Página 1 dos resultados de 304 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A metáfora do caminho : uma investigação fenomenológica existencial na clínica

Gama, Jane Borralho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2010.; Este trabalho tem por interesse compreender, na clínica, o processo metafórico presente no discurso dos pacientes. Para tanto, pesquisamos a metáfora do caminho: uma investigação fenomenológica existencial na clínica. Neste trabalho adotamos o método qualitativo: fenomenológico e hermenêutico. O objetivo é, nesta pesquisa, averiguar o sentir afetado, do corpo próprio (Leib) do paciente, por meio dos enunciados metafóricos que transportam sentido e mostram a intencionalidade do eu, para que seja interpretado e desvelado, tornando consciente, quanto à direção e o sentido para o qual tende o automover-se e o mover-se do paciente. Temos, ainda, como objetivo, coadunar os enunciados metafóricos pesquisados, de modo a confirmar que a metáfora do caminho é uma metáfora de raiz, dominante, por ser capaz de gerar e organizar uma rede de outros enunciados metafóricos. Ordenamos os enunciados metafóricos de maneira a formalizá-los (nos enunciados) em estruturais, ontológicos e orientacionais. Estruturamos dois conceitos: A vida é esforço e A vida é caminho. Os enunciados metafóricos ontológicos são os que permitem dar sentido ao fenômeno de modo a podermos lidar com nossas experiências. Nos enunciados metafóricos orientacionais...

Introdução à psicoterapia existencial

Teixeira, José A. Carvalho
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
Neste artigo o autor introduz diferentes modalidades de psicoterapia existencial. Faz uma descrição breve das várias propostas terapêuticas, nomeadamente análise do Dasein, logoterapia, psicoterapia existencial humanista norte-americana, psicoterapia existencial de Laing, psicoterapia existencial britânica, psicoterapia existencial breve e psicoterapia existencial sartreana.

Problemas psicopatológicos contemporâneos: Uma perspectiva existencial

Teixeira, José A. Carvalho
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.44%
Após introduzir brevemente a perturbação mental como uma possibilidade do existir, o autor apresenta alguns problemas psicopatológicos contemporâneos numa perspectiva existencial, nomeadamente as experiências de perda da unidade psicológica, de vazio existencial e de empobrecimento da intimidade. Seguidamente procura caracterizar criticamente a intervenção clínica na perspectiva da psicoterapia existencial.

Uma abordagem fenomenológico-existencial para a questão do conhecimento em psicologia

Roehe,Marcelo Vial
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.53%
Partindo da analítica existencial do filósofo Martin Heidegger, o artigo propõe que o conhecimento é um correlato ontológico do modo de ser humano e que a tradição científica comete um erro ontológico quando, por meio de uma suposta assepsia metodológica, separa o conhecedor do conhecido. Sendo assim, argumenta-se que qualquer empreendimento científico está vinculado às características do ser humano, que qualquer que seja o foco de uma investigação científica, este já estará sempre submetido às possibilidades perspectivas humanas. Portanto, a objetividade que a tradição científica preconiza, de modo algum se realiza. Propõe-se também que a psicologia não necessita adotar o modelo naturalista tradicional, a fim de adquirir credibilidade científica.

Qualidade de vida e bem-estar espiritual em universitários de Psicologia

Costa,Cristine Cardozo da; Bastiani,Marcelo de; Geyer,Júlia Gaertner; Calvetti,Prisla Ücker; Muller,Marisa Campio; Moraes,Maria Lúcia Andreoli de
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Essa pesquisa teve o objetivo de avaliar a qualidade de vida e bem-estar espiritual em universitários de Psicologia e investigar se existe correlação entre esses aspectos. O estudo teve delineamento transversal. A amostra foi aleatória de 136 universitários de Psicologia da PUCRS. Os instrumentos utilizados foram: questionário de qualidade de vida WHOQOL-bref e escala de Bem-Estar Espiritual (SWBS). Foi realizada análise estatística descritiva inferencial. Verificou-se que existe correlação positiva entre os domínios físico, psicológico, social e ambiental com o bem-estar existencial nesses universitários. Destacou-se que o domínio psicológico e bem-estar existencial obtiveram a correlação mais alta (r= 0,63 p=0,00). Salienta-se a importância da inserção do tema da espiritualidade como discussão no campo científico.

O adolescente com transtorno de conduta: um estudo filosófico no âmbito da psicologia educacional e esportiva

Codea,Janaina de Souza Marinho Teles; Beresford,Heron
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
O valor de uma intervenção da psicologia escolar/educacional e esportiva junto ao adolescente com transtorno de conduta social, sob o ponto de vista moral e existencial, surgiu da necessidade de uma proposta educacional de cunho psicológico, para tal indivíduo. O presente estudo visou estabelecer uma fundamentação filosófica de natureza fenomenológica e axiológica existencial transubjetiva como referência para uma intervenção positiva da psicologia escolar/educacional e esportiva, por meio de atividades físicas, junto ao indivíduo em questão. Buscou também compreensões fenomenológica e axiológica do adolescente com o transtorno citado e uma ordenação axiológica relacionando tais compreensões à atividade física. A metodologia utilizada foi o método fenomenológico com suas três etapas, substituindo-se a terceira pela ordenação axiológica. Os resultados permitiram verificar que a fundamentação filosófica evidenciada adequou-se como referência para uma intervenção positiva da psicologia escolar/educacional e esportiva na vida do adolescente com transtorno de conduta social.

Análise da escolha profissional: uma proposta fenomenológico-existencial

Feijoo,Ana Maria Lopez Calvo de; Magnan,Vanessa da Cunha
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Este artigo tem como objetivo mostrar a possibilidade de uma práxis em Psicologia, anteriormente denominada orientação vocacional, acontecer a partir da perspectiva fenomenológico-existencial, que recebe a denominação análise da escolha profissional. Duas temáticas presentes na análise da escolha profissional são análise e escolha, em substituição aos termos orientação e vocação da proposta de orientação vocacional. Essa prática aponta o caráter de determinação da escolha pela vocação e uma atuação que orienta a conhecer a verdade acerca do caminho a seguir. Os termos análise e escolha são relevantes para marcar o que está em questão em uma análise da escolha, que tem como fundamentos a fenomenologia, a hermenêutica e a analítica da existência. A prática da análise da escolha profissional será relatada em meio a fragmentos de relatos clínicos. Por fim, apresentaremos alguns trechos do poeta Rilke em Cartas a um Jovem Poeta, para assim poder mostrar elementos de uma análise que muito se aproxima daquela por nós proposta.

Bases do pensamento fenomenológico e existencial em William James

Feijoo,Ana Maria Lopez Calvo de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
Neste artigo, temos por objetivo investigar os fundamentos e as bases do pensamento fenomenológico e existencial advindos da Psicologia de William James no que diz respeito à noção de consciência, método e prática clínica. Para tanto, analisamos algumas obras de James e dividimos as suas propostas em três momentos distintos: pragmatismo, funcionalismo e empirismo. Por meio das elaborações em cada um desses momentos, tentamos esclarecer os pontos de encontro e os pontos de desencontro com os pensamentos fenomenológico e existencial. Concluímos que o ponto de encontro diz respeito à tentativa de não objetivação da consciência. Quanto ao desencontro, consideramos que James ainda toma a consciência como objeto da Psicologia e que a fenomenologia e as perspectivas existenciais se afastam da ideia de objeto, uma vez que não consideram a consciência contraposta ao mundo. Outro desencontro apresenta-se na acentuada divergência entre James e o pensamento fenomenológico e existencial no que se refere ao método e à prática bem como aos objetivos da clínica.

Reflexões sobre a formação clínica fenomenológico-existencial na era da técnica

Duarte, Adriana Raquel Negrão
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia; Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia; Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
Phenomenology is the focus of this study for its critique of the limits of positivist science, which guides most of the fields of study including Psychology. The clinical formation process in Psychology courses is especially difficult for students-interns who adopt phenomenology as their clinical framework. Such difficulty is due to the incompatibility between theory provided in Psychology courses a science traditionally based on paradigms of scientism , and the theoretical-methodological proposal adopted by the aforementioned approach. As a backdrop for our study, we carefully examined the thought of philosopher Martin Heidegger, especially the Era of Technique. This contemporary technicism society was studied so that we could understand the socio-cultural status where this formation lies. Thus, we questioned if this panorama upon which Clinical Psychology rests favors the development of a phenomenological attitude and a special look at the meanings of existence, as defined in phenomenological clinical practice. Knowing such limits, our research aimed at understanding the experience of formation of clinical psychologists who take part in internships in the field of phenomenology-existentialism. Such study was, then, a phenomenological-hermeneutic research based on Heideggerian ontology and used a semi-structured interview as access tool. Six students of the UFRN higher-degree Psychology course who were doing their supervised internship in clinical psychology and the referred approach took part in this research. The research revealed that the phenomenological-existential formation phase opens a door to discoveries on the part of the intern that transcend the dimension of the other...

A experiência de depressão na contemporaneidade: uma compreensão fenomenológico-existencial

Barbosa, Synara Layana Rocha
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
The depression is one of the most common forms of getting ill nowaday. Due to the increase in incidence of depression cases registered worldwide, this theme has been the subject of important studies, especially regarding the symptomatological description and biological etiology of the disease. This research had the objective to understand the unique experience of depression experienced by people who recognize themselves in depression, under the focus of existential phenomenology of Martin Heidegger. To reach the proposed objective, individuals narratives interviews were conducted with four participants, starting from the triggering question, "from your experience, how is for you to being depressed?". The survey revealed that depression affects the whole person and is related to stressful life contexts. Depression was narrated as an experience of disempowerment and lack of self esteem and personal worth. The collaborators of the research referred to the depression from sad, angry, bored and pessimistic mood. The time is experienced as a restriction to the projective opening towards the possibilities of being in which the future is seen as catastrophic and the past lived as debt and guilt. The corporeality, in depression is experienced through the weight...

«Quién» en la psicología y la psicopatología; «Who» in psychology and psychopathology

Alberto De Castro; Universidad del Norte
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.45%
Aunque la psicología siempre se ha propuesto dar claridad a todos aquellos aspectos que hacen parte de la realidad afectiva, cognitiva y comportamental del ser humano, a nivel general siempre ha quedado «suelto» aquel otro aspecto de base a partir del cual se forjan los anteriores según la psicología existencial: la estructura particular de existencia.Por tal motivo, el objetivo de este artículo es indagar por la persona que se encuentra dando vida y soporte a todos aquellos impulsos, procesos de pensamiento, dinamismos y mecanismos psicológicos que realiza precisamente dicha persona para darse algún tipo de significado en el mundo concreto donde se encuentra y las implicaciones de esto para la comprensión psicológica. Palabras claves: Procesos de pensamiento, psicopatologíaEven though Psychology has always tried to clarify all those aspects which form the affective, cognitive and behavioral reality of the human being, it has always remained loose, at a general level, another basic aspect from which all the former branch out according to existencial psychology: The particular structure of existence.For that reason, the objetive of this article is to quest for the person who is giving life and support to all those impulses...

Psicoanálisis y psicología humanista existencial y sus posibles encuentros con le budismo zen; Psychoanalisis and humanist existential psychology and their possible common grounds

Juan José Soca Guarnieri; Universidad Académica de Humanismo Cristiano de Chile
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.6%
El sufrimiento psíquico actual no se manifiesta bajo la forma de las típicas histéricas de a principio del siglo XIX, con barrocas manifestaciones de ceguera, parálisis y otros.Las histerias actuales y los sufrimientos existenciales de hoy se presentan bajo otra forma, muchas veces difusa, vaga, solapada en otras formas de existencia. Frente a esta realidad, ¿cuáles resultan ser las respuestas del Psicoanálisis y de la Psicología Humanista - Existencial?Palabras clave: Sufrimiento, psicología humanista-existencialCurrent Psychic suffering is not shown as the typical hysterical manifestations as it was at the beginning of the 19th Century with baroque manifestations of blindness, paralysis and others.Current hysteria and existential suffering are presented in other way, much of the time, diffuse, vague, and covered up by other ways of existence.Before this reality, which are Psychoanalysis and Humanistic – Existentialist Psychology answers?Key words: Suffering, psychology humanistic-existentialist.Contacto: jjsoca@academia.cl

Filosofía y psicología en el análisis existencial de Ludwig Binswanger; Philosophy and psychology in Ludwig Binswanger's existential analysis

Jesus Ferro Bayona; Universidad del Norte
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
46.73%
Este artículo el autor desarrolla su propuesta del análisis existencial en una forma de psicoanálisis que busca una mejor comprensión de la existencia. Sus principios están basados en elementos filosóficos y en el pensamiento ontológico, así como también en la psicología.Además se resalta en él la visión integradora que hace Binswanger del hombre al superar la dicotomía sujeto objeto, llamada por éste como el «defecto fatal de toda la psicología», presenta al hombre no como objeto sino como existencia, es decir, como un «ser-en-el-mundo» que coexiste con otros. Por tanto, la forma de psicoanálisis que desarrolló tenía como fin que el paciente estableciera conciencia de sí como persona total, que existe únicamente en y con la comunicación con el mundo concreto como tal. El papel del terapeuta en este tipo de psicoanálisis consiste entonces en comprender al hombre y el mundo del cual habla por medio del análisis del contenido revelado por éste; esta comprensión se hace en la dimensión existencial de lo cotidiano, y no sacando al hombre de su espacio y tiempo natural. Finalmente, el autor reafirma la interrelación profunda que mantiene la filosofía y la psicología en la obra de Ludwing Binwanger.Palabras claves: Análisis existencial...

Terapia gestaltica de Friedrich Solomon Perl, una fundamentación fenomenológico existencialFriedrich Solomon Perls' gestalt therapy, phenomenological-existential foundation

Luis Fernando Velásquez; Universidad Pontifica Bolivariana
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.57%
La primera parte de este documento se ocupa de la vida de Fritz Perls, quien ha sido considerado uno de los principales representantes del Enfoque Humanista en Psicología. En segunda instancia se analiza, de manera clara y precisa, la estrecha relación que existe entre la filosofía existencial, la fenomenología y la Terapia Gestalt propuesta por Perls. Así mismo, el autor revisa los elementos teóricos y prácticos de diversas teorías y escuelas de pensamiento que convergen de manera apropiada en el modelo psicoterapéutico de Perls.Palabras claves: Psicología existencial, Terapia Gestalt.The first part of this paper deals with the life of Fritz Perls, who has been considered one of the main representatives of the Humanistic Approach in Psychology. Second, it analyses, in a clear and precise way, the close relation existing among existential philosophy, phenomenology and Gestalt Therapy proposed by Perls. Besides, the author analyses the theoretical and practical elements of diverse theories and schools of thought which appropriately converge on Perls’ psychotherapeutic model.Key words: Existential Psychology, Gestalt Therapy.

Comprensión de la experiencia de ansiedad en padres ante el diagnóstico de cáncer de un hijo(a) según la psicología existencial

Alberto De Castro; Universidad del Norte; Catalina Donado; Universidad del Norte; Shelly Anne Kruizenga; Universidad del Norte
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.41%
ResumenEste artículo presenta una revisión teórica desde la psicología existencial, en complementación con la perspectiva lewiniana, acerca de la experiencia de ansiedad en padres de niños que han sido diagnosticados con cáncer. Además, se muestra cómo el diagnóstico confronta al padre con la realidad de la muerte y, por paradójico que parezca, si éste lo afronta de manera consciente, puede enriquecer su vida de manera constructiva.AbstractThis article presents a theoretical study based on the existential psychology in complement with the perspective of Kurt Lewin, about the experience of being anxious in parents with a daughter/son diagnosed with cancer. Furthermore, it is showed how this diagnosis confronts parents with death, and as paradoxical as it seems, if they confront it consciously, it could help to develop individual’s life constructively.

Health, Illness and Psychotherapy in Existential Psychology of Rollo May; Salud, Enfermedad y Psicoterapia en la Psicología Existencial de Rollo May

Alberto De Castro; Universidad del Norte
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
76.68%
The aim of this paper is to show how existential psychology permits us to understand man situation in the present historical and cultural period, because it not only contextualizes the psychological and existential dilemmas of human being, but it also proposes an integrating and humanistic view regarding to health, disease, and psychotherapy. It reevaluates concepts used in Psychology such as anxiety, guilty, freedom and decision, giving them an ontological sense and placing them in a position where man must assume them with compromise in order to be able to develop his creative ability in a constructive way. Its efforts aims to solve the existent conflict between objective and subjective trends in Science. To do this, it examines the techniques and the understanding and the assumotions on which these trends are based; Mediante este trabajo se pretende mostrar cómo la psicología existencial de Rollo May nos permite comprender la situación del hombre en el actual período histórico y cultural, debido a que no sólo contextualiza los dilemas psicológicos y existenciales del ser humano, sino que también propone una visión integradora y humanista en cuanto a la concepción de la salud, la enfermedad y la psicoterapia. Revalúa conceptos utilizados en la psicología...

Meaning of life and conceptions about death in college students: a correlational study; Sentido da vida e conceito de morte em estudantes universitários: um estudo correlacional

Aquino, Thiago Antonio Avellar; Universidade Federal da Paraíba; Alves, Ana Carolina Diniz; Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ; de Aguiar, Andrei Alves; Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ; Refosco, Rossana Ferreira de Oliveira; Ce
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Considerando a relevância da temática da finitude para a existência humana, este trabalho teve como objetivo conhecer as correlações entre o sentido da vida e as concepções acerca da morte. Participaram do estudo 190 estudantes universitários dos cursos de Direito, Educação Física, Fisioterapia e Psicologia, sendo a maioria destes participantes do sexo feminino (68,9%), e de religião católica (61,6%). Como instrumentos para a coleta de dados, foram utilizados o Teste Propósito de Vida, o Questionário de Percepção de Morte e um questionário sociodemográfico. Os resultados apontaram para a existência de correlações positivas entre o vazio existencial e as visões de morte como fracasso, dor e solidão, e abandono. Por outro lado, o vazio existencial correlacionou-se negativamente com a visão de morte como fim natural. Tais resultados apóiam a concepção teleológica de Viktor Frankl quando pressupõe que a consciência da finitude põe em movimento a vontade de encontrar um sentido para a vida. Conclui-se que variáveis existenciais são relevantes para compreender as concepções que as pessoas têm sobre a morte.   Palavras-chave: sentido da vida; conceitos de morte; psicologia existencial.; Considering the importance of finitude for human existence...

Gênese e desenvolvimento da análise existencial

Lessa, Jadir
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade Publicador: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.94%
Nosso objetivo é reconstruir o surgimento da análise existencial. Esse trabalho procura identificar os elementos centrais que conduziram os psicoterapeutas a pensar a necessidade de uma psicoterapia com bases fenomenológico existenciais. Procuramos indicar a percepção inicial que a análise existencial de Binswanger, Minkowski e Boss possuía das insuficiências da psicanálise e da psicologia científica em geral. Em seguida, descrevemos alguns elementos constitutivos da análise existencial, a fim de abrir espaço para a compreensão das dissonâncias conceituais em sua relação com a psicologia existencial-humanista. O que tentamos mostrar é em que medida a análise existencial não se confunde com uma psicologia existencial humanista e como a psicologia existencial humanista nasce de uma circunstância histórica peculiar que reúne de maneira circunstancial duas tradições até então separadas: a existencial e a humanista. Nosso intuito final é evidenciar até que ponto a psicologia existencial-humanista acaba obscurecendo o caráter fundamental da análise existencial.

Introdução à psicoterapia existencial

Teixeira,José A. Carvalho
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.52%
Neste artigo o autor introduz diferentes modalidades de psicoterapia existencial. Faz uma descrição breve das várias propostas terapêuticas, nomeadamente análise do Dasein, logoterapia, psicoterapia existencial humanista norte-americana, psicoterapia existencial de Laing, psicoterapia existencial britânica, psicoterapia existencial breve e psicoterapia existencial sartreana.

Uma visão fenomenológica-existencial em psicologia da saúde?!

Correia,Edgar
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
Neste artigo pretende-se questionar a opção epistemológica da Psicologia da Saúde, assente em modelos que o autor considera mecanicistas e neutralizadores da subjectividade experiencial do ser-doente. A postura fenomenológica e a compreensão existencial do ser-doente são apresentadas como aportes vantajosos para a Psicologia da Saúde, já que permitem uma aproximação ao paciente, evitando o perigo da medicalização da Psicologia.