Página 1 dos resultados de 195 itens digitais encontrados em 0.033 segundos

O compromisso social dos psicólogos brasileiros evidenciado nas publicações da revista Psicologia: Ciência e Profissão

Lopes, Andréia de Araripe
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.02%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; O objetivo desse estudo foi investigar o compromisso social dos psicólogos brasileiros evidenciado nas publicações da revista Psicologia: Ciência e Profissão, uma publicação do Conselho Federal de Psicologia. Buscou-se verificar quais as direções que assume o compromisso social dos psicólogos brasileiros, uma vez que consideramos que esse compromisso social não é único, mas ocorre num processo complexo de ambigüidades e contradições. Tratou-se de uma pesquisa documental cuja análise foi empreendida via articulação do conceito de compromisso social com aspectos da história da Psicologia. Foram lidos todos os artigos (429) para seleção daqueles que discutiam a prática profissional do psicólogo (120) e finalmente desses foram selecionados aleatoriamente 26 textos para a realização da análise, que foi feita com a técnica de análise de conteúdo. Concluímos que o compromisso social do psicólogo brasileiro caracteriza-se pelo movimento de discordância e contradição, convivendo simultaneamente, no interior de um mesmo trabalho, teorias ou práticas psi direcionadas ao mesmo tempo para a transformação da sociedade em direção a uma ética universal voltada para emancipação e para a manutenção da ideologia dominante reprodutora da dialética exclusão/inclusão social. Foi possível também constatar que houve uma mudança na concepção que os psicólogos fazem dos sujeitos e...

Qualidade de vida, suporte social e satisfação sexual em mulheres com incontinência urinária

Raimundo, Alexandra Chaves Ribeiro Assis
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
46.06%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde; O presente estudo foi concebido com o objectivo de, junto da população feminina com Incontinência Urinária, averiguar quais as relações entre níveis de Qualidade de Vida, Suporte Social, Satisfação Sexual e Grau de Incómodo com a IU, bem como identificar Variáveis de Doença e Variáveis Demográficas que possam influenciar estas relações, e de que forma. Trata-se, portanto de um estudo de carácter exploratório e correlacionai. Pareceu-nos pertinente apresentar uma introdução acerca de cada um dos temas em estudo (Qualidade de Vida, Suporte Social, Satisfação Sexual e Incontinência Urinária) tentando abordá-los quer individualmente, quer na sua vertente de relação uns com os outros, sempre que possível. A amostra é composta por participantes do sexo feminino que sofrem de Incontinência Urinária, e cuja média de idades é de 60,15 anos, às quais foi solicitado o preenchimento de um protocolo constituído por um "Questionário Demográfico", uma escala de Qualidade de Vida (SF-8), uma escala de Suporte Social (ESSS), uma escala de Satisfação Sexual (SEAR Questionnaire) e uma escala específica para a Incontinência Urinária (Grau de Incómodo com a Incontinência Urinária - UDI-6). Registaram-se bons níveis de correlação entre a Qualidade de Vida e todas as outras Variáveis Principais...

Psicologia Social: uma especialidade da psicologia?

van Stralen,Cornelis Johannes
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116%
Este artigo questiona a decisão do Conselho Federal de Psicologia de reconhecer a Psicologia Social como especialidade da Psicologia. Esta decisão foi uma resposta a reivindicações de psicólogos que, atuando no campo das políticas públicas, têm procurado uma identidade profissional própria. Ignora, porém, que a Psicologia Social constitui uma disciplina científica específica no campo das ciências sociais, à medida que articula níveis de explicação psicológicos e sociológicos. Argumento que a decisão se tornou possível, de um lado, pela dificuldade de a Psicologia Social construir um campo profissional próprio e, de outro lado, pela posição ambígua que a Associação Brasileira de Psicologia Social tomou diante deste assunto. Concluo que o reconhecimento da Psicologia Social como especialidade da Psicologia poderá fortalecer a tendência de a Psicologia Social se tornar apenas uma disciplina básica no currículo da psicologia, em vez de uma disciplina autônoma que contribua para a compreensão de fenômenos coletivos.

Catador de material reciclável: uma profissão para além da sobrevivência?

Medeiros,Luiza Ferreira Rezende de; Macêdo,Kátia Barbosa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
55.72%
O artigo apresenta resultados de uma pesquisa que objetivou investigar as relações de trabalho entre catadores de materiais recicláveis e organizações de reciclagem dos materiais coletados. Os catadores atuam no município de Goiânia. A reciclagem de lixo urbano figura como atividade emergente após movimentos ambientalistas e de preservação ambiental. Embora gere vantagens ambientais indiscutíveis, sobressaem os aspectos econômicos. A catação de materiais recicláveis constitui, para muitos trabalhadores, única forma de garantir sobrevivência e possibilidade de inclusão num mercado de trabalho excludente. Essa pesquisa investigou como os catadores percebem suas relações de trabalho, as condições em que desempenham suas funções e as práticas do trabalho em cooperativas de reciclagem. Utilizou-se entrevistas com 10 catadores, que foram tratadas pela análise de conteúdo. Os dados revelaram relações de trabalho precárias e informais entre catadores e organizações de reciclagem. Os trabalhadores são expostos à periculosidade, vítimas de preconceitos e estigmas e excluídos de alguns ambientes sociais.

A Bela Adormecida: estudo com profissionais do sexo que atendem à classe média alta e alta na cidade de Goiânia

Lopes,Concimar da Silva; Rabelo,Ionara Vieira Moura; Pimenta,Rosely Pereira Barbosa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
55.79%
Esse estudo propõe-se a fazer uma pesquisa exploratória entre profissionais do sexo que atendem à classe média alta e alta na cidade de Goiânia. Tal proposta justifica-se por Goiânia ter sido apontada como rota do tráfico internacional de mulheres e objetiva investigar quais são as percepções que a profissional do sexo de classe média tem a respeito de si, do seu corpo e de sua profissão. Tenta compreender como estas profissionais relacionam-se com a sua própria sexualidade e suas percepções sobre o tráfico de mulheres. Foram visitadas casas de shows da cidade e entrevistadas quatro profissionais do sexo. As entrevistadas em seus discursos tentam sustentar a posição de mercadoria, sem que isto resulte em maiores conflitos internos. As profissionais do sexo entrevistadas fazem uma cisão entre as identidades de mulher e de prostituta e idealizam situações de tráfico e exploração sexual.

A profissão de músico conforme apresentada em jornais paraibanos

Souza,Sandra; Borges,Livia de Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
55.89%
O artigo relata estudo sobre a profissão dos músicos na Paraíba, realizado por meio da aplicação da análise de conteúdo de dois jornais diários do Estado. A referida análise foi desenvolvida com uma amostra de números referentes aos anos de 2001 e 2003. Identificaram-se quatro categorias (papel social da música; incentivo à música; profissão e organização político-associativas). Tal estudo empírico resultou na identificação de aspectos centrais e importantes na construção da identidade profissional, como: o profissionalismo versus amadorismo; o mito da fama versus o anonimato; desvalorização da chamada prata da casa versus valorização do estrangeiro, etc. Embora não esgotem o tema, situam o lugar que a profissão ocupa na sociedade e pode se constituir em fonte para a elaboração de novas questões e hipóteses para os pesquisadores que se interessarem pela temática.

O sentido da psicologia e a formação do psicólogo: um estudo de caso

Ferrarini,Norma da Luz; Camargo,Denise de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.84%
Utilizando o referencial da Psicologia Histórico-Cultural, investigam-se os sentidos da psicologia para estudantes da UFPR participantes de três grupos focais sobre definição, objetos e objetivos da psicologia. As falas analisadas pelo método da Análise Crítica do Discurso de Fairclough apontam para a pluralidade teórico-metodológica, existindo várias psicologias independentes entre si, como se as teorias não pertencessem ao mesmo campo de conhecimento, faltando uma identidade, dificultando definir seus objetos e objetivos. O questionamento excessivo revela uma constante dúvida sobre o lugar do profissional e da profissão, parecendo a psicologia como um lugar de incertezas. Sentem necessidade de posturas teóricas e metodológicas mais consistentes e maior aproximação entre teoria e prática. Expressam sentimentos de incerteza, de incapacidade, de fragilidade e de insegurança por não saber o que fazer, ou onde encontrar respostas. A multiplicidade e diversidade da psicologia reafirmam sua complexidade e advertem para a necessidade do professor/pesquisador dialogar com outros referenciais.

A cultura psicológica no mercado de bensde saúde mental contemporâneo

Benelli,Sílvio José
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
55.82%
Estudou-se a hipótese da cultura psicológica proposta por Castel em 1987, buscando compreender as atuais transformações no campo social e suas incidências nas áreas da saúde mental (psiquiatria, psicanálise, psicologia). O surgimento de um novo arquipélago psicológico voltado para o desenvolvimento e o aprimoramento do potencial humano visaria a uma programação infinita do ser humano na transição da sociedade disciplinar para uma sociedade de controle. Nesse panorama, a psicologia como profissão estaria superando o tratamento e a prevenção, dirigindo-se para a criação de uma sociabilidade relacional; a filosofia clínica poderia ser considerada uma modalidade terapêutica para pessoas normais, e o eneagrama e a programação neurolinguística seriam sistemas psicoterapêuticos que buscam levar o ser humano a um autodesenvolvimento global. Decifrou-se sua função estratégica quando foram situados no contexto mais amplo da atual forma de gestão dos riscos na administração de populações problemáticas.

A Psicologia a caminho do novo século: identidade profissional e compromisso social

Bock,Ana Mercês Bahia
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
46.05%
O tema "A Psicologia a caminho do novo século: identidade profissional e compromisso social" foi desenvolvido aqui a partir de três aspectos: um pequeno resgate histórico sobre o vínculo da Psicologia com a sociedade brasileira, buscando caracterizar sua relação com esta sociedade; em seguida, desenvolver a perspectiva da profissão comprometida com a realidade social, apresentando alguns critérios para se julgar o compromisso social de práticas e saberes da Psicologia, além da defesa de que a Psicologia, como saber e fazer, se desenvolva sempre vinculada à sociedade que a acolhe; e para finalizar, trazer a questão da identidade profissional do psicólogo, partindo do princípio de que identidade deve ser sempre vista como metamorfose e como movimento permanente de transformação. O texto pretende ser uma defesa de uma identidade para os psicólogos que seja movimento e transformação, porque é reflexo do vínculo que a Psicologia deve manter com a sociedade, que está sempre em movimento, vínculo este de compromisso com as necessidades e demandas da maioria da população brasileira.

A revista Psicologia: Ciência e Profissão: um registro da história recente da Psicologia brasileira

Campos,Regina Helena de Freitas; Bernardes,Lúcia Helena Garcia
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
76.14%
A trajetória da Revista Psicologia: Ciência e Profissão, do Conselho Federal de Psicologia, é analisada, no contexto das comemorações de seus 25 anos, evidenciando o processo de transformação que a levou a ser avaliada como periódico de nível A pela CAPES, em 2000, acompanhando as transformações teóricas e práticas da Psicologia no Brasil, atingindo, assim, a excelência em seu campo de atuação. Seu percurso é analisado a partir de dados das seguintes partes da revista: capa, contra-capa, editorial, ficha técnica, sumário, seções e temas dos artigos, utilizando como fontes todos os números publicados entre 1979 e 2004 (56 exemplares). Psicologia: Ciência e Profissão revela-nos os psicólogos como profissionais que escutam a sociedade onde vivem, produtores de práticas que têm, cada vez mais, referência nesta sociedade. Nesses 25 anos, a revista registrou a produção de uma nova identidade para a Psicologia brasileira, construída a partir tanto do diálogo com os diversos campos de atuação quanto da produção de outros olhares sobre esses diversos campos, mostrando como a profissão se deslocou de uma posição mais elitista para uma outra comprometida com a ampliação dos espaços de atuação do psicólogo junto a camadas desprivilegiadas da população brasileira...

A regulamentação da profissão Psicologia: documentos que explicitam o processo histórico

Silva Baptista,Marisa Todescan Dias da
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
O artigo em questão é uma versão histórica que reconstitui e analisa o processo de regulamentação da profissão de psicólogo, e abrange o período que tem início no final da década de 40, quando os profissionais brasileiros começaram a se manifestar sobre a questão e quando foram organizados os primeiros cursos de especialização, e se encerra na década de 70, quando os principais atos regulatórios já haviam sido aprovados e os conselhos de classe instalados. São utilizados como fontes documentos produzidos sobre a regulamentação, literatura e notícias que fazem referência a esses documentos, ao processo de produção e de avaliação crítica dos mesmos, aos movimentos e aos profissionais que os produziram, apoiaram e rejeitaram, e também os depoimentos de três profissionais que participaram ativamente do processo. O artigo aponta os grupos inseridos no contexto social brasileiro e no contexto histórico da Psicologia que foram responsáveis por produções ou movimentos relacionados às propostas de formação e de regulamentação, assim como os que criticaram e se opuseram às mesmas.

50 anos de Psicologia no Brasil: a construção social de uma profissão

Furtado,Odair
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
As profissões imperiais, assim Edmundo Campos Coelho, um sociólogo das profissões, designa as profissões (engenheiro, médico e advogado) que se constituíram e foram as primeiras a ganhar regulamentação a partir de 1822, primórdios da fase imperial brasileira e momento que marca o início da institucionalização e do regramento da vida dos brasileiros depois da ruptura com a metrópole colonial. Interessa-nos essa análise na medida em que nos ajuda a compreender como a Psicologia constituiu a sua própria institucionalização e como ela encontra espaço social para avançar como profissão considerada necessária e importante para os diversos campos em que atua. Nenhuma profissão sobrevive se não é considerada socialmente relevante e demandada pela população. Desse ponto de vista, qual a importância social da Psicologia e qual seu futuro imediato no Brasil, considerando que estamos ultrapassando a barreira dos 200 mil psicólogos com registro no sistema Conselhos de Psicologia (aptos a atuarem profissionalmente)? Isso significa que atingimos o padrão de cobertura considerado adequado pela Organização Mundial de Saúde para a nossa população. Temos psicólogos suficientes para garantir o atendimento psicológico em todos os segmentos da saúde...

Psicologia e educação inclusiva no Brasil na perspectiva do periódico Psicologia: Ciência e Profissão

Lourenço,Érika; Miranda,Ciléia Saori Hamada de; Póvoa,Jordana Mendes
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.95%
A presente pesquisa tem como objetivo investigar as relações entre a Psicologia e a educação inclusiva no Brasil a partir do periódico Psicologia: Ciência e Profissão. Desde sua criação, em 1979, esse periódico foi apresentado como uma publicação científica e profissional que visava a representar o pensamento nacional em Psicologia. Com isso, pode-se considerar que também expressa de maneira representativa as concepções teóricas e as práticas dos profissionais da área ao longo do tempo. Para a seleção dos artigos referentes à área de interesse da pesquisa, foram considerados título, resumo e palavras-chave dos artigos publicados em todos os números do periódico. Os artigos selecionados foram analisados segundo as seguintes categorias: autoria, tipo de artigo, referencial adotado e tendências temáticas. Os resultados revelaram que os artigos se dividem quase igualmente entre teóricos e práticos, que seus autores são em maioria afiliados a instituições públicas e que a Psicologia social é o principal referencial adotado. Concluise que, embora seja pequeno, o número de artigos sobre as relações entre Psicologia e educação inclusiva ao longo da história do periódico, esse número vem se tornando mais expressivo nos últimos anos...

Gênero: sentidos construídos por estudantes de Psicologia acerca da profissão de Psicólogo/a

Figuerêdo, Raiza Barros de; Cruz, Fatima Maria Leite (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Essa dissertação visou compreender os sentidos das construções de gênero na profissão de psicologia. Na sociedade brasileira, determinadas profissões foram construídas culturalmente ligadas ao cuidado, vinculado às mulheres, as quais na psicologia são presença majoritária. Exemplos dessas profissões são a enfermagem, serviço social, magistério/educação, incluindo-se, também, a psicologia. Nesse contexto, é comum em alguns estudos pesquisados, a referência à psicologia como profissão “feminina”. Interrogamos o que está se está chamando de “feminino” nessas pesquisas? Trabalhamos com os referenciais das teorias feministas/teorias de gênero, história da psicologia e formação do(a) psicólogo(a), sociologia das profissões e teoria das representações sociais. Os instrumentos utilizados para a construção dos dados foram a roda de conversa e um questionário. Foram realizadas três rodas de conversa, nas quais estiveram presentes dezoito participantes, estudantes do primeiro e do penúltimo ano do curso de psicologia da UFPE. Para realizar a análise dos dados, utilizamos a análise de enunciação, que consiste em uma das técnicas de análise de conteúdo. Os resultados apontaram um questionamento com relação à ideia de profissão “feminina”...

Compromisso social do psicólogo em artigos publicados em periódicos científicos no Brasil

Amorim, Keyla Mafalda de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.16%
Psychologist s social commitment in scientific articles published in scientific papers in Brazil. A situation analysis of the scientific production concerning psychologist s social commitment can aid the historical constitution of this theme and also subsidize reflections about the course of this profession in Brazil. In order to contribute to this debate, the theme social commitment of psychologist was analyzed in the scientific literature concerning psychologist profession in the country. Specifically, papers about the profession that mentioned the theme social commitment were characterized and their approach of this matter was analyzed. In order to accomplish these goals, two research stages were fulfilled: first, in a systematic search for scientific literature in internet databases, studies about the psychologist profession in the country were gathered; in the second stage, scientific papers relating to social commitment in their titles, abstracts or keywords were selected. 61 papers were retrieved, organized in electronic database and full-text analyzed, based in two axis: scientometric and thematic. The papers were identified, in general, as recent, of theoretic character and aligned with several Psychology subareas; mainly produced in public universities...

Psicologia e pobreza no Brasil: limites e perspectivas da produção de conhecimento e atuação do psicólogo

Dantas, Cândida Maria Bezerra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
Poverty is a main theme in Brazil: according to official data, poverty reachs 70 million Brazilian people, and, between them, 20 million are unable to provide their basic needs. Psychology, as a welfare profession, and given its historical concerns with social actions, could not be away from this theme. Based on this, we ask: Which answers Psychology can provide, toward both the production of knowledge and the practice about social reality? The purpose of this paper is to investigate the psychological scientific production on poverty and the propositions, limits and impacts of psychological actions. We carried out a three stages documental based study analyzing Brazilian psychological literature: (1) online databases survey (312 papers identified); (2) 109 scientific abstracts accessed and coded; (3) selected 47 scientific papers read and analyzed. Results are presented in three sections: general description of the selected scientific production; characterization of the role of poverty in psychological literature; and themes presented at the papers. The academic production about the main theme (poverty) is dispersed, heterogeneous, and related to other fields of knowledge. Poverty is presented at these studies in many ways, such as: a criterium for sample design and the assessment of its psychological impacts; reports on professional experience with poor population; descriptions of this population group; relationship between poverty and others social themes; developmental and learning problems of poor children. In general...

Políticas da psicologia de São Paulo : as entidades de classe durante o período do regime militar à redemocratização do país; Politics of psychology of São Paulo : the class entities during the period of military government to the redemocratization of the country

Hur, Domenico Uhng
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.07%
Em 1962 a Psicologia foi regulamentada como profissão pela Lei 4119, porém só em 1971 deferiu-se a Lei 5766 que criou os Conselhos Regionais e Federal de Psicologia (sendo que os regionais só foram instalados em 1974). Em 20/08/1973 o Ministro do Trabalho deu a carta sindical à Associação Profissional dos Psicólogos de São Paulo para transformar-se em Sindicato dos Psicólogos. Portanto, compreendemos que há longa história subjacente à constituição da Psicologia como profissão regulamentada no país, porém na pesquisa bibliográfica realizada, encontramos pouco registro que se refere à construção da Psicologia a partir de suas entidades. Dessa forma, visamos fazer uma reflexão sobre as práticas das entidades de classe da Psicologia de São Paulo durante o período da ditadura militar à redemocratização do país (1969-1986) por meio de pesquisa documental e depoimentos de ex-participantes. Constatamos diferenças nas práticas das entidades no período da ditadura militar (anos 60/70) e o da abertura política (a partir de 1979), quando grupos da "esquerda" assumiram as entidades. Notamos que as práticas eram reflexos da conjuntura política do país mediada pela concepção da função social da Psicologia onde...

A política como profissão

Favretto, Raquel
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 149 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.05%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2015.; O trabalho se constitui como fenômeno central no processo de viver dos indivíduos, possuindo contornos peculiares à conjuntura contemporânea, caracterizada por muitas mudanças em todo o tecido social e produtivo, inclusive no que concerne à produção das identidades. Nesse contexto, torna-se relevante compreender aspectos psicológicos envolvidos nas escolhas de carreira e na construção das trajetórias profissionais, já que estes são elementos determinantes no processo de constituição identitária dos sujeitos. Tomando por base essas questões e esse contexto, a investigação que originou esta dissertação teve como objetivo caracterizar a trajetória profissional de políticos que exercem mandatos no poder legislativo. O estudo foi desenvolvido por meio de abordagem qualitativa, do tipo multicasos, e os dados foram levantados por meio de uma entrevista semiestruturada junto a oito deputados estaduais que compõem a Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina, sendo quatro do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e quatro do Partido dos Trabalhadores (PT). Os participantes tinham idades situadas entre 42 e 72 anos...

O trabalho das (os) psicólogas (os) no SUAS: materializando a assistência social enquanto política social pública

Motta, Roberta Fin
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.08%
A presente Tese aborda a inserção da Psicologia nas Políticas Sociais Públicas, particularmente a Assistência Social, mais especificamente, o processo de construção dos processos de trabalho que repercutem diretamente no cotidiano das (os) psicólogas (os) que atuam no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e, especialmente, nos Centros de Referência da Assistência Social (CRASs), vinculados à Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC), da cidade de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Esta Tese está organizada em três seções. A primeira seção consiste num estudo sobre a produção acadêmica publicada da Psicologia na Assistência Social brasileira, com especial ênfase na sua relação com os CRASs. Tal desenho possibilita a análise da evolução histórica da preocupação das (os) pesquisadoras (es) a respeito deste tema, assim como a observação de algumas das características fundamentais desta produção. Para tanto, foi realizado um estudo inspirado em uma proposta de revisão narrativa com consulta às bases de dados eletrônicas. Na segunda seção procura-se caracterizar e discutir o trabalho da (o) psicóloga (o) no âmbito do SUAS, especificamente das (os) trabalhadoras (es) que atuam nos CRASs.Tal estudo parte da premissa de que a (o) profissional da Psicologia é uma (um) trabalhadora (or) da Assistência Social...

Psicologia Social e Saúde: trabalhando com a complexidade

Spink, Mary Jane P.
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
55.83%
Esse artigo reflete uma posição pessoal baseada em longa trajetória de pesquisa e intervenção no contexto brasileiro. O argumento desenvolvido é que as experiências no campo da saúde são complexas e que as práticas profissionais devem ser fundamentadas tanto no saber técnico quanto na formação ampliada. A complexidade aqui referida não trata meramente de pontos de vista diferentes: das pessoas saudáveis, pacientes, médicos, profissionais de saúde, gestores e, é claro, da ciência. Trata-se da concomitância de múltiplas versões, de realidades fractais que são performadas de diferentes formas pelos muitos actantes sociais e materiais que estão presentes nessa rede heterogênea. O argumento do texto está estruturado em duas partes. A primeira meramente reposiciona multiplicidade na perspectiva da Psicologia como uma profissão da Saúde. A segunda propõe que a ação em contextos complexos exige ampla base de informação fundada mais em erudição do que em saberes técnicos: é a familiaridade com questões que são culturalmente, historicamente e direta ou indiretamente relacionadas com a organização cotidiana da atenção em saúde que irá ancorar práticas cotidianas políticas e éticas.; This paper is a position statement based on a long trajectory of research and intervention in the Brazilian context. The argument put forward is that health experiences are complex...