
Os autores agradecem à Prof. Doutora Carlota Louro (Linha Saúde 24), pela colaboração e disponibilização dos dados indispensáveis a elaboração deste trabalho; A deteção precoce da epidemia sazonal de gripe é fundamental para o planeamento e implementação adequada de um conjunto de procedimentos nas unidades de saúde, bem como nas recomendações a dar à população. Atualmente esta deteção assenta no sistema de vigilância da gripe, que inclui a Rede Médicos- Sentinela (Rede MS), um Sistema de Observação em Saúde, constituído por médicos de família, cuja atividade profissional é desenvolvida em Centros de Saúde. A participação dos clínicos na Rede é estritamente voluntária e inclui uma notificação contínua, semanal, dos novos casos de doença ocorridos nos utentes inscritos nas listas dos médicos participantes. Além disso, o sistema assenta também numa Rede de serviços de urgência sentinela que enviam zaragatoas para a vigilância virológica. Esta Rede tem entre os seus objetivos a vigilância epidemiológica de algumas doenças que ocorrem na comunidade, de forma a permitir a identificação precoce de eventuais "surtos", nomeadamente a Gripe. A Linha Saúde 24 (Linha S24) é uma linha de atendimento telefónico gratuito...

Deteção precoce da epidemia sazonal de gripe com dados da Linha Saúde 24

Mexia, Ricardo
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
65.71%
A deteção precoce da epidemia sazonal de gripe é fundamental para o planeamento e implementação adequado de um conjunto de procedimentos nas unidades de saúde, bem como nas recomendações de prevenção para a população. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA, IP), através do Departamento de Epidemiologia e com a colaboração da Linha de Saúde 24, desenvolveu um trabalho de investigação sobre a deteção precoce da epidemia sazonal de gripe. Do relatório agora apresentado, destaca-se o seguinte: - Pretendeu verificar, se a informação colhida pela Linha de Saúde 24, durante as chamadas telefónicas de apoio e encaminhamento, permite identificar um “sinal” do início da epidemia sazonal de gripe na população portuguesa. - Elaborou-se um estudo descritivo retrospetivo, analisando várias séries temporais, definindo-se como período do estudo as épocas gripais a partir de 2010 (2010-2011, 2011-2012 e 2012-2013). - Estudaram-se 17 algoritmos da Linha de Saúde 24, comparando-os com as taxas de incidência da Rede Médicos-Sentinela. - Conclui-se que os resultados mostram que é possível detetar de forma precoce o início da epidemia sazonal de gripe, estando estes sinais relacionados com a sintomatologia associada à gripe...

Uma “observação” sobre a utilização de cuidados preventivos pela mulher

Branco, Maria João; Paixão, Eleonora; Vicente, Lisa Ferreira
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Departamento de Epidemiologia Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Departamento de Epidemiologia
Tipo: Relatório
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
45.84%
As doenças com maior impacto na saúde da mulher devem merecer uma atenção especial e, se a evidência científica assim o indicar, serem objecto de práticas preventivas, nomeadamente, de exames de rastreio, de acordo com protocolos de actuação orientadores de quem deve ser rastreado, da idade de início, do intervalo e descontinuidade do rastreio e da sensibilidade e especificidade que se pode esperar dos respectivos testes, entre outros. Neste contexto, o Departamento de Epidemiologia, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e a Divisão de Saúde Reprodutiva, da Direcção-Geral da Saúde consideraram pertinente realizar, colaborativamente, o presente estudo, de modo a contribuir para aumentar a informação e conhecimento sobre a situação dos cuidados preventivos da população feminina de Portugal Continental. Objectivos: Estimar a percentagem de mulheres com determinadas práticas preventivas, na população do Continente. Metodologia: O estudo, descritivo transversal, constou de um inquérito realizado por entrevista telefónica a uma amostra de mulheres das famílias ECOS, em Maio-Junho de 2011. Esta amostra é aleatória e constituída por 1032 Unidades de Alojamento (UAs), contactáveis por telefone fixo e móvel...

A Transição para a Reforma em Casais Portugueses

Loureiro, Helena Maria Almeida Macedo; Mendes, Aida Maria de Oliveira Cruz; Camarneiro, Ana Paula Forte; Silva, Margarida Alexandra N. C. G. M. Moreira da; Fonseca, António Manuel Godinho da; Fernandes, Ana Alexandre; Rodrigues, Rogério Manuel Clemente;
Fonte: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem Publicador: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem
Tipo: Parte de Livro Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
65.84%
A passagem à reforma é um evento de transição que se carateriza pela vivência e experiência de adaptação à mudança. Dependendo da forma como os seus protagonistas a percecionam poderão diferir as suas respostas adaptativas, expondo-os a diferentes estados de vulnerabilidade. O projeto REATIVA tem por finalidade a construção de um programa de intervenção promotor da saúde, dirigido a indivíduos e famílias que se encontram numa fase do ciclo vital de meia-idade e que vivenciam um processo de adaptação à reforma. Neste relatório apresenta-se o segundo momento, da primeira fase deste projeto, que teve como objetivo conhecer as perceções dos casais que vivenciam um processo de adaptação à reforma, bem como as estratégias adotadas para lhes fazer face. Realizou-se um estudo descritivo, de carácter qualitativo. Tomou-se como população-alvo os casais em que pelo menos um dos seus cônjuges estivesse aposentado há menos de 5 anos, inscritos em unidades de saúde prestadoras de Cuidados de Saúde Primários (CSP) da Administração Regional de Saúde do Centro (ARS Centro). Os participantes selecionados foram alvo de uma abordagem por entrevista semiestruturada, tendo a informação sido recolhida por registo áudio digital e submetida a análise temática...

Contributos da comunicação na promoção da saúde oral e na adesão de profissionais de saúde a um programa de saúde oral

Armeiro, Sandra Maria Oliveira da Cruz Vale de
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 2327693 bytes; application/pdf
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
65.8%
Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta; Este estudo pretende ser um contributo no âmbito da comunicação e na promoção da saúde, em particular da saúde oral. As estratégias e os processos de comunicação, de informação e de educação em saúde, constituem áreas de vital importância para o planeamento, implementação, desenvolvimento, monitorização e avaliação de projectos e acções promotoras da saúde. Deste modo, esta investigação visa também, adquirir e aprofundar conhecimentos sobre estas temáticas. Os objectivos preconizados para esta investigação: investigar sobre a percepção dos profissionais de saúde face aos processos de comunicação afectos ao Programa de Saúde Oral (PSO) do Serviço de Saúde Ocupacional do Centro Hospitalar de Lisboa Central EPE – Hospital de S. José; conhecer e caracterizar a avaliação que os profissionais de saúde fazem sobre as dimensões constituintes deste Programa, incluindo a qualidade dos cuidados de saúde prestados e os processos e métodos comunicacionais usados no Programa de Saúde Oral; analisar através de uma perspectiva histórica/documental algumas dimensões e evolução deste Programa. Uma amostra de 75 profissionais de saúde com idades compreendidas entre 23 e os 63 anos...

Fundamentos teóricos e objectivos estratégicos de uma unidade de ética em saúde pública : caso de estudo : o gabinete de ética e responsabilidade da Direcção-Geral da Saúde

Santos, Nina de Sousa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
RESUMO - Este trabalho de projecto visa responder à questão de saber como gerir uma unidade de ética num serviço público central de saúde pública, “de forma racional e informada”, definindo os seus objectivos estratégicos (Baranger, citando Drucker, 1990) utilizando como caso de estudo o Gabinete de Assuntos Jurídicos, Ética e Responsabilidade, adiante designado por Gabinete, da Direcção‐Geral da Saúde. Para o efeito, fez‐se, em primeiro lugar, uma abordagem teórica descritiva das bases filosóficas da ética realçando a sua aplicação prática na determinação das características dos sistemas de saúde. Em seguida, analisa‐se a utilização do conceito de ética no âmbito da Saúde Pública, no contexto da bioética, verificando‐se elementos distintivos que parecem justificar a autonomização do conceito de ‘Ética em Saúde Pública’. Para tal, foram consultadas as principais fontes de princípios éticos em saúde, tais como a Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Declaração de Helsínquia, bem como a Constituição da República Portuguesa e os Códigos Deontológicos das profissões de saúde. Nesta fase do trabalho é pesquisada, nas perspectivas nacional e internacional, a existência de unidades de ética...

Guidelines for planning, conducting, reporting and evaluating Systematic Reviews in Sport and Health; Revisões sistemáticas em desporto e saúde: Orientações para o planeamento, elaboração, redação e avaliação

Bento, Teresa; Escola Superior de Desporto de Rio Maior, IPS, Rio Maior
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Revisão Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
75.75%
Reliable summaries of the available evidence are essential to help researchers and practitioners make well-informed decisions. For this reason, the quality of the final result depends on the accuracy in each stage of the development of a systematic review. The aim of the present study is to draw guidelines and recommendations for planning, conducting, reporting and evaluating systematic reviews that support the work of researchers and reviewers. Initially, we address the main characteristics and differences of a systematic review compared to other literature reviews. Then, we describe the main procedures and concerns to be considered in each phase of developing a systematic review. Finally, we present a commented version of a checklist for reporting systematic reviews and guide the reader. We intend to contribute to the set of standards for the structure and quality of knowledge published in review papers, in the fields of Sport and Health, which support more informed decisions.; Sumários da evidência disponível que sejam credíveis são fundamentais para o apoio à tomada de decisão de investigadores e profissionais no desempenho do seu trabalho. Por esta razão, a qualidade do trabalho final deve depender e refletir o rigor aplicado em todas as etapas de elaboração dos trabalhos de revisão. O objetivo do presente trabalho é compilar orientações e recomendações para o planeamento...

Contributo para um manual de apoio de projectos co-financiados: o caso particular da medida 3.1 do Saúde XXI

Bastos, Sónia Maria Alves
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
45.79%
A Medida 3.1 do Programa Operacional Saúde, no âmbito do lll Quadro Comunitário de Apoio, permitiu que micro e pequenas empresas se candidatassem a obtenção de financiamento comunitário com o intuito de melhorar o acesso e a qualidade dos cuidados de saúde prestados à população em áreas geográficas carenciadas. Por se tratar de uma medida inovadora no sector da saúde e face a reduzida experiência dos promotores na realização deste género de projetos, surgiram vários constrangimentos que condicionaram a concretização destas ações. Considerando uma seleção de 12 projetos concluídos, enquadrados por uma reflexão é metodologia do planeamento e da avaliação de programas, identificaram-se seis fases no ciclo de vida de projetos co-financiados pela Medida 3.1. Em cada uma destas fases procurou-se caracterizar as principais contrariedades, que na opinião dos promotores entrevistados, mais dificultou a realização dos projetos e em que medida as soluções adotadas permitiram atingir os objetivos previstos na candidatura. O resultado deste estudo qualitativo é a proposta de um Manual de Apoio a conceção e execução de projetos co-financiados, que permita disseminar recomendações para potenciar a concretização de futuras intervenções no sector privado da saúde. /ABSTRACT - The Measure 3.1 of the Health Operational Program...

Evolução da prevenção e combate à obesidade de crianças e jovens em Portugal ao nível do planeamento estratégico

Beja,André; Ferrinho,Paulo; Craveiro,Isabel
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
75.92%
Introdução: Considerada pela OMS como epidemia global e um dos maiores desafios da saúde pública do século XXI, a obesidade é uma doença crónica com múltiplas causas, com destaque para as comportamentais, nomeadamente alterações ao padrão alimentar e sedentarismo. Constitui fator de risco de várias patologias, como diabetes tipo 2 ou cardiovascular, contribuindo para diminuição da qualidade de vida dos indivíduos e aumento dos custos com a saúde. O excesso de peso tem efeitos negativos imediatos na saúde individual de crianças e jovens, aumentando o risco de apresentarem obesidade e suas comorbilidades na idade adulta. O crescimento do problema em idades infantojuvenis e a maior facilidade na introdução de mudança nos seus comportamentos sustentam recomendações para uma intervenção prioritária junto destas faixas etárias. Diversos estudos evidenciam agravamento do problema na população portuguesa, sendo a prevalência entre crianças e jovens das mais elevadas na Europa. Este facto, associado aos custos individuais, sociais e económicos da doença, constitui foco de interesse para quem estuda os sistemas de saúde, tendo-se procurado, com esta investigação, compreender a evolução das políticas e estratégias de prevenção e combate à obesidade infantil e dos jovens ao nível do planeamento estratégico em Portugal. Método: Recorrendo a uma metodologia qualitativa...

Revisões sistemáticas em desporto e saúde: Orientações para o planeamento, elaboração, redação e avaliação

Bento,Teresa
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.81%
Sumários da evidência disponível que sejam credíveis são fundamentais para o apoio à tomada de decisão de investigadores e profissionais no desempenho do seu trabalho. Por esta razão, a qualidade do trabalho final deve depender e refletir o rigor aplicado em todas as etapas de elaboração dos trabalhos de revisão. O objetivo do presente trabalho é compilar orientações e recomendações para o planeamento, elaboração e redação de revisões sistemáticas, que sirvam de apoio à melhor consecução do trabalho de investigadores e revisores. Inicialmente situam-se os trabalhos de revisão sistemática no âmbito de outros trabalhos de síntese da literatura, identificando as suas características distintivas. Posteriormente, apresentam-se as etapas de desenvolvimento de trabalhos de revisão sistemática, destacando-se as principais preocupações e cuidados no cumprimento de cada uma. Finalmente, será apresentada uma versão comentada de uma checklist de redação de estudos, que facilite a redação de futuros trabalhos desta natureza. Pretende-se descrever as principais tarefas e preocupações em cada fase de elaboração de revisões sistemáticas no sentido de contribuir para a uniformização da estrutura dos trabalhos bem como da qualidade dos mesmos...