Página 1 dos resultados de 3469 itens digitais encontrados em 0.030 segundos

Gestão do risco clínico na segurança do doente : contributos para a melhoria da qualidade dos cuidados em enfermagem

Silva, Ana Sofia Batista
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.09%
Este relatório pretende evidenciar a evolução potenciada pelas experiências vivenciadas nos estágios e dar a conhecer as atividades desenvolvidas no percurso efetuado. Os estágios realizados visaram especificamente o desenvolvimento de competências para assistência de Enfermagem avançada ao doente adulto e idoso com doença grave, especialmente dirigido para a assistência ao doente em estado crítico. O estágio encontra-se inserido na Unidade Curricular de Enfermagem Médico- Cirúrgica, a qual é composta por três módulos: Módulo I – Serviço de Urgência, realizado num serviço de Urgência Médico-Cirúrgica, Módulo II – Cuidados Intermédios/Intensivos, realizado numa Unidade de Cuidados Pós Cirúrgicos e Módulo III – Enfermagem Geriátrica (opcional) creditado pela experiência anterior nesta área. Estes locais de estágio, foram propícios à prestação de cuidados especializados à pessoa em situação crítica e sua família, foco fundamental dos cuidados do Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica. As atividades desenvolvidas para a concretização dos objetivos traçados, permitiram o desenvolvimento da capacidade de reflexão e análise crítica das experiências de aprendizagem...

A qualidade dos cuidados que contextos? Que desafios ?

Costa, Ana Rita Lima Almeida e
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 30/09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.2%
O presente relatório visa descrever e analisar todo o percurso percorrido na aquisição e desenvolvimento de competências de Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico- -Cirúrgica, de acordo com o plano de estudos do curso. Todo este processo de aprendizagem foi espelhado no estágio que se desenvolveu em três módulos que serão apresentados por ordem cronológica. Módulo I foi realizado num Serviço de Urgência Central de Lisboa, de 22/04/2013 a 22/06/2013 onde realço as atividades desenvolvidas na prestação de cuidados à pessoa em situação urgente/ emergente, dando enfoque à qualidade dos cuidados centrado na pessoa/ família identificando as implicações do ruído no conforto da pessoa em situação crítica, tendo por base a teoria de Kolcaba. Módulo III decorreu na Comissão de Controlo de Infeção Hospitalar de um hospital central de Lisboa. Foi realizado no período compreendido entre 29/09/2013 a 16/11/2013, onde procurei desenvolver competências na qualidade dos cuidados prestados à pessoa em situação crítica aquando do transporte inter-hospitalar, recorrendo e dando relevância à descontaminação de materiais e equipamentos de ambulâncias assim como às precauções básicas, baseada nos princípios de Florence Nightingale entre outros. Módulo II realizado na Unidade de Cuidados Intensivos de um hospital privado de Lisboa com início a 18/11/2013 a 31/01/2014...

A qualidade dos cuidados de enfermagem e a norma ISO 9001 aplicação empírica no hospital CUF Infante Santo

Bastos, Carmen; Saraiva, Margarida
Fonte: Edições Sílabo Publicador: Edições Sílabo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.11%
A implementação de um sistema de gestão da qualidade, através da norma ISO 9001, nas organizações de saúde, é um desafio, quer pela dificuldade de avaliação da qualidade dos serviços prestados (cuidados de saúde) quer pelas diferentes posturas perante o fenómeno pelos profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e gestores). Neste sentido, é oportuno identificar a percepção dos enfermeiros do Hospital Cuf Infante-Santo, relativamente ao sistema de gestão da qualidade, segundo a norma ISO, e, consequentemente, investigar pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades da implementação dessa norma nessa organização hospitalar. Para atingir os objectivos foi desenvolvido um modelo de análise, onde se considera o relacionamento entre as características da qualidade em saúde, cultura organizacional hospital e do sistema da norma ISO, para o desenvolvimento da melhoria contínua na organização. Do trabalho desenvolvido conclui-se que a percepção relativamente às alterações na qualidade dos cuidados está limitada, dado que maioria dos respondentes não conhece o sistema de qualidade (Norma ISO 9001), sendo este um dos pontos fracos para a implementação da norma ISO na organização.

Ganhos em satisfação face aos cuidados de enfermagem de reabilitação : doentes dependentes

Silva, Eduardo Luís
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
76.19%
A qualidade da assistência é um imperativo básico dos serviços de saúde e uma preocupação crescente nos contextos atuais. Para avaliar e melhorar a qualidade dos cuidados de saúde prestados é de importância vital a investigação da qualidade dos cuidados em saúde. A satisfação dos utilizadores de cuidados de saúde é um indicador importante da qualidade da assistência. A melhoria dos cuidados de enfermagem implica que os enfermeiros detenham o conhecimento sobre quais os fatores que influenciam a satisfação dos clientes. Por outro lado, clientes e familiares participam de forma cada vez mais ativa em atividades desenvolvidas durante o internamento, num momento em que a evidência aponta para a importância da presença e participação de familiares e/ou pessoas significativas nas atividades desenvolvidas durante o internamento e para a continuidade de cuidados, nomeadamente na prestação de cuidados a doentes dependentes. Foi neste plano de reflexão que se avançou para a construção deste estudo. Pretendíamos conhecer “Os Ganhos em satisfação face aos cuidados de Enfermagem de Reabilitação – Doentes dependentes”. Este estudo surge na sequência de um projeto do Núcleo de Investigação em Enfermagem de Família da Escola Superior de Enfermagem do Porto...

Garantia da qualidade dos cuidados de enfermagem nos hospitais: Análise da percepção de enfermeiros gestores do Hospital Distrital de Abrantes

Can, Agostinha de Andrade Vieira Ussene
Fonte: Universidade Aberta, Departamenteo de Gestão de Qualidade Publicador: Universidade Aberta, Departamenteo de Gestão de Qualidade
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //1998 POR
Relevância na Pesquisa
76.21%
Dissertação de mestrado em Gestão de Qualidade; A garantia da Qualidade é a actual preocupação nacional e internacional que implica não só os profissionais, mas também a comunidade e responsáveis políticos. Inclui a melhoria contínua e a ênfase é colocada na necessidade de se definir, prestar e manter serviços e/ou produtos de elevada Qualidade centrados no querer dos clientes. Nos serviços de saúde, a Qualidade é, hoje, claramente entendida como uma variável estratégica, cujo domínio permite compatibilizar a necessidade de melhoria com efi¬ciência através da gestão de recursos, visando satisfazer as sempre crescentes necessi¬dades e expectativas dos clientes e da comunidade em geral. A presente dissertação trata de um estudo de caso analítico de carácter exploratório, numa abordagem qualitativa e entrevista semi-estruturada, tendo como alvo central compreender o fenómeno em estudo do ponto de vista dos informantes. Teve por ob¬jectivo analisar a percepção dos enfermeiros gestores acerca da relação do processo da garantia da Qualidade dos cuidados de enfermagem nos clientes internados num hospi¬tal com competências profissionais dos enfermeiros; métodos de controlo; estratégias de avaliação e concepção da Qualidade. O enquadramento teórico aborda os conceitos de Qualidade e sua garantia...

Efeitos da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem

Fradique, Maria de Jesus José Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.21%
O desenvolvimento de sistemas de qualidade em saúde, de acordo com o Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, é uma acção prioritária e os enfermeiros assumem um papel fundamental na definição de padrões de qualidade dos cuidados prestados. Alias, os enfermeiros correspondem ao maior grupo profissional dentro das organizações de saúde e a comunidade espera destes que os cuidados prestados sejam de qualidade. Neste contexto, as organizações de saúde devem promover um ambiente favorecedor do desenvolvimento profissional dos enfermeiros com vista ao empenhamento destes em prol da qualidade dos cuidados prestados aos utentes. Em contextos de melhoria da qualidade, é geralmente reconhecida a importância do factor liderança, que nos modelos de excelência assume inclusivamente um papel de destaque. No entanto, em termos de investigação, a significância dessa relação continua carecendo de suficiente comprovação empírica, principalmente no sector da saúde, sendo que a escassez de investigação relativamente à influência da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de saúde é uma realidade. Neste sentido, pretendeu-se com a elaboração deste estudo, investigar até que ponto a liderança em enfermagem...

Supervisão clínica em enfermagem para a segurança e qualidade dos cuidados : perspetiva dos supervisionados

Rocha, Ana Cristina
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.18%
A Supervisão Clínica em Enfermagem (SCE) assume um papel determinante no desenvolvimento pessoal e profissional dos enfermeiros. A evidência científica aponta benefícios da sua implementação a diferentes níveis. Na atualidade é perspetivada como um pré-requisito essencial à promoção da segurança e qualidade dos cuidados. A necessidade de documentar ganhos em saúde para a população decorrentes do exercício profissional dos enfermeiros, e de aumentar o conhecimento no que diz respeito à relação da SCE com a melhoria da qualidade e segurança dos cuidados, resultou numa parceria entre a Escola Superior de Enfermagem do Porto (ESEP) e o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) e no investimento no projeto “Supervisão Clínica para a Segurança e Qualidade dos Cuidados” (C-S2AFECARE-Q). O C-S2AFECARE-Q constitui um projeto inovador em Portugal e visa a criação de uma cultura de supervisão de profissionais, como contributo subsidiário para a segurança e qualidade da prática clínica, através da operacionalização de um modelo de SCE, sustentado nas necessidades dos enfermeiros e focalizado na resposta às exigências do seu exercício profissional. Este estudo teve como finalidade contribuir para a definição de estratégias facilitadoras da implementação e adesão ao C-S2AFECARE-Q...

Perceção dos Enfermeiros acerca do Ambiente da Prática dos Cuidados em Quatro Hospitais da Região Centro de Portugal.

Amaral, António Fernando Salgueiro; Ferreira, Pedro Augusto de Melo Lopes; Vidinha, Telma Sofia dos Santos; Cardoso, Maria Lucilia
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.06%
O ambiente da prática dos cuidados tem sido referido na literatura internacional como uma variável que influência os resultados dos cuidados de enfermagem (Aiken et al., 2002; Estabrooks et al., 2005). O objetivo deste estudo foi conhecer a perceção dos enfermeiros acerca do ambiente no qual desenvolvem os cuidados. Estudo transversal descritivo-correlacional. Os dados foram recolhidos nos meses de julho e agosto de 2012, através do Practice Environment Scale of the Work Nursing Index, validado para a população portuguesa (Amaral, Ferreira e Lake, 2012), e analisados com recurso ao SPSS versão 19.0. A amostra constituiu-se pelos enfermeiros de 26 serviços de medicina e cirurgia de 4 hospitais portugueses. Com exceção de um hospital, cujo ambiente foi considerado favorável, os restantes foram considerados mistos, com apenas três dimensões avaliadas positivamente. Os itens que reúnem maior concordância entre os enfermeiros são os que se relacionam com a dimensão respeitante aos fundamentos de enfermagem para a qualidade dos cuidados, o que parece sugerir que estes estão satisfeitos com o trabalho que desenvolvem e com aquilo que diz respeito à sua área de autonomia. O que parece não os satisfazer relaciona-se com a possibilidade de participarem nas políticas hospitalares e com a adequação dos recursos humanos e materiais. Os gestores devem ter isto em consideração...

Influência do ambiente da prática nos resultados dos cuidados de enfermagem ao nível do estado funcional

Amaral, António Fernando Salgueiro; Vidinha, Telma Sofia dos Santos Santos; Cardoso, Maria Lucília
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.06%
Introdução e objetivos: O ambiente da prática pode ser definido como um conjunto de características organizacionais que facilitam ou constrangem a prática profissional de enfermagem. Objetiva-se verificar se o ambiente da prática influência os resultados dos cuidados ao nível da funcionalidade das pessoas. Estudo realizado no âmbito do projeto Resultados dos Cuidados de Enfermagem: Qualidade e Efetividade (FCT-PTPC/CS-SOC/113519/2009). Material e métodos: Estudo descritivo e correlacional. Análise dos dados com o SPSS 19.0. Utilização do Practice Environment Scale of the Nursing Index (PES-NWI) (Amaral, Lake e Ferreira, 2012), versão portuguesa; e do Internacional Resident Assessment Instrument - Acute Care (InterRAI - AC). Correlacionou-se a variável que é a diferença entre a admissão e a alta da escala hierárquica das atividades de vida diária, transformada em variável dicotómica, com a variável média do PES-NWI, transformada também em variável dicotómica. Amostra constituída pelos enfermeiros de 26 serviços de quatro hospitais portugueses e pelos doentes internados nos mesmos por um período igual ou superior a 3 dias. A colheita dos dados decorreu entre março e julho de 2012. Resultados: Em ambientes de prática favoráveis (média≥2.5) a percentagem de doentes que melhoraram (31.6%) é superior à percentagem dos doentes que melhoraram em ambientes de prática menos favoráveis (25.8%). Conclusões: Os resultados sugerem que os ambientes da prática dos cuidados influenciam os resultados obtidos nos pacientes...

QUALIDADE DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM À PESSOA COM DOENÇA CARDIOVASCULAR

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 02/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
76.19%
Introdução: O ser humano tenha os meios necessários para a satisfação das suas necessidades enquanto pessoa receptora e emissora de cuidados de enfermagem, devendo ser compreendidas a coexistência de circunstâncias de índole pessoal e/ou profissional, que podem dificultar ou facilitar o profissionalismo e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados e da promoção da saúde.   Objetivos: Identificar as diferenças de percepções da qualidade dos cuidados de enfermagem dos profissionais e dos utentes, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de saúde e de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, das pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar. Metodologia: Quantitativa, Descritiva; Transversal; Correlacional. Amostra: 132 utentes e 61 enfermeiros. SUCEH21: Satisfação dos Utentes com os Cuidados de Enfermagem Hospitalar. SPSS 17.0 Conclusão: 1. Os profissionais de saúde percepcionam MAIOR qualidade/satisfação dos cuidados de enfermagem na "Eficácia da comunicação" e MENOR "utilidade da comunicação". 2. Os doentes elegem os factores relacionados com a informação, na sua "utilidade" e "eficácia" como práticas profissionais de MENOR qualidade...

Perceção da qualidade dos cuidados de saúde consoante o género dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 03/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.26%
Introdução: É fundamental que o ser humano tenha os meios necessários para a satisfação das suas necessidades enquanto pessoa recetora e emissora de cuidados de saúde. Em saúde deve ser compreendida a coexistência de circunstâncias de índole pessoal e/ou profissional, que podem dificultar ou facilitar o profissionalismo e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados e da promoção da saúde nestes contextos clínicos, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos: Pretende-se identificar as diferenças de perceções da qualidade dos cuidados de saúde inerentes dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de saúde e de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar. Metodologia: Metodologia quantitativa. Estudo descritivo, analítico, transversal, correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria, é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem percecionados pelos enfermeiros e doentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61) de quatro serviços de contexto cardiovascular. Recolha da informação: Instrumento de Avaliação da Qualidade Hospitalar (IAQH: Admissão...

Qualidade dos cuidados de Enfermagem consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 17/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.26%
Introdução: Em saúde, a qualidade dos cuidados é uma preocupação antiga, havendo ao longo da história a necessidade de saber a opinião de todos intervenientes. É útil compreender a coexistência de variáveis pessoais e/ou profissionais, que podem dificultar ou facilitar o exercício profissional e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem e da promoção da saúde em contextos de doença cardiovascular, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos: Pretende-se identificar as diferenças de perceções da qualidade dos cuidados de enfermagem na perspetiva dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar, tendo em conta a eficácia da comunicação, a utilidade da informação e a qualidade do atendimento e do ambiente terapêutico. Metodologia: Metodologia quantitativa. Estudo: Descritivo; Analítico; Transversal; Correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria, é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de enfermagem percecionados pelos enfermeiros e utentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61) de quatro serviços de contexto cardiovascular. Recolha da informação: Satisfação dos Utentes com os Cuidados de Enfermagem Hospitalar (SUCEH21: Eficácia Comunicação; Utilidade Informação; Qualidade Atendimento; Manutenção Ambiente Terapêutico)...

Competências de enfermagem e qualidade dos cuidados à pessoa com doença cardiocirculatória

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.22%
Introdução: A Enfermagem enquanto profissão e disciplina científica, preocupa-se com as respostas humanas aos problemas de doença, tendo como objectivo cuidar o ser humano, contribuindo para que as pessoas mantenham, melhorem e recuperem a saúde nomeadamente ao nível da doença cardiovascular, sendo uma preocupação global das populações e das comunidades científicas, pelos elevados índices de incidência e de mortalidade. Assim, existem variáveis profissionais, nomeadamente competências de enfermagem que podem influenciar a qualidade dos cuidados de enfermagem à pessoa com doença cardiovascular. Objectivos: Tendo por base a metodologia adoptada e as características/tipo deste estudo (do âmbito do doutoramento) temos como objectivos:- Conhecer os padrões de qualidade dos cuidados de enfermagem percepcionados pelos enfermeiros e doentes.- Conhecer as competências/atitudes de enfermagem mais valorizadas pelos enfermeiros e doentes.- Compreender os factores preditores para a qualidade dos de enfermagem. Metodologia: Pesquisa quantitativa. Tipo de estudo: descritivo, analítico, transversal e correlacional. Amostra: 61 enfermeiros e 132 doentes ("não probabilística e acidental"). Instrumentos: "Satisfação dos Utentes com os Cuidados de Enfermagem Hospitalares" (SUCEH21)...

COMPETÊNCIAS DE ENFERMAGEM E QUALIDADE DOS CUIDADOS À PESSOA COM DOENÇA CARDIOCIRCULATÓRIA

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho
Fonte: XI CONFERENCIA IBERO AMERICANA Publicador: XI CONFERENCIA IBERO AMERICANA
Tipo: Outros
Publicado em 07/09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.22%
Introdução: A Enfermagem enquanto profissão e disciplina científica, preocupa-se com as respostas humanas aos problemas de doença, tendo como objectivo cuidar o ser humano, contribuindo para que as pessoas mantenham, melhorem e recuperem a saúde nomeadamente ao nível da doença cardiovascular, sendo uma preocupação global das populações e das comunidades científicas, pelos elevados índices de incidência e de mortalidade. Assim, existem variáveis profissionais, nomeadamente competências de enfermagem que podem influenciar a qualidade dos cuidados de enfermagem à pessoa com doença cardiovascular. Objectivos: Tendo por base a metodologia adoptada e as características/tipo deste estudo (do âmbito do doutoramento) temos como objectivos:- Conhecer os padrões de qualidade dos cuidados de enfermagem percepcionados pelos enfermeiros e doentes.- Conhecer as competências/atitudes de enfermagem mais valorizadas pelos enfermeiros e doentes.- Compreender os factores preditores para a qualidade dos de enfermagem. Metodologia: Pesquisa quantitativa. Tipo de estudo: descritivo, analítico, transversal e correlacional. Amostra: 61 enfermeiros e 132 doentes ("não probabilística e acidental"). Instrumentos: "Satisfação dos Utentes com os Cuidados de Enfermagem Hospitalares" (SUCEH21)...

Enfermagem em Cardiologia: Contributos sociopsicológicos e profissionais para a melhoria dos cuidados.

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/09/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
86.15%
A Enfermagem preocupa-se com as respostas humanas aos problemas de saúde e de doença, cuidando o ser humano ao longo do ciclo vital, contribuindo para a recuperação da saúde nomeadamente na elevada incidência e mortalidade da doença cardiovascular. Existem variáveis sociopsicológicas e profissionais, que influenciam a qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem na opinião dos doentes, enfermeiros, médicos e familiares num Serviço de Cardiologia de um Hospital Universitário. Metodologia: Quantitativa (descritiva e correlacional), visando conhecer as variáveis sociopsicológicas e profissionais, que podem influenciar a qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem: satisfação e stress profissional, padrões de vinculação no adulto, competências de enfermagem e características de personalidade (escalas e inventários). Enfermeiros (N=61) e doentes internados (n=132); Qualitativa (fenomenografia/ 28 entrevistas semi-estruturadas), visando conhecer as características e qualidades que um profissional de enfermagem deve ter, qual o significado da prestação de cuidados e qual a importância da família. Resultados/Discussão: as características socioprofissionais dos enfermeiros e dos doentes são típicas em relação à generalidade dos serviços de saúde e quase todos os enfermeiros e doentes recomendariam e voltariam a este serviço e/ou hospital. Há diferenças estatisticamente significativas entre a percepção da qualidade dos cuidados de enfermagem e de saúde entre os doentes e os enfermeiros...

Percepção da qualidade dos cuidados de saúde consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 19/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.26%
Introdução É fundamental que o ser humano tenha os meios necessários para a satisfação das suas necessidades enquanto pessoa receptora e emissora de cuidados de saúde. Em saúde, devem ser compreendidas a coexistência de circunstâncias de índole pessoal e/ou profissional, que podem dificultar ou facilitar o profissionalismo e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados e da promoção da saúde nestes contextos clínicos, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos Pretende-se identificar as diferenças de percepções da qualidade dos cuidados de saúde inerentes dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de saúde e de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar. Metodologia Metodologia quantitativa. Estudo: Descritivo; Analítico; Transversal; Correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento), relativo a esta matéria é conhecer a diferença dos padrões de qualidade dos cuidados de saúde e de enfermagem percepcionados pelos enfermeiros e doentes (homens e mulheres). Amostra: 132 utentes e todos os enfermeiros (61)...

Qualidade dos cuidados de Enfermagem consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular

Ferreira, Paulo Alexandre Carvalho; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 17/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
76.27%
Título Qualidade dos cuidados de Enfermagem consoante o género, dos enfermeiros e doentes em contexto de doença cardiovascular. Introdução Em saúde, a qualidade dos cuidados é uma preocupação antiga, havendo ao longo da história a necessidade de saber a opinião de todos intervenientes. É útil compreender a coexistência de variáveis pessoais e/ou profissionais, que podem dificultar ou facilitar o exercício profissional e a satisfação dos utentes, no sentido da procura da melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem e da promoção da saúde em contextos de doença cardiovascular, onde a prevalência da doença crónica e a mortalidade são altas. Objetivos Pretende-se identificar as diferenças de percepções da qualidade dos cuidados de enfermagem na perspetiva dos profissionais e dos utentes consoante o género, no sentido de ajudar a melhorar os cuidados de enfermagem, desde a admissão até à preparação da alta, às pessoas com doença cardiovascular em contexto de internamento hospitalar, tendo em conta a eficácia da comunicação, a utilidade da informação e a qualidade do atendimento e do ambiente terapêutico. Metodologia Metodologia quantitativa. Estudo: Descritivo; Analítico; Transversal; Correlacional. Um dos vários objetivos da investigação realizada (Doutoramento)...

Melhoria da qualidade dos cuidados na área de ambulatório de oncologia: definição do RMDE e implementação do processo clínico eletrónico para a área do ambulatório de oncologia

Franco, Hugo
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.1%
Relatório de Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica; O presente relatório inclui-se no plano de estudos do III Curso de Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica (MEMC), da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal (ESS-IPS), surgindo como um documento elucidativo do desenvolvimento de competências durante o 2º Curso de Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica (CPLEEMC), analisando o contributo do percurso, dos projetos e dos trabalhos realizados para o desenvolvimento de competências do Enfermeiro Especialista (EE) e do MEMC. No âmbito do CPLEEMC realizámos um Projeto de Intervenção sobre a Melhoria da Qualidade dos Cuidados na área de ambulatório de Oncologia, considerado projeto-piloto na realidade institucional e nacional para o desenvolvimento do Processo Clinico Eletrónico de Enfermagem na área do ambulatório. Traçámos como objetivos: Definir o RMDE de ambulatório no serviço de Oncologia e Implementar o Processo Clínico Eletrónico para a área do ambulatório no serviço de Oncologia de um Hospital da região de Setúbal. Ainda durante o CPLEEMC desenhamos um Projeto de Aprendizagem Clínica direcionado para o desenvolvimento das competências do EE em Enfermagem Médico-Cirúrgica (EEMC). Durante o MEMC desenvolvemos um estudo exploratório e descritivo onde procuramos definir Quais os focos altamente sensíveis aos cuidados e enfermagem em ambulatório de Oncologia. Os participantes são enfermeiros. O trabalho decorreu numa unidade de ambulatório de Oncologia de um Hospital da região de Setúbal. Foram assegurados os princípios éticos aplicáveis. Utilizámos técnicas de produção de dados nomeadamente...

Efeitos da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem

Fradique, Maria de Jesus José Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.21%
O desenvolvimento de sistemas de qualidade em saúde, de acordo com o Conselho de Enfermagem da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, é uma acção prioritária e os enfermeiros assumem um papel fundamental na definição de padrões de qualidade dos cuidados prestados. Alias, os enfermeiros correspondem ao maior grupo profissional dentro das organizações de saúde e a comunidade espera destes que os cuidados prestados sejam de qualidade. Neste contexto, as organizações de saúde devem promover um ambiente favorecedor do desenvolvimento profissional dos enfermeiros com vista ao empenhamento destes em prol da qualidade dos cuidados prestados aos utentes. Em contextos de melhoria da qualidade, é geralmente reconhecida a importância do factor liderança, que nos modelos de excelência assume inclusivamente um papel de destaque. No entanto, em termos de investigação, a significância dessa relação continua carecendo de suficiente comprovação empírica, principalmente no sector da saúde, sendo que a escassez de investigação relativamente à influência da liderança na melhoria da qualidade dos cuidados de saúde é uma realidade. Neste sentido, pretendeu-se com a elaboração deste estudo, investigar até que ponto a liderança em enfermagem...

Gestão de cuidados de enfermagem : das práticas dos enfermeiros chefes à qualidade de cuidados de enfermagem

Potra, Teresa Maria Ferreira dos Santos, 1957-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.21%
Tese de doutoramento, Enfermagem, Universidade de Lisboa, com a colaboração da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, 2015; As mudanças que se têm verificado na gestão das organizações de saúde impõem que os papéis desempenhados pelas chefias de enfermagem sejam clarificados de modo a compreender a sua contribuição para a gestão dos seus recursos, dos processos de cuidados e para a qualidade dos cuidados que se prestam. A presente investigação centra-se nas práticas de gestão de cuidados dos enfermeiros chefes e pretende compreender quais as práticas destes profissionais neste âmbito e de que forma estas contribuem para a qualidade dos cuidados de enfermagem. A investigação, de caráter qualitativo, decorreu em três fases. A primeira teve como objetivo identificar as imagens dos enfermeiros de cuidados gerais associadas ao papel dos enfermeiros chefes como gestores de cuidados. Recorreu-se à metodologia das representações sociais como suporte teórico e de análise de dados. Utilizou-se um instrumento de recolha que permitiu a aplicação da técnica de associação livre de palavras a enfermeiros de cuidado gerais. A segunda fase teve como objetivo identificar as dimensões auto percecionadas pelos enfermeiros chefes do seu papel como gestores de cuidados. Foram entrevistados todos os enfermeiros chefes de serviços de internamento de um Hospital da região de Lisboa. Na terceira fase da investigação realizou-se um estudo de caso...