Página 1 dos resultados de 2263 itens digitais encontrados em 0.087 segundos

Detection of equid herpesvirus 1 DNA by Polymerase Chain Reaction after experimental inoculation of horses with a Brazilian A4/72 strain; Detecção do DNA do herpesvírus eqüino 1 pela reação em cadeia pela polimerase em cavalos inoculados com a estirpe brasileira A4/72

MORI, Enio; MORI, Cláudia Madalena Cabrera; MASSIRONI, Sílvia Maria Gomes; CUNHA, Elenice Maria Sequetin; VILLALOBOS, Eliana Monteforte Cassaro; LARA, Maria do Carmo Custódio de Souza Hunold; FERNANDES, Wilson Roberto
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
146.09%
Sete cavalos adultos de status sanitário convencional foram inoculados por via intranasal com a estirpe brasileira A4/72 do herpesvírus eqüino tipo 1 (EHV-1). Nos primeiros dez dias após a inoculação viral, todos os cavalos apresentaram manifestações de infecção respiratória leve e restrita às vias aéreas anteriores. Apesar de possuírem títulos de anticorpos neutralizantes antes da inoculação, alguns cavalos apresentaram soroconversão após o desafio viral. O EHV-1 não foi isolado a partir das secreções nasais e leucócitos sanguíneos periféricos (PBL) de nenhum animal. Entretanto, o DNA viral foi detectado pela reação em cadeia pela polimerase (PCR) nos PBL entre o terceiro e o oitavo dias pós-inoculação (d.p.i.) em todos os animais, indicando a ocorrência de viremia. Além disso, a prova de PCR detectou o vírus nas amostras do lavado broncoalveolar a partir do nono d.p.i. na maioria dos animais. Com base nos resultados obtidos, foi possível concluir que a PCR é uma técnica com alta sensibilidade e especificidade para o diagnóstico do EHV-1, capaz de detectar a presença do DNA viral mesmo quando não ocorre a constatação do agente pelos métodos tradicionais; Seven conventional adult horses were inoculated intranasally with a Brazilian A4/72 strain of equid herpesvirus-1 (EHV-1). In the first ten days after the inoculation...

Influence of amplicon size on the polymerase chain reaction of Parvovirus B19 genome in formalin-fixed specimens; Influência do tamanho do amplicon na reação em cadeia da polimerase na detecção do genoma do PB19 em amostras fixadas em formalina

QUEMELO, Paulo Roberto Veiga; FONSECA, Benedito Antônio Lopes da; LIMA, Danielle Malta; PERES, Luiz Cesar
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
146.11%
The polymerase chain reaction (PCR) has provided diagnosis of archival material, but some fixation methods such as formalin damage DNA and, subsequently, affect PCR analysis, particularly paraffin-embedded tissues. PCR is known due to its high specificity and sensitivity, although some difficulties arise when formalinfixed and paraffin-embedded tissue is used. Not only does this occur due to protein cross-linking, which increases with longer fixation time, but it also happens due to the direct damage that formalin causes in the DNA itself. PCR was used to analyze placenta and fetal organs from 34 samples with suspected Parvovirus B19 infection. It was not possible to amplify Parvovirus B19 DNA using nested-PCR, probably due to the size of the amplicon generated with the first set of primers. We approached this problem by using only the second set of primers. Two out of 34 tissue samples (5,9%) were positive by PCR. However, PCR performed on corresponding fetal organs was negative in one of the two. We also observed a negative relation between the thickness of the tissue fragment and the positivity of the samples. In conclusion, although PCR is highly specific and sensitive in fresh or ideally fixed material, a careful standardization of PCR assays is necessary when using formalin fixed paraffin-embedded tissues by applying primers that require smaller DNA fragments for amplification.; A reação em cadeia da polimerase (PCR) tem fornecido diagnóstico de material de arquivo...

"Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica" ; The role of polymerase chain reaction and panel exams in the diagnosis of cutaneous tuberculosis and atypical mycobacteria skin infection compared to clinical evaluation

Abdalla, Cristina Martinez Zugaib
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2005 PT
Relevância na Pesquisa
146.26%
Realizou-se estudo comparando o uso da reação em cadeia da polimerase à evolução clínica e painel de exames tradicionais para diagnóstico em pacientes com suspeita clínica de tuberculose cutânea e micobacteriose atípica. Observou-se sensibilidade da reação em cadeia da polimerase de 88%, especificidade de 83%, valor preditivo positivo de 82%, valor preditivo negativo de 88% e acurácia de 85% com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,655). Os exames do painel de maior acurácia, após a reação em cadeia da polimerase, foram o teste tuberculínico com acurácia de 79% e a presença de dermatite crônica granulomatosa com reação em cadeia da polimerase positiva com acurácia também de 79%, ambos com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,179 e p= 0,655, respectivamente) ; A study was performed comparing the polymerase chain reaction and the traditional panel of exams for the diagnosis in patients with a clinical suspicion of cutaneous tuberculosis and atypical mycobacteria infection to the clinical evaluation. It was observed that the sensitivity of the PCR was 88%, the specificity was 83%, the positive predictive value was 82%, the negative predictive value was 88% and the accuracy was 85% in agreement with the McNemar test (p=0.655). The panel exams of second highest accuracy...

"Avaliação da reação em cadeia de polimerase (PCR) no diagnóstico da leishmaniose cutânea no Estado do Espírito Santo, Brasil" ; Evaluation of polymerase chain reaction (PCR) in the diagnosis of cutaneous leishmaniosis in the Espírito Santo state, Brazil

Passos, Luciana Neves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
166.1%
A identificação de espécie de Leishmania é crucial no diagnóstico de leishmaniose cutânea (LC), para terapia e prognóstico, em áreas com diferentes espécies endêmicas. A reação em cadeia de polimerase (PCR) foi usada em amostras de biópsias estocadas em parafina e formol de pacientes com LC, do Espírito Santo, Brasil. Usando sequências de mini-exon do gênero Leishmania, 63,2% (36/57) das amostras em parafina e 46,1% (6/13) das amostras em formol foram positivas. Numa abordagem usando sequências de kDNA e RFLP, 100% (58/58) das amostras de parafina testadas foram identificadas como Leishmania (V.) braziliensis. Estas reações podem ser usadas tanto para diagnóstico como para definição da espécie infectante ; The identification of Leishmania species, a crucial step in cutaneous leishmaniasis, had therapeutics and prognostics implications, specially at when several agent species are endemic. Polymerase chain reaction (PCR) was used for analysis of paraffin-embedded and formalin stored skin biopsies from patients with parasitologic confirmed cutaneous formalin stored skin biopsies from patients with parasitologic confirmed cutaneous leishmaniasis, from the Espirito Santo State, Brazil. Tested by PCR targeted to mini-exon genus specific primer...

Detecção e genotipagem do Helicobacter pylori em biopsias endoscopicas pela reação em cadeia da polimerase (PCR)

Silvia Mendonça Ferreira Menoni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
146.11%
O Helicobacter pylori (H. pylori) causa infecção muito comum no mundo inteiro e atualmente é considerada a segunda infecção de maior prevalência no homem acometendo pessoas de todas as idades. Estudos epidemiológicos indicam que o H. pylori está relacionado com o nível sócio-econômico e com os hábitos alimentares e constitui um fator ambiental adquirido, importante na patogenia de várias afecções do aparelho digestivo. Em algumas destas patologias, a relação etiológica foi suficientemente comprovada, em outras, é duvidosa ou se baseia em estudos preliminares. Os fatores de patogenicidade do H. pylori estão relacionados: com suas características, e com o meio em que ele se encontra. A capacidade do H. pylori de "não se deixar envolver" com a resposta imunológica do hospedeiro, de resistir à fagocitose, de produzir enzimas (urease, catalase, superóxido dismutase entre outras), favorece a cronicidade da infecção (no estômago) durante longos períodos, eventualmente durante toda a vida. O diagnóstico da infecção pelo Helicobacter pylori pode ser estabelecido utilizando-se vários testes, que diferem entre si em relação à sua especificidade, sensibilidade,caráter invasivo e custo. A detecção do DNA do H. pylori pela PCR (Reação em Cadeia da polimerase) é específica e sensível e pode servir como uma poderosa ferramenta para o diagnóstico da infecção causada por essa bactéria. O diagnóstico de variações em regiões funcionalmente relevantes no genoma do H. pylori tem sido usado como marcador genético em numerosos estudos clínicos para diferenciar as linhagens e associá-Ias à patogênese bacteriana. O presente trabalho teve como objetivo a padronização da técnica "PCR"...

Detecção de soja geneticamente modificada em alimentos por reação em cadeia da polimerase (PCR) utilizando diferentes iniciadores com DNA extraído por três protocolos

Ferrari, Cibele dos Santos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
146.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-graduação em Ciência dos Alimentos; A introdução de organismos geneticamente modificados (OGMs) no comércio levou a adoção de legislação que impõe a rotulagem dos alimentos GMs. No Brasil, o decreto Nº 4680 de 24 de abril de 2003 do governo federal estabelece rotulagem para alimentos que contenham mais de 1% de OGMs, sendo necessário implementar medidas que garantam que o mesmo seja cumprido. Atualmente, a detecção de OGMs está principalmente baseada na presença de DNA GM através da reação em cadeia da polimerase (PCR). Diversos fatores influenciam o desempenho da reação de PCR, destacando-se o desenho de iniciadores e a qualidade do DNA extraído. Na primeira etapa deste trabalho, foram preparadas amostras contendo 0%, 0,001%, 0,01%, 0,1%, 1% e 10% de soja Roundup ReadyTM (RR) e a detecção de soja RR foi avaliada pela amplificação com três grupos de iniciadores a partir de DNA de soja RR extraído com três diferentes protocolos derivados do método CTAB. Os DNAs extraídos foram submetidos a PCR com os grupos de iniciadores: GMO5/GMO9 e GMO/7GMO8, RR1/RR2 e RR3/RR4; CAM/CTP, este último confirmado por digestão com BglII. As amostras extraídas com o Protocolo 3 apresentaram maior sensibilidade e as extraídas com Protocolo 1...

Acurácia da reação em cadeia da polimerase em amostras de saliva, swab nasal e papel filtro oral no diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana : estudo clínico, revisão sistemática da literatura e meta-análise

Gomes, Ciro Martins
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
146.11%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2014; Introdução: A técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR) aumenta a sensibilidade do diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana (LTA), especialmente na forma mucosa (LM). Teve-se por objetivo avaliar a acurácia dos resultados de PCR em amostras da mucosa nasal, oral e de saliva no diagnóstico da LM e da leishmaniose cutânea (LC). Métodos: Pacientes atendidos no Hospital Universitário de Brasília foram inclusos de forma consecutiva em amostra de conveniência. Intradermorreação de Montenegro (IDRM), imunofluorescência indireta (IFI), imprint em lâmina, cultura, exame histopatológico e PCR em papel filtro da lesão foram utilizados em paralelo para alocação dos casos nos grupos de LM, LC e controles. As amostras mucosas avaliadas por PCR foram coletadas por swab nasal (SN), microtubo de 1,5mls (saliva) e esfregaço oral na forma de imprint em papel de filtro (PFO). Para a PCR, utilizou-se par de iniciadores que amplificam sequência de 120pb do DNA mitocondrial de Leishmania spp. Para a identificação do subgênero, empregou-se digestão pelas enzimas de restrição HaeIII e Bsr1. Realizou-se ainda revisão sistemática da literatura com o objetivo de agregação com os dados encontrados na pesquisa clínica. Resultados: Foram incluídos 69 pacientes...

Detecção do vírus herpes simples por reação em cadeia da polimerase em pacientes com ceratite herpética típica ou atípica

Kamimura,Afonso; Takata,Magali Ineko; Fernandes,Ana Carolina Moraes; Neves,João Paulo; Viegas,Marco Túlio Chater; Murata,Valquise Yumi; Nogueira,Maurício Lacerda; Almeida Júnior,Gildásio Castello de
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
146.1%
OBJETIVO: Avaliação dos pacientes com o quadro clínico de ceratite herpética (CH) típicas e atípicas, pela reação em cadeia da polimerase (PCR) correlacionando com o diagnóstico clínico. MÉTODOS: Foi realizada a PCR em 28 pacientes com ceratite herpética típica e atípica. RESULTADOS: A PCR foi positiva em 57,14% (n=16) do total (n=28). Nos casos de CH típica a positividade foi de 60,00% (n=12) em 20 casos. Para CH epitelial a positividade foi de 69,23% (n=9), sendo 77,78% (n=7) apenas para as lesões epiteliais dendríticas. Os casos de CH atípica apresentaram positividade de 50% (n=4) em oito casos. CONCLUSÃO: Quadro clínico típico de CH teve boa correlação com o resultado positivo observado na PCR. Entretanto, metade dos pacientes com o quadro de CH atípica apresentou PCR positivo, portanto, o exame do PCR é teste importante para o auxílio e diagnóstico da CH. No caso de CH estromal, foi demonstrado que a técnica da PCR conseguiu identificar o vírus HSV.

Problemas na padronização da reação em cadeia da polimerase para diagnóstico da tuberculose pulmonar

Bollela,Valdes R.; Sato,Daisy N.; Fonseca,Benedito A. L.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
136.26%
OBJETIVO: Padronizar reação em cadeia da polimerase para diagnóstico de tuberculose pulmonar, comparando os resultados obtidos com as técnicas microbiológicas clássicas, e analisar seu uso numa região de alta prevalência da tuberculose. MÉTODOS: Foram descontaminadas, após a baciloscopia, 42 amostras de escarro de pacientes. Em seguida, procedeu-se ao cultivo em Lowenstein-Jensen e à reação em cadeia da polimerase com "primers" que amplificam um fragmento de 123 pares de base do genoma do Mycobacterium tuberculosis. RESULTADOS: Das 42 amostras de escarro, 10 apresentaram cultura positiva para M. tuberculosis. Dez foram positivas à baciloscopia e 16 mostraram-se positivas na reação em cadeia da polimerase. A sensibilidade e especificidade do teste em relação à cultura foi de 90% e 81%, respectivamente. CONCLUSÕES: A reação em cadeia da polimerase tem sensibilidade comparável à da cultura e pode ser realizada em apenas um dia, resultando em tratamento precoce e melhor controle da doença. A padronização e avaliação de técnicas de biologia molecular no diagnóstico da tuberculose no Brasil é imprescindível na discussão da implantação deste exame na rotina diagnóstica em centros de referência.

Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase

Lima Junior,Manoel Sebastião da Costa; Andreotti,Renato; Dorval,Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros; Oshiro,Elisa Teruya; Oliveira,Alessandra Gutierrez de; Matos,Maria de Fatima Cepa
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
146.17%
As leishmanioses são zoonoses endêmicas em Mato Grosso do Sul e têm por agentes etiológicos nessa região Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis e Leishmania (Viannia) braziliensis. Como método para identificação de espécies de Leishmania, a reação em cadeia da polimerase é uma ferramenta com elevada especificidade e sensibilidade. Analisaram-se 39 isolados de Leishmania criopreservados, obtidos por meio de aspirado medular e/ou biópsia de lesão, conforme a suspeita clínica. Os isolados foram submetidos à extração de DNA e à reação em cadeia da polimerase com os iniciadores: RV1/RV2 para Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 para a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis e b1/b2 para Leishmania (Viannia) braziliensis. Leishmania (Leishmania) chagasi foi a única espécie identificada em 37 casos de leishmaniose visceral. Leishmania (Leishmania) amazonensis foi identificada em dois isolados de pacientes com diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Os resultados obtidos confirmam a possibilidade do uso dos três pares de iniciadores como uma ferramenta na caracterização de isolados de Leishmania.

Detecção do provírus da Imunodeficiência Felina em gatos domésticos pela técnica de Reação em Cadeia da Polimerase

Caldas,Ana Paula Ferrary; Leal,Élcio de Souza; Silva,Eduardo Filipe Avila; Ravazzolo,Ana Paula
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2000 PT
Relevância na Pesquisa
146.1%
A infecção de gatos domésticos pelo Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) é um dos modelos mais promissores para o estudo da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) que causa a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS). O FIV causa, em gatos, uma enfermidade similar àquela observada em pacientes com AIDS, sobretudo no que diz respeito ao aumento da susceptibilidade a infecções oportunistas. No presente estudo, utilizou-se a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), com o objetivo de detectar o provírus do FIV em gatos com sinais clínicos de imunodeficiência. O fragmento de DNA escolhido como alvo para amplificação situa-se no gene gag do lentivírus felino, o qual é conservado entre as diferentes amostras do vírus. O DNA utilizado foi extraído a partir de amostras de sangue e de tecidos de animais com suspeita clínica de imunodeficiência. Das 40 amostras analisadas, 15 foram positivas, das quais 4 foram submetidas à hibridização, confirmando a especificidade dos fragmentos amplificados. Esses resultados demonstram a presença do FIV na população de gatos domésticos do Rio Grande do Sul, Brasil.

Isolamento e identificação pela imunofluorescência direta e reação em cadeia de polimerase do vírus da artrite-encefalite caprina

Castro,R.S.; Leite,R.C.; Resende,M.; Martins,A.; Gouveia,A.M.G.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 PT
Relevância na Pesquisa
166.09%
Amostras do vírus da artrite-encefalite caprina (CAEV) de animais dos estados de Minas Gerais e Pernambuco foram isoladas a partir de explantes de membrana sinovial (MS) (amostras BrMg 1-01, BrMg 2-01, BrMg 2-02, BrMg 2-03 e BrPe 1-01) ou de co-cultivo de leucócitos com MS (BrMg 1-02). As amostras foram identificadas pelo efeito citopático-ECP (formação de sincícios), imunofluorescência direta (IFD) e reação em cadeia de polimerase (PCR) aperfeiçoada para amplificação de parte do gene gag da amostra CAEV Cork. O estudo do ECP revelou a presença de amostras pouco (BrMg 1-01 e BrMg 1-02) ou fortemente indutoras de ECP (BrMg 2-01, BrMg 2-02, BrMg 2-03 e BrPe 1-01). A IFD mostrou resultado positivo em células de todas as monocamadas infectadas pelas amostras isoladas e em células de referência (CAEV Cork e visna/maedi K 1514). A PCR do DNA de células infectadas resultou na amplificação específica de um fragmento de DNA de 286pb da amostras testadas, exceto do visna/maedi K 1514.

Padronização de condições para detecção de DNA de Leishmania spp. em flebotomíneos (Diptera, Psychodidae) pela reação em cadeia da polimerase

Paiva,Byanca Regina de; Secundino,Nagilá Francinete Costa; Pimenta,Paulo Fillemon Paulocci; Galati,Eunice Aparecida Biacnhi; Andrade Junior,Heitor Franco; Malafronte,Rosely dos Santos
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
156.1%
A correta identificação dos agentes etiológicos em insetos vetores é de crucial importância aos estudos epidemiológicos. A pesquisa de flagelado nesses vetores, pela dissecção de seu trato digestivo, observação microscópica do seu conteúdo ou por isolamento dos parasitas provenientes de insetos em meios de cultura, tem-se mostrado operacionalmente inadequada e com baixa especificidade do diagnóstico, pois fêmeas de flebotomíneos também podem albergar outros flagelados como Trypanosoma e Endotrypanum. Acreditamos que por sua eficiência e especificidade, a amplificação de seqüências-alvo do DNA da Leishmania, por meio da reação em cadeia de polimerase, pode ser aplicada na investigação de sua presença em flebotomíneos, desde que estes estejam devidamente acondicionados e o DNA do parasita extraído a partir de metodologia adequada. Este trabalho descreve metodologias utilizadas na padronização da conservação dos espécimes de flebotomíneos e extração do DNA da Leishmania como uma alternativa mais prática que os métodos tradicionais.

Avaliação da reação em cadeia da polimerase no diagnóstico da tuberculose pulmonar em pacientes indígenas e não indígenas

Santos,Rose Mary Corrêa; Ogusku,Mauricio Morishi; Miranda,José de Moraes; dos-Santos,Maria Cristina; Salem,Julia Ignez
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
146.31%
OBJETIVO: Avaliar a acurácia dos métodos bacteriológicos e da reação em cadeia da polimerase com oligonucleotídeos específicos para a IS6110 do complexo Mycobacterium tuberculosis, em amostras de escarro de indígenas e não indígenas. MÉTODOS: Analisaram-se 214 amostras de escarro (154 de indígenas e 60 de não indígenas) quanto à acurácia da baciloscopia direta e pós-concentração, cultivo e reação em cadeia da polimerase. RESULTADOS: Ambos os métodos baciloscópicos, quando comparados com o cultivo ou a reação em cadeia da polimerase foram de baixa sensibilidade. A especificidade variou de 91% a 100%, sendo a baciloscopia pós-concentração menos específica. Nas amostras indígenas constataram-se três vezes mais isolamentos de micobactérias não tuberculosas do que nas não indígenas. Resultados da reação em cadeia da polimerase aparentemente falsos-positivos e negativos foram encontrados com maior freqüência na população indígena. CONCLUSÃO: Baciloscopias positivas para bacilos álcool-acidorresistentes com isolamento de micobactérias não tuberculosas e reação em cadeia da polimerase positiva estabelecem as hipóteses de: existência na Amazônia de espécies de micobactérias não tuberculosas com regiões do DNA homólogas à IS6110 ou ainda que possuam a IS6110...

Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase

Lima Junior, Manoel Sebastião da Costa; Andreotti, Renato; Dorval, Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros; Oshiro, Elisa Teruya; Oliveira, Alessandra Gutierrez de; Matos, Maria de Fátima Cepa
Fonte: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical Publicador: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
146.17%
As leishmanioses são zoonoses endêmicas em Mato Grosso do Sul e têm por agentes etiológicos nessa região Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis e Leishmania (Viannia) braziliensis. Como método para identificação de espécies de Leishmania, a reação em cadeia da polimerase é uma ferramenta com elevada especificidade e sensibilidade. Analisaram-se 39 isolados de Leishmania criopreservados, obtidos por meio de aspirado medular e/ou biópsia de lesão, conforme a suspeita clínica. Os isolados foram submetidos à extração de DNA e à reação em cadeia da polimerase com os iniciadores: RV1/RV2 para Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 para a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis e b1/b2 para Leishmania (Viannia) braziliensis. Leishmania (Leishmania) chagasi foi a única espécie identificada em 37 casos de leishmaniose visceral. Leishmania (Leishmania) amazonensis foi identificada em dois isolados de pacientes com diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Os resultados obtidos confirmam a possibilidade do uso dos três pares de iniciadores como uma ferramenta na caracterização de isolados de Leishmania.; Leishmaniases are endemic zoonoses in the State of Mato Grosso do Sul. Their etiological agents in this region of Brazil are Leishmania (Leishmania) chagasi...

Detecção do DNA do Trypanosoma cruzi pela reação em cadeia da polimerase (PCR) em pacientes chagasicos cronicos

Glaucia Elisete Barbosa Marcon
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
146.1%
A doença de Chagas, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi é endêmica na América Latina, onde estima-se que 16 a 18 milhões de pessoas estejam cronicamente infectadas. A tripanosomíase americana é caracterizada por uma fase aguda, com elevado número de parasitas no sangue, detectados através de métodos parasitológicos; e uma fase crônica, onde os parasitas são pouco detectados no sangue periférico, o que toma o diagnóstico dificilneste estágio. Testes sorológicos para o diagnóstico da doença de Chagas são sensíveis, mas sua especificidade é insatisfatória. Por outro lado, a detecção direta do parasita no sangue, como o xenodiagnóstico e a hemocultura, são altamente específicos, mas apresentam baixa sensibilidade. Testes moleculares como a PCR (Reação em Cadeia da Polimerase), que amplifica seqüências repetitivas do cinetoplasto do T cruzi (k DNA) e DNA nuclear têm sido propostos como uma boa alternativa para a detecção de fragmentos do T cruzi no sangue humano. O presente estudo tem como principal objetivo testar o diagnóstico pela PCR em pacientes chagásicos crônicos e pacientes com sorologia duvidosa para a doença de Chagas atendidos no GEDoCh (Grupo de Estudos em Doença de Chagas) / HC / UNICAMP. O DNA extraído do sangue periférico dos pacientes foi amplificado pela PCR utilizando-se oligonucleotídeos do k DNA e DNA nuclear. Fragmentos de 330 pares de base e de 149 pares de base...

Pesquisa da presença do DNA do parvovirus B19 em tecidos de pacientes com poliarterite nodosa e poliangiite microscopica pela reação em cadeia da polimerase

Zoraida Sachetto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
146.11%
Poliarterite nodosa (PAN) é uma vasculite sistêmica necrosante de pequenas e médias artérias e a poliangiíte microscópica de pequenos vasos (arteríolas, vênulas e capilares) caracterizada por glomerulonefrite necrosante pauci-imune rapidamente progressiva e envolvimento pulmonar que estão ausente na PAN. Uma possível relação etiológica entre as vasculites sistêmicas e infecção viral tem sido considerada. O vírus da hepatite B está comprovadamente associado à etiopatogênese em alguns casos de PANe outros agentes virais são também apontados como prováveis desencadeadores de PAN, tais como os vírus HIV, HTLV1, citomegalovírus e parvovirus B19 (B19). Na PAN existem relatos de casos comprovando a presença concomitante de atividade da doença e testes sorológicos IgM positivos para o B19 e pela presença do DNA do B19 no soro, medula óssea e músculo em um paciente, pesquisado por reação em cadeia de polimerase (PCR). Não há investigação referente à pesquisa de DNA do parvovírus B19 em amostras teciduais de PANe poliangiíte microscópica. A pesquisa desta associação se toma importante na abordagem terapêutica destas doenças pela necessidade de corticosteróides e imunossupressores podendo agravar as manifestações de uma parvovirose associada. Nosso objetivo foi pesquisar a presença do DNA viral do B19 em tecidos fixados em parafina e com evidência histopatológica de vasculite em pacientes com PANe poliangiíte microscópica e se há relação com as manifestações clínicas...

Detecção do DNA do herpesvírus eqüino 1 pela reação em cadeia pela polimerase em cavalos inoculados com a estirpe brasileira A4/72; Detection of equid herpesvirus 1 DNA by polymerase chain reaction after experimental inoculation of horses with a brazilian A4/72 strain

Mori, Enio; Mori, Claudia Madalena Cabrera; Massironi, Sílvia Maria Gomes; Cunha, Elenice Maria Sequetin; Villalobos, Eliana Monteforte Cassaro; Lara, Maria do Carmo Custódio de Souza Hunold; Fernandes, Wilson Roberto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2009 ENG
Relevância na Pesquisa
146.09%
Sete cavalos adultos de status sanitário convencional foram inoculados por via intranasal com a estirpe brasileira A4/72 do herpesvírus eqüino tipo 1 (EHV-1). Nos primeiros dez dias após a inoculação viral, todos os cavalos apresentaram manifestações de infecção respiratória leve e restrita às vias aéreas anteriores. Apesar de possuírem títulos de anticorpos neutralizantes antes da inoculação, alguns cavalos apresentaram soroconversão após o desafio viral. O EHV-1 não foi isolado a partir das secreções nasais e leucócitos sanguíneos periféricos (PBL) de nenhum animal. Entretanto, o DNA viral foi detectado pela reação em cadeia pela polimerase (PCR) nos PBL entre o terceiro e o oitavo dias pós-inoculação (d.p.i.) em todos os animais, indicando a ocorrência de viremia. Além disso, a prova de PCR detectou o vírus nas amostras do lavado broncoalveolar a partir do nono d.p.i. na maioria dos animais. Com base nos resultados obtidos, foi possível concluir que a PCR é uma técnica com alta sensibilidade e especificidade para o diagnóstico do EHV-1, capaz de detectar a presença do DNA viral mesmo quando não ocorre a constatação do agente pelos métodos tradicionais.; Seven conventional adult horses were inoculated intranasally with a Brazilian A4/72 strain of equid herpesvirus-1 (EHV-1). In the first ten days after the inoculation...

Real-time reverse transcription polymerase chain reaction; Reação em cadeia da polimerase da transcrição reversa em tempo real

Ladeira, Pedro Ribeiro Soares de; Isaac, Cesar; Ferreira, Marcus Castro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
146.16%
RT-qPCR is one of the most widespread and reliable methods of measuring gene expression. First, the extraction of mRNA from a homogeneous cell group is done in order to perform the RT phase (reverse transcription). At this point the reverse transcriptase enzyme synthesizes cDNA corresponding to each RNA strand. Then begins the qPCR (real time polymerase chain reaction), which gets its name because it gives quantitative results (“q” of qPCR), unlike the conventional PCR qualitative results. This stage is characterized by amplification of a specific site in the set of cDNA, which is achieved, briefly, through the use of a DNA-dependent thermostable DNA polymerase (Taq polymerase), two oligomers specific to serve as primers for polymerase and a non-specific DNA fluorophore (SYBR Green I, for example). As the double-strand cDNA is being synthesized, the fluorophore binds to its strands and, after being excited, emits light in proportion to the number of double chains. Through graphical analysis, it is possible to quantify the initial sample of cDNA that, in absence of errors, is proportional to mRNA; RT-qPCR é um dos métodos de mensurar expressão gênica mais difundidos e confiáveis utilizados atualmente. Primeiro, realiza-se extração do RNAm de um grupo celular homogêneo para poder realizar a fase RT (transcrição reversa). Neste momento a enzima transcriptase reversa sintetiza o DNAc correspondente de cada fita de RNA. Em seguida inicia-se a qPCR (reação em cadeia da polimerase em tempo real)...

Padronização de condições para detecção de DNA de Leishmania spp. em flebotomíneos (Diptera, Psychodidae) pela reação em cadeia da polimerase

Paiva,Byanca Regina de; Secundino,Nagilá Francinete Costa; Pimenta,Paulo Fillemon Paulocci; Galati,Eunice Aparecida Biacnhi; Andrade Junior,Heitor Franco; Malafronte,Rosely dos Santos
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
156.1%
A correta identificação dos agentes etiológicos em insetos vetores é de crucial importância aos estudos epidemiológicos. A pesquisa de flagelado nesses vetores, pela dissecção de seu trato digestivo, observação microscópica do seu conteúdo ou por isolamento dos parasitas provenientes de insetos em meios de cultura, tem-se mostrado operacionalmente inadequada e com baixa especificidade do diagnóstico, pois fêmeas de flebotomíneos também podem albergar outros flagelados como Trypanosoma e Endotrypanum. Acreditamos que por sua eficiência e especificidade, a amplificação de seqüências-alvo do DNA da Leishmania, por meio da reação em cadeia de polimerase, pode ser aplicada na investigação de sua presença em flebotomíneos, desde que estes estejam devidamente acondicionados e o DNA do parasita extraído a partir de metodologia adequada. Este trabalho descreve metodologias utilizadas na padronização da conservação dos espécimes de flebotomíneos e extração do DNA da Leishmania como uma alternativa mais prática que os métodos tradicionais.