Página 1 dos resultados de 33166 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Avaliação da reprodutibilidade e validade de questionário de atividade física para gestantes; Evaluation of the reproducibility and validity of a physical activity questionnaire for pregnant women

TAKITO, Monica Yuri; NERI, Lenycia de Cassya Lopes; BENÍCIO, Maria Helena D´Aquino
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.5%
INTRODUÇÃO: A prática de atividade física tem sido incentivada por vários organismos nacionais e internacionais visando a promoção de saúde. Entretanto não existe consenso acerca da influência e da intensidade ótima de atividade física durante a gestação, possivelmente devido a dificuldades de mensuração e classificação do nível de atividade física através de questionários. Não se identificou qualquer estudo de validação de questionário de atividade física em gestantes no Brasil. O objetivo do presente estudo é analisar a reprodutibilidade e validade concorrente de um questionário de atividades físicas para gestantes. MÉTODOS: Em amostra de 68 gestantes, no segundo trimestre de gestação foi realizada entrevista para aplicação do questionário, que foi repetida com aproximadamente uma semana de intervalo e no puerpério. No período entre as duas primeiras entrevistas, as mulheres utilizaram monitor de freqüência cardíaca (n=38). RESULTADOS: As análises de reprodutibilidade foram adequadas com coeficientes de correlação intraclasse variando de 0,54 a 0,85. A análise das variáveis categóricas, com questões subjetivas e de autopercepção da atividade física, resultou em maior intervalo de coeficiente kappa com valores entre 0...

O dinamismo psíquico na adolescência: indicadores normativos do questionário desiderativo; The psychic dynamics in adolescence: normative indicators of the Desiderative Questionnaire.

Guimarães, Nicole Medeiros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
A literatura científica em Psicologia aponta a necessidade de estudos sobre instrumentos de avaliação psicológica, procurando aperfeiçoá-los como recursos técnicos e garantir a qualidade dos processos psicodiagnósticos. No intuito de contribuir com os esforços de otimização destes instrumentos, o presente estudo buscou elaborar os padrões de respostas de adolescentes para o Questionário Desiderativo, numa abordagem psicodinâmica de análise da produção. Pretendeu-se ainda avaliar a precisão na análise das respostas a este instrumento projetivo, com base no índice de acordo entre examinadores independentes. Para tanto, foram examinadas respostas ao Questionário Desiderativo produzidas por uma amostra de 120 adolescentes com desenvolvimento típico, voluntários, de 15 a 18 anos de idade, distribuídos eqüitativamente em relação ao sexo e à origem escolar, a partir de escolas públicas e particulares de Ribeirão Preto (SP). Os participantes foram selecionados pela ausência, em sua história pessoal, de transtornos sensoriais, cognitivos ou psiquiátricos, avaliados por meio de entrevista inicial. Cada protocolo do Questionário Desiderativo foi codificado às cegas por três examinadores independentes, a partir da proposição avaliativa de Nijamkin e Braude. Foram realizadas análises estatísticas não paramétricas (Mann-Whitney...

Desenvolvimento de um questionário quantitativo de frequência alimentar para gestantes; Development of a quantitative food-frequency questionnaire for pregnant women

Oliveira, Thaís de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
Objetivos: Desenvolver um questionário quantitativo de freqüência alimentar para gestantes adultas usuárias do Sistema Único de Saúde de Ribeirão Preto, SP. Metodologia: A coleta de dados foi realizada de junho a outubro de 2008. Um inquérito recordatório de 24 horas (IR24h) foi obtido de 150 gestantes, 50 em cada trimestre gestacional, com idade entre 18 e 35 anos. Um segundo IR24hs foi obtido de uma subamostra com 90 gestantes, 30 em cada trimestre gestacional, entre 7 e 15 dias após o primeiro inquérito. A elaboração da lista de alimentos foi feita a partir da contribuição percentual de cada alimento para a estimativa total de energia e nutrientes de interesse. As porções alimentares foram determinadas de acordo com a distribuição percentual dos pesos relatados e descritas em percentis, sendo o P50 correspondente à porção de referencia (média), e as porções pequena, grande e extra grande, aos percentis 25, 75 e 100, respectivamente. Os dados de estimativa dos nutrientes foram ajustados pela energia e variância. Os testes de X², ANOVA, Tuckey e Kruskal-Wallis foram empregados para investigar diferenças segundo trimestre gestacional. Os softwares Nutwin e SPSS foram usados para a análise dos inquéritos recordatórios e análise estatística...

Validade e confiabilidade de "Questionário de qualidade de vida de pessoas com Espinha Bífida; Validity and reliability of the Questionário de Qualidade de Vida para Pessoas com Espinha Bífida

Lundberg, Carolina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Objetivo: verificar a validade e a confiabilidade do Questionário de Qualidade de Vida para Pessoas com Espinha Bífida na língua Portuguesa, após tradução e adaptação cultural do Spina Bífida Health Related Quality of Life Questionnaire (HRQOL). Métodos: Dois professores de inglês realizaram a tradução literária e conceitual das versões para crianças (5-12 anos) e para adolescentes (13-20 anos) do HRQOL, chegando a uma versão inicial em português, denominada Questionário de Qualidade de Vida de Pessoas com Espinha Bífida (QQVEB). Após a tradução reversa por outros dois nativos de língua inglesa, um comitê revisou as versões. Após um pré-teste numa amostra de cinco sujeitos, a versão final do QQVEB foi aplicada em 51 crianças (7,7±2,1 anos) e 29 adolescentes (15,6±2,1 anos) com diagnóstico de mielomeningocele. Os sujeitos foram caracterizados quanto ao nível neurológico, controle motor grosseiro e classificação sócio-econômica. Para verificar a confiabilidade, foi analisada a consistência interna com o alpha de Cronbach e a reprodutibilidade com Coeficiente de Correlação Intraclasse (CCI) para as duas aplicações do questionário num intervalo de sete dias. Para verificar a validade de constructo convergente usamos a correlação de Pearson e o teste t entre o QQVEB e um questionário genérico de qualidade de vida...

Versão eletrônica de questionário e o controle de erros de resposta

Omote, Sadao; Prado, Paulo Sérgio Teixeira do; Carrara, Kester
Fonte: PPgPsi-UFRN Publicador: PPgPsi-UFRN
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 397-405
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); O artigo relata a análise de erros cometidos em questionário impresso e a aplicabilidade de uma versão eletrônica do mesmo questionário para o controle desses erros. Sessenta estudantes de pós-graduação em Educação responderam à versão eletrônica programada em Visual Basice outros 52 responderam à versão impressa. No questionário impresso, foram cometidos 95 erros, dos quais 28 não invalidam as respostas. Os demais erros podem levar à exclusão dos participantes que os cometeram, se todos os itens forem analisados rigorosamente de acordo com as instruções. Os erros cometidos na versão impressa podem ser controlados na versão eletrônica mediante adequada programação. Nenhuma dificuldade para responder a versão eletrônica foi identificada. As vantagens apontadas pelos respondentes e a possibilidade de controle total dos erros de resposta, aliadas à eliminação de erro de tabulação mediante a inserção automática das respostas em banco de dados, recomendam o uso de versão eletrônica de questionário.; The article reports the analysis of errors made in a printed questionnaire and the possibility of using an electronic version of the same questionnaire aiming to control those errors. Sixty Education graduate students answered an electronic version...

Validade e aplicabilidade do questionário internacional de atividade física aplicado via e-mail em adultos

Alves, Viviane Valentim
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 74 f. : tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.5%
Pós-graduação em Ciências da Motricidade - IBRC; O Questionário Internacional de Atividade Física – 8 versão longa (IPAQ) é um questionário de mensuração de atividade física amplamente utilizado e, embora tenha sido originalmente produzido para ser aplicado em forma de entrevista (face-aface/ telefone) ou de modo auto reportado (impresso) a possibilidade de administrá-lo através da internet, constitui interessante opção, contudo, até o presente momento, não foi verificado sua validade e aplicabilidade em amostra de brasileiros. O presente estudo objetivou verificar a validade e aplicabilidade do IPAQ aplicado via e-mail em adultos. O estudo foi realizado em amostra por conveniência de funcionários da Universidade Estadual Paulista – Rio Claro - SP. A presente pesquisa foi dividida em quatro protocolos, onde no protocolo (I) os funcionários foram convidados a responder sequencialmente ao IPAQ impresso e após 07 dias, ao referido questionário online, no (II) responderam inicialmente ao IPAQ online e após 07 dias ao questionário impresso, (III) os sujeitos foram sequencialmente submetidos ao IPAQ impresso, uso do acelerômetro durante os oito dias subsequentes e em seguida ao questionário online e (IV) para análise da taxa de resposta do IPAQ online...

Validação de um questionário de saúde e identificação de factores de risco de quedas para a população idosa portuguesa

Valente, Susana Filipe Pires
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Mestrado em Exercício e Saúde; A “queda” é uma preocupação por ser uma causa considerável de mortalidade, redução de funcionalidade e necessidade prematura de ajuda. É mesmo considerada um dos maiores problemas de saúde pública nos idosos. Queda é uma mudança não-intencional do estado normal da pessoa que a leva a terminar o “percurso” num nível mais baixo (chão ou em cima de algum objecto) devido a uma paralesia esporádica, a um ataque de epilepsia ou a uma força externa. A “prevenção de quedas” tem sido uma área de investigação activa nos últimos 10-15 anos. Torna-se por isso de imprescidível definir instrumentos válidos que permitam identificar precocemente o risco de queda. OBJECTIVO: validação dum questionário de saúde e quedas para determinar os factores determinantes no risco das mesmas. AMOSTRA: 672 sujeitos, residentes em Portugal Continental e com idade ≥ 65 anos. MÉTODOS: concepção e validação de um questionário de saúde e quedas a partir da Análise Factorial para se perceber a importância de todos os itens do questionário. Após essa verificação foram realizados os seguintes estudos: consistência interna que se baseia na correlação entre os itens nos dois momentos de avaliação (α-Cronbach); validade critério que mede a relação entre o instrumento a validar e o instrumento “gold-standard” - SF-12; sensibilidade à mudança (Effect Size) que indica se o questionário é sensível às mudanças entre 2 momentos de avaliação...

Questionário da vida nocturna : O sono e o sonho Metodologia de construção e validação

Silvestre, Isa Alexandra Patrício
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Dissertação de mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; Constitui objectivo do presente trabalho o processo de construção e de validação do Questionário da vida nocturna: o sono e o sonho, com população adulta. Este estudo, o qual envolveu a análise de seis estruturas factoriais hipotéticas, desenvolveu-se em dois momentos, pré-teste (N=30) e definitivo (N=676), tendo sido evidenciadas dificuldades métricas em operacionalizar as referidas estruturas. Após a análise dos componentes principais, o instrumento foi dividido em duas partes: a parte I é uma escala unidimensional que inclui 30 itens; a parte II engloba 81 itens distribuídos em quatro dimensões. A forma de resposta aos itens do questionário consubstancia-se numa rating scale de tipo-likert de cinco pontos. As escalas e sub-escalas definidas pela estrutura factorial exibem um alpha de Cronbach adequado. Foi inspeccionada a redundância dos itens que compõem a parte I e, no tocante à parte II, foi investigada a validade convergente-discriminante dos itens. No enquadramento teórico apreendemos as manifestações do sonho plasmadas na psicanálise e nas neurociências, procurando fixar semelhanças e diferenças. Nas conclusões, procurámos sistematizar as ideias mais importantes discutidas ao longo do trabalho incluindo a validade do questionário...

Validação de questionário para a deteção de crises epilépticas

Pereira, Diogo Manuel Abreu
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Introdução: A epilepsia é uma patologia neurológica crónica na qual um indivíduo sofre crises epiléticas recorrentes e frequentes. As crises epiléticas são eventos paroxísticos que se originam devido a uma excessiva, anormal e síncrona atividade neuronal no cérebro. Estas podem variar desde atividade convulsiva dramática até fenómenos dificilmente identificáveis. Por ser uma patologia de elevada prevalência e associada a elevados encargos económicos bem como a sofrimento físico e diminuição da qualidade de vida dos doentes, a epilepsia tem suscitado grande interesse da comunidade científica. Placencia et al desenvolveram em 1992 um importante estudo de prevalência da doença com base no preenchimento de um questionário que permitiu predizer com elevado grau de fidedignidade a presença ou ausência de crises epiléticas. Pretende-se com o presente trabalho, validar o instrumento utilizado por este autor para que possa ser aplicado à população portuguesa. Métodos: Foi efetuado um estudo estatístico observacional, descritivo e inferencial em 196 indivíduos, dos quais 100 não possuíam patologia epilética e 96 eram comprovadamente epiléticos. Os doentes epiléticos foram submetidos a um questionário no Hospital Sousa Martins (Guarda) e no Centro Hospitalar do Porto (Hospital Sto. António) nas respetivas consultas de epilepsia. Os indivíduos não epiléticos foram inquiridos no Centro de Saúde da Covilhã. A todos foi aplicado um questionário validado por Placencia et al (1992)...

Versão em português, adaptação transcultural e validação do Questionário de Claudicação de Edimburgo

Makdisse,Marcia; Nascimento Neto,Raimundo; Chagas,Antonio Carlos Palandri; Brasil,David; Borges,Jairo Lins; Oliveira,Anderson; Gordillo,José; Balsalobre,Gisele; Crozariol,Luciana; Pinho,Miriam; Oliveira,Rafaela; Salles,Ana Fátima
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
OBJETIVO: Traduzir, adaptar culturalmente e validar a versão em português do Questionário de Claudicação de Edimburgo, específico para avaliar a presença de claudicação intermitente. MÉTODOS: A versão em português do Questionário de Claudicação de Edimburgo foi desenvolvida, após autorização da Universidade de Edimburgo, e aplicada em 217 indivíduos residentes no município de São Paulo, com queixas de dor nas pernas, convidados pelos meios de comunicação de massa a participar da I Campanha de Combate à Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP). Na primeira etapa, eles responderam ao Questionário de Claudicação de Edimburgo e a um questionário sobre fatores de risco e antecedentes cardiovasculares. Na segunda etapa, realizaram medidas antropométricas e do índice tornozelo-braquial (ITB) de repouso com Doppler vascular e, nos casos duvidosos, teste de esforço vascular em esteira (TEV). A presença de DAOP foi definida por ITB < 0,90 e/ou por TEV positivo e/ou por DAOP documentada. A análise estatística, que incluiu avaliação de desempenho e comparações das proporções e médias, foi realizada utilizando-se o programa SAS versão 8.2. RESULTADOS: A média de idade dos participantes foi de 60 ± 11...

Validação do Questionário do Hospital Saint George na Doença Respiratória (SGRQ) em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica no Brasil

SOUSA,THAIS COSTA DE; JARDIM,JOSÉ ROBERTO; JONES,PAUL
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.54%
Introdução: O termo qualidade de vida tem adquirido cada vez mais importância no contexto científico. O presente estudo descreve a adaptação para as língua e cultura brasileiras de um questionário doença-específico desenvolvido por Paul Jones et al. em 1991(1): o Questionário do Hospital Saint George na Doença Respiratória (SGRQ), para a avaliação de qualidade de vida em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Esse questionário contém três componentes (sintomas, atividade e impactos) divididos em 76 itens. É auto-administrado e pode ser lido para pacientes analfabetos. Objetivo: Verificar se o SGRQ é um instrumento válido para medir qualidade de vida em pacientes portadores de DPOC no Brasil. Métodos: Para a validação deste questionário no Brasil, realizou-se, inicialmente, uma versão da língua inglesa para o português; em seguida, foi realizada a tradução retrógrada (back translation), do português para o inglês, e uma versão final foi aplicada em 30 pacientes com diagnóstico de DPOC, estáveis clinicamente e baseado em critérios de espirometria e oximetria. Os pacientes responderam ao questionário por duas vezes, num intervalo de 15 dias. O tempo de resposta foi cronometrado e as dúvidas apontadas pelos pacientes...

Validação brasileira do questionário de esquemas de Young: forma breve

Cazassa,Milton José; Oliveira,Margareth da Silva
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
Esta pesquisa objetivou estudar as propriedades psicométricas da versão brasileira do questionário de esquemas de Young, forma reduzida, e mapear os esquemas cognitivos na amostra, buscando estabelecer correlações entre os níveis de ansiedade, depressão, desajustamento psicossocial e vulnerabilidade com os esquemas iniciais desadaptativos. A metodologia utilizada foi quantitativa, sendo a amostra da pesquisa constituída por 372 participantes. Os instrumentos utilizados foram um Questionário de Dados Sociodemográficos, o Questionário de Esquemas de Young - versão breve - e a Escala Fatorial de Ajustamento Emocional/Neuroticismo. Os resultados achados demonstraram a existência de validade na versão brasileira do Questionário de Esquemas de Young (forma breve) com relação à amostra estudada. Os resultados apontaram para o satisfatório grau de confiabilidade (a=0,955) e para a capacidade de discriminação do questionário, assim como para a validade concorrente com relação à escala fatorial de ajustamento emocional/neuroticismo.

O efeito do contexto e posição da pergunta no questionário sobre o resultado da medição

Almeida,Alberto Carlos
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
Este artigo aborda um tema tradicional dos erros de medição, o questionário e, mais especificamente, a posição da pergunta no questionário. Veremos que perguntas idênticas, ou muito semelhantes, podem levar a resultados completamente diferentes dependendo da posição da pergunta no questionário e, adicionalmente, do assunto tratado pelo questionário. O artigo mostra que uma mesma pergunta, sobre a memória do voto em Benedita da Silva, uma política negra do Partido dos Trabalhadores, obteve resultados muito diferentes em pesquisas semelhantes em tudo, excetuando-se os seus respectivos temas e a posição desta pergunta no questionário.

Versão eletrônica de questionário e o controle de erros de resposta

Omote,Sadao; Prado,Paulo Sérgio Teixeira do; Carrara,Kester
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
O artigo relata a análise de erros cometidos em questionário impresso e a aplicabilidade de uma versão eletrônica do mesmo questionário para o controle desses erros. Sessenta estudantes de pós-graduação em Educação responderam à versão eletrônica programada em Visual Basice outros 52 responderam à versão impressa. No questionário impresso, foram cometidos 95 erros, dos quais 28 não invalidam as respostas. Os demais erros podem levar à exclusão dos participantes que os cometeram, se todos os itens forem analisados rigorosamente de acordo com as instruções. Os erros cometidos na versão impressa podem ser controlados na versão eletrônica mediante adequada programação. Nenhuma dificuldade para responder a versão eletrônica foi identificada. As vantagens apontadas pelos respondentes e a possibilidade de controle total dos erros de resposta, aliadas à eliminação de erro de tabulação mediante a inserção automática das respostas em banco de dados, recomendam o uso de versão eletrônica de questionário.

Reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado em estudo caso-controle de câncer oral

Matarazzo,Hellen Chrystine Zanetti; Marchioni,Dirce Maria Lobo; Figueiredo,Rejane Augusta de Oliveira; Slater,Betzabeth; Eluf Neto,José; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O objetivo deste trabalho foi verificar a reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado no Estudo Latino-Americano sobre Câncer Oral e de Laringe. Uma amostra de 35 indivíduos, considerados controle no Estudo Latino-Americano, foi entrevistada por telefone. Foi reaplicado o questionário de freqüência idêntico ao do Estudo Latino-Americano e aplicado um recordatório de 24 horas. A reprodutibilidade foi avaliada pela comparação do consumo alimentar obtido nos dois questionários de freqüência, e a validade pela comparação do consumo obtido no recordatório de 24 horas e no segundo questionário de freqüência. Na comparação entre os questionários foi utilizado o teste de Wilcoxon para medir as diferenças no consumo, o coeficiente de Spearman para avaliar as correlações, a correlação intraclasse para estimar a variação intrapessoal, e o teste Kappa para avaliar a concordância no consumo. Na análise da reprodutibilidade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para o consumo de massas e leguminosas. Na análise da validade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para manteiga, tubérculos, frango, hortaliças, leguminosas e frutas, sendo que...

Avaliação da reprodutibilidade e validade de questionário de atividade física para gestantes

Takito,Monica Yuri; Neri,Lenycia de Cassya Lopes; Benício,Maria Helena D´Aquino
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
INTRODUÇÃO: A prática de atividade física tem sido incentivada por vários organismos nacionais e internacionais visando a promoção de saúde. Entretanto não existe consenso acerca da influência e da intensidade ótima de atividade física durante a gestação, possivelmente devido a dificuldades de mensuração e classificação do nível de atividade física através de questionários. Não se identificou qualquer estudo de validação de questionário de atividade física em gestantes no Brasil. O objetivo do presente estudo é analisar a reprodutibilidade e validade concorrente de um questionário de atividades físicas para gestantes. MÉTODOS: Em amostra de 68 gestantes, no segundo trimestre de gestação foi realizada entrevista para aplicação do questionário, que foi repetida com aproximadamente uma semana de intervalo e no puerpério. No período entre as duas primeiras entrevistas, as mulheres utilizaram monitor de freqüência cardíaca (n=38). RESULTADOS: As análises de reprodutibilidade foram adequadas com coeficientes de correlação intraclasse variando de 0,54 a 0,85. A análise das variáveis categóricas, com questões subjetivas e de autopercepção da atividade física, resultou em maior intervalo de coeficiente kappa com valores entre 0...

Reliability and validity of a Brazilian version of the Hypomania Checklist (HCL-32) compared to the Mood Disorder Questionnaire (MDQ); Confiabilidade e validação da versão brasileira do Questionário de Hipomania (HCL-32 VB) comparado ao Questionário de Transtornos de Humor (MDQ)

SOARES, Odeilton Tadeu; MORENO, Doris Hupfeld; MOURA, Eduardo Calmon de; ANGST, Jules; MORENO, Ricardo Alberto
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.61%
OBJECTIVE: Bipolar disorders are often not recognized and undertreated. The diagnosis of current or past episodes of hypomania is of importance in order to increase diagnostic certainty. The Hypomania Checklist-32 is a self-applied questionnaire aimed at recognizing these episodes. As part of the international collaborative effort to develop multi-lingual versions of the Hypomania Checklist-32, we aimed to validate the Brazilian version and to compare its psychometric properties with those of the Mood Disorder Questionnaire. METHOD: Adult outpatients with bipolar disorder I (n = 37), bipolar disorder II (n = 44) and major depressive disorder (n = 42) of a specialized mood disorder unit were diagnosed according to DSM-IV-TR using a modified version of the SCID. We analyzed the internal consistency and discriminative ability of the Hypomania Checklist-32 Brazilian version in relation to the Mood Disorder Questionnaire. RESULTS: The internal consistency of the Brazilian Hypomania Checklist-32, analyzed using Cronbach's alpha coefficient, was 0.86. A score of 18 or higher in the Hypomania Checklist-32 Brazilian version distinguished between bipolar disorder and major depressive disorder, with a sensitivity of 0.75 and a specificity of 0.58...

Validação de questionário para a deteção de crises epilépticas

Pereira, Diogo Manuel Abreu
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Introdução: A epilepsia é uma patologia neurológica crónica na qual um indivíduo sofre crises epiléticas recorrentes e frequentes. As crises epiléticas são eventos paroxísticos que se originam devido a uma excessiva, anormal e síncrona atividade neuronal no cérebro. Estas podem variar desde atividade convulsiva dramática até fenómenos dificilmente identificáveis. Por ser uma patologia de elevada prevalência e associada a elevados encargos económicos bem como a sofrimento físico e diminuição da qualidade de vida dos doentes, a epilepsia tem suscitado grande interesse da comunidade científica. Placencia et al desenvolveram em 1992 um importante estudo de prevalência da doença com base no preenchimento de um questionário que permitiu predizer com elevado grau de fidedignidade a presença ou ausência de crises epiléticas. Pretende-se com o presente trabalho, validar o instrumento utilizado por este autor para que possa ser aplicado à população portuguesa. Métodos: Foi efetuado um estudo estatístico observacional, descritivo e inferencial em 196 indivíduos, dos quais 100 não possuíam patologia epilética e 96 eram comprovadamente epiléticos. Os doentes epiléticos foram submetidos a um questionário no Hospital Sousa Martins (Guarda) e no Centro Hospitalar do Porto (Hospital Sto. António) nas respetivas consultas de epilepsia. Os indivíduos não epiléticos foram inquiridos no Centro de Saúde da Covilhã. A todos foi aplicado um questionário validado por Placencia et al (1992)...

Desenvolvimento do questionário CARATkids

Borrego,Luís Miguel; Fonseca,João; Pereira,Ana; Pinto,Vera Reimão; Linhares,Daniela; Morais-Almeida,Mário
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.55%
Introdução: A asma e a rinite alérgica (ARA) são doenças inflamatórias crónicas das vias aéreas que frequentemente coexistem. O questionário para avaliação do controlo da asma e da rinite alérgica (CARAT) encontra‑se validado para o adulto. O objectivo foi desenvolver o questionário CARATkids para crianças entre os 4 e os 12 anos de idade, com o diagnóstico médico de ARA. Este trabalho pretende descrever o processo do desenvolvimento do questionário. Métodos: O desenvolvimento do questionário foi estruturado em três fases: 1) revisão da literatura sobre questionários pediátricos existentes; 2) realização de reuniões de consenso que permitiu a criação de uma versão preliminar do CARATkids, com duas versões (crianças e pais), composto por 17 itens. Para as crianças, as perguntas foram acompanhadas por ilustrações para cada questão, com formato de resposta dicotómica (sim / não). Para os pais o questionário manteve o formato de CARAT17, com questões com 4 pontos de Likert e outras questões com opção de resposta com escala dicotómica; 3) realização de um estudo transversal através de entrevistas cognitivas efectuadas a 29 crianças e respectivos pais. Resultados: Foram incluídas 29 crianças (11 do sexo feminino) e respectivos pais. A mediana de idades (P25‑P75) foi de 8 (6‑10) anos. As crianças com 4 a 5 anos não sabiam ler o questionário; com 6‑8 eram capazes de ler/compreender as perguntas...

Reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado em estudo caso-controle de câncer oral

Matarazzo,Hellen Chrystine Zanetti; Marchioni,Dirce Maria Lobo; Figueiredo,Rejane Augusta de Oliveira; Slater,Betzabeth; Eluf Neto,José; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O objetivo deste trabalho foi verificar a reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado no Estudo Latino-Americano sobre Câncer Oral e de Laringe. Uma amostra de 35 indivíduos, considerados controle no Estudo Latino-Americano, foi entrevistada por telefone. Foi reaplicado o questionário de freqüência idêntico ao do Estudo Latino-Americano e aplicado um recordatório de 24 horas. A reprodutibilidade foi avaliada pela comparação do consumo alimentar obtido nos dois questionários de freqüência, e a validade pela comparação do consumo obtido no recordatório de 24 horas e no segundo questionário de freqüência. Na comparação entre os questionários foi utilizado o teste de Wilcoxon para medir as diferenças no consumo, o coeficiente de Spearman para avaliar as correlações, a correlação intraclasse para estimar a variação intrapessoal, e o teste Kappa para avaliar a concordância no consumo. Na análise da reprodutibilidade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para o consumo de massas e leguminosas. Na análise da validade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para manteiga, tubérculos, frango, hortaliças, leguminosas e frutas, sendo que...