Página 1 dos resultados de 451 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A reabilitação psicossocial na atenção aos transtornos associados ao consumo de álcool e outras drogas: uma estratégia possível?; The psychosocial rehabilitation of individuals with alcohol and drug use disorders: a possible strategy?

PINHO, Paula Hayasi; OLIVEIRA, Márcia Aparecida de; ALMEIDA, Marilia Mastrocolla de
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
CONTEXTO: O consumo de álcool e drogas constitui-se em uma problemática mundial. A exclusão e a ausência de políticas específicas que marcaram a saúde pública brasileira demonstram a necessidade de reversão dos modelos assistenciais para contemplar as reais necessidades dos usuários que apresentam transtornos decorrentes do consumo de álcool e drogas. O desafio de formular uma política específica de prevenção, tratamento e reabilitação numa lógica que permita a singularidade e a reinserção social dos indivíduos tem sido tema dos diversos estudos nessa área. OBJETIVOS: Identificar a utilização e compreensão do conceito da reabilitação psicossocial na atenção aos problemas associados ao consumo de álcool e drogas. MÉTODOS: Revisão bibliográfica do banco de dados MEDLINE, de 1997 a 2007, sobre a reabilitação psicossocial no campo da atenção aos transtornos decorrentes do consumo de álcool e outras drogas. RESULTADOS: Foram selecionados dez artigos que apresentavam similaridade com o tema. CONCLUSÕES: Encontramos os termos "suporte social" e "apoio social", que fazem referência à importância da rede social na recuperação do usuário de álcool e outras drogas, assim como a reabilitação psicossocial determina a importância da rede social do indivíduo como um de seus eixos.; CONTEXT: The consumption of alcohol and drugs constitutes a worldwide problem. Exclusion and lack of specific policies for those who suffer with drug and alcohol dependency has marked Brazilian public health policy and demonstrated the need for change in the service models in order to contemplate the real needs of those with alcohol and drug abuse disorders. The challenge of formulating a specific prevention...

Sistematização da assistência de enfermagem psiquiátrica em um serviço de reabilitação psicossocial.; Psychiatric nursing systhemic framework for patient´s social rehabilitation.

Toledo, Vanessa Pellegrino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
Face às modificações na assistência institucional ao paciente psiquiátrico, através de tratamento sem a internação em hospital, nova postura é exigida dos profissionais de saúde que prestam assistência a essa clientela, como é o caso do enfermeiro. Assim, o objetivo deste trabalho é enfatizar a importância da sistematização da assistência de enfermagem, também na área da saúde mental, como um recurso a mais para aprofundar o conhecimento das condições de saúde física e emocional do paciente em busca de reabilitação psicossocial. Para tanto, foi utilizado um instrumento para abordagem qualitativa de sete sujeitos, contendo histórico de enfermagem baseado nos nove padrões de reações humanas da NANDA – North American Nursing Diagnosis Association, que contemplam os âmbitos psicossocial, fisiológico, econômico e cultural do ser humano, adaptado para o serviço de reabilitação psicossocial. Todos os sujeitos são pacientes de centro de saúde mental, provenientes de unidades básicas de saúde do município de Araras – SP e ex-internos da clínica psiquiátrica Antonio Luiz Sayão, da mesma cidade, por motivo de alta hospitalar. O histórico de enfermagem favorece a prestação de cuidado individualizado e qualificado e vem sendo utilizado há três anos no Centro Universitário Hermínio Ometto – Uniararas...

O acompanhamento terapêutico na assistência e reabilitação psicossocial do portador de transtorno mental; Therapeutic continuity in health care and psychosocial rehabilitation of mental disorder patients

Carniel, Aline Cristina Dadalte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.94%
A reforma psiquiátrica possibilitou transformações na assistência à saúde mental e o acompanhamento terapêutico (AT), como modalidade de assistência e reabilitação psicossocial do portador de transtorno mental, faz parte dessas transformações. Desde então, o acompanhante terapêutico vem ampliando seus conceitos e fundamentando suas bases teóricas, sendo sua prática cada vez mais aceita por diferentes profissionais e valorizada por preencher as lacunas deixadas pelos tratamentos psiquiátricos tradicionais, principalmente depois que as portas dos manicômios, que enclausuravam o referido portador de transtorno mental e as maneiras adequadas de assisti-lo e reabilitá-lo, foram definitivamente abertas. O objetivo do presente estudo foi investigar a contribuição do AT no processo de assistência e reabilitação psicossocial de um portador de transtorno mental assistido em um Centro de Atenção Psicossocial e escolhido com a ajuda de sua equipe multiprofissional. Para isso, foram estabelecidos 16 encontros de AT, os quais foram desenvolvidos em diferentes locais, observados, e seus conteúdos registrados após cada encontro, sintetizados e analisados, segundo o método qualitativo. Os resultados mostraram contribuição muito positiva do AT na assistência e reabilitação psicossocial do portador de transtorno mental...

Trabalho, reabilitação psicossocial e rede social: concepções e relações elaboradas por usuários de serviços de saúde mental envolvidos em projetos de inserção laboral; Work, psychosocial rehabilitation, and social network: conceptions and relationships established by mental health service users involved in laboral insertion projects.

Lussi, Isabela Aparecida de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
O presente estudo elegeu como foco de investigação o trabalho desenvolvido por usuários de serviços de saúde mental em oficinas de geração de renda ou em cooperativas sociais integradas. Objetivou-se identificar as concepções acerca do trabalho elaboradas pelos usuários, bem como investigar se estabelecem relações entre trabalho, processos de reabilitação psicossocial e rede social. Participaram do estudo quinze usuários, sendo cinco sócios da Cooperativa Social Querciambiente, da cidade de Trieste, Itália, cinco freqüentadores das oficinas de geração de renda da Associação Arte e Convívio, do município de Botucatu SP e cinco participantes do Núcleo de Oficinas e Trabalho do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, da cidade de Campinas SP. Para a coleta de material, utilizou-se a técnica da observação livre, entrevista semi-estruturada e busca documental. O material empírico oriundo das entrevistas foi submetido à Análise Temática, a qual possibilitou identificação das categorias de análise. Os dados provenientes da observação livre e da busca documental foram utilizados como complementação dos dados obtidos nas entrevistas. A análise do material foi subsidiada pelos pressupostos teóricos da Desinstitucionalização e da Economia Solidária. Os resultados demonstraram que na concepção dos sujeitos o trabalho é uma importante ferramenta para a emancipação social das pessoas...

Reabilitação psicossocial em hospital psiquiátrico: as representações e práticas dos trabalhadores; Psychosocial rehabilitation in psychiatric hospital : the representations and practice of workers

Andrade, Talita Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
Diante do expressivo número de Hospitais Psiquiátricos no Estado de São Paulo, que continuam presentes no atendimento das pessoas com transtornos mentais mesmo frente à política de desinstitucionalização e a priorização do atendimento nos serviços substitutivos, surge a questão se os profissionais que trabalham neles conhecem e discutem o conceito de reabilitação psicossocial e como trabalham no contexto da Reforma Psiquiátrica. Este estudo objetivou analisar as possibilidades e impossibilidades de se implantar estratégias de reabilitação psicossocial em hospitais psiquiátricos, foi escolhido como objeto as representações que os trabalhadores têm sobre a reabilitação psicossocial e como categorias analíticas, as representações sociais e o processo de trabalho em saúde. Os dados foram coletados no período entre novembro e dezembro de 2011, por meio de entrevistas semiestruturadas com questões norteadoras, junto a dezoito trabalhadores dos lares abrigados em um hospital psiquiátrico no Município de São Paulo. Após a transcrição das falas, os dados foram analisados conforme a metodologia de análise temática. A análise dos discursos dos entrevistados revelou temas que por aproximação configuraram a categoria Processo de Trabalho: Os temas que formaram esta categoria foram: o agente...

Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental; Psychosocial Rehabilitation and Family Health Strategy: Challenges in mental health care.

Frateschi, Mara Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.85%
A Estratégia Saúde da Família (ESF) tem se destacado como uma importante alternativa para a (re)inserção da pessoa em sofrimento mental na sociedade, em conformidade com a Reforma Psiquiátrica. A Reabilitação Psicossocial é compreendida como uma abordagem que visa a emancipação da pessoa, a redução da discriminação, a valorização das capacidades individuais e sociais e a criação de um sistema de apoio de longa duração. Este estudo objetivou conhecer e compreender as ações desenvolvidas pela ESF no que se refere à Reabilitação Psicossocial em saúde mental, a partir da perspectiva dos profissionais, usuários e familiares. A coleta de dados foi realizada em duas Unidades de Saúde da Família (USF) de Ribeirão Preto-SP e os participantes foram 26 profissionais, 3 usuárias e 2 familiares. Os instrumentos utilizados para a coleta foram a entrevista individual aberta e a observação participante. O material foi submetido à análise seguindo a abordagem qualitativa e utilizou-se como ferramenta a Análise de Conteúdo Temática. A análise possibilitou a construção de seis categorias temáticas, a saber: 1) Contextos e relações: Necessidades apontadas como sendo o motivo pela procura por ajuda na USF; 2)Ações: o desafio de cuidar da saúde mental no território- indica as ações desenvolvidas pelas USFs...

Reabilitação psicossocial de pessoas com doença mental de evolução prolongada - estilos de vida saudáveis

Ferreira, Zélia Gomes
Fonte: Escola Superior de Saúde Publicador: Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
Trabalho de projeto de Mestrado em Enfermagem de Saúde mental e Psiquiatria; A Reabilitação Psicossocial em pessoas com doença mental crónica de evolução prolongada, surge como uma abordagem mais específica e complementar ao tratamento comum, tendo como principal objetivo capacitar a pessoa com perturbação mental a atingir o nível máximo de funcionamento pessoal, social, profissional e familiar, no meio menos restrito possível. Neste estudo, que teve por base a metodologia de projeto, foram diagnosticadas como necessidades de intervenção mais prementes num grupo de doentes em internamento hospitalar, com doença mental crónica de evolução prolongada (diagnóstico esquizofrenia), através da aplicação das Escalas CADEM, MMSE, WHOQOL-BREF e da entrevista informal, os focos “Gestão do Regime Terapêutico” e “Exercício Físico”, tornando-se estes numa necessidade em cuidados de enfermagem, com particular relevância no âmbito da gestão das doenças crónicas. O planeamento das intervenções, teve em consideração a singularidade de cada utente e a interdependência das esferas psicológica, social, cultural, biológica, e espiritual de cada um. Em relação ao foco “Exercício Físico”...

Intervenções de Enfermagem na Reabilitação Psicossocial da Pessoa com Doença Mental Grave.

Martins, Vânia Lúcia Domingues
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde. Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Relatório do Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica; O internamento não programado na pessoa com diagnóstico médico de esquizofrenia é hoje objeto de atenção por parte do Alto Comissariado da Saúde e consta no Plano Nacional de Saúde Mental 2011-2016 como parte de um conjunto de indicadores de qualidade. As intervenções desenvolvidas nesta área poderão ser passíveis de apresentar ganhos em saúde para a pessoa com doença mental grave. Estudos revelam que as intervenções psicossociais podem ter um papel determinante ao nível dos fatores relacionados com a recaída na esquizofrenia, pelo que anunciam uma necessidade crescente de se desenvolverem intervenções comunitárias na área da reabilitação psicossocial que envolvam a reintegração familiar e socioprofissional, o grau de autonomia e a melhoria da qualidade de vida. A reabilitação psicossocial apresenta-se assim como uma área de atuação emergente nos cuidados especializados em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica. Deve constituir-se enquanto um processo contínuo e por isso, deve ser integrado em projetos de reabilitação individualizados que resultem da conjugação de diversas técnicas terapêuticas que atuem de forma combinada enquanto grupo de intervenções específicas. A metodologia utilizada neste trabalho foi a metodologia de projeto. Foi efetuado o diagnóstico das necessidades de intervenção ao nível da reabilitação psicossocial da pessoa com diagnóstico médico de esquizofrenia através do recurso ao Inquérito de Avaliação de Necessidades Camberwell (CAN-R2.0) – versão adaptada e parcialmente validada para a população Portuguesa. As áreas de intervenção identificadas...

Reabilitação psicossocial: participação de pessoas diagnosticadas com perturbação mental e dos seus familiares no processo de tratamento

Castro, Ana Raquel Ferreira de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica; A presente investigação tem como objetivo principal explorar a opinião de pessoas, com o diagnóstico de perturbação mental, sobre a importância não só da sua participação no processo de tratamento, como também dos seus cuidadores e/ou familiares. Com este intuito, foi realizada uma entrevista semi-estruturada a uma amostra constituída por sete participantes (seis mulheres e um homem) diagnosticados com uma perturbação mental. Os principais resultados corroboram a literatura no que concerne à importância da participação de utentes e familiares no tratamento, à sua frequência em terapias complementares à farmacoterapia, à definição de Reabilitação Psicossocial e ainda ao impacto do estigma na doença mental. Pretende-se, com este estudo, apresentar um contributo para a compreensão deste fenómeno de modo a melhorar a prestação de cuidados nos serviços de Reabilitação Psicossocial.; This research aims to explore the opinion of people with a diagnosis of mental disorder, not only about the importance of their participation in the treatment process, as well as the participation of their caregivers and family. For this purpose, we performed a semi-structured interview to a sample of seven participants (six women and one man) diagnosed with a mental disorder. The main results corroborate the literature regarding the importance of involving patients and their families in treatment...

Família, doença mental e reabilitação psicossocial: Estudo da relação entre a percepção que as famílias de doentes psicóticos têm de si, da doença e da reabilitação e o seu envolvimento no processo de reabilitação psicossocial

Silva, Cristina Maria Magalhães de Oliveira Vieira da
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
67.01%
Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica; Estima-se que em Portugal existam 60000 cidadãos com perturbações de saúde mental grave e prolongada. Estas obrigam a um processo longo e continuado de serviços onde se realça a importância de um trabalho de parceria efectiva entre doentes, técnicos, famílias e comunidade em geral, por forma a facilitar a reabilitação psicossocial a nível pessoal, social e profissional das pessoas doentes, A família, que em alguns casos funciona como rede de suporte nuclear, vê-se também perante uma realidade que não desejou. O objectivo do nosso estudo foi perceber como é que as famílias de pessoas com diagnóstico de esquizofrenia se percepcionam a si próprias, como percepcionam a doença mental e o processo de reabilitação psicossocial e verificar se esta percepção se relaciona com o seu envolvimento no processo de reabilitação. Participaram no estudo 20 familiares de pessoas com diagnóstico de esquizofrenia, envolvidas em processo de reabilitação, respondendo à escala de diferencial semântico (Osgood, 1957) a qual foi analisada nos seus factores avaliativo e potência. Participaram também os técnicos de referência dos familiares doentes que, através do preenchimento da versão resultante do estudo das propriedades métricas da EAEFR (Oliveira...

Enfermagem em saúde mental no contexto da reabilitação psicossocial e da interdisciplinaridade

Oliveira,Francisca Bezerra de; Silva,Antonia Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
Este trabalho tem como objetivo refletir sobre os conceitos de reabilitação psicossocial e de interidisciplinaridade, no campo da saúde mental. Procura-se mostrar a importância e a atualidade desses temas na construção dos saberes e práticas na área de enfermagem em saúde mental e/ou psiquiátrica. A partir do pensamento complexo e do paradigma ético-estético, fazem-se algumas críticas ao paradigma racionalista e, ao mesmo tempo, procura-se construir um conhecimento que convide à busca, à reflexão, à curiosidade, não à certeza, mas à possibilidade de múltiplas narrativas competitivas. Reabilitação psicossocial é compreendida como uma concepção e não como uma técnica. É um processo que aumenta a capacidade do usuário de estabelecer trocas sociais e afetivas nos diversos cenários: em casa, no trabalho e no tecido social. Interdisiciplinaridade é a capacidade de convergir conhecimentos especializados orquestrando esforços na construção de um texto único, escrito a várias mãos. Observa-se que a discussão desses temas possibilita ao profissional de enfermagem a constituição de práticas e saberes ancorados numa dimensão utópica, ética e estética.

A reabilitação psicossocial na atenção aos transtornos associados ao consumo de álcool e outras drogas: uma estratégia possível?

Pinho,Paula Hayasi; Oliveira,Márcia Aparecida de; Almeida,Marilia Mastrocolla de
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
CONTEXTO: O consumo de álcool e drogas constitui-se em uma problemática mundial. A exclusão e a ausência de políticas específicas que marcaram a saúde pública brasileira demonstram a necessidade de reversão dos modelos assistenciais para contemplar as reais necessidades dos usuários que apresentam transtornos decorrentes do consumo de álcool e drogas. O desafio de formular uma política específica de prevenção, tratamento e reabilitação numa lógica que permita a singularidade e a reinserção social dos indivíduos tem sido tema dos diversos estudos nessa área. OBJETIVOS: Identificar a utilização e compreensão do conceito da reabilitação psicossocial na atenção aos problemas associados ao consumo de álcool e drogas. MÉTODOS: Revisão bibliográfica do banco de dados MEDLINE, de 1997 a 2007, sobre a reabilitação psicossocial no campo da atenção aos transtornos decorrentes do consumo de álcool e outras drogas. RESULTADOS: Foram selecionados dez artigos que apresentavam similaridade com o tema. CONCLUSÕES: Encontramos os termos "suporte social" e "apoio social", que fazem referência à importância da rede social na recuperação do usuário de álcool e outras drogas, assim como a reabilitação psicossocial determina a importância da rede social do indivíduo como um de seus eixos.

Problematizando a reforma psiquiátrica brasileira: a genealogia da reabilitação psicossocial

Pinto,Alessandra Teixeira Marques; Ferreira,Arthur Arruda Leal
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
Este artigo tem por objetivo problematizar um dispositivo importante no processo de reforma psiquiátrica brasileira que é a reabilitação psicossocial. Os autores observam que novas modalidades de tratamento em saúde mental não determinam que os doentes mentais possam efetivamente assumir a condição de cidadão, pois princípios manicomiais podem estar presentes, embasando serviços e práticas. O que se observou é que a reabilitação psicossocial tem uma grande importância na vida dos ditos doentes mentais, mas apresenta o risco de promover a manutenção da condição de psiquiatrizado. Para se pensar sobre essa questão, recorre-se à genealogia de Michel Foucault que consiste na problematização das práticas de poder subjacentes aos discursos psiquiátricos contemporâneos no Brasil.

Sobre discursos e práticas : a reabilitação psicossocial pelo olhar dos técnicos de referência de um CAPS da região metropolitana de Recife

Lorena Guedes dos Santos, Gláucia; de Araújo Menezes-Santos, Jaileila (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.06%
A presente pesquisa teve como objetivo geral investigar o processo de reabilitação psicossocial considerando o discurso e a prática de técnicos de referência de um serviço substitutivo aos hospitais psiquiátricos, no caso um Centro de Atenção Psicossocial CAPS, da Região Metropolitana de Recife. Utilizamos o referencial teórico da Psicologia Sócio-Histórica segundo a qual uma compreensão mais aprofundada dos fenômenos, no caso o processo de reabilitação psicossocial em saúde mental, necessita do entendimento das mudanças históricas que lhe deram origem e o circunscreve atualmente. Assim, empreendemos uma revisão histórica das mudanças de atendimento à loucura, desde o surgimento dos primeiros manicômios até a criação dos hospitais psiquiátricos para o atendimento do doente mental (Séc. XVIII). Os primeiros movimentos de denúncia das péssimas condições existentes em tais locais possibilitou a elaboração de novas propostas de atendimento em saúde mental, como as da Reforma Psiquiátrica Italiana, conduzida por Franco Basaglia e que teve grande influência no Brasil. Em nosso país, as denúncias de maus tratos contra internos em hospitais psiquiátricos, no final dos anos 1970, resultou na aprovação da Lei 10.216...

Reabilitação Psicossocial e Acompanhamento Terapêutico: equacionando a reinserção em saúde mental

Gruska,Viktor; Dimenstein,Magda
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
Este artigo objetiva tecer algumas considerações teóricas voltadas ao trabalho de acompanhamento terapêutico (AT) junto a egressos de longas internações psiquiátricas. Busca articular o AT em uma dimensão reabilitadora a qual visa o aumento do grau de autonomia, de funcionamento psicossocial e integração comunitária desses usuários. Consideradas como práticas articuladas ao contexto de vida diário dos usuários, a reabilitação psicossocial e o acompanhamento terapêutico são estratégias potentes que podem contribuir para a expansão do modelo de Atenção Psicossocial e garantia dos direitos dos usuários com transtornos mentais, em especial no que tange à assistência e suporte social. Distanciada de uma acepção adaptacionista, a reabilitação como possibilidade de recontratualização social, em articulação à prática do AT, pode ajudar a equacionar o desafio da reinserção social posto atualmente à política de saúde mental no Brasil. Ou seja, pode ser um dispositivo de ampliação das possibilidades de circulação na cidade e de estruturação da vida cotidiana, auxiliando a evitar o isolamento, o abandono, a cronificação e a institucionalização tão frequentes nessa população que vivencia uma variedade de violações de direitos.

Perceção de Qualidade de Vida na Depressão: compreender o impacto da reabilitação psicossocial neste conceito

Cruz, Patrícia
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Outros
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
O nosso estudo tem como objetivos entender o percurso da doença de pessoas com depressão desde o 1º contacto com a psiquiatria até ao encaminhamento para o serviço de reabilitação psicossocial; analisar a percepção da qualidade de vida em pessoas com depressão e compreender o impacto da reabilitação psicossocial na perceção da qualidade de vida. A depressão é uma doença com grande protagonismo na sociedade contemporânea e tem tido um grande impacto nos serviços que prestam cuidados psiquiátricos. A qualidade de vida é um conceito que tem potenciado a preocupação de cientistas e profissionais de saúde quanto ao desenvolvimento de métodos de avaliação e de instrumentos que devem considerar a perspetiva dos pacientes. Neste sentido foi utilizada a metodologia qualitativa cujas técnicas de investigação reúnem a observação participante, pesquisa documental e entrevista semi-estruturada. Foram realizadas 6 entrevistas (3 homens e 3 mulheres) a utentes que frequentam em regime de ambulatório do Serviço de Reabilitação Psicossocial do Hospital de Magalhães Lemos, EPE. A informação foi sujeita a análise de conteúdo após terem sido elaboradas categorias de análise. Algumas das conclusões retiradas do nosso estudo remetem para o seguinte: todos os nossos entrevistados foram encaminhados para a psiquiatria através do médico de família ou então deram entrada através serviço de urgência. Demonstram pouco conhecimento sobre a sua doença e escassa motivação para procurarem mais informação. O inicio da doença tem quase sempre sintomatologia física associada e pode ser episódica ou recorrente conduzindo à cronicidade. Relativamente ao conhecimento que tinham sobre o funcionamento do Serviço de Reabilitação Psicossocial antes de iniciarem a sua frequência...

Estudo do Impacto da Desinstitucionalização de doentes e /ou deficientes mentais no seu Bem-Estar Psicológico: Uma Experiência de Reabilitação Psicossocial – “Quinta Pedagógica das Romãzeiras”

Almeida, Ana Carolina Cordeiro de
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
O presente estudo analisa uma experiência de desinstitucionalização de pacientes que se encontravam internadas na Casa de Saúde Rainha Santa Isabel, em Condeixa-a- Nova, visando a sua inserção socio-comunitária, através da integração num projecto, que tem por nome “Quinta Pedagógica das Romãzeiras” apoiado num programa de reabilitação psicossocial (THS – Treino de Habilidades Sociais) e de Actividades de Vida Diária (AVDs). O universo do estudo compreendeu um grupo de vinte pacientes que foram acompanhados na sua trajectória de desinstitucionalização e avaliados em dois momentos com um intervalo de oito meses. A primeira avaliação foi feita antes da desinstitucionalização de modo a obter os valores relativos ao estado psicológico e psicopatológico das utentes internadas. A segunda avaliação foi feita após a desinstitucionalização e a intervenção da equipa técnica através do respectivo projecto de reabilitação psicossocial. As duas áreas avaliadas foram: O índice Geral de Sintomas Psicopatológicos (Sintomatologia Psiquiátrica) e o nível de Bem-Estar Psicológico. Os resultados deste estudo apontam no sentido, globalmente, existirem mudanças positivas consideradas estatisticamente significativas nos índices de sintomatologia...

Experiência e transmissão : o projeto insere como articulador de reabilitação psicossocial no campo da saúde mental

Rainone, Francilene Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf; video/x-msvideo
POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
A presente pesquisa, interessada em abordar questões inauguradas pelo movimento da Reforma Psiquiátrica e, consequentemente, pela reestruturação política do atendimento a sujeitos portadores de transtornos mentais graves, busca situar e delimitar as questões essenciais que este movimento impõe ao campo da saúde mental. Para tanto, tomando como ponto de partida o texto de Hannah Arendt, Entre o passado e o futuro, propõe-se a destacar a posição que a reabilitação psicossocial vem assumindo desde que este movimento foi deflagrado, bem como examinar a evolução do conceito de reabilitação psicossocial e investigar as possibilidades de atuação no campo da atenção psicossocial. Também utiliza-se Walter Benjamin como autor central desta tese para desenvolver o termo experiência. O estudo organizou-se a partir da análise da díade experiência-transmissão – entendida a partir do paradigma psicanalítico e com base no conceito de transferência, de S. Freud, e na noção de estrutura moebiana, de Jacques Lacan – e, nele, são apresentados os dispositivos terapêuticos que vem sendo desenvolvidos no CAPS Cais Mental Centro, assim como as vias de transmissão da experiência clínica que tais dispositivos podem propiciar para o campo da atenção psicossocial...

A reabilitação psicossocial na atenção aos transtornos associados ao consumo de álcool e outras drogas: uma estratégia possível?; The psychosocial rehabilitation of individuals with alcohol and drug use disorders: a possible strategy?

Pinho, Paula Hayasi; Oliveira, Márcia Aparecida de; Almeida, Marilia Mastrocolla de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
CONTEXTO: O consumo de álcool e drogas constitui-se em uma problemática mundial. A exclusão e a ausência de políticas específicas que marcaram a saúde pública brasileira demonstram a necessidade de reversão dos modelos assistenciais para contemplar as reais necessidades dos usuários que apresentam transtornos decorrentes do consumo de álcool e drogas. O desafio de formular uma política específica de prevenção, tratamento e reabilitação numa lógica que permita a singularidade e a reinserção social dos indivíduos tem sido tema dos diversos estudos nessa área. OBJETIVOS: Identificar a utilização e compreensão do conceito da reabilitação psicossocial na atenção aos problemas associados ao consumo de álcool e drogas. MÉTODOS: Revisão bibliográfica do banco de dados MEDLINE, de 1997 a 2007, sobre a reabilitação psicossocial no campo da atenção aos transtornos decorrentes do consumo de álcool e outras drogas. RESULTADOS: Foram selecionados dez artigos que apresentavam similaridade com o tema. CONCLUSÕES: Encontramos os termos "suporte social" e "apoio social", que fazem referência à importância da rede social na recuperação do usuário de álcool e outras drogas, assim como a reabilitação psicossocial determina a importância da rede social do indivíduo como um de seus eixos.; CONTEXT: The consumption of alcohol and drugs constitutes a worldwide problem. Exclusion and lack of specific policies for those who suffer with drug and alcohol dependency has marked Brazilian public health policy and demonstrated the need for change in the service models in order to contemplate the real needs of those with alcohol and drug abuse disorders. The challenge of formulating a specific prevention...

SAÚDE MENTAL E ECONOMIA SOLIDÁRIA: ESTRATÉGIAS DE REABILITAÇÃO PSICOSSOCIAL; MENTAL HEALTH AND SOCIAL ECONOMY: ESTRATEGIES OF PSICOSSOCIAL REHABILITATION

Kawahala, Edelu; Paines, Marcelo; Vivar y Soler, Rodrigo Diaz de; Fornazari, Sandro Kobol; Xavier, Marlon
Fonte: Pró-Reitoria de Extensão Publicador: Pró-Reitoria de Extensão
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Empírica de Campo; acompanhamento. Formato: application/pdf; audio/mpeg
Publicado em 01/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2009v6n7p161Este artigo tem por objetivo apresentar considerações acerca de um Projeto de Extensão desenvolvido no ano de 2006 em uma parceria entre o curso de Psicologia da UNESC e o Centro de Atenção Psicossocial 1. Tendo como pressuposto a economia solidária, o projeto procurou, em conjunto com a comunidade, construir uma associação de usuários, oportunizando estratégias de geração de renda e reabilitação psicossocial. No prazo de um ano de atividade, tal associação foi constituída e hoje é gerenciada pelos usuários.; This paper have for objective to present considerations as for by one extension project developed on the year of 2006, in a partnership among the running of Psychology from UNESC and the Center of Attention Psicossocial (CAPS II). I tend presupposed the social economy, the project he sought , in conjunction with the users , he constructed an association of users bring up opportunity strategies of generation of income and rehabilitation psicossocial. Along a year of activity, as affiliation was constituting and today is coordinates bristles users.