Página 1 dos resultados de 1842 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Desenvolvimento de carreira em psicólogos : tarefas evolutivas do estágio de estabelecimento; Career development of psychologists: developmental tasks of establishment stage

Bedin, Lívia Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
O objetivo deste estudo foi compreender como psicólogos porto-alegrenses estão vivenciando as tarefas evolutivas do desenvolvimento de carreira inerentes ao estágio de estabelecimento, de acordo com a teoria de Donald Super. Além disso, buscou-se verificar as diferenças percebidas entre a realização das tarefas do desenvolvimento de carreira de psicólogos com relação ao tipo de vínculo empregatício, seja ele público, privado ou autônomo e, também, conhecer como os profissionais relacionam a atual conjuntura sócio-econômica na inserção do psicólogo no mercado de trabalho. Foram entrevistados 15 trabalhadores psicólogos (12 mulheres e 3 homens) com idades entre 30 e 38 anos, escolhidos de modo a contemplar a forma de seu contrato trabalhista (público, privado ou autônomo). A entrevista considerou as tarefas do desenvolvimento de carreira que dizem respeito ao estágio de estabelecimento: estabilização, consolidação e progresso. Os dados coletados foram analisados qualitativamente. Os resultados apontaram seis categorias relacionadas ao estabelecimento de carreira dos psicólogos participantes: a rede de relacionamento, o processo desenvolvimental, a realização profissional, a legalização do vínculo de trabalho...

Política de redução de danos, vulnerabilidade e sexualidade: a opinião de psicólogos que atuam na clinica e no centro de atenção psicossocial - CAPS

Anacleto, Aline Ariana Alcântara
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 138 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC; Uma nova modalidade de atendimento para enfrentar a problemática do uso de drogas e suas consequencias psicossociais refere-se a uma proposta de redução de danos (PRD). Ainda desconhecida por muitos e polêmica entre diferentes profissionais, essa proposta representa um novo olhar sobre as populações vulneráveis e procura garantir a saúde pública, por meio de ações que tentam reduzir os danos causados pelo consumo de drogas lícitas e ilícitas, bem como práticas sexuais de risco para DTS/AIDS, com esclarecimento e orientações ao invés de proibição e punição. A implementação dessa proposta pro parte de psicólogos às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade pelo exercício de práticas de risco e seus familiares ainda é um tema pouco estudado. Este estudo objetivou investigar a opinião de psicólogos, sejam esses atuantes em clínicas particulares ou em um Centro de Atenção Psicossocial, sobre a proposta de Redução de Danos e sua relação com os temas de sexualidade e vunerabilidade, por meio de entrevistas e análise de conteúdo em categorias temáticas: o conceito de redução de danos, a avaliação da proposta de redução de danos...

O trabalho dos psicólogos em organizações de justiça do Estado de Santa Catarina

Costa, Flávia de Novaes
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; caracterizar o trabalho dos psicólogos em organizações de Justiça do Estado de Santa Catarina. Método: estudo descritivo e exploratório no qual foi realizada análise de documentos e aplicado questionário construído especificamente para esse fim, com base na decomposição de variáveis que constituem o objeto de estudo. As macro-variáveis consideradas foram: perfil ocupacional dos psicólogos, atividades realizadas, condições do contexto de trabalho e competências necessárias à atuação. Participaram do estudo 40 psicólogos integrantes dos quadros de pessoal de organizações de Justiça de Santa Catarina. Foi utilizado o sistema de análise Statistical Package for Social Sciences (SPSS) e a análise categorial, para a análise dos dados. Resultados: A realização de perícia ou avaliação psicológica e a prestação de assessoria aos integrantes do contexto jurídico em questões relacionadas à Psicologia foram consensos na comparação das atribuições dos psicólogos jurídicos estabelecidas nos documentos estaduais, nacionais e internacionais analisados. Nas organizações catarinenses de Justiça os psicólogos realizam atividades técnicas...

Características dos comportamentos profissionais de psicólogos que atuam em organizações escolares na região da grande Florianópolis/SC

Fernandes, Carine Suder
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Os comportamentos profissionais de psicólogos são relações complexas e, em grande parte, desconhecidas, o que produz incertezas acerca da adequação das intervenções de psicólogos em seu contexto de trabalho. Apesar disso, houve avanço no conhecimento a respeito das práticas profissionais. Tradicionalmente a prática do psicólogo escolar é marcada pelo atendimento a alunos com dificuldades de aprendizagem, desconsiderando os aspectos institucionais dos processos de ensinar e aprender. Alguns profissionais apresentam práticas diferenciadas, mas os dados a respeito desse tipo de atuação são escassos e dificultam a avaliação adequada dos resultados e das implicações éticas da atuação profissional. Assim, caracterizar os comportamentos profissionais de psicólogos que atuam em organizações escolares é uma forma de avançar no conhecimento científico existente, bem como constituir subsídios para o aprimoramento profissional dos psicólogos escolares. Para tanto, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 10 psicólogas que atuam em organizações escolares na região da Grande Florianópolis/SC. As falas das psicólogas foram transformadas em descrições comportamentais e organizadas em tabelas de contingência tríplice...

Atuação dos psicólogos em programas de qualidade de vida nas organizações de trabalho

Trierweiler, Michele
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 161 f.| grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; A Qualidade de Vida no Trabalho vem sendo um fator importante nas discussões sobre os processos organizacionais e o trabalho; as questões de ordem psicossocial, que superam os aspectos relacionados a processos e procedimentos no trabalho, as transformações tecnológicas ou exigências organizacionais adquirem relevância e o trabalhador vem sendo transformado em foco de preocupação dos dirigentes das organizações de trabalho para atingir seus objetivos. Como conseqüência, profissionais como os psicólogos começam a ter seu papel reconhecido, já que estariam aptos para intervir no comportamento humano e poderiam criar condições que facilitassem a QVT e garantissem a efetividade do desempenho organizacional. Em razão disto, esta pesquisa teve como objetivo geral caracterizar as principais atuações dos psicólogos na promoção da qualidade de vida nas organizações de trabalho. A amostra foi formada por seis psicólogos com atuação em programas de Qualidade de Vida em organizações de trabalho, do setor industrial e de grande porte, situadas na região de Blumenau...

Atuação profissional dos psicólogos a serviço das comunidades onde ocorre atividade turística sazonal

Claro, María Marcela Fernández de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 200 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; O fenômeno da sazonalidade turística transforma os costumes, ritmos, paisagens e comportamentos das comunidades onde ele ocorre. Entre a alta e a baixa estação turística, há mudanças nas condições econômicas e no modo de vida das pessoas que vivem do turismo. Identificar necessidades como ponto de partida para uma atuação profissional socialmente significativa é uma das competências que os profissionais precisam possuir. Os psicólogos precisam apresentar comportamentos profissionais que promovam transformações e que viabilizem o desenvolvimento da sociedade. A delimitação desses comportamentos exige a produção de conhecimento que responda à pergunta que comportamentos profissionais os psicólogos estão apresentando em relação às necessidades específicas das comunidades onde ocorre atividade turística sazonal? Para responder essa pergunta foram feitas entrevistas com 50 psicólogos que atuavam profissionalmente em seis localidades litorâneas. Para isso, foram utilizados roteiros semi-estruturados, com perguntas abertas e com perguntas que continham opções de resposta. Entre os resultados alcançados foi notado que a maioria desses psicólogos é jovem e do sexo feminino...

O compromisso social dos psicólogos brasileiros evidenciado nas publicações da revista Psicologia: Ciência e Profissão

Lopes, Andréia de Araripe
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; O objetivo desse estudo foi investigar o compromisso social dos psicólogos brasileiros evidenciado nas publicações da revista Psicologia: Ciência e Profissão, uma publicação do Conselho Federal de Psicologia. Buscou-se verificar quais as direções que assume o compromisso social dos psicólogos brasileiros, uma vez que consideramos que esse compromisso social não é único, mas ocorre num processo complexo de ambigüidades e contradições. Tratou-se de uma pesquisa documental cuja análise foi empreendida via articulação do conceito de compromisso social com aspectos da história da Psicologia. Foram lidos todos os artigos (429) para seleção daqueles que discutiam a prática profissional do psicólogo (120) e finalmente desses foram selecionados aleatoriamente 26 textos para a realização da análise, que foi feita com a técnica de análise de conteúdo. Concluímos que o compromisso social do psicólogo brasileiro caracteriza-se pelo movimento de discordância e contradição, convivendo simultaneamente, no interior de um mesmo trabalho, teorias ou práticas psi direcionadas ao mesmo tempo para a transformação da sociedade em direção a uma ética universal voltada para emancipação e para a manutenção da ideologia dominante reprodutora da dialética exclusão/inclusão social. Foi possível também constatar que houve uma mudança na concepção que os psicólogos fazem dos sujeitos e...

Características do processo de trabalho dos psicólogos peritos examinadores de trânsito na avaliação das condições psicológicas para dirigir

Dagostin, Carla Giovana
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 267 f.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; O objetivo do estudo foi caracterizar o processo de trabalho dos psicólogos peritos examinadores de trânsito na avaliação das condições psicológicas para dirigir, tendo como suporte a literatura nacional sobre esse campo de atuação profissional - conhecido como Psicotécnico - e as características da produção do conhecimento em Psicologia do Trânsito. Outro aspecto pesquisado na literatura foram as técnicas e instrumentos de avaliação das condições psicológicas, assim como os critérios para tomada de decisão no processo de trabalho do psicólogo perito. Também foram caracterizados alguns fatos históricos sobre a Psicologia do Trânsito no Estado de Santa Catarina referente ao exercício profissional do psicólogo perito. A pesquisa caracteriza-se como descritiva e exploratória, sendo que as informações foram obtidas por meio da observação da situação de trabalho, da consulta a fontes documentais e do depoimento de 12 psicólogos peritos que atuam no sul de Santa Catarina na avaliação das condições psicológicas para dirigir. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram um questionário estruturado...

Oficina lúdica e mediação estética na formação continuada de psicólogos escolares

Mendes, Ana Clara Manhães
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2011.; É fundamental que a produção de conhecimento em Psicologia Escolar possa transpor a barreira da constatação da precariedade da formação do psicólogo e parta para a construção de práticas transformadoras da realidade. A urgência pela mudança e a consciência da importância de uma constante reflexão sobre a atuação, com vistas à melhoria na qualidade do serviço oferecido, têm levado os pesquisadores a destacarem a importância da formação continuada como um contexto privilegiado para mediação do desenvolvimento psicológico de competências complementares às possibilidades de intervenção profissional. Essa formação deve proporcionar aos psicólogos escolares um embasamento consistente para subsidiar sua prática, em articulação a uma argumentação teórica, conceitual e metodológica coerente e segura, qualificando, assim, a práxis. A partir dos fundamentos da abordagem históricocultural, acredita-se haver especificidades em processos mediacionais que podem, mais efetivamente, afetar os sujeitos em sua complexidade e promover a mobilização de processos psicológicos necessários para a transformação de sua atuação. A atividade lúdica...

A formação pessoal de psicólogos/as e o trabalho com violência doméstica contra a mulher

Guimarães, Maisa Campos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2014.; Este trabalho discute sobre violência doméstica contra a mulher e o trabalho da Psicologia, com foco na práxis e na formação pessoal de psicólogos/as. A pesquisa fundamenta-se a partir de compreensões sócio-históricas e psicanalíticas sobre violência, gênero, Psicologia e o desenvolvimento humano. Buscamos construir reflexões que perpassem questões éticas, políticas e sociais da práxis psicológica. Nosso objetivo foi fazer uma análise das práticas profissionais de psicólogos/as que atuam com situações de violência doméstica contra a mulher e refletir sobre a formação pessoal e profissional do/a psicólogo/a. A pesquisa foi desenvolvida com oito psicólogos/as que trabalham no Serviço de Atendimento a Famílias em Situação de Violência (SERAV) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Pressupostos metodológicos de caráter qualitativo orientaram esta pesquisa participante inspirada no método do Grupo Balint. Foram realizados cinco encontro em grupo que propiciaram espaços de fala e escuta sobre angústias profissionais e pessoais relacionadas a esse trabalho. Os/as participantes apresentaram diversas angústias e discutiram as que mais os mobilizavam. Destas...

Concepções de professores e psicólogos sobre o trabalho desenvolvido pelos últimos nos serviços de psicologia e orientação da ilha de São Miguel

Cabral, Ana Sofia Pereira Vieira Velho
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação; Este estudo tem como principal objectivo contribuir para a compreensão do impacto que os Serviços de Psicologia e Orientação, criados há cerca de 10 anos, tiveram na dinâmica das Escolas de São Miguel, nomeadamente através do estudo e análise das percepções que se estabeleceram entre os professores e os psicólogos escolares acerca do trabalho destes últimos. Partimos do princípio que as funções que os professores desenvolvem nas escolas e a proximidade que mantêm com o seu psicólogo escolar influenciarão as suas percepções sobre a frequência de realização das tarefas do psicólogo, e até mesmo a satisfação com o seu desempenho. Além disso, as percepções dos psicólogos serão diferentes das dos professores, nomeadamente daqueles que desempenham funções no ensino regular. Para testar estas hipóteses, participaram neste estudo 367 professores, distribuídos por diferentes ciclos e níveis de ensino, e a desempenhar diferentes funções nas suas escolas; participaram, também, um conjunto de 22 psicólogos, provenientes de 17 das 18 escolas auscultadas nesta investigação. Quanto à metodologia utilizada neste estudo optou-se por uma abordagem quantitativa...

Stress, burnout e coping: um estudo realizado com psicólogos algarvios

Almeida, H.
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
O objetivo consiste em avaliar os níveis de Estresse, Burnout e Coping e identifi car as estratégias de Coping mais utilizadas e as que os psicólogos algárvios consideram mais eficazes. A amostra utilizada no estudo experimental é constituída por 170 psicólogos do Sotavento e Barlavento Algárvio, que trabalham no âmbito da Orientação/Aconselhamento, Reeducação/Reabilitação, Clínica/Saúde e Docência Universitária, tendo excluído os psicólogos do Algarve que trabalham no âmbito da Psicologia Social e das Organizações, por esgueirar-se da extensão deste artigo. Os resultados mostram uma parcela assinalável de Estresse e Burnout. As estratégias de Coping mais utilizadas pelos psicólogos algárvios são as estratégias de controle e as que eles acham mais efi cazes são as de gestão dos sintomas. Em futuras investigações seria desejável investigar uma amostra mais representativa.

Representações sociais de juventudes pobres para psicólogos/as que atuam no sistema único da assistência social

Lira, Vladya Tatyane Pereira de; Cruz, Fatima Maria Leite (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Analisamos, nesta pesquisa, as representações sociais da juventude pobre por psicólogos/as que atuam no Sistema Único da Assistência Social (SUAS) em Recife e Região Metropolitana do Recife (RMR) e prestam serviços a jovens. A complexidade do tema se destaca por sua ambiguidade, imprecisão e pelo seu caráter historicamente construído, o que provocou uma pluralidade conceitual e no âmbito da Psicologia. Como objetivos: identificamos os sentidos compartilhados de juventudes e juventudes pobres pelos/pelas psicólogos/as que atuam nos serviços para jovem no SUAS; analisamos os componentes curriculares relacionados ao Desenvolvimento e concepções de juventudes presentes nos cursos de Psicologia em Recife e RMR; e relacionamos as representações de juventudes dos/das psicólogos/as participantes com a sua formação acadêmica. Adotamos como referencial teórico-metodológico a Abordagem Estrutural das representações sociais de Abric, a qual nos possibilitou identificar o conteúdo das representações sociais de juventudes e sua estrutura. No método, qualitativo e plurimetodológico, realizamos na fase 1 a análise documental das matrizes dos componentes curriculares de 07 cursos de Psicologia de Recife e RMR referentes às concepções de juventudes nos ementários de 1980 a 2012; na fase 2...

Burnout em psicólogos

Biehl, Kátia Andrade
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.19%
Esta pesquisa visou analisar burnout em psicólogos. Participaram da pesquisa 915 sujeitos, escolhidos por conveniência, prospectados no esquema bola de neve em adesão por internet, através de um site contendo os instrumentos IBP (Inventário de Burnout em psicólogos) e um formulário de dados sociodemográficos. As características predominantes na amostra foram de indivíduos do sexo feminino, na faixa etária de 23 a 36 anos, casados e sem filhos, e entre os que tinham, com um ou dois filhos em média, formados entre 3 e dezesseis anos. A atividade profissional dominante foi a clínica, exclusivamente, seguida da clínica e docência, e a carga horária semanal de 39 horas ou mais de trabalho. A maioria dos sujeitos não estudava cursos de pós-graduação no momento que responderam os inventários, não desempenhavam atividades consideradas estressantes, tampouco faziam terapia. Definiu-se a partir dos dados revelados: no que tange às variáveis sociodemográficas e ao inventário IBP (Inventário Burnout em Psicólogos), um perfil formado por profissionais mais jovens, solteiros, sem filhos e com menor tempo de formado, independente do sexo para alto burnout (alta Exaustão Emocional e Despersonalização, e baixa Realização Profissional). Em função da associação entre variáveis relativas ao trabalho e as dimensões do Inventário de Burnout em Psicólogos...

Burnout em psicólogos: prevalência e fatores associados

Rodriguez, Sandra Yvonne Spiendler
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.39%
A Síndrome de Burnout (SB) é um fenômeno psicossocial que ocorre como uma resposta crônica aos estressores interpessoais ocorridos na situação de trabalho. Os psicólogos são profissionais de risco devido às especificidades de seu trabalho, uma vez que lidam cotidianamente com pessoas com demandas emocionais intensas. Esses profissionais, se acometidos pela SB, comprometem sua saúde e a qualidade do trabalho prestado. Estudos sobre Burnout em psicólogos podem subsidiar formas de prevenção e promoção de qualidade de vida no trabalho desse grupo ocupacional. Assim, o objetivo geral da tese foi o de investigar a prevalência e os fatores associados à SB em Psicólogos. O estudo realizado foi organizado em duas seções: uma teórica e uma empírica. Na seção teórica apresenta-se um estudo de revisão sistemática da literatura elaborada com o objetivo de reunir e analisar as evidências disponíveis na literatura que contribuíssem na compreensão do Burnout em psicólogos. Tais resultados permitiram proporcionar a base teórica da tese e a construção dos objetivos específicos.A segunda seção, empírica, constitui-se de dois estudos de delineamento observacional analítico transversal. O primeiro objetivou avaliar a prevalência da SB em psicólogos e a associação das variáveis sociodemográficas e laborais em uma amostra de 518 psicólogos que trabalhavam no Estado do Rio Grande do Sul. Os resultados evidenciaram uma prevalência de 7...

A queixa escolar nos ambulatórios de saúde mental da rede pública de Uberlândia: práticas e concepões dos psicólogos

Marçal, Viviane Prado Buiatti
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Com o ingresso de psicólogos em ambulatórios dos serviços públicos de Saúde Mental a partir da década de 1980, houve um aumento significativo nos encaminhamentos de problemas escolares, de comportamento e de disciplina, por parte das escolas a estes ambulatórios. Os psicólogos neles alocados buscaram dar respostas a esses casos, por meio de orientações às famílias e atendimentos psicoterapêuticos às crianças, deixando de lado os mecanismos ideológicos da escola que contribuem para a produção do fracasso escolar. O presente estudo refere-se a um levantamento realizado junto aos psicólogos que atuam na rede pública de Saúde Mental de Uberlândia- MG, com a finalidade de verificar o movimento da demanda de queixas escolares, bem como o atendimento e a compreensão desses profissionais a respeito dessa demanda. A pesquisa delineou-se sob a perspectiva histórico-cultural, e a construção dos dados foi organizada a partir de entrevistas semidirigidas, gravadas em áudio e realizada de outubro de 2003 a novembro de 2004, com dezesseis psicólogos alocados em doze ambulatórios. Constatou-se a presença maciça de mulheres, na faixa etária acima de 30 anos, em sua maioria com experiência profissional de no mínimo dois anos. Também procedeu-se a um levantamento dos dados de prontuários de crianças encaminhadas aos ambulatórios desde o ano 2000...

Avaliação, a partir de documentos oficiais, das classes de comportamentos de psicólogos como profissionais de centros de atenção psicossocial

Rohrbacher, Carlos Leonardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 195 p.| grafs., ils., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2014; Os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) são as unidades especializadas em saúde onde trabalha grande parte dos psicólogos do Sistema Único de Saúde (SUS). O modelo de atenção psicossocial vem como substituto ao modelo manicomial, de internamento por longos períodos. A intervenção proposta favorece a melhoria do usuário de modo mais estruturado, pois as mudanças podem ser desenvolvidas para além da patologia diagnosticada no modelo médico patológico. O trabalho em Caps pode possibilitar a intervenção nas condições de saúde relacionadas ao usuário em território, onde ele vive e interage com familiares e outras pessoas da sociedade. A proposta de Caps é cada vez mais conhecida, mas o que é feito para que seja implantada está em desenvolvimento, boa parte dos procedimentos do modelo médico patológico foram mantidos, reflexo disso é que essas unidades ainda estão centradas no uso de medicamentos. Mudar o modelo de atenção, mais do que mudar o nome ou o local da atenção depende de identificar as contribuições possíveis aos profissionais que compõem as equipes. O psicólogo é um desses profissionais...

A freqüência de emissão de condutas de auto-cuidado e sua relação com os níveis de stress traumático secundário e de depressão em psicólogos clínicos; La frecuencia de emisión de conductas de autocuidado y su relación con los niveles de estrés traumático secundario y de depresión en psicólogos clínicos; The auto care emission frequency conducts and its relation with secondary traumatic stress and depression levels on clinical psychologists

Olivares, Rafaella Betta; Morales Messerer, Grace; Rodríguez, Karla; Guerra, Cristóbal
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; "Artículo revisado por pares"; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artículo Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
37.29%
A presente investigação teve o objectivo avaliar o nível de correlacionando secundário ao stress traumático, depressão e níveis estratégias de auto-atendimento em psicólogos clínicos. Para este efeito, uma amostra de 113 psicólogos foi atendida (I) um questionário das variáveis Sócio-demográficas e a avaliação de 16 comportamentos e Auto-atendimento (elaboradas pelos autores do presente inquérito), (II) o Secondary Traumatic Stress Scale (Bride, Robinson, Yegidis y Figley, 2004, adaptado à realidade chilena por Guerra e Saiz, no prelo), (III) A Beck’s Depression Inventory (Beck, Rush, Shaw e Emery, 2003). Os resultados mostraram uma relação inversa e significativa a 10 estratégias de auto-cuidado com os níveis de stress traumático e secundário e depressão. Finalmente as consequências destes resultados são discutidos.; La presente investigación tuvo como objetivo evaluar la relación entre la frecuencia de emisión de conductas de autocuidado en psicólogos clínicos y sus niveles de estrés traumático secundario y de depresión. Para esto una muestra de 113 psicólogos respondió: (I) un cuestionario de variables sociodemográficas y de medición de la frecuencia de 16 conductas y condiciones de autocuidado (elaborado por los autores de la investigación)...

Percepção dos psicólogos da atenção básica e de centros de atenção psicossocial sobre a intervenção psicológica no município de Criciúma/SC

Alves, Gabriela Maciel
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.41%
Monografia apresentada ao Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família da Universidade do Extremo Sul Catarinense, para a obtenção do título de Especialista na Modalidade de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família.; O estudo visa ampliar a compreensão sobre a percepção dos psicólogos da saúde pública sobre a intervenção psicológica na Atenção Básica (AB) e em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Município de Criciúma/SC. Tendo por objetivos identificar a percepção que os psicólogos da AB e dos CAPS possuem de sua atuação na saúde; das ações uns dos outros; averiguar o que de fato desenvolvem nestes contextos e explorar a base teórica adquirida referente ao SUS que possuíram em seu período de graduação e em forma de cursos de especialização e aperfeiçoamento após a formação. Em que, utilizou-se como método pesquisa do tipo exploratório-descritivo, de abordagem (quantitativa-descritiva/ qualitativa), que teve como instrumento de coleta questionários, e a análise de dados a partir do programa SPSS versão 17.0 e da categorização pelos objetivos específicos. E enquanto resultado, alcançou-se indicativos de que, a abordagem de temas relacionados a Políticas de Saúde Pública durante a graduação foi considerada em 68% insatisfatória...

Burnout numa amostra de psicólogos portugueses da região autónoma da Madeira

Roque,Liliana; Soares,Luísa
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.19%
O objectivo deste estudo foi analisar os níveis de burnout numa amostra de psicólogos portugueses. Procurou ainda explorar a correlação entre a síndrome do burnout e o tipo de problemáticas mais atendidas pelos psicólogos e variáveis sociodemográficas. Paralelamente, procurou analisar as sugestões dadas pelos psicólogos para evitar o burnout. Participaram 52 psicólogos que trabalham em contextos de saúde na Região Autónoma da Madeira. Verificou-se, a partir do Inventário de Burnout de Maslach (Maslach, & Jackson, 1986; Cruz, & Melo, 1996; Gomes, 1998), que a prevalência de burnout nestes sujeitos é baixa. Não foram encontradas relações significativas entre burnout e as variáveis em estudo, com excepção da relação entre a exaustão emocional e problemas relacionais. Constatou-se que, muitas das sugestões dadas pelos sujeitos da amostra coincidem com as estratégias de prevenção do burnout referidas por alguns autores, nomeadamente, envolvimento em actividades extra-laborais que promovam o bem-estar, redução do número de consultas/estabelecimento de prioridades, férias/horários flexíveis/remuneração compatível com o esforço realizado, bom suporte afectivo fora do trabalho e organização de consultas...