Página 1 dos resultados de 1826 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Feridas até o coração, erguem-se negras guerreiras. Resiliência em mulheres negras: transmissão psíquica e pertencimentos; Hurt to the heart, raise themselves black women warriors. Resilience in black women: psychological transmission and affiliations

Prestes, Clélia Rosane dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
A pesquisa teve por objetivo analisar processos de resiliência em mulheres negras, considerando as influências de conteúdos oriundos de transmissão psíquica (familiares negras, descendentes, ascendentes, ancestrais), de simbolismos associados a mulheres negras, e de significados decorrentes do pertencimento a manifestações negras (culturais, políticas, intelectuais, religiosas). Como metodologia, entrevistas (com estratégia de cenas) com quatro mulheres negras de diferentes gerações na mesma família; os dados passaram por análise de conteúdo, com colaboração das entrevistadas. Considerou-se a demanda e interesse por potenciais para a saúde, abordando o problema com enfoque em pontos de resolução e fortalecimento, focalizando prevenção, superações, amadurecimentos, potenciais, e extrapolando o foco exclusivo ou maior em mazelas e impactos negativos. Foi escolhida uma postura de ampliação do panorama considerado na análise do fenômeno, conjugando os contextos individual, social e histórico do problema. Tais posturas estão em consonância com as teorias adotadas, passando pela psicanálise, psicanálise social, psicanálise dos vínculos, psicologia social, psicologia afrocentrada, entre outras, incluindo os recortes racial e de gênero e a abordagem psicossocial. A dissertação tem início pela introdução...

Resiliência e adesão ao tratamento do diabetes mellitus em mulheres

Reckziegel, Juliana Cristina Lessmann
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 200 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2014.; Introdução: O Diabetes Mellitus é uma doença crônica caracterizada por alterações metabólicas e endócrinas, que acometem grande número de mulheres em todo o mundo. Traz necessidades de adaptação no estilo de vida, incluindo: a realização de atividade física, do controle da glicemia, o uso de medicamentos, o seguimento de um plano alimentar e a inclusão de novas práticas em saúde, que, nem sempre são incorporadas com facilidade ao cotidiano das mulheres. Porém, vivenciar situações difíceis também pode conduzir ao surgimento do desejo de superação de problemas, passando a reconhecer as potencialidades e os fatores de proteção em seus contextos sócio-histórico-culturais e ambientais. Assim, toma-se a resiliência, reconhecida como a capacidade de suportar, de adaptar-se e conviver de forma harmônica desenvolvida frente às situações de adversidade e/ou estresse, como uma possibilidade para o viver melhor de mulheres com diabetes mellitus. Objetivo: O estudo teve como objetivo geral: Compreender a resiliência como constructo teórico para a qualificação do cuidado em enfermagem e saúde e para a ampliação da adesão ao tratamento do diabetes mellitus em mulheres atendidas na atenção básica de Florianópolis. Método: Trata-se de um estudo elaborado utilizando método misto de investigação...

Resiliência : contributos para a sua conceptualização e medida

Rodrigues, Ana Maria Albuquerque
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
Este trabalho de investigação, no âmbito da educação para a saúde do jovem adulto português, debruça-se sobre o constructo de resiliência, praticamente sem investigação em Portugal, traduzindo-se especificamente em dois objectivos: · obter uma classificação global em resiliência ao construir um modelo teórico e dinâmico, seguido do elaborar e validar instrumentos de avaliação numa população portuguesa de jovens adultos; · aprofundar conceptualmente o constructo de resiliência ao compreender processos de impacto quotidiano. Realizou-se uma investigação teórica e empírica e, para atingir o segundo objectivo, optou-se por um estudo longitudinal e prospectivo. Neste trabalho qualitativo e heurístico utiliza-se a análise de conteúdo sobre registos resultantes da aplicação de questionários e entrevistas. O plano de pesquisa estendeu-se por três fases: · Na primeira fase, a teórica, debruçámo-nos sobre o constructo, conceitos afins, construção do nosso modelo e de instrumentos de avaliação. · Na segunda fase, operacionalizou-se a classificação em resiliência. Aplicaram-se instrumentos de avaliação a 125 jovens adultos e, com base no modelo, utilizou-se a análise de conteúdo sobre os dados obtidos. Partindo das três dimensões de Kobasa...

O conceito de resiliência na perspetiva de enfermagem

Amaral-Bastos, M.
Fonte: Asociación Latinoamericana de Escuelas y Facultades de Enfermería Publicador: Asociación Latinoamericana de Escuelas y Facultades de Enfermería
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
O conceito de resiliência na saúde emergiu no princípio dos anos 80 e evoluiu integrando contributos das teorias psicanalíticas, desenvolvimentais e comportamentais. Os objetivos deste estudo são: identificar artigos escritos por enfermeiros que se debrucem sobre o conceito de resiliência e descrever a apropriação do conceito na literatura científica de enfermagem. Efetuada pesquisa em bases de dados com os descritores Resiliência e Enfermagem em janeiro de 2012. Foram selecionados 13 artigos. Verificamos que 7 artigos estudam a resiliência de forma geral, 4 estabelecem relação com outros conceitos, 2 estudam a resiliência no ciclo vital. A noção de processo dinâmico é um dado adquirido. A questão da neuroplasticidade também é abordada. São apresentadas diversas implicações para a prática clínica e investigação. Os enfermeiros estudaram o conceito de resiliência oriundo das diversas teorias, procurando clarificá-lo, encontrar pontos de consenso e contribuir para o seu desenvolvimento.; El concepto de resiliencia en la salud surgió a principios de los años 80 y evolucionó integrando aportaciones de las teorías psicoanalíticas, del desarrollo y del comportamiento. Objetivo: los objetivos de este estudio son identificar artículos escritos por enfermeros enfocados en el concepto de resiliencia y describir la apropiación del concepto en la literatura científica de enfermería. Método: se realiza búsqueda en bases de datos con los descriptores "Resiliencia y Enfermería" en enero 2012. Fueron seleccionados 13 artículos. Resultados: comprobamos que 7 estudian la resiliencia de modo general...

Supervisão e resiliência: um contexto privilegiado para o desenvolvimento profissional de professores do 1º Ciclo

Dias, Marília Alexandra Machado
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
Dissertação de mest., Supervisão, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2007; Com este estudo tentou-se fazer uma ligação entre a supervisão e a resiliência em contexto de Prática Pedagógica, efectuando-se algumas reflexões acerca das experiências vivenciadas por supervisandos e professores cooperantes nesse contexto, recorrendo-se para tal a alunos do 4º ano da Licenciatura em Ensino Básico -1º Ciclo e aos professores cooperantes que os acompanharam no estágio, como sujeitos da investigação. Os principais objectivos eram identificar até que ponto a resiliência é um aspecto a considerar na relação formativa que se estabelece entre os professores cooperantes que acompanham a Prática Pedagógica e os supervisandos / futuros professores do 1º Ciclo, tentando perceber de que modo o clima de supervisão e as relações estabelecidas entre ambos os intervenientes eventualmente podem influenciar o desenvolvimento da resiliência, em contexto de supervisão. Assim sendo, desenvolveu-se um suporte teórico que nos pudesse auxiliar no desenvolvimento do estudo, recorrendo a perspectivas no âmbito do estudo da supervisão e da resiliência, associando-os ao desenvolvimento ecológico de Bronfenbrenner...

Empatia, competência social : um estudo das relações entre resiliência, fatores de risco e proteção de crianças em situação de risco

Santana, Laila Barbosa de; Roazzi, Antonio (Orientador); Sampaio, Leonardo (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Diversos infantes se encontram em contextos de risco e stress, o que pode comprometer o seu desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo. Contudo, estudos salientam também que algumas crianças expostas às adversidades não apresentam comprometimentos em seu desenvolvimento (Cecconello, 1999). Com isso, nota-se que muitos infantes conseguem vivenciar estas situações, e desenvolvem algumas capacidades como os processos de resiliência. Outro ponto relevante, é que pesquisas destacam a possibilidade da empatia e competência social (Cecconello & Koller, 2000) agirem como fatores protetivos e influenciadores do desenvolvimento da resiliência. Sendo assim, considerando a relevância de tal tema e partindo do pressuposto que a empatia e competência social podem ser consideradas como fatores protetivos e influenciadores no desenvolvimento da resiliência é que, a presente dissertação teve como objetivo principal investigar as relações existentes entre os fatores protetivos (a empatia, a competência social), os de riscos e stress como influenciadores do desenvolvimento do processo da resiliência em crianças que vivenciam situações de riscos/stress. Tendo como objetivos específicos, verificar se a relação dos fatores protetivos...

Influência da resiliência na dor crônica de idosos

Oltramari, Gisele
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.41%
O conceito de resiliência remete à capacidade do ser humano de responder às demandas da vida cotidiana de forma positiva, apesar das adversidades que enfrenta ao longo do seu ciclo vital de desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi estudar a influência da resiliência na dor crônica de idosos. Foi realizado um estudo observacional de corte transversal e de coorte. A amostra foi composta por 128 idosos (> 60 anos), sendo divididos em dois grupos, com e sem dor crônica. A resiliência foi avaliada em todos os indivíduos, através da Escala de Resiliência. Os indivíduos com dor crônica, que realizaram fisioterapia, foram avaliados inicialmente, através da Escala Visual-Analógica de Dor (EVA), Questionário de Dor McGill e Questionário de Crenças do Medo e Evitamento (QCME). Após as 10 sessões de fisioterapia, foram reavaliados através dos mesmos instrumentos. A população em estudo tinha média de idade de 70,3 anos, e a média de resiliência da população estudada foi de 147,7 pontos, indicando elevado nível de resiliência. Observou-se que, o grupo de idosos com faixa etária entre 60-64 anos apresentou um escore de resiliência menor, quando comparado aos outros grupos. Comparando-se o índice de dor antes e depois da fisioterapia...

A importância da atividade física regular como estratégia complementar na promoção de resiliência de idosas e sua importância para suas vidas

Orsano, Francisco Evaldo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
O conceito de saúde, na concepção mais abrangente, é uma condição multidimensional de bem-estar físico, psicológico e social e não apenas a inexistência de enfermidades. Os benefícios da atividade física são tão relevantes quanto os benefícios psicológicos, porque ambos contribuem para a saúde. A literatura aponta um conjunto de ligações diretas e indiretas entre a atividade física e a qualidade de vida. Apesar destes benefícios, o processo de envelhecimento é caracterizado por grandes perdas biopsicossociais, que geram várias situações de adversidades que causam preocupação e podem colocar em risco a saúde do idoso. Deste modo, surge a resiliência como um conjunto de processos sociais e intrapsíquicos, que possibilitam o desenvolvimento saudável do idoso, mesmo diante de experiências negativas. Nesta direção, observou-se a necessidade de executar uma pesquisa de conhecimento multidisciplinar conciliando a Educação Física com a Psicologia, a Medicina, a Terapia Ocupacional e a Gerontologia, com o objetivo de investigar o efeito da atividade física sobre os níveis de resiliência em mulheres idosas, bem como conhecer a importância desta atividade para suas vidas. Para tanto, realizou-se um estudo comparativo descritivo...

Resiliência e socialização organizacional de novos servidores: um estudo transcultural

Carvalho, Virgínia Donizete de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
The main aim of the study was to analyze the relationship between resilience and organizational socialization among newcomers from the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), and the Norwegian University of Science and Technology (NTNU), comparing the results obtained in a cross-cultural perspective. The sample (N=205) was composed of mentored (N=70) and non-mentored (N=72) professors and technical-administrative employees at UFRN, and their non-mentored counterparts at NTNU (N=63). The data collection instruments used were the Organizational Socialization Inventory (OSI), the Resilience Scale for Adults (RSA) and a sociodemographic form. Data analysis was preceded by a number of tests to verify possible distinct response styles among the respondents, as they came from different cultures. Descriptive analysis and t-tests were performed to identify and compare organizational socialization and resilience outcomes. Hierarchical regression analyses were carried out, the first ones involving all participants (N=205), to observe the predictive power of resilience factors in relation to organizational socialization factors, beyond the effects of nationality, occupation and mentoring experience. The other hierarchical regression analyses were conducted separately for the professors (N=109) and technical-administrative employees (N=96); and for the mentored (N=70) and non-mentored newcomers from UFRN (N=72)...

Inteligência emocional e resiliência; estudo exploratório junto de uma população universitária

Trindade, Margarida Faro
Fonte: Universidade Fernando Pessoa Publicador: Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa, como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde; O presente trabalho teve como objetivo principal analisar, estudar e caracterizar a inteligência emocional e a resiliência junto de uma amostra de uma população universitária, verificando de que forma estas variáveis se relacionam entre si. Pretendeu-se, ainda, analisar as variáveis da inteligência emocional e da resiliência em função de variáveis sócio demográficas. A amostra foi constituída por 90 participantes universitários de ambos os sexos (67 homens e 23 mulheres), com idades compreendidas entre os 18 e os 58 anos (M=24.84; DP=8.699). Procedeu-se à realização de um estudo exploratório ao qual os participantes responderam a dois instrumentos - Questionário de Competência Emocional – QCE (L. Faria & N. Lima Santos, 2001), a Escala de Avaliação Global de Resiliência – RS (Wagnild & Young, 1993) e a um questionário sócio demográfico. A análise de dados permitiu verificar que existe relação positiva direta e significativa entre o valor total da resiliência (RSTotal) e as sub-escalas da inteligência emocional...

A resiliência na idade avançada: um olhar para o idoso institucionalizado

Nascimento, Edilma Maria Marcos do
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Este estudo teve como objetivo investigar o processo de resiliência no idoso institucionalizado. Teve como base, abordagens teóricas sobre a resiliência na perspetiva de vários autores. Pretendeu-se investigar quais os mecanismos (internos/externos) que facilitam e/ou facilitaram o enfrentamento de acontecimentos adversos ao longo da vida e que contribuíram para o processo de resiliência na idade avançada. No estudo participaram 32 indivíduos de ambos os sexos, com idade entre os 65 e 92 anos. Além do questionário sóciodemográfico e a versão portuguesa da escala de resiliência de Wagnild e Young (1993), foram realizadas entrevistas em profundidade (baseadas numa abordagem de tipo biográfico) com três participantes da amostra que tinham atingido um grau de resiliência elevada. Dentre os resultados obtidos registamse a adaptação positiva e baixa frequência de episódios de doenças como um dos indicadores da resiliência. Assinalou-se também a importância da interação entre a resiliência individual, considerando os fatores da escala (perseverança, serenidade, autoconfiança, sentido de vida e autossuficiência) em todas as fases da vida. A análise permitiu concluir que a resiliência é um processo dinâmico...

Resiliência de pessoas com pessoas crônicas

Boell, Julia Estela Willrich
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 137 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2013.; Introdução: O convívio com doenças crônicas implica em adaptações na vida de quem experiencia essas situações. Ao focalizarmos diferentes doenças crônicas nos questionamos sobre a possibilidade de existirem diferenças na maneira como as mesmas se expressam e na maneira como as pessoas as enfrentam. Quando buscamos pesquisas sobre essa temática percebemos quão escassas são os estudos comparativos entre doenças crônicas. Assim, realizamos estudo para explorar com maior profundidade as diferenças e aproximações existentes em populações com distintas doenças crônicas, como a diabetes mellitus tipo 2 e insuficiência renal crônica terminal em relação à resiliência. Questionamos-nos como a resiliência se expressa em pessoas com estas doenças que têm em comum a cronicidade, mas que se manifestam de formas diferentes com alterações físicas e principalmente emocionais e sociais. Objetivo Geral: Conhecer como a resiliência se expressa em pessoas com diabetes mellitus tipo 2 e insuficiência renal crônica terminal, residentes na Grande Florianópolis/SC. Objetivos Específicos: Comparar os fatores sociodemográficos...

An Anthropological Proposal to Understand Children’s Resilience: Human Virtues; Una propuesta antropológica para la comprensión de la resiliencia en niños: las virtudes humanas; Uma proposta antropológica para a compreensão da resiliência nas crianças: as virtudes humanas

Cabrera, Victoria Eugenia; Universidad de La Sabana; Aya, Viviana Lucía; Universidad de La Sabana; Cano, Andrés Mauricio; Universidad de La Sabana
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
37.4%
The approach to resilience has undergone several changes over the years. Initially, it concentrated on the negative aspects persons generate in the midst of adversity. Subsequently, the focus has been on the positive characteristics that may develop as a result of these situations. The aim of this study is to reflect on how resilience can be understood and conceptualized from different theoretical perspectives and, thus, to find new ways to understand it based on human virtues from the perspective of philosophical anthropo­ logy. To do so, the authors reviewed empirical­analytic literature on studies that propose ways to assess and measure this concept. Although there are some proposals to measure resilience through different disciplines, none of the previous studies took into account human virtues as indicators of resilience from the standpoint of philosophical anthropology.; El abordaje de la resiliencia ha tenido algunas modificaciones a lo largo de los años. En un principio, se enfocaba en los aspectos negativos que las personas generaban en medio de la adversidad. Posteriormente, se ha centrado en las características positivas que pueden desarrollarse como producto de estas situaciones. El objetivo de este trabajo consistió en generar una reflexión sobre la manera de comprender y conceptualizar la resiliencia desde diferentes perspectivas teóricas y así generar una nueva manera de entenderla de acuerdo con las virtudes humanas desde la antropología filosófica. Para cumplir con este propósito...

Propuesta de un programa para incrementar la capacidad de resiliencia en los niños de primer grado del Instituto Tecnológico Salesiano Eloy Valenzuela sede C de la ciudad de Bucaramanga

Franco Amado, Luz Dary; Urrea Ordoñez, Ruth Yolanda
Fonte: Ibagué : Universidad del Tolima, 2012. Publicador: Ibagué : Universidad del Tolima, 2012.
Tipo: BachelorThesis; Trabajo de grado - Monografía; Text Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.41%
117 Páginas; En la actualidad es motivo de preocupación para la familia, los maestros y las instituciones educativas, la integración de los niños en su ambiente familiar , social y escolar , ya que desde muy temprana edad deben sortear situaciones de rechazo, violencia, abandono, soledad, melancolía e indiferencia , actitudes que dan lugar a trascendentales consecuencias de tipo psicológico. Ante estas situaciones de adversidad se hace necesario incrementar la capacidad de Resiliencia en los niños en su primera infancia para que puedan confrontarlas y sobreponerse a ellas, desarrollando su competencia social. El proyecto que exponemos a continuación se orienta a la elaboración de un programa que incremente los niveles de Resiliencia en los estudiantes de primer grado del Instituto Tecnológico Salesiano Eloy Valenzuela Sede C de la ciudad de Bucaramanga (Santander, Colombia). Para la creación del mismo se tuvieron en cuenta los fundamentos teóricos propuestos por autores como Grotberg, Vanistendael y Lecomte, Henderson y Milstein y otros en lo relacionado con la Resiliencia Infantil, sus fuentes, pilares y los factores que la fortalecen. Para el desarrollo de la propuesta de Innovación se especificaron además del marco teórico...

Paradoxes of resilience: lessons learnt from a comparison between Columbia and France; Las paradojas de la resiliencia: miradas cruzadas entre Colombia y Francia; Os paradoxos da resiliência: Olhares cruzados entre Colombia e França

Rebotier, Julien; López Peláez, Juanita; Pigeon, Patrick
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
37.41%
This paper investigates a discrepancy concerning resilience. International institutions such as ISDR try to promote resilience as a notion useful for preventing disasters. And some searchers, mainly coming from ecology, such as Resilience Alliance group, found the notion relevant enough to promote it as a brand for their studies on disaster prevention. Yet, the second part of the paper will verify how other searchers are still not convinced by the relevance of the notion. Territorial managers are reluctant as well, in line with the poor number of policies trying to bring resilience to reality, be it in Columbia or in France. How can we make sense of this discrepancy? The paper will stress on various political, institutional and cultural conditionings hidden behind the notion. It will also enlighten the contradictions embedded within the notion, because resilience, as disaster, depends on the scales and the actors the analysis relies on first. Which resilience to whom and at what scale? These are critical questions that should be addressed in order to give sense to these contradictions. Resilience has no absolute meaning. However, it helps identifying trends towards future disasters. This is one of the main reasons why it may be found useful.; El artículo reflexiona sobre la noción de resiliencia y los límites que supone su uso para los investigadores y para quienes implementan las políticas de gestión del riesgo. Por una parte...

Calidad de vida relacionada con salud, resiliencia y felicidad en hombres privados de la libertad; Quality of life related to health, resilience and happiness among men in prison; Qualidade de vida relacionada com saúde, resiliência e felicidade em homens privados da liberdade

Quiceno, Japcy Margarita; Vinaccia, Stefano; Ibáñez, Jenny; Álvarez, Alejandra; Jiménez, Jimena; Pinzón, Lizeth; Serna, Ana María
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; "Artículo revisado por pares"; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artículo Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
SPA; ENG; POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Objetivo.  El propósito de este estudio  fue evaluar  las diferencias de  la  calidad de  vida  relacionada con  la salud, la resiliencia y felicidad en hombres privados (n=21) y no privados  (n=21) de la libertad. Método. Bajo un diseño descriptivo comparativo, se utilizó el cuestionario de salud MOS SF-36, la escala de resiliencia (RS) y la escala de felicidad subjetiva  (SHT).  Resultados. Los datos recogidos evidenciaron diferencias entre ambos grupos evaluados, en las categorías de ocupación, estrato socioeconómico y estado civil, más no en sus niveles de calidad de vida, resiliencia y felicidad, a excepción de la dimensión función social de la calidad de vida. Conclusión. Este estudio, aunque preliminar y exploratorio brinda información sobre el valor que tienen variables positivas, como la resiliencia, la felicidad y la calidad de vida relacionada con la salud en personas privadas de la libertad. ; Objective. The purpose of this study was to assess differences in quality of life related to health, resilience and happiness in private men (n = 21) and private (n = 21) of freedom. Method. Under a descriptive - comparative design was used MOS health questionnaire SF-36...

Associação entre o nível de resiliência e o estado clínico de pacientes renais crônicos em hemodiálise

Slomka, Luciane
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.4%
Introdução: Pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento dialítico sofrem uma série de restrições e perdas físicas e emocionais ao longo deste, que lhes exigem uma capacidade de enfrentar tal adversidade através, também, de recursos psicológicos para este enfrentamento. Estes recursos, a chamada resiliência do indivíduo, pode influenciar a forma como cada paciente responde ao tratamento médico e suas condições clínicas. Assim, o objetivo do estudo foi de avaliar a associação existente entre o nível de resiliência e o estado clínico de pacientes renais crônicos em hemodiálise. Método: Estudo transversal, de caráter quantitativo, que mensurou e analisou a distribuição dos níveis de resiliência apresentados por pacientes em tratamento dialítico e os relacionou com o estado clínico destes. Os participantes do estudo foram 60 pacientes renais crônicos de ambos os sexos, adultos (acima de 18 anos), alfabetizados até pelo menos o primeiro grau, sem déficit cognitivo importante, independentemente da doença de base que tenha conduzido ao tratamento dialítico e que este tivesse iniciado há pelo menos três meses. Os principais instrumentos aplicados foram a escala de resiliência de Wagnild e Young (1993)...

Resiliência - um estudo exploratório da percepção de gestores sobre o constructo, nas dimensões humana e organizacional

Goldschmidt, Cristina Chaves
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Afinal, o que os gestores entendem por resiliência? É o questionamento que pautou este estudo e para respondê-lo desenvolvemos uma pesquisa empírica com 17 gestores de empresas de diversos portes, aqui no Rio de Janeiro, por meio de entrevista semi-estruturada, realizada durante os meses de janeiro a junho de 2015. As respostas colhidas foram submetidas à Análise do Discurso posibilitando identificar na prática discursiva, figuras de linguagem, ethos do entrevistado, seleção lexical predominante, intertextualidade e temas de fundo, e relacioná-los aos elementos do corpus discursivo acadêmico, o que permitiu a constituição das categorias analíticas sobre: resiliência humana e resiliência organizacional. A análise concluiu que, para os gestores, embora o conceito de resiliência humana ainda seja influenciado pelos conceitos de elasticidade e invulnerabilidade, que informaram a construção do conceito de resiliência nos estudos iniciais no campo da Psicologia, a resiliência é um processo dinâmico cujo resultado é a adaptação bem sucedida e a transformação do indivíduo. A resiliência organizacional é personificada na resiliência dos indivíduos, especificamente, na dos gestores cujos comportamentos, individuais e coletivos...

A construção do conceito de resiliência em psicologia: discutindo as origens; La construcción del concepto de resiliencia en psicología: cuestionando los orígenes; The construction of the concept of resilience in psychology: discussing the origins of resilience

Brandão, Juliana Mendanha; Mahfoud, Miguel; Gianordoli-Nascimento, Ingrid Faria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Este artigo apresenta um estudo teórico sobre resiliência que investiga, na literatura nacional e internacional, a forma como pesquisadores concebem o conceito e suas origens. Reconstituímos a história do conceito, estudamos a resiliência no campo da resistência dos materiais e da etimologia e questionamos a noção de que o termo/conceito "resiliência" teria sido tomado da física. Concluímos que as concepções de resiliência adotadas pelos pesquisadores - se ela é entendida como resistência ao estresse ou se é relacionada a processos de recuperação e superação - relacionam-se com o entendimento de que eles têm a respeito das origens da mesma.; Este artículo es un estudio teórico sobre la resiliencia que hace una investigación, en la literatura nacional e internacional, acerca de la forma que los investigadores conciben el concepto y sus orígenes. Reconstituimos la historia del concepto, estudiamos la resiliencia en el campo de la resistencia de materiales y de la etimología y cuestionamos la noción de que la resiliencia (psicológica) ha sido originada en las ciencias exactas. Llegamos a la conclusión de que los conceptos de resiliencia adoptados por los investigadores (si entendida como resistencia al estrese o si está relacionada con los procesos de recuperación y superación) se relacionan con la comprensión que ellos tienen acerca de los orígenes del concepto.; This article is a theoretical study that investigates resilience conceptions and its origins in national and international literature. We reconstituted the history of the concept; we studied the resilience in the field of strength of materials and etymology and we query the notion that the term/concept of "resilience" would have came from physics. We conclude that the resilience concepts adopted by researchers (if it is understood as stress resistance or as processes of recovery) are related with the understanding that they have about its origins.

Resiliência em idosos atendidos na Rede de Atenção Básica de Saúde em município do nordeste brasileiro; Resiliencia en ancianos atendidos en la Red de Atención Básica de Salud en municipio del nordeste brasileño; Resilience among the elderly cared for by the Primary Healthcare Network in a city of Northeast Brazil

Ferreira, Camomila Lira; Santos, Lúcia Maria Oliveira; Maia, Eulália Maria Chaves
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Objetiva-se avaliar a capacidade de resiliência, a auto-estima e o apoio social em idosos através de um estudo exploratório com uma amostra por conveniência constituída por idosos usuários da rede pública de saúde do município de Natal-RN, Brasil, os quais responderam ao questionário e às Escalas de Resiliência, Auto-estima e Apoio Social. Participaram 65 idosos com idade média de 71 anos, sendo 81% do sexo feminino, com baixas condições sócio-econômicas. Identificou-se que os idosos apresentam características resilientes, auto-estima positiva e apoio social percebido como satisfatório, mesmo diante das perdas e declínios vivenciados na velhice. Além disso, verificaram-se correlações moderadas e positivas entre resiliência e auto-estima, já que na medida em que uma aumenta, a outra também se eleva. Assim, o ato de viver bem esse período crítico parece ser favorecido pela resiliência enquanto recurso propiciador do desenvolvimento e pelos fatores de proteção, importantes indicadores de saúde.; Se objetiva evaluar la capacidad de resiliencia, autoestima y apoyo social en ancianos mediante estudio exploratorio con muestra por conveniencia constituida por ancianos, pacientes de la red pública de salud del municipio de Natal/RN-Brasil...