Página 1 dos resultados de 224 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Benefícios do treino aeróbio de alta intensidade em programas de reabilitação cardíaca em adultos

Alho, Tito Guerreiro Assunção
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.83%
A nível global, a doença cardiovascular é a causa principal de mortalidade. Foi relatada uma estimativa de 17,3 milhões de mortes causadas por doença cardiovascular (OMS, 2011). Uma das formas de prevenção é a reabilitação cardíaca, que consiste num programa supervisionado por profissionais, com o intuito de ajudar os participantes a recuperar de episódios cardíacos, cirurgia coronária e intervenções coronárias percutâneas das quais a angioplastia e “Stenting” (AHA,2011). Este relatório de estágio é constituído por duas partes que abordam temas diferentes. A primeira parte pertence à revisão Sistemática de literatura (RSL) que aborda os benefíciosdo treino aeróbio de alta intensidade em programas de reabilitação cardíaca em adultos. A segunda parte pertence a intervenção de estágio realizada no Ginásio Clube Português com especial atenção no programa de reabilitação cardíaca. Na RSL foram analisados vários estudos. Neles os principais resultados verificados na comparação entre cada tipo de treino foram os seguintes: a intervenção com intensidade moderada verificou-se o aumento do C-HDL; com o treino de força máxima, observou-se o aumento da ventilação, dos valores pico de lactato...

Adesão ao exercício físico em programa privado de reabilitação cardíaca

Franulovic, Patrícia Helena Poggio Cortez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.53%
O presente estudo objetiva analisar no âmbito de uma clínica privada de Reabilitação Cardíaca, os motivos que fazem com que os alunos permaneçam dentro do programa de condicionamento físico. Para obter estas respostas um instrumento americano sobre motivação e exercício físico, foi traduzido e adaptado para a língua portuguesa e para o grupo estudado. Após a validação do mesmo, o questionário foi aplicado em indivíduos do sexo masculino, com idade entre 50 à 65 anos, com pelo menos cinco anos de condicionamento físico realizados na mesma instituição e que ainda exercem suas atividades profissionais. O Inventário é dividido em três partes, onde na primeira se pode analisar os dados biográficos dos alunos; na segunda parte é possível verificar quais são as pessoas que interferem de forma mais forte na manutenção de um comportamento ativo. A terceira e última parte, nos mostra quais são as reais preocupações destes indivíduos para permanecerem ativos, ou seja, se estão preocupados com aspectos relacionados a saúde, estética e bem estar social

Desenvolvimento de software para monitoração e análise de pacientes em programas de reabilitação cardíaca

Correa, Rodrigo Scherer
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxi, 124 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.77%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica.; A busca da melhoria na qualidade de vida é uma constante no tratamento de doenças crônicas, em especial as doenças isquêmicas do coração. Os programas de reabilitação cardíaca surgiram com o intuito de recolocar aquele paciente cardiopata que sofreu algum evento cardíaco, o mais breve possível, a sua lida diária, sendo que o exercício físico supervisionado é o ponto central destes programas. No entanto, esta é uma situação de risco uma vez que a atividade física pode induzir o aparecimento de isquemia miocárdica e arritmias cardíacas, fatores que podem levar ao infarto e a morte súbita. A monitoração do paciente cardiopata durante as sessões de exercícios de reabilitação cardíaca envolve a busca por alterações eletrocardiográficas decorrentes da isquemia miocárdica, além do acompanhamento da freqüência cardíaca e da pressão arterial. Esta dissertação trata do desenvolvimento de software para o monitoramento simultâneo da freqüência cardíaca, depressão do segmento ST e da pressão arterial de até quatro pacientes. O sistema utiliza a porta de comunicação USB do computador para através de protocolo proprietário se comunicar com um hardware especialmente construído para a aquisição e transmissão via rede wireless dos sinais fisiológicos de eletrocardiografia e fotopletismografia de pacientes em reabilitação cardíaca. Os sinais eletrocardiográfico e fotopletismográfico lidos são mostrados em tempo real na tela do computador. A freqüência cardíaca é estimada em intervalos regulares por algoritmos que utilizam a transformada wavelet contínua do eletrocardiograma como fonte de dados. A pressão arterial é estimada a partir do sinal fotopletismográfico utilizando o método de Jones & Wang (1993). O sistema ainda permite o acompanhamento da evolução de cada paciente ao longo das sessões por meio da armazenagem do sinal eletrocardiográfico coletado durante as sessões. A avaliação do sistema e da metodologia implementada demonstra que o sistema desenvolvido...

Benefícios relacionados a qualidade de vida percebidos pelos participantes de um projeto de reabilitação cardíaca

Cureau, Rachel Moraes
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 43 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.78%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos. Curso de Graduação em Educação Física.; As doenças cardiovasculares, segundo a Organização Mundial de Saúde, matam 17 milhões de pessoas por ano, sendo responsáveis por 30% do total de mortes no mundo. Os Programas de Reabilitação Cardíaca trazem os pacientes de volta às suas atividades diárias habituais, com ênfase na prática do exercício físico. O objetivo desse estudo foi analisar os benefícios da Reabilitação Cardíaca percebidos pelos participantes do Procor (Programa de Prevenção e Reabilitação Cardíaca – UFSC). A pesquisa é caracterizada como uma pesquisa descritiva do tipo estudo de caso. Participaram deste estudo 18 participantes do Programa de Prevenção e Reabilitação Cardíaca (ProCor) do Centro de Desportos da UFSC. Com média de idade de 65,1 ± 8,1 anos, sendo 9 do sexo feminino e 9 do sexo masculino que responderam um questionário construído e avaliado para este fim. Em relação aos aspectos sociais analisados pode-se observar que houve aumento do número de amigos e de confraternizações realizadas pelos mesmos, melhoras na relação com familiares e na convivência com outras pessoas. Quanto aos aspectos físicos perceberam-se melhoras nas quatro variáveis pesquisadas. A percepção de melhoria dos aspectos sociais e físicos independe do sexo dos participantes...

Que Fatores Determinam os Níveis de Atividade Física após Programa de Reabilitação Cardíaca?

Soares, D.; Viamonte, S.; Magalhães, S.; Ribeiro, M.; Barreira, A.; Fernandes, P.; Torres, S.
Fonte: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.86%
introdução: Os Programas de Reabilitação Cardíaca ganharam enorme relevância na prevenção de doenças cardiovasculares constituindo um desafio assegurar a prática de exercício físico regular durante e após o fim do programa supervisionado. O objetivo deste trabalho foi determinar os fatores que influenciam os hábitos de atividade física 12 meses após um Programa de Reabilitação Cardíaca.Material e Métodos: Estudo prospetivo abrangendo 580 doentes com cardiopatia isquémica consecutivamente orientados para Programas de Reabilitação Cardíaca na Unidade de Reabilitação Cardiovascular do Centro Hospitalar do Porto, entre Janeiro de 2008 e Junho de 2011. Avaliaram-se os níveis de atividade física através do International Physical Activity Questionnaire realizado no início do programa, aos 3 e 12 meses depois. Foram testados como potenciais determinantes dos hábitos de atividade física a longo prazo: idade; sexo; fatores de risco modificáveis; capacidade funcional (alcançada em prova de esforço); análises laboratoriais (HbA1c, perfil lipídico, Proteína C Reativa e Peptideo Natriurético Cerebral). Realizou-se análise de regressão linear para identificar os preditores significativos e encontrar o melhor ajuste do modelo.Resultados: A idade avançada...

Factores que condicionam a adesão dos utentes à componente de exercício dos programas de reabilitação cardíaca: perspectiva dos fisioterapeutas

Carvalho, João; Alves, Susana; Fonseca, Vanessa; Nave Leal, Elisabete; Coutinho, Isabel; Carolino, Elisabete
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Enquadramento - A reduzida adesão aos programas de Reabilitação Cardíaca (RC) constitui um problema actual. Várias investigações debruçaram-se sobre o estudo dos factores que, na opinião dos utentes, condicionam a sua adesão à RC. No entanto, não se conhece a opinião dos profissionais em relação a esta questão. Objectivos - Identificar os factores que condicionam a adesão dos utentes à componente de exercício dos programas de RC, segundo a perspectiva dos fisioterapeutas que intervêm nesta área, e verificar se a percepção dos profissionais, relativamente a esses mesmos factores, depende das suas características pessoais, experiência profissional e fase de intervenção; ou se está relacionada com a sua percepção do nível de adesão dos utentes ou com o seu conceito de adesão. Metodologia - Procedeu-se a um estudo transversal, com uma amostra de 20 fisioterapeutas a desenvolver a sua actividade em RC, através da aplicação de um questionário. Resultados - Os factores que reuniram maior consenso, enquanto condicionantes de adesão, foram os aspectos relacionados com os profissionais, com a patologia e com as características sociais dos utentes. Neste estudo as únicas correlações estatisticamente significativas na população referem-se às variáveis: opinião relativa ao índice “Aspectos sociais” e “Percepção do nível de adesão” (correlação negativa modera) e ao índice “Aspectos relacionados com os profissionais” e “Conceito de adesão” (correlação moderada). Conclusão - Este estudo permitiu identificar os factores que...

Reabilitação cardíaca em Portugal: a intervenção que falta!

Mendes, Miguel
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
A Organização Mundial de Saúde definiu Reabilitação Cardíaca (RC), em 1964, como “… o conjunto de actividades necessárias para fornecer ao doente com cardiopatia uma condição física, mental e social tão elevadas quanto possível, que lhe permita retomar o seu lugar na vida da comunidade, pelos seus próprios meios e de uma forma tão normal quanto possível”. Os Programas de Reabilitação Cardíaca (PRC) foram lançados para promover uma recuperação física rápida após enfarte agudo do miocárdio (síndrome coronário agudo - SCA, na nomenclatura actual), orientada para reintegração social rápida e plena, nomeadamente para a retoma da actividade profissional, após SCA ou cirurgia cardíaca (coronária, valvular ou transplante). Para além dos doentes que sofreram SCA complicado ou após cirurgia cardíaca, a obtenção de uma boa capacidade física tem uma importância significativa nos trabalhadores cuja actividade exige esforço físico violento, como os agrícolas ou da construção civil, assim como nos doentes idosos e nas mulheres. Actualmente, para além da promoção da capacidade funcional, os PRC assumiram-se como programas de prevenção secundária, implementando também a adopção de um estilo de vida saudável...

Estágio em reabilitação cardíaca : intervenção em contexto clínico e comunitário.

Silva, Andreia Vala da
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
Mestrado em Exercício e Saúde; Este relatório, elaborado com vista à obtenção do Grau de Mestre em Exercício e Saúde pela Faculdade de Motricidade Humana (FMH), tem como objetivo retratar o trabalho desenvolvido durante o estágio curricular de Reabilitação Cardíaca. O relatório incorpora a revisão de literatura e sintetiza o trabalho realizado durante o estágio desenvolvido no programa comunitário de Reabilitação Cardíaca da Faculdade de Motricidade Humana, o Corlis, no Ginásio Clube Português e no programa clínico do Hospital de Santa Marta. Para cada local de estágio é efetuada a caraterização do local, descrito o modo de funcionamento do programa, realizada a caraterização dos participantes e descrita a intervenção do estágio. Este demonstra assim a minha intervenção e aprendizagem no percurso formativo, do qual resultou a aquisição de competências sobretudo para a prescrição de exercício em doentes cardíacos nas diferentes fases de um programa de Reabilitação Cardíaca.; ABSTRACT : This report was elaborated in order to the obtention of the master’s mistress degree in Health and Exercise through the Faculty of Human Motricity, and has the purpose to portray the work developed throughout the curricular stay of Cardiac Rehabilitation. The report incorporate the literature revision and synthetize the work made during the developed in the communitarian program of Cardiac Rehabilitation of the Faculty of Human Motricity...

Reabilitação Cardíaca Após Síndrome Coronária Aguda. Deveremos Continuar a Reabilitar os Doentes de Baixo Risco? Experiência de um Centro

Rosa, S; Abreu, A; Filipe, C; Soares, RM; Rio, P; Silva, S; Alves, S; Alves, T; Ferreira, V; Soares, C; Rodrigues, I; Viveiros Monteiro, A; Portugal, G; Mimoso, I; Cruz Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
Introdução: A Reabilitação cardíaca (Rc) é um elemento fundamental na prevenção secundária após síndrome coronária aguda (ScA). A American Association of Cardiovascular and Pulmonary Rehabilitation (AAcPR)definiu critérios de estratificação de risco para os doentes elegíveis para programas de Rc. Contudo, tem sido questionada a integração de doentes de baixo risco em programas estruturados de treino de exercício. Objectivo: comparar o impacto da Rc nos doentes de baixo risco cardiovascular versus risco moderado/alto, segundo os critérios a AAcPR, de forma a avaliar o real benefício da Rc na capacidade de exercício nos doentes de baixo risco, quantificada por prova de esforço cardiorrespiratória (PecR). Métodos: Análise retrospetiva dos doentes submetidos a Rc após ScA e submetidos a PecR antes e após a integração num programa de treino de exercício supervisionado constituído por 36 sessões. Foram incluídos doentes desde janeiro de 2004 a dezembro de 2013, num centro Hospitalar Terciário. Os doentes foram divididos em dois grupos: grupo de risco cardiovascular baixo (GRB) e grupo de doentes com risco moderado a alto (GRMA) de acordo com os critérios da AAcPR. Os parâmetros avaliados na PecR foram: pico de consumo de oxigénio (pVO2)...

Futuro da Reabilitação Cardíaca. A Intervenção, os Grupos Minoritários, os Novos Programas

Abreu, A
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
Este artigo avalia o futuro da reabilitação cardíaca. Descreve características de novos programas assim como a importância da intervenção em causa sobre minorias, habitualmente pouco contempladas em estudos científicos. Chama a atenção para o papel da reabilitação na sequência de implantação de dispositivos e em grupos etários avançados.

Reabilitação Cardíaca Após Síndrome Coronária Aguda. Deveremos Continuar a Reabilitar os Doentes de Baixo Risco? Experiência de um Centro

Rosa, S; Abreu, A; Filipe, C; Soares, RM; Rio, P; Silva, S; Alves, S; Alves, T; Ferreira, V; Soares, C; Rodrigues, I; Viveiros Monteiro, A; Portugal, G; Mimoso, I; Cruz Ferreira, R
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
Introdução: A Reabilitação cardíaca (Rc) é um elemento fundamental na prevenção secundária após síndrome coronária aguda (ScA). A American Association of Cardiovascular and Pulmonary Rehabilitation (AAcPR)definiu critérios de estratificação de risco para os doentes elegíveis para programas de Rc. Contudo, tem sido questionada a integração de doentes de baixo risco em programas estruturados de treino de exercício. Objectivo: comparar o impacto da Rc nos doentes de baixo risco cardiovascular versus risco moderado/alto, segundo os critérios a AAcPR, de forma a avaliar o real benefício da Rc na capacidade de exercício nos doentes de baixo risco, quantificada por prova de esforço cardiorrespiratória (PecR). Métodos: Análise retrospetiva dos doentes submetidos a Rc após ScA e submetidos a PecR antes e após a integração num programa de treino de exercício supervisionado constituído por 36 sessões. Foram incluídos doentes desde janeiro de 2004 a dezembro de 2013, num centro Hospitalar Terciário. Os doentes foram divididos em dois grupos: grupo de risco cardiovascular baixo (GRB) e grupo de doentes com risco moderado a alto (GRMA) de acordo com os critérios da AAcPR. Os parâmetros avaliados na PecR foram: pico de consumo de oxigénio (pVO2)...

Futuro da Reabilitação Cardíaca. A Intervenção, os Grupos Minoritários, os Novos Programas

Abreu, A
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.59%
Este artigo avalia o futuro da reabilitação cardíaca. Descreve características de novos programas assim como a importância da intervenção em causa sobre minorias, habitualmente pouco contempladas em estudos científicos. Chama a atenção para o papel da reabilitação na sequência de implantação de dispositivos e em grupos etários avançados.

Construção e validação do "CADE-Q" para educação de pacientes em programas de reabilitação cardíaca

Ghisi,Gabriela Lima de Melo; Durieux,Adriana; Manfroi,Waldomiro Carlos; Herdy,Artur Haddad; Carvalho,Tales de; Andrade,Alexandre; Benetti,Magnus
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.74%
FUNDAMENTO: O conhecimento sobre a doença arterial coronariana pode ser considerado o primeiro passo para reduzir o risco de complicações cardíacas. OBJETIVOS: Construir e validar um instrumento capaz de avaliar e descrever o conhecimento do paciente coronariano em programas de reabilitação cardíaca, com a finalidade de educação. MÉTODOS: Para construção, foi realizada análise de artigos e estudo de campo para a apresentação de itens a uma equipe multidisciplinar associada à reabilitação cardíaca. Após análise, foi gerada a versão testada em um estudo-piloto. O instrumento, nomeado CADE-Q (Questionário para Educação do Paciente Coronariano), foi aplicado em 155 pacientes com idade de 61 ± 9 anos (mín = 36 ; máx = 86), participantes de programas de reabilitação cardíaca. Dos 155 pacientes, 114 eram homens. A consistência interna foi verificada pelo coeficiente Alpha de Cronbach. A reprodutibilidade foi testada através do coeficiente de correlação intraclasse (CCIC) e a validade de construto por análise fatorial exploratória. Foi realizada análise comparando os escores totais em função de características da população e entre os grupos de reabilitação (privado e público). RESULTADOS: A versão final possui 19 questões com 4 alternativas...

Desenvolvimento e validação da versão em português da Escala de Barreiras para Reabilitação Cardíaca

Ghisi,Gabriela Lima de Melo; Santos,Rafaella Zulianello dos; Schveitzer,Vanessa; Barros,Aline Lange; Recchia,Thais Lunardi; Oh,Paul; Benetti,Magnus; Grace,Sherry L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.59%
FUNDAMENTO: As doenças cardiovasculares possuem alta incidência e prevalência no Brasil, porém a participação na Reabilitação Cardíaca (RC) é limitada e pouco investigada no país. A Escala de Barreiras para Reabilitação Cardíaca (CRBS) foi desenvolvida para avaliar as barreiras à participação e aderência à RC. OBJETIVO: Traduzir, adaptar culturalmente e validar psicometricamente a CRBS para a língua portuguesa do Brasil. MÉTODOS: Duas traduções iniciais independentes foram realizadas. Após a tradução reversa, ambas versões foram revisadas por um comitê. A versão gerada foi testada em 173 pacientes com doença arterial coronariana (48 mulheres, idade média = 63 anos). Desses, 139 (80,3%) participantes de RC. A consistência interna foi avaliada pelo alfa de Cronbach, a confiabilidade teste-reteste pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC) e a validade de construto por análise fatorial. Testes-T foram utilizados para avaliar a validade de critério entre participantes e não participantes de RC. Os resultados da aplicação em função das características dos pacientes (gênero, idade, estado de saúde e grau de escolaridade) foram avaliados. RESULTADOS: A versão em português da CRBS apresentou alfa de Cronbach de 0...

Avaliação da qualidade de vida pós-cirurgia cardíaca na fase I da reabilitação através do questionário MOS SF-36

Gonçalves,FDP; Marinho,PEM; Maciel,MA; Galindo Filho,VC; Dornelas,de Andrade A
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.72%
INTRODUÇÃO: O questionário de qualidade de vida Medical Outcome Study Short Form -36 (MOS SF-36) permite monitorar condição de saúde antes e após o tratamento instituído, sendo sensível a melhora clínica. O objetivo desse estudo foi avaliar a qualidade de vida de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio e que participaram de um programa de reabilitação cardíaca, através da aplicação do questionário MOS SF-36. Metodologia: Foram incluídos nesse estudo 24 indivíduos de ambos os sexos (15 homens e 9 mulheres) na faixa etária entre 23 e 77 anos (idade média 58 ± 6 anos) submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio, com quadro clínico estável e que participaram de um programa de reabilitação cardíaca fase I. O questionário foi aplicado em três momentos: antes, no 5º dia do pós-operatório e 2 meses após a cirurgia. Para análise estatística foi utilizado o teste de Wilcoxon para amostras pareadas. Resultados: Observou-se queda dos seguintes parâmetros Funcionamento do Organismo (p = 0,000), Limitação por Distúrbios Físicos (p = 0,002), Vitalidade (p = 0,003) e Dor (p = 0,000) após a cirurgia, havendo recuperação significativa 2 meses após (p = 0,008, p = 0...

Reabilitação cardíaca com ênfase no exercício: uma revisão sistemática

Ricardo,Djalma Rabelo; Araújo,Claudio Gil Soares de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.71%
O objetivo desta revisão sistemática foi determinar o efeito da reabilitação cardíaca com ênfase no exercício (RCEE) sobre a mortalidade, fatores de risco modificáveis e qualidade de vida relacionada à saúde em pacientes com doença arterial coronariana. Foram analisados apenas ensaios clínicos controlados e randomizados (ECCR) com follow-up igual ou superior a seis meses, publicados entre 1990 e 2004. Utilizaram-se os critérios propostos pelo Clinical Practice Guideline: cardiac rehabilitation para julgar os estudos selecionados. Fizeram parte desta revisão 21 ECCR envolvendo 2.220 pacientes entre 49 e 63 anos (86% homens). A maioria dos ECCR apresentaram resultados favoráveis à RCEE para mortalidade total e cardíaca quando comparada com os cuidados usuais (controle). Esse fato também foi observado para os eventos de reinfarto e revascularização do miocárdio. Os resultados da RCEE sobre os fatores de risco modificáveis e a qualidade de vida não foram conclusivos quando comparados com a intervenção controle, apesar de alguns estudos apresentarem diferenças estatísticas a favor da RCEE. Esta revisão confirma os benefícios da RCEE na abordagem terapêutica de coronariopatas, reduzindo suas taxas de mortalidade cardíaca e por todas as causas...

Associação entre atividade física e fatores de risco cardiovasculares em indivíduos de um programa de reabilitação cardíaca

Bernardo,Aline Fernanda Barbosa; Rossi,Renata Claudino; Souza,Naiara Maria de; Pastre,Carlos Marcelo; Vanderlei,Luiz Carlos Marques
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.59%
INTRODUÇÃO: A prática de atividade física (AF) apresenta relação inversa com fatores de risco (FR) de doenças cardiovasculares, com efeitos positivos na qualidade de vida e em outras variáveis físicas e psicológicas. Contudo, não estão estabelecidos os benefícios das atividades cotidianas. OBJETIVO: Investigar a prevalência e a associação entre dos fatores de risco cardiovasculares e diversas categorias de atividade física de pacientes de um programa de reabilitação cardíaca. MÉTODOS: Avaliou-se 69 participantes e foram verificados peso, altura e pressão arterial. Logo após, os pacientes responderam aos questionários autorreferidos para avaliar o nível de atividade física, nível de estresse e verificar a presença dos FR. Utilizou-se regressão logística para estimar a razão de chance. RESULTADOS: Encontrou-se alta prevalência de FR nos indivíduos, sendo idade e hipertensão arterial mais prevalentes, enquanto tabagismo e estresse apresentaram menor prevalência. A maioria foi classificada como sedentária, exceto para AF de locomoção (AFL). CONCLUSÃO: Há alta prevalência de FR em pacientes que frequentam programas de reabilitação cardíaca e os sedentários possuem maior chance de apresentarem os FR hipertensão arterial...

Avaliação da aderência ao programa de reabilitação cardíaca em um hospital particular geral

Mair,Vanessa; Breda,Ana Paula; Nunes,Marcos Eduardo Boquembuzo; Matos,Luciana Diniz Nagem Janot de
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.78%
OBJETIVO: Identificar os principais fatores que influenciaram o participante do nosso programa de reabilitação cardiovascular a faltar em suas terapias e correlacioná-los a idade, risco cardiovascular e motivação de nossa população. MÉTODOS: Realizou-se um estudo retrospectivo transversal com 42 pacientes (69,15±13,93 anos) participantes do programa de reabilitação cardíaca de um hospital geral particular de São Paulo, por meio da análise de duas escalas: a Escala de Barreiras para Reabilitação Cardíaca e a Escala de Disposição. Utilizou-se a correlação de Spearman para relacioná-las com absenteísmo, risco cardiovascular, idade e tempo de reabilitação cardíaca. RESULTADOS: A pontuação total da escala de barreiras foi 31±6 e o escore médio foi de 1,47±0,31. As principais barreiras foram relacionadas às subescalas "viagem/conflito de trabalho" e "problemas pessoais/familiares". A porcentagem de absenteísmo foi 8,4% do número de sessões possíveis de serem realizadas no mês. As faltas e os cancelamentos apresentaram correlação positiva com o risco cardiovascular (p=0,01; r=0,4) e correlações negativas com Escala de Disposição inicial (p=0,03; r=-0,35) e idade (p=0,02; r=-0,35). CONCLUSÃO: "Viagem/conflito de trabalho"...

Relação entre a idade e os efeitos da reabilitação cardíaca em pacientes coronários: efeitos de um programa de reabilitação cardíaca de 2 anos (fase III) em parâmetros avaliados em provas de esforço

Vieira, Ágata; Noites, Andreia; Ramalhão, Ana
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto - Politema Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto - Politema
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.77%
OBJECTIVO: Analisar a influência da Idade nos efeitos de um Programa de Reabilitação Cardíaca Fase III, em pacientes coronários, analisando Provas de Esforço. METODOLOGIA: Amostra constituída pelo Grupo Meia-idade, <65 anos, e Grupo Idosos, ≥65 anos, tendo sido recolhidos o Índice de Massa Corporal, Velocidade e Inclinação máximas, Tempo de Prova, VO2 máximo teórico, Tensão Arterial basal, máxima e de recuperação, Frequência Cardíaca máxima, Percentagem da Frequência Cardíaca máxima teórica, Duplo Produto máximo e Tempo de Recuperação. RESULTADOS: Sem diferenças significativas, entre os dois grupos, em nenhum parâmetro. CONCLUSÕES: A Idade não influenciou os efeitos do Programa de Reabilitação Cardíaca.; OBJECTIVE: Analyze the influence of Age on the effects of a Cardiac Rehabilitation Program Phase III, in coronary patients, examining Stress Testing’s. METHODS: The sample consists in a Middle Age Group, <65 years, and Elderly Group, ≥ 65 years, where were collected the Body mass index, Maximum velocity and inclination, Time trial, Theoretical maximum VO2 , Basal, maximum and recovery blood pressure, Maximum heart rate, Percentage of theoretical maximum heart rate, Maximum double product and Recovery time. RESULTS: No significant differences between the two groups in any parameter. CONCLUSIONS: Age didn’t influence the effects of the Cardiac Rehabilitation Program.

Reabilitação cardíaca : exercício para pessoas com doenças cardiovasculares

Soudo, Tiago Miguel dos Santos
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Este relatório é um documento realizado no âmbito da Unidade Curricular do estágio e é conducente ao grau de Mestre em Exercício e Saúde na Faculdade de Motricidade Humana. O objetivo do relatório é demonstrar as minhas aprendizagens ao longo deste percurso formativo. Deste modo, o presente documento visa efetuar uma reflexão sobre toda a minha prática profissional desenvolvida durante este ano letivo. Está dividido em 2 grandes partes, a revisão da literatura e o resumo do trabalho desenvolvido ao longo do estágio, engloba uma pequena introdução, conclusão, referências bibliográficas e, no fim, os anexos. O estágio foi realizado no programa de Reabilitação Cardíaca da Faculdade Motricidade Humana, no Ginásio Clube Português e no programa clínico do Hospital de Santa Marta. As instituições e respetivos programas serão caracterizados, será descrito o seu funcionamento, caracterizados os seus participantes e, por fim, descrita a minha intervenção em cada uma das instituições.; This report is a document made in the context of the curricular unit of internship and is leading to the Master's Degree in Health and Exercise at the Faculdade de Motricidade Humana. The goal of this report is to demonstrate my learning throughout this training path. The document is designed to make a reflection on my professional practice developed during this school year. It is divided into two major parts...