Página 1 dos resultados de 3955 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Psicologia Educacional ou Escolar? Eis a questão; Educational Psychology or School Psychology? That is the question; ¿Psicología de la Educación o Psicología Escolar? Esa es la cuestión

Barbosa, Deborah Rosária; Souza, Marilene Proença Rebello de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.47%
Este artigo apresenta alguns dados oriundos da tese de doutorado sobre a história do campo de conhecimento e prática da Psicologia em sua relação com a Educação no Brasil. Este estudo foi conduzido baseado no fundamento epistêmico-filosófico do materialismo histórico dialético e na nova história, utilizando fontes bibliográficas históricas e cinco relatos orais de personagens da Psicologia Educacional e Escolar. Os depoimentos e o material das fontes escritas constituíram o corpus documental cuja organização seguiu a metodologia da história oral e historiografia plural. Foi realizada análise descritivo-analítica compreendida em duas etapas: a) análise documental (fontes não orais) e b) construção de indicadores e núcleos de significação dos registros orais. A partir das análises, compôs-se uma periodização da história da Psicologia Educacional e Escolar brasileira por meio de marcos históricos da área. No presente artigo destaca-se a discussão acerca da conceituação e terminologias utilizadas pela Psicologia Educacional e Escolar ao longo do tempo e de como essas mudanças nas nomenclaturas da área refletem questões epistemológicas, ideológicas e políticas.

(Des) Enlaces da psicologia escolar na rede pública de ensino

Giongo,Carmem; Oliveira-Menegotto,Lisiane Machado de
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
76.4%
A Psicologia Escolar preocupa-se com todos os elementos que influenciam o desenvolvimento do educando, considerando os aspectos cognitivos, motores, sociais, emocionais e escolares, entre outros. A partir disso, o psicólogo escolar tem sido convocado a aprofundar seus conhecimentos em termos teóricos e práticos, visando atender a essa demanda de atuação sistêmica e interdisciplinar. Deste modo, este estudo objetiva analisar as expectativas e opiniões de professores acerca da inserção e papel da Psicologia na escola, possibilitando entender quais são as demandas para o trabalho do psicólogo escolar e como elas podem ser atendidas. Participaram deste estudo 44 professores, de quatro escolas municipais situadas na região metropolitana de Porto Alegre/RS. Os resultados revelaram equívocos na concepção do papel do psicólogo escolar, sobretudo, sobre as possibilidades de intervenções da Psicologia no contexto escolar. Eles também possibilitaram uma discussão sobre as implicações desses equívocos, especialmente, na inserção da Psicologia na escola.

Psicologia escolar na educação superior: atuação no distrito federal

Bisinoto,Cynthia; Marinho-Araújo,Claisy Maria
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.39%
A atuação da Psicologia Escolar tem se expandido para outros contextos educativos, como a Educação Superior. Buscando contribuir para essa expansão, teve-se como objetivos mapear as Instituições de Educação Superior do Distrito Federal que possuem psicólogo escolar e conhecer e analisar o trabalho realizado. Participaram oito instituições com psicólogo escolar e que tinham, na internet, informações sobre os Serviços de Psicologia Escolar. A análise qualitativa destas informações indicou que estes serviços baseiam-se na atenção a dificuldades vivenciadas pelos alunos e na promoção do desenvolvimento acadêmico e humano; realizam atividades coletivas e individuais, tanto de natureza tradicional quanto emergente. Entre essas últimas, realizam ações de desenvolvimento pessoal e profissional, de avaliação institucional e de acompanhamento dos egressos. A atuação da Psicologia Escolar na Educação Superior está se construindo sobre ações preventivas, institucionais e mais abrangentes do que historicamente caracterizou a intervenção neste nível educativo.

Entrevistas em psicologia escolar: reflexões sobre o ensino e a prática

Silva,Silvia Maria Cintra da; Ribeiro,Maria José; Marçal,Viviane Prado Buiatti
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
86.3%
A entrevista é um instrumento bastante utilizado no trabalho do psicólogo escolar, mas existem poucos estudos sobre essa técnica dirigidos exatamente a esse público, principalmente como subsídio para estagiários, pois a entrevista é mais identificada com a área clínica ou com contextos de pesquisa. Este artigo discute a relevância do ensino da entrevista em psicologia escolar; procura abordar aspectos que, efetivamente, colaborem para a reflexão acerca dessa técnica e o seu manejo.

Psicologia escolar no Brasil e no Maranhão: percursos históricos e tendências atuais

Carvalho,Tatiana Oliveira de; Marinho-Araujo,Claisy Maria
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
86.3%
Discute-se o cenário atual da Psicologia Escolar no Maranhão, tendo como parâmetro as transformações ocorridas nas últimas décadas em âmbito nacional. Foi realizado um estudo bibliográfico sobre o tema, a partir do qual se levantaram reflexões sobre o histórico e as tendências atuais no âmbito da formação e atuação do psicólogo escolar no estado. Considera-se que no Maranhão necessita-se da contribuição de psicólogos escolares que, seguros de seu papel e intencionalidade, construam uma identidade profissional comprometida com as transformações sociais do contexto local, o que começa a se efetivar através do aprimoramento da formação na área.

Práticas emergentes em Psicologia Escolar: a mediação no desenvolvimento de competências dos educadores sociais

Soares,Pollianna Galvão; Araujo,Claisy Maria Marinho
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.37%
Discutir as possibilidades de atuação da Psicologia Escolar nos contextos de educação não-formal se constitui tema de reflexão atual. As Organizações Não-Governamentais (ONG’s) surgem no cenário do Terceiro Setor como nova esfera social que aproxima a sociedade civil das demandas sociais e, no caso, daquelas provenientes do campo educacional. Nesta conjuntura, surgem os educadores sociais com perfil profissional ainda pouco definido e preparado para os desafios cotidianos dos espaços de combate à exclusão social. Esse artigo irá abordar sobre a relevância da formação continuada dos educadores sociais, a partir da mediação do psicólogo escolar, com base nos pressupostos teórico-conceituais da psicologia histórico-cultural. Inicialmente, serão discutidas as primeiras relações da Psicologia e Educação no Brasil; seguidamente, se discorrerá sobre a instauração de ONG’s educativas no país, sinalizando para a emergência da profissão educador social; por fim, abordar-se-á sobre a mediação do psicólogo escolar para o desenvolvimento de competências dos educadores sociais.

Psicologia Escolar na rede pública de educação dos municípios de Santa Catarina

Tondin,Celso Francisco; Dedonatti,Débora; Bonamigo,Irme Salete
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.33%
Este artigo foi elaborado a partir da pesquisa que mapeou os projetos de lei que inserem os psicólogos na rede pública de Educação nos municípios catarinenses. O objetivo é discutir as concepções de Psicologia Escolar presentes nos projetos de lei, visando compreender em que medida apresentam elementos inovadores e pertinentes às discussões recentes na área de Psicologia Escolar e Educacional. Os dados foram produzidos por meio de entrevistas realizadas por telefone com secretários(as) de educação de municípios que possuem psicólogo na Educação e consultas aos projetos de lei. Constatou-se que a legislação contempla uma variedade de concepções teóricas (tradicionais e contemporâneas), as quais repercutem diretamente nas formas de atuação e nos resultados dos trabalhos dos psicólogos, divergindo de acordo com o grau de criticidade de cada profissional e o contexto de atuação.

Psicologia Escolar em Rondônia: formação e práticas

Tada,Iracema Neno Cecilio; Sápia,Iuna Pereira; Lima,Vanessa Aparecida Alves de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.37%
Estudiosos da Psicologia Escolar têm criticado o modelo clínico na formação e atuação dos psicólogos por dificultar a compreensão sobre o funcionamento escolar, sugerindo uma prática pautada na teoria histórico-crítica. Nesta pesquisa, buscou-se conhecer a formação e a atuação dos psicólogos da rede de ensino público de Rondônia. Desenvolveu-se uma pesquisa quantitativa e qualitativa utilizando, como instrumentos para coleta dos dados, questionário, análise documental e diário de campo, com a participação de 38 psicólogos. Os dados mostram que a inserção deste profissional nas escolas é recente em Rondônia. A maioria é ex-aluno da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), que, até 2005, possuía enfoque clínico nas disciplinas de Psicologia Escolar, o que parece ter contribuído para a atuação clínica nas escolas. Dado preocupante é a não participação em cursos de formação continuada, contribuindo para uma prática que desconsidera a complexidade do cotidiano escolar e as relações sociais ali constituídas.

A contribuição da psicologia escolar na prevenção e no enfrentamento do Bullying

Freire,Alane Novais; Aires,Januária Silva
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.32%
Forma de violência escolar que vem ganhando espaço nos noticiários e causando preocupações a pais, educadores e à sociedade como um todo, o bullying é um fenômeno que ocorre de maneira repetitiva e por tempo prolongado, provocando graves danos ao psiquismo dos envolvidos. Cabe à Psicologia Escolar intervir no enfrentamento e prevenção do bullying, adotando medidas específicas em cada realidade onde acontece e tomando o fenômeno como algo que engloba os aspectos sociais, familiares, escolares e individuais. Para isso, é de fundamental importância a presença do psicólogo escolar/educacional dentro da escola.

Psicologia escolar e formação continuada de professores em gênero e sexualidade

Gesser,Marivete; Oltramari,Leandro Castro; Cord,Denise; Nuernberg,Adriano Henrique
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.3%
Este artigo tem como objetivo identificar as contribuições teórico-metodológicas da Psicologia Escolar e áreas afins voltadas à formação de professores, para lidar com as questões relacionadas a gênero e sexualidade no contexto escolar. Para tanto, inicialmente se fará uma breve introdução, na qual serão identificados os documentos oficiais que norteiam a atuação dos profissionais da educação nas questões ligadas à sexualidade, com ênfase nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Em seguida, buscar-se-á problematizar o lugar ocupado pelo professor nessas políticas educacionais e os limites que esse profissional pode encontrar quando se propõe a realizar um trabalho de educação sexual na escola. Por fim, serão apontados alguns pressupostos que, sem se pautar na racionalidade instrumental, possibilitam que ele desenvolva estratégias para lidar com as expressões de sexualidade em sala de aula, a partir de uma perspectiva norteada pelos princípios dos direitos humanos, alteridade e protagonismo social.

Responsabilidade social na educação superior: contribuições da psicologia escolar

Caixeta,Juliana Eugênia; Sousa,Maria do Amparo de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
86.26%
A Educação Superior é responsável pelo processo de formação integral do profissional, pela produção de novos conhecimentos e pelo desenvolvimento da sociedade. Instituições de Educação Superior (IES) responsáveis são aquelas que se ocupam e se preocupam com o desenvolvimento das pessoas com as quais interagem, com suas relações entre si e com o meio ambiente e, também, com o mercado de trabalho e com as comunidades globais. Dessa forma, ações de responsabilidade social das IES indicam o comprometimento das instituições com sua função ética, política e social. Ancorando-nos em uma perspectiva institucional e preventiva de atuação em psicologia escolar, desenvolvemos uma pesquisa-ação em uma faculdade privada brasileira com o objetivo de planejar, executar e avaliar ações como trotes, cursos de extensão e de formação docente e técnica, e apoio psicopedagógico. O resultado da pesquisa foi a construção de uma proposta multidimensional de responsabilidade social que contempla diferentes dimensões da IES.

Recuperação escolar: uma análise crítica a partir da Psicologia Escolar

Caldas,Roseli Fernandes Lins; Souza,Marilene Proença Rebello de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.35%
O artigo retrata o recorte de um estudo sobre a recuperação escolar fundamentado na abordagem histórico-cultural, cujos objetivos foram: a) estabelecer uma análise crítica, a partir dos conceitos da psicologia escolar sobre programas de recuperação na educação pública paulista; e b) compreender os sentidos pessoais atribuídos à recuperação escolar por educadores, mães e alunos. De cunho qualitativo, essa pesquisa etnográfica utilizou-se dos seguintes procedimentos: observações participantes; entrevistas com gestores, professores, alunos e mães; e desenhos dos alunos. Os resultados revelaram grande distanciamento entre as propostas oficiais e sua concretização no cotidiano escolar. A busca do sentido da recuperação conduziu à conclusão de que essa prática configura-se muito mais como um espaço de impossibilidades do que de potencialidades. As classes de recuperação exercem em alunos e professores o pernicioso efeito de cristalização do "não saber" - professores destituídos de sua função de ensinar e alunos desistentes de suas possibilidades de aprender.

Psicologia Escolar e possibilidades na atuação do psicólogo: algumas reflexões

Dias,Ana Cristina Garcia; Patias,Naiana Dapieve; Abaid,Josiane Lieberknecht Wathier
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.42%
A Psicologia Escolar, área tradicional da profissão de psicólogo no Brasil, sofre diversas críticas referentes ao modo como são conduzidas determinadas práticas em seu contexto, por isso necessita ser constantemente repensada e discutida. O presente artigo propõe uma reflexão sobre a Psicologia Escolar e sua(s) possibilidades de atuação. Inicialmente realiza-se uma contextualização histórica sobre a Psicologia Escolar, com a observação de que esse é um campo ainda em construção no Brasil. Em um segundo momento, busca-se elucidar alguns aspectos que hoje tornam a Psicologia Escolar uma área específica e de grande importância na atuação do psicólogo. Por fim, discute-se a necessidade tanto de o psicólogo atuar com os diferentes atores presentes no contexto educacional quanto de trabalhar de forma interdisciplinar na escola e em qualquer outro ambiente no qual sejam desenvolvidos processos de ensino-aprendizagem.

Psicologia Escolar e educação superior: possibilidades de atuação profissional

Santana,Alba Cristhiane; Pereira,Alciane Barbosa Macedo; Rodrigues,Larissa Goulart
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.4%
Neste artigo apresentamos discussões sobre os desafios e possibilidades de atuação do psicólogo escolar na Educação Superior. Os contextos socioeconômicos e políticos contemporâneos têm gerado demandas ao ensino superior, provocando transformações nas instituições e no processo formativo e favorecendo o desenvolvimento de ações diversificadas. Essa situação possibilita a elaboração de projetos de pesquisa e de intervenção da Psicologia Escolar. Para ilustrar a discussão apresentamos um estudo realizado em uma instituição pública de ensino superior que teve como objetivo investigar as possibilidades de ações do psicólogo escolar com o foco em uma questão frequente nesse espaço educativo: as dificuldades encontradas por alunos ingressantes. O estudo demonstrou possibilidades de a Psicologia Escolar contribuir na gestão de políticas e práticas educativas que atendam às dificuldades apontadas por alunos e professores e também indicou desafios a serem superados, relacionados às concepções sobre a Psicologia Escolar e às características do processo formativo na Educação Superior.

O caminho se faz ao caminhar: atuações em Psicologia Escolar

Peretta,Anabela Almeida Costa e Santos; Silva,Silvia Maria Cintra da; Souza,Cláudia Silva de; Oliveira,Jaqueline Olina de; Barbosa,Fabiana Marques; Sousa,Lílian Rodrigues de; Rezende,Paula Cristina Medeiros
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.35%
A Psicologia Escolar viveu um momento de crítica aos seus moldes tradicionais de atuação - baseados no diagnóstico e tratamento. Atualmente vem sendo priorizadas práticas comprometidas com a qualidade da educação. A presente pesquisa teve como objetivo conhecer práticas de psicólogos que atuam em secretarias de educação em 98 municípios de Minas Gerais. Por meio de questionários e entrevistas, foram buscadas informações sobre a história do serviço, a estrutura e as condições de trabalho, a atuação profissional e a fundamentação teórica adotada. Este artigo baseia-se em duas entrevistas e apresenta a prática de psicólogos que estão em consonância com a Psicologia Escolar Crítica. Considera-se que importantes práticas vêm sendo desenvolvidas no sentido de que a Psicologia contribua para que a escola seja efetivamente espaço de humanização e apropriação do conhecimento, porém é relevante que haja políticas públicas que melhorem as condições de trabalho e ampliem as possibilidades de atuação do psicólogo nas instituições educacionais.

Formação e atuação em psicologia escolar: análise das modalidades de comunicações nos congressos nacionais de psicologia escolar e educacional

Neves,Marisa M. Brito da J.; Almeida,Sandra Francesca C. de; Chaperman,Mônica C. L.; Batista,Beatriz de P.
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
76.4%
O presente estudo teve como objetivo caracterizar a evolução das discussões sobre a formação e a atuação na área de Psicologia Escolar no Brasil. Foram analisados 102 trabalhos publicados nos Anais dos quatro Congressos Nacionais de Psicologia Escolar, promovidos pela ABRAPEE, entre os anos de 1991 e 1998. Os trabalhos foram agrupados em três categorias: Reflexões Teóricas, Relatos de Experiência e Relatos de Pesquisa. Os dados evidenciaram diversificação na produção do conhecimento na área de Psicologia Escolar; orientação de experiências de estágio numa direção mais preventiva e práticas profissionais que se referiram significativamente à atuação junto à comunidade escolar e aos professores.

Concepções e práticas da psicologia escolar :um olhar através do estágio curricular supervisionado

Câmara, Rosa Angélica de Mendonça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.41%
School psychology can be considered a growing professional field in Brazil, in spite of the difficulties concerning both the role of the psychologists in the schools and the restrictions of the labor market. Professional training is one of the most problems faced by the area. The present study is an attempt to investigate the conceptions of school psychology and the practice of the school psychologists inside de educational agencies, from the point of view of the professional training, expressed by curricular supervised training. The reason for this choice was the important role played by supervised training in the process of professional training. To carry out this study, supervised training reports written in the 1980s and the 1990s used in the student evaluation process were examined. As the main results, we point out the co-existence during the 1980-decade of two models of psychological practice: the clinical and the educational, with the dominance of the first one. During the 1990-decade, we can observe the co-existence of the same models with the dominance (but not the hegemony) of the educational model, as shown by the activities of the students. In the 1980s, for instance, the most common activities were observation of the children (45.9%)...

Escola e Psicologia: Uma História de Encontros e Desencontros

Oliveira-Menegotto,Lisiane Machado de; Fontoura,Gabriela Prado da
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.43%
Resumo:O presente artigo propõe-se a discutir os encontros e desencontros entre a Psicologia e a Escola, problematizando a heterogeneidade de posições acerca do fracasso escolar. Foi realizada uma revisão de artigos científicos na base SciELO, utilizando o descritor "Psicologia Escolar". Foram selecionados 32 artigos publicados a partir de 2003, que tratavam de estudos no contexto brasileiro e que faziam uma discussão sobre a inserção da Psicologia na Escola. A leitura minuciosa e a análise dos artigos originaram três eixos de discussão: A inserção da Psicologia na Escola: ideologias em comum; Resistências e tensionamentos: o nascimento do desencontro entre a Psicologia e a Escola; e Perspectivas em pauta: uma abordagem que considera a constelação escolar. A discussão evidenciou que a Psicologia foi introduzida na Escola por meio de um modelo médico/clínico, responsabilizando o aluno pelo fracasso escolar. A superação desse modelo ocorreu na medida em que esse fenômeno passou a considerar outras implicações.

A Psicologia Escolar e o estudante de Psicologia: elementos para o debate

Trigueiro,Emilia Suitberta de Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
86.43%
Resumo:A Psicologia Escolar foi uma das primeiras áreas de atuação do psicólogo, no entanto, desde o início, suas funções não estão bem definidas. A presente pesquisa teve por objetivo analisar a percepção dos estudantes de Psicologia de uma IES privada do interior do Ceará sobre a Psicologia Escolar. O estudo descritivo contou com a participação de 199 alunos entre o 1º e o 10º semestre. A pergunta que norteou o trabalho foi: O que eles pensam sobre a Psicologia Escolar? Alguns citaram que a Psicologia Escolar atua nas relações escolares ou no desenvolvimento dos processos de ensino e aprendizagem e outros relacionaram-na ao trabalho com alunos e família, aos problemas de aprendizagem ou a problemas psicológicos. Percebe-se com isso que muitos dos participantes deste estudo citam o aluno e seus problemas como sendo o principal alvo de intervenções dentro da escola, reflexo de um discurso social culpabilizante e estigmatizador.

(Des)Enlaces de la psicología escolar en la red pública de enseñanza; (Of) Unions of the school psychology in the public education; (Des) Liens de la psychologie scolaire dans le réseau publique d'enseignement; (Des) Enlaces da psicologia escolar na rede pública de ensino

Giongo, Carmem; Oliveira-Menegotto, Lisiane Machado de
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
76.51%
La Psicología Escolar se preocupa con todos los elementos que influencian el desarrollo del educando, considerando los aspectos cognitivos, motores, sociales, emocionales, escolares, entre otros. A partir de eso, el psicólogo escolar ha sido convocado a profundizar sus conocimientos en términos teóricos y prácticos, con el objetivo de atender a esta demanda de actuación sistémica e interdisciplinaria. De este modo, este estudio objetiva analizar las expectativas y opiniones de profesores sobre la inserción y el rol de la Psicología en la escuela, posibilitando entender cuáles son las demandas para el trabajo del psicólogo escolar y cómo se puede atender a estas demandas. Participaron de este estudio 44 maestros de cuatro escuelas municipales ubicadas en la región metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Los resultados revelaron equivocaciones en la concepción del rol del psicólogo escolar, sobre todo respecto a las posibilidades de intervenciones de la Psicología en el contexto escolar. Ellos también posibilitaron una discusión sobre las implicaciones de esas equivocaciones, especialmente en la inserción de la Psicología en la escuela.; A Psicologia Escolar preocupa-se com todos os elementos que influenciam o desenvolvimento do educando...