Página 1 dos resultados de 214 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Psicologia social e processo grupal: a coerência entre fazer, pensar sentir em Sívia Lane

Martins, Sueli Terezinha Ferreira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 76-80
POR
Relevância na Pesquisa
66.12%
O presente artigo trata da concepção histórica e dialética de processo grupal proposta por Sílvia Lane, que utiliza como base para suas reflexões os pressupostos de materialismo dialético quando considera os aspectos pessoais, as características grupais, a vivência subjetiva e a realidade objetiva e o caráter histórico do grupo. O que pretendemos enfatizar neste artigo é a produção sobre grupo presente em sua obra que foi se construindo no decorrer das décadas de 1980 e 1990, sintetizada no texto O processo grupal. Neste sentido, busca-se trazer as contribuições presentes no conjunto de sua obra, sistematizadas em artigos, coletâneas e livros, em que Sílvia Lane discute a articulação de algumas categorias fundamentais para a análise do processo grupal e suas implicações teóricas, metodológicas e prático-políticas.; The present article discusses historic and dialectical conceptions of group process by Sílvia Lane, that uses like base for her reflections the presuppositions of dialectical materialism, when the author considers the personal aspects, the group characteristics, the subjective existence and objective reality and the historical character of the group. This article intends to emphasize the production written by Sílvia Lane about group between 1980 and 1990 summaried in the text The group process. In this direction...

A elaboração da psicologia sócio histórica cultural : As cartas vigotskianas

Martins, João Batista; Alves, Nara Akemi H. P.
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.35%
O artigo tem como objetivo analisar as cartas de Lev Semenovich Vigotski, escritas no período de 1926 à 1934 e publicadas no Journal of Russian and East European Psychology. Esta é uma oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre a realidade em que Vigotski viveu, e acessarmos seu itinerário intelectual, identificando os círculos de suas relações, suas preocupações acadêmicas e suas reflexões teóricas acerca da construção da teoria sócio histórica cultural. Tal tarefa ocorreu em dois momentos, primeiramente, na tradução e sistematização das cartas e, posteriormente, na análise dessas, embasada no referencial teórico de estudiosos da teoria vigotskiana. Após breve introdução do momento histórico da psicologia soviética, traçamos três perspectivas que nos auxiliaram a analisar as cartas: (1) a situação de sua saúde e os impedimentos para realizar seu trabalho; (2) uma reflexão crítica sobre a psicologia, com vistas a criar as condições para a emergência de uma nova psicologia; (3) a consolidação do grupo de trabalho, afastamentos e rupturas, em torno de questões relativas a psicologia e seus desdobramentos teóricos e metodológicos. Enfatizamos a maneira humanista com que Vigotski vivenciou esses momentos.; ABSTRACT: The article is intended to analyze the letters of Lev Semenovich Vygotsky...

A elaboração da psicologia sócio histórica cultural: As cartas vigotskianas

Martins, João Batista; Departamento de Psicologia Social e Institucional, Universidade Estadual de Londrina; Alves, Nara Akemi H. P.; Departamento de Psicologia Social e Institucional, Universidade Estadual de Londrina
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
O artigo tem como objetivo analisar as cartas de Lev Semenovich Vigotski, escritas no período de 1926 à 1934 e publicadas no Journal of Russian and East European Psychology. Esta é uma oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre a realidade em que Vigotski viveu, e acessarmos seu itinerário intelectual, identificando os círculos de suas relações, suas preocupações acadêmicas e suas reflexões teóricas acerca da construção da teoria sócio histórica cultural. Tal tarefa ocorreu em dois momentos, primeiramente, na tradução e sistematização das cartas e, posteriormente, na análise dessas, embasada no referencial teórico de estudiosos da teoria vigotskiana. Após breve introdução do momento histórico da psicologia soviética, traçamos três perspectivas que nos auxiliaram a analisar as cartas: (1) a situação de sua saúde e os impedimentos para realizar seu trabalho; (2) uma reflexão crítica sobre a psicologia, com vistas a criar as condições para a emergência de uma nova psicologia; (3) a consolidação do grupo de trabalho, afastamentos e rupturas, em torno de questões relativas a psicologia e seus desdobramentos teóricos e metodológicos. Enfatizamos a maneira humanista com que Vigotski vivenciou esses momentos.

A perspectiva sócio-histórica de Leontiev e a crítica à naturalização da formação do ser humano: a adolescência em questão

Bock,Ana Mercês Bahia
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.12%
A contribuição teórica de Leontiev convida-nos a superarmos a concepção naturalizante do ser humano no campo da psicologia. Esse avanço se torna possível se compreendermos o psiquismo humano como algo que se desenvolve por meio do processo de inserção do indivíduo na cultura e nas relações sociais. Este artigo se constitui numa análise crítica de publicações psicológicas sobre adolescência destinadas a pais e professores. Trabalhos que em psicologia focalizam o tema da adolescência tendem a ser especialmente caracterizados pela adoção da abordagem naturalizante. As conseqüências sociais dessa perspectiva são tomadas como critério para a exigência da crítica à própria perspectiva.

Sílvia Lane e o projeto do "Compromisso Social da Psicologia"

Bock,Ana Mercês Bahia; Ferreira,Marcos Ribeiro; Gonçalves,Maria da Graça M.; Furtado,Odair
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
76.23%
Este artigo apresenta os principais aspectos da trajetória da Profa. Sílvia Tatiana Maurer Lane, desde a construção de uma Psicologia Social crítica até a formulação de um projeto de compromisso social da Psicologia. A Profa. Sílvia Lane foi pioneira nas formulações teóricas que colocaram a Psicologia Social brasileira em questão, ressaltando a necessidade de se explicitar seu vínculo com interesses dominantes e de se redirecionar sua produção no sentido de contribuir para a transformação social. Nessa trajetória aliou teoria e prática, contribuindo para a revisão de conceitos e métodos e para a organização da área. Trabalhou incansavelmente e em várias frentes para produzir uma Psicologia Social que reconhecesse o caráter histórico dos fenômenos sociais e humanos e a pessoa como sujeito ativo e histórico. Inicialmente o artigo relata sua presença marcante, dentro dessa perspectiva, na história da Psicologia Social brasileira e latino-americana. A seguir, são apontadas as principais características de sua produção teórica na elaboração de uma Psicologia Social sócio-histórica. Por fim, discute-se seu importante papel na afirmação de uma psicologia comprometida com as realidades brasileira e latino-americana; conhecedora dessa realidade...

O inconsciente sócio-histórico: notas sobre uma abordagem dialética da relação consciente-inconsciente

Santos,Lívia Gomes dos; Leão,Inara Barbosa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.36%
O inconsciente, tal como é tratado pela psicologia sócio-histórica, não é uma instância absoluta e dominante da consciência. Pelo contrário, ambos mantêm-se em uma relação dialética, um garantindo e possibilitando a existência do outro polo. Partindo desse entendimento, buscamos explicar ao longo deste artigo a forma como se dá essa relação. Como esta relação entre inconsciente e consciente se diferencia da forma como é usualmente tratada pela psicologia, também nos preocupamos em esclarecer o que é o inconsciente para essa abordagem e, dada a condição epistêmica comum entre as análises acerca das condições sociais e a ontogenia na teoria marxista e a teoria sócio-histórica, também nos detivemos na diferenciação entre a alienação e o inconsciente. Por fim, apontamos a necessidade de aprofundar o estudo do inconsciente na perspectiva da psicologia sócio-histórica. Por fim, apontamos a necessidade de aprofundar o estudo do inconsciente dentro desta perspectiva teórica.

O inconsciente sócio-histórico: aproximações de um conceito

Santos,Lívia Gomes dos; Leão,Inara Barbosa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.2%
Um dos eixos centrais da Psicologia Sócio-histórica é o conceito de consciência. Entretanto, o psiquismo não pode ser igualado à consciência. Partindo dos pressupostos de Vigotsky, bem como de colaboradores e estudiosos de sua obra, analisamos como o inconsciente aparece dentro dessa vertente teórica e encontramos uma construção fundamentalmente diferente daquela usualmente presente na Psicologia. Percebemos o Inconsciente como uma construção cultural, resultado da organização da sociedade e, simultaneamente, social e individual. Ele só pode ser tomado como em constante relação com a consciência e caracteriza-se pela ausência de sentido e significado. É potencialmente consciente, o que se dá por meio da catarse; e assim como a consciência ele se manifesta nas ações dos indivíduos, caracterizando um comportamento desorientado, fragmentado, desconexo e de alguma forma limitante.

Um estudo psicossocial dos significados e sentidos expressos nas músicas de MV Bill

Hinkel,Jaison; Prim,Lorena de Fátima
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.12%
Este artigo tem por propósito estudar os significados e sentidos expressos nas letras das músicas de MV Bill, um dos ícones do rap nacional, com o intuito de possibilitar a compreensão da sua tendência afetivo-volitiva. Com base na Psicologia Sócio-Histórica, a pesquisa se caracteriza como um estudo de caso e utiliza como método a análise de conteúdo de quatro músicas: "Soldado do Morro", "Só Deus pode me julgar", "EMIVI" e "Atitude Errada". Os significados e sentidos das canções estudadas denunciam as dimensões objetiva, ética e subjetiva da dialética exclusão/inclusão social, bem como a proposta de enfrentamento desta condição. Assim, podem-se considerar tais músicas como indicadores de uma práxis ético-política que propõe ações coletivas com o objetivo de superar a situação de padecimento humano e utiliza a arte como expressão afetiva de potência de vida e criação, em prol da cidadania.

A perspectiva estética e expressiva na escola: articulando conceitos da psicologia sócio-histórica

Camargo,Denise de; Bulgacov,Yara Lúcia Mazziotti
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.25%
Este artigo apresenta uma reflexão sobre as contribuições do campo das artes para a educação. Parte-se da constatação de que em nosso cotidiano as relações entre as pessoas são cada vez mais orientadas por razões econômicas e instrumentais. Compreende-se a escola como invadida por esta lógica e assim perde-se um espaço fundamental de interrogação, o qual é necessário para nos descobrirmos como seres autônomos, singulares e em movimento. Entende-se que a estética pode vir a ser um instrumento para a educação dos aspectos sensíveis, levando-nos a descobrir formas até então inusitadas de perceber o mundo. Dimensões das atividades artísticas - estética e expressiva - são conceituadas e passa-se, em seguida, a defender, a partir dos pressupostos da psicologia sócio-histórica, que essas dimensões contribuem para a expressão e organização da emoção e da imaginação. Finalmente, o artigo discute a proposta de oficinas, espaços de ação e reflexão, um fazer próximo à arte.

Atividade docente: transformações do professor na perspectiva da psicologia sócio-histórica

Davis,Claudia; Aguiar,Wanda Maria Junqueira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.25%
Este artigo, com base em pressupostos teóricos e metodológicos da Psicologia sócio-histórica e da ergonomia francesa atual, busca elucidar como subsidiar propostas de formação de professores que superem a dicotomia saber-ação para aprimorar a qualidade da escolarização oferecida. Explicita as principais categorias e conceitos empregados, bem como descreve os procedimentos utilizados por uma professora das séries iniciais do Ensino Fundamental em uma instituição pública da cidade de São Paulo. Finalmente, sintetiza os resultados e aponta, a partir destes, aspectos que poderão ser considerados nos processos de formação docente.

Para uma caracterização da Psicologia social brasileira

Almeida,Leonardo Pinto de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.32%
O presente artigo tem como objetivo construir um esboço panorâmico da história da psicologia social brasileira. Inicialmente, partimos da intuição de Farr sobre a diferença conceitual entre psicologias sociais sociológicas e psicológicas para com isso estabelecer pontos de comparações entre as diversas perspectivas em Psicologia social. Analisamos diversos grupos teóricos para tentar construir um modo de compreensão sobre as implicações políticas, metodológicas e práticas de suas respectivas posições. Em nosso horizonte de reflexão, tomamos as psicologias sociais associadas ao behaviorismo, à Psicologia comparativa e ao cognitivismo, em solo norte-americano. Traçamos as influências da Psicologia cognitivista em solo brasileiro, mostrando que estava ligada à busca de variáveis dotadas de estabilidade, ao postulado da neutralidade do investigador e às noções de adaptabilidade e produtividade. Após a crise dessa perspectiva, observamos a influência da teoria das representações sociais e da teoria crítica em relação à Psicologia socio- histórica. Esta fundamenta uma ideia de homem associada ao materialismo dialético, à historicidade e à transformação social. Além da perspectiva socio-histórica...

A Psicoterapia Socio-Histórica

Lima,Paula Márcia de; Carvalho,Carolina Freire de Carvalho de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.18%
Este trabalho teve como objetivo desvelar a possibilidade da aplicação da abordagem sociohistórica à psicoterapia, e foi realizado através de um ensaio teórico a partir de uma pesquisa bibliográfica e da análise de publicações de estudiosos da teoria socio-histórica, que compreende o homem a partir da teoria marxista de que o homem constrói e é construído nas relações sociais. A análise fenomenológica corroborou a dinâmica da internalização dos conceitos pela pesquisadora, possibilitando a expressão do que foi entendido ao longo de todo o trabalho através das diferentes categorias em diferentes momentos: imersão, que é o momento da leitura, discriminação e atribuição de sentidos, referente ao momento de organização do material de forma subjetiva e singular, e, finalmente, a síntese, que busca a compreensão geral obtida através das etapas anteriores. Assim, a possibilidade de uma psicoterapia socio-histórica foi identificada na literatura estudada e analisada pela pesquisadora.

Sobre discursos e práticas : a reabilitação psicossocial pelo olhar dos técnicos de referência de um CAPS da região metropolitana de Recife

Lorena Guedes dos Santos, Gláucia; de Araújo Menezes-Santos, Jaileila (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.13%
A presente pesquisa teve como objetivo geral investigar o processo de reabilitação psicossocial considerando o discurso e a prática de técnicos de referência de um serviço substitutivo aos hospitais psiquiátricos, no caso um Centro de Atenção Psicossocial CAPS, da Região Metropolitana de Recife. Utilizamos o referencial teórico da Psicologia Sócio-Histórica segundo a qual uma compreensão mais aprofundada dos fenômenos, no caso o processo de reabilitação psicossocial em saúde mental, necessita do entendimento das mudanças históricas que lhe deram origem e o circunscreve atualmente. Assim, empreendemos uma revisão histórica das mudanças de atendimento à loucura, desde o surgimento dos primeiros manicômios até a criação dos hospitais psiquiátricos para o atendimento do doente mental (Séc. XVIII). Os primeiros movimentos de denúncia das péssimas condições existentes em tais locais possibilitou a elaboração de novas propostas de atendimento em saúde mental, como as da Reforma Psiquiátrica Italiana, conduzida por Franco Basaglia e que teve grande influência no Brasil. Em nosso país, as denúncias de maus tratos contra internos em hospitais psiquiátricos, no final dos anos 1970, resultou na aprovação da Lei 10.216...

O processo criativo de crianças iniciantes em atividades de musicalização: uma perspectiva sócio-histórica

Melo, Airma Farias de Araújo; Ferreira, Sandra Patrícia Ataíde (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
76.08%
A música, como forma de linguagem, é uma característica humana que está presente na vida do ser humano e, por isso, influencia no desenvolvimento cognitivo, social, emocional e afetivo de muitos que com ela entram se relacionam. Ao entrarem em contato com o mundo sonoro, as crianças reconhecem diversos sons e são capazes de reproduzi-los e reinventá-los. Isso é possível porque o ser humano é capaz de imaginar, criar, dar novos sentidos às suas experiências. Segundo a perspectiva sócio-histórica de Vygotsky, assumida neste trabalho, toda atividade humana geradora de algo novo é um ato criativo e a imaginação criadora é um processo que transforma culturalmente a realidade. Como a imaginação criadora está presente na vida do ser humano desde cedo e ela se dá nas mais variadas vivências culturais, é possível afirmar que as atividades musicais são um momento oportuno para verificar a manifestação da ação criativa das crianças e analisar os fatores que interferem nessa ação. Com base nesses pressupostos, foram traçados objetivos que delinearam a estruturação teórico-metodológica desta pesquisa. Assim, teve-se por objetivo geral compreender o processo criativo de crianças da educação infantil, iniciantes em atividades de musicalização...

Sobre a constituição do sujeito: uma análise comparativa entre a psicologia sócio-sociologia do conhecimento de berger e luckmann

Daniel Júnior, Geraldo Magela
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais; Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais; Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
This study investigated how the process of the constitution of the subject is interpreted in the formulations of the founders of socio-historical psychology (Lev S. Vigotski, Alexei N. Leontiev and Alexander R. Luria) and in the sociology of knowledge of Peter Berger and Thomas Luckmann. These two theoretical perspectives, despite having different philosophical formulations as ontological and epistemological intentions (socio-historical psychology, historical dialectical materialism; the sociology of Berger and Luckmann and phenomenology) arrive, however, at the same basic conclusion about the social nature of the subject. The objective of the study, therefore, was that of identifying the differences and convergences between the two perspectives and then, try to determine the possibility of a theoretical synthesis between them in relation to the constitution of the subject. At the same time, we intended to analyse the implications of this possible synthesis in order to comprehend the manner in which the ideology functions in human societies as thought by Louis Althusser and Alípio de Sousa Filho. We arrived at the conclusion that, despite being incompatible from the ontological and epistemological points of view, a synthesis is possible between socio-historical psychology and the sociology of knowledge of Berger and Luckmann in relation to the conception of society and the comprehension of the process of the constitution of the subject. Starting from the philosophical intentions of socio-historical psychology...

Exploração sexual comercial de crianças e adolescentes : o estado da arte nas produções acadêmicas em psicologia

Mello, Leonardo Cavalcante de Araújo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.11%
The Commercial Sexual Exploitation of Children and Adolescents (ESCCA) is a phenomenon that has been given priority in public policy agenda of many democratic governments of Western countries and civil sectors of society, besides the object of studies in different fields of knowledge. Psychology is among these areas and is considered one of the references in the construction of knowledge and actions to confront the phenomenon. However, the epistemological foundations of psychological science are quite different, and so, several are his speeches, knowledge produced and ways of conceiving man and the world. This is evident in the publications of psychology on ESCCA. This work aims to achieve a state of the art of psychology publication in Brazil (in the post-graduation - through theses and dissertations - and journals) on the Commercial Sexual Exploitation of Children and Adolescents. More specifically try to evidence (a) what conceptions of commercial sexual exploitation of children and adolescents the authors lists, (b) what are aimed at research and publications, (c) how the research and issues are justified, and (d) that theoretical approaches the authors are affiliated and methodological possibilities are applied to range the aim proposed in their work. In order to do so...

Caracterização de aspectos da cognição social, habilidades sociais e funções executivas de crianças diagnosticadas com transtorno autista e transtorno de asperger

Maranhão, Samantha Santos de Albuquerque
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; O ano de 2013 marca o 70º aniversário da descrição clássica de Leo Kanner sobre o Autismo. Em 1994, na quarta edição do Manual Diagnostico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), o autismo foi incluído em uma nova classe diagnóstica denominada Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD), os quais incluem: o Transtorno Autista, Transtorno de Rett, Transtorno Desintegrativo da Infância, Transtorno Global do Desenvolvimento sem outra especificação e o Transtorno de Asperger. O DSM apresenta critérios bem específicos que diferenciam os TGD, no entanto, estudos médicos discutem se o Transtorno de Asperger (TA) compõe o Transtorno Autista, ou se é qualitativamente distinto. Discute-se a reduzida validação empírica dos critérios diagnósticos concernentes ao TA. Nessa perspectiva, o DSM ganhou uma quinta e polêmica revisão no ano de 2013. A polêmica mudança centra-se na substituição de uma análise diagnóstica categorial para uma abordagem dimensional, a qual evidencia que a maior parte dos problemas psicopatológicos da infância e adolescência manifesta-se em um contínuo de frequência e intensidade. Diante da mudança na quinta edição do DSM...

Mediações musicoterapêuticas na educação: ampliando a compreensão sobre as dificuldades de aprendizagem em leitura; Therapeutic musicians mediations in education: increasing the un-derstanding of learning difficulties in reading

Brasil, Elisama Barbosa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Musica (EMAC); Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Musica (EMAC); Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC (RG)
Tipo: Dissertação Formato: audio/basic; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.15%
This research was conducted in the Music School and Performing Arts Postgraduate Program/UFG, in the research line Music, Education and Health of the Master's Degree in Music. We attempted to investigate normative children with learning difficulties in reading, proposing music therapeutic actions as mediation to expand the understanding of these cases. The field research, a case study of qualitative approach, was developed in an elementary public school in the city of Goiania, through which data were collected in many ways: music therapeutic visits to the learners, semi-structured interviews with teachers, student's family and the school context observations. The analysis was performed using data triangulation, establishing three periods (Beginner, Intermediate and Final) considering the musical sound expressions and the inter-and intrapersonal relationship aspects of these students and the perceptions aspects of the other actors (teachers and family members), and data on the dynamics of the school, generating analytical categories. The theoretical framework that subsidized this analysis was the Complexity Theory in dialogue with theoretical references of the music therapy, education and socio-historical psychology. The results of research showed that the homogeneity characteristic of the teaching/traditional school can lead to noncompliance of the students in situations of free expression and/or creative character...

A elaboração da psicologia sócio histórica cultural: As cartas vigotskianas

Martins,João Batista; Alves,Nara Akemi H. P.
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.3%
O artigo tem como objetivo analisar as cartas de Lev Semenovich Vigotski, escritas no período de 1926 à 1934 e publicadas no Journal of Russian and East European Psychology. Esta é uma oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre a realidade em que Vigotski viveu, e acessarmos seu itinerário intelectual, identificando os círculos de suas relações, suas preocupações acadêmicas e suas reflexões teóricas acerca da construção da teoria sócio histórica cultural. Tal tarefa ocorreu em dois momentos, primeiramente, na tradução e sistematização das cartas e, posteriormente, na análise dessas, embasada no referencial teórico de estudiosos da teoria vigotskiana. Após breve introdução do momento histórico da psicologia soviética, traçamos três perspectivas que nos auxiliaram a analisar as cartas: (1) a situação de sua saúde e os impedimentos para realizar seu trabalho; (2) uma reflexão crítica sobre a psicologia, com vistas a criar as condições para a emergência de uma nova psicologia; (3) a consolidação do grupo de trabalho, afastamentos e rupturas, em torno de questões relativas a psicologia e seus desdobramentos teóricos e metodológicos. Enfatizamos a maneira humanista com que Vigotski vivenciou esses momentos.

Self-esteem: the genesis and formation of a socially constructed attribute; Autoestima: génesis y constitución de un atributo socialmente construido; Auto-estima: gênese e constituição de um atributo construído socialmenteSelf-esteem: the genesis and formation of a socially constructed attribute

Franco, Adriana de Fátima; Davis, Claudia
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.39%
 This study analyses in the boundaries of a social-historical perspective the constitutive elements for self-esteem social construction in the teaching-learning process of pupils who have lived stories of failure in school. Its construction was oriented by the following points: the relations between self-esteem and learning in the last three decades and the human psychism development. We analysed through the story of life report the self-esteem construction process of two young persons who frequented acceleration classes, identifying, through measurement of theoretical abstraction from socio-historical Psychology, the way as the reality experienced in life was meant and valorized. Through biographic analysis we verified that self-esteem is associated to a broad concept and while concrete life conditions will not be altered, alterations in the conscience and, so, in the evaluation way must not be expected. Thus, self-esteem, like any human phenomenon, is produced in the concrete conditions of existence and the school must be effectively committed with the humanization of its pupils.; Este estudo analisa, nos marcos da perspectiva sócio-histórica, os elementos constitutivos da construção social da autoestima no processo ensino-aprendizagem de alunos que viveram histórias de fracasso na escola. Nortearam a sua construção os seguintes pontos: as relações entre autoestima e aprendizagem nas últimas três décadas e o desenvolvimento do psiquismo humano. Analisou-se...