Página 1 dos resultados de 202 itens digitais encontrados em 0.056 segundos

Prevalência de diabetes mellitus e identificação de fatores associados em adultos residentes em área urbana de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, 2006: Projeto OBEDIARP; Diabetes mellitus prevalence and associated factors in adults in Ribeirão Preto, São Paulo, Brazil, 2006: OBEDIARP Project

MORAES, Suzana Alves de; FREITAS, Isabel Cristina Martins de; GIMENO, Suely Godoy Agostinho; MONDINI, Lenise
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
75.87%
Para investigar a prevalência de diabetes mellitus e fatores associados, conduziu-se estudo epidemiológico transversal em amostra de adultos com 30 anos e mais, residentes em Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. O processo de amostragem foi desenvolvido em três estágios e pesos amostrais foram calculados, obtendo-se amostra ponderada de 2.197 participantes. Para o diagnóstico de diabetes mellitus considerou-se história prévia e pontos de corte recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para glicemias de jejum e pós-sobrecarga. Para identificação de fatores associados, razões de prevalências brutas e ajustadas foram estimadas por pontos e por intervalos, utilizando-se regressão de Poisson. A prevalência de diabetes mellitus foi 15,02%. Após o ajustamento para potenciais fatores de confusão, as seguintes variáveis permaneceram no modelo final: faixa etária; antecedentes familiares de diabetes mellitus; razão cintura/quadril; razão cintura/altura; uso de medicamentos e procura por serviços de saúde. Os resultados apontaram elevada prevalência de diabetes mellitus e permitiram a identificação de fatores associados, passíveis de intervenção.; To identify diabetes mellitus prevalence and associated factors...

Métodos para estimar razão de prevalência em estudos de corte transversal; Methods for estimating prevalence ratios in cross-sectional studies; Métodos para estimar razón de prevalencia en estudios de cohorte transversal

COUTINHO, Leticia M S; SCAZUFCA, Marcia; MENEZES, Paulo R
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.09%
OBJETIVO: Comparar empiricamente as regressões de Cox, log-binomial, Poisson e logística para estimar razões de prevalência em estudos de corte transversal. MÉTODOS: Foram utilizados dados de um estudo epidemiológico transversal (n=2.072), de base populacional, realizado com idosos na cidade de São Paulo (SP), entre maio de 2003 e abril de 2005. Diagnósticos de demência, possíveis casos de transtorno mental comum e autopercepção de saúde ruim foram escolhidos como desfechos com prevalência baixa, intermediária e alta, respectivamente. Foram utilizadas variáveis de confusão com duas ou mais categorias ou valores contínuos. Valores de referência para estimativas por ponto e por intervalo para as razões de prevalência (RP) foram obtidos pelo método de estratificação de Mantel-Haenszel. Estimativas ajustadas foram calculadas utilizando regressões de Cox e Poisson com variância robusta, e regressão log-binomial. Odds ratios (OR) brutos e ajustados foram obtidos pela regressão logística. RESULTADOS: As estimativas por ponto e por intervalo obtidas pelas regressões de Cox e Poisson foram semelhantes à obtida pela estratificação de Mantel-Haenszel, independentemente da prevalência do desfecho e das covariáveis do modelo. O modelo log-binomial apresentou dificuldade de convergência quando o desfecho tinha prevalência alta e havia covariável contínua no modelo. A regressão logística produziu estimativas por ponto e por intervalo maiores do que as obtidas pelos outros métodos...

Inquérito de saúde no Município de Campinas, São Paulo, Brasil (ISACamp): comparação de estimativas segundo posse de linha telefônica residencial; Health survey in Campinas, São Paulo State, Brazil (ISACamp): comparison of estimates according to ownership of a residential telephone line

FRANCISCO, Priscila Maria Stolses Bergamo; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo; SEGRI, Neuber José; CESAR, Chester Luiz Galvão; ALVES, Maria Cecilia Goi Porto
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
75.76%
O estudo avalia diferenças quanto às características sociodemográficas, de estilo de vida e de condições de saúde entre adultos com e sem linha telefônica residencial, valendo-se de dados de inquérito domiciliar de saúde realizado em Campinas, São Paulo, Brasil (2008/2009). Trata-se de estudo transversal de base populacional com 2.637 adultos (18 anos e mais). Análises descritivas, testes qui-quadrado, prevalências e respectivos intervalos de 95% de confiança foram calculados. Estimaram-se os vícios associados à não cobertura da população sem telefone antes e após o ajuste de pós-estratificação. O impacto do vício nos intervalos de confiança foi avaliado pela razão de vício. Cerca de 76% dos entrevistados possuíam linha telefônica residencial. Exceto para situação conjugal, foram observadas diferenças sociodemográficas segundo posse de telefone. Após o ajuste de pós-estratificação, houve redução do vício das estimativas para as variáveis associadas à posse de linha telefônica, no entanto, exceto para osteoporose, o ajuste de pós-estratificação foi insuficiente para corrigir o vício de não cobertura.; The study assesses differences in socio-demographic, lifestyle, and health-related characteristics among adults with and without residential telephone lines using data from a health survey in Campinas...

Aleitamento materno: estudo nacional da prevalência e determinantes no Brasil, nas macro-regiôes e áreas urbanas e rurais; Breastfeeding: national study of the prevalence and determinants in Brazil, in its macro-regions and urban and rural areas.

Wenzel, Daniela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.87%
Introdução: O Brasil é um país bastante extenso territorialmente, sendo necessário o mapeamento da situação do aleitamento materno em todo o país. Objetivo: Descrever a situação do aleitamento materno (AM), no Brasil e estudar o efeito de determinantes sociais, econômicos e demográficos sobre o AM de crianças menores de um ano de idade. Método: Constituiu-se amostra de 2958 crianças, divididas em dois grupos de 0 a seis meses, com 1477 crianças e de 7 a 12 meses com 1481 crianças, representativas da população nacional. Os dados fazem parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF, realizada em 2002-2003. Para o estudo do AM no Brasil, utilizou-se um modelo multinível com dois níveis de hierarquia. Para a análise do AM nas regiões utilizou-se modelo GLM com link=log, que permite o uso da razão de prevalências e intervalos com 90% de confiança. Resultados: No grupo 0 a 6 meses, a freqüência do AM no Brasil foi de 58% [IC90% 55 - 60]. Segundo as regiões, as freqüências foram de 63%, 59%, 51%, 61% e 56%, respectivamente para Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Nas áreas rurais e urbanas a freqüência foi de 60% e 58%, respectivamente. No grupo de 7 a 12 meses a freqüência no Brasil foi de 35% [IC90% 33 - 38]. Nas regiões...

Comparação empírica dos modelos Cox, log-binominal e Poisson para estimar razões de prevalência; Empirical comparison of Cox, log-binomial and Poisson models for estimating prevalence ratios

Coutinho, Letícia Maria Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.92%
Introdução: Em estudos de corte transversal com desfechos binários, a associação entre a exposição e o desfecho é estimada pela razão de prevalência (RP). Os modelos de regressão de Cox, log-binomial e Poisson têm sido sugeridos como bons métodos estatísticos para obter estimativas da RP ajustadas para variáveis de confusão. Objetivo: Comparar empiricamente as regressões de Cox, log-binomial, Poisson e logística para desfechos com alta prevalência, prevalência intermediária e baixa prevalência. Metodologia: Os dados foram obtidos de um estudo epidemiológico de corte transversal, de base populacional, sobre prevalência de demência e outros transtornos mentais em idosos residentes em aéreas de baixa renda da cidade de São Paulo. O diagnóstico de demência (prevalência baixa), a ocorrência de transtorno mental comum (prevalência intermediária) e a auto-percepção de saúde ruim (alta prevalência) foram escolhidos como desfechos para o estudo. Valores de referência da estimativa da razão de prevalência (RP) foram obtidos pela estratificação de Mantel-Haenszel. Estimativas da RP ajustada foram calculadas usando modelos de regressão de Cox, log-binomial e Poisson, além do OR bruto e do OR ajustado pela regressão logística. Resultados: As estimativas do ponto e do intervalo obtidas com as regressões de Poisson e Cox...

Diabetes mellitus: razão de prevalências nas diferentes regiões geográficas no Brasil, 2002 2007

Dias, Juliana Chioda Ribeiro; Campos, Juliana Alvares Duarte Bonini
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 239-244
POR
Relevância na Pesquisa
86.14%
Considerando o Diabetes mellitus (DM) como um relevante problema de saúde no Brasil e a importância das estimativas de prevalência para planejamento e estratégias em saúde pública, propôs-se este trabalho com o objetivo de estimar a razão de prevalências do DM nos diferentes estados brasileiros nos períodos de 2002 a 2004 e 2005 a 2007. Trata-se de estudo descritivo, baseado em dados da população brasileira com diagnóstico de DM cadastrada no Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) junto ao Ministério da Saúde. As taxas de prevalência foram calculadas para o período de 2002 a 2004 e para 2005 a 2007, e posteriormente estimou-se a Razão de Prevalências (R) por ponto e por intervalo de 95% de confiança (IC95%). Observou-se alta prevalência de DM nos estados brasileiros com aumento significativo (R>1; IC95%>1) entre os períodos em todos os estados brasileiros, com destaque para o Distrito Federal (R=1,9800; IC95%=1,97241,9876) e o estado do Maranhão (R=1,5217; IC95%=1,51981,5235). Pode-se concluir que houve aumento significativo na prevalência de DM no Brasil de 2002 a 2007, sinalizando para a necessidade de formulação de estratégias de prevenção e controle da doença.; Awareness of Diabetes Mellitus (DM) as a relevant health problem in Brazil and realizing the importance of estimates of prevalence for public health planning and strategies...

Aptidão física e estilo de vida de escolares do ensimo médio de Florianópolis - SC

Silva, João Marcos Ferreira de Lima
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 117 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.98%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2008; O objetivo do presente estudo correlacional de corte transversal foi verificar o nivel de aptidao fisica e sua relacao com o estilo de vida de escolares do ensino medio da cidade de Florianopolis, SC. A amostra foi selecionada por conglomerados de turmas nas escolas da rede estadual de ensino, com um total de 529 sujeitos (192 rapazes e 337 mocas) com media de idade de 16,19+ - 0,98 anos (15-19 anos). Os testes fisicos seguiram as padronizacoes sugeridas pelo Plano Canadense de Avaliacao da Atividade Fisica, Aptidao e Estilo de Vida (CSEP), avaliando a condicao de saude da composicao corporal (massa corpora, estatura, perimetro de cintura e dobras cutaneas), testes de flexibilidade, forca de pressao manual, impulsao vertical, isometria dorsal, flexao de bracos, abdominal e teste de banco (aptidao aerobia), enquanto o estilo de vida foi determinado pelo questionario Fantastic. A analise de dados utilizou-se de estatistica descritiva (media, desvio padrao e prevalencias), medidas de associacao (teste t para proporcoes e regressao de Poisson). Os resultados indicaram que 57,48% dos escolares sao da classe economica B...

Nexo técnico epidemiológico previdenciário – NTEP e o fator acidentário de prevenção – FAP : um novo olhar sobre a saúde do trabalhador; Technical epidemiologic nexus of social security (NTEP) and the accidentary prevention factor (FAP) : a new look over the health of the worker

Oliveira, Paulo Rogério Albuquerque de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
75.92%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; A pesquisa aborda o tema da Saúde do Trabalhador sob a perspectiva do direito constitucional, na seara dos direitos fundamentais, articulado em mecanismos de peso-e-contrapeso com outros dois: livre-iniciativa e meio ambiente do trabalho. O aparente conflito de constitucionalidade entre esses três direitos é desfeito ao se evidenciar que, na essência, as distorções e anacronismos do atual sistema protetivo acidentário, dito esgotado, são de natureza infraconstitucionais, cujos vícios ideológicos, administrativos, políticos, econômicos, epistemológicos, teóricos e práticos suscitam a precedência do vértice liberal, de cunho individualista, sobre os demais. A tese mitiga essa protuberância da livre-iniciativa no triângulo distorcido dos direitos fundamentais ao sugerir um novo marco regulatório estatal. De um lado, o financiamento flexível e dinâmico do Seguro Acidente do Trabalho - SAT, conforme a regra de mercado, inspiradora do FAP, que vincula a doença ao prejuízo e a saúde ao lucro sob o prisma da regra espelho do poluidor-pagador; de outro lado, no campo social, passa o ônus da prova ao empregador quando da concessão pelo Instituto Nacional de Seguro Social - INSS dos benefícios acidentários...

Diabetes mellitus: Razão de prevalências nas diferentes regiões geográficas no Brasil, 2002 – 2007

Dias, Juliana Chioda Ribeiro; Campos, Juliana Alvares Duarte Bonini
Fonte: ABRASCO Publicador: ABRASCO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.14%
Considerando o Diabetes mellitus (DM) como um relevante problema de saúde no Brasil e a importância das estimativas de prevalência para planejamento e estratégias em saúde pública, propôs- se este trabalho com o objetivo de estimar a razão de prevalências do DM nos diferentes estados brasileiros nos períodos de 2002 a 2004 e 2005 a 2007. Trata-se de estudo descritivo, baseado em dados da população brasileira com diagnóstico de DM cadastrada no Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) junto ao Ministério da Saúde. As taxas de prevalência foram calculadas para o período de 2002 a 2004 e para 2005 a 2007, e posteriormente estimou-se a Razão de Prevalências (R) por ponto e por intervalo de 95% de confiança (IC95%). Observou-se alta prevalência de DM nos estados brasileiros com aumento significativo (R>1; IC95%>1) entre os períodos em todos os estados brasileiros, com destaque para o Distrito Federal (R=1,9800; IC95%=1,9724–1,9876) e o estado do Maranhão (R=1,5217; IC95%=1,5198– 1,5235). Pode-se concluir que houve aumento significativo na prevalência de DM no Brasil de 2002 a 2007, sinalizando para a necessidade de formulação de estratégias de prevenção e controle da doença.; Abstract: Awareness of Diabetes Mellitus (DM) as a relevant health problem in Brazil and realizing the importance of estimates of prevalence for public health planning and strategies...

Métodos para estimar razão de prevalência em estudos de corte transversal

Coutinho,Leticia M S; Scazufca,Marcia; Menezes,Paulo R
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76.01%
OBJETIVO: Comparar empiricamente as regressões de Cox, log-binomial, Poisson e logística para estimar razões de prevalência em estudos de corte transversal. MÉTODOS: Foram utilizados dados de um estudo epidemiológico transversal (n=2.072), de base populacional, realizado com idosos na cidade de São Paulo (SP), entre maio de 2003 e abril de 2005. Diagnósticos de demência, possíveis casos de transtorno mental comum e autopercepção de saúde ruim foram escolhidos como desfechos com prevalência baixa, intermediária e alta, respectivamente. Foram utilizadas variáveis de confusão com duas ou mais categorias ou valores contínuos. Valores de referência para estimativas por ponto e por intervalo para as razões de prevalência (RP) foram obtidos pelo método de estratificação de Mantel-Haenszel. Estimativas ajustadas foram calculadas utilizando regressões de Cox e Poisson com variância robusta, e regressão log-binomial. Odds ratios (OR) brutos e ajustados foram obtidos pela regressão logística. RESULTADOS: As estimativas por ponto e por intervalo obtidas pelas regressões de Cox e Poisson foram semelhantes à obtida pela estratificação de Mantel-Haenszel, independentemente da prevalência do desfecho e das covariáveis do modelo. O modelo log-binomial apresentou dificuldade de convergência quando o desfecho tinha prevalência alta e havia covariável contínua no modelo. A regressão logística produziu estimativas por ponto e por intervalo maiores do que as obtidas pelos outros métodos...

Prevalência de hiperidrose entre estudantes de medicina

Westphal,Fernando Luiz; Surgeon,Thoracic; Carvalho,Maria Auxiliadora Neves De; Lima,Luiz Carlos; Carvalho,Bruna Cecília Neves de; Padilla,Rodrigo; Araújo,Katiúscia Karla Lêdo
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.01%
OBJETIVO: Identificar a prevalência de hiperidrose entre os estudantes de Medicina de Manaus/AM. MÉTODOS: Estudo observacional, transversal, do tipo inquérito que analisou a prevalência de hiperidrose primária entre os alunos de Medicina da Universidade Federal do Amazonas e sua relação com o índice de massa corporal (IMC) e o stress. Os alunos foram pesados e entrevistados. Utilizou-se questionários com perguntas preconizadas pela International Hyperhidrosis Society, para relacionar a hiperidrose com as atividades diárias de cada pessoa. A análise dos resultados se deu com o cálculo da razão de prevalências e do intervalo de confiança. RESULTADOS: Entre os 293 estudantes analisados, verificou-se que um total de 16 (5,5%) estudantes apresentavam sudorese excessiva dificilmente tolerável ou intolerável, interferindo em suas atividades diárias. Nenhum apresentava causas conhecidas de hiperidrose e 50% possuíam história familiar. Em todos o acometimento foi bilateral, sendo os locais mais afetados: mãos (35,7%), pés (21,4%), axila (17,9), rosto (10,7%), costas (7,1%), tórax (3,6%) e abdome (3,6%). Não houve predomínio em relação ao sexo, idade ou IMC. Encontrou-se relação positiva com o IMC evidenciando sobrepeso e obesidade...

Diabetes mellitus: razão de prevalências nas diferentes regiões geográficas no Brasil, 2002 2007

Dias,Juliana Chioda Ribeiro; Campos,Juliana Alvares Duarte Bonini
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.14%
Considerando o Diabetes mellitus (DM) como um relevante problema de saúde no Brasil e a importância das estimativas de prevalência para planejamento e estratégias em saúde pública, propôs-se este trabalho com o objetivo de estimar a razão de prevalências do DM nos diferentes estados brasileiros nos períodos de 2002 a 2004 e 2005 a 2007. Trata-se de estudo descritivo, baseado em dados da população brasileira com diagnóstico de DM cadastrada no Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) junto ao Ministério da Saúde. As taxas de prevalência foram calculadas para o período de 2002 a 2004 e para 2005 a 2007, e posteriormente estimou-se a Razão de Prevalências (R) por ponto e por intervalo de 95% de confiança (IC95%). Observou-se alta prevalência de DM nos estados brasileiros com aumento significativo (R>1; IC95%>1) entre os períodos em todos os estados brasileiros, com destaque para o Distrito Federal (R=1,9800; IC95%=1,97241,9876) e o estado do Maranhão (R=1,5217; IC95%=1,51981,5235). Pode-se concluir que houve aumento significativo na prevalência de DM no Brasil de 2002 a 2007, sinalizando para a necessidade de formulação de estratégias de prevenção e controle da doença.

Medidas de associação em estudo transversal com delineamento complexo: razão de chances e razão de prevalência

Francisco,Priscila Maria S. Bergamo; Donalisio,Maria Rita; Barros,Marilisa Berti de Azevedo; Cesar,Chester Luis Galvão; Carandina,Luana; Goldbaum,Moisés
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.22%
O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir a utilização das medidas de associação: razão de chances e razão de prevalências, em dados obtidos de estudo transversal realizado em 2001-2002, utilizando-se amostra estratificada por conglomerados em dois estágios (n=1.958). As razões de chances e razões de prevalências foram estimadas por meio de regressão logística não condicional e regressão de Poisson, respectivamente, utilizando-se o pacote estatístico Stata 7.0. Intervalos de confiança e efeitos do desenho foram considerados na avaliação da precisão das estimativas. Dois desfechos do estudo transversal com diferentes níveis de prevalência foram avaliados: vacinação contra influenza (66,1%) e doença pulmonar referida (6,9%). Na situação em que a prevalência foi alta, as estimativas das razões de prevalência foram mais conservadoras com intervalos de confiança menores. Na avaliação do desfecho de baixa prevalência, não se observaram grandes diferenças numéricas entre as estimações das razões de chances e razões de prevalência e erros-padrão obtidos por uma ou outra técnica. O efeito do desenho maior que a unidade indicou que a amostragem complexa, em ambos os casos, aumentou da variância das estimativas. Cabe ao pesquisador a escolha da técnica e do estimador mais adequado ao seu objeto de estudo...

Medidas de associação em estudo transversal com delineamento complexo: razão de chances e razão de prevalência; Association measures in cross-sectional studies with complex sampling: odds ratio and prevalence ratio

FRANCISCO, Priscila Maria S. Bergamo; DONALISIO, Maria Rita; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo; CESAR, Chester Luis Galvão; CARANDINA, Luana; GOLDBAUM, Moisés
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.22%
O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir a utilização das medidas de associação: razão de chances e razão de prevalências, em dados obtidos de estudo transversal realizado em 2001-2002, utilizando-se amostra estratificada por conglomerados em dois estágios (n=1.958). As razões de chances e razões de prevalências foram estimadas por meio de regressão logística não condicional e regressão de Poisson, respectivamente, utilizando-se o pacote estatístico Stata 7.0. Intervalos de confiança e efeitos do desenho foram considerados na avaliação da precisão das estimativas. Dois desfechos do estudo transversal com diferentes níveis de prevalência foram avaliados: vacinação contra influenza (66,1%) e doença pulmonar referida (6,9%). Na situação em que a prevalência foi alta, as estimativas das razões de prevalência foram mais conservadoras com intervalos de confiança menores. Na avaliação do desfecho de baixa prevalência, não se observaram grandes diferenças numéricas entre as estimações das razões de chances e razões de prevalência e erros-padrão obtidos por uma ou outra técnica. O efeito do desenho maior que a unidade indicou que a amostragem complexa, em ambos os casos, aumentou da variância das estimativas. Cabe ao pesquisador a escolha da técnica e do estimador mais adequado ao seu objeto de estudo...

Medidas de associação em estudo transversal com delineamento complexo: razão de chances e razão de prevalência

FRANCISCO, Priscila Maria S. Bergamo; DONALISIO, Maria Rita; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo; CESAR, Chester Luis Galvão; CARANDINA, Luana; GOLDBAUM, Moisés
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.22%
O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir a utilização das medidas de associação: razão de chances e razão de prevalências, em dados obtidos de estudo transversal realizado em 2001-2002, utilizando-se amostra estratificada por conglomerados em dois estágios (n=1.958). As razões de chances e razões de prevalências foram estimadas por meio de regressão logística não condicional e regressão de Poisson, respectivamente, utilizando-se o pacote estatístico Stata 7.0. Intervalos de confiança e efeitos do desenho foram considerados na avaliação da precisão das estimativas. Dois desfechos do estudo transversal com diferentes níveis de prevalência foram avaliados: vacinação contra influenza (66,1%) e doença pulmonar referida (6,9%). Na situação em que a prevalência foi alta, as estimativas das razões de prevalência foram mais conservadoras com intervalos de confiança menores. Na avaliação do desfecho de baixa prevalência, não se observaram grandes diferenças numéricas entre as estimações das razões de chances e razões de prevalência e erros-padrão obtidos por uma ou outra técnica. O efeito do desenho maior que a unidade indicou que a amostragem complexa, em ambos os casos, aumentou da variância das estimativas. Cabe ao pesquisador a escolha da técnica e do estimador mais adequado ao seu objeto de estudo...

Métodos para estimar razão de prevalência em estudos de corte transversal; Métodos para estimar razón de prevalencia en estudios de cohorte transversal; Methods for estimating prevalence ratios in cross-sectional studies

Coutinho, Leticia M S; Scazufca, Marcia; Menezes, Paulo R
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
76.09%
OBJECTIVE: To empirically compare the Cox, log-binomial, Poisson and logistic regressions to obtain estimates of prevalence ratios (PR) in cross-sectional studies. METHODS: Data from a population-based cross-sectional epidemiological study (n = 2072) on elderly people in Sao Paulo (Southeastern Brazil), conducted between May 2003 and April 2005, were used. Diagnoses of dementia, possible cases of common mental disorders and self-rated poor health were chosen as outcomes with low, intermediate and high prevalence, respectively. Confounding variables with two or more categories or continuous values were used. Reference values for point and interval estimates of prevalence ratio (PR) were obtained by means of the Mantel-Haenszel stratification method. Adjusted PR estimates were calculated using Cox and Poisson regressions with robust variance, and using log-binomial regression. Crude and adjusted odds ratios (ORs) were obtained using logistic regression. RESULTS: The point and interval estimates obtained using Cox and Poisson regressions were very similar to those obtained using Mantel-Haenszel stratification, independent of the outcome prevalence and the covariates in the model. The log-binomial model presented convergence difficulties when the outcome had high prevalence and there was a continuous covariate in the model. Logistic regression produced point and interval estimates that were higher than those obtained using the other methods...

Desenvolvimento de incapacidades físicas decorrentes da hanseníase no Vale do Jequitinhonha, MG; Desarrollo de incapacidades físicas resultantes de la enfermedad de hansen en el Valle de Jequitiñoña, MG; Physical disabilities resulting from hansen's disease in Vale do Jequitinhonha/State of Minas Gerais, Brazil

Lana, Francisco Carlos Félix; Amaral, Evaldo Pinheiro; Lanza, Fernanda Moura; Saldanha, Andrigo Neves e Silva Lopes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2008 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
75.9%
A hanseníase é doença potencialmente incapacitante. Objetivou-se descrever e analisar a ocorrência de incapacidades físicas nos casos de hanseníase da população residente no Vale do Jequitinhonha, MG, no período de 1998-2006. Trata-se de estudo epidemiológico descritivo. Os dados foram coletados das Fichas de Notificação de Hanseníase. As informações foram processadas no software EPI-INFO, analisadas tendo como referência os indicadores recomendados pelo Ministério da Saúde e a força de associação entre as variáveis (razão de prevalências). Dos 1 461 casos notificados no período, 46,2% foram diagnosticados com alguma incapacidade física (12,1% no grau II). Desses, 59,1% eram do sexo masculino; 96,9% em maiores de 15 anos e 93,2% eram multibacilares (valor de p; La lepra, enfermedad de Hansen, es conocida por producir, potencialmente, incapacidades. Se tuvo como objetivo describir y analizar la ocurrencia de incapacidades físicas en los casos de lepra de la población residente en el Valle del Jequitiñoña, MG, en el período de 1998-2006. Se trata de un estudio epidemiológico descriptivo. Los datos fueron recolectados de las Fichas de Notificación de Lepra. Las informaciones fueron procesadas en el software EPI-INFO...

Medidas de associação em estudo transversal com delineamento complexo: razão de chances e razão de prevalência

Francisco,Priscila Maria S. Bergamo; Donalisio,Maria Rita; Barros,Marilisa Berti de Azevedo; Cesar,Chester Luis Galvão; Carandina,Luana; Goldbaum,Moisés
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.22%
O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir a utilização das medidas de associação: razão de chances e razão de prevalências, em dados obtidos de estudo transversal realizado em 2001-2002, utilizando-se amostra estratificada por conglomerados em dois estágios (n=1.958). As razões de chances e razões de prevalências foram estimadas por meio de regressão logística não condicional e regressão de Poisson, respectivamente, utilizando-se o pacote estatístico Stata 7.0. Intervalos de confiança e efeitos do desenho foram considerados na avaliação da precisão das estimativas. Dois desfechos do estudo transversal com diferentes níveis de prevalência foram avaliados: vacinação contra influenza (66,1%) e doença pulmonar referida (6,9%). Na situação em que a prevalência foi alta, as estimativas das razões de prevalência foram mais conservadoras com intervalos de confiança menores. Na avaliação do desfecho de baixa prevalência, não se observaram grandes diferenças numéricas entre as estimações das razões de chances e razões de prevalência e erros-padrão obtidos por uma ou outra técnica. O efeito do desenho maior que a unidade indicou que a amostragem complexa, em ambos os casos, aumentou da variância das estimativas. Cabe ao pesquisador a escolha da técnica e do estimador mais adequado ao seu objeto de estudo...

Diabetes mellitus: razão de prevalências nas diferentes regiões geográficas no Brasil, 2002 2007

Dias,Juliana Chioda Ribeiro; Campos,Juliana Alvares Duarte Bonini
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.14%
Considerando o Diabetes mellitus (DM) como um relevante problema de saúde no Brasil e a importância das estimativas de prevalência para planejamento e estratégias em saúde pública, propôs-se este trabalho com o objetivo de estimar a razão de prevalências do DM nos diferentes estados brasileiros nos períodos de 2002 a 2004 e 2005 a 2007. Trata-se de estudo descritivo, baseado em dados da população brasileira com diagnóstico de DM cadastrada no Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) junto ao Ministério da Saúde. As taxas de prevalência foram calculadas para o período de 2002 a 2004 e para 2005 a 2007, e posteriormente estimou-se a Razão de Prevalências (R) por ponto e por intervalo de 95% de confiança (IC95%). Observou-se alta prevalência de DM nos estados brasileiros com aumento significativo (R>1; IC95%>1) entre os períodos em todos os estados brasileiros, com destaque para o Distrito Federal (R=1,9800; IC95%=1,97241,9876) e o estado do Maranhão (R=1,5217; IC95%=1,51981,5235). Pode-se concluir que houve aumento significativo na prevalência de DM no Brasil de 2002 a 2007, sinalizando para a necessidade de formulação de estratégias de prevenção e controle da doença.

Métodos para estimar razão de prevalência em estudos de corte transversal

Coutinho,Leticia M S; Scazufca,Marcia; Menezes,Paulo R
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
76.01%
OBJETIVO: Comparar empiricamente as regressões de Cox, log-binomial, Poisson e logística para estimar razões de prevalência em estudos de corte transversal. MÉTODOS: Foram utilizados dados de um estudo epidemiológico transversal (n=2.072), de base populacional, realizado com idosos na cidade de São Paulo (SP), entre maio de 2003 e abril de 2005. Diagnósticos de demência, possíveis casos de transtorno mental comum e autopercepção de saúde ruim foram escolhidos como desfechos com prevalência baixa, intermediária e alta, respectivamente. Foram utilizadas variáveis de confusão com duas ou mais categorias ou valores contínuos. Valores de referência para estimativas por ponto e por intervalo para as razões de prevalência (RP) foram obtidos pelo método de estratificação de Mantel-Haenszel. Estimativas ajustadas foram calculadas utilizando regressões de Cox e Poisson com variância robusta, e regressão log-binomial. Odds ratios (OR) brutos e ajustados foram obtidos pela regressão logística. RESULTADOS: As estimativas por ponto e por intervalo obtidas pelas regressões de Cox e Poisson foram semelhantes à obtida pela estratificação de Mantel-Haenszel, independentemente da prevalência do desfecho e das covariáveis do modelo. O modelo log-binomial apresentou dificuldade de convergência quando o desfecho tinha prevalência alta e havia covariável contínua no modelo. A regressão logística produziu estimativas por ponto e por intervalo maiores do que as obtidas pelos outros métodos...