Página 1 dos resultados de 122 itens digitais encontrados em 0.077 segundos

Padroniza????o de condi????es para detec????o de DNA de Leishmania spp. em flebotom??neos (Diptera, Psychodidae) pela rea????o em cadeia da polimerase.

Paiva, Byanca Regina de; Secundino, Nagila Francinete Costa; Pimenta, Paulo Filemon Paolucci; Galati, Eunice Aparecida Biacnhi; Andrade Junior, Heitor Franco; Malafronte, Rosely dos Santos
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.96%
A correta identifica????o dos agentes etiol??gicos em insetos vetores ?? de crucial import??ncia aos estudos epidemiol??gicos. A pesquisa de flagelado nesses vetores, pela dissec????o de seu trato digestivo, observa????o microsc??pica do seu conte??do ou por isolamento dos parasitas provenientes de insetos em meios de cultura, tem-se mostrado operacionalmente inadequada e com baixa especificidade do diagn??stico, pois f??meas de flebotom??neos tamb??m podem albergar outros flagelados como Trypanosoma e Endotrypanum. Acreditamos que por sua efici??ncia e especificidade, a amplifica????o de seq????ncias-alvo do DNA da Leishmania, por meio da rea????o em cadeia de polimerase, pode ser aplicada na investiga????o de sua presen??a em flebotom??neos, desde que estes estejam devidamente acondicionados e o DNA do parasita extra??do a partir de metodologia adequada. Este trabalho descreve metodologias utilizadas na padroniza????o da conserva????o dos esp??cimes de flebotom??neos e extra????o do DNA da Leishmania como uma alternativa mais pr??tica que os m??todos tradicionais.

Papilomav??rus humano: preval??ncia e gen??tipos encontrados em mulheres HIV positivas e negativas, em um centro de refer??ncia no extremo Sul do Brasil

Entiauspe, Ludmila Gon??alves; Teixeira, Lisiane Ortiz; Mendoza-Sassi, Ra??l Andr??s; Gon??alves, Carla Vitola; Gon??alves, Paulo; Martinez, Ana Maria Barral de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
135.94%
Introdu????o: O objetivo deste estudo foi detectar a presen??a do papilomav??rus humano e verificar a preval??ncia e distribui????o dos gen??tipos HPV-6, -11, -16 e -18 em mulheres HIV-1 positivas e negativas. M??todos: Analisou-se amostras de secre????o cervical de 98 mulheres por rea????o em cadeia da polimerase nested para presen??a do HPV e tipo-espec??fica para detec????o dos gen??tipos, sendo estes confirmados por an??lise dos fragmentos de restri????o. Realizou-se os testes do qui-quadrado e Fisher para a an??lise estat??stica. Resultados: O DNA-HPV foi observado em 66,3% das amostras analisadas, 76,4% no grupo HIV positivo e 60% no grupo HIV negativo (p=0,1). Uma preval??ncia maior de infec????o viral por gen??tipos oncog??nicos foi observada no grupo de pacientes HIV positivo (65,2%) quando comparado ao grupo HIV negativo (28,6%), (p=0,006), sendo HPV-16 foi o mais frequente nos dois grupos, seguido pelo HPV-18. Conclus??es: Sugere-se que mulheres HIV positivas apresentam maior probabilidade de se infectar por gen??tipos oncog??nicos de HPV, ressaltando a import??ncia de um programa de rastreamento e diagn??stico diferenciado para este grupo.; Introduction: The aim of this study was detect the presence of human papillomavirus and investigate the prevalence and distribution of the HPV-6...

Papilomav??rus humano: preval??ncia e gen??tipos encontrados em mulheres HIV positivas e negativas, em um centro de refer??ncia no extremo Sul do Brasil

Entiauspe, Ludmila Gon??alves; Teixeira, Lisiane Ortiz; Mendoza-Sassi, Ra??l Andr??s; Gon??alves, Carla Vitola; Gon??alves, Paulo; Martinez, Ana Maria Barral de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
135.94%
Introdu????o: O objetivo deste estudo foi detectar a presen??a do papilomav??rus humano e verificar a preval??ncia e distribui????o dos gen??tipos HPV-6, -11, -16 e -18 em mulheres HIV-1 positivas e negativas. M??todos: Analisou-se amostras de secre????o cervical de 98 mulheres por rea????o em cadeia da polimerase nested para presen??a do HPV e tipo-espec??fica para detec????o dos gen??tipos, sendo estes confirmados por an??lise dos fragmentos de restri????o. Realizou-se os testes do qui-quadrado e Fisher para a an??lise estat??stica. Resultados: O DNA-HPV foi observado em 66,3% das amostras analisadas, 76,4% no grupo HIV positivo e 60% no grupo HIV negativo (p=0,1). Uma preval??ncia maior de infec????o viral por gen??tipos oncog??nicos foi observada no grupo de pacientes HIV positivo (65,2%) quando comparado ao grupo HIV negativo (28,6%), (p=0,006), sendo HPV-16 foi o mais frequente nos dois grupos, seguido pelo HPV-18. Conclus??es: Sugere-se que mulheres HIV positivas apresentam maior probabilidade de se infectar por gen??tipos oncog??nicos de HPV, ressaltando a import??ncia de um programa de rastreamento e diagn??stico diferenciado para este grupo.; Introduction: The aim of this study was detect the presence of human papillomavirus and investigate the prevalence and distribution of the HPV-6...

Avalia??o da susceptibilidade de camundongos BALB/c e Swiss, hamster e Proechimys roberti ? infec??o por Leishmania (Viannia) Naiffi e Leishmania (Viannia) Lindenbergi

SODR?, Roberta Nice Salgado
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
135.95%
Leishmania (Viannia) naiffi e Leishmania (Viannia) lindenbergi s?o esp?cies causadoras da leishmaniose cut?nea na Amaz?nia e apresentam grande similaridade no seu perfil isoenzim?tico, anticorpos monoclonais e produ??o de infec??o inaparente em hamsters. O fato de n?o se ter um modelo experimental altamente suscet?vel ? infec??o por L. (V.) naiffi e L. (V.) lindenbergi, o objetivo deste estudo foi avaliar a susceptibilidade de camundongos BALB/c e Swiss, hamster e Proechimys roberti ? infec??o por essas duas esp?cies. Foram preparados in?culos com gl?ndulas salivares e sem gl?ndulas, associados ?s formas promastigotas das duas esp?cies de Leishmania. Doze animais de cada esp?cie foram divididos em quatro grupos (machos e f?meas inoculados com gl?ndulas salivares e machos e f?meas sem gl?ndulas salivares). Todos foram inoculados intradermicamente na face dorsal das duas patas traseiras e foram observados durante 90 dias. No per?odo de 30, 60 e 90 dias p?s-inocula??o, os animais foram sacrificados e diferentes fragmentos de pele do local de inocula??o foram divididos e utilizados na cultura in vitro, exame microsc?pico direto e rea??o em cadeia da polimerase (PCR). N?o foi poss?vel observar les?es nos animais inoculados com L. (V.) naiffi e L. (V.) lindenbergi tanto na presen?a ou aus?ncia de gl?ndulas salivares. Assim como...

Detec??o de Mycobacterium lepra por PCR em "SWAB" nasal e "SWAB" da linfa do l?bulo da orelha de pacientes hansenianos

PONTES, Ana Rosa Botelho
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
125.97%
Recentemente v?rios estudos t?m usado a t?cnica Rea??o em Cadeia de Polimerase (PCR) para detec??o do DNA do Mycobacterium leprae, em diversas amostras biol?gicas, demonstrando alta sensibilidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar a sensibilidade da PCR na detec??o de M. leprae em ?swab? nasal e ?swab? da linfa do l?bulo da orelha de pacientes hansenianos e comparar os resultados da PCR com a baciloscopia e histopatologia e formas multibacilares (MBs) e paucibacilares (PBs) da hansen?ase. Foram coletadas amostras de secre??o nasal e linfa do l?bulo da orelha de 24 pacientes hansenianos. Para amplifica??o do DNA foram testados tr?s pares de primers: S13 e S62, R1 e R2, LP1 e LP2 que amplificam fragmentos de DNA de 531 pb, 372pb e 129pb, respectivamente. Os iniciadores LP1 e LP2 expressaram maior sensibilidade, independente das amostras cl?nicas. Os resultados da PCR foram altamente significativos para as amostras de secre??o nasal (p<0.0000) e significativos para os esp?cimes de linfa do l?bulo da orelha (p=0.0000). Comparando os resultados da PCR, usando os primers LP1 e LP2 e conservante lise 1, com a baciloscopia e histopatologia, os estudos apontaram que a PCR, em amostras de secre??o nasal, obteve maior sensibilidade para as formas MBs (41...

Detec??o molecular do Papilomavirus humano (HPV) em amostras teciduais de tumores da mama

ROCHA, Francianne Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
125.96%
A neoplasia maligna da mama ? uma das principais causa de mortalidade feminina, considerada como problema de sa?de p?blica. Neste trabalho pesquisamos a presen?a do Papilomav?rus Humano (HPV) nos tumores mam?rios benignos e malignos e em amostras de tecido mam?rio normal. Foi utilizada a t?cnica da Rea??o em Cadeia de Polimerase (PCR) para detec??o molecular do DNA HPV em 63 pacientes, assim distribu?das: 28 tumores malignos, 17 tumores benignos e 18 amostras de tecido retro areolar de mamas normais. Os nossos resultados revelaram positividade para a seq??ncia do DNA HPV em 11 amostras, todas pertencentes ?s portadoras de tumores malignos: 17,4% de todas as amostras e 39,2% dos tumores malignos. Todos os tumores positivos revelaram DNA HPV para os tipos oncog?nicos 16 e/ou 18, n?o foi detectado DNA HPV 06 e 11. Os resultados demonstraram elevada positividade para os receptores hormonais nas amostras positivas examinadas e apresentaram um seguimento com preval?ncia de eventos desfavor?veis como recidivas loco-regionais, met?stases e ?bito nas portadoras de DNA HPV. Os achados ratificam os dados encontrados na literatura, mostrando uma poss?vel participa??o deste v?rus no desenvolvimento do c?ncer de mama e poss?vel contribui??o desfavor?vel na evolu??o cl?nica.; ABSTRACT: The malignant neoplasm of breast is a major cause of female mortality...

Detec??o laboratorial de Chlamydia trachomatis em escolares da rede p?blica do estado do Par? com diagn?stico cl?nico de tracoma

CARVALHO, Raimunda Marques de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
145.97%
O tracoma como principal causa de cegueira preven?vel no mundo, ? uma doen?a negligenciada relacionada a baixas condi??es socioecon?micas e locais sem saneamento b?sico. Presente principalmente nos pa?ses subdesenvolvidos traz grandes preju?zos aos cofres p?blicos com a perda de produtividade e a defici?ncia visual. Com a cria??o da Alian?a para Elimina??o Global de Tracoma em 1997 (GET2020), o Estado do Par?, com apoio do Minist?rio da Sa?de do Brasil, realizaram em 2006 o inqu?rito epidemiol?gico do tracoma em escolares de 1? a 4? s?rie da rede oficial de ensino, nos munic?pios com ?ndice de desenvolvimento humano inferior a m?dia nacional, para conhecer a preval?ncia da doen?a. Os dados obtidos no inqu?rito comprovaram que a doen?a n?o foi erradicada, revelando 35 munic?pios paraenses priorit?rios e preval?ncias acima de 5%. Uma sub-amostra da conjuntiva de escolares clinicamente positivos foi coletada para a confirma??o diagn?stica por Imunofluoresc?ncia direta (IFD). O presente estudo utilizou 52 amostras crio conservadas obtidas durante o inqu?rito, para serem analisadas pelos m?todos de IFD e de biologia molecular, na identifica??o laboratorial da Chlamydia trachomatis. Foram encontradas as frequ?ncias de 26,92% (14/52) e 49% (24/49) de resultados positivos pelas t?cnicas de IFD e rea??o em cadeia da polimerase (nested-PCR)...

Diversidade gen?tica de isolados ambientais de Vibrio cholerae da Amaz?nia brasileira

S?, Lena L?llian Canto de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
135.98%
Vibrio cholerae, agente etiol?gico da c?lera, ? uma bact?ria nativa de ambientes aqu?ticos de regi?es temperadas e tropicais em todo o mundo. A c?lera ? endemica e epidemica em pa?ses da ?frica, ?sia e Americas Central e do Sul. Neste trabalho o objetivo foi estudar a diversidade gen?tica de isolados desta esp?cie, de ambientes aqu?ticos da Amaz?nia brasileira. Um total de 148 isolados de V.cholerae n?o-O1 e n?o-O139 (NAGs) e O1 ambientais da Amaz?nia, obtidos entre 1977 e 2007, foram caracterizados e comparados a linhagens cl?nicas de V.cholerae O1 da sexta e s?tima pandemias. Utilizou-se os perfis de macrorestri??o definidos em eletroforese em gel de agarose em campo pulsado (PFGE), para determinar a rela??o clonal entre V.cholerae non-O1 e O1 ambientais e cl?nicos. A presen?a de genes de virul?ncia (hlyA/hem, hlyB, hlyC, rtxA, rtxC, tcp, ctx, zot, ace, stn/sto) e integrons de classe 1, 2 e 3 (intI 1, 2 e 3), foi analisada utilizando-se a rea??o em cadeia da polimerase. A an?lise dos perfis de macrorestri??o revelou que os NAGs apresentaram uma grande diversidade gen?tica comparada aos V.cholerae O1. Isolados de NAGs e O1 segregaram em distintos grupos e a maioria dos O1 ambientais apresentou rela??o clonal com isolados cl?nicos da s?tima pandemia de c?lera. A distribui??o dos genes de virul?ncia entre os NAGs ? diferente a dos O1...

Caracteriza??o molecular e fenot?pica de Salmonella Typhi isolada de casos de febre tif?ide no Estado do Par?, no per?odo de 1970 a 2009

MARQUES, Nathalia Danielly Borges
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
115.95%
A Salmonella Typhi ? o agente etiol?gico da febre tif?ide, uma doen?a infecciosa, sist?mica, que constitui importante problema de sa?de p?blica principalmente nos pa?ses em desenvolvimento da ?frica, ?sia, Am?rica Central e do Sul. Amostras de Salmonella Typhi isoladas de casos cl?nicos no per?odo de 1970 a 2009 no Estado do Par? foram caracterizadas por meio da t?cnica de Eletroforese em Gel de Campo Pulsado (PFGE). O perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos foi realizado atrav?s dos m?todos manual e automatizado. Foi empregada a t?cnica de Rea??o em Cadeia Mediada pela Polimerase (PCR) para a pesquisa das integrases de classe 1 e 2 e do fator de virul?ncia Vi. Em 151 amostras p?de-se observar 68 diferentes pulsotipos, sendo 66 deles agrupados em 5 clusters. As amostras independente de sua proced?ncia, fonte de isolamento ou ano, apresentaram elevada similaridade gen?tica que variou de 80 a 100%. Verificou-se resist?ncia (1,99%) e resist?ncia intermedi?ria (6,62%) somente ? nitrofuronto?na, em nenhuma amostra foi detectado integrase de classe 1 e 2, demonstrando, que, no Estado do Par?, as cepas circulantes n?o apresentam multi-resist?ncia como observado em v?rias regi?es do mundo. Foram encontradas 4 (2,65%) amostras Vi-negativo...

Distribui??o da fauna flebotom?nica (D?ptera: Psychodidae) ao longo de um gradiente rual-urbano em ?rea end?mica para leishmaniose visceral no munic?pio de Barcarena-PA, Brasil

OLIVEIRA, Davi Marcos Souza de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
146.05%
Com o objetivo de se avaliar a urbaniza??o de Lutzomyia (Lutzomyia) longipalpis, no munic?pio de Barcarena-Par?, Brasil, foram realizadas capturas de flebotom?neos utilizando-se armadilhas luminosas CDC. As capturas ocorreram em ?rea de mata, borda de mata, ?rea intermedi?ria e ?rea urbana. Foram capturados 5.089 esp?cimes de flebotom?neos, entre os anos de 2007 a 2009, pertencentes a 11 esp?cies. L. (L.) longipalpis foi a esp?cie mais abundante (95,15%) seguida de Lutzomyia (Sciopemyia) sordellii (2,06%) e de Lutzomyia (Nyssomyia) flaviscutellata (1,76%). Foi observado que 88,25% dos esp?cimes capturados foram oriundos de ?rea de borda de mata pertencente ? invas?o antiga. Contudo, o vetor do agente etiol?gico da Leishmaniose Visceral n?o foi encontrado na ?rea urbana de Barcarena. Foi verificada a taxa de infec??o natural atrav?s de an?lises microsc?pica e molecular - rea??o em cadeia da polimerase (polymerase chain reaction, PCR). Os resultados foram negativos para ambas as an?lises sugerindo baixa taxa de infec??o nas ?reas pesquisadas. Neste trabalho, tamb?m foi realizado um levantamento da distribui??o dos casos de leishmaniose visceral no per?odo de 2000 a 2008 no munic?pio de Barcarena. A faixa et?ria mais afetada foi de crian?as entre 0 a 12 anos (161). O sexo masculino prevaleceu entre os indiv?duos afetados sendo a diferen?a significativa (p < 0...

Investiga??o dos polimorfismos no ?xon 1 do gene MBL (Mannose-Binding Lectin) e sua associa??o com a s?ndrome da imunodefici?ncia adquirida (AIDS)

FREITAS, Felipe Bonfim
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
115.95%
No presente estudo foram investigadas as freq??ncias das muta??es no ?xon 1 do gene MBL em um grupo de 128 pacientes com Aids, 116 portadores assintom?ticos da infec??o pelo HIV-1, 84 mulheres soronegativas profissionais do sexo, com comportamentos de alto risco e 99 indiv?duos controles soronegativos, com o objetivo de avaliar a ocorr?ncia de uma poss?vel associa??o entre os polimorfismos neste gene e a infec??o pelo HIV-1. A identifica??o dos alelos MBL *A, *B, *C e *D foi realizada por meio da rea??o em cadeia mediada pela polimerase, utilizando sequ?ncias de iniciadores espec?ficos e posterior digest?o enzim?tica (RFLP). As an?lises das frequ?ncias al?licas e genot?picas do ?xon 1 n?o mostraram qualquer diferen?a significativa entre pacientes soropositivos (assintom?ticos e Aids) e soronegativos (controle e controle de alto risco) (p>0,05). N?o foram observadas associa??es significativas entre a presen?a de co-infec??es e as variantes al?licas. Entretanto, tuberculose, neurotoxoplasmose, candid?ase, neurocriptococose e pneumonia foram as co-infec??es com maior preval?ncia. As associa??es entre o n?mero de linf?citos TCD4+, a carga viral plasm?tica e os polimorfismos no ?xon 1 do gene MBL nos pacientes com Aids e portadores assintom?ticos n?o foram estatisticamente significante. Desse modo...

Investiga??o de Leishmania SP em carrapatos de c?es de bairros de Imperatriz-MA, atrav?s da Rea??o em Cadeia da Polimerase (PCR)

FREITAS, Milena Sousa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
145.97%
A Leishmaniose ? uma doen?a causada pelo protozo?rio Leishmania sp, podendo acometer homem e animais dependendo da esp?cie do parasita, S?o transmitidos pelos flebotom?neos f?meas, insetos do g?nero Lutzomyia, que ao exercer o hematofagismo inoculam as formas promastigota infectantes, mas recentemente, tem sido levantado hip?teses sobre a transmiss?o por carrapatos. Segundo a vigil?ncia epidemiol?gica de Imperatriz-MA a cidade ? end?mica tanto para Leishmaniose Tegumentar (LT) quanto para a Leishmaniose Visceral (LV). Este trabalho teve como objetivo principal investigar a presen?a de DNA de Leishmania sp em carrapatos coletados de c?es atendidos em petshop e Centro de Controle de Zoonoses do munic?pio de Imperatriz utilizando a t?cnica de PCR. O DNA foi extra?do a partir de 640 carrapatos f?meas e testadas utilizando o primer que amplifica o gene de mini-exon de Leishmania sp. Os carrapatos foram coletados de 41 c?es de diferentes bairros da cidade de Imperatriz. A maioria dos carrapatos foram identificados como Rhipicephalus sanguineus. Os seguintes sinais cl?nicos sugestivos de leishmaniose foram observados nos c?es: onicogrifose em 53,65% (22/41); ?lceras em 63,41% (26/41), a perda de cabelo e inapet?ncia em 39,02% (16/41). Cento e setenta carrapatos (26...

Investiga??o dos genes Bla SHV, Bla TEM e Bla CTX-M produtoras de beta-lactamases de espectro estendido em E. coli e Klebsiella spp isoladas de gestantes com infec??o do trato urin?rio atendidas em unidade b?sica de sa?de de Imperatriz-MA

OLIVEIRA, Adriana dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
135.96%
As beta-lactamases s?o produzidas por bact?rias gram-positivas e gram-negativas. Cerca de 40% a 50% das mulheres desenvolveram um infec??o urin?ria durante a sua vida adulta. O objetivo o presente trabalho foi realizar a caracteriza??o dos genes Bla SHV, Bla TEM e Bla CTX-M produtoras de beta-lactamases de espectro estendido em E. coli e Klebsiella spp isoladas de gestante com infec??o do trato urin?rio atendidas na Unidade B?sica de Sa?de de Imperatriz - MA no per?odo de maio a agosto de 2012. Participaram do presente estudo 50 de mulheres gr?vidas maiores de 18 anos, que apresentaram sintomas com caracteriza??o cl?nica de infec??o do trato urin?rio (ITU), referenciadas no ambulat?rio na Unidade B?sica de Sa?de Imperatriz - MA. Foi coletada urina, para realiza??o da urinocultura e antibiograma, posteriormente foi realizado a Rea??o em Cadeia da Polimerase (PCR) detectar a presen?a dos genes Bla SHV, Bla TEM e Bla CTX-M produtores das enzimas Beta-lactamases. A m?dia de idade destes pacientes foi de 21 anos, sendo 42% estando na faixa et?ria de 18 a 25 anos, 70% destas tem resid?ncia fixa em Imperatriz e os outros 30% s?o oriundos de outros munic?pios. Entre estas, 24% das volunt?rias j? apresentaram ITU durante a gravidez e fora do estado grav?dico e 80% delas afirmaram fazer o uso de antibi?ticos sem prescri??o m?dica. Das 12 amostras com crescimento microbiol?gico positivo...

Detec??o de adenov?rus humanos em amostras de ?gua superficial e esgoto n?o tratado oriundas de diversos ecossistemas aqu?ticos da cidade de Bel?m-PA

SPADA, Paula Katharine de Pontes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.01%
Os v?rus ent?ricos s?o importantes agentes de doen?as de veicula??o h?drica. Entre esses, os adenovirus humanos (HAdV) assumiram import?ncia por serem um dos principais causadores de gastrenterite em crian?as menores de cinco anos e pela sua maior resist?ncia a fatores f?sicos e qu?micos em detrimento a outros v?rus no ambiente. V?rias pesquisas t?m demonstrado aus?ncia de rela??o entre a presen?a de bact?rias indicadoras e v?rus. Diante disso, diversos autores t?m sugerido a inclus?o desses agentes como potenciais indicadores de contamina??o viral e fecal da ?gua. O objetivo desse trabalho foi detectar a presen?a de HAdV em amostras de ?gua e esgoto n?o tratado oriundas de diversos ecossistemas aqu?ticos da cidade de Bel?m-PA. Foram selecionados seis pontos de amostragem, dentre eles um esgoto n?o tratado: Esgoto do UNA e cinco cole??es h?dricas: Porto do A?a?, Ver-o-Peso, Igarap? Tucunduba, Lago Bolonha e Lago ?gua Preta. Foi feita uma coleta mensal de dois litros de ?gua em cada ponto durante 24 meses consecutivos, de nov/2008 a out/2010, totalizando 144 amostras. Foi utilizada ?gua destilada autoclavada para controle negativo de cada ponto em todos os testes utilizados. As amostras foram concentradas pelo m?todo de adsor??o-elui??o e posteriormente centrifugadas para a obten??o de dois mL. O DNA foi extra?do pelo kit comercial Qiagen. Para a detec??o molecular foram empregadas a Rea??o em Cadeia Mediada pela Polimerase (PCR convencional) e a PCR em tempo real...

O uso da t?cnica de rea??o em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real em doadores de sangue soropositivos para o anti-HCV

PIMENTA, Adriana do Socorro Coelho
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
186.09%
O HCV ? um v?rus esf?rico, que apresenta um genoma de RNA com polaridade positiva. Atualmente est? classificado na fam?lia Flaviviridae num g?nero separado que ? o Hepacivirus, apresenta cerca de 9,4 Kb constitu?do por uma ?nica e longa fase de leitura aberta (ORF) que compreende quase todo o genoma. Apresenta duas regi?es n?o traduzidas nas extremidades 5' e 3' denominadas 5' UTR e 3' UTR. A poli prote?na precursora ? clivada em dez prote?nas, resultando em prote?nas virais estruturais e prote?nas n?oestruturais. ? um v?rus de transmiss?o preferencialmente parenteral, com distribui??o universal, cujo diagn?stico ? feito na grande maioria de maneira acidental, sendo atualmente utilizado os testes sorol?gico e molecular. Este trabalho tem como objetivo comparar o teste sorol?gico de imunoensaio enzim?tico (ELISA) e a rea??o em cadeia da polimerase (PCR) na ocasi?o da sele??o de pr?-doadores de sangue. Foram feitos testes de detec??o do v?rus C por PCR em 290 amostras com resultado positivo ou indeterminado para o teste ELISA. A an?lise dos resultados revelou que as amostras com testes ELISA positivo/PCR positivo e ELISA positivo/PCR negativo s?o duas amostras diferentes e independentes (p=0,0006). Esta diferen?a pode ser supostamente devido a resposta imune diferenciada nas amostras que apresentaram resultado no teste PCR positivas. Esperava-se que houvesse correla??o entre os resultados do DO/Cutoff (ELISA) e carga viral (PCR) como o que ocorre em outros v?rus como o HIV...

Detec??o da Helicobacter pylori atrav?s da t?cnica de rea??o em cadeia da polimerase em amostras fecais de crian?as da cidade de Bel?m-Par?

GUIMAR?ES, Vanessa de Souza
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
186.11%
A infec??o pela Helicobacter pylori ? uma das mais comuns em humanos, admite-se que ? adquirida na inf?ncia e que ? uma das principais causas de gastrite e ?lcera g?strica na vida adulta. Entre os v?rios m?todos de diagn?sticos da infec??o pela H. pylori, a rea??o e cadeia da polimerase (PCR) tem mostrado alta sensibilidade para a detec??o desta bact?ria em amostras g?stricas, orais fecais. Com o objetivo de padronizar a t?cnica de PCR para detectar a presen?a da H. pylori nas fezes e comparar com o m?todo de diagn?stico sorol?gico, utilizou-se uma amostra de 79 crian?as provenientes de um estudo soroepidemiol?gico realizado em Bel?m-Par?, no ano de 2003. O DNA total foi extra?do das fezes atrav?s de um protocolo padronizado neste estudo baseado na associa??o dos m?todos de fervura em resina quelante e digest?o por proteinase, seguido por fenol-clorof?rmio. Para a amplifica??o do DNA utilizou-se iniciadores para o gene 16S rRNA para o g?nero Helicobacter e para detec??o espec?fica da H. pylori utilizou-se iniciadores para trecho do gene ureA. O fragmento foi visualizado em gel de agarose 2% corado com brometo de et?dio. A presen?a da H. pylori foi verificada em 69,62% (55/79) dos pacientes. A an?lise comparativa entre o ensaio sorol?gico e a PCR ureA...

Detec??o do DNA de Mycobacterium leprae em secre??o nasal

PONTES, Ana Rosa Botelho; ALMEIDA, Maria das Gra?as Carvalho; XAVIER, Mar?lia Brasil; QUARESMA, Juarez Ant?nio Sim?es; ISHIKAWA, Edna Aoba Yassui
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
126%
Estudos t?m demonstrado alta sensibilidade da t?cnica da rea??o em cadeia de polimerase (PCR) na identifica??o do DNA do Mycobacterium leprae. Este estudo objetivou avaliar a sensibilidade da PCR na detec??o do DNA do M. leprae em "swab" nasal de pacientes hansenianos e comparar os resultados com a baciloscopia e formas multibacilares (MBs) e paucibacilares (PBs). Foram coletadas amostras de secre??o nasal de 24 pacientes hansenianos, conservadas em solu??o de lise um e dois. Os resultados da PCR foram altamente significativos (p<0.0000) e revelaram maior sensibilidade do que a baciloscopia, nas diversas formas cl?nicas. Contudo, s?o necess?rios ainda outros estudos, testando novos marcadores e conservantes, com o intuito de elevar a sensibilidade dessa t?cnica, em amostras de secre??o nasal.; ABSTRACT: Studies have demonstrated high sensibility of the polimerase chain reaction (PCR) technique in the identification of the Mycobacterium leprae DNA . This study aimed to evalue the PCR sensibility at the detection of the M. leprae DNA in nasal swab of leprosy patients and to compare the results with the bacilloscopy and multibacillary (MBs) and paucibacilares (PBs) forms. Nasal secretion samples of 24 leprosy patients were collected, and were preserved in one and two lise's solution. The PCR results were highly significant (p <0.0000) and they revealed grater sensibility than bacilloscopy...

Sensibilidade da t?cnica de rea??o em cadeia da polimerase para HIV-1 em rela??o ? t?cnica de ensaio imunoenzim?tico

REZENDE, Priscila Rocha de; ALVES, Giselle Bastos; PEREIRA, Luciana Maria Cunha Maradei; VALE, Teonice Joaquina Lima; PIMENTA, Adriana do Socorro Coelho; LEMOS, Jos? Alexandre Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
186.09%
O v?rus da imunodefici?ncia humana (HIV) ? o agente etiol?gico da S?ndrome da Imunodefici?ncia Adquirida, AIDS, uma doen?a de grande preocupa??o m?dica. O genoma deste v?rus encontra-se arranjado em nove genes individuais e por duas estruturas id?nticas denominadas de repeti??es terminais nas extremidades 5' e 3'. Tivemos como objetivo analisar a sensibilidade do teste da rea??o em cadeia da polimerase (PCR) e o teste de ensaio imunoenzim?tico (ELISA), como teste para triagem de doadores de sangue para HIV. Foram analisadas 200 amostras de doadores e pacientes, da Funda??o HEMOPA, com padr?o positivo e indeterminado no teste ELISA. Na triagem sorol?gica pelo ELISA tiveram como resultado 35 amostras positivas, 75 amostras negativas e 90 amostras indeterminadas as quais foram submetidas ao teste pela PCR. Vinte e cinco amostras tiveram resultado positivo e 175 amostras negativas. Com estes resultados conclu?mos que a rea??o de PCR apresenta-se positiva somente nas amostras em que o teste ELISA apresenta rela??o DO/cutoff, acima de 3.

Diagn?stico molecular da infec??o por hemoplasmas em gatos dom?sticos naturalmente infectados da cidade de Bel?m, Par?

SOUSA, Sinerey Karla Salim Arag?o de; SAMPAIO JUNIOR, Francisco Dantas; SOUSA, Luciane Oeiras; SANTOS, Rafaelle Cunha; GON?ALVES, Evonnildo Costa; SCOFIELD, Alessandra; CAVALCANTE, Gustavo G?es
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
135.97%
Mycoplasma haemofelis, 'Candidatus Mycoplasma haemominutum' e 'Candidatus Mycoplasma turicensis' s?o os agentes causadores da micoplasmose felina, que podem causar anemia aguda ou cr?nica. O objetivo deste trabalho foi determinar a ocorr?ncia de hemoplasmas em gatos dom?sticos de Bel?m, Par?. Para isso, 201 gatos foram divididos em tr?s grupos: Grupo A foi composto por 101 gatos de rua capturados pelo Centro de Controle de Zoonoses, o grupo B foi composto por 62 gatos domiciliados e saud?veis e o grupo C foi composto por 38 gatos domiciliados que apresentavam alguma afec??o cl?nica. Foram coletadas amostras de sangue para a realiza??o de Rea??o em Cadeia pela Polimerase (PCR) para detectar o DNA destes agentes, os quais foram sequenciados e alinhados. A an?lise estat?stica foi realizada para detectar a associa??o entre a infec??o, o sexo dos animais e os grupos experimentais. O DNA de pelo menos uma das esp?cies de hemoplasmas pesquisados foi detectado em 19,9% (40/201) das amostras, sendo o DNA de 'Candidatus M. haemominutum' encontrado em 7,96% (16/201) das amostras, M. haemofelis em 1,49% (3/201) das amostras, enquanto que o DNA de 'Candidatus M. turicensis' foi detectado em 12,93% (26/201) das amostras. O DNA destes tr?s agentes foi detectado em gatos dos grupos A e C...

Preval?ncia sorol?gica e molecular de Babesia bovis e Babesia bigemina em b?falos (Bubalus bubalis) na Ilha de Maraj?, Par?

SILVA, Jenevaldo Barbosa da; LOPES, Cinthia T?vora de Albuquerque; PINHEIRO, Cleyton Prado; LIMA, Danillo Henrique da Silva; SILVA, Roberto S. L.; FONSECA, Adivaldo Henrique da; ARA?JO, Fl?bio Ribeiro de; BARBOSA NETO, Jos? Diomedes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
145.97%
O objetivo do estudo foi testar a preval?ncia sorol?gica e molecular de Babesia bovis e Babesia bigemina em b?falos da Ilha de Maraj?, Par?. Foi utilizado ensaio de imunoadsor??o enzim?tico indireto (iELISA) com ant?geno total contendo prote?nas de superf?cie externa e rea??o em cadeia da polimerase (qPCR), envolvendo o uso de SYBR Green com base na amplifica??o de um pequeno fragmento de gene do citocromo b. A preval?ncia de animais positivos no ELISA para B. bovis, B. bigemina e para infec??o mista foi de 24.87% (199/800), 20.75% (166/800) e 18.75% (150/800), respectivamente. Na PCR foi detectado a presen?a de B. bovis em 15% (18/199) e de B. bigemina em 16% (19/199) dos animais, sendo que destes, 58% (11/19) apresentavam-se co-infectados pelos dois agentes. Os resultados mostram uma baixa preval?ncia de anticorpos anti-B. bovis e anti-B. bigemina em b?falos da Ilha do Maraj?. Por?m, observou-se que os agentes da babesiose bovina circulam em b?falos, podendo estes atuar como reservat?rios.; ABSTRACT: The aim of the study was to estimate the prevalence of Babesia bovis and Babesia bigemina in water buffaloes of the Maraj? Island, State of Par?, Brazil. We used an indirect enzyme-linked immunosorbent assay (iELISA), with total antigen containing proteins outer surface...