Página 1 dos resultados de 25 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Rastreio de Hiperactividade/Défice de Atenção em Crianças Pré-escolares: Estudo Exploratório de um Questionário de Avaliação do Risco dDesenvolvimento da PH/DAe

Fernandes, Patrícia Isabel da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
35.83%
Dissertação de Mestrado em Psicologia, área de especialização em Avaliação Psicológica, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra

Elaboração de instrumento para rastreio do risco de disfagia orofaríngea infantil

Schmatz, Aline Poliana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 108 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Pós-graduação em Fonoaudiologia - FFC; Interferências no desenvolvimento da função de alimentação pode colocar o indivíduo em risco para disfagia orofaríngea infantil desde o nascimento, sendo necessário que se identifique precocemente este sintoma. Porém, não foram encontrados na literatura instrumentos de rastreio da disfagia específicos para a população infantil. O objetivo deste estudo foi elaborar um instrumento de rastreio para o risco de disfagia orofaríngea infantil. A pesquisa foi descritiva, transversal e de abordagem quantitativa. O local do estudo foi uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e uma enfermaria pediátrica de um hospital público municipal de uma cidade do interior do Estado de São Paulo. Participaram 67 crianças, mediante assinatura de Termo de Consentimento pelos responsáveis. Numa primeira aplicação do Protocolo participaram 14 crianças, 57,14% do sexo feminino, com idade entre um dia a um ano de vida. Numa segunda aplicação do Protocolo participaram 53 crianças, 59% do sexo masculino e com idade entre um dia a um ano e cinco meses. Foram utilizadas as bases de dados indexadas na Biblioteca Virtual em Saúde, Google acadêmico, PubMed e Portal CAPES, para o levantamento de literatura que compôs os itens do instrumento...

Rastreio de desenvolvimento infantil : estudo exploratório do ASQ-2

Teixeira, Maria de La Salete; Lopes, Sónia; Graça, Patrícia; Serrano, Ana Maria; Rockland, Adriano
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
76.06%
O Ages and Stages Questionnaires (ASQ) é um instrumento referenciado pela bibliografia como facilitador da participação da família na avaliação. Os profissionais de educação e de saúde podem, através da utilização de instrumentos como o ASQ, auxiliar os pais no que respeita à detecção de factores de risco e à exploração de elementos de oportunidade para o desenvolvimento das competências de cada criança. O ASQ-2 é constituído por 19 questionários entre os 4 e os 60 meses de idade. Cada questionário é composto por 30 itens divididos por cinco áreas de desenvolvimento. O estudo do ASQ na amostra (n=339) da população portuguesa foi realizado, no sentido de observar as suas qualidades psicométricas, dando assim início à tradução e adaptação cultural para a população portuguesa. Os resultados obtidos respeitantes à sensibilidade, fiabilidade e validade do instrumento são atraentes para que se realize uma validação do ASQ para a população portuguesa, contribuindo assim, para o fornecimento de um instrumento de fácil compreensão por parte dos diferentes agentes educativos e de fácil preenchimento por parte dos pais. No que se refere ao rastreio de desenvolvimento realizado, o estudo identificou 129 crianças (38%) que necessitavam de avaliação mais específica de desenvolvimento e 39 pais preocupados com o desenvolvimento dos seus filhos.

Relação entre competências e prática profissional dos ortoptistas integrados nos programas de rastreio visual infantil

Lança, Carla Costa
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
O presente estudo teve em vista estimar e analisar a possível relação entre as competências profissionais e as práticas dos Ortoptistas nos Programas de Rastreio Visual Infantil, com o objectivo de identificar e descrever as competências essenciais destes profissionais da saúde. Para o efeito, foi elaborado um quadro teórico apoiado na literatura, a partir do qual se definiram 3 dimensões de análise: Competências Sistémicas (ST), Competências Interpessoais (IP) e Competências instrumentais (IT). Com o recurso a uma entrevista colectiva específica conhecida por Focus Group, foi auscultada a percepção de um painel de especialistas sobre as competências profissionais que devem possuir os Ortoptistas que desempenham funções nos Programas de Rastreio Visual Infantil. Complementarmente, através de um inquérito por questionário, foi recolhida a percepção dos Ortoptistas sobre as competências profissionais que consideram possuir e a forma como as utilizam na sua prática profissional. As dimensões do questionário apresentaram a seguinte consistência interna: (ST)=0,916; (IP)=0,949; (IT)=0,892. Os resultados dos coeficientes de correlação de Spearman, sugerem a existência de uma correlação positiva moderada entre as competências profissionais e sua aplicação na prática profissional (r(ST)=0...

Envolvimento da via de sinalização BNDF/TRKB na etiologia do autismo: análise genética

Espada, Maria Margarida Saial Santos Guiomar, 1981-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
45.89%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010; O Autismo é um perturbação do desenvolvimento infantil que se caracteriza por desvios na interacção social e na comunicação verbal e não verbal, assim como, por comportamentos repetidos, estereotipados e ritualizados. Estudos baseados em gémeos e em famílias demonstraram que o autismo apresenta uma forte componente genética. Contudo, pelo facto de ser uma doença complexa, existem várias variantes envolvidas, cada uma conferindo um risco reduzido no fenótipo o que tem dificultado a identificação dos genes de susceptibilidade desta doença. O objectivo principal deste estudo foi a identificação dos genes de susceptibilidade envolvidos nas vias biológicas activadas pela neurotrofina BDNF (Brain derived neurotrophic factor) e pelo seu receptor TrkB (Neurotrphic tyrosine kinase receptor type 2). Estudos anteriores encontraram níveis significativamente elevados desta neurotrofina no soro de pacientes com autismo e uma associação entre marcadores do gene que codifica o seu receptor, NTRK2 e o autismo, colocando a hipótese de que exista uma alteração da via de sinalização BDNF/TrkB nesta patologia. No presente estudo foi explorada esta hipótese...

Adaptação e validação do Children Sleep Habits Questionnaire e do Sleep Self Report para crianças portuguesas

Silva, Helena Cristina Pinto Paiva Loureiro Gonçalves, 1964-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
35.76%
Tese de mestrado, Ciências do Sono, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2013; Introdução: O sono é um tema importante no desenvolvimento infantil. Para avaliar o sono, os questionários são um método adequado. Objetivos: Realizar a adaptação cultural e validação do Children´s Sleep Habits Questionnaire (CSHQ) e do Sleep Self Report (SSR) para crianças Portuguesas, determinar as propriedades psicométricas, definir um ponto corte para o CSHQ para aplicação na clínica e correlacionar os dados das respostas dos pais e dos filhos. Métodos: Selecionaram-se duas amostras: comunitária e clínica. Os questionários foram traduzidos e adaptados. Realizaram-se testes de coerência interna e estabilidade temporal, testes de validação e determinou-se um ponto de corte para CSHQ. Correlacionaram-se as respostas dos pais e dos filhos. Resultados: Na amostra comunitária (n=574), idade (média 7.2; d.p. 1.5), rapazes (52.1%), os pais responderam ao CSHQ. O estatuto socioeconómico (SES) teve média 42.8; d.p. 17. Avaliaram-se os hábitos de sono. No CSHQ: resultado total: média 42.8; d.p. 7.0; Alfa Cronbach: 0.77; coeficiente de estabilidade: 0.80. Destas, 310 crianças responderam ao SSR, 50.6% rapazes, idade média 8.2; d.p. 0.9; resultado total: média 32.4; d.p. 6.1; Alfa Cronbach: 0.68; coeficiente de estabilidade: 0.65; Amostra clínica (n=60)...

Determinantes individuais da qualidade do sono em crianças de idade pré-escolar

Mendonça, Mariana Mendes
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
Tese de mestrado, Psicologia (Núcleo de Psicologia Clínica da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; Enquadramento: Os problemas de sono infantis têm impacto na vida da criança e da família. Os modelos etiológicos do sono infantil assumem a importância de variáveis individuais e contextuais no surgimento destes problemas. O temperamento e o desenvolvimento da criança têm sido associados a problemas de sono infantil e às estratégias que os pais utilizam para apoiar o sono da criança. Contudo, os resultados da investigação apresentam inconsistências, especialmente quando estudadas crianças com idades superiores aos 24 meses. Objetivos: Pretende-se analisar o contributo do temperamento e do desenvolvimento para a qualidade do sono da criança e estratégias parentais relacionadas com o sono numa amostra de crianças dos 2 aos 6 anos de idade. Metodologia: Uma amostra de 123 pais completou questionários sobre os hábitos e dificuldades de sono (TPSQ), temperamento da criança (TABC-R), desenvolvimento (PEDS) e estratégias parentais relacionadas com o sono (PSSQ). A uma subamostra de 30 crianças foi administrado um instrumento de rastreio de problemas de desenvolvimento e comportamento (PEDS:DM). Resultados: Relativamente ao temperamento...

Rastreio do desenvolvimento psicomotor: influência dos fatores de risco e contributo da psicomotricidade

Afonso, Carla Sandra Carneiro
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
76.23%
Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto; O desenvolvimento psicomotor é um processo dinâmico e contínuo que resulta das transformações que vão ocorrendo no ser humano ao longo da sua vida, e que depende da inter-relação entre os fatores genéticos e ambientais. Para se proceder à verificação e avaliação do desenvolvimento, é necessária a utilização de testes válidos, práticos e precisos que nos permitam obter resultados fidedignos, essenciais para que a criança cumpra em pleno o seu potencial de desenvolvimento e, caso seja necessário, o seu encaminhamento para áreas de intervenção especializadas. Neste sentido, todas as crianças devem integrar o programa de vigilância e o rastreio do desenvolvimento psicomotor, de modo a identificar possíveis atrasos e apurar os fatores de risco que podem influenciar a sequência típica do desenvolvimento psicomotor. Assim sendo, a presente pesquisa teve como objectivos: (i) identificar testes de rastreio do desenvolvimento psicomotor e conhecer a sua importância na deteção precoce de atraso de desenvolvimento; (ii) avaliar as capacidades psicométricas da Escala de Avaliação das Competências do Desenvolvimento Infantil (Schedule of Growing Skills-II - SGS-II); (iii) apurar os fatores de risco que podem influenciar a sequência típica do desenvolvimento psicomotor de crianças dos 0 aos 5 anos de idade...

Estudo das afecções oculares em crianças dos 0 aos 10 anos avaliadas no Centro Hospitalar Cova da Beira

Brandão, Maria Inês Elvas da Silva
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
25.88%
Objetivos: A visão é um sentido extremamente importante no correto desenvolvimento das crianças. Torna-se então necessário que as crianças sejam observadas, consoante a sua idade, por um optometrista/oftalmologista, de modo a despistar qualquer alteração à normalidade, prevenindo assim problemas visuais futuros. O principal objetivo deste trabalho de investigação consiste em caraterizar e avaliar a epidemiologia bem como os fatores de risco associados a erros refrativos, vergênciais e patologias oculares em crianças dos 0 aos 10 anos de idade. Métodos: Estudo observacional, descritivo e transversal com caráter analítico com recolha de dados prospetivos. A amostra, não probabilística de conveniência, é constituída por crianças com idades compreendidas entre os 0 e os 10 anos de idade que no período de janeiro a junho de 2013, que frequentaram a consulta externa de pediatria do Centro Hospitalar Cova da Beira. Os dados pessoais foram recolhidos através de um questionário, aplicado aos pais ou representantes legais da criança, e posteriormente recolhidos os dados optométricos (acuidade visual, refração, exame ocular externo, desvios oculares). Os resultados do estudo, foram analisados com recurso ao programa informático Exel e Software Statistical Package for Social Sciences (SPSS) versão 20.0 para Windows...

Oculomotricidade na infância: o padrão de normalidade é o mesmo do adulto?

Mezzalira,Raquel; Neves,Liliane Coelho; Maudonnet,Oscar Antonio Queiroz; Bilécki,Marcia Maria do Carmo; Ávila,Fernanda Gobbi de
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
35.77%
O estudo da oculomotricidade se dá através da avaliação de três sistemas: movimentos oculares sacádicos (MOS), nistagmo optocinético (NO) e movimentos oculares de rastreio lento (MORL). A atuação conjunta destes três sistemas permite a estabilização do campo visual nas diversas situações de movimento às quais o indivíduo é submetido. OBJETIVO: Comparar os valores da oculomotricidade encontrados em crianças e em adultos normais na tentativa de confirmar, ou não, a viabilidade do uso dos mesmos parâmetros de normalidade dos adultos na interpretação do exame de crianças. FORMA DE ESTUDO: clínico com coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram estudados os MOS, o NO e os MORL em 50 crianças e em 35 adultos normais e os resultados foram comparados entre si através do teste t de Student. RESULTADOS: Os dados mostram diferença significativa entre os resultados obtidos nos testes de crianças e de adultos (significativo ao nível alfa = 0,05). DISCUSSÃO: Na literatura encontramos evidências de que a mielinização das vias vestibulares ocorre em torno das 16 semanas e que os tratos piramidais se mielinizam aos 24 meses de idade sendo a oculomotricidade perfeita nessa época. Outros estudos descrevem a importância destes testes na detecção de doenças neurológicas...

A saúde visual das crianças de um concelho alentejano: um projecto de intervenção precoce

Poças, Ilda; Entradas, S.; Farinha, A.
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
35.76%
A visão possui um elevado significado no desenvolvimento infantil. A deficiência visual acarreta um impacto negativo na criança no que respeita à sua educação e integração social. No universo populacional existem globalmente cerca de 1 milhão e 500 mil crianças cegas e 19 milhões com algum tipo de deficiência visual, abrangendo a faixa etária dos 0 aos 14 anos. De acordo com a Direcção Geral de Saúde Portuguesa, estima-se a prevalência de 1,00 a 2,5% de ambliopia entre as crianças, em Portugal, constituindo uma das 3 principais causas de hipovisão monocular. Por isso, a prevenção primária e detecção precoces são cada vez mais importantes na redução das taxas de incidência de patologias oculares. A redução dos casos evitáveis de deficiência visual nas crianças alentejanas, é um objectivo importante da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), promovendo acções de rastreio visual para o diagnóstico, a referenciação e o encaminhamento precoces. O Alentejo, região do centro-sul de Portugal, é a maior região de Portugal, com 31.551 km2 de área e 757.190 habitantes. Moura é um concelho do Baixo Alentejo, com 958,46 km2 e 15.167 habitantes e 15,83% são crianças dos 0 aos 14 anos. Objectivos do estudo: detectar factores ambliogénicos e caracterizar o estado visual das crianças nascidas em 2009 e que frequentam os jardins-de-infância (JI) públicos...

Rastreio Oftalmológico Infantil nos Cuidados Primários*

Pinto, Fátima; Guerra, Isabel; Maia, Íris; Rodrigues, Sandra
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.08%
Introdução: Aimportância da detecção de anomalias oculares em idade pediátrica reside na susceptibilidade deste grupo etário para desenvolver perda permanente e irreversível da visão central (ambliopia), que poderá ser evitada se precocemente identificada e tratada.Objectivo: Avaliação da saúde visual das crianças que frequentam a consulta de Pediatria de um Centro de Saúde urbano.Metodologia: Análise descritiva dos registos da aplicação de um protocolo de Rastreio Oftalmológico Infantil, previamente elaborado e validado, numa amostra de crianças observadas na consulta de Pediatria de um Centro de Saúde urbano. Foram critérios de exclusão a presença de sintomatologia oftalmológica, doença sistémica com manifestação ocular, seguimento numa consulta especializada de Oftalmologia e ausência de colaboração. Foram avaliados os parâmetros sexo, idade, exame ocular externo, transparência dos meios ópticos, alinhamento ocular, acuidade visual de longe e de perto, visão estereoscópica e alteração oftalmológica com potencial ambliogénico.Resultados: Das 704 crianças estudadas, com idades compreendidas entre 1 mês e 15 anos, suspeitou-se de patologia oftalmológica em 182 (25,9%): anomalia do exame ocular externo em 8; leucocória em 1; estrabismo em 39; diminuição da acuidade visual em 147; e má visão estereoscópica em 60. Em 78 (11...

Recomendações para o Rastreio Auditivo Neonatal Universal (RANU)

Intervenção da Surde, Grupo de Rastreio e
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
45.89%
No âmbito do desenvolvimento de uma política nacional de saúde que dê prioridade ao diagnóstico precoce da surdez e sua intervenção, constituiu-se o Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil (GRISI). Este grupo de trabalho, aberto e multidisciplinar, reúne profissionais com experiência nesta área. O objectivo deste grupo é a implementação de um programa nacional de detecção e intervenção auditiva precoce, padronizando técnicas e metodologias, através de acções conjuntas entre os vários organismos oficiais e associações profissionais.

Genética molecular das Perturbações do Espectro do Autismo: Análise de variantes estruturais

Isabel Neto Coelho, Joana
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66%
Dissertação de Mestrado em Biologia Humana e Ambiente apresentada à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2012.; Dissertação defendida e aprovada em 18 de Dezembro de 2012.; Trabalho de investigação realizado no Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP, Grupo de Neurogenética e Saúde Mental (Setembro 2011 – Setembro 2012).; Astrid Moura Vicente: Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP; As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são um grupo de doenças com uma forte etiologia genética que afectam o neurodesenvolvimento, caracterizando-se por dificuldades na interação social e comunicação e comportamentos repetitivos e estereotipados, sendo o seu diagnóstico baseado nos critérios presentes nos manuais de diagnóstico, como o DSM-V (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders). AS PEA tem uma elevada prevalência, o que torna importante o seu estudo genético, tendo já sido executados estudos em gémeos e famílias, análises citogenéticas, estudos de Linkage e de Associação, sequenciação de genes candidatos e do exoma e análise de variantes estruturais (Copy Number Variants...

Análise dos movimentos oculares : método de avaliação da percepção auditiva em crianças pequenas

Silva, Luís Filipe Santos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
25.93%
O impacto da surdez é devastador em vários parâmetros do desenvolvimento da criança: linguagem, aprendizagem, socialização, equilíbrio psicológico e capacidades cognitivas. Estas consequências dependem de vários factores que incluem a idade de instalação da surdez, a causa, o grau e o tempo de privação auditiva. A precocidade do diagnóstico e o rigor com que é determinado, são fundamentais na definição e na monitorização de um programa de reabilitação específico personalizado para a criança surda. A audiologia infantil é hoje uma área da Otorrinolaringologia em franco desenvolvimento, pois associa métodos comportamentais a equipamentos de detecção neurobiológica de sofisticação crescente. Os métodos subjectivos (Audiometria infantil), apesar de fornecerem informação mais completa, estão essencialmente dependentes das competências técnicas dos recursos humanos exigindo grande disponibilidade de tempo. Os métodos objectivos (Reflexos acústicos, Potenciais Evocados Auditivos, Otoemissões acústicas), não estando tão dependentes da colaboração da criança, implicando por vezes sedação, embora mais rápidos e quantificáveis, fornecem informação mais limitada. Com a finalidade de encontrar instrumentos que minimizem os erros técnicos e permitam obter resultados fiáveis duma forma rápida e segura...

A avaliação do processamento auditivo em crianças de 10 a 13 anos : sua função como indicador da perturbação da comunicação e do desempenho académico

Nunes, Cristiane L.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 10/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
45.82%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (área de especialização em Saúde Infantil); Já nos anos 50 do século XX se dava importância a avaliar-se o Processamento Auditivo (PA) em crianças com dificuldades na comunicação (Myklebust, 1954), o que em Portugal é designado por Perturbações da Comunicação (PC), e que se refere ao prejuízo no desenvolvimento das funções comunicativas relacionadas com a expressão oral, escrita e/ou compreensão (Costa, 2011). Para além dos estudos que apontam as implicações entre a Perturbação do Processamento Auditivo (PPA) e a Perturbação da Comunicação (PC), pesquisas científicas atuais demonstram uma forte associação entre a PPA e o fraco desempenho académico (Bellis, 2000; Farias, Toniolo, & Cóser, 2004). No presente estudo pretendeu-se verificar se existe relação entre as variáveis desempenho académico e a perturbação da comunicação, bem como a avaliação comportamental do processamento auditivo, com utilização de testes não-verbais e testes verbais adaptados ao português europeu.Inicialmente foi feita uma preparação dos testes auditivos verbais que seriam aplicados aos sujeitos da amostra com gravação dos estímulos e validação em adultos com limiares de audição dentro da normalidade. Em seguida...

A questão visual na oftalmologia pediátrica da região de Lisboa

Serôdio, Ana Maria Ribeiro Lopes
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
26.02%
RESUMO: Na parte inicial incluem-se algumas notas sucintas com base no panorama científico,histórico e cultural da visão considerada segundo três abordagens - o olho (o olho humano na especificidade da sua posição filogenética, elemento anátomo-funcional básico do sistema visual ao qual o cérebro pertence), os olhos (unidades gémeas essenciais do rosto na sua actividade consensual e conjugada da binocularidade), o olhar (carregado de expressão psicológica e o seu efeito sobre o observador, sinal para o comportamento e criador de sentimentos, sedimentado em obras de arte e em formas de superstição dos povos). Segue-se a apresentação de um estudo descritivo transversal, como contribuição para o conhecimento do estado de saúde visual da população infantil da região de Lisboa e determinar factores que o influenciam. Entre Outubro de 2005 e Agosto de 2006 examinaram-se 649 crianças com idade inferior a 10 anos da Consulta de Oftalmologia Pediátrica dos Serviços de Assistência Médico-Social do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SAMS). Colheram-se dados respeitantes a mais de 250 variáveis primárias que cobriram a maior parte dos itens do exame oftalmológico habitual. Na análise dos dados teve-se especialmente em conta a idade...

Saúde mental, interação mãe-criança e desenvolvimento ao final do primeiro ano de vida; Salud mental, interacción madre-hijo y desarrollo al final del primer año de vida; Mental health, mother-child interaction and development at the end of the first year of life

Ribeiro, Débora Gerardo; Perosa, Gimol Benzaquen; Padovani, Flávia Helena Pereira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2014 ENG
Relevância na Pesquisa
35.99%
La salud mental materna puede afectar la calidad de la interacción madre-hijo y el desarrollo infantil. Este estudio evaluó la relación entre interacción madre-hijo y el desarrollo neuropsicomotor de niños con edad de un año, considerando la salud mental materna. Fueron evaluados 65 niños de un año, usuarios de Unidades de Salud de la Familia, mediante una prueba de detección del riesgo. Las madres fueron entrevistadas y respondieron a instrumento de rastreo psiquiátrico. Se evaluó la interacción mediante un protocolo de interacción diádica. 43,1% de los niños presentó riesgo de desarrollo. Aunque 44,6% de las madres presentó malestar psicológico, su salud mental no se asoció con los comportamientos presentados en la interacción. Sin embargo, comportamientos interactivos de la madre y del niño se asociaron con retraso en el desarrollo. La estimulación cognitiva fue la única variable predictiva de retrasos. Los datos contribuyen para la comprensión del papel de la interacción y el desarrollo infantil.; Maternal mental health can affect the quality of the mother-child interaction and, consequently, the development of the child. This study aimed to evaluate the relationship between the mother-child interaction and the neuro-psychomotor development of children at one year of age...

A participação dos pais na identificação de situações de risco no desenvolvimento infantil : estudo exploratório com a utilização do Parents' Evaluation of Developmental Status: Developmental Milestones [PEDS:DM]

Gonçalves, Ana Sofia Correia
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
106.43%
O rastreio do desenvolvimento consiste numa avaliação breve do desenvolvimento da criança por forma a identificar desvios ou atrasos que justifiquem uma avaliação mais aprofundada do desenvolvimento com vista a uma intervenção precoce e mais eficaz. Sabe-se que o enfoque exclusivo na criança, durante este tipo de avaliação, torna este momento de recolha de informação demasiado redutor e, muitas vezes, não isento de erro pelo que os pais constituem uma importante fonte de informação, dado o seu conhecimento da história da criança, da sua experiência, da sua situação atual e do contexto da própria família. Em Portugal, o rastreio precoce do desenvolvimento é efetuado sobretudo em consultas médicas de rotina, sendo a participação dos pais nestes processos, praticamente inexistente. Neste momento, estão a dar-se os primeiros passos na tradução e adaptação à realidade portuguesa, através de estudos exploratórios, de instrumentos de rastreio do desenvolvimento infantil, como a AGS e PEDS:DM, esperando-se que, num futuro próximo, os pais possam ser chamados a ter uma participação mais ativa em todo o processo de rastreio. O presente trabalho tem como objetivo dar um contributo nesse sentido, tendo sido organizado em diferentes partes ou artigos que pretendem: fazer uma revisão teórica do que já se sabe acerca do desenvolvimento infantil e do envolvimento da família; dar um contributo ao complexo e extensivo processo de adaptação de instrumentos de rastreio à realidade portuguesa...

Correlação clínica e ecográfica em displasia de desenvolvimento da anca

Vital,Luísa; Alegrete,Nuno; Lucas,Raquel
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
35.8%
Objetivo: O objetivo deste estudo foi relacionar os achados clínicos do exame físico com os resultados ecográficos, utilizando o método de Graf para classificação da displasia da anca. Doentes e métodos: Foram analisados retrospetivamente os registos clínicos e ecográficos de doentes nascidos entre janeiro de 2010 e dezembro de 2012, orientados para consulta de Ortopedia Infantil. Foram registados parâmetros do exame clínico e da ecografia e comparados os resultados. Resultados: Foram identificadas 55 crianças (46 do sexo feminino), com uma mediana de idades de 53 dias. Trinta apresentavam pelo menos um critério de risco, sendo a apresentação pélvica o mais prevalente. Das 110 ancas, 80 apresentavam alterações ecográficas. Quarenta e oito ancas apresentavam, pelo menos, uma alteração no exame físico. A sensibilidade e especificidade da ecografia tendo como gold standard o exame clínico foi de 82,6% e 37,7%, respetivamente, considerando uma ecografia positiva quando esta é igual ou superior a classe IIa de Graf. Conclusões: A ecografia pode representar um bom método de rastreio, no entanto, não aumenta de forma significativa a acuidade diagnóstica do exame clínico.