Página 1 dos resultados de 113 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Padronização de novo método ex vivo para avaliação da permeabilidade intestinal de fármacos utilizando epitélio intestinal de rã-touro (Rana catesbeiana): comparação com células Caco-2; Standardization of new ex vivo method to assess intestinal permeability of drugs using intestinal epithelium of bullfrog (Rana catesbeiana): comparison with Caco-2 cells

Souza, Paula Cristina Torres de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Métodos in vitro utilizando epitélio intestinal animal são importantes ferramentas para avaliar a permeabilidade de fármacos, propriedade que é um importante parâmetro de biodiosponibilidade. Considerando que o maior objetivo na indústria farmacêutica é desenvolver novos fármacos com boa biodisponibilidade oral, o projeto teve como objetivo padronizar o modelo de permeação com membrana de intestino de rã (Rana catesbeiana) em células de Franz, comparando seus resultados com ensaios de células Caco-2. Os fármacos modelo utilizados foram os antivirais zidovudina e aciclovir. A quantidade de fármaco permeado foi determinada por método de eletroforese capilar para o método com intestino de rã touro e por HPLC-UV para os ensaios com células Caco-2. O parâmetro de permeação foi o coeficiente de permeabilidade aparente (Papp) dos fármacos para ambos modelos experimentais. Para estabelecimento do protocolo experimental dos estudos de permeabilidade intestinal de rã, foi proposto um projeto fracionado 24-1 com 4 ensaios adicionais usando o software Minitab, e as variáveis foram: secção intestinal, pH da solução de Ringer e temperatura. A análise do planejamento experimental feita pela estimativa dos parâmetros da regressão obtidos através dos resultados do modelo fatorial possibilitou a determinação dos coeficientes da equação matemática que definiu a influência das variáveis sobre o coeficiente de permeabilidade aparente dos fármacos. Os efeitos das variáveis pH e temperatura interpretados conjuntamente apresentaram interferência leve...

Desempenho zootécnico e tabela de alimentação de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) criados no sistema anfigranja

Lima, Samuel Lopes; Casali, Alex Poeta; Agostinho, Cláudio Angelo
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 512-518
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
Objetivou-se com a execução deste trabalho avaliar, em nível de campo, o desempenho zootécnico de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) criados em ranários comerciais que utilizam o sistema anfigranja, e simultaneamente estimar os valores de consumo diário de ração para compor uma tabela de referência para a alimentação dos animais. Os resultados encontrados nas unidades de observações monitoradas (aproximadamente 249 mil animais) atingiram os seguintes índices médios: a mortalidade (em %) variou de: 0,7 a 35,2 (média 5,9%); o ganho de peso (g. p/dia): de 0,03 a 0,22 (média 0,11 g/dia); e a conversão alimentar: de 0,92 a 2,75 : 1; (média 1,50 : 1). Comparados com dados preliminares, tais resultados indicam uma significativa otimização dos índices zootécnicos, demonstrando que houve um relativo ganho de produtividade com o aperfeiçoamento das técnicas de manejo implementadas. A redução do valor médio da conversão alimentar aparente foi provocada principalmente pelo adequado uso da tabela de referência, cujos valores foram ratificados durante o trabalho de monitoramento das unidades. Tal tabela possibilita o cálculo da quantidade de alimento a ser oferecido diariamente, baseado nos peso médio dos girinos e na estimativa do percentual de consumo...

Efeito da temperatura sobre o desempenho da rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802)

Figueiredo, Mario Roberto Chim; Agostinho, Claudio Angelo; Baêta, Fernando da Costa; Lima, Samuel Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 661-667
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
Este estudo foi realizado para avaliar os efeitos do ambiente sobre a performance de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802), criada em gaiolas de fibra de vidro instaladas no interior de estufas climatizadas. Após um período inicial de 15 dias de adaptação às instalações, à temperatura constante de 25,0ºC, os seguintes tratamentos foram aplicados: temperaturas de 23,0; 26,0; 29,0; 32,0; e 35,0ºC, por 30 dias, para rãs com 100 g PV inicial; 24,5; 26,0; 27,5; 29,0; 30,5; e 32,0ºC, também por 30 dias, para rãs com 20 g PV inicial; e a combinação das temperaturas de 26,0 e 29,0ºC com os fotoperíodos de 8, 12 e 16 h de luz a cada 24 horas, para rãs com 100 g PV inicial. Derivando-se as equações de regressão que explicam os efeitos de temperatura sobre o desempenho das rãs, estimaram-se melhores ganhos de peso à temperatura de 27,6e30,1ºC, para rãs com 100 e 20 g PV inicial, respectivamente, com melhor crescimento a 28,2ºC, para as rãs de 100 g PV inicial, e a 29,7ºC, para as rãs de 20 g PV inicial. A temperatura interagiu com fotoperíodo nos seus efeitos sobre ganho de peso e crescimento corporal, peso e rendimento de carcaça, consumo de alimentos e conversão alimentar.; This study was carried out to evaluate the environmental effects on bull-frog (Rana catesbeiana Shaw...

Efeito da temperatura e do fotoperíodo sobre o desenvolvimento do aparelho reprodutor de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802)

Figueiredo, Mario Roberto Chim; Lima, Samuel Lopes; Agostinho, Claudio Angelo; Baêta, Fernando da Costa
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 916-923
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Foram avaliados os efeitos da temperatura e do fotoperíodo sobre a maturação sexual de rãs-touro pesando 94,22 g ± 12,03, mantidas durante trinta dias em temperaturas de 20, 23, 26, 29, 32 e 35°C, com fotoperíodo de 12/12 horas de luz/horas de escuridão (h L/E). A temperatura afetou os pesos do corpo gorduroso e do fígado, os quais variaram de acordo com modelos quadráticos, estimando-se maiores pesos de corpo gorduroso a 27,27°C e de fígado a 26,81°C. Estimaram-se ovários mais pesados a 28,36°C e ovidutos mais pesados a 28,77°C. Temperatura afetou a maturação sexual das rãs, avaliada por índices numéricos. Num experimento mais longo, rãs com peso médio inicial de 95,31 ± 8,46 g foram submetidas à combinação das temperaturas de 26 e 29°C com os fotoperíodos de 8/16, 12/12 e 16/8 h L/E, até atingirem a maturidade gonadal. Temperatura interagiu com fotoperíodo em seus efeitos sobre o desenvolvimento dos órgãos reprodutivos de rã-touro. Temperatura afetou a relação diâmetro do abdômen/distância entre os olhos, com maiores valores calculados para 26°C. Verificou-se que os maiores diâmetros dos ovócitos são obtidos a uma temperatura de 26°C, com fotoperíodo de 12,6/11,4 h L/E.; The effects of the temperature and of the photoperiod on the bull frog sexual maturation of frogs weighing 94.22 g ± 12.03...

Suplementação com vitamina C e E sobre o desenvolvimento e sobrevivência de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802)

De Stéfani, Marta Verardino; Marcantonio, Adriana Sacioto; Martins, Maurício Laterça
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 869-871
POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da suplementação de vitamina C e E sobre o desenvolvimento e sobrevivência de girinos de rã-touro. Os animais receberam 50, 250 e 500mg de vitamina C ou E/kg de ração, distribuídos segundo delineamento inteiramente casualizado com 3 repetições cada. Na dieta controle, não foram adicionadas vitaminas. Os girinos suplementados com vitamina C ou E não apresentaram diferença significativa no crescimento, comparados ao controle. Não obstante, os suplementados com 500mg de vitamina C apresentaram melhor sobrevivência (62,83%) do que os animais controle (40,48%; p<0,05), nos demais níveis desta vitamina e a adição de vitamina E não alteraram a sobrevivência. O presente trabalho sugere que 500mg de vitamina C/kg de ração constitui uma opção para melhorar a sobrevivência de girinos de rã-touro.; The effects of vitamin C and E supplementation on the development and survival of bullfrog tadpoles were evaluated. The animals received 50, 250 and 500mg vitamin C or E/kg dry ration. In the control diet, vitamins were not added. A fully randomized experimental design was utilized, with 3 replicates of each treatment. Vitamin supplemented tadpoles did not show significant difference on growth compared to the control. Furthermore...

Avaliação de métodos de coleta de fezes para determinação da digestibilidade protéica em rã-touro (Rana catesbeiana)

Mouriño, José Luiz Pedreira; Stéfani, Marta Verardino de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 954-958
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar diferentes metodologias de coleta de fezes para determinação da digestibilidade protéica de alimentos para a rã-touro (Rana catesbeiana). As metodologias estudadas foram o método de coleta total das fezes; o método de coleta parcial das fezes usando indicador; o método de dissecação intestinal e o método por decantação de fezes com indicador, utilizando aquários para ensaios de nutrição com peixes. Os resultados dos CDA PB da ração obtidos para avaliação dos métodos de coleta foram: 62,1%, 65,0%, 61,3% e 70,3%, respectivamente. Todos os métodos de coleta de fezes são adequados para a realização de ensaios de digestibilidade com rãs.; The present work had as objective to evaluate different methodologies of feces collection in the determination of the protein digestibility of food feeds for the bullfrog (Rana catesbeiana). The studied methodologies were: total collection of excrements, partial collection of excrements using indicator, intestinal dissection, and excrement decantation with pointer using aquariums for assays of nutrition with fish. The results for CDA PB obtained in this assay were: 62.1%, 65.0%, 61.3% and 70.3% respectively. All the methods of excrement collection can be executed for determination of protein digestibility in bullfrog.

Características do crescimento morfométrico e composição corporal de girinos de rã-touro em cativeiro

Mansano, Cleber Fernando Menegasso
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: iii, 74 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
67.03%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Aquicultura - FCAV; Melhorias no manejo alimentar devem ser implementadas na ranicultura, visando diminuir os efeitos indiretos da alimentação inadequada, resultando em melhores taxas de crescimento e deposição de nutrientes, consequentemente obtendo animais de melhor qualidade. O objetivo do presente estudo foi estabelecer curvas de crescimento morfométrico de girinos de rã-touro e sua deposição de nutrientes na carcaça. Foram utilizados 6.480 girinos de rã-touro no estágio 25 de Gosner, alimentados com dieta experimental (26,23% PD – 32,68 PB) e comercial (37,92% PB), oferecida “ad libitum. O modelo utilizado para descrever a curva de crescimento foi de Gompertz. Os girinos alimentados com a dieta experimental, além de apresentarem uma deposição protéica final maior, o modelo sigmoidal apresentou-se muito mais homogêneo, mostrando uma taxa de deposição protéica diária mais constante. O modelo de Gompertz apresentou um ótimo ajuste para descrição da curva de crescimento morfométrico e deposição de nutrientes na carcaça para girinos de rã-touro...

Avaliação da qualidade de efluentes na criação de rã-touro (Lithobates catesbeianus)

Borges, Fernanda de Freitas
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: v, 85 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Aquicultura - FCAV; O estudo foi realizado no Setor de Ranicultura do Centro de Aquicultura da Universidade Estadual Paulista, Câmpus Jaboticabal/SP em dois períodos distintos, compreendendo uma fase de girinagem e uma fase de engorda no ciclo de criação de rã-touro. Os objetivos foram verificar as características físicas, químicas e microbiológicas da água de entrada e de saída dos tanques em cada fase do ciclo. Os resultados obtidos foram comparados com a legislação ambiental CONAMA 357 de 2005, para verificar se o manejo utilizado em cada fase causa alterações na qualidade da água. Foram analisadas as variáveis temperatura, pH, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, turbidez, nitrogênio amoniacal, nitrato, fósforo total, DBO5, DQO e Escherichia coli em cada etapa do ciclo. O delineamento experimental foi o Inteiramente Casualizado, com dois tratamentos, água de abastecimento e efluente e seis repetições (tanques) em um esquema de parcelas subdivididas, sendo as sub-parcelas as coletas no tempo. As coletas das amostras foram realizadas a cada quinze dias no período da manhã. Na fase de girino o experimento foi realizado entre novembro de 2008 e janeiro de 2009 e teve duração de 76 dias...

Crescimento e deposição dos nutrientes da rã-touro na engorda: ajuste de modelos não lineares

Pereira, Marcelo Maia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: x, 76 p.
POR
Relevância na Pesquisa
67.1%
Pós-graduação em Aquicultura - FCAV; O objetivo foi descrever o crescimento em peso vivo, do fígado, do corpo adiposo, a deposição dos nutrientes corporais e das coxas, do consumo da dieta, e avaliar a eficiência proteica da dieta para rãs-touro na fase de engorda, criadas no sistema anfigranja através do ajuste de dois modelos não lineares o de Gompertz e o Logísitco. As estimativas para os parâmetros do modelo de Gompertz não apresentaram coerência com os resultados observados, diferente para os do modelo Logístico, o qual também apresentou os melhores ajustes para descrever as variáveis estudadas. As deposições máximas dos nutrientes ocorreram dentro do período experimental; sendo a de cinzas primeira e a do extrato etéreo mais tardio. A partir da relação entre deposição de proteína na carcaça e consumo de proteína da ração foi encontrada uma baixa eficiência proteica de 36,76%. O melhor modelo para descrever o consumo da dieta e a deposição dos nutrientes da rã-touro na engorda foi o Logístico. A composição centesimal média das pernas de rãs-touro durante a engorda foi de 79,29% de água, 15,83% de proteína, 1,74% de gordura e 2,99% de cinzas. As deposições máximas dos nutrientes ocorreram dentro do período experimental...

Efeito do extrato hidroalcoólico de própolis em girinos de rã touro (Rana Catesbeiana)

Arauco, Luis Ricardo Romero
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xi, 102 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Aquicultura - FCAV; Foi avaliado o efeito do extrato hidroalcoólico de própolis (0,0; 0,2; 0,5; 1,0; e 1,5 %) misturado em ração comercial (45 % Proteína Bruta), em girinos de rã-touro. Foram utilizados 1400 girinos no estágio 26 da tabela de Gosner (1960), distribuídos em 20 tanques experimentais com 70 litros de água, na densidade de um girino por litro. O arraçoamento foi realizado quatro vezes ao dia. Para análise dos dados do ganho de peso, comprimento, sobrevivência, conversão alimentar, consumo de ração e metamorfose, foi utilizado um delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos e quatro repetições. No final do experimento, foi colhido sangue do vaso caudal, de cinco girinos de cada repetição. A contagem diferencial de leucócitos foi realizada em extensões coradas pelo método de Rosenfeld (1947), em microscopia de luz. Foram contadas 100 células por lâmina. Para avaliar o efeito do extrato hidroalcoólico de própolis na porcentagem de leucócitos, usou-se um delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos e três repetições. Para análise histológica no final do experimento foram sacrificados três girinos de cada repetição e retirada amostras do rim...

Avaliação dos fatores ambientais em baias com cobertura de polietileno sobre o desempenho da rã-touro (Rana catesbeiana)

Teodoro, Sônia Martins
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvi, [192] f. : il. color., grafs. , tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.93%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; No presente trabalho se estuda a produção de rã touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802) em baias de fibrocimento dentro de estufas com cobertura de polietileno e em condições de temperatura mínima controlada em laboratório. São feitos estudos fisiológicos (dosagem de Hematócrito e de Triidotiroidina Total - T3 - e de Tiroxina Total - T4), e de alguns aspectos morfofisiológicos da musculatura estriada do músculo adutor magnum (morfologia, freqüência e diâmetro das fibras musculares). Foram construídas três estruturas, cada uma coberta com filme de PVC de 0,1 mm de espessura e de cores diferentes (Verde, Transparente e Branca). A construção das estruturas e das baias foi amplamente detalhada no trabalho. O ambiente interno das estruturas foi estudado através da medição de temperaturas de globo, do ar, do piso, da água e de bulbo molhado, das irradiâncias global e refletida e do saldo de irradiação infravermelha, sendo que, no meio externo, foram feitas medições de irradiância global, da temperatura e da umidade do ar. Foram calculados os índices bioclimáticos: Índice de Temperatura e Umidade (THI)...

Frequência alimentar e período de alimentação no cultivo de rã-touro em tanque-rede

Castro, Cecília Silva de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: vii, 72 f. : il., color. , grafs, tabs
POR
Relevância na Pesquisa
67.07%
Pós-graduação em Zootecnia - FMVZ; Três frequências alimentares (24, 48 e 96 refeições/dia) e três períodos de alimentação (diurno, noturno e diurno/noturno) foram avaliados neste experimento. Rãs-touro (Lithobates catesbeianus), com peso médio de 78,6±15,7g, foram distribuídas em 36 baias na densidade de 88 rãs/m2. As baias, com 0,7x0,7x0,15m confeccionadas em polipropileno e com piso de tela, foram instaladas dentro de tanques-rede de 1m3 distribuídos linearmente em um viveiro de 2000m2 com 5% de renovação de água. As rãs foram alimentadas diariamente com ração comercial extrudada para peixe carnívoro e a quantidade fornecida foi corrigida diariamente com base na estimativa do ganho de peso diário das rãs. O experimento teve duração de 90 dias, correspondendo ao outono e inverno. Frequência e período de alimentação interagiram sobre os valores de peso médio (PM) das rãs. Ao final do experimento, nos períodos diurno e diurno/noturno, não houve diferença nos valores de PM das rãs entre as frequências alimentares avaliadas; entretanto, no período noturno o PM das rãs foi maior na frequência de 48 refeições/dia, cujo valor médio foi de 273,80g. Separadamente, frequência e período de alimentação influenciaram o resultado de conversão alimentar aparente (CAA)...

Avaliação de níveis de proteína digestível para girinos de rã-touro

Pinto, Donovan Filipe Henrique
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: v, 43 p.
POR
Relevância na Pesquisa
67%
Pós-graduação em Aquicultura - FCAV; Given the importance of growing tadpoles to get good results in frog farming, this study aimed to determine the digestible protein requirement for bullfrog tadpoles and evaluate the deposition of body nutrients. 9,120 bullfrog tadpoles were used, housed in 24 tanks and fed with isocaloric diets (3,676 kcal DE kg- 1) containing 21, 23, 25, 27, 29 and 31 % digestible protein (DP). We evaluated weight gain, feed intake, protein intake, food conversion, specific growth rate (SGR) and protein efficiency rate (PER). The Logistic model was used to describe the deposition of nutrients. The best estimated level to gain weight by segmented regression (broken line) was 27.7% DP. Feed intake decreased, the protein intake and SGR increased and the food conversion rate improved with increasing levels of PD. There was no statistical difference in the PER. Tadpoles fed diets with 27, 29 and 31% DP showed greater deposition of protein, water and ash and less fat; Tendo em vista a importância do cultivo de girinos para obter bons resultados na ranicultura, este trabalho objetivou determinar a exigência de proteína digestível para girinos de rã-touro e avaliar a deposição de nutrientes corporais. Foram utilizados 9120 girinos de rã-touro...

Avaliação composicional de diferentes especies de rãs e efeitos do armazenamento a -18o.C sobre frações proteicas e lipidicas do musculo dde rã touro (Rana catesbeiana)

Ana Lucia da Silva Correa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/1988 PT
Relevância na Pesquisa
66.91%
O presente trabalho teve como objetivo obter algumas informações sobre o rendimento da carcaça da rã touro (Rana catesbeiana), a composição de seu músculo e as alterações do mesmo durante o armazenamento a -18ºC por um período de 182 dias, além da determinação da composição de uma farinha preparada com vísceras e cabeça, que juntas perfazem cerca de 24% do peso total ao abate. Para efeito comparativo foi determinada a composiçã ode músculo fresco das espécies Leptodactylus labyrinthicus (rã pimenta) e Leptodactylus occelatus (rã mirim), muito apreciadas pelos consumidores brasileiros; The present study was undertaken in order to obtain informations about Bullfrog (Rana catesbeiana)in terms of its carcasse composition and the chemical alterations in muscle during frozen storage at -18ºC for 182 days period. The proximate and the aminoacid composition of a meal prepared with visceras and head which represent 24% of the total weight at slaughter was also assessed. For comparison, it was determined the fresh muscle composition of Leptodactylus labyrinthicus and Leptodactylus occelatus species wich are very appreciated by the Brazillian consumers

Suplementação com vitamina C e E sobre o desenvolvimento e sobrevivência de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802)

De Stéfani,Marta Verardino; Marcantonio,Adriana Sacioto; Martins,Maurício Laterça
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da suplementação de vitamina C e E sobre o desenvolvimento e sobrevivência de girinos de rã-touro. Os animais receberam 50, 250 e 500mg de vitamina C ou E/kg de ração, distribuídos segundo delineamento inteiramente casualizado com 3 repetições cada. Na dieta controle, não foram adicionadas vitaminas. Os girinos suplementados com vitamina C ou E não apresentaram diferença significativa no crescimento, comparados ao controle. Não obstante, os suplementados com 500mg de vitamina C apresentaram melhor sobrevivência (62,83%) do que os animais controle (40,48%; p<0,05), nos demais níveis desta vitamina e a adição de vitamina E não alteraram a sobrevivência. O presente trabalho sugere que 500mg de vitamina C/kg de ração constitui uma opção para melhorar a sobrevivência de girinos de rã-touro.

Efeito da temperatura e do fotoperíodo sobre o desenvolvimento do aparelho reprodutor de rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802)

Figueiredo,Mario Roberto Chim; Lima,Samuel Lopes; Agostinho,Claudio Angelo; Baêta,Fernando da Costa
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
Foram avaliados os efeitos da temperatura e do fotoperíodo sobre a maturação sexual de rãs-touro pesando 94,22 g ± 12,03, mantidas durante trinta dias em temperaturas de 20, 23, 26, 29, 32 e 35°C, com fotoperíodo de 12/12 horas de luz/horas de escuridão (h L/E). A temperatura afetou os pesos do corpo gorduroso e do fígado, os quais variaram de acordo com modelos quadráticos, estimando-se maiores pesos de corpo gorduroso a 27,27°C e de fígado a 26,81°C. Estimaram-se ovários mais pesados a 28,36°C e ovidutos mais pesados a 28,77°C. Temperatura afetou a maturação sexual das rãs, avaliada por índices numéricos. Num experimento mais longo, rãs com peso médio inicial de 95,31 ± 8,46 g foram submetidas à combinação das temperaturas de 26 e 29°C com os fotoperíodos de 8/16, 12/12 e 16/8 h L/E, até atingirem a maturidade gonadal. Temperatura interagiu com fotoperíodo em seus efeitos sobre o desenvolvimento dos órgãos reprodutivos de rã-touro. Temperatura afetou a relação diâmetro do abdômen/distância entre os olhos, com maiores valores calculados para 26°C. Verificou-se que os maiores diâmetros dos ovócitos são obtidos a uma temperatura de 26°C, com fotoperíodo de 12,6/11,4 h L/E.

Influência da Temperatura Ambiente no Desempenho da Rã-touro, Rana catesbeiana (Shaw, 1802) na Fase de Recria

Braga,Luís Gustavo Tavares; Lima,Samuel Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
Um experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da temperatura ambiente no desempenho da rã-touro na fase de recria. Foram utilizadas 405 rãs com peso médio inicial de 37,5±1,5 g, em um delineamento experimental inteiramente casualizado três tratamentos (20,2±0,7°C, 25,1±0,4°C e 30,4±0,5°C), cinco repetições (baias) e 27 rãs por baia. O período experimental foi de 45 dias, sendo dez dias para adaptação das rãs às instalações e ao manejo alimentar. A alimentação foi fornecida diariamente, sendo composta uma por ração comercial de truta com 45% de proteína bruta e larva de mosca, utilizada como atrativo. Avaliou-se o desempenho dos animais e concluiu-se que a temperatura afetou significativamente o consumo de ração e de larva de mosca e o ganho de peso das rãs, porém os valores de conversão alimentar não diferiram entre as rãs nos três tratamentos. O desenvolvimento da rã-touro está diretamente relacionado com a temperatura ambiente, que influencia o consumo e a utilização do alimento pelos animais.

Atividade da tripsina em rã-touro na fase pós-metamórfica

Braga,Luís Gustavo Tavares; Oliveira,Maria Goreti de Almeida; Lima,William Cardoso; Euclydes,Ricardo Frederico
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
Com o objetivo de avaliar a atividade enzimática da tripsina no conteúdo intestinal da rã-touro (Rana catesbeiana Shaw, 1802), 320 animais com peso médio de 3,6 g foram distribuídos em baias-teste com temperatura e fotoperíodo controlados. As rãs selecionadas na fase pós-metamórfica receberam ração comercial extrusada ad libitum. Durante 87 dias de experimento, foram efetuadas 29 coletas em intervalos de 1 a 8 dias. As coletas do conteúdo intestinal foram feitas mediante a insensibilização das rãs em gelo e água e posterior isolamento do intestino delgado. Após cada coleta, todo o material foi congelado em nitrogênio líquido e armazenado em freezer, para posterior liofilização. A determinação da atividade da tripsina foi realizada utilizando-se Benzoil-D, L-Arginina p-nitroanilida (D, L-BApNA) como substrato. A atividade da tripsina foi registrada no primeiro dia de experimento; a fase inicial foi marcada pelo aumento da atividade da tripsina até a estabilidade, quando os animais ainda estavam na fase de imago. O período subseqüente (até o final do experimento) foi caracterizado pela manutenção da estabilidade da atividade e pela atividade específica da tripsina. Pode-se concluir que a rã-touro apresenta capacidade para digestão de alimentos de origem protéica...

Alterações histopatológicas em girinos de rã-touro alimentados com rações comerciais de diferentes níveis protéicos

Seixas Filho,José Teixeira de; Hipolito,Marcio; Carvalho,Vinicius de Frias; Martins,Ana Maria Cristina Rabello Pinto da Fonseca; Silva,Lilian Nogueira da; Castagna,Airton Antonio
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
Realizaram-se necropsia e exame histopatológico de girinos de rã-touro (Rana catesbeiana) alimentados com rações comerciais formuladas com 32, 36, 45 ou 55% de proteína bruta (PB) visando estabelecer a relação entre o nível de proteína bruta da ração e a sanidade do animal. Na necropsia, os girinos não apresentaram externamente nenhuma alteração aparente, no entanto, o fígado dos animais, em todos os níveis de proteína bruta, apresentou-se de cor palha e manchado. Na análise histopatológica, observaram-se fígados com rarefação e degeneração celular protéica, intestinos com colite e achatamento das microvilosidades; baço com hiperplasia linfocitária; coração sem nenhuma alteração; rins com glomerulonefrite e áreas de tubulonefroses; gastrite mononuclear e hiperplasia e hipertrofia dos linfonodos regionais. Em todos os órgãos, verificou-se depósito de hemossiderina. Essas lesões sugerem quadro degenerativo nutricional, com desenvolvimento de processos inflamatórios, se difundindo para todos os órgãos. Os resultados sugerem que os animais foram alimentados com rações com proteínas de baixo valor biológico, portanto, de má qualidade, o que comprometeu a sanidade e o desempenho dos animais. Estudos complementares são necessários para compreensão do comportamento bioquímico de rãs-touro na fase de girino visando à nutrição adequada desses animais.

Incorporação de colágeno de rã-touro em membranas de nanocelulose visando aplicação em medicina regenerativa

Souza, Drielle Justiniano de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 115 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
67.15%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2015.; A engenharia tecidual é uma área de pesquisa que objetiva tratar, manter ou reparar tecidos animais. A cicatrização de feridas, em particular, é um assunto de grande interesse. Há uma grande necessidade de se desenvolver materiais curativos, para que se obtenha melhores resultados, comparados aos existentes. Novos biomateriais com capacidade de funcionalização são promissores, como é o caso da combinação de nanocelulose e de colágeno. O objetivo deste trabalho foi extrair, caracterizar e incorporar colágeno extraído de pele de Rana catesbeiana (rã-touro) em membranas de nanocelulose, com a finalidade de desenvolver biopolímeros com propriedades aplicáveis à cicatrização de feridas. Foi possível extrair colágeno da pele de rã-touro e quantificar as proteínas totais (214 µg) e a fração de colágeno (172 µg) por grama de pele, ressaltando a quantificação como o diferencial deste trabalho comparado à literatura. O material extraído da pele de rã-touro foi caracterizado quanto ao perfil eletroforético e à temperatura de desnaturação, revelando que o colágeno extraído é do tipo I...